Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes de Ourém.

Terça-feira, 16 de Junho de 2015
ROBERTO CHICHORRO EXPÕE PINTURA EM OURÉM

Exposição de Pintura “Moçambique - Ourém” por Roberto Chichorro

20 de junho a 19 de julho

Galeria Municipal de Ourém

Inauguração a 20 de junho às 19h00.

No âmbito das comemorações dos 40 anos da independência de Moçambique, o pintor Roberto Chichorro expõe na Galeria Municipal de Ourém.

Nasceu em 1941 em Lourenço Marques. Trabalhou como desenhador de publicidade e como decorador de pavilhões para feiras internacionais em Moçambique. Fez cenografias para espetáculos e ilustrou vários livros.

/De 1982 a 1985 é bolseiro do Governo Espanhol em Madrid, para cerâmica (Taller Azul) e zincogravura (Óscar Manezzi). Em 1986 é bolseiro do Governo Português, vivendo em Portugal desde essa data e dedicando-se exclusivamente à pintura.

Horário: terça a domingo das 09h00 às 13h00 e das 14h00 às 18h00.

Entrada livre



publicado por Carlos Gomes às 19:36
link do post | favorito
|

Segunda-feira, 9 de Março de 2015
EXPOSIÇÃO DE PINTURA RETRATA OS ROSTOS DAS GENTES DE OURÉM

A Galeria Municipal de Ourém inaugura no dia 20 de março, às 17 horas, a Exposição de pintura “Via Sacra / Jerusaurém - O Rosto dum Povo / O Mundo Rural Português”, da autoria de Tó Carvalho.

 

A exposição está patente ao público, na Galeria Municipal de Ourém, sita na vila medieval de Ourém, de 20 de março a 26 de abril de 2014

ENTRADA LIVRE

“Surpreender o povo na execução dos seus ofícios, no “élan” que os rodeia, no antecedente que os precede e no lazer que se lhes segue, tudo isto parece ter sido o objectivo que tomou conta do Pintor. Seduzido por ocupações populares, onde a sobrevivência e o disfrute pouco se distingue, esta exposição fixa o diálogo, não desfigurado, entre o Homem e a Natureza. O Pintor foi à procura da autenticidade que existe nessas rotinas não desfiguradas, por tecnologias de simplificação, numa espécie de busca sentimental e cromática.

A transcrição foi como que fotográfica, tão pormenorizada ela foi. Era a única forma de o Pintor respeitar a fidelidade emocionada que cada uma das tarefas revela, hoje quase que ao nível da sobrevivência. Por isso é que cada uma das telas é mais do que um pitoresco antropológico porque, dependendo o espírito das coisas, dos recursos tecnológicos com que a ela se chega, parece que fixar a sinceridade artesanal, é mais adequado à revelação de autenticidades, que todo o registo pictórico apenas pode sugerir.

A gente olha e sabe logo o que é, de modo que a legenda é só uma complementaridade. A aparelhagem inspirativa escolheu pessoas em ocupação, ficando para a paisagem um simples papel de enquadramento. Assim se compreende que, na sua meticulosidade, o Pintor tenha reproduzido identidades, saindo nos retratados gente concreta, captada no seu talento e tudo saindo num equilibrado jogo de cores, formas e perspectivas. Com tanto pormenor damos por nós a pensar no “mundo que nós perdemos”, onde a originalidade irrepetível da criação rotineira, marcava os dias e as gerações.”

Luís M. Pedrosa Santos Graça

Histo   Historiador – Prof. Universidade Católica de Lisboa

Galeria Municipal de Ourém – Vila medieval de Ourém

Horário: de terça a domingo das 09h00 às 13h00 e das 14h00 às 18h00.



publicado por Carlos Gomes às 14:42
link do post | favorito
|

Quarta-feira, 2 de Julho de 2014
ALUNOS DA AMARTE EXPÕEM PINTURA NOS PAÇOS DO CONCELHO DE OURÉM

Exposição de Pintura “All Together” pelos alunos do projeto AMARTE

9 a 30 de julho

Inauguração dia 09 de julho | 17.00H

Sala de Exposições dos Paços do Concelho

A diversidade cultural, património comum da humanidade e fonte de criatividade. Este é o ponto de partida dos trabalhos artísticos.

Nesta exposição percorremos as diferenças do outro em busca da tolerância e do diálogo interculturais, promovendo, com esta manifestação artística, um clima de entendimento e respeito mútuos. Esta exposição reflete as diferenças do outro como características a serem valorizadas e admiradas – gostos diferentes, materiais diferentes, idades diferentes, memórias e raízes únicas e sensibilidades artísticas muito diversas.

Este é o nosso convite, conhecer e aceitar o outro tal como ele é.

Esta é a melhor garantia para a paz.

All Together é uma questão de atitude.

Entrada Livre

image001



publicado por Carlos Gomes às 18:40
link do post | favorito
|

Segunda-feira, 30 de Junho de 2014
MUSEU DE ARTE SACRA E ETNOLOGIA DE FÁTIMA ADIA ENCERRAMENTO DA EXPOSIÇÃO TEMPORÁRIA "MARIA, DISCÍPULA MISSIONÁRIA"

A artista plástica Mari Bueno é formada em Arte Sacra e Espaço Litúrgico Celebrativo pelo ITESC (Instituto de Teologia de Santa Catarina- BRASIL) e apresentará 49 obras, na técnica óleo sobre tela, retratando a vida de Maria, da Anunciação à Coroação de Nossa Senhora como Rainha do Céu e da Terra, mas sobretudo as aparições de Nossa Senhora em dezoito países, retratando as suas diversas culturas.

image002

Pretende-se, com esta exposição, valorizar a inculturação da fé através da arte, apresentando ao público as expressões e valores de cada cultura visitada por Maria em diferentes países, valorizando-se os costumes locais como um caminho para a vida cristã e seguindo o exemplo de Maria que visita a todos sem preconceito ou distinção, deixando o exemplo de discípula missionária para ser seguido por todos.

Este tema vem também ao encontro dos objetivos do MASE, um museu missionário, que reúne uma vasta coleção de elevadíssimo interesse artístico e cultural através das suas coleções de Arte Sacra, que apresentam os diferentes passos da vida de Cristo e de Etnologia relacionados aos mais longínquos locais da Missão, onde o visitante se surpreende com as peças da cultura artística cristã de povos e culturas de todo o mundo.

Mari Bueno

A artista plástica Mari Bueno reside em Sinop há 34 anos. Os seus trabalhos são a expressão das características amazónicas e da inculturação na Arte Sacra. Realizou exposições e foi premiada no Brasil e em outros países, sendo 19 premiações no estrangeiro: Itália, França, Alemanha, Suiça, Inglaterra, EUA, Portugal e Egito. Participou também em três exposições no Museu do Louvre em Paris onde ganhou um menção honrosa pelas suas obras. Em 2012 foi convidada para uma exposição no Museu de Arte em Siena, em Itália, onde era a única brasileira entre 140 artistas de 40 países. No ano de 2013 participou em duas Bienais na Europa, na Bienal de Londres, onde ganhou menção especial pela sua participação e na Bienal de Siena. Especialista em Arte Sacra e Espaço Litúrgico Celebrativo realizou várias pinturas em Igrejas, entre elas a obra de 480m² dentro da Catedral do Sagrado Coração de Jesus de Sinop.

Galeria/Atelie de Arte Mari Bueno

Rua das Pitangueiras, 1258

Sinop – MT 66 3531 3939

www.maribueno.com.br

http://www.facebook.com/galeriamaribueno



publicado por Carlos Gomes às 09:30
link do post | favorito
|

Quarta-feira, 2 de Outubro de 2013
BIBLIOECA MUNICIPAL DE OURÉM EXPÕE ARTES PLÁSTICAS DE LICÍNIO FLORÊNCIO

A Biblioteca Municipal de Ourém inaugura no próximo dia 5 de outubro, pelas 20h45, a exposição de artes plásticas “Um silêncio no vazio” de Licínio Florêncio. Trata-se de uma exposição que tem como motivo principal servir de consciencialização social para o Fenómeno de Alienação Parental.

Cartaz_outubro_13

Sobre o autor:

Licínio Florêncio nasceu em Leiria em 1977. Licenciado em design de comunicação, tem vindo a desenvolver o seu trabalho como designer em várias agências de design e publicidade, tendo iniciado o seu próprio estúdio de design no ano de 2010. Já lecionou no ensino básico e é formador de fotografia e tecnologias digitais ligadas à fotografia e design.

Em simultâneo, tem vindo a desenvolver projetos pessoais noutras vertentes como é o caso da fotografia, ilustração e artes plásticas.

A exposição “Um silêncio no vazio” tem como motivo principal, servir de consciencialização social para uma situação particular que o autor das obras está viver, que se designa de Fenómeno de Alienação Parental ou, se quisermos, uma situação de Privação Paterno-Filial.

A exposição estará patente de 05 a 31 de outubro, de segunda a sexta-feira das 9h00 às 19h00 e ao sábado das 9h00 às 13h00.

Entrada livre



publicado por Carlos Gomes às 16:07
link do post | favorito
|

Segunda-feira, 23 de Setembro de 2013
ARTISTA OUREENSE EXPÕE NO HOTEL RITZ EM LISBOA

UMA NOITE DE CINDERELA…

1375780_10151560593151525_697540021_n

Hoje compartilho com meus amigos um momento de grande alegria: Uma Mostra da minha Arte em um dos locais mais emblemáticos e para mim mais magnífico de Lisboa, o Four Seasons Hotel Ritz Lisbon, onde tive a honra de mostrar minhas pinturas de uma forma mais exclusiva! Foi mais um sonho realizado e isso graças a um patrocinador que confiou no meu trabalho e proporcionou-me uma noite maravilhosa com direito a champagne e caviar e muitos contactos "artísticos" . E a cereja no topo do bolo... foi uma música que amo ( Unchained Melody ) cantada em minha homenagem (nunca esquecerei deste momento! fiz um esforço sobrenatural para não estragar a maquilhagem).....enfim.....Um SONHO !

Marina Mourão / https://www.facebook.com/marina.mourao/media_set?set=a.10151560397481525.1073741840.726591524&type=1

1239436_10151560866336525_1535305814_n

1236396_10151560413871525_1537199908_n

563114_10151560412476525_960014018_n

1234550_10151560418441525_1370709034_n

1231612_10151560417856525_1851284545_n



publicado por Carlos Gomes às 22:31
link do post | favorito
|

Quinta-feira, 19 de Setembro de 2013
INATEL REALIZA CONCURSO DE ARTES PLÁSTICAS

O INATEL leva a efeito o Concurso de Artes Plásticas e alerta para as alterações que o mesmo sofreu para a edição deste ano:

A inscrição no Concurso é realizada mediante apresentação de fotografia, ou seja, o participante não entrega a obra a Concurso, mas uma ou mais fotografias desta, juntamente com restantes documentos constantes do Regulamento.

No Regulamento é estipulado o envio da inscrição por correio (CTT), ou e-mail, ou ainda presencialmente na Sede. Contudo, uma vez que é a primeira vez que o Concurso é divulgado nestes moldes, as candidaturas poderão também ser apresentadas nas Agências.

O júri fará a seleção das obras a Concurso através da (s) fotografia (s) entregue(s), sendo posteriormente estas que serão recolhidas para a Exposição.

O período de inscrições decorre até 31 de outubro.

O valor de cada prémio é de 1.000,00€.

CONCURSO DE ARTES PLÁSTICAS 2013

REGULAMENTO

O presente regulamento determina as condições de participação e seleção no Concurso de Artes Plásticas Fundação INATEL.

1 • OBJETIVO

1.1 O Concurso de Artes Plásticas Fundação INATEL cumpre em 2013 a 9ª edição e tem como objetivo incentivar e premiar a criatividade e a arte.

1.2 No corrente ano a seleção das obras a Concurso será realizada através de fotografias a entregar na inscrição no mesmo.

2 • ADMISSÃO

2.1 Podem concorrer autores de qualquer nacionalidade, associados individuais da Fundação INATEL e público em geral.

2.2 O Concurso é aberto a todas as obras e disciplinas artísticas consideradas hoje património do desenvolvimento das artes plásticas.

2.3 As obras apresentadas são de livre criação. São admitidas as seguintes formas de apresentação de trabalhos: artes bidimensionais e tridimensionais.

2.3.1 Artes bidimensionais e tridimensionais: cada obra entregue não poderá, em caso algum, exceder as dimensões de 1,5x1,5x1,5 metros e 20 kg de peso. Obras de dimensões/peso superiores não serão consideradas.

2.4 Não serão admitidas obras que tenham participado em edições anteriores do Concurso de Artes Plásticas Fundação INATEL.

3 • INSCRIÇÃO

3.1 Os associados deverão pagar, como taxa de inscrição, o valor de € 5,00 por cada obra participante.

3.2 O público em geral deverá pagar, como taxa de inscrição, o valor de € 15,00 por cada obra participante.

3.3 Cada concorrente poderá participar com um número máximo de duas obras.

3.4 Cada obra representa uma inscrição no Concurso.

3.5 Para o processo de inscrição, os concorrentes deverão entregar os seguintes elementos em formato papel ou digital (em suporte CD ou pen-drive):

- Apresentação da obra através de uma ou mais fotografias a cores, e no caso de se tratar de uma obra tridimensional, imagens de diferentes perspetivas da mesma. Este documento servirá para seleção da obra a Concurso.

- Memória descritiva da obra;

- Ficha de inscrição devidamente preenchida, anexa ao presente regulamento;

- Breve currículo/portfólio do autor, com enfoque no percurso artístico;

- Comprovativo de pagamento da taxa de inscrição, tendo em conta o seu estatuto de Associado ou Não Associado da Fundação INATEL, por cada obra a concurso.

3.6 A não apresentação de algum dos elementos mencionados no ponto anterior anulará a inscrição no Concurso.

3.7 O pagamento poderá ser efetuado em numerário, por cheque à ordem de Fundação INATEL ou por transferência bancária (0033 000000180680810 77)

3.8 A entrega dos elementos para inscrição pode ser efetuada através de correio eletrónico (cultura@inatel.pt) ou via postal para:

Fundação INATEL - Direção Cultural

Calçada de Sant’Ana, 180 - 1169-062 Lisboa

3.8.1 A inscrição pode ser igualmente efetuada presencialmente na Sede da Fundação INATEL.

3.9 As inscrições decorrerão até às 19 horas do dia 31 de Outubro de 2013 (data do carimbo do correio)

3.10 Não serão aceites inscrições cuja data seja posterior à data limite referida no ponto 3.9 do presente regulamento.

3.11 Das inscrições recebidas serão selecionadas até um número máximo de 30 (trinta) obras para a Exposição do Concurso.

3.12 A inscrição no concurso implica a aceitação do presente regulamento.

4 • JÚRI

4.1 Será nomeado um júri pela Fundação INATEL, a divulgar oportunamente, composto por três elementos de reconhecido mérito e idoneidade intelectual e cultural na área das artes plásticas, que avaliará e selecionará as obras apresentadas.

4.2 De todas as obras apresentadas a concurso, o júri selecionará até um máximo de 30, de entre as quais serão apurados dois prémios, em modalidades distintas.

4.3 Os critérios para atribuição dos prémios são da responsabilidade do júri, reservando-se a este o direito de não atribuir algum ou todos os prémios, se a qualidade das obras assim o impuser, bem como decidir da atribuição de menções honrosas.

4.4 As deliberações do júri serão constituídas em ata fundamentada, assinada por todos os elementos. Da sua decisão não haverá recurso.

5 • PRÉMIOS

5.1 Serão atribuídos dois prémios a duas obras de diferentes modalidades:

PRÉMIO MODALIDADE 1 – Prémio em numerário no valor de € 1.000,00.

PRÉMIO MODALIDADE 2 - Prémio em numerário no valor de € 1.000,00.

5.2 Caso o júri delibere conceder menção honrosa, será atribuída uma estada de duas noites para duas pessoas, regime APA, em época média ou baixa, numa unidade hoteleira da Fundação INATEL, à escolha, a usufruir até 31 de dezembro de 2014.

5.3 Não serão atribuídos prémios ex aequo ou na mesma modalidade.

5.4 As obras selecionadas, bem como os prémios, uma vez atribuídos, serão comunicados no sítio Internet da Fundação INATEL até ao dia 22 de novembro de 2013.

5.5 Apenas os concorrentes selecionados e premiados serão notificados.

5.6 Os prémios serão entregues aos autores em sessão pública, na inauguração da Exposição das obras selecionadas.

5.7 Com expressa aprovação dos autores, as obras premiadas tornar-se-ão pertença da Fundação INATEL, que as adquirirá até ao valor unitário máximo de € 500,00.

6 • ENTREGA DAS OBRAS SELECIONADAS PARA EXPOSIÇÃO

6.1 Os concorrentes selecionados serão informados por telefone ou correio eletrónico, até ao dia 22 de novembro de 2013, sobre a(s) obra(s) aceites para a Exposição.

6.2 As obras selecionadas devem ser entregues ou enviadas até ao dia 13 de dezembro de 2013, em locais a designar.

6.3 As obras selecionadas devem ser devidamente identificadas no verso com o título da obra e nome do autor, bem como ser entregues com as condições necessárias a serem transportadas e expostas.

6.4 Não serão aceites obras que impliquem montagem.

6.5 Obras que contenham materiais suscetíveis de perigo no seu manuseamento deverão ser entregues com a devida advertência.

6.6 Ao entregar a obra, o autor receberá da Organização um recibo com o qual deverá proceder ao levantamento posterior da mesma.

6.7 A Exposição das Obras Selecionadas e Premiadas da 9ª edição do Concurso de Artes Plásticas da Fundação INATEL decorrerá em data e local a anunciar, e estará patente pelo período de um mês.

6.8 A Fundação INATEL reserva-se o direito de cancelar a exposição, por motivos imprevistos.

7 • DEVOLUÇÃO DAS OBRAS SELECIONADAS

7.1 As obras selecionadas poderão ser levantadas, pelos proprietários ou por pessoas autorizadas, no respetivo local de entrega, mediante apresentação do recibo da mesma, até 28 de fevereiro de 2014.

7.2 As obras não recolhidas neste prazo serão consideradas abandonadas pelos proprietários, podendo a entidade organizadora delas dispor livremente.

8 • SEGUROS

O Seguro das obras fica ao encargo dos autores dos mesmos, sendo que a Fundação INATEL empenhar-se-á no cuidado a ter com as obras recebidas, mas não se responsabiliza por eventuais danos sofridos no desenrolar do concurso, bem como na itinerância de eventuais exposições.

9 • DISPOSIÇÕES FINAIS

9.1 Apesar das obras serem manuseadas com todo o cuidado, a Fundação INATEL não assumirá qualquer responsabilidade por situações imprevistas, bem como pela perda, furto ou danificação das mesmas.

9.2 Ao submeter uma obra a concurso, o participante declara tratar-se de uma obra sua e que não viola os direitos associados a qualquer outra produção existente.

9.3 Os participantes selecionados autorizam a menção dos seus nomes e reprodução das suas obras, tanto na elaboração do catálogo da exposição, como em publicações próprias e nos meios e suportes que a Fundação INATEL achar conveniente para a divulgação do Concurso.

10 • CASOS OMISSOS

Os casos omissos neste regulamento serão apreciados e decididos pelo Conselho de Administração da Fundação INATEL e da sua decisão não haverá recurso.



publicado por Carlos Gomes às 17:08
link do post | favorito
|

Segunda-feira, 2 de Setembro de 2013
A TAUROMAQUIA NAS ARTES PLÁSTICAS

A tauromaquia é um espetáculo de lide de touros bravos que consiste na arte de lidar a pé ou a cavalo, envolvendo ainda toda a componente que se encontra relacionada com o toureio, desde o processo de criação dos animais até à conceção do traje, a escolha e publicitação do cartel e toda a panóplia de cerimoniais que estão associados ao espetáculo propriamente dito.

tourada-anne-marie-nivoulies-de-pierrefort

O termo tauromaquia provém do grego ταυρομαχία e quer dizer “combate de touros”, remontando as suas origens aos primórdios da humanidade na Península Ibérica, encontrando-se primitivamente associado a ritos sacrificiais dos povos celtiberos.

Também do ponto de vista estético, a tauromaquia exerceu sempre enorme fascínio no Homem, sendo a estela de Clunia, na região de Burgos, em Espanha, a mais antiga representação que se conhece da lide de um guerreiro com um touro. Escritores, compositores e artistas plásticos de todas as épocas e das mais variadas correntes estéticas inspiraram-se na tourada para conceberam magníficas obras de arte. Pintores célebres como Francisco Goya, Pablo Picasso, Édouard Manet e outros nossos contemporâneos como Anne-Marie Nivouliés de Pierrefort, José Carlos Marcos e António Guimarães Santos retrataram de forma magistral a corrida de touros, como se pode constatar através das imagens que reproduzimos.

Tourada- Goya

tourada2

Toureiro

ogaaad5bkki-4ltdvcbrczvrbd7m_adgphtr1a3iqpkw-xajap

4063567_HPIM0454

800px-Edouard_Manet_073_(Toter_Torero)

guernica



publicado por Carlos Gomes às 00:01
link do post | favorito
|

Sexta-feira, 30 de Agosto de 2013
UCHARIA DO CONDE EXPÕE PINTURA DE PAULA ALVIM



publicado por Carlos Gomes às 19:10
link do post | favorito
|

Quarta-feira, 20 de Fevereiro de 2013
AGOSTINHO BENTO DE OLIVEIRA EXPÕE PINTURA NA BIBLIOTECA MUNICIPAL DE OURÉM

Esta Exposição tem duas vertentes:

1ª Realizada em 2009, colagem sobre madeira.

2ª Atual, 2013, donde se recorre aos originais de 2009 e se digitaliza formando novas composições, arte digital.

INTRODUÇÃO

Recriação de uma nova harmonia estética e simbólica dos frescos dos grandes maestros da pintura russa, incluindo os originais da Catedral da Dormência do Kremlin de Moscovo, que tem um grande valor tanto histórico como artístico, sendo as relíquias mais antigas que subsistem dos murais e frescos da Moscovo medieval.

A utilização de um fundo contemporâneo, alternando com a simbologia cristã recorrendo aos símbolos da escritura do século XX. Sem esquecer as imagens do grande maestro Teodósio, filho de Dionísio, o artista famoso da antiga Rússia, que continuo o trabalho do seu pai.

Termino esta série de 12 quadros enquadrados numa memória pictórica dos frescos da Catedral da Anunciação, pintados em 1508. Caracterizam-se pelo seu grande colorido e de um caráter festivo. O conjunto de frescos da Catedral da Anunciação é uma obra-mestra da arte russa primitiva e um testemunho da grande cultura e talento dos pintores.

Fica na memória a cor vibrante do ícone de “O Arcanjo Miguel”, uma obra-mestra da pintura russa do fim do século XIV a início do XV.

Os 12 quadros (técnica mista / Colagem sobre madeira) são o resultado de meses em que evolucionava a minha criação artística, e esta me transmitia uma satisfação espiritual interior onde o silêncio me fazia transcender entre o mundo terrestre e o celeste.



publicado por Carlos Gomes às 22:13
link do post | favorito
|

Domingo, 6 de Janeiro de 2013
OURÉM: ENCERRA AMANHÃ A EXPOSIÇÃO DE ESCULTURA DE ALEJANDRA MAJEWSKI

Exposição de Escultura

Alejandra Majewski

07 de dezembro a 06 de janeiro

Galeria Municipal de Ourém

Alejandra Majewski nasceu em Sindelfingen, na Alemanha. Estudou na Escola Nacional de Belas Artes “Manuel Belgrano”, de Buenos Aires e aperfeiçoou os estudos nas oficinas do “Incentivo de Belas Artes”, fazendo a sua primeira exposição coletiva em 1970, no primeiro salão de Jovens artistas de Buenos Aires, na Argentina. Em 1981 mudou-se para Espanha, onde estudou na Escola de Cerâmica de Moncloa.

Entrada livre.

Horário: 3ª a domingo das 09.30H às 12.30H e das 14.00H às 18.00H



publicado por Carlos Gomes às 00:01
link do post | favorito
|

Terça-feira, 25 de Dezembro de 2012
OURÉM: EXPOSIÇÃO DE PINTURA DOS ALUNOS DE ARTES ENCERRA AMANHÃ

Exposição de Pintura “Details”

05 a 26 de dezembro | de 2ª a 6ª feira das 14.00H às 17.00H

Inauguração 05 de dezembro | 15.00H

Sala de Exposições Paços do Concelho

“Details” é o convite a um novo olhar, mais detalhado e próximo sobre o que nos rodeia na procura da beleza, das emoções e soluções criativas e artísticas dos desafios da vida contemporânea.

A exposição integra um conjunto de trabalhos artísticos desenvolvidos pelos alunos da escola de artes AMARTE em Ourém, Abrantes, Mação e Sertã.

Entrada Livre 



publicado por Carlos Gomes às 00:01
link do post | favorito
|

Sábado, 22 de Dezembro de 2012
ALEJANDRA MAJEWSKI EXPÕE ESCULTURA NA GALERIA MUNICIPAL DE OURÉM

Exposição de Escultura

Alejandra Majewski

07 de dezembro a 06 de janeiro

Galeria Municipal de Ourém

Alejandra Majewski nasceu em Sindelfingen, na Alemanha. Estudou na Escola Nacional de Belas Artes “Manuel Belgrano”, de Buenos Aires e aperfeiçoou os estudos nas oficinas do “Incentivo de Belas Artes”, fazendo a sua primeira exposição coletiva em 1970, no primeiro salão de Jovens artistas de Buenos Aires, na Argentina. Em 1981 mudou-se para Espanha, onde estudou na Escola de Cerâmica de Moncloa.

Entrada livre.

Horário: 3ª a domingo das 09.30H às 12.30H e das 14.00H às 18.00H



publicado por Carlos Gomes às 00:01
link do post | favorito
|

Quarta-feira, 19 de Dezembro de 2012
ALUNOS DE ARTES EXPÕEM EM OURÉM

Exposição de Pintura “Details”

05 a 26 de dezembro | de 2ª a 6ª feira das 14.00H às 17.00H

Inauguração 05 de dezembro | 15.00H

Sala de Exposições Paços do Concelho

“Details” é o convite a um novo olhar, mais detalhado e próximo sobre o que nos rodeia na procura da beleza, das emoções e soluções criativas e artísticas dos desafios da vida contemporânea.

A exposição integra um conjunto de trabalhos artísticos desenvolvidos pelos alunos da escola de artes AMARTE em Ourém, Abrantes, Mação e Sertã.

Entrada Livre 



publicado por Carlos Gomes às 00:01
link do post | favorito
|

Quinta-feira, 13 de Dezembro de 2012
OURÉM: EXPOSIÇÃO DE ESCULTURA DE ALEJANDRA MAJEWSKI PATENTE NA GALERIA MUNICIPAL

Exposição de Escultura

Alejandra Majewski

07 de dezembro a 06 de janeiro

Galeria Municipal de Ourém

Alejandra Majewski nasceu em Sindelfingen, na Alemanha. Estudou na Escola Nacional de Belas Artes “Manuel Belgrano”, de Buenos Aires e aperfeiçoou os estudos nas oficinas do “Incentivo de Belas Artes”, fazendo a sua primeira exposição coletiva em 1970, no primeiro salão de Jovens artistas de Buenos Aires, na Argentina. Em 1981 mudou-se para Espanha, onde estudou na Escola de Cerâmica de Moncloa.

Entrada livre.

Horário: 3ª a domingo das 09.30H às 12.30H e das 14.00H às 18.00H



publicado por Carlos Gomes às 00:01
link do post | favorito
|

Quarta-feira, 12 de Dezembro de 2012
OURÉM: EXPOSIÇÃO DE PINTURA ESTÁ PATENTE NA GALERIA DOS PAÇOS DO CONCELHO ATÉ 26 DE DEZEMBRO

Exposição de Pintura “Details”

05 a 26 de dezembro | de 2ª a 6ª feira das 14.00H às 17.00H

Inauguração 05 de dezembro | 15.00H

Sala de Exposições Paços do Concelho

“Details” é o convite a um novo olhar, mais detalhado e próximo sobre o que nos rodeia na procura da beleza, das emoções e soluções criativas e artísticas dos desafios da vida contemporânea.

A exposição integra um conjunto de trabalhos artísticos desenvolvidos pelos alunos da escola de artes AMARTE em Ourém, Abrantes, Mação e Sertã.

Entrada Livre 



publicado por Carlos Gomes às 00:01
link do post | favorito
|

Quarta-feira, 5 de Dezembro de 2012
GALERIA MUNICIPAL DE OURÉM APRESENTA ESCULTURAS DE ALEJANDRA MAJEWSKI

Exposição de Escultura

Alejandra Majewski

07 de dezembro a 06 de janeiro

Inauguração: 07 de dezembro | 19.00h Galeria Municipal de Ourém

Alejandra Majewski nasceu em Sindelfingen, na Alemanha. Estudou na Escola Nacional de Belas Artes “Manuel Belgrano”, de Buenos Aires e aperfeiçoou os estudos nas oficinas do “Incentivo de Belas Artes”, fazendo a sua primeira exposição coletiva em 1970, no primeiro salão de Jovens artistas de Buenos Aires, na Argentina. Em 1981 mudou-se para Espanha, onde estudou na Escola de Cerâmica de Moncloa.

Entrada livre.

Horário: 3ª a domingo das 09.30H às 12.30H e das 14.00H às 18.00H



publicado por Carlos Gomes às 00:01
link do post | favorito
|

Segunda-feira, 3 de Dezembro de 2012
ALUNOS DAS ESCOLAS DE ARTES DA REGIÃO EXPÕEM EM OURÉM

Exposição de Pintura “Details”

05 a 26 de dezembro | de 2ª a 6ª feira das 14.00H às 17.00H

Inauguração 05 de dezembro | 15.00H

Sala de Exposições Paços do Concelho

“Details” é o convite a um novo olhar, mais detalhado e próximo sobre o que nos rodeia na procura da beleza, das emoções e soluções criativas e artísticas dos desafios da vida contemporânea.

A exposição integra um conjunto de trabalhos artísticos desenvolvidos pelos alunos da escola de artes AMARTE em Ourém, Abrantes, Mação e Sertã.

Entrada Livre 



publicado por Carlos Gomes às 00:01
link do post | favorito
|

Terça-feira, 27 de Novembro de 2012
ALEJANDRA MAJEWSKI EXPÕE ESCULTURA NA GALERIA MUNICIPAL DE OURÉM

Exposição de Escultura

Alejandra Majewski

07 de dezembro a 06 de janeiro

Inauguração: 07 de dezembro | 19.00h Galeria Municipal de Ourém

Alejandra Majewski nasceu em Sindelfingen, na Alemanha. Estudou na Escola Nacional de Belas Artes “Manuel Belgrano”, de Buenos Aires e aperfeiçoou os estudos nas oficinas do “Incentivo de Belas Artes”, fazendo a sua primeira exposição coletiva em 1970, no primeiro salão de Jovens artistas de Buenos Aires, na Argentina. Em 1981 mudou-se para Espanha, onde estudou na Escola de Cerâmica de Moncloa.

Entrada livre.

Horário: 3ª a domingo das 09.30H às 12.30H e das 14.00H às 18.00H



publicado por Carlos Gomes às 19:37
link do post | favorito
|

Segunda-feira, 26 de Novembro de 2012
OURÉM: ALUNOS DAS ESCOLAS DE ARTES DA REGIÃO EXPÕEM NOS PAÇOS DO CONCELHO

Exposição de Pintura “Details”

05 a 26 de dezembro | de 2ª a 6ª feira das 14.00H às 17.00H

Inauguração 05 de dezembro | 15.00H

Sala de Exposições Paços do Concelho

“Details” é o convite a um novo olhar, mais detalhado e próximo sobre o que nos rodeia na procura da beleza, das emoções e soluções criativas e artísticas dos desafios da vida contemporânea.

A exposição integra um conjunto de trabalhos artísticos desenvolvidos pelos alunos da escola de artes AMARTE em Ourém, Abrantes, Mação e Sertã.

Entrada Livre 



publicado por Carlos Gomes às 18:30
link do post | favorito
|

Quarta-feira, 14 de Novembro de 2012
ALUNOS DA ESCOLA D. AFONSO, 4º CONDE DE OURÉM MOSTRAM ARTE NA RUA

Exposição “Arte na rua: a cidade que vejo”

Alunos do 2º Ciclo da EB 2,3 D. Afonso, 4º Conde de Ourém

2 a 30 de novembro

Biblioteca Municipal de Ourém

A exposição “Arte na rua: a cidade que vejo” é composta por retalhos de Ourém, qual puzzle de “pormenores e pormaiores” da cidade, que as turmas do 2º ciclo, em Educação Visual (e Tecnológica) da EB 2,3 D. Afonso, 4º Conde de Ourém, observaram e registaram em desenho, em várias saídas de campo.

De grandes a pequenos detalhes, tudo conta para reconstruir a nossa visão da cidade.

De segunda a sexta-feira, das 9h às 18h, aos sábados das 9h30 às 13h

Entrada livre



publicado por Carlos Gomes às 00:42
link do post | favorito
|

Quinta-feira, 1 de Novembro de 2012
OURÉM INAUGURA AMANHÃ EXPOSIÇÃO "ARTE NA RUA: A CIDADE QUE VEJO"

Exposição “Arte na rua: a cidade que vejo”

Alunos do 2º Ciclo da EB 2,3 D. Afonso, 4º Conde de Ourém

2 a 30 de novembro

Biblioteca Municipal de Ourém

A exposição “Arte na rua: a cidade que vejo” é composta por retalhos de Ourém, qual puzzle de “pormenores e pormaiores” da cidade, que as turmas do 2º ciclo, em Educação Visual (e Tecnológica) da EB 2,3 D. Afonso, 4º Conde de Ourém, observaram e registaram em desenho, em várias saídas de campo.

De grandes a pequenos detalhes, tudo conta para reconstruir a nossa visão da cidade.

De segunda a sexta-feira, das 9h às 18h, aos sábados das 9h30 às 13h

Entrada livre



publicado por Carlos Gomes às 00:43
link do post | favorito
|

Quarta-feira, 24 de Outubro de 2012
EXPOSIÇÃO MOSTRA ARTE NA RUA EM OURÉM

Exposição “Arte na rua: a cidade que vejo”

Alunos do 2º Ciclo da EB 2,3 D. Afonso, 4º Conde de Ourém

2 a 30 de novembro

Biblioteca Municipal de Ourém

A exposição “Arte na rua: a cidade que vejo” é composta por retalhos de Ourém, qual puzzle de “pormenores e pormaiores” da cidade, que as turmas do 2º ciclo, em Educação Visual (e Tecnológica) da EB 2,3 D. Afonso, 4º Conde de Ourém, observaram e registaram em desenho, em várias saídas de campo.

De grandes a pequenos detalhes, tudo conta para reconstruir a nossa visão da cidade.

De segunda a sexta-feira, das 9h às 18h, aos sábados das 9h30 às 13h

Entrada livre



publicado por Carlos Gomes às 21:39
link do post | favorito
|

Quarta-feira, 17 de Outubro de 2012
OURÉM HOMENAGEIA ROBERTO CHICHORRO

A Câmara Municipal de Ourém aprovou ontem por unanimidade o voto de reconhecimento ao pintor Roberto Chichorro, associando-se à homenagem que em Lamego foi recentemente prestada ao artista. Transcreve-se a proposta apresentada.

Plast&Cine - Homenagem a Roberto Chichorro

Nos dias 13 e 14 de Outubro passado o pintor Roberto Chichorro foi homenageado em Lamego, onde estive presente em representação da Câmara Municipal de Ourém.

A cerimónia decorreu integrada na 4.ª edição do Plast&Cine – um projeto multidisciplinar que de acordo com o Jornal Expresso, 13 de Outubro de 2012, “tem por objetivo viajar pela memória dos artistas mais relevantes e disponíveis para um exercício de partilha”.

A celebração foi pautada por exposições, intervenções de arte pública, teatro de rua, performances de rua e momentos musicais, iniciativas de interação com a comunidade escolar de Lamego.

Um dos momentos significativos da homenagem foi a conferência sobre a vida do pintor, contando com a presença e intervenções de personalidades da arte e da cultura nacional como Cruzeiro Seixas, Emília Nadal, a contadora de estórias e poeta Cabo-Verdiana Celina Pereira, Sérgio Ribeiro, ou Luís B. Patraquim.

Registo o momento com especial agrado pelo facto de se tratar de um gesto de reconhecimento de relevância nacional a que o município se associa.

16 de Outubro de 2012

O Vice-Presidente

José Manuel Alho



publicado por Carlos Gomes às 12:26
link do post | favorito
|

Domingo, 14 de Outubro de 2012
PINTURA DE ÁLVARO MENDES PATENTE NA GALERIA MUNICIPAL DE OURÉM

Exposição de Pintura Ourém: História, Emoções e Afetos de Álvaro Mendes.

06 de outubro a 04 de novembro - Inauguração a 06 de outubro pelas 16h00

Galeria Municipal de Ourém

Dono de uma intuição singular, Álvaro Mendes agrega à estética convencional, uma filosofia cromática, sensível e harmónica. De um simples observar estático, ele vai desenrolando o seu universo poético, sobrepondo imagens e cores, numa intuitiva invenção transcendental.

A sua pintura revela o diálogo constante entre volutas barrocas e formas geométricas que se confrontam espontaneamente, na pele de algum mosaico assinalado para renascer da penumbra do esquecimento. Numa lógica contestação por claridade, um pormenor esquecido retoma cor e forma. Orgânico e biológico ele renasce p´la mão do nosso artista que com arte e encanto estabelece a surpresa do olhar, no ritmo inesperado das interrupções. Um puro e sedutor jogo. Um bailado mental de luz, cor, forma e transparência.”

Santos Lopes

Entrada livre

Horário: de terça a domingo das 09h30 às 12h30 e das 14h00 às 18h00.



publicado por Carlos Gomes às 00:01
link do post | favorito
|

Sexta-feira, 5 de Outubro de 2012
GALERIA MUNICIPAL DE OURÉM INAUGURA AMANHÃ EXPOSIÇÃO DE PINTURA DE ÁLVARO MENDES

Exposição de Pintura Ourém: História, Emoções e Afetos

Álvaro Mendes | 06 de outubro a 04 de novembro

Inauguração: 06 de outubro | 16.00h

“Dono de uma intuição singular, Álvaro Mendes agrega à estética convencional, uma filosofia cromática, sensível e harmónica. De um simples observar estático, ele vai desenrolando o seu universo poético, sobrepondo imagens e cores, numa intuitiva invenção transcendental.

A sua pintura revela o diálogo constante entre volutas barrocas e formas geométricas que se confrontam espontaneamente, na pele de algum mosaico assinalado para renascer da penumbra do esquecimento. Numa lógica contestação por claridade, um pormenor esquecido retoma cor e forma. Orgânico e biológico ele renasce p´la mão do nosso artista que com arte e encanto estabelece a surpresa do olhar, no ritmo inesperado das interrupções. Um puro e sedutor jogo. Um bailado mental de luz, cor, forma e transparência.”Santos Lopes

Entrada livre

Horário: de terça a domingo das 09h30 às 12h30 e das 14h00 às 18h00



publicado por Carlos Gomes às 00:38
link do post | favorito
|

OURÉM: GALERIA MUNICIPAL INAUGURA AMANHÃ EXPOSIÇÃO DE ÁLVARO MENDES

Exposição de Pintura Ourém: História, Emoções e Afetos de Álvaro Mendes.

06 de outubro a 04 de novembro - Inauguração a 06 de outubro pelas 16h00

Galeria Municipal de Ourém

Dono de uma intuição singular, Álvaro Mendes agrega à estética convencional, uma filosofia cromática, sensível e harmónica. De um simples observar estático, ele vai desenrolando o seu universo poético, sobrepondo imagens e cores, numa intuitiva invenção transcendental.

A sua pintura revela o diálogo constante entre volutas barrocas e formas geométricas que se confrontam espontaneamente, na pele de algum mosaico assinalado para renascer da penumbra do esquecimento. Numa lógica contestação por claridade, um pormenor esquecido retoma cor e forma. Orgânico e biológico ele renasce p´la mão do nosso artista que com arte e encanto estabelece a surpresa do olhar, no ritmo inesperado das interrupções. Um puro e sedutor jogo. Um bailado mental de luz, cor, forma e transparência.”

Santos Lopes

Entrada livre

Horário: de terça a domingo das 09h30 às 12h30 e das 14h00 às 18h00.



publicado por Carlos Gomes às 00:03
link do post | favorito
|

Segunda-feira, 1 de Outubro de 2012
OURÉM APRESENTA PINTURA DE ÁLVARO MENDES

Exposição de Pintura Ourém: História, Emoções e Afetos

Álvaro Mendes | 06 de outubro a 04 de novembro

Inauguração: 06 de outubro | 16.00h

“Dono de uma intuição singular, Álvaro Mendes agrega à estética convencional, uma filosofia cromática, sensível e harmónica. De um simples observar estático, ele vai desenrolando o seu universo poético, sobrepondo imagens e cores, numa intuitiva invenção transcendental.

A sua pintura revela o diálogo constante entre volutas barrocas e formas geométricas que se confrontam espontaneamente, na pele de algum mosaico assinalado para renascer da penumbra do esquecimento. Numa lógica contestação por claridade, um pormenor esquecido retoma cor e forma. Orgânico e biológico ele renasce p´la mão do nosso artista que com arte e encanto estabelece a surpresa do olhar, no ritmo inesperado das interrupções. Um puro e sedutor jogo. Um bailado mental de luz, cor, forma e transparência.”Santos Lopes

Entrada livre

Horário: de terça a domingo das 09h30 às 12h30 e das 14h00 às 18h00



publicado por Carlos Gomes às 18:36
link do post | favorito
|

Terça-feira, 25 de Setembro de 2012
ÁLVARO MENDES EXPÕE PINTURA NA GALERIA MUNICIPAL DE OURÉM

Exposição de Pintura Ourém: História, Emoções e Afetos de Álvaro Mendes.

06 de outubro a 04 de novembro - Inauguração a 06 de outubro pelas 16h00

Galeria Municipal de Ourém

Dono de uma intuição singular, Álvaro Mendes agrega à estética convencional, uma filosofia cromática, sensível e harmónica. De um simples observar estático, ele vai desenrolando o seu universo poético, sobrepondo imagens e cores, numa intuitiva invenção transcendental.

A sua pintura revela o diálogo constante entre volutas barrocas e formas geométricas que se confrontam espontaneamente, na pele de algum mosaico assinalado para renascer da penumbra do esquecimento. Numa lógica contestação por claridade, um pormenor esquecido retoma cor e forma. Orgânico e biológico ele renasce p´la mão do nosso artista que com arte e encanto estabelece a surpresa do olhar, no ritmo inesperado das interrupções. Um puro e sedutor jogo. Um bailado mental de luz, cor, forma e transparência.”

Santos Lopes

Entrada livre

Horário: de terça a domingo das 09h30 às 12h30 e das 14h00 às 18h00.



publicado por Carlos Gomes às 14:01
link do post | favorito
|

Quarta-feira, 22 de Agosto de 2012
GRAÇA REIS EXPÕE PINTURA EM OURÉM



publicado por Carlos Gomes às 13:31
link do post | favorito
|

Sexta-feira, 13 de Julho de 2012
SEGREDO DE FÁTIMA DE SALVADOR DALÍ VAI SER REVELADO A 13 DE OUTUBRO

Carlos Evaristo, Presidente e Diretor Executivo da Fundação Oureana, uma Fundação para a Pesquisa Religiosa, acaba de anunciar esta manhã a um grupo do executivo do Exército Azul de Inglaterra, reunido na Cova da Iria, Fátima, que em pareceria com a Sakkara Productions e Descharnes e Descharnes, está a ser produzido um documentário que vai, pela primeira vez, revelar factos inéditos da vida do célebre pintor Espanhol Salvador Dalí, e que liga o Mestre do Surrealismo, ao Segredo de Nossa Senhora de Fátima.

201103_PaulPerry_ND_DomusPacis_Fatima_08

Carlos Evaristo, Nicolas Descharnes e Paul Perry junto à obra "A Visão do Inferno" de Salvador Dalí.

O projeto de Paul Perry, nomeado quatro vezes “Autor Best-Seller” do New York Times, tem como objetivo trazer a público pela primeira vez o mais bem guardado segredo da vida do excêntrico artista Dalí relacionado com uma obra de arte encomendada pelo fundador do Exército Azul e da Fundação Oureana, John Mathias Haffert, falecido em 2001.

Encomendado em 1957, e tendo como tema a Visão do Inferno que teve lugar na Cova Da Iria, Fátima, durante a 3ª Aparição da Virgem aos três pastorinhos, a 13 de Julho de 1917, o documentário traça encontros e correspondência inédita de Haffert e Dalí tida com importantes celebridades mundiais e com a própria Vidente de Fátima, Irmã Lúcia.

A obra de pequenas dimensões intitulada “Visão do Inferno em Fátima” e datada de 1962, ao contrário das muitas executadas na carreira deste grande artista, conheceu várias versões anteriores traçadas e destruídas por Dalí e demorou quase seis anos a concluir no maior secretismo, algo que era completamente contrário ao “modus operando” do génio.

A obra que foi entregue ao maior movimento apostólico de todos os tempos, o Exercito Azul, marcou Dalí para sempre e por razões só agora reveladas pela primeira vez neste documentário. “Até hoje”, segundo o amigo, secretário, biografo e membro vitalício da Fundação Dalí, Robert Descharnes, “esta obra que desconhecia-mos é a única sem direitos perpétuos reservados por testamento a favor da Fundação Dalí e que nem consta dos catálogos do Artista ou do arquivo, num maior segredo que Dalí guardou até morrer.”

O documentário tem como Produtor o maior perito no trabalho de Salavador Dalí, e filho de Robert, Nicholas Descharnes e como Co-Produtor Carlos Evaristo, amigo e sucessor de John Haffert na Fundação Oureana. Juntamente com Paul Perry estes entrevistam as pessoas mais chegadas a Dalí e também autoridades da Igreja Católica e revelam fotos e manuscritos inéditos recentemente descobertos que revelam todo o verdadeiro impacto que a “Visão do Inferno” teve na vida de Dalí e que o mesmo escondeu dos amigos e do grande público.

O projeto que conta com o celebre Diretor de filmagens Marlin Darrah, vencedor de 75 prémios pelos seus documentários para a National Geographic, Discovery e Odisseia entre outros canais, também revela o paradeiro secreto e estranho desta obra avaliada em milhões de Euros e que foi considerada um embaraço para o grande movimento de Fátima e que por isso teve ocultada durante mais de 30 anos até ser exibida pela primeira vez ao público, no Santuário de Fátima, em 1997.

“Dalí’s Fátima Secret” ou “ O Segredo de Fátima de Salvador Dalí” é o título deste documentário que comemora o 95º aniversário da Visão e o 50º da criação da obra mais importante da carreia desse Artista e cujos direitos de exibição, já estão a ser disputados por várias cadeias de televisão norte-americanas. “O filme”, anunciou Carlos Evaristo, “conta com o apoio de Dave Carollo, actual Presidente do Apostolado Mundial de Fátima (Exército Azul dos EUA) e terá uma antestreia mundial em Fátima, a 13 de Outubro deste ano com entrada livre ao público”. Na opinião dos responsáveis do projeto e do atual proprietário da obra, um colecionador americano, o quadro é uma homenagem a Nossa Senhora de Fátima e às Aparições de 1917 e retrata, de uma forma quase apocalíptica, a Visão da 1ª parte do famoso Segredo de Fátima, e assim sendo, “faz sentido ter a sua ante-estreia em Fátima.”

Gabinete de Relações Públicas

Ourem Castle Information Centre

ouremcastleinfocentre@gmail.com
Dali and Colgan at  the St_Regis

Salvador Dali com o Monsenhor Harold Colgan do Exército Azul no dia da entrega do quadro em Outubro de1962

DSCN1347

Paul Perry com o busto de Salvador Dalí



publicado por Carlos Gomes às 12:28
link do post | favorito
|

Terça-feira, 26 de Junho de 2012
ISABEL MAIA EXPÕE PINTURA NA BIBLIOTECA MUNICIPAL DE OURÉM



publicado por Carlos Gomes às 18:49
link do post | favorito
|

Quarta-feira, 2 de Maio de 2012
OURÉM: MUSEU DE ARTE SACRA E ETNOLOGIA EM FÁTIMA APRESENTA PINTURA DE MARINA MOURÃO

Encontra-se patente ao público, no Museu de Arte Sacra e Etnologia, em Fátima, a exposição temporária “DA FIGURAÇÃO À ABSTRAÇÃO - Pintura de Marina Mourão”.

São catorze os trabalhos expostos e inserem-se numa retrospectiva da artista que tem realizado exposições no Brasil, na Europa e Estados Unidos.

A convite da Waylight, Marina esteve representada em duas Feiras Internacionais de Arte, PUROARTE em Vigo (Espanha) e ARTEXPO em Nova Iorque (EUA).

A exposição estará patente apenas até ao próximo dia 27 de Maio das 10h00 às 19h00. Encerra à 2.ª feira



publicado por Carlos Gomes às 11:27
link do post | favorito
|

Segunda-feira, 30 de Abril de 2012
OURÉM: PINTORA MARINA MOURÃO EXPÕE NO MUSEU DE ARTE SACRA E ETNOLOGIA EM FÁTIMA



publicado por Carlos Gomes às 17:35
link do post | favorito
|

Quarta-feira, 4 de Abril de 2012
GALERIA MUNICIPAL DE OURÉM INAUGURA AMANHÃ COLETIVA DE PINTURA



publicado por Carlos Gomes às 00:28
link do post | favorito
|

Segunda-feira, 2 de Abril de 2012
GALERIA MUNICIPAL DE OURÉM REABRE NO PRÓXIMO DIA 5 DE ABRIL INAUGURANDO EXPOSIÇÃO COLETIVA

No próximo dia 5 de abril, a Galeria Municipal reabre com uma Exposição Coletiva, integrando obras dos artistas Roberto Chichorro, Ana Oliveira, Jorge Melo, José Rui Paisana e Nuno Gaivoto. A inauguração está prevista para as 18h30 e a exposição manter-se-á patente ao público até ao dia 6 de maio de 2012. 

Os artistas:

Roberto Chichorro nasce em Lourenço Marques, em 1941.

Trabalhou como desenhador de publicidade e arquitetura, e como decorador de pavilhões para feiras internacionais em Moçambique.

Fez cenografias para espetáculos e ilustrou vários livros.

Entre 1982 e 1985 é bolseiro do Governo Espanhol, em Madrid, onde aprofunda a técnica da cerâmica (Taller Azul) e de zincogravura (Óscar Manezzi).

Em 1986 é bolseiro do Governo Português, vivendo em Portugal desde essa data e dedicando-se exclusivamente à pintura.

Atualmente reside em Ourém.

Ana Oliveira nasce em Ourém, em 1987.

Em 2005 ingressa no curso de Escultura na Faculdade de Belas Artes de Lisboa, onde concluiu o Mestrado em Escultura Pública.

Desde 2005 conta com exposições individuais e coletivas, assim como a participação em alguns concursos de arte, onde se destaca a menção honrosa na modalidade de desenho, no concurso “A soma dos Rabiscos e das Letras” em 2006.

Em 2009 inaugura na Cidade Universitária de Lisboa a escultura pública Fruto. Em 2010 apresenta o seu trabalho do primeiro ano de Mestrado na Cidade de Ourém, intitulado Oureana.

Jorge Melo, nascido em Coimbra e residente em Ourém, exerce a sua atividade profissional em Alcobaça. Limita-se tão-somente a absorver testemunhos de emoções e de lições de vida que a sua vocação proporciona, decanta-os na sensibilidade e devolve-os cromaticamente na liberdade que a sua devoção permite e, aí sim, tenta incomodar os sentidos, as emoções e talvez a razão.

Participou em exposições individuais e coletivas fazendo parte de várias coleções particulares e institucionais: Museu de Arte Sacra de Fátima, Nunciatura Apostólica em Lisboa, acervo de Câmaras Municipais e de Galerias de Arte.

Participou como artista convidadono 127ºaniversário do Hospital Dª. Estefânia e na exposição coletiva na Universidade Vasco da Gama em Coimbra, inserida na Capital Europeia da Cultura 2003.

Desenvolveu trabalhos de ilustração de livros e logótipos institucionais e encontra-se representado em Angola, Moçambique, Espanha, El Salvador e Vaticano.

José Rui Paisana, natural de Ourém, nasceu em 1962 e é professor do ensino secundário. Reside no Vale da Perra onde tem colaborado com Roberto Chichorro e Graça Costa na animação de ateliês de pintura promovidos pela Oficina de Artes, ali instalada.

Tem realizado algumas exposições individuais e coletivas de pintura e, esporadicamente, de escultura (refira-se, como curiosidade, que a galeria municipal onde agora se realiza esta exposição foi inaugurada em abril de 1995 com uma exposição sua). Tem alguns trabalhos publicados no domínio da ilustração. 

Nuno Gaivoto nasceu em Tomar, em 1975. Atualmente reside e trabalha em Ourém. Licenciado (2000) em Artes Plásticas pela ESAD de Caldas da Rainha e Pós-Graduado (2008) em Comunicação & Marketing (ESEL, Instituto Politécnico de Leiria).

Frequentou dois cursos de Gravura na Intern. Sommerakademie für Bildende Kunst (1998-1999) em Salzburg, Áustria, e colaborou com o Mestre Bartolomeu Cid dos Santos.

Em 2001 fez o curso de Cinema de Animação no CITEN/Fundação Calouste Gulbenkian e estagiou na FABRICA (Centro de ricerca sulla comunicazione del gruppo Benetton) em Treviso, Itália. 

Participa em várias exposições coletivas e individuais desde 1994, destacando-se "NÃO" da Fundação Pedro Alvares Cabral na Galeria Quattro (Lisboa) em 2010 e "NIN Flu at the Weekend" na sede da Associação Célula & Membrana a9)))), em Leiria.



publicado por Carlos Gomes às 15:43
link do post | favorito
|

Sexta-feira, 23 de Março de 2012
GALERIA MUNICIPAL DE OURÉM APRESENTA EXPOSIÇÃO COLETIVA DE PINTURA



publicado por Carlos Gomes às 21:12
link do post | favorito
|

Terça-feira, 21 de Fevereiro de 2012
OURÉM: EXPOSIÇÃO DE PINTURA TERMINA NO PRÓXIMO FIM-DE-SEMANA

capture5

Exposição de pintura “Auto retratos” dos alunos de artes do Centro de Estudos de Fátima

Patente de 28 de janeiro a 26 de fevereiro

De terça a domingo 09h30 às 12h30 e das 14h00 às 18h00

(encerra à segunda)

A Exposição reúne trabalhos de pintura dos alunos de Artes do Centro de Estudos de Fátima.

Entrada livre



publicado por Carlos Gomes às 00:15
link do post | favorito
|

Terça-feira, 7 de Fevereiro de 2012
OURÉM EXPÕE PINTURA NA GALERIA MUNICIPAL

capture5

Exposição de pintura “Auto retratos” dos alunos de artes do Centro de Estudos de Fátima

Patente de 28 de janeiro a 26 de fevereiro

De terça a domingo 09h30 às 12h30 e das 14h00 às 18h00

(encerra à segunda)

A Exposição reúne trabalhos de pintura dos alunos de Artes do Centro de Estudos de Fátima.

Entrada livre



publicado por Carlos Gomes às 00:13
link do post | favorito
|

Segunda-feira, 6 de Fevereiro de 2012
OURÉM APRESENTA PINTURA NA GALERIA MUNICIPAL



publicado por Carlos Gomes às 19:06
link do post | favorito
|

Quarta-feira, 25 de Janeiro de 2012
GALERIA MUNICIPAL DE OURÉM EXPÕE AUTORETRATOS

 

Exposição de pintura “Auto retratos” dos alunos de artes do Centro de Estudos de Fátima

Patente de 28 de janeiro a 26 de fevereiro

De terça a domingo 09h30 às 12h30 e das 14h00 às 18h00

(encerra à segunda)

A Exposição reúne trabalhos de pintura dos alunos de Artes do Centro de Estudos de Fátima.

Entrada livre



publicado por Carlos Gomes às 09:09
link do post | favorito
|

Segunda-feira, 19 de Setembro de 2011
As Vindimas na Pintura de Malhoa

A pintura “As Vindimas” constitui uma obra do pintor José Malhoa que se insere num conjunto de duas telas encomendadas nos finais do século XIX por um abastado emigrante oriundo da região de Aveiro, o Comendador Seabra, destinadas a ornamentar o cimo de uma escadaria do seu faustoso palacete, situado no Bairro Flamengo, na área sul do Rio de Janeiro. Este prédio viria a ser demolido nos anos oitenta do século XX para dar lugar a modernas construções, mais ao gosto das novas metrópoles. A outra tela que integra o conjunto titula-se “A Caminho da Romaria”, possuindo ambas a particularidade de retratarem os modos de vida característicos dos finais de oitocentos na região de Entre-o-Douro-e-Minho.

Malhoa-Vindimas

Possuindo cerca de seis metros de altura, ambas as telas se apresentam recortadas em diagonal na parte inferior uma vez que se destinaram a ser expostas no cimo de uma escadaria a ladear a entrada de um salão nobre. Quando o palacete foi demolido, o seu recheio foi a leilão e, apesar de ter contado com a presença de um representante do Estado português, aquelas telas viriam a ser adquiridas juntamente com correspondência trocada pelo pintor José Malhoa, por um conceituado antiquário de Lisboa, o Sr. Jaime Afra, que as transportou para Portugal e durante vários anos as manteve expostas no seu estabelecimento situado nas proximidades da Praça do Príncipe Real.

Com o seu falecimento, ficámos a desconhecer o paradeiro destas duas obras-primas do mestre José Malhoa. Aliás, apesar da sua importância, as mesmas não se encontram no Museu José Malhoa, em Caldas da Rainha, nem em Figueiró dos Vinhos onde o artista viveu, nem as mesmas são referidas nas publicações acerca da obra do pintor. Recentemente, viemos a saber através da srª D. Isabel Afra, viúvia do antiquário Jaime Afra, que os referidos quadros foram vendidos para a colecção do antigo Banco BCP, actual Millenium, acreditando-se que ainda lá se encontrem.

O quadro “As Vindimas” constitui uma pintura a óleo sobre tela, produzida nos finais do século XIX e que, à semelhança de outras obras de arte que produziu, procurou retratar motivos populares, repletos de vida e cor, envolta numa atmosfera luminosa e plena de sensualidade. Esta obra retrata-nos a alegria esfusiante e singela do povo simples que se desloca em ambiente festivo para a festa no cumprimento de uma promessa, na devoção de algum santo milagreiro, levando consigo as suas alfaias, envergando os seus trajes característicos, exibindo o colorido garrido e a robustez das gentes simples do povo.

Influenciado por Silva Porto, o pintor José Malhoa é considerado o pioneiro do naturalismo em Portugal, tendo integrado o chamado “Grupo do Leão” e vindo a aproximar-se do impressionismo. Tal como na pintura de Silva Porto, também o paisagismo na obra de José Malhoa incide particularmente nos costumes mais pitorescos, valorizando desse modo a natureza como única realidade existente e, em consequência, rejeitando qualquer ideia de sobrenatural. No quadro “As Vindimas”, o pintor descreve o que viu, sem qualquer preconceito de ordem moral ou estética nem idealizações como o faziam os românticos, retratando apenas a natureza e as pessoas tal como elas se lhe apresentam. Aqui, a natureza adquire um carácter absoluto e permanente, por oposição ao idealismo, retratando cenas da vida rural, combinando uma luminosidade intensa e dramática com a técnica impressionista de representação da luz solar. Com efeito, a obra pictórica de José Malhoa insere-se nas correntes estéticas predominantes nos finais do século XIX, mormente o naturalismo, o realismo e o impressionismo.

Os finais do século XIX foram marcados por um verdadeiro fervilhar de novas ideias e correntes estéticas a reflectir as grandes mudanças sociais da época, a industrialização das sociedades modernas, a maior rapidez dos meios de transporte e melhoria das formas de comunicação a facilitar nomeadamente a circulação da cultura e do pensamento e, finalmente, a prenunciar grandes convulsões sociais. De toda a Europa, e principalmente de Paris, chegavam de comboio novas ideias políticas e filosóficas, a moda e novas correntes estéticas, à semelhança das mercadorias que eram importadas para consumo de uma burguesia que sobretudo no meio lisboeta se revelava cada vez mais exigente. Não obstante, são os motivos populares e genuínos que mais cativam José Malhoa na sua obra, incluindo os retratos produzidos em ambiente urbano.

Naturalmente, a pintura “As Vindimas” de José Malhoa, bem assim como grande parte da sua obra, sofreu as influências da pintura de Silva Porto mas, ao invés deste, utiliza recorrentemente uma paleta de cores vivas, audaciosas, plenas de sensualidade e beleza, através das quais inunda a luz solar. Aqui retrata a alegria do povo nos seus afazeres da lavoura, mostrando raparigas robustas e enérgicas, de peitos fartos e rostos saudáveis. Toda esta abundância de luz e cor mais não parece do que uma forma de celebrar a natureza e com ela o próprio sol, numa manifestação de fé quase panteísta com a qual o próprio naturalismo se chega a confundir na crença de que a razão humana pode atingir o entendimento do divino.

Malhoa-Romaria



publicado por Carlos Gomes às 00:01
link do post | favorito
|

Quarta-feira, 14 de Setembro de 2011
EXPOSIÇÃO DE PINTURA DE RICARDINA SILVA CONTINUA PATENTE AO PÚBLICO NA GALERIA MUNICIPAL DE OURÉM ATÉ 25 DE SETEMBRO

A exposição “Se Eu Pudesse…” de Ricardina Silva continua patente ao público na Galeria Municipal de Ourém até ao dia 25 de Setembro, podendo ser visitada, de Terça-feira a Domingo, das 10h00 às 13h00 e das 15h00 à 19h00. A artista reúne um vasto conjunto de obras de pintura, predominantemente óleos, acrílicos e de técnica mista, abordando temas de paisagens, monumentos e figuras humanas numa perspectiva realista e surrealista.

282514_1914470577512_1114359752_31639233_854954_n

Ricardina Silva nasceu em Esposende e vive actualmente em Leiria. Como ela própria refere, “desde tenra idade que adorava desenhar apenas com um lápis e uma folha branca, guardava todos os desenhos num dossier”. Aos dezassete anos experimentou a pintura sobre tela em acrílico.

Em 2006 realizou a primeira exposição e, a partir de então nunca mais parou. Sucederam-se os concursos e as bienais, passou a experimentar outras técnicas como a pintura a óleo, mista, pastel, aguarela e os desenhos começaram a ser realizados a carvão e grafite.

Para a artista, “cada obra é como um poema harmonioso, de cores luminosas que transparecem num clima rimático e transmitem a paz interior que desejo. Quando realizo um desenho ou uma pintura entrego o meu coração… a minha alma. É como se viajasse para um sítio maravilhoso e mágico, onde não existe o sofrimento, mas sim alegria e cor. Normalmente, para a realização das minhas obras utilizo diversas técnicas como o óleo, o acrílico e a mista. Apesar do diversificado leque de temáticas que já executei, nas minhas obras a que predomina é a do mar, remontando às minhas origens”.

P9020240

P9020243

P9020241

P9020242

P9020244

P9020245



publicado por Carlos Gomes às 19:13
link do post | favorito
|

Terça-feira, 6 de Setembro de 2011
MUSEU DE ARTE SACRA E ETNOLOGIA DE FÁTIMA PROMOVE CURSO SOBRE PINTURA ANTIGA

307209_1496486188019_1710051901_748144_7346342_n

O Museu de Arte Sacra e Etnologia de Fátima vai promover um curso livre intitulado “Da pintura antiga - Como se fazia”. Pedro Redol é o historiador de arte que vai digir o referido curso. Todos os interessados devem contactar através do blogue do museu http://masefatima.blogspot.com



publicado por Carlos Gomes às 19:24
link do post | favorito
|

Sábado, 3 de Setembro de 2011
GALERIA MUNICIPAL DE OURÉM INAUGURA EXPOSIÇÃO DE RICARDINA SILVA

P9020240

Foi hoje inaugurada na Galeria Municipal de Ourém a exposição “Se Eu Pudesse…” da autoria da pintora Ricardina Silva. Trata-se de uma mostra de obras de temática realista e surrealista, produzidas a óleo, acrílico ou de técnica mista, abordando sobretudo temas de paisagens, monumentos e figuras humanas. A Exposição tem entrada livre e pode ser visitada até ao dia 25 de Setembro, de Terça-feira a Domingo, das 10h00 às 13h00 e das 15h00 à 19h00.

P9020243

P9020241

P9020242

P9020244

P9020245



publicado por Carlos Gomes às 21:50
link do post | favorito
|

Sexta-feira, 2 de Setembro de 2011
GALERIA MUNICIPAL DE OURÉM INAUGURA AMANHÃ EXPOSIÇÃO DE PINTURA DE RICARDINA SILVA

A Galeria Municipal de Ourém inaugura amanhã, dia 3 de Setembro, a exposição “Se Eu Pudesse…” de Ricardina Silva, a qual reúne um vasto conjunto de obras de pintura da autora, predominantemente óleos, acrílicos e de técnica mista, abordando temas de paisagens, monumentos e figuras humanas numa perspectiva realista e surrealista. A Exposição pode ser visitada até ao dia 25 de Setembro, de Terça-feira a Domingo, das 10h00 às 13h00 e das 15h00 à 19h00. A entrada é livre

282514_1914470577512_1114359752_31639233_854954_n

Ricardina Silva nasceu em Esposende e vive actualmente em Leiria. Como ela própria refere, “desde tenra idade que adorava desenhar apenas com um lápis e uma folha branca, guardava todos os desenhos num dossier”. Aos dezassete anos experimentou a pintura sobre tela em acrílico.

Em 2006 realizou a primeira exposição e, a partir de então nunca mais parou. Sucederam-se os concursos e as bienais, passou a experimentar outras técnicas como a pintura a óleo, mista, pastel, aguarela e os desenhos começaram a ser realizados a carvão e grafite.

Para a artista, “cada obra é como um poema harmonioso, de cores luminosas que transparecem num clima rimático e transmitem a paz interior que desejo. Quando realizo um desenho ou uma pintura entrego o meu coração… a minha alma. É como se viajasse para um sítio maravilhoso e mágico, onde não existe o sofrimento, mas sim alegria e cor. Normalmente, para a realização das minhas obras utilizo diversas técnicas como o óleo, o acrílico e a mista. Apesar do diversificado leque de temáticas que já executei, nas minhas obras a que predomina é a do mar, remontando às minhas origens”.

9005941_DTlpI



publicado por Carlos Gomes às 00:17
link do post | favorito
|

Quinta-feira, 1 de Setembro de 2011
As mentiras da Wikipédia: Manet era mulher, chamava-se Maria Ermelinda Silva e nasceu em Bucelas…

Como é do conhecimento geral, a Wikipédia é uma enciclopédia on-line cujos conteúdos resultam dos contributos que recebe por parte dos seus leitores, não existindo propriamente uma entidade editora que credibilize a informação ali disponibilizada e responsabilize por ela. Não obstante, vulgarizou-se a prática da sua consulta sobretudo por parte de alunos do ensino básico e secundário para a elaboração de trabalhos escolares.

Sem pretender questionar o interesse deste projecto na divulgação do conhecimento, importa no entanto utilizá-la com um sentido muito crítico, não sendo de todo recomendável como fonte de informação para a elaboração de trabalhos académicos ou de natureza científica. Senão vejamos: quem aceder ao artigo acerca da Tapada das Necessidades que constituem o magnífico jardim do Palácio das Necessidades onde actualmente se encontra instalado o Ministério dos Negócios Estrangeiros, através do endereço http://pt.wikipedia.org/wiki/Tapada_das_necessidades, ficará decerto surpreendido ao ler que Manet era mulher, chamava-se Maria Ermelinda Silva e nasceu em Bucelas…

DOUARD~1

Transcrevemos seguidamente o artigo que vem publicado na Wikipédia:

Manet e os Piqueniques na Tapada

Édouard Manet, pintor de génio, deixou nas suas Memórias a confissão de que a sua obra-prima Le déjeuner sur l'herbe deve tudo, ou quase tudo, a uma sua curta estadia no Palácio das Necessidades, em 1859, por motivos que o pintor deixa por esclarecer. Estudiosos da obra do mestre aventuram interpretações de alguns sinais através dos quais Manet quis passar uma mensagem críptica. Segundo Jean-Jacques Dupond, da escola dita de Denhaut, o artista ensaiou uma declaração política de aproximação ao bonapartismo (reinava em França Napoleão III), sobretudo através do jogo de cores figura feminina/roupa caída; segundo Jean-Michel Dupont, este da escola Denbat, há antes um código que conduz a conclusões surpreendentes sobre a origem do planeta Terra e sobre a verdadeira descendência de Jean-Pierre Dupons, alguém que Manet não conhecia, e que, curiosamente, não aparece representado no quadro.

Em Portugal, tem sido Serafim Valadares Meireles, o homem que demonstrou cabalmente que Alexander Fleming (Sebastião Silva Saraiva), o descobridor da cura para o sarampo, era português, a seguir a interessante pista que leva a questionar a identidade da mulher nua no primeiro plano da obra. Identificada por alguns como sendo a encarnação do Desejo, do Amor platónico ou da Liberdade, vem agora Valadares Meireles dizer que a figura feminina representa o próprio Manet, aliás Maria Ermelinda da Silva, que, para fugir à pobreza da sua Bucelas natal, emigrou para França, aí tendo assumido a identidade e a profissão de pintor, com o êxito que se conhece.



publicado por Carlos Gomes às 20:13
link do post | favorito
|

BUCOLISMO DE OURÉM INSPIRA OS PINTORES

Pintores de Portugal, ajoelhai!

Isto é um milagre, não é cor nem tinta!

Mas não pinteis, pintores! Orai, Rezai!

Uma Beleza destas não se pinta!

Teófilo Carneiro, Ponte de Lima. 1891 – 1949

Ourem30JUL11 054

Desde os primórdios que o Homem sente a necessidade de representar aquilo que vê em seu redor e construir um ambiente que lhe proporcione prazer decorando o local onde vive com as imagens que mais lhe agradam. Qual criança esboçando os primeiros traços, começou por pintar nas paredes das cavernas onde habitava os animais que faziam parte do seu quotidiano e cenas de caça em que participava.

Tal como o poeta que se inspira na paisagem que o rodeia e envolve para compor os seus versos, também o pintor se deixa extasiar pelas cores inebriantes da natureza que contempla ou pela luminosidade branda da cidade com as suas sombras e contrastes. Mas cabe ao artista deixar-se surpreender por aquilo que vê e desvendar os encantos que se lhe oferecem para poder exprimir na tela aquilo que sente através de cores e texturas.

Estas terras de Ourém oferecem uma luminosidade intensa e uma gama de tons verdes na paisagem rural, os ocres das habitações e as expressões características das suas gentes. E, existem artistas que estão a descobri-la e a transpô-la para a pintura, em aguarelas ou nas cores fortes do guache.

- Bem-haja os poetas que a cantam e os pintores que a retratam, celebrando as suas belezas naturais e os seus encantos, consagrando-lhe a sua arte e elevando-a à sua maior grandeza! 

Ourem30JUL11 063

Ourem30JUL11 064

Ourem30JUL11 062

Ourem30JUL11 067

Ourem30JUL11 066



publicado por Carlos Gomes às 00:05
link do post | favorito
|

Quarta-feira, 31 de Agosto de 2011
MÁRCIA GASPAR EXPÕE PINTURA E FOTOGRAFIA NA BIBLIOTECA MUNICIPAL DE OURÉM

301814_209573612437225_100001537631921_563917_4091

Exposição “Observa” de Márcia Gaspar

12 a 30 de Setembro

Exposição de trabalhos de pintura conjugada com fotografia, da autoria de Márcia Gaspar.

De segunda a sexta-feira das 9h00 às 18h00; ao sábado das 9h30 às 13h00

Biblioteca Municipal de Ourém

Entrada livre.



publicado por Carlos Gomes às 18:13
link do post | favorito
|

Segunda-feira, 29 de Agosto de 2011
RICARDINA SILVA EXPÕE PINTURA NA GALERIA MUNICIPAL

 9005941_DTlpI

"Se Eu Pudesse..." é o título da exposição de pintura da artista plástica Ricardina Silva que vai estar patente ao público, na Galeria Municipal de Ourém, de 3 a 25 de Setembro.

A autora explica a razão do título da exposição: "quero alcançar determinadas coisas que não consigo e que são inalcançáveis/inatingíveis ... objectivos, desejos e sonhos que ainda não consegui realizar, mas que algum dia...".

A exposição é composta por obras a óleo, acrílico e técnica mista. São de carácter realista e Surrealista e abordam temas como paisagens, monumentos e a figura humana entre outros.

A Exposição pode ser visitada de Terça-feira a Domingo, das 10h00 às 13h00 e das 15h00 à 19h00. A entrada é livre.



publicado por Carlos Gomes às 00:04
link do post | favorito
|

mais sobre mim
pesquisar
 
Setembro 2016
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9

12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30


posts recentes

ROBERTO CHICHORRO EXPÕE P...

EXPOSIÇÃO DE PINTURA RETR...

ALUNOS DA AMARTE EXPÕEM P...

MUSEU DE ARTE SACRA E ETN...

BIBLIOECA MUNICIPAL DE OU...

ARTISTA OUREENSE EXPÕE NO...

INATEL REALIZA CONCURSO D...

A TAUROMAQUIA NAS ARTES P...

UCHARIA DO CONDE EXPÕE PI...

AGOSTINHO BENTO DE OLIVEI...

OURÉM: ENCERRA AMANHÃ A E...

OURÉM: EXPOSIÇÃO DE PINTU...

ALEJANDRA MAJEWSKI EXPÕE ...

ALUNOS DE ARTES EXPÕEM EM...

OURÉM: EXPOSIÇÃO DE ESCUL...

OURÉM: EXPOSIÇÃO DE PINTU...

GALERIA MUNICIPAL DE OURÉ...

ALUNOS DAS ESCOLAS DE ART...

ALEJANDRA MAJEWSKI EXPÕE ...

OURÉM: ALUNOS DAS ESCOLAS...

ALUNOS DA ESCOLA D. AFONS...

OURÉM INAUGURA AMANHÃ EXP...

EXPOSIÇÃO MOSTRA ARTE NA ...

OURÉM HOMENAGEIA ROBERTO ...

PINTURA DE ÁLVARO MENDES ...

GALERIA MUNICIPAL DE OURÉ...

OURÉM: GALERIA MUNICIPAL ...

OURÉM APRESENTA PINTURA D...

ÁLVARO MENDES EXPÕE PINTU...

GRAÇA REIS EXPÕE PINTURA ...

SEGREDO DE FÁTIMA DE SALV...

ISABEL MAIA EXPÕE PINTURA...

OURÉM: MUSEU DE ARTE SACR...

OURÉM: PINTORA MARINA MOU...

GALERIA MUNICIPAL DE OURÉ...

GALERIA MUNICIPAL DE OURÉ...

GALERIA MUNICIPAL DE OURÉ...

OURÉM: EXPOSIÇÃO DE PINTU...

OURÉM EXPÕE PINTURA NA GA...

OURÉM APRESENTA PINTURA N...

GALERIA MUNICIPAL DE OURÉ...

As Vindimas na Pintura de...

EXPOSIÇÃO DE PINTURA DE R...

MUSEU DE ARTE SACRA E ETN...

GALERIA MUNICIPAL DE OURÉ...

GALERIA MUNICIPAL DE OURÉ...

As mentiras da Wikipédia:...

BUCOLISMO DE OURÉM INSPIR...

MÁRCIA GASPAR EXPÕE PINTU...

RICARDINA SILVA EXPÕE PIN...

arquivos

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

tags

todas as tags

links
Twitter
blogs SAPO
subscrever feeds