Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes de Ourém.
Sábado, 30 de Abril de 2011
FÁTIMA EM JÚBILO PELA BEATIFICAÇÃO DO PAPA DE FÁTIMA

Beatificação de João Paulo II: Vigília une o Mundo em oração

Através de Fátima, Portugal está ligado ao mundo, na vigília de preparação da beatificação de João Paulo II, coordenada a partir de Roma pelo Cardeal Agostino Vallini Vigario-Geral do Papa para a Diocese de Roma.

A decorrer neste preciso momento, com ligação a cinco lugares do Mundo, a transmissão pode ser acompanhada em directo em www.fatima.pt

Transmissões em Directo (canto superior direito do ecrã). A tradução para português está a cargo do P. Clemente Dotti, capelão do Santuário de Fátima.

Inicia-se neste momento, 20:00, a recitação do Rosário. Cada mistério será recitado com ligação televisiva a um lugar diferente: 1º Mistério - Santuário de Lagniewniki - Cracóvia (Polónia); 2º Santuário de Kawekamo – Bugando (Tanzânia); 3º Santuário de Nossa Senhora do Líbano – Beirute (Líbano), Santuário de Santa Maria de Guadalupe – Cidade do México (México) e, 5º mistério - Santuário de Nossa Senhora do Rosário de Fátima (Portugal).

No Santuário de Fátima, centenas de peregrinos de diversas nacionalidades acompanham a transmissão televisiva que une todos estes lugares à Capelinha das Aparições. Destaca-se o elevado número de grupos vindos de Espanha e de portugueses.

No Santuário de Fátima, sob a presidência de D. Augusto César, Bispo Emérito de Portalegre - Castelo Branco, será recitado o último mistério do rosário. Rezar-se-á em Fátima em Igreja.

 

Fonte: LeopolDina Simões / Sala de Imprensa do Santuário de Fátima



publicado por Carlos Gomes às 21:50
link do post | favorito
|

No Dia da Mãe visite a nossa região!

untitled



publicado por Carlos Gomes às 12:37
link do post | favorito
|

OLIVAL À PROVA EM TODO O TERRENO

CARTAZtt



publicado por Carlos Gomes às 10:03
link do post | favorito
|

MEDIEVAL DE OURÉM CHEGA AO CINEMA

187776_145094538892729_1713804_n

O vinho medieval de Ourém e a Quinta do Montalto fazem parte do documentário “Mother Vine: a Mátria do Vinho”, do realizador americano Ken Payton e cuja estreia está marcada para o próximo dia 6 de Maio, às 17h30, no Auditório Lagoa Branca, nas instalações do Instituto Superior de Agronomia, na Tapada da Ajuda.

Após a exibição do filme decorrerá uma prova de vinhos históricos portugueses na qual o vinho medieval de Ourém terá o devido destaque.



publicado por Carlos Gomes às 09:43
link do post | favorito
|

ACADEMIA DE MÚSICA BANDA DE OURÉM ORGANIZA FESTIVAL DE MÚSICA E DANÇA

203578_213551205340891_6273836_n



publicado por Carlos Gomes às 00:54
link do post | favorito
|

HOJE HÁ "HORA DO CONTO" NA BIBLIOTECA MUNICIPAL



publicado por Carlos Gomes às 00:37
link do post | favorito
|

AS TERMAS DO AGROAL

Agroal num dia de Agosto - Foto: Leonor Areal

 

Época termal

Não existe uma época balnear definida, a época mais frequentada são os meses de Verão. Dantes a época começava no S. João, prolongava-se “até há castanhas, aos magustos. (Entrevista J. Pardal)

Indicações

 

Doenças gastrointestinais e dermatoses (Guimarães, 1932)

Estômago e Intestinos (Contreiras, 1951)

Os aquistas procuram-na sobretudo para doenças de pele, dermatoses várias (eczemas, psoriáses), embora uma das aquista que se encontrava em tratamento de um eczema, considere a água também boa para o reumatismo, mas esta eram uma utente bastante especial no que diz respeito a temperaturas de águas, “de Maio a Setembro tomo banho de água fria”.

Quanto à recolha de água para ingestão aparece como uma indicação secundária, “problemas digestivos, prisão de ventre etc. Ela serve para limpeza interior, bebem um copo de 25cl de manhã e outro à noite”, disse-nos José Pardal.

Tratamentos/ caracterização de utentes

José Pardal proprietário da pensão Galfurra fez a seguinte estimativa de visitantes: “Vamos calcular 500 pessoas por dia numa situação de 2 meses, cerca de 30.000, depois vamos lhe dar mais 15 dias de final de Junho e princípio de Setembro, deve rondar os 40.000 […] No Inverno visitam o Agroal mais em passeio de fim-de-semana, quando está bom tempo.

Quanto à caracterização dos utentes do local, dividem-se em dois grandes grupos, os que procuram as águas para cura: “ O que se trata aqui, é mais eczemas e psoriáses. Uma cicatrização mais rápida de feridas não tenho dúvidas nenhumas, não sei se por qualidades da água se pela própria frigidez dela.

Ao segundo grupo pertence a maioria dos frequentadores procuram o Agroal como praia fluvial, é esta valência de lazer que o actual projecto da Câmara Municipal de Ourém pretende revitalizar, e que José Pardal critica: “ Pois este projecto não dignifica a essência, estamos só a fazer um projecto de praia fluvial, não estamos a valorizar as qualidades da água em si. Praias fluviais pode-se fazer em qualquer rio ou ribeiro, agora com águas desta natureza não temos muitas. Pensar isto, só como praia fluvial é pouco …mas não sou contra que se faça aqui a praia fluvial, isto possibilita há pessoas continuarem a tratar-se e não terem e pagar. Claro que não tem o acompanhamento médico que devia ter, devia haver um cero sistema de apoio para essas pessoas que vêm aqui para tratamento.

Isto mexe um pouco com o sistema nervoso, e por vezes criam-se situações maçadoras entre os que estão a tratamento e os turistas.

O projecto não dignifica o valor que as águas têm.

 Os banhos quentes da fria água do Agroal (foto Leonor Areal)

 

Instalações/ património construído e ambiental

A emergência de água é de uma rocha calcária no sopé de uma colina, com um caudal que ronda os 2 milhões de litros em 24 horas (Guimarães, 1932).
 Repare o Agroal tem actualmente um valor por si próprio, que é a natureza. Antigamente ninguém dava valor à natureza, tudo era natureza, agora com todo o progresso e poluições as pessoas começaram a dar valor a essa natureza selvagem que ainda temos aqui. (entrevista a JP)
É sem dúvida essa natureza “ Reserva do Alto Nabão” o maior valor do local, onde não falta itinerários pedestres que a Quercus traçou, onde este local “termal” e de veraneio está completamente integrado. Oxalá o novo projecto da CM de Ourém saiba conservar apesar de todas as fundamentadas dúvidas de José Pardal.

Quanto ao património construído, temos na margem esquerda, concelho de Ourém: A nascente com a sua represa de forma oval, sendo o arco esquerdo dessa oval, fechado pelas velhas construções desactivadas de “balneários” (vestuários) e dos “banhos quentes” (balneário), ambos no piso térreo, o piso superior era destinado ao aluguer de quartos. O outro arco da oval está voltado para o rio Nabão, para onde a água corre, entre aberturas de um dique construído em madeira, assente no aglomerado de calcário, que separa as águas do Rio das águas minerais.

Este conjunto construído conta ainda com uma terceira casa com a sua velha varanda em madeira, junto do qual se encontra a nora que elevava água de uma das descargas da nascente para as hortas que se localizavam atrás das construções.

As casas são caiadas com pigmentos primários que tradicionalmente se associam à cal, o azul ultramarino e o ocre, o que lhe dá um curioso garrido. Localizam-se ao fundo de uma rua marginal ao rio (margem. esquerda), arborizada desse mesmo lado, e que serve de local de venda ambulante durante a época balnear (Julho e Agosto). Do outro lado da rua, encostado à colina calcária encontram-se as casas mais recentes, duas pensões de construções pobres nos materiais utilizados, apesar de ter sido “construída na rocha talhada por nós” (JP), essa matéria-prima, neste caso de muito baixo custo, não foi utilizado, recorrendo-se há usual construção em gaiola de cimento armado, com paredes em tijolo rebocado e pintado actualmente a branco.

Junto da ponte sobre o Nabão que dá acesso a esta rua encontra-se outra casa cuja função me falta determinar, é uma vivenda em dois pisos, murada, construída em pedra calcária, com jardim tratado, mas sem janelas nem portas.

Na margem direita, concelho de Tomar, não existe actualmente nenhuma construção, “…do outro lado do rio havia 4 tascas típicas. Os homens da outra freguesia quando tiveram conhecimento do projecto resolveram arrasar com o que lá estava construído em terreno baldio O Agroal era bem mais bonito, com as esplanadas do outro lado, as rivalidades entre os homens dá nisto, … daqui (deste lado) ninguém vem recolher o lixo.”

Na margem esquerda do Nabão (Concelho de Ourém) (foto Leonor Areal)

 

Natureza

Bicarbonatada e Sulfatada cálcica (Contreiras, 1951)  Bicarbonatada cálcica (Calado, 1992).

Curiosamente José Pardal, ao falar da natureza desta água afirmou “A composição química desde 1931, não se alterou ela é bastante sulfúrica”. Sulfúrica é coisa que esta água não é, nem no paladar nem no cheiro. Predomina os bicarbonatos de cálcio, com 0,2952g. /L, seguindo-se o cloreto de magnésio com 0,0299g. /L e só depois o sulfato de cálcio com 0,0144, segundo as análises de Machado (1917) citado por Guimarães (1932). Nesta análise é também de destacar a presença da sílica com 0,0046g/L, ao que se poderá atribuir as suas qualidades cicatrizantes.

Alvará de concessão

Alvará de concessão 26/7/1918, publicado no Diário do Governo nº193, II série de 19/8/1918.

Despacho ministerial considerando abandonada de 7/6/1934, publicado no diário do Governo nº 136, II série de 13/6/1934.

Alvará de concessão de 2 de Outubro de 1950, a favor da Sociedade Águas do Agroal Lda. – esta sociedade foi formada pelo avó do actual proprietário, mas nunca teve um efectiva exploração das águas, limitando-se à exploração dos balneários e da hospedagem.

Historial

Guimarães (1932) publicou um pequeno folheto sobre as Águas do Agroal. Este médico depois de afirmar que nem romanos, “nem tão pouco os árabes, dignos continuadores dos senhores de Roma”, usaram das águas de Agroal, e, que a Idade Média “ por porca e suja, também por lá não passou e muito menos a Idade Moderna pelo seu horror à água”. Concluiu: “É pois a sua história dos nossos dias em que tão beneficamente usamos da água.” Mas no entanto o autor, mais tarde teve ocasião, “ de viver próximo do Agroal”, ouvindo então histórias sobre a cura nestas águas do “ famoso rei Gargoris” (rei da Tartessia que terá descoberto as utilidades do mel), e de rugidos que se ouviam sobre as águas “ semelhantes ao de feras presas, apareceram ali morcegos de asas brancas, peixes ficavam sem olhos, por lhe rebentarem os glóbulos oculares ao contacto das águas”.

Talvez a água desta nascente nunca antes tivesse sido utilizada para fins terapêuticos, mas existe uma referência do séc. XVIII a uma nascente em Formigais, trata-se do Mapa de Portugal Antigo e Moderno (1762-63) de João Bauitsta de Castro, com o seguinte texto: “40. Tomar - Em a freguesia dos Formigais, que é termo desta insigne Vila, e no lugar da Quebrada rebenta de Inverno uma fonte com alguns olhos de água, pelos quais saem alguns ouriços de castanhas, não havendo dali a três léguas castanhas” (155).

Em contraste com esta lendárias origens e fantasiosos fenómenos das Águas do Agroal, José Pardal deu-nos uma origem bem mais plausível: “ Esta casa vem do meu trisavô, bisavô, avô, pai e filho, estamos na 5ª geração. Estou a falar de uma situação a cento e não sei quantos anos, era ao princípio só uma horta, havia aquela emergência de água no mesmo sítio onde está, regava-se as hortas com esta água, por isso lá está aquela nora de elevar as águas.

O que se passou foi que alguém que tinha umas mazelas, apercebeu-se que a água tinha um poder muito forte a nível cicatrizante, depois vieram mais pessoas com problemas de pele. Com a visualização dessas curas, foram essas pessoas que divulgaram estas águas, nós nunca fizemos publicidade.

Mas a situação de exploração, digamos termal, remota ao meu bisavô, com aquelas casas mais velhas, depois o meu pai com esta. Eu ainda não fiz nada, mas talvez ainda faça qualquer coisa.”

Mas voltando a Guimarães (1932). Já formado em medicina resolve receitar a água primeiro em doentes de dermatoses, para depois alargar a sua aplicação terapêutica a doentes gastrointestinais “ que tiraram também óptimo resultado”.

No seu folheto reproduz a análises feitas por Machado (1917) e uma carta de Lepierre, onde este afirma que a análise por ele feita em 1931, foram sumárias e feitas a pedido da Câmara de Tomar.

O autor concluiu que “ Não é, decerto, aos seus componentes que, principalmente, estas preciosas águas devem as suas ricas propriedades terapêuticas”. Pergunta-se se essas qualidades não serão atribuídas a “gases, rádios, iões […] ou terão essas águas vida própria, com qualidades que determinam, na sua origem, o milagroso delas?

Por fim para confirmar que o “Milagroso existe, existe” publica uma série de cartas de médicos atestando as curas que doentes seus fizeram nessas águas.

Em 1934 a exploração da nascente foi dada como abandonada, aliás nunca existiu em estabelecimento hidrotermal, pois o autor do folheto que acompanhamos na introdução ao seu texto apresenta como sua pretensão: “chamar a atenção de alguém que queira delas fazer uma florescente estância, como as suas preciosas qualidades reclamam”.

José Pardal referiu outra concessão dada em 1950, à Sociedade de Águas do Agroal, da qual seu avô seria o principal interessado. É de crer que a partir dessa década o local se tornou procurado, em âmbito regional, para cura e veraneio, surgiram as tascas e uma nova pensão, ampliadas já na década de 90.

Nos anos oitentas podemos localizar a descrição dada por José Pardal da hipótese de engarrafamento de águas: “Houve uma tentativa da parte do meu pai, que chegou a ter relação com o Sousa Cintra, ele esteve aqui, houve então uma ideia de se fazer uma fábrica de engarrafamento, mas o meu pai teve receio do homem, e não se seguiu para a frente. Eu não estou totalmente longe da ideia, ao ver este manancial de água a ir para o rio.

O Jornal Notícias de 9/8/00 publicou um artigo com o título: Águas do Agroal são perigosas para a saúde pública – Líquido que “cura males de pele” não deve ser ingerido pelas pessoas. Onde o Delegado de Saúde de Ourém alertava a população para a má qualidade da água da “piscina” (represa) do Agroal, aviso este que os utentes não respeitavam, retirando mesmos a placas colocadas pela Delegação de Saúde.

Quanto ao assunto o nosso entrevistado foi mais lacónico: “Depois houve esse problema das águas, que nunca cheguei a perceber se houve ou não, eu nunca estive fechado e as pessoas não deixaram de cá vir”.

Reconhecendo que “Há pecuárias na Serra da Estrela, há pecuárias em França. Repare, têm uma certa razão quando as pecuárias não tem tratamento das águas, mas para já, não sabemos por onde é que a água dessa nascente passa, ela pode vir do outro lado do Rio, Se soubéssemos seria belíssimo, até podíamos fazer uma zona onde mesmos as pessoas não podiam andar… isso é tudo subjectivo. Houve realmente uma pecuária que não tinha tratamento e deitava tudo para o ribeiro, agora se vinha dar aqui senão vinha não sei, não vi e eles também não sabem…Agora estão ali as análises, estas águas estão bacteriologicamente puras.”

Três anos mais tarde o mesmo jornal noticiava a 2/3/03 o projecto de criação de um Balneário e centro ambiental no Agroal, da responsabilidade da Associação de desenvolvimento integrado do Ribatejo Norte.

Já no corrente ano de 2004 o mesmo jornal publicava outra notícia com o título: “Praia Fluvial Requalificada – Agroal: População acredita que a água da nascente tem vantagens medicinais. Projecto concebido pela autarquia inclui novos equipamentos, áreas pedonais e actividades de divulgação

Sobre o assunto José Pardal, tem a seguinte opinião; “Nas propostas da CM sou sempre ouvido por último, ou seja, quando já está tudo feito. Se vai haver arrependimentos da parte deles, é natural que os haja. Os homens não conhecem a zona, são de Lisboa, não conhecem o local, nunca tiveram com água até aquela viga, não sabem que o rio galga as margens, ou então não projectavam certas coisas como estão no projecto. Penso que deveria ter havido um contacto mais directo connosco, perguntarem estas coisas, que só quem vive aqui sabe. … Enfim está o projecto feito, para calar o povo que andava muito revoltado. A Câmara sempre foi PSD e a oposição aproveitou o Agroal… é o jogo político normal.

Para mim a resolução só passa por duas opções ou isto é privatizado ou é público.

Veja-se as pessoas vem aqui curar-se de problemas que os próprios médicos não sabem solucionar, até se sentem bem aqui, portanto tem este aspecto público que tem de continuar...

Alojamentos

 

No local existem duas pensões, cada uma com 14 quartos, A primeira encontrava-se encerrada quando da visita, a segunda Pensão Galfurra, tem serviço de Restaurante sendo a mais vizinha da “represa” de água mineral. Tel. 249566125.

Quanto a alojamentos o que existe, é esta minha pensão, e um vizinho que veio para aqui há vinte anos, que actualmente está à venda, mas não foi ele que a fundou, já comprou uma antiga casa e ampliou. Eu tenho 14 quartos e o vizinho terá outros tantos. (A. Pardal)

Tomar dista 10 km do local, com várias unidades hoteleiras, as aldeias mais perto da nascente são Vale de Colmeias e Paredes, ambas no concelho de Tomar.

Recortes

JN- 9/8/00 (Sílvia Reis) – Águas do Agroal são perigosas para a saúde pública – Líquido que “cura males de pele” não deve ser ingerido pelas pessoas.

JN- 2/3/03 (Silvia Reis)– Balneário e centro ambiental no Agroal

JN – 11/2/04 (Silvia Reis) – Praia Fluvial Requalificada – Agroal: População acredita que a água da nascente tem vantagens medicinais. Projecto concebido pela autarquia inclui novos equipamentos, áreas pedonais e actividades de divulgação.

Bibliografia

Acciaiuoli 1944, Calado 1995, Castro 1762-63, Contreiras 1937, Contreiras 1951, Guimarães 1932, Lepierre 1931, Machado 1917, Torres, 1918, Águas e Termas portuguesas 1910, Le Portugal hidrologique e Climatique 1930-42.

 

Freguesia: Formigais     

Povoação/Lugar: Agroal

Localização: Na margem esquerda do Rio Nabão (neste local serve de divisão aos Concelhos de Ourém e Santarém).Segundo José da Silva Pardal, proprietário da Pensão Galfurra, esta situação de “fronteira” não tem ajudado a resolver os problemas na nascente do Agroal: Estamos no limite de dois concelhos, de duas freguesias e a curto prazo também no limite de duas regiões ou distritos, já que Ourém vai passar para Leiria. Aqui tudo é Espanha e tudo é Portugal, quero dizer, isto é uma fronteira, os homens têm rivalidades constantes. Não sei se sabem a CM de Ourém tentou levar águas daqui para o seu concelho, sem consultar Tomar, houve grande problemas e a obra não se fez.

Província hidrominera: A / Bacia hidrográfica do Rio: Tejo      

Zona geológica: Na divisão entre a Bacia Terciária do Tejo e as Orlas Meso Cenozoicas

Fundo geológico (factor geo.): Rochas Sedimentares – carbonatadas (Calcários).Num vale abrupto sobre o Rio Nabão de colinas talhadas em afloramentos calcários   

Dureza águas subterrâneas: 100 a 200 mg/l de CaCO3

 

in http://www.aguas.ics.ul.pt/index.htm



publicado por Carlos Gomes às 00:06
link do post | favorito
|

Sexta-feira, 29 de Abril de 2011
MARIA CLARA DO MENINO JESUS VAI SUBIR AOS ALTARES

A Eucaristia da Beatificação de Maria Clara do Menino Jesus está marcada para o próximo dia 21 de Maio, a partir das 11 horas, a ter lugar no Estádio do Restelo, em Lisboa. Esse dia vai ser de festa não apenas para as Irmãs Franciscanas Hospitaleiras da Imaculada Conceição cuja Congregação foi por si fundada como ainda por todos quantos têm beneficiado da sua obra gigantesca ou com ela de algum modo se identificam.

Nos dias que antecedem aquela cerimónia vai decorrer um tríduo de preparação que terá lugar na Igreja de S. Miguel, em Queijas, no dia 18, na Igreja de Nossa Senhora do Amparo, em Benfica, no dia 19 e, uma Solene Vigília, na Igreja de Santa Maria de Belém, no Mosteiro dos Jerónimos, em Lisboa, no dia 20 de Maio. No dia 21 de Maio, as portas do Estádio do Restelo abrem-se ao público às 9 horas da manhã para darem lugar às celebrações a partir das 10h30. Pelas 15 horas, haverá lugar a uma livre visita ao túmulo da Beata Maria Clara do Menino Jesus, o qual se encontra na Sede da CONFHIC, na localidade de Linda-a-Pastora, nos arredores de Lisboa. Por fim, no dia 22 de Maio, às 11h30, decorrerá na Sé de Lisboa uma Eucaristia de Acção de Graças.

img218

img216



publicado por Carlos Gomes às 22:12
link do post | favorito
|

BEATIFICAÇÃO DE JOÃO PAULO II VAI SER CELEBRADA COM VIGÍLIA NO SANTUÁRIO DE FÁTIMA

untitled

No próximo domingo, dia 1 de Maio, João Paulo II, grande devoto de Nossa Senhora de Fátima, será beatificado no Vaticano pelo Papa Bento XVI.

Na noite de 30 de Abril, às 19h de Lisboa, o Santuário de Fátima associar-se-á a uma vigília mundial de oração, organizada pelo Vicariato de Roma, que unirá cinco lugares diferentes do mundo através da televisão:

- a Basílica de Guadalupe, no México;

- o Santuário de Kawekamo, na Tanzânia;

- o Santuário de Fátima, em Portugal

- Cracóvia, na Polónia;

- o Santuário de Nossa Senhora do Líbano, em Beirute.

Em cada uma destas cidades será recitado um mistério do Rosário, difundido em tempo real pelo Centro Televisivo do Vaticano para todo o mundo.

No dia 1 de Maio, realizar-se-á um concerto na Basílica de Nossa Senhora do Rosário de Fátima a partir das 16h, em memória a este Papa que visitou Fátima por 3 vezes durante o seu pontificado.

No entanto, será no próximo dia 13 de Maio, durante a peregrinação aniversária das Aparições de Fátima, que decorrerá a grande celebração nacional de acção de graças pela beatificação de João Paulo II.

Mais informações no site do Santuário de Fátima em www.santuario-fatima.pt~

 

Citações: http://nucleomonarquicoabrantes.blogspot.com/



publicado por Carlos Gomes às 19:22
link do post | favorito
|

OURÉM EXPÕE BRINQUEDOS NO MUSEU MUNICIPAL

image001



publicado por Carlos Gomes às 17:43
link do post | favorito
|

OURÉM REALIZA SEMINÁRIO SUBORDINADO AO TEMA "PORTUGAL - 25 ANOS DE ADESÃO À UNIÃO EUROPEIA"

Vai realizar-se no próximo dia 6 de Maio, às 14horas, um seminário subordinado ao tema “Portugal - 25 anos de adesão à União Europeia”. A iniciativa tem lugar no auditório do edifício dos Paços do Concelho e as inscrições são gratuitas, devendo ser efectuadas através do número de telemóvel 911 750 298.

O primeiro painel terá como tema: “Um balanço de 25 anos de adesão de Portugal à União Europeia” e terá como intervenientes Maria da Luz Rosinha, presidente da Câmara Municipal de Vila Franca de Xira, Alfredo Marques, presidente da CCDR- Centro e Sérgio Ribeiro, Ex- eurodeputado.

De entre os intervenientes destaque para a presença de Margarida Marques, representante da Comissão Europeia em Portugal, que será acompanhada pelo eurodeputado Carlos Coelho, no segundo painel, que irá apresentar as perspectivas para os próximos 25 anos.

Neste painel serão debatidos temas como: Conseguirá Portugal nos próximos anos convergir com os restantes Estados-membros? - Caminharemos para uma Europa mais económica ou uma Europa mais social e cultural? Até onde se alargará a União Europeia? Como se posicionará a União Europeia na cena mundial?

Anuncio_Seminario_UE

Seminário:

“Portugal: 25 anos de adesão à União Europeia”

Ourém, 6 de Maio de 2011

PROGRAMA

Local: Edifício Paços doMunicípio de Ourém

Organização: Município de Ourém e Centro Europe Direct de Santarém 

Dia 6 de Maio, às 14h00, tem início no auditório do edifício dos Paços do Concelho, um seminário subordinado ao tema "Portugal - 25 anos de adesão à União Europeia".

Uma organização conjunta do Município de Ourém e do Centro Europe Direct de Santarém.

Os interessados em participar deverão efectuar a sua inscrição através do número de telemóvel: 911 750 298

Programa

14h00 – 14h15: Recepção e credenciação dos participantes

14h15 – 14h30: Abertura

Paulo Fonseca - Presidente da Câmara Municipal de Ourém

Jorge Faria - Director da Escola Superior de Gestão de Santarém

14h30 – 15h45: Painel I

Um balanço de 25 anos de adesão de Portugal à União Europeia

Moderador: Luís Rainha – Docente na Escola Superior de Gestão de Santarém

Intervenientes:

Maria da Luz Rosinha - Presidente da Câmara Municipal de Vila Franca de Xira

Alfredo Marques – Presidente da CCDR Centro

Sérgio Ribeiro – Ex-Eurodeputado

Há 25 anos Portugal decidiu associar-se ao processo de construção Europeia, consolidando a sua democracia e instaurando uma nova economia de mercado. Essa opção permitiu traçar um caminho sem precedentes, de crescimento, estabilidade e prosperidade. Por outro lado, a nossa adesão permitiu à União Europeia, estender as suas relações ao Brasil, África e à comunidade lusófona.

Neste painel serão discutidas questões como:

- Que alterações ocorreram em Portugal após 25 anos de presença na UE?

- Foi o País capaz de responder aos desafios que se lhe foram colocando?

- Quais foram as principais vantagens da adesão à UE?

- Quais os principais contributos de Portugal para a construção Europeia?

Debate

15h45 – 16h00: Pausa para café

16h00 – 17h00: Painel II

Portugal na UE - Uma perspectiva sobre os próximos 25 anos

Moderador: Francisco Vieira - Director da Insignare

Intervenientes:

Margarida Marques – Chefe da Representação da Comissão Europeia em Portugal

Carlos Coelho – Eurodeputado

Portugal, à semelhança dos outros países da União Europeia, vê-se hoje confrontado com um desafio que marcará indubitavelmente os próximos 25 anos da sua história: a crise económica. A actual situação, representa um desafio, mas também constitui uma oportunidade para mudar e consolidar as reformas indispensáveis na adequação da União Europeia ao século XXI.

Neste painel haverá a oportunidade para debater temas como:

- Conseguirá Portugal nos próximos anos convergir com os restantes Estados-membros?

- Caminharemos para uma Europa mais económica ou uma Europa mais social e cultural?

- Até onde se alargará a União Europeia?

- Como se posicionará a União Europeia na cena mundial?

Debate

17h00 – 17h30: Sessão de Encerramento

Paulo Fonseca – Presidente da Câmara Municipal de Ourém

Jorge Faria – Director da Escola Superior de Gestão de Santarém



publicado por Carlos Gomes às 17:32
link do post | favorito
|

FÁTIMA RECEBE CONVENÇÃO INTERNACIONAL DA ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DOS AGENTES DE VIAGENS

No próximo dia 7 de Maio, Fátima vai receber os participantes da 20ª Convenção Internacional da Associação Brasileira dos Agentes de Viagens (ABAV), uma entidade que reúne as principais agências de viagens do Brasil e que integra mais de três mil entidades associadas que são responsável por cerca de oitenta por cento do mercado brasileiro do sector.

Neste evento que tem lugar em Portugal pela quinta vez, vão participar perto de uma centena de profissionais ligados ao sector do turismo, incluindo operadores e agentes de viagens, jornalistas e outros profissionais. A iniciativa decorre entre três e 10 de Maio e prevê a deslocação a outros pontos do país que constituem referência no domínio do turismo como Lisboa, Porto, Évora, Braga, Viana do Castelo e Ponte de Lima onde ficarão instalados no Paço de Calheiros e assistirão á actuação de um grupo folclórico local.

Para além de constituir um dos mais importantes altares da Fé Cristã, Fátima assume-se cada vez mais como uma referência mundial também no sector do turismo.



publicado por Carlos Gomes às 12:33
link do post | favorito
|

Rota das Carmelitas liga Convento do Carmelo ao Santuário de Fátima

Os peregrinos de Fátima vão contar com uma rota de 111 quilómetros, que ligará o Convento do Carmelo, em Coimbra, ao santuário mariano da Cova da Iria, e que foi apresentada pela Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro (CCDRC).

Alfredo Marques, presidente da CCDRC, explicou que o projeto visa “oferecer melhores condições de segurança e orientação aos peregrinos e, ao mesmo tempo, valorizar e dar a conhecer o interior da região atravessada pela rota”.

Denominado “Caminhos de Fátima – Rota de Peregrinação das Carmelitas de Fátima”, o projeto passa por identificar, qualificar e dar segurança a um percurso com início em Coimbra e continuidade nos concelhos de Condeixa-a-Nova, Penela, Ansião e Alvaiázere, terminando no de Ourém.

Para o presidente da CCDRC, trata-se de estruturar uma rota “específica já definida, com um significado simbólico, que oferece melhores condições de segurança, orientação e apoio aos peregrinos, desviando-os de estradas com muito tráfego automóvel”.

“Ao mesmo tempo, aproveitamos para dar a conhecer o interior da região e os recursos das localidades abrangidas pela rota, valorizando o seu património e dinamizando as povoações percorridas”, afirmou Alfredo Marques.

Segundo este responsável, já está disponível a geo-referenciação dos Caminhos de Fátima, sendo possível percorrer a rota com recurso ao sistema de GPS.

O próximo passo, acrescentou, é proceder à infraestruturação do percurso através de sinalização e placas informativas sobre locais de visitação, alojamento, alimentação, postos de saúde, farmácias, lojas e vias alternativas.

Este trabalho, segundo Alfredo Marques, será alvo de uma candidatura ao programa Mais Centro para financiamento do investimento, que deverá rondar os 370 mil euros.

“É minha convicção de que as infraestruturas sejam executadas dentro de um ano”, adiantou.

O presidente da CCDRC considerou que esta rota vai ter “muito impacto junto dos peregrinos, pois as pessoas careciam de informações que as levassem a adotar as alternativas mais seguras e cómodas e oferecesse melhores condições de espiritualidade”.

Por outro lado, o projeto pretende ser “um elemento diferenciador das habituais rotas de peregrinação, atraindo novos públicos, nomeadamente pela sua articulação com o Caminho Português de Santiago de Compostela, dado que partilham o mesmo percurso mas em sentido inverso”.

Aquando da assinatura do protocolo para a criação da rota, a 06 de maio de 2010, o bispo da diocese de Leiria-Fátima, António Marto, afirmou que “bons caminhos ajudam a fazer uma boa peregrinação”.

Este protocolo congregou neste objetivo as dioceses de Coimbra e Leiria-Fátima e Santuário de Fátima, os municípios de Alvaiázere, Ansião, Coimbra, Condeixa-a-Nova, Ourém e Penela, as Entidade Regionais de Turismo do Centro e Turismo Leiria-Fátima e a CCDRC.

 

Fonte: Diário As Beiras,  http://www.asbeiras.pt/



publicado por Carlos Gomes às 11:16
link do post | favorito
|

GOVERNO APROVA MEDIDAS DE PROTECÇÃO FITOSSANITÁRIA DO PINHEIRO

O Conselho de Ministros aprovou no passado dia 21 de Abril um Decreto-Lei que estabelece as medidas extraordinárias de protecção fitossanitária indispensáveis ao controlo do nemátodo da madeira do pinheiro, implementando a Decisão n.º 2006/133/CE, da Comissão, de 13 de Fevereiro, com a redacção dada pela Decisão n.º 2009/993/UE, da Comissão, de 17 de Dezembro.

Floresta

Conforme comunicado do próprio Conselho de Ministros, “este Decreto-Lei estabelece medidas extraordinárias de protecção fitossanitária indispensáveis ao controlo do nemátodo da madeira do pinheiro (NMP) Bursaphelenchus xylophilus (Steiner & Bührer) Nickle et al. e do seu insecto-vector, o longicórnio do pinheiro, Monochamus galloprovincialis (Oliv.), com vista a evitar a dispersão da doença da murchidão do pinheiro e, quando possível, a sua erradicação, procedendo à implementação das medidas de protecção fitossanitária previstas em Decisões Comunitárias

Entre as medidas previstas destaca-se, em primeiro lugar, a obrigatoriedade de registo de todos os operadores económicos envolvidos na exploração florestal de coníferas, bem como dos operadores económicos que procedem ao fabrico, tratamento e marcação de material de embalagem de madeira e tratamento de madeira de coníferas.

Em segundo lugar, estabelecem-se as exigências específicas relativas ao abate, circulação e armazenamento de coníferas hospedeiras.

Em terceiro lugar, definem-se as medidas relativas ao tratamento de madeira e material de embalagem de madeira, a par das restrições à sua circulação no território nacional e à sua expedição para outros países.

Este diploma define, por último, um quadro de prerrogativas de inspecção e fiscalização, a par de um regime sancionatório, com vista a assegurar a verificação do cumprimento das exigências e a dissuasão da prática de eventuais infracções.

O nemátodo da madeira do pinheiro é um dos organismos com maior potencial destrutivo para a floresta de coníferas, tendo sido detectado em Portugal em 1999. Este organismo tem sido responsável por fortes limitações ao comércio internacional de madeira, sendo considerado organismo prejudicial para a União Europeia e listado como organismo de quarentena pela Organização Europeia e Mediterrânica de Protecção de Plantas (OEPP)”.



publicado por Carlos Gomes às 10:11
link do post | favorito
|

OURÉM CELEBRA PROTOCOLO COM CENTRO NACIONAL DE CULTURA

A Câmara Municipal de Ourém e o Centro Nacional de Cultura celebram hoje o Protocolo que estabelecerá os “Caminhos de Fátima”. A cerimónia decorre pelas 18 horas, na Biblioteca Municipal da Nazaré e incluirá ainda os municípios da Batalha, Porto de Mós, Alcobaça e Nazaré.

Peregrinação

Este protocolo tem como finalidade a promoção de um itinerário mais seguro para os peregrinos, calculado em cerca de cinquenta quilómetros, com recurso a caminhos pedonais alternativos aos actualmente existentes, através de um percurso que contempla um vasto e rico património paisagístico, edificado e gastronómico.

Desde 1996, o Centro Nacional de Cultura concebeu e está a desenvolver o projecto CAMINHOS DE FÁTIMA que visa reconhecer "corredores" no território nacional onde possam ser traçados caminhos, preferencialmente pedonais, a serem percorridos pelas peregrinações a Fátima, que procurarão incluir os trajectos tradicionais, actualmente perigosos e inviáveis em numerosos troços. O seu objectivo principal é criar uma rede de trajectos turismo cultural e de recreio que deverá percorrer todo o país, ligando diferentes pontos de interesse histórico, religioso, arquitectónico e cultural. Pela natureza do projecto, este agrega e promove a colaboração entre o sector público e privado, organismos e instituições locais, regionais e nacionais de âmbito cultural, social, turístico e religioso.

Já estão sinalizados o CAMINHO DO TEJO que parte de Lisboa e o CAMINHO DO NORTE que parte de Valença onde entronca com o Caminho Português de Santiago pelo que em ambos os casos a sinalização é feita com setas azuis e amarelas, indicando Fátima e Santiago. Sempre em coordenação com as diversas autarquias por onde os caminhos passam e em colaboração com várias instituições com objectivos comuns, chegou o momento de sinalizar o pequeno mas importante CAMINHO DA NAZARÉ, que ligará os dois santuários Marianos.

Prevemos que este caminho venha a ser muito utilizado por peregrinos, portugueses ou estrangeiros, já que, se percorrido a caminho da Nazaré constituirá uma caminhada ao Finistarrae de Fátima mas, se a partida for da Nazaré, constituirá uma boa opção não só para peregrinos que dispõem de poucos dias para chegar a Fátima, como ainda dos que pretendem prosseguir de Fátima para Santiago de Compostela.



publicado por Carlos Gomes às 09:30
link do post | favorito
|

Amanhã... vamos contar mentiras!


tags: ,

publicado por Carlos Gomes às 00:55
link do post | favorito
|

Quinta-feira, 28 de Abril de 2011
PRODUTOS REGIONAIS À PROVA NA GALERIA TEMPLÁRIOS

NLetter28ABR11



publicado por Carlos Gomes às 15:54
link do post | favorito
|

PADRE VIRGÍLIO ANTUNES, ACTUAL REITOR DO SANTUÁRIO DE FÁTIMA, É O NOVO BISPO DE COIMBRA

A Santa Sé acaba de anunciar a nomeação do Padre Virgílio Antunes, actual Reitor do Santuário de Fátima, para Bispo de Coimbra. O anúncio oficial à Diocese de Leiria-Fátima foi realizado no Santuário de Fátima. O Santo padre Bento XVI aceitou a renúncia de Monsenhor Albino Mamede Cleto ao governo da Pastoral da Diocese de Coimbra, em conformidade com o cânone 401, parágrafo 1 do Código de Direito Canónico e nomeou seu sucessor, o Reverendíssimo Sacerdote Virgílio Antunes. Entretanto, o novo bispo dirigiu já a sua mensagem à Diocese de Coimbra, tendo esta saudado o novo Bispo.

_1104-218-c_4db87fcead0db

O Padre Virgílio Antunes nasceu em 22 de Setembro de 1961, em S. Mamede, no vizinho Concelho da Batalha. Estudou no Seminário Diocesano de Leiria entre 1971 e 1978 e frequentou estudos de filosofia e teologia no instituto Teológico de Coimbra. Foi nomeado sacerdote em 1985. Entre muitas outras funções que exerceu ao longo da sua carreira eclesiástica, o Padre Virgílio Antunes foi professor no Seminário Diocesano de Leiria, membro do Secretariado Diocesano da Pastoral Vocacional e Director do Pré-Seminário, Docente em Teologia Bíblica no Instituto Superior de Estudos de Teologia de Coimbra, no Centro de Formação e Cultura de Leiria e no Seminário Diocesano de Leiria. Foi ainda reitor do Seminário Diocesano de Leiria, do jornal “O Mensageiro”, delegado Episcopal para o Diaconato Permanente, Capelão do Santuário de Nossa senhora de Fátima e, mais recentemente, reitor do Santuário de Nossa Senhora de Fátima.

O AUREN deseja-lhe as mais felicidades pessoais e para a nova missão em que acaba de ser incumbido.

 

Fonte: Sala de Imprensa do Santuário de Fátima



publicado por Carlos Gomes às 15:15
link do post | favorito
|

A ESTÁTUA EQUESTRE DE D. NUNO ÁLVARES PEREIRA EM CONSTRUÇÃO NO ATELIER DO ESCULTOR LEOPOLDO DE ALMEIDA

B092101

A imagem que se publica pertence ao Arquivo da Câmara Municipal de Lisboa e regista a visita do Presidente daquela autarquia, António Vitorino França Borges, ao atelier do escultor Leopoldo de Almeida na altura em que este criava a estátua equestre de D. Nuno Álvares Pereira que viria a ser erigida em frente ao Mosteiro da Batalha.



publicado por Carlos Gomes às 00:05
link do post | favorito
|

Oficina de Teatro em Ourém

185951_179878405389375_100001016504360_395594_1855

30 de Abril e 7 de Maio

Oficinas de Teatro Infantil

Oficina de teatro infantil ministrada pela oureense Dora Conde [Grupo de Teatro Apollo] destinada aos mais novos. Cada sessão tem a duração de 2h30 e o custo de €3. Destina-se a crianças entre 6 e 13 anos. Inscrição obrigatória.

Museu Municipal de Ourém, 10h00

Formação composta por quatro sessões individuais.

Cada sessão: €3

Inscrições: museu@mail.cm-ourem.pt; 919585003.

As sessões só se realizam se houver pelo menos 10 inscrições



publicado por Carlos Gomes às 00:05
link do post | favorito
|

Quarta-feira, 27 de Abril de 2011
TURISMO LEIRIA - FÁTIMA: DESCUBRA UMA REGIÃO COM ALMA!

untitled

São seis os magníficos concelhos abrangidos pela Entidade Regional do Turismo de Leiria-Fátima: Batalha, Leiria, Marinha Grande, Ourém, Pombal e Porto de Mós. A estes concelhos repletos de História, Cultura, Património, Natureza, Sol e Mar, junta-se o Turismo Religioso e a paz e tranquilidade que se vive no Santuário Mariano de Fátima…
Aqui, em Leiria-Fátima! Venha descobrir-nos!



publicado por Carlos Gomes às 18:43
link do post | favorito
|

OURÉM ASSINALA 25 ANOS DE ADESÃO DE PORTUGAL À UNIÃO EUROPEIA

Vai realizar-se no próximo dia 6 de Maio, às 14horas, um seminário subordinado ao tema “Portugal - 25 anos de adesão à União Europeia”. A iniciativa tem lugar no auditório do edifício dos Paços do Concelho e as inscrições são gratuitas, devendo ser efectuadas através do número de telemóvel 911 750 298.

O primeiro painel terá como tema: “Um balanço de 25 anos de adesão de Portugal à União Europeia” e terá como intervenientes Maria da Luz Rosinha, presidente da Câmara Municipal de Vila Franca de Xira, Alfredo Marques, presidente da CCDR- Centro e Sérgio Ribeiro, Ex- eurodeputado.

De entre os intervenientes destaque para a presença de Margarida Marques, representante da Comissão Europeia em Portugal, que será acompanhada pelo eurodeputado Carlos Coelho, no segundo painel, que irá apresentar as perspectivas para os próximos 25 anos.

Neste painel serão debatidos temas como: Conseguirá Portugal nos próximos anos convergir com os restantes Estados-membros? - Caminharemos para uma Europa mais económica ou uma Europa mais social e cultural? Até onde se alargará a União Europeia? Como se posicionará a União Europeia na cena mundial?

Anuncio_Seminario_UE

Seminário:

“Portugal: 25 anos de adesão à União Europeia”

Ourém, 6 de Maio de 2011

PROGRAMA

Local: Edifício Paços doMunicípio de Ourém

Organização: Município de Ourém e Centro Europe Direct de Santarém 

 

14:00 – 14:15

Recepção e credenciação dos participantes

14:15 – 14:30

Abertura

Paulo Fonseca - Presidente daCâmara Municipal de Ourém

Jorge Faria - Director da Escola Superior de Gestão de Santarém

14:30 – 15:45

Painel I: Um balanço de 25 anos de adesão de Portugal à União Europeia

Moderador: Luís Rainha – Docente na Escola Superior de Gestão de Santarém

Há 25 anos Portugal decidiu associar-se ao processo de construção Europeia, consolidando a sua democracia e instaurando uma nova economia de mercado. Essa opção permitiu traçar um caminho sem precedentes, de crescimento, estabilidade e prosperidade. Por outro lado, a nossa adesão permitiu à União Europeia, estender as suas relações ao Brasil, África e à comunidade lusófona.

Neste painel serão discutidas questões como:

- Que alterações ocorreram em Portugal após 25 anos de presença na UE?

- Foi o País capaz de responder aos desafios que se lhe foram colocando?

- Quais foram as principais vantagens da adesão à UE?

- Quais os principais contributos de Portugal para a construção Europeia?

Intervenientes:

Maria da Luz Rosinha - Presidente daCâmara Municipal de Vila Franca de Xira

Alfredo Marques – Presidente da CCDR Centro

Sérgio Ribeiro – Ex-Eurodeputado

Debate

15:45 – 16:00

Pausa para café

16:00 – 17:00

Painel II: Portugal na UE - Uma perspectiva sobre os próximos 25 anos

Moderador: Francisco Vieira - Director da Insignare

Portugal, à semelhança dos outros países da União Europeia, vê-se hoje confrontado com um desafio que marcará indubitavelmente os próximos 25 anos da sua história: a crise económica. A actual situação, representa um desafio, mas também constitui uma oportunidade para mudar e consolidar as reformas indispensáveis na adequação da União Europeia ao século XXI.

Neste painel haverá a oportunidade para debater temas como:

- Conseguirá Portugal nos próximos anos convergir com os restantes Estados-membros?

- Caminharemos para uma Europa mais económica ou uma Europa mais social e cultural?

- Até onde se alargará a União Europeia?

- Como se posicionará a União Europeia na cena mundial?

Intervenientes:

Margarida Marques – Chefe da Representação da Comissão Europeia em Portugal

Carlos Coelho – Eurodeputado

Debate

17:00 – 17:30

Sessão de Encerramento 

Paulo Fonseca – Presidente da Câmara Municipal de Ourém

Jorge Faria – Director da Escola Superior de Gestão de Santarém

As inscrições devem ser efectuadas através do número de telemóvel: 911 750 298



publicado por Carlos Gomes às 16:46
link do post | favorito
|

“Mulheres da Serra de Montemuro” na Casa do Administrador

225813_195575220486360_100001016504360_493669_8327

“Mulheres da Serra de Montemuro” é o título de um documentário do realizador Francisco Manso que vai ser exibido no próximo dia 29 de Abril, às 21h30, no Museu Municipal de Ourém.

Este documentário de 51 minutos retrata a vivência das gentes serranas da Beira Alta, concretamente na região montanhosa que abarca nomeadamente os concelhos de Castelo de Paiva e Castro Daire.



publicado por Carlos Gomes às 10:24
link do post | favorito
|

OURÉM NA INTERNET (XI)

capture1

A presença de Ourém na Internet também é feita através dos blogues de opinião. De uma forma geral, estes contribuem para o debate de diferentes pontos de vista e a participação dos cidadãos pelo que esta ferramenta deve ser tida em conta e bem utilizada. E, quando se refere à forma como é utilizada, pretende-se sublinhar que, sempre que este meio de comunicação não é correctamente utilizado para de forma responsável os cidadãos emitirem livremente as suas opiniões, é a própria mensagem que não atinge o seu objectivo e a democracia que fica prejudicada.

A liberdade não é um objecto que se possa conceder a alguém mas algo que começa em nós próprios, nas nossas atitudes de homens e mulheres livres que não necessitam de se esconder para dizer o que pensam nem utilizam a liberdade para agredirem quem manifesta uma opinião diferente e, dessa forma, oprimirem no seu próprio direito de se manifestarem.

Tenho vindo a registar com agrado e por experiência própria que, sem abdicarem da sua própria perspectiva, vários blogues de opinião produzidos por oureenses são receptivos a diferentes pontos de vista através da aceitação de diferentes comentários. Não podendo citá-los todos de uma vez, seleccionamos esta semana o INOVOURÉM, em http://inovourem.blogs.sapo.pt/. Oportunamente referiremos outros blogues de opinião.



publicado por Carlos Gomes às 00:05
link do post | favorito
|

Terça-feira, 26 de Abril de 2011
Projecto Caminhos de Fátima – O Caminho da Nazaré

image001

Milhares de pessoas peregrinam a pé para Fátima e para Santiago todos os anos e ao longo de todo o ano, com especial incidência desde a Semana Santa até aos fins de Outubro, fazendo-o quase sempre por estradas alcatroadas com grande intensidade de trafego.

Caminham de dia e por vezes de noite. Os acidentes são constantes, por vezes mortais. Os sustos acontecem a todo o momento, sustos para os caminhantes e sustos para os automobilistas, não sendo raras as discussões e por vezes altercações. Além de todos estes gravíssimos inconvenientes os peregrinos em vez de fazerem um percurso calmo e seguro pelo meio da Natureza que propicie um estado de reflexão e procura, acabam por fazer um percurso em que sobreviver é o objectivo imediato. E sempre rodeados de barulho intenso e muito desagradável bem como de grande poluição do ar que respiram devido aos escapes dos milhares de automóveis, camiões, autocarros e motocicletas.

Foi por tudo isto que o Centro Nacional de Cultura concebeu a nível nacional o “Projecto Caminhos de Fátima” que tem como objectivo encontrar e sinalizar caminhos pedonais seguros que permitam aos peregrinos e aos não peregrinos caminhar em paz e segurança pelo meio da Natureza, tal como acontece nos Caminhos de Santiago que desde há mais de mil anos drenam milhões de peregrinos de toda a Europa e hoje de todo o Mundo até à capital da Galiza. No caso de Santiago manda a tradição que, sempre que possível, o caminho siga o percurso do caminho medieval. No caso de Fátima, obviamente, não há caminhos medievais pelo que o caminho a identificar e propor aos caminhantes é o que for melhor segundo critérios de distância, relevo, beleza paisagística e monumental e passagem por povoações que possam fornecer apoio aos caminhantes bem como ser por eles visitadas.

O projecto foi orientado pelo nosso sócio arqt.º paisagista Gonçalo Ribeiro Telles e compreende os seguintes caminhos: “Caminho do Tejo” com início em Lisboa, “Caminho do Norte” com início em Valença passando pelo Porto e Coimbra, “Caminho do Nordeste” com início em Bragança, “Caminhos das Beiras”com inícios na Guarda e na Covilhã, “Caminhos do Além-Tejo” com inícios em Faro, Beja e Évora e finalmente os dois “Caminhos do Mar” com início em Cascais / Sintra e em Aveiro. Já estão sinalizados e por isso abertos aos peregrinos e simples caminhantes o “Caminho do Tejo”e o “Caminho do Norte”, num total de cerca de 450 quilómetros.

Os caminhos de peregrinação, quer a Fátima quer a Santiago, são de todos e para todos mas são particularmente afectos às Autarquias cujo território atravessam, não só por essa óbvia circunstância como ainda pelos benefícios que esse atravessamento propícia com a procura de serviços de restauração e hotelaria bem como nos aspectos culturais, de visibilidade e de imagem inerentes, já que cada vez mais o peregrino associa ao seu caminhar esses complementos. Por isso também está o CNC tão completamente envolvido no projecto, já que a promoção da Cultura é o seu escopo. Acresce uma circunstância singular, ter o CNC nascido há mais de 60 anos num dia 13 de Maio.

É sabido que o Santuário de Nossa Senhora da Nazaré foi, desde há séculos, um dos santuários marianos com mais projecção em Portugal. Mas um conjunto de circunstâncias, entre as quais avulta o esplendor e proximidade do Santuário de Fátima, fizeram esmaecer essa projecção que de nacional passou a regional. O que se pretende agora, e com toda a justiça, é contribuir não apenas para que retome o seu antigo brilho como até aumentá-lo significativamente passando a Nazaré a ser também o finisterrae de Fátima, sinalizando em ambos os sentidos o Caminho da Nazaré, entre Nazaré a Fátima.

Desde tempos imemoriais, antes de Cristo, já o Homem ia até ao fim da terra, ao finisterrae, sonhar com o que estaria para além do Mar ao ver o Sol, astro brilhante propiciador de calor e vida, desvanecer declinando no horizonte e exangue mergulhar no Mar imenso e desconhecido, dando lugar à noite e ao frio. Maravilhavam-se, no entanto, que esse mesmo astro-rei ressurgisse no dia seguinte do outro lado do Mundo, de novo brilhante e, tal com antes, propiciador de calor e vida. Este ritual foi particularmente vivido pelos celtas e é desde sempre e também hoje um complemento muito importante da peregrinação a Santiago, pois muitos dos peregrinos depois de Santiago prosseguem para o fisterra gallego, próximo do santuário de Muxia, a três dias de caminhada de Compostela.

Para possibilitar aos peregrinos que depois de alcançarem Fátima queiram completar a sua peregrinação caminhando até ao seu finisterrae, o santuário de Nossa Senhora da Nazaré, entendeu o CNC incluir no Projecto Caminhos de Fátima este pequeno mas muito importante caminho, o Caminho da Nazaré o qual, deverá ser sinalizado nos dois sentidos pois seguramente ele não será percorrido apenas no sentido Fátima – Nazaré, mas também no sentido Nazaré – Fátima, e não apenas por nazarenos devotos de Fátima como ainda por muitos outros peregrinos que querem peregrinar a Fátima a pé mas não dispõem de tempo ou vontade de o fazer partindo de distâncias maiores, como é o caso de quem parte do Porto ou de Lisboa. Muitos peregrinos, portugueses e estrangeiros, partem de Lisboa para Fátima prosseguindo depois para Santiago. Seguramente haverá, uma vez o Caminho da Nazaré aberto, uma parte significativa deles que passará a sair da Nazaré.

Para o Caminho da Nazaré repetimos a parceria que com êxito celebrámos com as 26 Autarquias envolvidas no Caminho do Tejo e no Caminho do Norte, associando-nos ás cinco Câmaras Municipais cujo território é atravessadas pelo Caminho da Nazaré mediante a celebração dum Protocolo de colaboração com o CNC.

À semelhança do que fizemos para o Caminho do Tejo e faremos para o Caminho do Norte, será editado um Guia do Peregrino em formato de guia de bolso. Esses Caminhos já são descritos em vários guias nacionais e estrangeiros, a saber espanhol, inglês, francês e alemão, os quais serão informados da abertura do Caminho da Nazaré para que numa nova edição ele seja referenciado. Será também feita a sua georreferenciação para uso em GPS, à semelhança do que fizemos com os dois Caminhos já sinalizados.

Por último salientamos que os Caminhos de Fátima não são apenas para serem percorridos por peregrinos com motivação religiosa ou ao menos espiritual, mas por todos os que queiram usufruir o agrado de caminhar pelo meio do campo por troços maiores ou menores por um ou mais dias talvez até num simples passeio de fim-de-semana em família.

O Caminho Português de Santiago do Porto até Santiago passando por Barcelos, Ponte de Lima, Valença, Tui, Pontevedra e Caldas de Reis numa extensão de 230 quilómetros, já está todo sinalizado pela Associação dos Amigos do Caminho Português de Santiago, sedeada em Ponte de Lima. É de notar que devido ao acordo que com essa associação estabelecemos, além de estar marcado para Norte com as características setas amarelas indicando a direcção de Santiago também está sinalizado para Sul com setas azuis indicando a direcção de Fátima. Neste momento há peregrinos que vindos de vários locais da Europa até Santiago prosseguem depois para Fátima. Com a abertura do Caminho da Nazaré poderão prosseguir depois até ao santuário de Nossa Senhora da Nazaré.

A celebração do Protocolo de colaboração das Câmaras Municipais da Nazaré, Porto de Mós, Alcobaça, Batalha e Ourém com o CNC – Centro Nacional de Cultura realiza-se no próximo dia 29 às 18 horas na Biblioteca Municipal da Nazaré.

No dia 30 seis equipas de cinco voluntários irão para o Caminho às 8,30 horas e debaixo da orientação de dois coordenadores sinalizarão com setas azuis o troço que a cada equipa foi atribuído. No dia seguinte, dia 1 de Maio, dia em que será declarado Beato o Santo Padre João Paulo II, o “Papa de Fátima”, será feita a confirmação da sinalização efectuada na véspera e declarado aberto o Caminho da Nazaré.

 

Fonte: Centro Nacional de Cultura



publicado por Carlos Gomes às 17:32
link do post | favorito
|

Região de Turismo de Leiria - Fátima tem novo endereço no Facebook

A Região de Turismo de Leiria-Fátima possui novo endereço no Facebook em http://www.facebook.com/#!/turismoleiriafatima

230080_10150155923831053_155341996052_7178790_4723



publicado por Carlos Gomes às 17:00
link do post | favorito
|

Assembleia Plenária da Conferência Episcopal Portuguesa realiza-se em Fátima de 2 a 5 de Maio

O Senhor P. Manuel Joaquim Gomes Barbosa, Director do Secretariado Geral da Conferência Episcopal Portuguesa, informa:

1. Vai realizar-se na Casa de Nossa Senhora das Dores, no Santuário de Fátima, nos próximos dias 02-05 de Maio de 2011, a 177.ª Assembleia Plenária da Conferência Episcopal Portuguesa (CEP).

De entre os temas agendados destacam-se os seguintes:

1. Discurso de abertura do Presidente da CEP

2. Eleições para os órgãos da CEP – triénio 2011-2014

3. Informações sobre as actividades das Comissões Episcopais

4. Documentos sobre as Orientações para a Catequese de Adultos em Portugal e o projecto catequético «Despertar Religioso»

5. Processo «Repensar juntos a Pastoral da Igreja em Portugal»: apreciação da síntese das respostas

6. Apresentação do projecto de «Observatório Social»

7. Programa das Jornadas Pastorais do Episcopado sobre a Nova Evangelização, em perspectiva do processo «Repensar a Pastoral»

8. Preparação do Centenário das Aparições de Fátima

2. A sessão de abertura, em que usará da palavra o Presidente da Conferência Episcopal, D. Jorge Ferreira da Costa Ortiga, Arcebispo de Braga, terá lugar às 16.00 horas do dia 02 de Maio, segunda-feira. Para ela se convidam os diversos órgãos de comunicação social.

3. O P. Manuel Morujão, Secretário da CEP, facultará aos jornalistas uma breve informação no dia 04 de Maio, às 12.45 horas.

4. Para a comunicação televisiva será facultada a recolha de imagens no dia 02 de Maio, segunda-feira, durante a sessão de abertura.

5. Depois do encerramento da Assembleia haverá, no dia 05 de Maio, às 14.30 horas, no mesmo local, uma Conferência de Imprensa na qual será apresentado o Comunicado Final.

 

Fonte: Sala de Imprensa do Santuário de Fátima



publicado por Carlos Gomes às 15:15
link do post | favorito
|

OURÉM CONVIDA REALIZADOR FRANCISCO MANSO PARA DIRECTOR TÉCNICO DO “FESTIVAL INTERNACIONAL DE CINEMA DE OURÉM”

O realizador cinematográfico Francisco Manso acaba de ser convidado pela Câmara Municipal de Ourém para ser o Director técnico do “Festival Internacional de Cinema de Ourém que deverá ocorrer entre 21 e 27 de Janeiro de 2012, subordinado ao tema “Tolerância e diálogo entre culturas”. Aproveitando a sua presença em Ourém no âmbito das comemorações do 25 de Abril e por ocasião da exibição do filme “Assalto ao Santa Maria”, o Vereador da Cultura, Dr. José Alho, dirigiu-lhe o convite oficial para ser o rosto daquela importante iniciativa que vai ter lugar no nosso Concelho.

25_04_2011_Francisco manso

Neste contexto, o Dr. José Alho salientou que “temos Fátima que é, não só o altar do mundo, mas também umcentro dediálogo entre culturas e ecuménico, por todos reconhecida”, salientando que este será um evento “inédito, pois houve a preocupação de não fazer colidir esta realização com outras semelhantes e sabemos que não existe em mais lado nenhum um festival subordinado a esta temática da tolerância”.

O Dr. José Alho aproveitou a ocasião para agradecer o empenho de Roberto Chichorro, também presente na sala, e que criou o troféu que premiará as obras a concurso do 1º Festival Internacional de Cinema. Foi ainda apontado o final do mês de Maio para apresentação pública do Festival Internacional de Cinema de Ourém, altura em que, como referiu, “todos os pormenores serão dados a conhecer, nomeadamente a estrutura e as diversas dinâmicas deste evento”.

Por sua vez, o realizador e produtor de cinema Francisco Manso, agradeceu o convite que lhe foi dirigido e afirmou estar “muito satisfeito com esta realização. Será uma iniciativa inédita, muito credível ao associar-se a esta temática da tolerância e diálogo entre as culturas, sobretudo num tempo tão conturbado como o que vivenciamos. Este pode ser um Festival muito importante e fico muito contente por ele ser feito aqui”.

A anteceder a exibição do filme “Assalto ao Santa Maria”, o Dr. José Alho fez o seu enquadramento histórico, apresentando-o como “um marco significativo da comemoração da liberdade”. No final da exibição do filme, Assalto ao Santa Maria, seguiu-se uma conversa informal entre os actores presentes, Vítor Norte e Carlos Paulo, e os presentes no auditório municipal. Destaque para as muitas vivências do tempo de filmagens, que os actores partilharam com os presentes.


tags: ,

publicado por Carlos Gomes às 15:12
link do post | favorito
|

ESTE FOI O 25 DE ABRIL MENOS PARTICIPADO DE SEMPRE EM LISBOA

Este ano, o habitual desfile do 25 de Abril em Lisboa foi visivelmente o menos participado de sempre. E, certamente, não foi o excelente tempo primaveril que se fez sentir e o fim-de-semana prolongado que constituíram a sua principal causa. Na origem, está por certo o desencanto cada vez mais generalizado em relação a um regime que levou por três vezes o país à beira da falência num curto espaço de pouco mais de trinta anos, a asfixia imposta pelo actual sistema partidário à participação cívica dos cidadãos, aos sacrifícios que são exigidos aos portugueses, à insegurança resultante do aumento da criminalidade, à decadência de valores e aos sucessivos escândalos de alegada corrupção sem julgamento condenatório.

De nada vale escondermos a realidade sob um diferente ângulo fotográfico para nos convencermos de que nada se passa quando na realidade tudo indica que a História se vai pôr de novo em marcha.

Freixianda - Mercado 048

Como vem sendo habitual, o chaimite abriu o desfile.

Freixianda - Mercado 060

O decréscimo de participantes foi bastante visível nas comemorações realizadas este ano em Lisboa.

Freixianda - Mercado 054

A esperança começa a misturar-se com o desencanto...

Freixianda - Mercado 066

Os independentistas bascos foram uma das presenças estrangeiras muito notadas no desfile.

Freixianda - Mercado 069

Um aspecto da chega à Praça dos Restauradores.

Freixianda - Mercado 083

Vasco Lourenço preconizou no seu discurso que o descontentamento não se vire contra o regime democrático. Também na tribuna se notou a ausência das figuras habituais.



publicado por Carlos Gomes às 14:50
link do post | favorito
|

OURÉM FESTEJA O 25 DE ABRIL

25_04_2011_25_banda

À semelhança do que vem sendo habitual, o Concelho de Ourém festejou este ano o 37º aniversário do 25 de Abril. Muitos os oureenses que se juntaram, frente ao edifício da Câmara Municipal de Ourém para, às zero horas da madrugada do dia 25 de Abril, entoarem a “Grândola, Vila Morena” e cantarem o Hino Nacional.

25_04_2011_25_hastearbandeira01

Este ano, o espectáculo “Minutos de Abril” passou em revista os temas que acompanharam a revolução da Liberdade. O “Chorus Auris” interpretou o tema que foi a segunda senha da revolução “Grândola”, juntando-se depois ao público presente para, em conjunto, cantar o Hino Nacional.

O Presidente da Câmara Municipal de Ourém, Dr.Paulo Fonseca, dirigiu palavras aos presentes sublinhando a importância de “sempre se celebrar Abril, para que não volte a noite da ditadura. Ourém junta-se à portade sua casapara cantaro Grândolae o Hino Nacional e assim manifestar o seu orgulho na pátria Lusa”.

O Presidente da edilidade salientou os “tempos difíceis que vivemos e, por isso, é importante estarmos aqui unidos, coesos e com vontade de arregaçarmos as mangas para chegarmos mais longe. Toda acomunidade oureensedeve estar junta e preparada para garantirmos que vamos trabalhar em prol do desenvolvimento e, também em tempo de crise, vamos saber aproveitar as oportunidades para firmarmos um futuro melhor para todos”.

Pelas 10h30 do dia 25 de Abril, procedeu-se ao hastear das bandeiras ao som do Hino Nacional, interpretado pela Orquestra de Sopros da AMBO, que após este momento solene, realizou um concerto frente ao edifício dos Paços do Concelho.

Entretanto, a exibição do filme “Assalto ao Santa Maria” contou com as presenças do realizador Francisco Manso e dos actores Carlos Paulo e Vítor Norte, espectáculo que encerrou o programa das comemorações dos 37 anos do 25 de Abril, em Ourém.

25_04_2011_25_minutos Abril

25_04_2011_actores01

25_04_2011_Francisco manso



publicado por Carlos Gomes às 14:49
link do post | favorito
|

Vigília Mundial de Oração – NOVO HORÁRIO DE INÍCIO DAS CELEBRAÇÕES

O Santuário de Fátima informa também por este meio que, por indicação do Vicariato de Roma, a Vigília de Oração de preparação da beatificação de João Paulo II, inicialmente agendada para as 20:00 de Lisboa do dia 30 de Abril, sofreu alteração de horário.

Assim, a Vigília de Oração terá inicio às 19:00 de Lisboa, no mesmo dia.

Mais informações: www.fatima.pt/portal/index.php?id=43392

 

Fonte: Sala de Imprensa do Santuário de Fátima



publicado por Carlos Gomes às 14:38
link do post | favorito
|

A emigração: factor de desenraizamento cultural

Os portugueses estão de novo a emigrar, cada vez em maior número, para escapar ao desemprego e degradação das condições de vida que se tem vindo a acentuar nos últimos tempos no nosso país. E, agora, não são apenas agricultores analfabetos que partem à procura de melhores condições de vida – são também jovens licenciados e empresários que não conseguem obter emprego ou alcançar sucesso empresarial.

Partem aos milhares, agora com destino preferencial para Angola, Espanha, Andorra, Suíça, Brasil e Reino Unido. Também a emigração temporária tem vindo a aumentar consideravelmente, sobretudo junto das populações raianas. O crescimento da emigração tem contribuído para deturpar os verdadeiros índices do desemprego cujos números divulgados já ultrapassaram largamente meio milhão de desempregados. De resto, também o Instituto Nacional de Estatística não revela dados relativos à emigração de portugueses.

A par da emigração, Portugal tem vindo também a registar uma forte imigração de pessoas oriundas sobretudo do Brasil e de países africanos e asiáticos e ainda, embora em número bem mais reduzido, de cidadãos europeus que escolhem Portugal para melhor usufruir dos rendimentos de uma aposentação num país de clima ameno e acolhedor.

As políticas seguidas têm levado à estagnação demográfica e a um acentuado despovoamento do interior que vem justificar o encerramento contínuo de escolas, hospitais e serviços de saúde e entregando os cuidados nesta área à responsabilidade do país vizinho. Os terrenos são deixados incultos à espera de quem, a pretexto do turismo rural, lhes demarque couto e transforme povoações inteiras em domínio privado. As obras da barragem do Alqueva apenas ficaram concluídas quando praticamente já não havia alentejanos a viver em redor…

Para o emigrante, o tempo pára no mesmo instante que deixa a sua terra. Consigo leva a lembrança de um tempo que jamais poderá reviver e parte para outra realidade que, por mais bem sucedida que seja a sua adaptação ao novo meio social, nunca se integrará realmente. E, quando regressa, constata que já nada se assemelha àquilo que existia à altura da sua partida. O emigrante viaja num tempo intermédio que não decorre e não se situa mais no espaço físico.

À medida que as aldeias se despovoam, desce sobre o velho casario um manto de solidão e tristeza. Já não se ouvem os chocalhos além na campina nem os sinos da igreja repicam as ave-marias. As malhadas e as desfolhadas não passam já de memórias de postal ilustrado e as romarias perderam o fulgor de outras eras. Os que ainda aí nasceram já partiram para terras distantes e, onde quer que agora residam, encontram sempre um pretexto para se reunirem aos seus compatriotas e procurarem reviver como podem os momentos alegres que tiveram de deixar para trás.

Em Champigny-sur-Marne, nos arredores de Paris, a Rádio Alfa, dirigida por um oureense, assegura emissões diárias para a comunidade portuguesa aí residente, transmitindo-lhes informação e música portuguesa que ajuda os nossos emigrantes a manter os laços com Portugal. É um exemplo que se multiplica por todos os países onde existem comunidades portuguesas. O mesmo sucede com a formação de grupos folclóricos e casas regionais que procuram preservar as suas tradições. Apesar de não estarem já inseridos no seu contexto natural ou seja, o meio rural, a sua acção é importante e justificada na medida que não é o espaço físico mas as pessoas que são dotadas de identidade cultural. O mesmo se verifica em relação àqueles que migram dentro do próprio país, mormente para os grandes centros urbanos.

A emigração forçada constitui um flagelo social das sociedades menos desenvolvidas ou a viver em sérias dificuldades, resultante de catástrofes económicas geralmente produzidas em consequência de políticas que não têm em conta o ser humano. Mas também em virtude de acidentes da natureza como se verificou nos finais do século XIX quando a praga da filoxera forçou o despovoamento das terras durienses. Agora, designam de a emigração pelo eufemismo “livre circulação de mão-de-obra” como se alguém que é forçado a partir para um meio estranho e a deixar os seus familiares e amigos, apenas porque na sua terra não consegue obter meios de sobrevivência e vida digna, o fizesse de forma realmente livre. A emigração em massa representa uma forma de escravatura do capitalismo e de desenraizamento cultural dos povos e perda de identidade das nações.

  

GOMES, Carlos. A emigração: factor de desenraizamento cultural. http://www.folclore-online.com

citações: http://o.castelo.vai.nu/miradouro/http://nucleomonarquicoabrantes.blogspot.com/2011/04/emigracao-factor-de-desenraizamento.html?ref=nf



publicado por Carlos Gomes às 12:11
link do post | favorito
|

"Tentações do Chefe" no Claustro Monfortino

229184_211193348898798_209726352378831_810820_3811



publicado por Carlos Gomes às 11:40
link do post | favorito
|

MUSEU DE ARTE SACRA CELEBRA DIA DA MÃE

untitled

O Museu de Arte Sacra e Etnologia, em Fátima, vai no próximo dia 1 de Maio oferecer entradas gratuitas a todas as mães que visitem o museu acompanhadas dos seus filhos. A iniciativa visa assinalar o Dia da Mãe.

Para além das entradas gratuitas no museu, as mães acompanhadas de filhos dos seis aos doze anos de idade poderão participar em jogos de descoberta nas salas do museu e na Oficina de Artes onde, os mais pequenos, produzirão uma pequena prenda surpresa para oferecer à sua mãe. Esta iniciativa decorre entre as 15 horas e as 18 horas do dia 1 de Maio e o seu custo é de apenas dois euros e cinquenta cêntimos.



publicado por Carlos Gomes às 11:07
link do post | favorito
|

REABRIU AO PÚBLICO A “TABERNA DO CASTELO”

No centro histórico de Ourém, reabriu ao público a “Taberna do Castelo”, um antigo estabelecimento que remonta aos começos do século XX. O seu aspecto interior permanece inalterado. Porém, deixou de vender vinho a copo para vender o vinho engarrafado dos melhores produtores da nossa região. O café ainda é servido à maneira antiga, passado pela “peúga”. Ali, o visitante pode ainda encontrar doçaria caseira, parte dela feita pelas próprias mãos da sua actual proprietária e ainda licores e enchidos tradicionais.

OURM%2~2

A “Taberna do Castelo” teve o seu auge por altura dos anos trinta do século passado altura em que se encontrava na posse do António Rechaldia, assim conhecido por ser natural do lugar de Rechaldia, no Concelho de Torres Novas. Depois conheceu novo proprietário mas veio a encerrar as portas. Mais recentemente, esteve na posse de um antiquário de nome Fernando até que, uma jovem oureense veio dar-lhe uma nova vida.

A Sandra é de Santo Amaro e reabriu aquele espaço mantendo as suas principais características e a funcionar como taberna. A iluminação é ainda fornecida pelo velho candeeiro a petróleo e uma lamparina de azeite. Como é evidente, não pode dispensar a luz eléctrica mas esta não incide directamente, permitindo preservar o ambiente que lhe era característico.

Numa das fotos vemos a velha balança para pesar os bolinhos e um dos candeeiros. Durante as celebrações da Semana Santa, a “Taberna do Castelo” não teve mãos a medir, tal foi o número de visitantes que ali entrou. De resto, a crescente procura do centro histórico de Ourém por parte de um número cada vez maior de visitantes prenuncia que o mesmo vai tornar-se numa verdadeira “vila museu” e num pólo de grande atracção turística à semelhança de outras localidades como Óbidos, Marvão e Monsaraz. 

OURM%2~1

OURM%2~2

OURM%2~1

OURM%2~2

Colaboração: José Santos



publicado por Carlos Gomes às 00:15
link do post | favorito
|

Segunda-feira, 25 de Abril de 2011
OURÉM COMEMORA O 25 DE ABRIL

10h30: hastear da bandeira e actuação da Orquestra de Sopros da AMBO.

15h30: Exibição do filme “Assalto ao Santa Maria”, no auditório dos Paços do Concelho, onde estarão presentes o realizador Francisco Manso e os actores Vítor Norte e Carlos Paulo.



publicado por Carlos Gomes às 00:10
link do post | favorito
|

Domingo, 24 de Abril de 2011
COMEÇAM HOJE AS COMEMORAÇÕES DO 25 DE ABRIL EM OURÉM

23h00:espectáculo musical: Minutos de Abril
24h00: O célebre tema “Grândola, Vila Morena” e o Hino Nacional serão interpretados pelo Chorus Auris.



publicado por Carlos Gomes às 00:59
link do post | favorito
|

A Páscoa: Das origens pagãs à actualidade

capture1

Na Páscoa, o Cristianismo celebra a morte e ressurreição de Jesus Cristo, o que faz desta festividade porventura a mais importante e de maior significado para os cristãos. Com efeito, é a crença na ressurreição de Jesus Cristo que distingue a fé cristã em relação a outras confissões religiosas. Foi apenas no século II que a Igreja Católica fixou a Páscoa no domingo, sem a menor referência à celebração judaica. Sucede que Jesus Cristo, segundo o calendário hebraico, terá morrido em 14 de Nissan, precisamente o início do Pessach ou seja, o mês religioso judaico que marca o início da Primavera.

Com efeito, de acordo com a tradição judaica, a Páscoa provém de Pessach que significa passagem e evoca a fuga dos judeus do Egipto em busca da Terra Prometida. Na realidade, tal significação remonta a raízes ainda mais ancestrais, concretamente às celebrações pagãs que ritualizavam a passagem do Inverno para a Primavera ou seja, as festas equinociais associadas à fertilidade e ao renascimento dos vegetais.

Tais celebrações eram antecedidas pela Serração da Velha, o Entrudo e as saturnais que originaram as festividades de Natal. Mas, as novas religiões monoteístas alicerçaram-se sobre as ruínas das crenças antigas e, por cima dos antigos santuários pagãos ergueram-se as novas catedrais românicas e góticas. Da mesma forma que, sobre as ruínas dos velhos castros foram construídos os castelos medievais. E, assim, também as celebrações pagãs se revestiram de novas formas mais de acordo com novas concepções religiosas e se cristianizaram, adquirindo uma nova simbologia e significação.

Subsistem, no entanto, antigas usanças que denunciam as origens pagãs da festividade pascal associadas a costumes importados da cultura anglo-saxónica que, em contacto com as tradições judaico-cristãs originam um sincretismo que conferem à celebração pascal uma concepção religiosa bastante heterodoxa. É o que se verifica, nomeadamente, com toda a simbologia associada ao coelho e aos ovos da Páscoa, sejam eles apresentados sob a forma de chocolate, introduzidos nos folares ou escondidos no jardim, rituais estes ligados à veneração praticada pelos nórdicos a Ostera, considerada a deusa da fertilidade e do renascimento, por assim dizer a “deusa da aurora”.

Tal como para os judeus, a Pessach alude à passagem do anjo exterminador antes da sua partida do Egipto e, ao assinalarem as suas casas com o sangue do cordeiro levaram a que fossem poupados da praga lançada por Javé, para os cristãos é o próprio Jesus Cristo que incarna a vítima sacrificial ou seja, o cordeiro pascal que expia os pecados dos homens. Também para os cristãos, a Páscoa representa a passagem da morte para a vida eterna e o reencontro com Deus.

Na Páscoa, o sol primaveril irrompe pelas veigas verdejantes enquanto as árvores se espreguiçam num novo amanhecer. As flores exalam um perfume inebriante que inundam os céus e a todos contagia. As casas dos lavradores engalanam-se para receber a visita pascal. Junca-se o caminho com um tapete colorido feito de funcho, cravo e rosmaninho. O pároco, de sobrepeliz e estola entra pelos quinteiros, logo seguido a curta distância pelo mordomo, vestindo a opa vermelha e levando consigo a cruz florida que a dá a beijar, e o sacristão com a sineta e a caldeirinha de água benta. Lá fora, o estalejar dos foguetes indica o local exacto onde segue a cruz. Em redor, a natureza renasce e adquire especial fulgor.

Mais intensamente vivida nas alegres aldeias minhotas, os casais e lugares de Ourém há muito que têm vindo a perder a tradição da visita pascal. E, no entanto, a visita pascal constitui um quadro de inigualável beleza e colorido que bem merecia ser preservado.

 

- GOMES, Carlos. A Páscoa: Das origens pagãs à actualidade. http://www.folclore-online.com/

citações: http://o.castelo.vai.nu/miradouro/



publicado por Carlos Gomes às 00:05
link do post | favorito
|

Sábado, 23 de Abril de 2011
REALIZA-SE AMANHÃ A PROCISSÃO DO SENHOR RESSUSCITADO

semanasanta11-net

11h00: Celebração pascal seguida de procissão do Senhor Ressuscitado, com a presença de todas as confrarias da Paróquia d N.Srª das Misericórdias
Igreja Nª Srª das Misericórdias



publicado por Carlos Gomes às 00:57
link do post | favorito
|

MARIA ALICE: UMA FADISTA QUE VIVEU EM OURÉM
Maria Alice era o nome artístico de uma das mais célebres fadistas das primeiras décadas do sécula passado. Nasceu na Figueira da Foz e viveu em Vila Nova de Ourém até aos catorze anos de idade tendo-se, após a morte do pai, mudado para Lisboa.
Maria Alice
Actuou em casas que se tornaram famosas à época como o "Ferro de Engomar", no "Retiro do Caliça", "O Charquinho" e o "Pedralvas". Foi uma das primeiras vozes femininas gravadas em disco e deixou numerosas canções do fado gravados. Também actuou no teatro, tendo participado na opereta "História do Fado", apresentado no Teatro Maria Vitória.
Foi casada com o conhecido editor discográfico Valentim de Carvalho. O seu verdadeiro nome era Glória Mendes Leal Carvalho.

disco
As primeiras gravações de Maria Alice foram reeditadas em disco.
Ferro de Engomar

A foto remonta aos anos trinta do século passado e mostra o famoso restaurante "Ferro de Engomar", situado na Estrada de Benfica e entretanto desaparecido. Maria Alice estreou-se nesta casa da qual foi depois proprietária. Na imagem vemos Maria Alice (de pé) e, à guitarra, a fadista Maria do Carmo.



publicado por Carlos Gomes às 00:05
link do post | favorito
|

Sexta-feira, 22 de Abril de 2011
ASSOCIAÇÃO SOCIAL E CULTURAL DE FONTAÍNHAS APAGOU ONZE VELAS DE ANIVERSÁRIO

A Associação Social e Cultural de Fontainhas celebrou no passado domingo o seu 11º aniversário o qual foi assinalado com a realização de várias iniciativas de carácter desportivo, cultural e recreativo que contaram com uma forte adesão da população local.

137-net

Logo pela manhã, cerca de 30 pessoas participaram no II Rallypaper das Fontaínhas que este ano teve como destino a cidade de Tomar. O percurso contou com uma paragem junto do aqueduto de Pegões onde as equipas foram sujeitas a uma prova de BTT. Seguiu-se o almoço com casa cheia na sede da associação, a entrega de prémios aos participantes do Rallypaper e uma breve intervenção pela Presidente da ASCF, pelo Presidente do núcleo de BTT, pelo Presidente da Junta de Freguesia e pelo Vice-presidente da Câmara Municipal de Ourém. Todas as intervenções tiveram como denominador comum a ASCF, realçando a sua dinâmica e as condições que criou para continuar a seguir com êxito o seu percurso.

Pela tarde, o Grupo de Danças da ASCF fez uma pequena demonstração dos passos que têm vindo a aprender, animando o público presente.

 253-net

Paralelamente a todas estas actividades, esteve patente ao público uma exposição de pintura da autoria de Maria Henriqueta Oliveira.

A residir nas Fontaínhas de Seiça, para a pintora, o seu trabalho “reflecte um pouco as fases do crescimento interior que todos nos vivenciamos de forma muito própria”. Como ela própria nos confidenciou, “foi na fase da adolescência, que descobri que realmente gostava era de pintar, por entre os típicos turbilhões de emoções próprios da idade. Tento transmitir emoções quando pinto. Existe quase um envolvimento emocional.”

Aludindo a uma fase recente da sua vida, referiu-nos que “actualmente, especialmente depois de um grave acidente que sofri há cerca de três anos, não tenho feito trabalhos dentro deste género. Por vários motivos, desde a disponibilidade de horário devido ao trabalho que tenho, até à disposição emocional”. Em face disso, “o convite de expor no aniversário da ASCF foi um óptimo incentivo em por mãos à obra novamente. Tenho a agradecer à organização e seus participantes”.

146-net

097-net

127-net

225-net



publicado por Carlos Gomes às 14:57
link do post | favorito
|

REALIZA-SE AMANHÃ A VIGÍLIA PASCAL

semanasanta11-net

09h00: Canto de Laudes
22h00: Celebração da solene Vigília Pascal
Igreja Nª Sr.ª das Misericórdias



publicado por Carlos Gomes às 00:55
link do post | favorito
|

OUREENSES NAS PORTARIAS DA REGIÃO DE PARIS

2127743_Pres-d-une-loge-de-concierge

A região de Paris constitui desde há muito tempo um dos destinos preferidos dos emigrantes naturais de Ourém e de outros concelhos vizinhos. Pode-se com relativa facilidade encontrar oureenses um pouco por toda a região parisiense, empregando-se sobretudo na construção civil. A sua sociabilidade leva-os a participar activamente nas associações portuguesas, integrar grupos folclóricos e a organizar festas de convívio juntamente com outros compatriotas oriundos de outras regiões do país. A sua capacidade de integração é plenamente demonstrada pelos luso-descendentes que se fazem eleger para diversos cargos autárquicos, a sua afirmação como empresários de sucesso e dirigentes de projectos de reconhecido mérito como sucede com a Rádio Alfa onde encontramos oureenses nos quadros da administração daquela emissora. Apesar de emigrar não constituir propriamente algo que se faz por prazer, distantes vão os tempos difíceis de Champigny-sur-Marne.

Mas, em plena Paris, por entre aquele frenesi diário que marca o ritmo da cidade repleta de turistas, circulam discretas muitas portuguesas que asseguram o funcionamento das portarias dos prédios. São as concierges que recebem e distribuem o correio, abrem a porta ao empregado do gás e da electricidade, ao canalizador e ao distribuidor de encomendas. Pela sua proximidade e função vigilante, é a concierge que frequentemente zela pela segurança e bem-estar dos inquilinos, sobretudo dos mais idosos.

Após o término da Segunda Guerra Mundial, existiam em Paris cerca de quarenta mil concierges. Porém, com o aparecimento dos códigos digitais e dos videofones, a maior parte dos senhorios têm vindo a prescindir dos seus serviços, não existindo actualmente mais do que dez mil. Não obstante, elas existem em Paris desde os finais da Idade Média, tendo ficado celebrizadas nas obras de grandes escritores como Emile Zola, Eugène Sue e Robert Doisneau. Com efeito, a concierge parisiense é uma instituição cuja existência se encontra bastante ligada à emigração portuguesa em geral e das gentes da nossa região em particular.

untitled



publicado por Carlos Gomes às 00:05
link do post | favorito
|

Quinta-feira, 21 de Abril de 2011
Ourém tem o mesmo Jesus Cristo há 13 anos

untitled

António, filho de um José e de uma Maria, personifica Jesus Cristo há 13 anos na recriação da Via-Sacra em Ourém. A crucificação é a parte mais difícil. Foram os olhos claros e o cabelo comprido que levaram há 13 anos a organização da encenação da Via-Sacra de Ourém a escolher António, filho de um José e de uma Maria, a personificar Jesus Cristo.

"Quando chegaram ao pé de mim não me convidaram para ir fazer o papel que eu hoje faço", contou à agência Lusa António Gonçalves, explicando que depois de ter sido apresentado ao ensaiador, acompanhado por outros figurantes, as atenções acabaram por recair sobre si.

A justificação foi as "parecenças", recordou o comerciante de móveis, que lembrou ter ficado "comovido" com a atribuição da "responsabilidade" de representar os últimos momentos da vida de Jesus Cristo, que repete na sexta-feira à tarde pelas ruelas do Castelo de Ourém.

Considerando que as 14 cenas que integram a Via-Sacra "não são fáceis", o actor amador elege, contudo, o momento da crucifixação e as três estações que lhe sucedem como os mais difíceis, pela forma como está exposto, pelo frio e pela concentração, sublinhando ainda que acontecem depois de uma caminhada de hora e meia onde o cansaço revela ser outra cruz.

De António a "Tó Cristo"

António Gonçalves, que já não necessita de decorar texto, destaca, também, as três vezes que, carregando ao ombro a cruz, cai ao chão, assegurando nunca se ter magoado.

"Há qualquer coisa que ajuda naquele momento", disse, adiantando que a quarta estação, quando Jesus encontra a sua mãe, é a cena de que mais gosta.

À Lusa, o "Tó Cristo", como muitos passaram a chamar-lhe, declarou que a sua preocupação ao longo da Via-Sacra é a atitude: "Eu vivo a coisa de tal maneira que a minha sensibilidade é transmitida no ato que represento".

António Gonçalves, de 49 anos, mais 16 dos que Jesus Cristo tinha quando morreu, admitiu que já tentou desistir do papel principal da encenação, na qual participam cerca de 80 figurantes.

"Cada vez a cruz é mais pesada", desabafou, reconhecendo a existência de algo "especial" que o vai "empurrando e ajudando" para continuar.

Para se preparar fisicamente para a Via-Sacra, António Gonçalves afirmou, num dos intervalos dos ensaios, que lhe basta o trabalho do dia-a-dia, mas para que a ficção se assemelhe à História, desde há dois anos que não dispensa pintar a barba, que deixa crescer dois meses antes: "Senão um destes dias sou mais Pai Natal que Jesus Cristo", comentou.

Questionado sobre o que Jesus diria aos políticos se descesse à Terra, António Gonçalves, que integra a Assembleia de Freguesia de Nossa Senhora das Misericórdias, respondeu: "Que formassem só um partido que seria o partido 'trabalho e pão para toda a gente'".

O actor acrescentou que a participação na Via-Sacra não lhe tem trazido convites para representar, mas antes pedidos para justificar o estado das coisas: "Muita gente pergunta 'ó Cristo o que é que tu nos estás a fazer para nos deixar conforme nós estamos a atravessar esta crise tão grande? Vê se fazes um milagre para que isto tome um bom caminho'".

"Pedem-me isso constantemente", disse, lamentando não ter capacidade de fazer milagres: "Não tenho esses poderes, mas tenho pena".

 

Fonte: Expresso, http://aeiou.expresso.pt/



publicado por Carlos Gomes às 21:06
link do post | favorito
|

REALIZA-SE AMANHÃ PELAS 15 HORAS A VIA-SACRA NO CENTRO HISTÓRICO DE OURÉM

Vai ter lugar amanhã, pelas 15 horas, a recriação da Via-Sacra no Centro Histórico de Ourém, constituindo o momento alto das celebrações pascais que ali tem vindo a decorrer e prolongam-se até ao Domingo de Páscoa. Refira-se que se trata de uma das encenações mais bem conseguidas a nível nacional, atraindo ao velho burgo medieval muitos milhares de forasteiros.

4-abril%202-net

Jesus é conduzido ao Calvário e, com orações e cânticos religiosos, são recriadas as 14 estações da Via-Sacra tal como é descrito na Bíblia, é julgado e condenado à morte, sofre três quedas, encontra a mãe, confronta as mulheres de Jerusalém e morre crucificado. O cortejo tem o seu início na Igreja de Nossa Senhora das Misericórdias e conta com a participação activa da comunidade local.

A Semana Santa é ainda assinalada com várias manifestações, desde a Procissão dos Ramos, passando pela cerimónia do Lava Pés e pela Via Sacra, culminando com a Visita Pascal no Domingo de Páscoa, dia em que também é celebrada a missa da ressurreição. Neste dia, os párocos de cada igreja, auxiliados pelos seus acólitos usando opas com as cores paroquiais, visitam os fiéis nas suas casas num cortejo em que se integra o Crucifixo e se faz anunciar pelo toque de uma sineta.



publicado por Carlos Gomes às 20:16
link do post | favorito
|

UCHARIA DO CONDE REABRE AO PÚBLICO

Acaba de reabrir ao público a Ucharia do Conde. Situada em pleno Centro Histórico de Ourém, aquele espaço de promoção e degustação dos sabores tradicionais da nossa região encontra-se instalada no edifício da antiga cadeia.

fotos%201456-net

A Ucharia do Conde é dinamizada pela Associação "Fundo Social dos Trabalhadores da Câmara Municipal de Ourém", numa parceriacom o Município de Ourém e Empresa Municipal OurémViva.

Tem como objectivo principal a divulgação e promoção dos produtos locais doMunicípio de Ourém, com especial destaque para os vinhos, queijos, enchidos, mel, doces, compotas e outras doçarias

Após um encerramento temporário de alguns meses, a reabertura da Ucharia do Conde contou com a presença da apresentadora da RTP Serenela Andrade e do pintor moçambicano Roberto Chichorro entre outras figuras conhecidas.

fotos%201503-net

Reservas pelo contacto:

Telemóvel: 91 500 29 24

E-mail: uchariadoconde@gmail.com

 

Horário de funcionamento (época de reabertura):

21/4, Quinta-feira: 12h00 – 21h00

22/4, Sexta-feira: 12h00 – 21h00

23/4, Sábado: 12h00 – 21h00

24/4, Domingo – Encerrado

25/4 Segunda – Encerrado

 

A partir de 26 de Abril o horário é o seguinte:

2ª feira – Encerrado

3ª feira – 10h00 – 17h00

4ª feira – 10h00 – 17h00

5ª feira - 10h00 – 17h00

6ª feira – 14h00 – 21h00

Sábado – 14h00 – 21h00

Domingo – 14h00 – 19h00

 

Morada:

Ruade S. José - CentroHistórico,

2490 - 478 Nª. Sra. das Misericórdias

Ourém, Portugal

fotos%201513-net

A apresentadora Serenela Andrade ficou maravilhada com o Centro Histórico de Ourém.

fotos%201433-net

A Ucharia do Conde alia o requinte de bem servir à tradição da nossa gastronomia.



publicado por Carlos Gomes às 19:58
link do post | favorito
|

Caminhar pela solidariedade

217356_197097743660897_100000820195561_419742_4817



publicado por Carlos Gomes às 14:59
link do post | favorito
|

TORNEIO DE FUTSAL REALIZA-SE NA FREIXIANDA

cartaz

Realiza-se nos próximos dias 22 e 23 de Abril o III Torneio 24 horas Futsal a ter lugar no Pavilhão Desportivo de Freixianda, pelas 18h00. A organização é dos Bombeiros Voluntários de Ourém – Secção da Freixianda



publicado por Carlos Gomes às 00:50
link do post | favorito
|

REALIZA-SE AMANHÃ A PROCISSÃO DO SENHOR MORTO

semanasanta11-net

09h00: Canto de Laudes
15h00: Via-sacra ao vivo e procissão do Senhor Morto
Igreja Nª Srª das Misericórdias 



publicado por Carlos Gomes às 00:48
link do post | favorito
|

Sinalização rodoviária na Freixianda

Ponte de Lima 046



publicado por Carlos Gomes às 00:05
link do post | favorito
|

mais sobre mim
pesquisar
 
Setembro 2016
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9

12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30


posts recentes

BLOGUE "AUREN" SUSPENDE A...

A INQUISIÇÃO EM OURÉM

OURÉM RECEBE EXPOSIÇÃO DE...

GRUPOS LINGUÍSTICOS APRES...

PONTIFICIA ACADEMIA MARIA...

D. ANTÓNIO MARTO COMPARA ...

LEIRIA MOSTRA TRAJE TRADI...

BISPO DE SETÚBAL PRESIDE ...

SANTUÁRIO DE FÁTIMA PROMO...

SANTUÁRIO DE FÁTIMA APRES...

OFERTAS DE EMPREGO DA LIF...

PAN QUER DISCUTIR MOBILID...

OURÉM RECEBE EXPOSIÇÃO DE...

OURÉM: OS MISTÉRIOS DA SI...

FAPWINES ACRESCENTA ROSÉ ...

ESTUDO REVELA QUE 62% DOS...

“UM LOUVOR A MARIA” LEVA ...

MADRE TERESA ERA TANTO DE...

TOCADORES DE CONCERTINA R...

AUTORIDADES DE OURÉM FELI...

DEPUTADO MENDES CORREIA E...

OURIENSES FAZEM EXCURSÃO ...

ALVAIÁZERE: PUSSOS REALIZ...

OURÉM: RIBEIRA DO FÁRRIO ...

OURÉM: OLIVAL ESTÁ EM FES...

QUANDO VISITA OFICIALMENT...

CAÇADORES MARCAM ENCONTRO...

OURÉM TEM FESTA GRANDE NO...

OURÉM EVOCA DIÁSPORA E CU...

OFERTAS DE EMPREGO DA LIF...

OURÉM RECEBE EXPOSIÇÃO DE...

O ZOROASTRISMO E A SUA IN...

SANTUÁRIO DE FÁTIMA PROMO...

OURÉM: RIBEIRA DO FÁRRIO ...

ALVAIÁZERE: PUSSOS REALIZ...

OURIENSES FAZEM EXCURSÃO ...

PAPA ENVIA CARTA AO 24º C...

SANTUÁRIO DE FÁTIMA CELEB...

OURÉM LEVA MÚSICA, DANÇA,...

OURÉM REGRESSA À IDADE MÉ...

OURÉM: FREIXIANDA ESTÁ EM...

ALVAIÁZERE REALIZA FESTIV...

RIO DE COUROS REALIZA FEI...

ALVAIÁZERE: PELMÁ ESTÁ EM...

TOCADORES DE CONCERTINA R...

PARTIDO "OS VERDES" COLOC...

SINDICATO DOS TRABALHADOR...

OURÉM REGRESSA À IDADE MÉ...

OFERTAS DE EMPREGO DA LIF...

SINDICATO DOS TRABALHADOR...

arquivos

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

tags

todas as tags

links
Twitter
blogs SAPO
subscrever feeds