Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes de Ourém.
Quinta-feira, 31 de Dezembro de 2015
FÁTIMA PREPARA GRANDE PRÉMIO DE ATLETISMO



publicado por Carlos Gomes às 18:05
link do post | favorito
|

Quarta-feira, 30 de Dezembro de 2015
PARTIDO "OS VERDES" EXIGE RESTITUIÇÃO DOS FERIADOS

Restituição de feriados em discussão na Assembleia da República a 8 de Janeiro

Os Verdes entregaram no Parlamento um Projeto de Resolução que recomenda ao Governo a revisão do acordo com a Santa Fé para a restituição dos feriados religiosos.

Num sintoma claro de desprezo para com a cultura e a história portuguesa, o anterior Governo decidiu eliminar quatro feriados nacionais obrigatórios - Corpo de Deus, 5 de Outubro, 1 de Novembro e 1 de Dezembro - sendo que os portugueses passaram a trabalhar mais 4 dias por ano sem qualquer acréscimo remuneratório.

É, pois, de toda a oportunidade e de toda a justiça para quem trabalha, mas também para a nossa história e para a nossa cultura, proceder à restituição dos quatro feriados obrigatórios, nomeadamente dois dos feriados religiosos suspensos, aos quais se refere a iniciativa legislativa em causa que pretende a revisão do acordo celebrado com a Santa Fé no sentido da sua restituição.

O Partido Ecologista “Os Verdes” relembra que apresentou já um Projeto no sentido de restituir os feriados civis eliminados pelo anterior Governo PSD-CDS através da Lei 23/2012, de 25 de Junho, Implantação da República (5 de Outubro) e Restauração da Independência (1 de Dezembro), um Projeto de Lei que será, também, discutido a 8 de Janeiro do próximo ano.



publicado por Carlos Gomes às 17:51
link do post | favorito
|

SANTUÁRIO DE FÁTIMA CONVIDA OS PEREGRINOS A PARTICIPAR NO PROGRAMA QUE INICIA O ANO NOVO

unnamed

Ainda a celebrar o tempo de Natal, o Santuário de Fátima convida os peregrinos a participar no programa especial que marca o início do novo ano.

31 de dezembro

Vigília de oração e convívio

22:00 - Missa de Ação de graças | Basílica da Santíssima Trindade

          - Procissão para a Capelinha e recitação do Rosário

00:00 - Toque do carrilhão, consagração ao Imaculado Coração de Maria e gesto da Paz | Capelinha das Aparições

         - Chá-convívio | Casa de Retiros de Nossa Senhora das Dores

Neste dia não há celebração das vésperas, às 17:30, nem Rosário às 21:30

1 de janeiro - Santa Maria Mãe de Deus

Dia Mundial da Paz

- Programa dos domingos

- Missas do dia com osculação da imagem do Menino Jesus e ofertório a favor dos refugiados

15:00 - Missa, na Basílica da SS.ma Trindade

16:00 - Procissão Eucarística pela Paz no Mundo, para a Capelinha das Aparições

Neste dia não há Rosário, às 16:00, nem celebração das vésperas, às 17:30



publicado por Carlos Gomes às 12:02
link do post | favorito
|

Terça-feira, 29 de Dezembro de 2015
CRIANÇAS DE OURÉM APRENDEM FILOSOFIA A BRINCAR

Hora do Conto em Família – “Filosofia a brincar!”

Sábado, 09 de janeiro - das 10h30 às 11h30

Biblioteca Municipal de Ourém

Com a contadora de histórias PAM Helena Caetano, com base nos livros Por que é que vou à escola? Por que é que não posso fazer o que quero? de Oscar Brenifier

Público-alvo: Crianças a partir dos 4 anos, acompanhadas de adulto

Preço: €4,00/por criança + adulto

Inscrições na Biblioteca Municipal de Ourém ou através do n.º de tel. 249 540 900 (ext. 6841)

Número mínimo de inscrições: 5 crianças + 5 adultos



publicado por Carlos Gomes às 14:00
link do post | favorito
|

Segunda-feira, 28 de Dezembro de 2015
FÁTIMA PREPARA GRANDE PRÉMIO DE ATLETISMO



publicado por Carlos Gomes às 13:08
link do post | favorito
|

Domingo, 27 de Dezembro de 2015
HÁ XADREZ NO MUSEU DE ARTE SACRA E ETNOLOGIA DE FÁTIMA



publicado por Carlos Gomes às 17:47
link do post | favorito
|

Sábado, 26 de Dezembro de 2015
HÁ XADREZ NA BIBLIOTECA DE OURÉM!



publicado por Carlos Gomes às 20:30
link do post | favorito
|

Sexta-feira, 25 de Dezembro de 2015
AS ORIGENS PAGÃS DO BOLO-REI

À semelhança do que sucede com a generalidade dos costumes atuais, perde-se no tempo a verdadeira origem do bolo-rei (ou bolo dos reis), da mesma forma que também este apresenta formas e designações variadas consoante as culturas. Assim, em Inglaterra mantém-se a tradição de comer e efetuar corridas com panquecas por ocasião da Terça-feira Gorda. Tratam-se, na realidade, de festividades de origem pagã que se encontram ligadas a rituais de fertilidade que outrora se realizavam por ocasião do Entrudo e visavam preparar a chegada da Primavera e, como ela, o renascimento dos vegetais.

Bolo-Rei

A própria designação de Terça-feira Gorda remete-nos para o antigo costume de fazer desfilar pela cidade um boi gordo antes de sacrificá-lo, prática cujas reminiscências ainda se preservam nomeadamente através das largadas de touros e na corrida da Vaca das Cordas. Da mesma forma que nos festejos carnavalescos se preserva a figura do respetivo Rei que cabia outrora àquele que no bolo encontrasse a fava ou o feijão dourado, sendo como tal tratado durante o ano inteiro.

Por seu turno, os romanos introduziram tal prática por ocasião das saturnais que eram as festividades que se realizavam em 25 de Dezembro, em celebração do solstício de Inverno, também eles elegendo um rei da festa escolhido á sorte pelo método da fava. À semelhança do que se verifica com a Coroa do Advento, a sua forma circular remete para antigos ritos solares perfeitamente enquadrados nas festividades solsticiais e nas saturnais romanas.

Com vista à conversão dos povos do Império Romano que preservavam em geral as suas crenças pagãs, o Cristianismo passou a identificar o “bolo-rei” com a celebração da Epifania e, consequentemente, aos Reis Magos. E, assim, aos seus enfeites e condimentos passaram a associar-se as prendas simbólicas oferecidas ao Messias ou seja, a côdea, as frutas secas e cristalizadas e o aroma significam respetivamente o ouro, a mirra e o incenso. Apesar disso e atendendo a que eram três os reis magos, esta iguaria não passou a ser identificada como “bolo dos reis”, conservando apenas a sua designação como “bolo-rei” ou seja, contrariando a sua própria conversão.

Durante a Idade Média, este costume enraizou-se na Europa devido à influência da Igreja a tal ponto que passou a ser celebrado na própria corte dos reis de França e a ser conhecido como Gâteau des Rois. Porém, com a revolução francesa, o mesmo veio a ser proibido em virtude da sua alusão á figura real, o mesmo tendo sucedido entre nós, imediatamente após a instauração da República, tendo alguns republicanos passado a designá-lo por “bolo-presidente” e até “bolo Arriaga”, em homenagem ao então Presidente da República.

Quanto aos seus condimentos e método de confeção, é usual associar-se à tradição da pastelaria francesa a sul do Loire, o que parece corroborar com a informação de que foi a Confeitaria Nacional a primeira casa que em Portugal produziu e vendeu o bolo-rei a partir de uma receita trazida de França, por volta de 1870. Resta-nos saber, até que ponto, também esta não terá buscado inspiração no tradicional bolo inglês.

Com a aproximação da Páscoa associada à chegada da Primavera e, com ela, o renascimento da Vida, o tradicional folar não trará favas escondidas no seu interior mas ovos que simbolizarão a fertilidade, de novo a evocar ritos ancestrais a um tempo anterior à nossa conversão ao Cristianismo.

Carlos Gomes / http://www.folclore-online.com/



publicado por Carlos Gomes às 00:01
link do post | favorito
|

Quinta-feira, 24 de Dezembro de 2015
NADAL EN GALICIA… E SÚAS PANXOLIÑAS

Hai festa na parróquia. As xentes xuntam-se à lareira para celebrar a Noiteboa. Unha morea de iguarias enfeita a mesa de torradas molhadas no leite, fritas de gordura e salpicadas con açúcar, compotas de peras no vino tinto, polbo, verduras con bacalhau, sopa de amêndoas, froitos secos e castañas.

Guimarães (24)

À mesa ou xunto a lareira, un escano e un prato vazio é propositadamente deixado para los que están mortos a fin de que a alma possa vir comer e aquecer-se. Depois, xuntam-se as panxolas e os rapaces ván con sús traxes pelos veciños cantar suas panxoliñas, quedándose às portas con súas gaitas e panderetas, piden autorizaçón para entrar, cantán e piden alguma cosa.

                                                   A noitiña de Nadal,

                                                   Noite de gran alegría;

                                                   Naceu un reiciño novo

                                                   Fillo da Virxe María.

                                                   Camiñando vai Xosé,

                                                   Camiñando vai María,

                                                   Camiñan para Belén

                                                   A fin de chegar con día.

                                                   Cando a Belén chegaron,

                                                   Toda a xente dormía,

                                                   Menos un pobre porteiro

                                                   Que estaba na portería.

                                                   - Abre as portas, porteiro,

                                                   - A Xosé e María.

                                                   - Estas portas non se abren

                                                   Ata que Deus traia o día.

                                                   - Estas portas non se abren

                                                   Ata que Deus traia o día.

Depois da Noiteboa e súas panxoliñas celebradas na noitiña de Nadal, as festas prolongam-se ata à Noite Vella que ocorre a 31 de decembro e, daí ata Día de Reis em 6 de xaneiro. Conta unha tradiçión galega que todo lo bruxedo praticado na Noiteboa non logra alcançar ninghúm sucesso, pois é a noitiña do nacemento do meniño Xesús, cando a luz triunfa sobre a escuridón, o Bem sobre o Mal.. E, porque é solstício de inverno, as ervas colhidas en noitiña de San Xoán volven a ter o verde de orixe. Revonava-se o fogo na lareira con un gran tizón que depois de se queimar un póco se apaga. O tizón de Nadal apenas volverá a acender-se cando haxa ameaça de peligro. Na Coruña e en Lugo, en Ourense e Pontevedra, desde Ferrol ata A Guarda, da Moaña ata Castroverde, é Nadal en todolos pobos marinheiros e rurais de Galicia, en todalas aldeas e parroquias se celebra unha festa xenuína que ten a ver coa tradición cultural portuguesa em xeral e das xentes do Miño en particular. Como hai dixo o poeta João Verde:

                                                   - Vendo-os assim tão pertinho

                                                   a Galiza mail-o Minho

                                                   São como dois namorados

                                                   Que o rio tráz separados

                                                   Quase desde o nascimento

 

                                                   - Deixal'os, pois namorar

                                                   já que os pais para casar

                                                   lhes não dão consentimento

Hai, pois, que celebrar todolos xuntos en familia, galegos e portugueses, o noso Nadal, com zambumbas e panxoliñas, con ganas pola la chegada do día da gran naçom portugalaica. Hai que cumprir Portugal!

- Carlos Gomes / http://www.folclore-online.com/



publicado por Carlos Gomes às 00:18
link do post | favorito
|

Quarta-feira, 23 de Dezembro de 2015
NATALE SOLIS INVICTI OU O SOLSTÍCIO DO INVERNO

Todo o mundo cristão celebra por esta altura o nascimento de Jesus, não obstante desconhecerem-se quaisquer referências históricas ou bíblicas que mencionem a data em que tal acontecimento se verificou. Por conseguinte, o Natal é festejado a 25 de Dezembro ou a 7 de Janeiro de acordo com as tradições católica ou ortodoxa, em virtude da adoção dos calendários juliano ou gregoriano. Ora, é nesta ocasião que ocorre o solstício do inverno ou nascimento do sol, precisamente a altura em que os raios solares deixam de decrescer e passam de a aumentar, fazendo de novo crescer os dias em relação às noites.

Desde a mais remota antiguidade que o ser humano adorou o sol, deificando-o e atribuindo-lhe a primazia sobre as demais divindades. Tal sucedeu na Caldeia, na Palestina e no Egipto, aqui adorado sob o nome de Ra. Na antiga Pérsia e na Índia, o deus Sol era designado por Mitra tendo o seu culto dado origem ao mitraísmo que viria mais tarde a rivalizar com o cristianismo a sua influência no Império romano, acabando por vir a sucumbir com a sua queda e mais tarde acabando por desaparecer por completo com o avanço do islamismo na Pérsia. Antes, porém, o mitraísmo fora assimilado pelos gregos e espalhou-se por todo o Império romano. O deus Mitra era geralmente representado por um jovem com um boné frígio, túnica e manto sobre o ombro esquerdo. Esta religião era superiormente dirigida por um sumo pontífice a os seus sacerdotes ostentavam sobre a cabeça uma mitra. Curiosamente, trata-se do chapéu com que os bispos se apresentam quando envergam as vestes pontificais, tendo a sua origem na Pérsia e no Egipto, correspondendo ao turbante e por conseguinte aludindo à adoração de Mitra.

Não admira, pois, que ao culto solar tenha sido sobreposta a adoração ao menino Jesus, sendo-lhe atribuída a data do seu nascimento precisamente numa altura em que os romanos celebravam o natale solis invicti consagrado ao deus Sol, à semelhança do que se verifica com inúmeras festividades pagãs que foram de algum modo adaptadas e "convertidas" à crença cristã. Na mesma ocasião realizavam os romanos as saturnais ou saturnálias que, como o próprio nome indica, eram festividades consagradas a Saturno, trocavam de presentes e organizavam um banquete público, aspetos que de alguma forma podemos relacionar com as tradicionais "festas dos rapazes" em várias localidades de Trás-os-Montes. Aliás, o culto a Saturno chegou a ser muito difundido na Península Ibérica, tendo diversos escritores da antiguidade referindo-se à existência de santuários entre os quais se supõe ter havido um na Ínsua do rio Minho, um local onde atualmente as gentes locais vão em peregrinação ao Senhor Jesus dos Mareantes, fazendo festa rija em Agosto. Saturno era o deus protetor dos semeadores e das sementes, pelo que os romanos acreditavam que durante as saturnais regressava a abundância, assegurando a fertilidade durante essa época do ano.

Ainda em relação ao mitraísmo, também este possuía extraordinárias semelhanças com o cristianismo, entre as quais a crença no céu e no inferno, na ressurreição, nos pastores que tal como os reis magos ofereciam presentes, no dilúvio, na santificação do domingo, na prática da confissão e da comunhão e, finalmente, a própria celebração do 25 de Dezembro!

A celebração do nascimento de Jesus constitui atualmente uma festa que é vivida com grande intensidade pelo povo português e que, apesar da sua significação profundamente religiosa, também não escapa às regras de funcionamento de uma sociedade mercantilizada, virada cada vez mais para os interesses materiais em detrimento dos valores espirituais. Não obstante, as festividades da quadra natalícia encontram-se profundamente enraizadas no nosso folclore revelando-se através das mais diversas manifestações de cariz popular, na gastronomia, na música, nas lendas e de um modo geral em todos os aspetos que envolvem tais celebrações. Não obstante, temos principalmente nos últimos tempos vindo a constatar que tradições oriundas de outros países têm vindo a substituir alguns costumes genuínos do nosso povo, como sucede com a reverência ao "Pai Natal", agora destituído para dar lugar a S. Nicolau, quando outrora as festividades decorriam exclusivamente em torno do "menino Jesus". Da mesma forma que o tradicional presépio cedeu o lugar ao nórdico pinheiro de Natal enfeitado com flocos de neve, mesmo em locais onde jamais nevou...

Carlos Gomes / http://www.folclore-online.com/



publicado por Carlos Gomes às 21:03
link do post | favorito
|

MANUELA GONZAGA TERMINA PRÉ-CANDIDATURA À PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA

PAN agradece a entrega total a um projeto vencedor

Mesmo não concretizando a validação das 7500 assinaturas necessárias para a candidatura à Presidência da República, o PAN – Pessoas-Animais-Natureza, considera que a candidatura da historiadora e escritora Manuela Gonzaga foi um projeto vencedor pela oportunidade de trazer ao debate público e político, temas e perspetivas que não são habitualmente discutidos.

A candidata apoiada pelo PAN continuou, até ao último momento, a percorrer o país, não permitindo que os vários desafios, burocráticos ou de gestão de recursos, lhe retirassem o ânimo e a convicção que a fizeram comprometer-se com o cargo de “provedora dos cidadãos”.

“Com uma história de ativismo, um envolvimento político e social vincado pela luta por causas humanitárias, direitos dos animais e da natureza, e por um Portugal mais livre e esclarecido, só podemos agradecer à Manuela Gonzaga a voz que nos emprestou neste desafiante projeto e estar confiantes de que a capacidade de mobilização social do PAN está a aumentar e de que, numa próxima oportunidade, será certamente mais célere qualquer processo que peça o envolvimento dos cidadãos nas soluções credíveis, porventura audazes, que pretendemos trazer. Acredito que os portugueses continuam a pedir outras abordagens ao cenário político nacional e é para isso que continuamos a trabalhar. “Reforça o Porta-Voz e Deputado do PAN, André Silva.

O PAN continua a traçar novos caminhos de crescimento, aprendizagem e adaptação para concretizar medidas que visam alterar consciências e contribuir para a transformação da sociedade, de acordo com valores éticos e ecológicos fundamentais. Novas políticas para credibilizar a democracia, devolver a felicidade e o bem-estar às pessoas, proteger o planeta – o ecossistema, e dignificar moral e juridicamente a vida e a existência dos animais que connosco partilham este espaço. Neste sentido o contributo da nossa filiada e membro dirigente, Manuela Gonzaga, é e continuará a ser inestimável.



publicado por Carlos Gomes às 11:33
link do post | favorito
|

Terça-feira, 22 de Dezembro de 2015
DIVERLÂNDIA É O REINO DA DIVERSÃO NA FEIRA INTERNACIONAL DE LISBOA

Diverte-te na Maior Feira Popular Indoor do País e testa os teus limites a mais de 200 à hora e trás os teus amigos

FIL DIVERLÂNDIA – a Maior “Feira Popular” Indoor do País, abriu portas ao público dia 4 de Dezembro e estará na FIL – Parque das Nações até ao próximo dia 3 de Janeiro de 2016. Uma organização da Fundação AIP – Lisboa, Feiras e Congressos e Eventos.

12373329_1004205629621498_2797493419961841511_n

Na FIL DIVERLÂNDIA, até 3 de Janeiro, o maior espaço indoor do país com oferta superior a 3 dezenas de equipamentos de diversão, para todos os gostos e idades. Encontra os equipamentos mais divertidos para as crianças, os mais emocionantes e “radicais” para os jovens e os mais clássicos para toda a família. A entrada é livre e pode divertir-se a partir de dois “Divers” (moeda da FIL DIVERLÂNDIA, equivalente a 2,00 €).

Novidades na FIL DIVERLÂNDIA:

  • Carrocel Parisiense – Estreia-se na FIL DIVERLÂNDIA um carrocel emblemático, pela 1ª vez em Portugal. 
  • High Energy
  • Mattherhorn

O maior Espaço dedicado ao Natal, coberto, climatizado e com parque de estacionamento próprio, espera por si! Trás os teus amigos e familiares e testa os teus limites a mais de 200 à hora.

FIL DIVERLÂNDIA de 3 de Dezembro a 4 de Janeiro de 2016 no Pavilhão 1 da FIL

Horário: 15h00 | 23h00 (6ª e Sábado – 15h00 | 24h00)

Encerra nos dias 24 e 31 de Dezembro

Entrada Livre

Saiba mais emwww.diverlandia.fil.pt ou www.facebook.com/FILDiverlandia.FIL

12360257_1007486515960076_9159162185235119098_n

12299273_998978143477580_2458783987124171385_n

11204461_1007486519293409_1149839889620544768_n

10639510_1007486422626752_4358532877878804618_n

1936460_1007486425960085_7109002373735681833_n



publicado por Carlos Gomes às 21:17
link do post | favorito
|

TV OUREENSE TRANSMITE MISSA EM OURÉM DEDICADA A SÃO NUNO DE SANTA MARIA

No passado dia 6 de novembro, teve lugar Sé da Colegiada de Nossa Senhora das Misericórdias, na Vila Medieval de Ourém, uma celebração religiosa em dedicação a D. Nuno Álvares Pereira, III Conde de Ourém e agora São Nuno de Santa Maria.

O AUREN TV registou em vídeo a cerimónia que agora pode ser visionada na página da TV Oureense em https://www.facebook.com/aurentv/?fref=ts ou através do MEO Kanal, canal 585132, na televisão.



publicado por Carlos Gomes às 19:58
link do post | favorito
|

PARTIDO PAN DESEJA-LHE BOAS FESTAS!



publicado por Carlos Gomes às 16:33
link do post | favorito
|

BOMBEIROS PARA SEMPRE DESEJA-LHE BOAS FESTAS!

unnamed



publicado por Carlos Gomes às 15:01
link do post | favorito
|

BLOGUE AUREN DESEJA-LHE BOAS FESTAS!

 



publicado por Carlos Gomes às 11:53
link do post | favorito
|

FÁTIMA PREPARA GRANDE PRÉMIO DE ATLETISMO



publicado por Carlos Gomes às 10:11
link do post | favorito
|

HÁ XADREZ NO MUSEU DE ARTE SACRA E ETNOLOGIA DE FÁTIMA



publicado por Carlos Gomes às 10:08
link do post | favorito
|

OURÉM DÁ FORMAÇÃO EM PESQUISA E SALVAMENTO EM AMBIENTE URBANO



publicado por Carlos Gomes às 10:05
link do post | favorito
|

Segunda-feira, 21 de Dezembro de 2015
VEREADORES DA COLIGAÇÃO “OURÉM SEMPRE” ABSTÊM-SE NA VOTAÇÃO DA PROPOSTA DE REDEFINIÇÃO DE PROCEDIMENTOS RELATIVAMENTE AO APOIO ÀS IPSS

Os vereadores da Coligação “Ourém Sempre” apresentaram na última reunião do executivo municipal de Ourém uma declaração de voto explicando o facto porque se abstiveram relativamente à proposta “que visa redefinir procedimentos que permitam uma maior transparência entre a Administração e o Beneficiário do apoio concedido no âmbito da AAAF/CAF/refeição escolar”.

988297_722806031066063_13050937_n

DECLARAÇÃO DE VOTO

Em 19 de Junho de 2015, a Câmara aprovou por unanimidade os protocolos de “Apoio à Família e Programa de Generalização do Fornecimento de Refeições Escolares” para o ano letivo de 2015/2016, com as entidades elencadas na proposta dos serviços.

Vem agora o executivo Socialista apresentar uma nova proposta que visa redefinir procedimentos que permitam uma maior transparência entre a Administração e o Beneficiário do apoio concedido no âmbito da AAAF/CAF/refeição escolar.

A posição dos Vereadores da Coligação tem sido, sempre, de apoio incondicional à realização destes protocolos, pois entendem que as IPSS, que ao longo dos anos têm colaborado com o Município nesta área, têm vindo a prestar um serviço meritório e de qualidade, não só no Fornecimento de Refeições, mas também na prestação de serviços de apoio à família.

O fornecimento de refeições escolares, por força de um novo imperativo legal, tem vindo a ser constantemente debatido, não só em sede de reunião de Câmara, mas também entre o Município e as entidades que prestam este serviço.

No nosso modesto entendimento, e nas diversas reuniões e discussões em que participámos, não tem existido um consenso alargado sobre esta matéria, pairando sempre a dúvida de qual o melhor procedimento a adotar.

Depois de analisar o protocolo agora proposto, os Vereadores da Coligação continuam com dúvidas sobre algumas das cláusulas constantes no mesmo, designadamente, a alínea d) do compromisso do Município e da alínea h) do compromisso da instituição.

Em face do atrás exposto, os Vereadores da Coligação, reiteram o seu total apoio à manutenção destes protocolos, mas continuam a ter dúvidas quando aos procedimentos que estão a ser propostos, pelo que se ABSTÊM.

Ourém, 18 de Dezembro de 2015

Os Vereadores da Coligação Ourém Sempre



publicado por Carlos Gomes às 21:28
link do post | favorito
|

VEREADORES DA COLIGAÇÃO “OURÉM SEMPRE” VOTAM CONTRA PROPOSTA DE ENCERRAMENTO DEFINITIVO DA SRU FÁTIMA

Os vereadores da Coligação “Ourém Sempre” apresentaram na última reunião do executivo municipal de Ourém uma declaração de voto explicando o facto porque votaram contra a proposta de encerramento definitivo da SRU Fátima.

988297_722806031066063_13050937_n

DECLARAÇÃO DE VOTO

Consta da Ordem de Trabalhos da reunião de Câmara uma proposta de deliberação para se proceder à aprovação do encerramento definitivo da Sru Fátima.

Os Vereadores da Coligação sempre defenderam o encerramento da empresa, conforme posição assumida na reunião de Câmara de 17 de Abril do corrente ano, por entenderem de que os pressupostos da sua criação foram desvirtuados pelo atual executivo Socialista.

No entanto, temos vindo a discordar da forma pouco transparente, como este processo tem vindo a ser conduzido, conforme consta das diversas declarações que apresentámos, nomeadamente nas reuniões de Câmara dos dias 03 de Julho e 7 de Agosto do corrente ano.

As dúvidas que elencamos ao longo de todo este processo nunca foram devidamente dissipadas por este executivo Socialista, tais como:

Os diversos Relatórios estão assinados e rubricados pelo Sr. Luis Mangas, que renunciou ao cargo de Presidente do Conselho de Administração no dia 01 de Novembro de 2014.

2º Com a renúncia do Presidente do Conselho de Administração da Sru Fátima, a empresa ficou apenas com um Administrador em funções.

3º A empresa, que está desde o dia um de Novembro de 2014, com um único elemento no Conselho de Administração está de acordo com a Lei? E como foi nomeada a Comissão Liquidatária?

Na proposta ora apresentada para o Encerramento e Liquidação da empresa, não consta qualquer validação do TOC nem do ROC, ao contrário do que é referido na carta da Comissão Liquidatária, onde está mencionada tal referência.

Assim, e tendo em consideração as dúvidas atrás expostas, e porque continuamos com sérias reservas sobre a legalidade da assinatura do Relatório de Encerramento por um elemento que renunciou ao cargo de Administrador do Conselho de Administração da empresa, em 01 de Novembro de 2014, bem como da ausência das validações acima referidas e de qualquer parecer jurídico sobre o assunto em apreço, os Vereadores da Coligação votam CONTRA esta proposta.

Ourém, 18 de Dezembro de 2015

Os Vereadores da Coligação Ourém Sempre



publicado por Carlos Gomes às 21:23
link do post | favorito
|

Domingo, 20 de Dezembro de 2015
HÁ XADREZ NO MUSEU DE ARTE SACRA E ETNOLOGIA DE FÁTIMA



publicado por Carlos Gomes às 16:43
link do post | favorito
|

Sábado, 19 de Dezembro de 2015
PARA QUANDO A CONSTRUÇÃO DE ECODUTOS NAS ESTRADAS A FIM DE SALVAGUARDAR A VIDA SELVAGEM E PREVENIR A SEGURANÇA RODOVIÁRIA?

A construção de autoestradas e outras vias rodoviárias um pouco por todo o país, muitas vezes atravessando áreas florestais e de parques naturais, não tem observado na maior parte dos casos a necessidade de proteger a vida selvagem.

A construção de estradas representa frequentemente o isolamento das espécies, a restrição de acessos a recursos naturais que garantam a sua subsistência como água e alimentos, à destruição de refúgios, a limitações à sua capacidade de reprodução pela dificuldade de encontrar parceiros, submetendo-os ao mesmo tempo à poluição sonora e atmosférica, à fragmentação e destruição de habitats naturais e à sua mortalidade.

Impedidos de circular livremente no seu próprio habitat, muitos animais atravessam as estradas arriscando quase sempre a sua vida e, não raras as vezes, causando sérios aos automobilistas que circulam nessas estradas.

O Ribatejo e a Beira Litoral são regiões particularmente afetadas por esta situação em virtude da sua enorme riqueza florestal e faunística. Importa, pois, que se construam ecodutos para o atravessamento das grandes vias rodoviárias ou seja, passagens subterrâneas e superiores para que os animais possam atravessar em segurança e, ao mesmo tempo, zelar pela segurança rodoviária.



publicado por Carlos Gomes às 22:17
link do post | favorito
|

MUSEU DE ARTE SACRA E ETNOLOGIA DE FÁTIMA APRESENTA POESIA E EXPOSIÇÃO DE FOTOGRAFIA



publicado por Carlos Gomes às 17:15
link do post | favorito
|

Sexta-feira, 18 de Dezembro de 2015
OURÉM CELEBRA PROTOCOLO COM ENTIDADE ANGOLANA NA ÁREA DO XADREZ

A Associação C R D da Soutaria - P'Escola celebrou ontem com a Escola de Mestres de Xadrez João Francisco, em Luanda, Angola, um protocolo de cooperação na modalidade de Xadrez. A cerimónia teve lugar nos Paços do Concelho de Ourém.

12345586_1703511083195344_2904119426904467858_n

Na foto, o Monitor de Xadrez, José Alves, responsável pela modalidade desportiva do xadrez na Associação P'Escola - Auren Chess e a Dra. Lucrécia Francisco, Presidente da Escola de Mestres de Xadrez João Francisco, de Angola.

Fonte: TV Oureense



publicado por Carlos Gomes às 21:53
link do post | favorito
|

OURÉM APRESENTA CONTRATO LOCAL DE DESENVOLVIMENTO SOCIAL

Contrato Local de Desenvolvimento Social 3G de Ourém

O Contrato Local de Desenvolvimento Social 3G de Ourém foi ontem formalmente apresentado à comunidade com a inauguração das suas instalações e apresentação da equipa técnica. O CLDS 3G de Ourém iniciou atividade a 2 de novembro e tem como entidade coordenadora a APDAF – Associação para a Promoção e Dinamização do Apoio à Família e a ACISO, a Insignare e o Jardim Infantil de Ourém como entidades executoras.

Imagem 014

O contexto económico e social no país e no concelho de Ourém legitima a existência destes projetos que através da ação de uma equipa multidisciplinar profissional e qualificada desenvolvem mecanismos de prevenção e novos paradigmas sociais. O projeto terá a duração de três anos e propõe um conjunto de ações com o objetivo de aproximar a intervenção às necessidades reais das pessoas, combatendo as problemáticas sociais em territórios especialmente afetados pelo desemprego e por situações críticas de pobreza, promovendo assim a inclusão social dos cidadãos.

Imagem 017

Estas ações serão desenvolvidas pelo CLDS 3G de Ourém em articulação com várias entidades, entre as quais o Município de Ourém, e dividem-se em três eixos de intervenção: o primeiro, designado por “Espaço TEIA”, incide na área do emprego, formação e qualificação, o segundo - “Espaço EU” – atua na intervenção familiar e parental preventiva da pobreza infantil, e o terceiro eixo denominado “Espaço Nós” trabalha a capacitação da comunidade e das instituições. A equipa técnica do CLDS 3G de Ourém é composta por um técnico superior de serviço social, uma técnica de gestão, uma psicóloga, uma animadora sociocultural e tem como coordenadora Maria Fátima Duarte.

A coordenadora do CLDS 3G de Ourém manifestou a sua determinação em “fomentar sinergias entre os cidadãos e as instituições”, criando soluções e pontes para a resolução dos problemas reais dos cidadãos. Assegurou ainda que este projeto permitirá uma atuação em rede, relacionando as instituições sociais e as várias intervenções a desenvolver. Seguiu-se a intervenção do Diretor do Centro Distrital de Santarém da Segurança Social, Tiago Leite, que reforçou a importância de trabalhar conceitos como “empregabilidade, escola, família e sociedade”, alertando para a necessidade de em cada atividade desenvolvida os cidadãos sentirem que estão a ser úteis à sociedade, pois “a maior frustração do ser humano é não se sentir útil”. Lurdes Botas, Diretora do Centro de Emprego de Tomar, afirmou que “as empresas são um parceiro fundamental” e neste contexto realçou a importância da ACISO enquanto parceiro do projeto e defendeu uma maior proximidade entre as várias entidades que permitirá respostas mais eficazes ao nível do emprego e formação.

Imagem 080

O presidente da Câmara Municipal, Paulo Fonseca, iniciou a sua intervenção com um apelo “ao englobamento em vez do individualismo” para chegar mais longe e ter respostas adequadas às questões sociais. Realçou que o CLDS 3G de Ourém é um “contrato de dimensão concelhia” e deve ter como principal objetivo “que as pessoas encontrem um caminho de afeto e de estímulo para o seu futuro”. Terminou com a manifestação do seu “sentimento de alegria e de confiança pela porta de esperança que abrimos hoje para todos os cidadãos que precisam de apoio”. Deolinda Simões, presidente da Assembleia Municipal, realçou a importância destas respostas sociais que “dão esperança no futuro e força para continuar”.

O CLDS 3G de Ourém está instalado na Rua Luís de Camões, Nº 42, e o horário de atendimento é das 09h00 às 17h00, de segunda a sexta-feira. Para entrar em contacto com o CLDS 3G de Ourém pode utilizar os contactos 249 409 250 e 935 431 531 ou através do email geral@clds3g-apdaf-ourem.pt.

Imagem 096


tags:

publicado por Carlos Gomes às 19:45
link do post | favorito
|

MUSEU INTERACTIVO "MILAGRE DE FÁTIMA" DESEJA-LHE BOAS FESTAS!



publicado por Carlos Gomes às 13:50
link do post | favorito
|

CENTRO DE PATRIMÓNIO DA ESTREMADURA DESEJA-LHE BOAS FESTAS!



publicado por Carlos Gomes às 13:47
link do post | favorito
|

CICLISMO APROXIMA PORTUGAL DE ANGOLA

O oureense, José Alves entrevista para a TV Oureense o ciclista português David Rosa, candidato para apuramento as jogos olímpicos RIO 2016, e o dirigente da Federação Angolana de Ciclismo, João Francisco, num encontro de aproximação entre os dois países, Portugal e Angola, na modalidade de cliclismo.

Fonte: TV Oureense

1901120_1703378159875303_1597833827992341678_n



publicado por Carlos Gomes às 09:47
link do post | favorito
|

Quinta-feira, 17 de Dezembro de 2015
OURÉM VIRA CAPITAL DO XADREZ



publicado por Carlos Gomes às 23:14
link do post | favorito
|

BOMBEIROS DA FREIXIANDA DISTRIBUEM NOVOS CALENDÁRIOS

Na sequência do ano passado e tendo como objectivo desejar as boas festas á população da sua área de actuação e ao mesmo tempo angariar alguns donativos, a Liga de Amigos da Secção de Bombeiros de Freixianda promove a distribuição de calendários de parede e de bolso durante todo o mês de Dezembro.

12316283_959770890784622_5309975489224521653_n

A semelhança do que já acontece noutros países a LASBF irá distribuir estes calendários á população em estabelecimentos comerciais e edifícios públicos da União de Freguesias de Freixianda , Ribeira do Fárrio e Formigais bem como na União de Freguesias de Rio de Couros e Casal dos Bernardos . Estarão os mesmos também disponíveis no quartel em Freixianda .Esporadicamente poderão ser distribuídos nas saídas das principais missas nas localidades já referenciadas.

Esta foi a solução mais prática visto ser um tarefa difícil percorrer todas as habitações destas duas freguesias. Nos locais de distribuição haverá um "mealheiro" onde cada pessoa poderá fazer o donativo que bem entender.

"A Campanha do ano passado correu muito bem e numa altura em que os calendários estão tão na moda achamos que era importante fazermos também o nosso de forma institucional e lembrar as pessoas que ao longo de todos os dias do ano os soldados da paz da sua terra estão cá para os servir. Se quiserem ajudar com um donativo melhor, será sempre uma ajuda para a concretização dos nossos objectivos! Esperamos mais uma vez que a população demonstre o seu carinho pelos bombeiros ! refere Bruno Silva presidente da direção Liga de Amigos.

A secção de Bombeiros de Freixianda dos BV de Ourem assinalou em 2015 o seu XXX Aniversário.



publicado por Carlos Gomes às 13:53
link do post | favorito
|

Quarta-feira, 16 de Dezembro de 2015
“NATAL AUREN CHESS 2015” REALIZA-SE AMANHÃ EM OURÉM

Amanhã, pelas 10 horas, a Escola Básica e Secundária de Ourém vai acolher o “Natal Auren Chess 2015”. O Monitor de Xadrez, José Alves e o Mestre FIDE Angolano, João Francisco vão proporcionar o ensino e a prática do Xadrez.

12398913_1068031766554458_234432085_n



publicado por Carlos Gomes às 22:48
link do post | favorito
|

EIRAPEDRENSE ORGANIZA GRANDE PRÉMIO DE ATLETISMO

O Grupo Desportivo e Cultural Eirapedrense, com sede em Eira da Pedra - Fátima, vai realizar no dia 21 de fevereiro de 2016 o seu 17º Grande Prémio de Atletismo.

Esta é já uma prova com história e onde é habitual reunir diversos clubes e atletas a nível nacional, contamos com a presença de cerca de 500 atletas. Este ano, mais uma vez, vamos proporcionar para além da prova de 14 Km, uma caminhada de cerca de 7 km para que toda a população possa participar neste evento desportivo.



publicado por Carlos Gomes às 21:32
link do post | favorito
|

OFERTAS DE EMPREGO DA LIFE – DEPARTAMENTO DE FORMAÇÃO E EMPREGO DA INSIGNARE (16 DEZEMBRO)

LIFE - Departamento de Formação e Emprego da INSIGNARE

Contactos: Rua Santa Teresa de Ourém, nº 13 – AP 107 2490 – 242 Ourém Telefone 249 540 397 gip@insignare.pt

cabeçalho-01

Atualização a 16_12_2015 - Todas as ofertas estão sujeitas a alterações diárias. De 23 dezembro 2015 a 06 janeiro 2016 não haverá divulgação de ofertas por interrupção do Natal.

Nota: As ofertas com referência IEFP obrigam à inscrição no Serviço de Emprego: Consulte https://www.netemprego.gov.pt/IEFP/ Contactos: Telefone 249 540 390 gip@insignare.pt

LIFE 10/12 - Técnico de Manutenção Industrial (m/f) - Empresa: Neves Oliveira & Filhos, S.A. Contacto: João Santos – 919941393.

LIFE 14/12 - Pedreiro (m/f) - Construções Gonçalves – Perfil: Todo o tipo de trabalhos de construção civil. Contacto: José Oliveira 917618764 geral@construcoesgoncalves.com Morada: Poça-Malhada, Lote 2 nº 3, Zona Industrial de Lagoa do Furadouro.

LIFE 14/12 - Ajudante de Pedreiro (m/f) - Construções Gonçalves – Perfil: Todo o tipo de trabalhos de construção civil. Contacto: José Oliveira 917618764 geral@construcoesgoncalves.com Morada: Poça-Malhada, Lote 2 nº 3, Zona Industrial de Lagoa do Furadouro.

LIFE 10/12 – Ajudante Cozinha (m/f) – Centro Social de Santa Catarina da Serra procura jovem profissional. Enviar candidaturas até 20 dezembro para geral@centrosocialscs.org.pt

LIFE 10/12 – Ajudante Cozinha (m/f) – Restaurante Colina Verde. Gosto pelo trabalho na cozinha, criativa e polivalente. Pontual, boa apresentação, com iniciativa, trabalho em equipa. Candidaturas: gerencia@colinaverde.pt Tel: 927507785.

Oferta Nº: 588628415 IEFP – Ajudante familiar (m/f) Gondemaria e Olival. Mais informação: https://www.iefp.pt/en/ofertas-emprego?page=4#&item=588628415&registo=0

Oferta Nº: 588627985 IEFP – Motorista de veículos pesados de mercadorias (m/f) Fátima. Mais informação: https://www.iefp.pt/en/ofertas-emprego?page=4#&item=588627985&registo=0

Oferta Nº: 588628165 IEFP - Empregado de armazém (m/f) Atouguia. Mais informação: https://www.iefp.pt/en/ofertas-emprego?page=4#&item=588628165&registo=0

Netempregos 16/12 – Cozinheiro – Fátima, G-ZUS - Cozinheiro para entrada imediata para Bar-Restaurante em Fátima (centro) idade inferior a 25 (preferencialmente);necessária experiência mínima à função a executar; vontade de trabalhar para um projecto; vontade de aprender; remuneração em função da experiência apresentada. Se estás interessado responde com CV para: gzusinfo@gmail.com

Netempregos 16/12 - Técnico de Contabilidade (m/f) – Fátima. JJNSA. Empresa de referência nacional no comércio siderúrgico sediada em Fátima pretende adquirir para os seus quadros um colaborador para a área da contabilidade com o seguinte perfil: Formação académica na área da contabilidade; Experiência profissional na área da contabilidade; Conhecimentos informáticos, nomeadamente de MS Office e Softwares de Gestão; Método, organização, rigor e forte sentido de responsabilidade; Residência na zona de Fátima. Agradecemos que o envio dos CV seja feito para o email: emprego.contabilidade.2015@gmail.com

Netempregos 13/12 - Fisioterapeuta/Massagista para Clube (m/f) – Ourém. Part-time. Procura-se fisioterapeuta ou massagista para acompanhamento de equipa num clube em Ourém. Enviar CV para: gad.cao@gmail.com

Netempregos 16/12 Web Designer/ Frontend (m/f) Leiria. REDPOST. Conhecimentos sólidos de HTML(5), CSS(3). Conhecimentos sólidos de ferramentas de imagem (Photoshop, Illustrator). Conceitos de design Responsive, UI/UX. Valoriza-se familiaridade com framework Bootstrap. Experiência em resolução de problemas de compatibilidade entre browsers. Preferencia residentes próximos de Fátima/ Leiria. Envio de candidaturas: recrutamento@redpost.pt

Netempregos 10/12 - Arquiteto/Designer de Interiores (m/f) Perfect Trading, Lda. para sua loja/exposição em Pombal. Envio de CV ou contacto para geralpentagono@hotmail.com

Região Leiria 14/12 - ADMINISTRATIVO DEPT. CONTABILIDADE (m/f) Fassa Bortolo - Qualidade para a construção. Descrição da função: - Organização, classificação e lançamento de documentos contabilísticos; - Realização de pagamentos a fornecedores, assim como acompanhamento de contas correntes de fornecedores; - Realização de lançamentos bancários, bem como respetiva reconciliação bancária; - Garantir a execução dos procedimentos para os pagamentos legais previstos. Perfil do candidato: - Experiência mínima de 3 anos na função; - Habilitações mínimas ao nível 12º Ano; dar-se-á preferência a candidatos com formação superior em Gestão ou Contabilidade; - Excelentes conhecimentos de Office e de ERP´s de Gestão, conhecimentos do ERP SAP será uma mais-valia; - Bons conhecimentos de línguas (inglês e italiano preferencialmente); - Boa capacidade de trabalho em equipa; - Idade até 35 anos. Os currículos deverão ser enviados para: Fassalusa, Lda – Zona Industrial de S. Mamede, Lote 1 e 2 - 2495-036 São Mamede. E-mail: fassalusa@fassabortolo.com | Fax: 244 704 020 | Tlf.: 244 709 200

Região Leiria 14/12 - Aprendiz de MECÂNICO (1º emprego) | MECÂNICO / MECATRÓNICO (experiente) M/F Contactos tel.: 966 037 252. Admite-se - Entrada imediata.

Região Leiria – 14/12 - Técnico/a de Logística e Planeamento (m/f) Empresa sediada na Marinha Grande, que se dedica à produção e comercialização de embalagens em cartão canelado, pretende recrutar Técnico/a de Logística e Planeamento. Perfil: Licenciatura em Engenharia e Gestão Industrial ou Informática de Gestão, Gestão, Tecnologias de Informação; Gosto pelo trabalho em equipa; -Bom comunicador; Capacidade de lidar sobre stress; Assertivo; Organizado; Proactivo / Dinâmico; Disponibilidade Imediata (Preferencial). Funções: Enviar C.V: recrutamento.rh@cartonarte.pt

Região Leiria – 14/12 MECÂNICO (aprendiz) 1º emprego. MECÂNICO / MECATRÓNICO (experiente). Contactos tel. 966 037 252.

RLeiria 14/12 – Funcionário (m/f) - Canalcentro SA - Materiais de Climatização e Canalização. Empresa de Comércio de Equipamentos de Climatização, Para serviço de assistência técnica. - Experiência profissional no setor; - Residência na zona de Leiria; - Disponibilidade imediata. Contactos: 917 977 125 / 919 858 085. info@canalcentro.pt

RLeiria 14/12 – Empregada/o (m/f) - para florista Com ou sem experiencia. Tel. 916 620 882.

RLeiria 14/12 – Motoristas de pesados (m/f) Telefone: 244 817 460. E-mail racoes@seleccao.com.pt

RLeiria 14/12 – Operador de empilhador (m/f) Fassa Bortolo - Qualidade para a construção. Descrição da função: - Carga e descarga de mercadorias com recurso ao empilhador, bem como outras tarefas associadas à função. Perfil do candidato: - Habilitações ao nível do 9º ano; - Competências na área de logística, especificamente na expedição de material; - Dinâmico/a e responsável; - Residência na zona de Batalha/Fátima; - Boa capacidade de trabalho em equipa; - Disponibilidade imediata. Oferecemos formação inicial e contínua, e integração em equipa dinâmica. Os currículos deverão ser enviados para: Fassalusa, Lda. Zona Industrial de S. Mamede, Lote 1 e 2 - 2495-036 São Mamede. E-mail: fassalusa@fassabortolo.com | Fax: 244 704 020 | Tlf.: 244 709 200.

RLeiria 14/12 – Profissional (m/f) Empresa de Moldes na Marinha Grande, admite: Com bons conhecimentos de orçamentação, processo produtivo, alguma prática de projeto e desenho de moldes; - Preferência conhecimento prático e teórico da língua inglesa; - Experiência mínima nestas funções entre 3 a 5 anos; - Idade até 45 anos; - Guarda-se sigilo profissional. Resposta para: recursos.humanos@memirmoldes.pt

Todas as ofertas estão sujeitas a alterações diárias. De 23 dezembro 2015 a 06 janeiro 2016 não haverá divulgação de ofertas por interrupção do Natal.



publicado por Carlos Gomes às 20:20
link do post | favorito
|

BANDAS FILARMÓNICAS ATUAM AMANHÃ NO MUSEU DE OURÉM



publicado por Carlos Gomes às 11:59
link do post | favorito
|

Terça-feira, 15 de Dezembro de 2015
ESCOLA DE HOTELARIA DE FÁTIMA MARCA PRESENÇA NO “NATAL NA EUROPA”, EM LUXEMBURGO

O evento “Natal na Europa” é já um momento de referência para as escolas que fazem parte da Associação Europeia de Escolas de Hotelaria e Turismo. Este ano a atividade realizou-se na cidade Luxemburguesa de Diekirch, e contou com a presença de cerca de 22 escolas, em representação de 15 países europeus, n um número total de 120 participantes.

unnamed

A Escola de Hotelaria de Fátima fez-se representar por quatro elementos, 2 alunos do Curso de Cozinha/Pastelaria, Luís Moleiro e Tomás Carreira, e 2 professores, Elisabete Marques e Chefe Ricardo Raimundo, e durante uma semana apresentaram alguns dos nossos usos, costumes e tradições na época natalícia. Desde os trajes, aos objetos e decorações mais utilizados, passando pelas tradições e culminando na preparação de um buffet natalício, todas estas foram formas de mostrar aos restantes participantes um pouco do nosso Natal.

Esta atividade, cofinanciada pelo Programa Europeu Erasmus+, está já na sua 24ª edição e foi também uma oportunidade para fomentar a partilha de conhecimentos e experiência por parte dos alunos dos vários países participantes, bem como desenvolver os seus conhecimentos linguísticos e culturais. De acordo com a Associação este ano a atividade foi um grande sucesso, não só porque ultrapassou o número de participantes previstos, como pela envolvência e qualidade das apresentações que foram sendo efetuadas ao longo do evento.

A Escola de Hotelaria de Fátima participou neste evento pela terceira vez considerando que esta partilha de costumes e tradições, associada a novas aprendizagens e vivências para os alunos, é também importante na formação completa do profissional mas também do indivíduo.



publicado por Carlos Gomes às 11:43
link do post | favorito
|

FEIRA INTERNACIONAL DE LISBOA REALIZA A MAIOR FEIRA POPULAR INDOOR DO PAÍS: A FIL DIVERLÂNDIA

Diverte-te na Maior Feira Popular Indoor do País

testa os teus limites a mais de 200 à hora e trás os teus amigos

A FIL DIVERLÂNDIA – a Maior “Feira Popular” Indoor do País, abriu portas ao público dia 4 de Dezembro e estará na FIL – Parque das Nações até ao próximo dia 3 de Janeiro de 2016. Uma organização da Fundação AIP – Lisboa, Feiras e Congressos e Eventos.

12112373_977851392256922_7506680712548135841_n

Na FIL DIVERLÂNDIA, de 4 de Dezembro a 3 de Janeiro, o maior espaço indoor do país com oferta superior a 3 dezenas de equipamentos de diversão, para todos os gostos e idades. Encontra os equipamentos mais divertidos para as crianças, os mais emocionantes e “radicais” para os jovens e os mais clássicos para toda a família. A entrada é livre e pode divertir-se a partir de dois “Divers” (moeda da FIL DIVERLÂNDIA, equivalente a 2,00 €).

Novidades na FIL DIVERLÂNDIA:

  • Carrocel Parisiense – Estreia-se na FIL DIVERLÂNDIA um carrocel emblemático, pela 1ª vez em Portugal. 
  • High Energy
  • Mattherhorn

O maior Espaço dedicado ao Natal, coberto, climatizado e com parque de estacionamento próprio, espera por si! Trás os teus amigos e familiares e testa os teus limites a mais de 200 à hora.

FIL DIVERLÂNDIA de 3 de Dezembro a 4 de Janeiro de 2016 no Pavilhão 1 da FIL

Horário: 15h00 | 23h00 (6ª e Sábado – 15h00 | 24h00)

Encerra nos dias 24 e 31 de Dezembro

Entrada Livre

Saiba mais em: www.diverlandia.fil.pt ou www.facebook.com/FILDiverlandia.FIL

image001



publicado por Carlos Gomes às 11:26
link do post | favorito
|

Segunda-feira, 14 de Dezembro de 2015
ANO EUROPEU PARA O DESENVOLVIMENTO: DIREITOS HUMANOS E GOVERNAÇÃO” É O TEMA DE DEZEMBRO

“Os direitos humanos não são limitações impostas aos governos. Refletem valores fundamentais, amplamente partilhados. Os ganhos obtidos no curto prazo pelo desrespeito destes princípios e da sabedoria fundamental que eles refletem raramente justificam as consequências de longo prazo que inevitavelmente terão de ser pagas”

Kenneth Roth – Diretor Executivo da Human Rights Watch

No Ano Europeu para o Desenvolvimento (AED), Dezembro é o mês dedicado aos Direitos Humanos e Governação. Os direitos humanos são considerados inerentes a todos os seres humanos, independentemente de raça, sexo, nacionalidade, etnia, idioma, religião ou qualquer outra condição. São universais, indivisíveis e inalienáveis - e incluem o direito à vida e à liberdade, à liberdade de opinião e de expressão, ao trabalho, à educação, entre outros. Manifestam a responsabilidade comum e forma como todos nós esperamos e merecemos ser tratados. No entanto, é discutível dizer que a igualdade de direitos humanos é uma realidade adquirida.

Portugal tem planos concretos para a promoção dos direitos humanos, consubstanciados no Conceito Estratégico de Cooperação Portuguesa (2014-2020), cujo maior objetivo é a erradicação da pobreza e o desenvolvimento sustentável dos países parceiros, e tem como áreas prioritárias de intervenção o respeito pelos direitos humanos, pela democracia e pelo Estado de Direito. Ana Paula Laborinho, presidente do Camões – Instituto da Cooperação e da Língua, defende que “os direitos humanos devem ser sempre equacionados na formulação de políticas para o Desenvolvimento. Enquanto organismo destinado a trabalhar para a Cooperação para o Desenvolvimento, a promoção dos Direitos Humanos é uma das prioridades do Instituto Camões”.

Paralelamente à Cooperação Portuguesa, Portugal, enquanto Estado-Membro da UE, enquadra as suas políticas de governação nas da UE, que por sua vez, atua segundo um leque de medidas, desde o diálogo politico e as iniciativas diplomáticas à cooperação e assistência financeira e técnica. Para além de disponibilizar recursos, no contexto das suas políticas bilaterais com os países em desenvolvimento, a UE dispõe também de um instrumento financeiro dedicado à promoção da democracia e dos direitos humanos a nível mundial.

Em setembro de 2015 foi aprovada a Agenda Global para o Desenvolvimento Sustentável 2030, tendo como objetivos a realização dos direitos humanos, a igualdade de género e o empoderamento de mulheres e raparigas e tendo o respeito pelos direitos humanos como um valor transversal a todas as suas políticas de desenvolvimento. “Ainda não vivemos num estado pleno de igualdade. Ainda há muitas assimetrias no respeito pelos direitos humanos e muitas pessoas são descriminadas tendo como base a sua etnia, religião, raça ou orientação sexual. Há que alterar esta mentalidade. Um país desenvolvido é um país que respeita os direitos humanos”, afirma Cláudia Semedo, embaixadora do AED.

A história dos Direitos Humanos é marcada pela proclamação da Declaração Universal dos Direitos Humanos pela Assembleia da ONU em 1948. Esta declaração surge no pós-II Guerra Mundial como resposta às atrocidades cometidas no conflito e tem como objetivo a promoção da paz e a preservação da humanidade. A União Europeia (UE) foi fundada nos valores do respeito pela dignidade humana, da liberdade, da democracia, da igualdade, do Estado de direito e do respeito pelos direitos do Homem (art.º 2º do Tratado da UE). Nesse sentido, a sua Política de Desenvolvimento tem como pilares fundamentais a promoção dos Direitos Humanos, do Estado de Direito e a Boa Governação, a par de um Crescimento Inclusivo e Sustentável. Sendo este o Ano Europeu para o Desenvolvimento (AED), faz sentido a existência de um mês destinado a uma das pedras angulares da criação da UE – os Direitos Humanos.

Instituto Camões


tags:

publicado por Carlos Gomes às 11:34
link do post | favorito
|

EXPOSIÇÃO "AO REDOL DA TIJOMEL" PATENTE NO MUSEU MUNICIPAL DE OURÉM

Boas festas  - MMO



publicado por Carlos Gomes às 10:54
link do post | favorito
|

Domingo, 13 de Dezembro de 2015
AMANHÃ HÁ XADREZ NA BIBLIOTECA DE OURÉM



publicado por Carlos Gomes às 14:39
link do post | favorito
|

Sábado, 12 de Dezembro de 2015
ECOLOGISTAS DEBATEM CIMEIRA DO CLIMA E ELEIÇÕES PARA A PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA

O Conselho Nacional do Partido Ecologista “Os Verdes” reuniu hoje, dia 12 de dezembro, em Lisboa com dois pontos fundamentais em discussão: a Cimeira do Clima e as eleições para a Presidência da República.

  • Relativamente à Cimeira do Clima, o Conselho Nacional ecologista manifesta a sua grande preocupação e desagrado pelo acordo assinado, no qual as metas ficam muito aquém dos objetivos que seriam necessários para travar o aumento de 2ªC. Como tal, o Conselho Nacional dos Verdes junta-se à Marcha do Clima que irá decorrer hoje em Lisboa, no Marquês de Pombal. Os Verdes continuarão empenhados para que em Portugal e no Planeta se tomem as medidas mais eficientes para reduzir as emissões. Em Portugal, essas medidas passam, nomeadamente, por uma política proactiva de incentivo ao uso do transportes públicos e de fomento à ferrovia nacional, assim como as medidas necessárias de adaptação aos efeitos das alterações climáticas já sentidos, nomeadamente na orla costeira.
  • Relativamente à Presidência da República, Os Verdes consideraram que os recentes acontecimentos que o país acaba de viver deixam bem patente a importância do papel que o Presidente da República desempenha na vida do país e dos valores que este deve assumir.

Por isso, Os Verdes estão empenhados em contribuir para mobilizar os portugueses para participarem nestas eleições e para, com o seu voto, elegerem um Presidente que não só assuma um compromisso claro com a Constituição da República e com os valores de Abril, como traduza ainda a vontade de mudança de políticas, expressa nas últimas legislativas, que deram origem a um novo quadro parlamentar e abriram a esperança para um futuro melhor.

 

No quadro destas eleições, tendo Os Verdes decidido não apresentar candidatura, fizeram uma análise profunda das candidaturas já publicamente conhecidas, na sequência da qual determinaram a seguinte posição:

  1. Os Verdes vão-se empenhar no debate e no esclarecimento aos eleitores, por forma a impedir a eleição das duas candidaturas que consideram ser, marcadamente, suportadas e corporizadas pelos grandes interesses económicos e apoiarem um modelo de sociedade que se afasta do projeto ecologista que o PEV defende para Portugal sendo estas a candidatura de Marcelo Rebelo de Sousa e Maria Belém.
  2. O Conselho Nacional dos Verdes traçou o perfil que deve assumir uma candidatura que garanta a defesa e o cumprimento da Constituição Portuguesa, os valores de Abril e um paradigma ecologista de sociedade. Nesse sentido, Os Verdes consideram que o próximo Presidente da República deve assumir um compromisso claro nomeadamente com: a defesa da soberania nacional; a justiça social e as funções sociais do Estado; o combate à pobreza; a defesa e a valorização do trabalho e dos direitos dos trabalhadores; o desenvolvimento sustentável do país; a defesa da natureza e dos nossos recursos naturais; a defesa e valorização da cultura; a democracia participativa; a paz e a cooperação entre os povos. Mas os Verdes consideraram, contudo, que não é suficiente clamar estes valores, é fundamental a candidatura já tenha experiência, provas dadas e lutas travadas na defesa destes valores e demonstre uma coerência e um empenho implacáveis na sua defesa.

O Conselho Nacional dos Verdes deixa à responsabilidade dos seus dirigentes e ativistas a decisão de dar corpo a estas resoluções.

O Conselho Nacional do Partido Ecologista Verdes,

Lisboa, 12 de Dezembro de 2015



publicado por Carlos Gomes às 14:46
link do post | favorito
|

QUAL É O TERRITÓRIO DE PORTUGAL NO CONTINENTE EUROPEU?

1. Portugal abrange o território historicamente definido no continente europeu e os arquipélagos dos Açores e da Madeira.

2. (…)

3. O Estado não aliena qualquer parte do território português ou dos direitos de soberania que sobre ele exerce, sem prejuízo da rectificação de fronteiras.

- artigo 5.º da Constituição da República Portuguesa

4691311

Foto: http://pt.wikiloc.com/wikiloc/home.do

Traité de délimitation de la frontière entre l'Espagne et le Portugal à partir de l'embouchure du Minho jusqu'au confluent du rio Caya et du Guadiana. Signé à Lisbonne le 29 septembre 1864

Acte final approuvant les annexes au Traité susmentionné.

Signé à Lisbonne le 4 novembre 1866

Textes authentiques : espagnol et portugais.

Classés et inscrits au répertoire à la demande de l'Espagne le 21 septembre 1982.

TRATADO DE LIMITES DESDE LA DESEMBOCADURA DEL MINO HASTA LA UNION DEL RIO CAYA CON EL GUADIANA ENTRE ESPANA Y PORTUGAL

Sua Magestade A Rainha das Hespanhas e Sua Magestade El Rei de Portugal e dos Algarves, tomando em consideraçâo o estado de desassocego em que se encontram muitos povos situados nos confins de ambos os Reinos por nâo existir uma demarcaçâo bem defïnida do territorio, nem Tratado algum internacional que a désigne; e desejando pôr termo de uma vez para sempre, aos desagradáveis conflictos que por tal motivo se suscitam en varios pontos de raia, estabelecer e consolidar a paz e harmonia entre os povos limitrophes, e finalmente, reconhecendo a necessidade de fazer dessapparecer a situaçâo anomala em que, à sombra de antigas tradiçôes feudaes tem permanecido até hoje alguns povos immédiates à linha divisoria de ambos os Estados com reconhecido e commun prejuizo destes, convieram en celebrar um Tratado especial que détermine clara e positivamente, tanto os direitos respectives dos povos confinantes, como os limites territoriaes de ambas as Soberanias na linha de fronteira que se estende desde a foz do rio Minho até à confluencia do Caya com o Guadiana.

Para este effeito nomearam seus Plenipotenciarios a saber:

Sua Magestade A Rainha das Hespanhas ao Senhor Dom Joào Jimenez de Sandoval, Marquez de la Rivera, Commendador de numéro da Real e distincta ordem de Carlos III, Commendador da de Izavel a Catholica, Caballeiro da de Sâo Joào de Jérusalem, Commendador da do Leâo Neerlandez, Officiai da Legiào d'Honra de França, Caballeiro de primeira classe da Aguila Vermelha da Prussia, Secretario com exercicio de Décrètes, Seu Enviado Extraordinario e Ministre Plenipotenciario na Côrte de Sua Magestade Fidelissima, etcetera, etc.; e ao Senhor Dom Facundo Goni, seu Ministre Résidente, Deputado que foi as Certes, etc., etc.

E Sua Magestade El Rei de Portugal e dos Algarves ao Senhor Nuno José Severo de Mendoça Rolim de Moura Barretto, Duque e Marquez de Loulé, Conde de Valle de Reis, Estribeiro Môr, Par do Reino, Conselheiro d'Estado, Grào Cruz da antiga e muito nobre ordem da Torre e Espada do Valor, Lealdade e Merito, Commendador da Ordem de Christo, condecorado com a Medalha numéro nove de Dom Pedro e Dona Maria, Caballeiro da Ordem Suprema da Santissima Annunciada e Grâo Cruz da Ordem de Sâo Mauricio e Sâo Lazaro de Italia, de Carlos III de Hespanha, da Coroa Verde e de Ernesto o Pio de Saxonia, de Leopoldo da Belgica, do Leâo Neerlandez, da Aguila Vermelha e da Aguila Negra da Prussia, do Danebrog de Dinamarca, de Pio IX, da Legiào d'Honra da França e de Santo Olavo de Suecia, Présidente do Conselho de Ministres, Ministre e Secretario de Estado dos Négocies Estrangeiros e interinamente dos do Reine, etc., etcetera, e o Senhor Jacinto da Selva Mengo, do seu Conselho, Caballeiro das Ordems de Christo, de Nossa Senhora de Conceiçâo de Villa Viçosa e da antiga e muito nobre Ordem da Torre e espada de Valor, Lealdade e Merito, condecorado com a medalha numéro nove de Don Pedro e Dona Maria, Commendador de numéro extraordinario da Real e distincta Ordem de Carlos III, e da de Izavel a Catholica de Espanha, das de Sâo Mauricio e Sâo Lazaro de Italia, de Leopoldo da Belgica, do Danebrog de Dinamarca e da Coroa de Carbalho dos Paises Baixos, Cavalleiro de segona classe da Ordem Impérial de Santa Anna de Russia, condecorado com o Nichani Iftijar em brilhantes de Turquïa, Officiai e Chefe da primeira repartiçâo da Secretaria d'Estade des Négocies Estrangeiros; os quaes, depois de haberem communicado os seus plenos poderes achados em boa e debida forma, tendo examinado minuciosa e detidamente varios e numerosos documentos, assim antigos como modernes, adducidos por ambas as partes em apoio de seus direitos e pretençôes, e tendo alem disto présentes os estudos e trabalhos da Comissào mista de limites que nos ultimos annos percorrera a linha de fronteira convieram nos artigos seguintes:

Artigo I. A linha de separaçào entre a Soberania do Reino de Hespanha e a de Portugal começarâ na foz do rio Minho entre a provincia hespanhola de Pontevedra e o distrito portugez de Vianna do Castello e se diiïgirâ pela principal veia fluida do dito rio até à confluencia de rio Barjas ou Troncoso.

A ilha Canosa situada perto da foz do Minho, a denominada Cancella, a Insua Grande que se encontra no grupo das ilhas de Verdoejo entre o povo hespanhol Caldelas e o portuguez Verdoejo, e o ilhote Filha Boa, situado perto da Salvatierra, pertençerâo a Hespanha.

As ilhas chamadas Canguedo e Ranha Gallega que forman parte do mesmo grupo de Verdoejo, pertençerâo a Portugal.

Artigo IL Desde a confluencia do rio Minho com o Troncoso a linha internacional subira pelo curso deste ultimo rio até ao Porto dos Caballeiros e d'aqui continuarâ pela serra do Lavoreiro, passando successivamente pelos altos Guntin e de Lavoreirâo; pelo marco das Rossadas e pela Portella do Pao.

O terreno comprehendido entre huma linha recta desde o marco das Rossadas à Portella de Pao e outra linha que passe pelo Châo das Passaras e alto da Basteira questionado por Gorgoa e Adufeira, sera dividido en duas partes eguaes.

Artigo III. Desde a Portella de Pao seguirâ a raia pela serra de Laboreiro, tocando no cerro chamado Outeiro de Ferro e Cabeço da Meda, e pasando em seguida pelo marco d'Antella, alto denominado Coto dos Cravos, Penedo de Homem e Penedo Redondo, descerâ a tomar o curso das aguas do rio de Castro, tresentos métros mais abaixo do ponto que no dito rio se conhece pelo nome de Porto de Pontes.

0 terreno questionado por Pereira e Meijoeiia, situado entre o Penedo Redondo e o rio de Castro, pertencerâ a Portugal.

Artigo IV. A linha divisoria partindo do ponto designado no rio de Castro continuarâ pela veia fluida deste rio e depois pela do Barcias ou Tibô até à sua junçào com o Lima, pela corrente do cual subira até à un ponto equidistante entre a confluencia do rio Cabril e a Pedra de Bousellos. Do referido ponto subira ao elevado rochedo da Serra de Gérez, chamado Cruz dos Touros.

O terreno questionado entre os (povos) hespanhoes da freguezia de Manin e os portuguezes de Lindoso sera dividido pela linha de fronteira em duas partes eguaes.

Artigo V. Da Cruz dos Touros o limite internacional, voltando a sua

direcçâo gérai para Nordeste, correrâ pelos eûmes das serras do Gérez e do Pisco, passando succesivamente pela Portella do Hommen, alto da Amoreira, Pico de, Nevosa, Portella da Cerdeirinha, Alto da Ourella do Cabalhinho, Coto de Fonte Pria, Pedra do Pisco na Portella de Pitoens, e marco do Pisco.

O terreno situado entre os dous ultimos pontos pretendido por Guntemil e Pitoens, sera dividido pela raia em duas partes eguaes.

Artigo VI. A partir do marco do Pisco seguirâ a linha de fronteira pela demarcaçâo actual, tocando na Buraca do Foxo; e atravesando o rio Sallas continuarâ pelo marco da Fonte-Fria até ao marco chamado Lage da Ovelha. Daqui ira pelo marco da Calveira até a capella portugueza de Sâo Lourenzo; e cortande segunda vez o rio Sallas, no sitio chamado a Fraga, seguirâ pelas penhas da Raposeira e Fonte da Devesa, e depois pelo ribeiro de Barjas que corre proximo a dita fonte até ao marco do Sapateiro na cumeada da serra do Pisco. Daqui se encaminharâ em direcçào Este e por aguas vertentes da serra da Penha até as pedras de Malrandin, passando pelo Cabeço do Româo, Outeiro do Borracho, Cabeço do Sabugueiro e Portella do Grito.

O terreno situado à direita do ribeiro de Barjas ja mencionado, e que pretendem Vilarinho e Tourem, pertencerâ a Hespahha. O terreno de dominio duvidoso entre Vilar e Sabuzedo ficarâ demarcado por aguas vertentes.

Artigo VU. Desde as pedras de Malrandin se dirigirâ a raia em direcçào Norte pela actual linha de separaçào entre o Couto misto e o termo de Vilar até ao ponto em que a corte un alinhamento recto tirado do Castello da Piconha ao Pico de Monte Agudo e deste ponto de encontre, voltando em direcçào Este continuarâ por outro alinhamento recto até ao Porto de Bancellos.

Portugal renuncia a favor de Hespanha todos os direitos que possa ter sobre o terreno do Couto misto e sobre os povos nelle situados, os quaes em virtude da direcçào determinada pela linha acima descripta ficam em territorio hespanhol.

Artigo VIII. Desde o Porto de Bancellos a linha de fronteira entre ambas as Naçôes dirigirse-ha pelo Penedo das Cruzes, Cabeço da Escusa, sitio denominado Capella de Sâo Fitorio, Penedo dos Bastos, ruinas do Castello portuguez de Portello ou de Sendim, Pedra Laça e marco da Roussiâ; depois subira a Serra do Larouco que atravessarâ pelas penhas da Cascalheira, Penedo Airoso ou Fraga da Eiroca, Vidoeiro do Extremo e continuarâ a meia distancia entre os ribeiros do Inferno e Cabana até a Cruz do Grou. Daqui seguirâ pelo Regueiro da Rega até à um ponto conveniente que deve fixar-se, e deste continuarâ em linha recta até ao Outeiro de Maria Sacra.

Os terrenos existentes entre Vidoeiro do Extremo e a Cruz de Grou e entre a Cruz de Grou e o Outeiro de Maria Sacra disputadas pelos povos da Gironda e de Santo André serâo divididos em partes eguaes.

Artigo IX. Do Outeiro de Maria Sacra ira a raia pelo Madorno das Terras até à Adega dos Palomares, e daqui em linha recta ao Penedo Grande de Modorno.

Depois continuarâ pela fonte de Codeceira, Pedras da Estiveira, Porto Cobil ou das Bestas, e entrando no rio Porto de Rei descerâ por este até um ponto que se ache proximamente a 150 métros do Pontào de Porto de Rei. Do dito ponto ira em linha recta as Cruzes do Marco de Porto de Rei, entrando no rio Assureira e subindo por elle até à ponte de Assureira.

En consequencia da demarcaçâo consignada neste artigo, a estrada directa de Sâo Milâo a Videfferre ficarâ toda em territorio hespanhol.

Artigo X. Da ponte d'Assureira a linha de separaçào entre as duas Monarchias se encaminharâ pelos marcos ora existentes até as inmediaçôes do povo promiscuo de Soutelinho, e passando pelos pontos que se demarcarâo perto do dito povo, que ficarâ em territorio portuguez, tornarâ a encontrar o limite actual da fronteira e continuarâ por elle, tocando na Cruz da Fonte do Asno, Porto-Caballo de Cima e de Baixo, Penedo dos Machados e marco da Fecha, seguindo pelo ribeiro de Cambedo até à sua confluencia com o de Valle de Ladera, O povo promiscuo de Soutelinho pertenecerâ a Portugal, demarcandose-lhe em territorio de Hespanha uma zona de 90 a 100 métros de largo, contigua à povoaçào.

Artigo XL A raia partindo do ribeiro de Valle de Ladera seguirâ o leito deste e continuarâ pelo limite do terme municipal hespanhol de Cambedo até Portella de Vamba para dirigirse à Penha ou Fraga da Raia. Deste ponto ira atravessando o valle do rio Tamega pelos marcos que hoje determinan a fronteira, tocarâ no Pontâo de Lama, e logo passando proxima dos povos portuguezes de Villarelho e Villarinho, entrarâ no rio Tamega pela Fraga de Bigode ou Porto de Villarinho. Daqui seguirâ pela veia principal do Tamega até à confluência do rio Pequenho ou de Fezes, por onde subira até à Fraga de Maria Aloes, prosseguindo depois pelo limite do termo municipal hespanhol de Lama d'Arcos até ao Outeiro de Castello Ancho.

Os dous povos promiscuos Cambedo e Lama d'Arcos com sens actuâes termes municipaes ficam pertendo a Portugal.

Artigo XII. Desde o Outeiro de Castello Ancho ira a raia atravessando a serra de Mairos ou Penhas livres pelo Outeiro da Teixogueira; Pedra Lastra e Fonte Pria, e descerâ pelo ribeiro de Palheiros até à Fraga da Maceira e Laga do Frade. Continuarâ depois pela demarcaçào practicada en 1857 até à Fonte de Gamoal ou de Talhavalles, da quai ira ao marco de Valle de Gargalo, e dirigiendose por um ribeiro que tem sua origen perto do dito marco até à sua uniào com o rio Valle de Madeiros, descerâ por este até um ponto proximo do primeiro regato que se Ihe junta pela esquerda e continuarâ daqui en linhas rectas inmediatas ao caminho de Sào Vicente a Sigirey, o quai deverâ ficar todo em território portuguez, até ao marco do caminho de Soutechao.

Desde este marco seguirâ a raia invariavelmente a demarcaçào feita en 1857 até à Pedra Negra, d'onde se encaminharâ a um ponto equidistante entre o marco de Cabeça de Peixe e o sitio designado pelos portuguezes com egual nome.

Artigo Xlll. Desde o ponto de Cabeça do Peixe a linha divisoria ira pela demarcaçào existente, passando pela Igrejinha de Mosteirô à confluencia dos rios Arçoâ e Mente, e subindo pelo curso deste até ao ribeiro dos Cabrées, seguirâ pelo dito ribeiro até perto de sua origem, dexando-o para ir passar entre os dous sitios que os hespanhoes e os portuguezes chaman Cruz de Carapainho e chegar à confluencia do ribeiro Valle de Souto com o rio Diabredo ou Moâs. Daqui seguirâ pelo dito rio um curto espace, subindo logo pelo Covanco do Diabredo: depois dirigirse-ha ao Penedo de Pé de Meda, e, atravessando as Antas de Pinheiro, correrâ por aguas vertentes até ao Portello do Cerro de Esqulqueira.

Os terrenos de dominio duvidoso entre Barja é Cisterna a entre Esqulqueira e Pinheiro Novo e Pinheiro Velho serâo divididos segundo o determinha a linha de fronteira descripta no présente artigo.

Artigo XIV. Do Portello do Cerro da Esqulqueira ira a raia pela cumeada deste até ao penedo mais elevado dos do dito cerro, situado quasi a meia distancia da descida domesmo, de fronte do Monte do Castro, d'onde se dirigirâ, seguindo un alinhamento recto, a tocar no primeiro ribeiro que conflue com o rio Assureira, mais abaixo do Porto do Vinho, e em um ponto distante 450 métros do dito rio. D'aqui ira a raia seguindo em linha recta até terminar no ponto em que o rio Assureira muda de direcçào de Sul para Oeste, pouco mais acima do Pontào de Cerdedo. Desde o dito ponto, ou antes, desde a volta do Assureira, subira a raia por este rio até à um ponto equidistante entra a uniâo do ribeiro das Carvalhas e o sitio chamado Cova d'Assureira, indo d'aqui em linha recta a terminar na Cavanca dos Ferreiros junto do caminho de Manzalvos a Tioselo. Continuar pelo marco das Carvalhas ou Pedra da Vista e pela vereda chamada Verea Velha até ao Penedo dos très Reinos, donde termina a provincia de Orense.

Os terrenos questionados respectivamente entre Chaguazoso e Pinheiro Velho, Villarinho das Touças e Cerdedo e entre Manzalvos e Casares e Carvalhas ficarâo divididos segundo détermina a linha de fronteira descripta no presente artigo.

Artigo XV. Desde o Penedo dos très Reinos ira a raia a Pedra Carbalhosa, atravessarâ depois o rio Tuella no porto da Barreira, e subindo até proximo ao Forno de Cal, voltarâ em direcçào Este, passando pelos sitios chamados. Escusenha, Valle de Carvalhas, marco de Roi e Pedra Estante ou Pedra dos Très Rispos na serra de Gamoneda e continuarâ pela Fonte Grande, Pedra Negra e Penha da Formiga.

O terreno questionado por Castromil e Moimenta situado entre o Penedo dos très Reinos, Penedo do Moço e Fraga ou Pedra Carvalhosa sera dividido en duas partes eguaes.

Artigo XVI. Da Penha da Formiga continuarâ a linha internacional pelo Valle das Porfias até atravessar o rio de Calabor. D'aqui seguirâ pelo marco da Campiça e em alinhamentos rectos pelo Cabeço ou Cerro da Pedra Pousadeira, marco da Trapilha ou de Ervancede e marco de Rio d'Honor, subindo pelo ribeiro que corre entre Rio d'Honor de Cima e Rio d'Honor de Baixo. Passarâ depois pelos marcos de Leixo e de Ripas na serra de Barreiras Brancas, e ira encontrar proximo do povo hespanhol de Santa Cruz o rio Maçans, cujo curso seguirâ até ao marco situado mais abaixo do moinho da Ribeira grande. D'aqui se encaminharâ ao marco de Candena ou de Picào, e voltando para Este ira encontrar outra vez o rio Maçans na Penha Furada, a corrente do quai marcarâ a fronteira até à Pedra ou Poço da Olha.

Artigo XVII. Desde o Poço da Olha subira a linha de fronteira para o Castello do Mao-Visinho, e correndo pelo cume da serra de Rompe Barcas seguirâ tocando successivamente no alto da Manchona, Alto da Urrieta del Cerro ou da Lameira, marco de Valle de Frades, marco de Valle de Madeiros e marco da Cazica na serra desde nome, e moinho da Raya no ribeiro d'Avelanoso, serra de Cerdeira até ao sitio das Très Marras.

Artigo XVIII. Do sitio das Très Marras ira a raia por aguas vertentes da serra de Bouzas ao moinho da raia no rio d'Alcanhiças subira d'aqui ao alto do Canhiço na serra de Sâo Adriào; e passando depois pela pyramide geodesica, marcos de Nossa Senhora da Luz, da Appariçao, de Prado Pegado ou da ponte de Pâo, da Prateira e da Nogueira, entrarâ no rio Douro proximo da confluência do ribeiro do Castro. Deste ponto a linha internacional ira pelo centro da corrente principal do Douro até à sua confluencia com o Agueda, subindo por este até à sua juncçào com o Ribeiro dos Toirôes, que a seu turno demarcarâ a fronteira até um ponto proximo do moinho de Nave Cerdeira.

Artigo XIX. Do ponto indicado perto do moinho de Nave Cerdeira continuarâ a raia pelo valle das Meias para subir ao Alto das Vinhas da Alameda, d'onde se dirigirâ pela direita do caminho hespanhol que da Aldea do Bispo conduz a Fuentes d'Onor, a encontrar o Valle de Golpina ou de Provejo passando depois perto da Cruz da Raia, e mais adiante pela parede da Tapada de la Huerta de la Calzada. ira pela Hermida do Espiritu Santo ao Alto ou Teso da Polida, atravessarâ o ribeiro del Campo, e voltando ao Sul se encaminharâ pelo monte de Cabeça de Caballo ao Alto dos Campanarios. Daqui ira entrar no caminho que conduz de Nave de Aver a Alamedilla, pelo quai continuarâ até Alto Redondo, seguindo depois pelo Cabeço da Atalaia, Cruz da Raia, Monte Guardado e Barrocal das Andorinhas.

O terreno de dominio duvidoso situado entre o Monte Guardado e o Barrocal das Andorinhas sera dividido em duas partes eguaes entre ambas as Naçôes.

Artigo XX. Do Barrocal das Andorinhas a linha divisoria, passando pela parede Este da Tapada do Manso, e voltando pela do Sul seguirâ pelos penedos marcados com cruzes antigas até ao ponto chamado pelos portuguezes Canchal da Raia. Daqui pasarâ junto da Tapada do Piâo d'Ouro, e atravessando o Ribeiro da Lagiosa e Canchal do Freixo seguirâ pelo ribeiro de Codeçal, tocando no Cabeço das Barreras ou Vermelho, d'onde se encaminharâ a Penha de Navas Molhadas, situada na serra das Mesas. Continuarâ pelo cume desta serra, que aqui sépara as aguas dos rios Douro e Tejo, e passando pelo Cabeço de Clerigo, correrâ tambien por aguas vertentes da serra da Marvana, e descerâ a encontrar o rio Torto ou Ribeira Grande no sitio da Ginjeira ou Curral das Colmeas.

Artigo XXI. Desde o sitio da Ginjeira a linha internacional seguirâ pelo riu Torto até à sua juncçâo com o Basabiga, o quai formarâ a fronteira até à sua confluencia com o Erjas, que a seo turno a demarcarâ até desembocar no Tejo.

Depois seguirâ a raia principal veia fluida do Tejo abandonando-lo no ponto em que recebe as aguas do Sever, pelo quai subira até à presa do moinho da Negra, no sitio chamado Pego da Negra.

Artigo XXII. Desde o Pego da Negra ira à raia ao Canchal de Crença e por aguas vertentes ao da Cova do Ouro, encaminhandose pelas Penhas da Limpa e recorrendo a cumeada da Serra Pria, seguirâ logo pela Serra da Palha, passando pelo Cerro Mallon e Portello da Xola, descendu depois a cortar o rio Xebora no Pego da Raia, continuando pelo Cabeço de Valdemouros e o dos Très Termos até entrar no ribeiro Abrilongo. Depois de seguir certo espaço o leito do dito ribeiro, abandona-lo-ha para atravesar a Referta de Arronches, cuyo terreno dividirâ, deixando a terça parte deste em Portugal, e continuarâ pelo limite que separa de Hespanha a primeira Referta de Onguella, até ao moinho de Rozinha sobre o rio Xebora. D'aqui seguirâ pelo alto da Dessezinha e pelos marcos existentes até ao da Garrota, e passando logo pelo limite que sépara de Portugal a segunda Referta de Onguella ou de Baixo, ira tocar no primeiro rrtarco de terme de

Badajoz.

O terreno que comprehendem as Refertas, e que disfructam em comum o povo hespanhol de Alburquerque e os portuguezes de Arronches e Onguella sera dividido em partes eguaes entre ambos os Estados do seguinte modo: a segunda Referta de Onguella ou de Baixo pertenecerâ integralmente à Hespanha; a primera Referta de Onguella ou de Cima pertenecerâ integralmente a Portugal; a Referta de Arronches sera dividida ficando para Portugal a terça parte do terreno contiguo à primeira Referta de Onguella e para Hespanha as duas terças partes restantes.

Artigo XXIII. Desde o primeiro marco de Badajoz seguirâ a raia a demarcação existente, cortando o _Xebora e proseguindo ira entrar no rio Caia, pela corrente do quai continuarâ até à sua juncçào com o Guadiana, entre a provincia hespanhola de Badajoz e o distrito portuguez de Portalegre. Na confluencia do Caia com o Guadiana termina a fronteira internacional, cuya demarcaçâo tem sido objecte do présente Tratado.

Artigo XXIV. Para fixar com exactidào e de modo que nào dé logar a duvidas a linha divisoria internacional cujos pontos principaes ficam mencionados nos artigos précédentes, convieram as duas Partes contractantes em que se pro céda com a brevidade possivel à collocaçâo dos marcos necessaries e a sua descripçào geometrica; para levar a efeito estas operaçôes, os dous Gobernos nomerâo os Commissaries compétentes.

A collocaçâo dos marcos assistirào delegados das respectivas Municipalidades hespanholas e portuguezas interessadas em cada porçâo de fronteira. A fim de que a mesma collocaçâo nos pontos da referida linha divisoria, nâo ïndicados neste Tratado, se faça justa e dividamente, serào consultadas em casos de divergencia as actas da Comissào mixta de limites. A acta da collocaçâo dos marcos e a sua descripçào geometrica. feita em duplicado e devidamente legalizada se juntarâ ao présente Tratado e as suas disposiçôes terào a mesma força e vigor como se n'elle se houvessem literalmente inserido.

Artigo XXV. A fim de assegurar a permanencia dos marcos que designam a linha internacional conveio-se-em que as Municipalidades limitrophes dos dous Reinos empreguem na parte que Ihes respeite, e de accorde com as Autoridades compétentes as providencias que julguem necessarias para a conservaçào dos marcos collocados, reposiçào dos destruidos e castigo dos delinquentes. Para este effeito no mez de agosto de cada anno se farâ un reconhecimiento da raia por delegados das Municipalidades confinantes com assistencia dos Alcaides hespanhoes e dos Administradores dos concelhos portuguezes. Desse reconhecimento se lavrarâ auto, do quai se remetterâ uma copia as Autoridades superiores administrativas para que estas possam conhecer o estado da demarcaçâo da fronteira, e procéder segundo exigam as circumstancias.

Artigo XXVI. Os povos de ambos os Paizes que desde muito tempo gozam o direito de colher en commun as herbagens na ilha Canosa, situada no rio Minho, continuarâo como até agora e em conformidade dos seus regulamentos municipaes no gozo commun d'aquelle aproveitamento.

Considerando os perjuicios que soffren varies povos situados nas margens de alguns rios limitrophes e designadamente nos do Minho, assim como os embaraços para a navegaçâo, em consecuencia de construcçôes nas margens dos ditos rios e d'alteraçâo résultante no curso de suas aguas, e desejando obstar aos abuses e regular o exercicio dos legitimos dereitos, convem ambas as Partes contractantes em que depois de feitos os estudos previos se forme um regulamento especial, que tendo em dévida conta os damnos produzidos anteriormente estabeleça e fixe para o future as regras convenientes con respeito à construcçào d'obras de cualquier classe nas margens dos rios confinantes e particularmente nas do Minho e suas ilhas.

Artigo XXVII. Havendo passade integralmente ao dominio e soberania de Portugal em virtude dos artigos decimo e undecimo os très povos promíscuos denominados Soutelinho, Cambedo e Lamadarcos, e ficando egualmente sob o dominio e soberania de Hespanha en virtude do artigo septimo, os très povos do Couto misto chamados Santa Maria de Rubiâs, San Thiago e Meaus, convem ambas as Partes contractantes em que tanto os habitantes dos povos promíscuos que sejam realmente subditos hespanhoes, como os habitantes do Couto misto que sejan realmente subditos portuguezes, possam, si assim Ihes convier, conservar a sua respect!va nacionalidade. Para este fin tanto ums como outros declararão a sua decisào ante as Autoridades locaes no termo de un anno, contado desde o dia en que se ponha em execuçào o présente Tratado.

Artigo XXVIII. Attendendo a que a linha internacional segue em varias partes cursos d'agua, a direçâo dos caminhos e toca em algumas fontes, conveiose-em que caminhos, cursos d'agua e fontes que se achen no caso indicado sejam de uso commum para os povos d'ambos os Reines.

As pontes construidas sobre os rios que limitam a fronteira pertençerâo por metade aos duos Estados, salva a justa indemnizaçâo entre os duos Governos, proveniente das despesas feitas na construcçào das mesmas pontes.

Artigo XXIX. A fim de evitar, quanto possivel, os damnos que possam provir aos povos arraianos por causa de apprehensôes de gados e para manter a melhor harmonia entre aquelles conveio-se:

1.° Que pelo facto de emtrarem gados a pastar indevidamente no territorio de outra Naçâo, se imponham tào sômente penas pecuniarias.

Que para responder pelas penas e gastos occasionados com as ditas apre hensôes nào possa reter-se mais do que uma rez de cada dez das apprehendidas.

3.° Que se se considerem legaes as apprehensôes verificadas pelos guardas dos povos ou pela força pûblica, devendo-se entregar os gados apprehendidos à Autoridade no termo jurisdiccional da quai se tenham encontrado. Para por em practica as bases que ficam establecidas adoptarâo de com mum accorde ambos os Governos as disposiçôes que julguem necessarias.

Artigo XXX. Todos os contractes, sentenças arbitraes e quaesquer outros accordes que existam relatives à demarcaçâo da fronteira desde a desembocadura do Minho no mar até à do Caia no Guadiana se declaram nulos de facto e de direito em quanto se opponham ao que se estipula nos artigos do presente Tratado desde o dia em que se achem em execuçào.

Artigo XXXI. O présente Tratado sera ratificado o mais brève possivel por Sua Magestade A Rainha das Hespanhas e por Sua Magestade El Rey de Portugal, e as ratificaçôes serâo trocadas en Lisboa um mez depois.

EN FE DE LO CUAL los infrascrïtos Plenipotenciarios respectives han firmado el présente Tratado por duplicado, y lo han sellado con el sello de sus armas en Lisboa a veinte y nueve de setiembre de mil ochocientos sessenta y cuatro.

El Marqués DE LA RIBERA

FACUNDO GONI

EM FE DO QUE os abaixo assignados Plenipotenciarios respectives assignaram o présente Tratado em duplicado e o sellaram com o sello de suas armas em Lisboa aos vinte e nove dias do mez de setembro de mil oitocentos sessenta e cuatro.

Duque DE LOULÉ

JACINTO DA SILVA MENGO



publicado por Carlos Gomes às 11:23
link do post | favorito
|

Sexta-feira, 11 de Dezembro de 2015
PARLAMENTO APROVA INCENTIVO À PRODUÇÃO ALIMENTAR LOCAL NAS CANTINAS PÚBLICAS

Iniciativa legislativa pertence ao partido “Os Verdes”

Foi hoje aprovado, na Assembleia da República, o Projeto de Lei dos Verdes que estabelece a exigência de utilização de produção alimentar local nas cantinas públicas. Esta iniciativa legislativa constitui um contributo muito significativo para a garantia de escoamento da produção nacional e para potenciar a agricultura familiar, biológica e localizada.

O Estado deve dar o exemplo das boas práticas nas compras públicas e incentivar, desta forma, uma maior soberania alimentar e uma menor dependência externa de bens alimentares, com claras vantagens ao nível económico, social e ambiental, designadamente através da ajuda à redinamização do mundo rural, da biodiversidade agrícola, do combate às alterações climáticas, por via da redução das necessidades de transporte de longo curso de bens alimentares, pela redução de desperdício alimentar, que também se manifesta nas fases da cadeia alimentar correspondentes ao transporte e à conservação de alimentos, entre outras questões.

Os Verdes relembram que já na anterior legislatura tinham apresentado no Parlamento uma iniciativa legislativa com o mesmo objetivo, chumbada na altura, e salientam a importância da persistência na apresentação de matérias relevantes para a resolução de problemas com que o país se depara, uma persistência que acabou por ser hoje recompensada com a aprovação, na generalidade, da iniciativa legislativa em causa.



publicado por Carlos Gomes às 20:18
link do post | favorito
|

Quinta-feira, 10 de Dezembro de 2015
LEIRENSES CANTAM AO MENINO



publicado por Carlos Gomes às 22:54
link do post | favorito
|

OUREENSES JOGAM XADREZ



publicado por Carlos Gomes às 22:51
link do post | favorito
|

PARTIDO “OS VERDES” QUER PRODUÇÃO ALIMENTAR LOCAL NAS CANTINAS PÚBLICAS

Discute-se amanhã, dia 11 de Dezembro, na Assembleia da República, o Projeto de Lei dos Verdes “Preferência pela produção alimentar local nas cantinas públicas”.

Com esta iniciativa legislativa, o PEV propõe que, no mínimo, 60% de produtos alimentares utilizados para confeção das refeições das cantinas públicas sejam obrigatoriamente de origem nacional. Através desta regra – que se aplica às cantinas ou refeitórios dos serviços e organismos da Administração Pública, central, regional e local, bem como dos institutos públicos que revistam natureza de serviços personalizados ou de fundos públicos - o Estado contribuirá, por via das suas compras públicas, para garantir o escoamento da produção alimentar nacional.

A proposta dos Verdes - discutida amanhã, dia 11 de dezembro, em plenário da Assembleia da República - trará diversas vantagens ao país, tanto de ordem económica, social, ambiental, como cultural e de segurança alimentar, tais como o combate a défice agro-alimentar, a dinamização da economia nacional, a redinamização do setor pesqueiro, o combate ao despovoamento e à desertificação do mundo rural, a preservação da biodiversidade agrícola e o combate às alterações climáticas.



publicado por Carlos Gomes às 21:28
link do post | favorito
|

INATEL TEM PROGRAMA DE APOIO AO ASSOCIATIVISMO

A organização associativa constitui uma das formas primordiais de coesão social e de expressão da sociedade civil que, nas suas diversas vertentes de atuação, desempenha um papel fundamental como veículo de transmissão e de afirmação dos valores de cidadania e de participação.

A multiplicidade de práticas e de tipos de intervenção de âmbito associativo existentes espelha um movimento heterogéneo e dinâmico, com características inovadoras pelo potencial de experimentação, qualificação e de resposta efetiva a problemas sociais em contextos de ambiente não formal e solidário.

Como entidade estruturada a nível nacional vocacionada para valorizar as intervenções de âmbito associativo, a Fundação INATEL presta um serviço público de apoio, incentivo e estímulo às atividades dos agentes culturais, artísticos e sociais que voluntariamente desenvolvem um trabalho de proximidade com as comunidades, em estreita articulação com as diferentes realidades locais.

Reconhecendo o contributo destas estruturas para a afirmação das identidades locais e para o desenvolvimento cultural, social e educativo dos territórios onde se inserem torna-se necessário regularizar as áreas de apoio, através de um instrumento que confira rigor, transparência e responsabilidade nessa atribuição e gestão, com base em critérios de análise explícitos.

Tendo esse objetivo em mente, torna-se público o Regulamento do Programa de Apoio ao Associativismo 2016 (em anexo), aprovado pelo Sr. Presidente do Conselho de Administração da Fundação INATEL, elaborado numa perspetiva de comparticipação de atividades, projetos e eventos de reconhecido interesse cultural, organizados e promovidos pelas instituições sem fins lucrativos associadas da INATEL, os CCD – Centros de Cultura e Desporto.

Para efeitos de boa divulgação e comunicação da operacionalização e critérios de atribuição do Programa de Apoio ao Associativismo, chamamos a atenção para os seguintes pontos e alterações do Regulamento:

  • As candidaturas deverão ser apresentadas em formulário próprio (em anexo), em suporte digital ou impresso em papel, devidamente preenchido e autenticado pelo Presidente ou representante do órgão diretivo da associação, e entregues nas Delegações distritais da Fundação INATEL, ENTRE 15 DE NOVEMBRO E 15 DE DEZEMBRO DE 2015.
  • Os CCD que pretendam candidatar-se aos apoios financeiros e não financeiros da Fundação INATEL poderão submeter três tipologias de atividade, projeto e evento nas áreas de cinema e audiovisual, etnografia e folclore, artes e culturas tradicionais, e música e teatro:
  • Atividade educativa e formativa – desde que pontual e aberta à comunidade, não ultrapassando trinta horas letivas ou trinta dias seguidos de formação;
  • Atividade performativa ou festival;
  • Atividade editorial, compreendendo edições bibliográficas, discográficas, videográficas e mistas.
  • As candidaturas são apreciadas, tendo por base os seguintes critérios de ponderação:
  • Justificação do objeto da candidatura;
  • Valor cultural, utilidade e impacto nas comunidades locais, nomeadamente o número de participantes e de espectadores e o envolvimento da sociedade civil;
  • Natureza da atividade, atendendo à pertinência para o território considerado bem como a sua consonância com a missão da Fundação INATEL no âmbito da salvaguarda do património cultural imaterial;
  • Parcerias estabelecidas (facilidade de meios e de condições de execução; diversidade de parcerias);
  • Sustentabilidade financeira, sobretudo a consistência do projeto de gestão e capacidade de angariação de outras fontes de financiamento.

Considerando a experiência anterior de implementação deste Programa de Apoio, no âmbito da qual se verificou uma real incapacidade orçamental para atribuir apoio a 2 candidaturas submetidas pelo mesmo CCD, entendemos proceder à alteração do artigo 7.º, DECORRENDO O PERÍODO DE CANDIDATURAS ENTRE 15 DE NOVEMBRO E 15 DE DEZEMBRO DE 2015, E SENDO ADMITIDA 1 CANDIDATURA A ATIVIDADE, PROJETO E EVENTO DE RELEVÂNCIA ESCOLHIDO PELO CCD COMO OBJETO DE APOIO AO ABRIGO DO PRESENTE PROGRAMA.



publicado por Carlos Gomes às 20:41
link do post | favorito
|

Quarta-feira, 9 de Dezembro de 2015
ESCOLA DE HOTELARIA DE FÁTIMA OBTEVE O 2º LUGAR NO FESTIVAL INTERNACIONAL DO CHOCOLATE

A Escola de Hotelaria de Fátima ganhou o segundo prémio do Festival Internacional do Chocolate, realizado na Ilha Terceira nos Açores, nos dias 6 e 7 de dezembro. Este evento é promovido pela Escola Profissional da Praia da Vitória, em colaboração com a Câmara local e da Cooperativa Praia Cultural.

unnamed

No decorrer deste festival é dinamizado um concurso de confeção de peças em chocolate, que é promovido pela AEHT (Associação Europeia de Escolas de Hotelaria e Turismo) e que, de acordo com regras bem definidas incentiva o conhecimento e a criatividade dos alunos. Assim, cada equipa, constituída por 2 elementos, desenvolveu uma peça artística em chocolate e um entremeio, utilizando produtos previamente definidos pela organização.

A EHF foi representada pelos alunos Diogo Nunes e Samuel Amável, do 3º e 2º anos respectivamente, do Curso Profissional Técnico de Restauração – Variante Cozinha/Pastelaria, e que, de uma forma muito profissional desenvolveram a sua peça artística com o tema "A música" e o entremeio, cumprindo os requisitos definidos/exigidos pelo júri: Higiene e organização do espaço, método de trabalho, execução técnica, nível de dificuldade, textura e harmonização de sabores.

Este evento foi também uma oportunidade para a partilha de experiências e metodologias entre os alunos o os professores participantes, fomentando também a possibilidade de outro tipo de experiências em comum no futuro.



publicado por Carlos Gomes às 21:28
link do post | favorito
|

OFERTAS DE EMPREGO DA LIFE – DEPARTAMENTO DE FORMAÇÃO E EMPREGO DA INSIGNARE (9 DEZEMBRO)

LIFE - Departamento de Formação e Emprego da INSIGNARE

Contactos: Rua Santa Teresa de Ourém, nº 13 – AP 107 2490 – 242 Ourém Telefone 249 540 397 gip@insignare.pt

cabeçalho-01

Nota: As ofertas com referência IEFP obrigam à inscrição no Serviço de Emprego: Consulte https://www.netemprego.gov.pt/IEFP/ Contactos: Telefone 249 540 390 gip@insignare.pt

LIFE 09/12 – Funcionário (m/f) A OURIPNEUS-Indústria de Pneus, Lda. Admite funcionário, para desmontagem, montagem de pneus e alinhamento de direções com alguma experiência e com carta de condução. Contacto 249542836 ou na sede da Empresa.

LIFE 09/12 - Técnico Desenho (m/f) - MODO Exacto - design Lda. Procura técnico desenho para produção metalomecânica. Enviar cv atualizado para danielgameiro@mododesign.pt

LIFE 09/12 – Ajudante Cozinha (m/f) – Centro Social de Santa Catarina da Serra procura jovem profissional. Enviar candidaturas até 20 dezembro para geral@centrosocialscs.org.pt

LIFE 09/12 – Ajudante Cozinha (m/f) – Restaurante Colina Verde. Gosto pelo trabalho na cozinha, criativa e polivalente. Pontual, boa apresentação, com iniciativa, trabalho em equipa. Candidaturas: gerencia@colinaverde.pt Tel: 927507785.

LIFE 03/12 – Operadores (m/f) Continente Bom Dia de Fátima - Operadores (as) de Loja, particularmente Talho e Peixaria (com ou sem experiência mas motivação para a aprender pois garantem formação). A inscrição pode ser efetuada no site institucional http://www.sonae.pt/pt/pessoas/oportunidades-de-carreira/anuncios/ ou através do nº 220104797.

Oferta Nº 588628966 IEFP Vendedor em loja (estabelecimento) (m/f) Fátima – Mais informação: https://www.iefp.pt/en/ofertas-emprego?item=588628966&registo=0

Oferta Nº: 588628415 IEFP – Ajudante familiar (m/f) Gondemaria e Olival. Mais informação: https://www.iefp.pt/en/ofertas-emprego?page=4#&item=588628415&registo=0

Oferta Nº: 588627985 IEFP – Motorista de veículos pesados de mercadorias (m/f) Fátima. Mais informação: https://www.iefp.pt/en/ofertas-emprego?page=4#&item=588627985&registo=0

Oferta Nº: 588628165 IEFP - Empregado de armazém (m/f) Atouguia. Mais informação: https://www.iefp.pt/en/ofertas-emprego?page=4#&item=588628165&registo=0

Netempregos 08/12 – Motorista Pesados – Caxarias, Empresa Daniel Marques Gameiro. Precisa-se de motorista com carta de pesados, também em semi-reboques para fazer transporte (cargas e descargas) de materiais de construção. Contacto: danielgameiro@sapo.pt Tel - 916045059

Netempregos 08/12 - Operador/a de máquinas (m/f) – Fátima. Blocotelha - Steel Constructions, SA. Habilitações académicas: 12º ano. Conhecimentos informáticos na ótica do Utilizador; Pessoa responsável; Disponibilidade Imediata. Envie candidatura, mencionando a Ref.ª 32/2015 para o e-mail rec.humanos@grupomeneses.com

Turijobs 07/12Empregado de Mesa / Assistant Dining Room Server (m/f) Disney Cruise Line. Mais informação e candidaturas: http://www.turijobs.pt/anuncios-emprego-estrangeiro/empregado-de-mesa-assistant-dining-room-server-m-f-of8834

Região Leiria – 27/11 - Restaurante Monte Grande em Albergaria - Marinha Grande, admite (m/f) 1 CHEFE DE COZINHA | 1 CHEFE DE SALA | 1 EMPREGADO DE MESA Contactar Tel. 919 927 179.

Região Leiria – 27/11 - Técnico/a de Logística e Planeamento (m/f) Empresa sediada na Marinha Grande, que se dedica à produção e comercialização de embalagens em cartão canelado, pretende recrutar Técnico/a de Logística e Planeamento. Perfil: Licenciatura em Engenharia e Gestão Industrial ou Informática de Gestão, Gestão, Tecnologias de Informação; Gosto pelo trabalho em equipa; -Bom comunicador; Capacidade de lidar sobre stress; Assertivo; Organizado; Proactivo / Dinâmico; Disponibilidade Imediata (Preferencial). Funções: Reportando ao Diretor de Produção: Gestão de entregas; Gestão de armazém de matéria-prima; Coordenação entregas com o departamento de vendas; Apoio na gestão de compras de matéria-prima; Gestão de inventários. Oferecemos: Remuneração compatível com a função; Boa integração e prospecção de evolução na carreira. Enviar C.V: recrutamento.rh@cartonarte.pt

Região Leiria – 27/11 MECÂNICO (aprendiz) 1º emprego. MECÂNICO / MECATRÓNICO (experiente). Contactos tel. 966 037 252.

RLeiria 27/11 – TÉCNICOS COMERCIAIS (m/f) - O Grupo Meneses, pretende admitir para os quadros das suas empresas Blocotelha e Cabopol: Ref.: RH-34/15. - Habilitações académicas: Licenciatura em Engenharia (preferencial); - Experiência comprovada na área comercial (mínimo 2 anos) - Fluente em inglês e francês ou alemão (factor eliminatório); - Disponibilidade para deslocações ao estrangeiro; - Para entrada Imediata; - Se pretende integrar uma equipa jovem e dinâmica, envie candidatura, mencionando a referência, para o e-mail: rec.humanos@grupomeneses.com

Todas as ofertas estão sujeitas a alterações diárias.



publicado por Carlos Gomes às 20:27
link do post | favorito
|

ASSOCIAÇÃO “BOMBEIROS PARA SEMPRE” FOI ONTEM FUNDADA EM BRAGANÇA

Associação BPS nasce na comemoração dos 125 Anos dos Bombeiros de Bragança

Foi ontem, dia 8 de Dezembro na cidade de Bragança, que se levou a cabo a escritura pública de criação da Associação Bombeiros para Sempre, denominada também de ABPS.

12336190_1231687290179869_652514727_n

Um sonho de um projecto com oito anos de existência chegou agora a um novo patamar, de maior responsabilidade e empenho, com vista à realização dos objectivos a que se propõe.

Os Bombeiros de Bragança decidiram apoiar a criação desta associação e marcar assim uma amizade institucional que já leva vários anos de existência. Deste apoio surgiu a possibilidade da Associação nascer na cidade de Bragança durante as comemorações do 125º Aniversário da corporação.

Da cerimónia pública fizeram parte 4 elementos que compõe a comissão instaladora, Rui Correia, Presidente da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntárias de Bragança, o Tenente-Coronel Fernandes, Comandante dos Bombeiros de Bragança e Ricardo Correia (diretor do Projeto) em conjunto com Luís Gaspar (Fundador do BPS) ambos pertencentes ao portal Bombeiros para Sempre.

A “Associação Bombeiros Para Sempre – ABPS” é assim a partir de ontem uma pessoa colectiva de direito privado sem fins lucrativos e terá a sua sede no concelho da Lousã.

Os estatutos da nova associação prevêem o apoio à dinamização e realização de ações de índole técnica, educacional, comunicativa, cultural e de marketing ao serviço da comunidade dos Corpos de Bombeiros Portugueses, para isso irá levar a cabo parcerias e iniciativas de captação e geração de recursos para o seu bom funcionamento de forma a promover a dignificação e identidade dos Bombeiros Portugueses na demais opinião pública.

Os Bombeiros Portugueses são a única entidade de protecção civil que não têm um órgão que promova a suas acções, missões e demais imagem perante a sociedade civil e é esse o principal objectivo da nova assoiciação, tal como já havia sendo meta do portal BPS. Com a criação da nova associação e os protocolos que estão em vista para serem celebrados poderemos em breve dar um apoio significativo aos corpos de Bombeiros nas matérias em torno da Comunicação e Imagem.

O próximo passo pertence aos sócios fundadores que elegerão os órgãos sociais no dia 23 de Janeiro de 2016, na cidade de Aveiro.



publicado por Carlos Gomes às 20:09
link do post | favorito
|

mais sobre mim
pesquisar
 
Setembro 2016
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9

12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30


posts recentes

BLOGUE "AUREN" SUSPENDE A...

A INQUISIÇÃO EM OURÉM

OURÉM RECEBE EXPOSIÇÃO DE...

GRUPOS LINGUÍSTICOS APRES...

PONTIFICIA ACADEMIA MARIA...

D. ANTÓNIO MARTO COMPARA ...

LEIRIA MOSTRA TRAJE TRADI...

BISPO DE SETÚBAL PRESIDE ...

SANTUÁRIO DE FÁTIMA PROMO...

SANTUÁRIO DE FÁTIMA APRES...

OFERTAS DE EMPREGO DA LIF...

PAN QUER DISCUTIR MOBILID...

OURÉM RECEBE EXPOSIÇÃO DE...

OURÉM: OS MISTÉRIOS DA SI...

FAPWINES ACRESCENTA ROSÉ ...

ESTUDO REVELA QUE 62% DOS...

“UM LOUVOR A MARIA” LEVA ...

MADRE TERESA ERA TANTO DE...

TOCADORES DE CONCERTINA R...

AUTORIDADES DE OURÉM FELI...

DEPUTADO MENDES CORREIA E...

OURIENSES FAZEM EXCURSÃO ...

ALVAIÁZERE: PUSSOS REALIZ...

OURÉM: RIBEIRA DO FÁRRIO ...

OURÉM: OLIVAL ESTÁ EM FES...

QUANDO VISITA OFICIALMENT...

CAÇADORES MARCAM ENCONTRO...

OURÉM TEM FESTA GRANDE NO...

OURÉM EVOCA DIÁSPORA E CU...

OFERTAS DE EMPREGO DA LIF...

OURÉM RECEBE EXPOSIÇÃO DE...

O ZOROASTRISMO E A SUA IN...

SANTUÁRIO DE FÁTIMA PROMO...

OURÉM: RIBEIRA DO FÁRRIO ...

ALVAIÁZERE: PUSSOS REALIZ...

OURIENSES FAZEM EXCURSÃO ...

PAPA ENVIA CARTA AO 24º C...

SANTUÁRIO DE FÁTIMA CELEB...

OURÉM LEVA MÚSICA, DANÇA,...

OURÉM REGRESSA À IDADE MÉ...

OURÉM: FREIXIANDA ESTÁ EM...

ALVAIÁZERE REALIZA FESTIV...

RIO DE COUROS REALIZA FEI...

ALVAIÁZERE: PELMÁ ESTÁ EM...

TOCADORES DE CONCERTINA R...

PARTIDO "OS VERDES" COLOC...

SINDICATO DOS TRABALHADOR...

OURÉM REGRESSA À IDADE MÉ...

OFERTAS DE EMPREGO DA LIF...

SINDICATO DOS TRABALHADOR...

arquivos

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

tags

todas as tags

links
Twitter
blogs SAPO
subscrever feeds