Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes de Ourém.

Terça-feira, 26 de Abril de 2016
PARTIDO "OS VERDES" RELCAMA ENCERRAMENTO DA CENTRAL NUCLEAR DE ALMARAZ, EM ESPANHA

De Chernobyl a Almaraz: Pelo fim da era Nuclear

O acidente com a central nuclear de Chernobyl, há 30 anos, na Ucrânia, persiste na nossa memória para nos ir relembrando da urgência de se abandonar a opção nuclear nas nossas sociedades.

As consequências para as pessoas, para o ambiente e para a vida na Terra são demasiado dolorosas e destruidoras causando muitas mortes prematuras, malformações genéticas que se transmitem por gerações e gerações, graves consequências para o ambiente e para a biodiversidade. Com Chernobyl recordamos também os acidentes de Three Miles Island nos Estados Unidos da América, em 1979, ou mais recentemente Fukushima no Japão em 2011.

São graves riscos já vividos pela humanidade nestas diversas situações, para além de outras tantas menos gravosas, mas que ciclicamente vêm acontecendo pelo nosso planeta e que nos vão expondo cada vez mais ao perigo aniquilador da energia nuclear.

Um perigo que é ainda mais aumentado pela exploração das Minas de Urânio, combustível para estas centrais e cujos dramas o nosso país bem conhece pelas marcas que vai deixando quer na população mineira, quer pelo ambiente circundante, onde a palavra doença, chaga, cancro lhe está tão associada.

Mas o nuclear está também intimamente ligado à indústria do armamento que, apesar dos tratados internacionais de não proliferação de armas nucleares, uma iniciativa deveras importante no contexto internacional, não têm posto fim a esta ameaça e são muitas as armas nucleares ainda existentes no planeta. Nesta matéria os Estados Unidos da América encimam a lista de países com mais armamento nuclear. País este que até hoje (e esperemos assim continue) foi o único a lançar bombas nucleares sobre alvos civis (Hioroshima e Nagasaky) e cujas consequência e devastação ainda hoje se fazem sentir.

Esta é uma questão de sobrevivência e vital para o nosso planeta.

Os Verdes consideram que o princípio da responsabilidade deve chamar os povos e os seus representantes políticos para a salvaguarda da vida do Planeta unindo-se pelo Não ao Nuclear.

Que se encerre de vez o capítulo nuclear da história da humanidade.

Que se acabe com as armas nucleares, que se encerram os mais de 400 reatores nucleares existentes em todo o Mundo e a funcionar, que se travem os novos projetos para centrais nucleares!

É urgente que sejam feitos todos os esforços para que se encerre a central nuclear de Almaraz, a escassos 100km da nossa fronteira e cujo tempo de vida útil já expirou. Neste sentido, Os Verdes irão também dar corpo à grande jornada Ibérica pelo encerramento de Almaraz, que está prevista acontecer em Cáceres, Espanha, no próximo dia 11 de junho.



publicado por Carlos Gomes às 14:38
link do post | favorito
|

Terça-feira, 1 de Dezembro de 2015
PARTIDO “OS VERDES” REÚNE COM JOSEPH STIGLITZ, PRÉMIO NÓBEL DA ECONOMIA

“Os Verdes”, representados por Manuela Cunha e Vitor Cavaco, encontraram-se hoje, no Parlamento, com Joseph Stiglitz, prémio Nobel da Economia, a pedido do próprio, que se encontra em Portugal para participar na conferência a realizar na Fundação Calouste Gulbenkian, intitulada “Desigualdade num Mundo Globalizado”.

600px-Empfang_Joseph_E._Stiglitz_im_Rathaus_Köln-

O Prémio Nobel da Economia, que tem sido uma voz crítica das políticas de austeridade e das intervenções do FMI mostrou-se muito interessado em conhecer a opinião dos Verdes sobre a situação portuguesa, nomeadamente sobre as grandes questões ambientais com impactos na economia e no desenvolvimento. Mostrou grande interesse pelas posições do PEV contra a privatização da água, na defesa dos transportes públicos, nomeadamente ferroviário, da travagem da eucaliptização do país e do apoio a uma floresta sustentável e mostrou-se surpreendido com a existência de “rendas” no setor elétrico.

Por outro lado, o Prémio Nobel, quando questionado pelos Verdes sobre a situação económica no nosso país e na Europa, sublinhou a necessidade de mudança de políticas da União Europeia, nomeadamente da Alemanha, vincando uma posição muito crítica quanto à limitação de 3% para o défice.

O Partido Ecologista “Os Verdes”



publicado por Carlos Gomes às 20:50
link do post | favorito
|

Segunda-feira, 5 de Outubro de 2015
PARTIDO “OS VERDES” AVALIA RESULTADOS ELEITORAIS

A Comissão Executiva Nacional do Partido Ecologista “Os Verdes”, analisando os resultados eleitorais de ontem, procedeu à seguinte avaliação:

1- A coligação PSD-CDS reduziu expressivamente o número de votos e de mandatos para a Assembleia da República, apesar de ser a força mais votada, perdendo a maioria absoluta que detinha na passada legislatura. Nesse sentido, é de concluir que a maioria dos eleitores que expressaram o seu voto entendeu não dar apoio à política que vinha a ser prosseguida pelo anterior Governo e maioria parlamentar. Assim, Os Verdes entendem que o próximo Governo que venha a ser constituído deverá ter em conta esta determinação e vontade dos Portugueses.

2- A CDU, apesar da forte discriminação por parte dos grandes órgãos de comunicação social, cresceu em número de votos e de mandatos (mais um deputado), demonstrando uma tendência de crescimento consolidado desde 2002, que em tudo se deve à coerência do trabalho realizado, bem como a um efetivo contacto muito direto com as populações, cujas vozes, interesses e necessidades procuramos transportar, com grande dedicação, para a dimensão parlamentar, denunciando, alertando, propondo e trabalhando respostas necessárias. Nesse sentido, é fundamental valorizar o trabalho dos membros do PEV, do PCP, da ID e dos muitos independentes que foram incansáveis e deram corpo à campanha ímpar que a CDU protagonizou, numa grande demonstração de participação democrática por todo o país - uma campanha muito ligada à realidade do nosso povo e território, aos dramas e aos seus problemas sociais, uma campanha muito atenta e muito focada na cada vez maior degradação ambiental e na perda de qualidade de vida das nossas cidades e zonas rurais

3- No quadro da CDU, o Partido Ecologista Os Verdes elegeu dois deputados, José Luís Ferreira por Lisboa e Heloísa Apolónia por Setúbal, constituindo assim o seu Grupo Parlamentar. Os Verdes continuarão um trabalho de grande seriedade no parlamento, com muita determinação, em grande coerência com tudo aquilo a que nos comprometemos durante a campanha eleitoral. Seremos uma presença ecologista dando voz aos problemas ambientais do país, do ordenamento do território, da cultura, aos problemas sociais. Nesse sentido, o PEV, assim que se iniciar a nova legislatura, apresentará um primeiro pacote de iniciativas legislativas que oportunamente será divulgado.

4- Os Verdes manifestam a sua preocupação pela elevada abstenção que se fez sentir nestas eleições, à qual não é certamente alheio, entre outros fatores, o elevadíssimo índice de emigração de portugueses que buscaram no estrangeiro o que lhes foi negado pelas políticas de degradação social e económica em Portugal.

O Partido Ecologista “Os Verdes”



publicado por Carlos Gomes às 20:14
link do post | favorito
|

Quarta-feira, 17 de Junho de 2015
SECA E DESERTIFICAÇÃO AMEAÇAM PORTUGAL

17 de Junho - Dia Mundial do Combate à Seca e à Desertificação. É urgente a inversão das políticas atuais

No Dia Mundial do Combate à Seca e à Desertificação, que se assinala hoje, o Partido Ecologista Os Verdes manifesta a sua profunda preocupação com o alastramento da desertificação em Portugal, nomeadamente nas regiões interiores e sobretudo a sul do país.

image001

A perda de solos férteis e a perda de biodiversidade, são fenómenos muito preocupantes e que poderão ter consequências dramáticas e irremediáveis para a nossa qualidade de vida e até para a nossa sobrevivência se não forem imediatamente travadas as suas causas. Para o Partido Ecologista Os Verdes, estas causas residem não só nas incidências das alterações climáticas, nomeadamente na região sul do país, mas, essencialmente, no despovoamento acelerado que levou ao abandono da terra, nas práticas agro-florestais intensivas e desadaptadas das nossas condições afro-climáticas, nomeadamente a eucaliptização intensiva que se tem expandido por todo o país e, ainda, numa gestão errada dos recursos hídricos que não tem garantido os caudais ecológicos fundamentais para a preservação dos ecossistemas nos nossos rios.

Para “Os Verdes”, o despovoamento que está a assolar o país, devido às políticas de austeridade que têm vindo a ser impostas por este Governo em conjunto com a troika, e que tem levado milhares de cidadãos à emigração forçada, nomeadamente das regiões interiores do país, ainda agrava mais esta situação.

Por tudo isto, Os Verdes consideram que, para contrariar estar desertificação, é fundamental: por fim à austeridade, o que passa pela renegociação da dívida; apoiar a agricultura familiar por forma a contribuir para repovoar as zonas interiores do país; travar o encerramento de serviços públicos; por fim ao incentivo e às ajudas a práticas agrícolas e florestais de monocultura intensiva, nomeadamente o eucalipto e o olival intensivo; rever ao cordo luso-espanhol por forma a garantir os caudais ecológicos necessários nos rios internacionais e abandonar definitivamente o Programa Nacional de Barragens Hidroelétricas.

O Partido Ecologista Os Verdes



publicado por Carlos Gomes às 20:08
link do post | favorito
|

Sexta-feira, 29 de Maio de 2015
PARTIDO “OS VERDES” REÚNE CONVENÇÃO NACIONAL

13ª Convenção do Partido Ecologista “Os Verdes”, hoje e amanhã no Fórum Lisboa

Realiza-se hoje e amanhã, dias 29 e 30 de Maio, em Lisboa (Fórum Lisboa) a 13ª Convenção do Partido Ecologista Os Verdes.

13CPEV_banner_email-1

Esta 13ª Convenção do PEV decorre num momento particularmente importante da vida política nacional, onde a construção, tão necessária, de uma alternativa em Portugal não pode dispensar o contributo deste projeto ecologista com 32 anos de lutas e conquistas consolidadas. Daí, Os Verdes terem adotado para lema da sua Convenção “Respostas Ecologistas – Juntos Conseguimos!”.

Os trabalhos começarão hoje, sexta-feira, dia 29 de Maio, com o início da Convenção às 21.30h e a intervenção de abertura marcada para as 22.00h, proferida pela dirigente nacional Manuela Cunha, onde será feito o balanço da intervenção política do PEV nos últimos 3 anos. No sábado, 30 de Maio, Os Verdes destacam os debates que decorrerão em torno da Moção de Ação Política – intervenção feita por Heloísa Apolónia, a partir das 10.00h - que definirá a estratégia dos Verdes para o futuro próximo, e das Moções Setoriais, sendo que a intervenção de encerramento, a cargo do dirigente José Luís Ferreira, está prevista para as 18.00h.

Antes da sessão de encerramento, realizar-se-á uma homenagem ao Cante Alentejano, património da humanidade pela UNESCO, que contará com a presença do Grupo Coral “Os Mainantes de Pias”.

29 de maio – Sexta-Feira

20:00h - Receção dos Delegados, Participantes e Convidados

21:30h - Início dos Trabalhos, Saudação de Boas Vindas, Eleição das Mesas da Convenção

21:45h - Aprovação do Regulamento e O.T. da Convenção, Eleição do Secretariado, Eleição da Comissão de Redação

22:00h - I. Intervenção de Abertura,

- Debate - Balanço da Intervenção e ação política do PEV entre convenções.

00:00h - Suspensão dos trabalhos

30 de maio – Sábado

9:30h – Abertura do Secretariado

10:00h - II. Apresentação, debate e votação das Moções de Ação Política e das Moções Setoriais.

11H45 - III. Abertura da Eleição dos Órgãos Nacionais.

13H00 - Pausa para almoço

15H00 - IV. Apresentação, debate e votação das Moções (continuação)

16h30 - V. Encerramento da Votação para Eleição dos Órgãos Nacionais

17H00 - VI. Sessão de Encerramento - Momento Cultural

17H30 - VII. Informação do apuramento das eleições dos órgãos

18H00 - VIII. Intervenção de Encerramento



publicado por Carlos Gomes às 14:10
link do post | favorito
|

Segunda-feira, 5 de Maio de 2014
DAVI KOPENAWA, O " DALAI LAMA DA FLORESTA" EM JANTAR-CONFERÊNCIA DO MASE – FÁTIMA

No dia 16 de maio, sexta-feira, o MASE (Museu de Arte Sacra e Etnologia), dos Missionários da Consolata, em Fátima, irá realizar o seu terceiro Jantar-Conferência que decorrerá no Hotel PAX.

«Ecologia e Espiritualidade Yanomami» é o título da conferência que Davi Kopenawa, o líder indígena brasileiro mais respeitado a nível internacional, irá proferir. A visita resulta do convite efetuado pelos Missionários da Consolata para vir a Portugal falar de ecologia e espiritualidade, tendo conferências marcadas para Lisboa, Vila Real, Braga, Porto e Fátima.

O evento terá início às 19h45 com o acolhimento, o jantar às 20h00, seguindo-se depois a conferência.

O valor por pessoa é de €20.00. Para sócios da LaMASE (Liga dos Amigos do MASE) e assinantes da Revista Fátima Missionária é de €18.00 (Jantar e conferência).

Informações e Reservas através do telefone 249 539 470 ou do e.mail museuartesacra@consolata.pt.

Também se poderão fazer reservas online acedendo ao blogue do MASE http://masefatima.blogspot.com. Reservas até ao dia 14 de maio.

Sinopse

«O que tenho a dizer é muito importante, não só para os índios ou para os portugueses, mas para todos. A espiritualidade é das montanhas, das serras, da floresta; aí vivem espíritos que o meu povo conhece há muito tempo e que chama para cuidar da saúde. É assim que eu entendo e o que posso explicar. O espírito ajuda a curar, a espantar maldades. Ajuda a curar uma pessoa e também o mundo, quando está querendo deitar lágrimas. Quando chove muito, nós, pajés [curandeiros], chamamos o espírito da montanha, para que ele possa acalmar o mundo. Isso acontece quando o mundo está revoltado com a ameaça e a destruição. O que nós conhecemos é muito importante para que as pessoas possam entender e ter respeito pela terra. Nós, Yanomami, sabemos cuidar dela. Somos diferentes. » David Kopenawa

(in FÁTIMA MISSIONÁRIA, n.º 5 Maio 2014 p. 14)

Davi Kopenawa vive na região da Serra do Demini, onde nasceu, no estado de Roraima (Brasil), perto da fronteira com a Venezuela. Viu morrerem pai, avós, tios e praticamente toda a família de doenças contraídas após o contacto com não indígenas. Foi o principal responsável pela demarcação da terra Yanomami, que ocupa uma área maior do que Portugal e foi oficializada por Fernando Collor de Melo, em 1992. Já discursou nas Nações Unidas e em vários fóruns internacionais. Em 1988, recebeu o prémio Global 500 Award da ONU e no ano seguinte foi distinguido com o Right Livelihood Award, considerado o prémio Nobel alternativo. O seu empenho na luta pela defesa do meio ambiente e dos povos indígenas valeu-lhe a alcunha de “Dalai Lama” da floresta.



publicado por Carlos Gomes às 10:57
link do post | favorito
|

Sexta-feira, 2 de Maio de 2014
MUSEU DE ARTE SACRA E ETNOLOGIA DE FÁTIMA REALIZA JANTAR CONFERÊNCI

No dia 16 de maio, sexta-feira, o MASE irá realizar o seu terceiro Jantar-Conferência que decorrerá no Hotel PAX.

«Ecologia e Espiritualidade Yanomami» é o título da conferência que Davi Kopenawa, o líder indígena brasileiro mais respeitado a nível internacional, irá proferir. A visita resulta do convite efetuado pelos Missionários da Consolata para vir a Portugal falar de ecologia e espiritualidade, tendo conferências marcadas para Lisboa, Vila Real, Braga, Porto e Fátima.

O evento terá início às 19h45 com o acolhimento, o jantar às 20h00, seguindo-se depois a conferência.

O valor por pessoa é de €20.00. Para sócios da LaMASE (Liga dos Amigos do MASE) e assinantes da Revista Fátima Missionária é de €18.00 (Jantar e conferência).

Informações e Reservas através do telefone 249 539 470 ou do e.mail museuartesacra@consolata.pt.

Também se poderão fazer reservas online acedendo ao blogue do MASE http://masefatima.blogspot.com. Reservas até ao dia 14 de maio.

Sinopse

«O que tenho a dizer é muito importante, não só para os índios ou para os portugueses, mas para todos. A espiritualidade é das montanhas, das serras, da floresta; aí vivem espíritos que o meu povo conhece há muito tempo e que chama para cuidar da saúde. É assim que eu entendo e o que posso explicar. O espírito ajuda a curar, a espantar maldades. Ajuda a curar uma pessoa e também o mundo, quando está querendo deitar lágrimas. Quando chove muito, nós, pajés [curandeiros], chamamos o espírito da montanha, para que ele possa acalmar o mundo. Isso acontece quando o mundo está revoltado com a ameaça e a destruição. O que nós conhecemos é muito importante para que as pessoas possam entender e ter respeito pela terra. Nós, Yanomami, sabemos cuidar dela. Somos diferentes. » David Kopenawa

(in FÁTIMA MISSIONÁRIA, n.º 5 Maio 2014 p. 14)

Davi Kopenawa vive na região da Serra do Demini, onde nasceu, no estado de Roraima (Brasil), perto da fronteira com a Venezuela. Viu morrerem pai, avós, tios e praticamente toda a família de doenças contraídas após o contacto com não indígenas. Foi o principal responsável pela demarcação da terra Yanomami, que ocupa uma área maior do que Portugal e foi oficializada por Fernando Collor de Melo, em 1992. Já discursou nas Nações Unidas e em vários fóruns internacionais. Em 1988, recebeu o prémio Global 500 Award da ONU e no ano seguinte foi distinguido com o Right Livelihood Award, considerado o prémio Nobel alternativo. O seu empenho na luta pela defesa do meio ambiente e dos povos indígenas valeu-lhe a alcunha de “Dalai Lama” da floresta.



publicado por Carlos Gomes às 14:38
link do post | favorito
|

Sexta-feira, 8 de Novembro de 2013
CURSO DE PLANEAMENTO DE HORTAS ECOLÓGICAS COMEÇA AMANHÃ EM OURÉM

Curso de Planeamento Anual de Hortas Ecológicas”

09 e 16 de Novembro de 2013,

9h00 às 13h30

(pausa de 15 min para lanche matinal partilhado)

Oficina de Artes – Vale da Perra, Ourém

Formadora: Sónia Fonseca – Engª do Ambiente, formação em Educação Ambiental, empreendedora em Agricultura Biológica, Apicultura e Permacultura

Destinatários: Pessoas que se queiram iniciar na implementação de hortas ecológicas e/ou participantes no Curso Prático de jardim Comestível, em Permacultura

Inscrições. Mínimo: 10 / máximo: 20

Inscrição: 25,00 €

Inscrições no Museu Municipal de Ourém, de terça a domingo das 9h30 às 12h30 e das 14h às 18h.

Contatos: Tel: 249 540 900 (ext: 6831) / Telm: 919 585 003 / e-mail: museu@mail.com-ourem.pt



publicado por Carlos Gomes às 00:36
link do post | favorito
|

Sexta-feira, 1 de Novembro de 2013
OURÉM ENSINA A PLANEAR HORTAS ECOLÓGICAS

Curso de Planeamento Anual de Hortas Ecológicas”

09 e 16 de Novembro de 2013,

9h00 às 13h30

(pausa de 15 min para lanche matinal partilhado)

Oficina de Artes – Vale da Perra, Ourém

Formadora: Sónia Fonseca – Engª do Ambiente, formação em Educação Ambiental, empreendedora em Agricultura Biológica, Apicultura e Permacultura

Destinatários: Pessoas que se queiram iniciar na implementação de hortas ecológicas e/ou participantes no Curso Prático de jardim Comestível, em Permacultura

Inscrições. Mínimo: 10 / máximo: 20

Inscrição: 25,00 €

Inscrições no Museu Municipal de Ourém, de terça a domingo das 9h30 às 12h30 e das 14h às 18h.

Contatos: Tel: 249 540 900 (ext: 6831) / Telm: 919 585 003 / e-mail: museu@mail.com-ourem.pt



publicado por Carlos Gomes às 06:34
link do post | favorito
|

Domingo, 27 de Outubro de 2013
OURÉM ENSINA A CRIAR HORTAS ECOLÓGICAS

Curso de Planeamento Anual de Hortas Ecológicas”

09 e 16 de Novembro de 2013,

9h00 às 13h30

(pausa de 15 min para lanche matinal partilhado)

Oficina de Artes – Vale da Perra, Ourém

Formadora: Sónia Fonseca – Engª do Ambiente, formação em Educação Ambiental, empreendedora em Agricultura Biológica, Apicultura e Permacultura

Destinatários: Pessoas que se queiram iniciar na implementação de hortas ecológicas e/ou participantes no Curso Prático de jardim Comestível, em Permacultura

Inscrições. Mínimo: 10 / máximo: 20

Inscrição: 25,00 €

Inscrições no Museu Municipal de Ourém, de terça a domingo das 9h30 às 12h30 e das 14h às 18h.

Contatos: Tel: 249 540 900 (ext: 6831) / Telm: 919 585 003 / e-mail: museu@mail.com-ourem.pt



publicado por Carlos Gomes às 16:30
link do post | favorito
|

Sexta-feira, 13 de Abril de 2012
OURÉM: QUERCUS PROMOVE PERMACULTURA

A assinalar o Dia da Terra, a Associação Nacional de Conservação da Natureza Quercus vai levar a efeito uma sessão formativa de Introdução à Permacultura. A iniciativa, desenvolvida pelo Núcleo Regional do Ribatejo e Estremadura daquela associação ambientalista, decorre no próximo dia 22 de abril no Centro de Educação Ambiental de Ourém e tem como objetivo “dar a conhecer um estilo de vida mais equilibrado, consciente e responsável”.

As inscrições deverão ser realizadas através do envio de um e-mail para: ribatejoestremadura@quercus.pt com indicação dos seguintes do nome, morada, data de nascimento, NIF, contacto telefónico e e-mail.

A permacultura constitui um método de planeamento e manutenção de sistemas agrícolas à escala humana de forma sustentável, viáveis do ponto de vista financeiro e socialmente justos. O termo permacultura surgiu na Austrália derivando de permanent agriculture ou seja, agricultura permanente.



publicado por Carlos Gomes às 13:28
link do post | favorito
|

Quinta-feira, 17 de Novembro de 2011
QUERCUS VAI PASTAR CABRAS NA SERRA DE AIRE

De acordo com o site da organização, a Quercus tem em curso um projecto de repovoamento das Serras de Aire e Candeeiros com gado caprino, o qual conta com o apoio do Programa Life + “Habitats Conservation”, da União Europeia. Este projecto tem como principais objectivos a conservação dos habitats prioritários e prevenir fogos.

cabra

Segundo a Quercus, “as acções previstas serão executadas na Serra de Aire, nas freguesias de Fátima e de Pedrógão (concelhos de Ourém e Torres Novas, respectivamente). A gestão será efectuada através do controle selectivo da vegetação herbácea e arbustiva, utilizando meios mecânicos, bem como recorrendo ao pastoreio extensivo com cabras de raça serrana (variedade ribatejana), adequando estas acções às necessidades de conservação dos valores em presença. Será também incentivada a colheita sustentável e a comercialização de plantas aromáticas, medicinais e condimentares. Pretende-se ainda que o projecto envolva parceiros locais, demonstrando que é possível conservar a biodiversidade recorrendo ao uso sustentável dos recursos naturais, de forma a garantir suporte económico para a continuação das acções de conservação a longo prazo”.

Como é sabido, a campanha de florestação realizada durante o Estado Novo está em grande medida na origem da redução dos baldios, do aparecimento de matilhas de cães que foram vestindo a pele do lobo e da consequente redução do pastoreio de montanha. Por conseguinte, a não ser que as cabras dizimem a vegetação arbustiva, o repovoamento não colida com outros interesses e os pastores não provoquem incêndios florestais como por vezes tem sido notícia, é provável que a iniciativa da Quercus venha a ser bem sucedida e a Serra de Aire venha a ficar povoada de cabras. Pelo menos, apesar dos tempos de crise que atravessamos, a União Europeia ainda vai conseguindo criar rebanhos na Serra de Aire.



publicado por Carlos Gomes às 09:18
link do post | favorito
|

Sábado, 6 de Agosto de 2011
ESPIRITUALIDADE E ECOLOGIA TRAZ PEREGRINOS ESTRANGEIROS A OURÉM

Juventude/Portugal: Peregrinos estrangeiros passam cinco dias na agricultura a preparar-se para Jornada Mundial

Jovens vão trabalhar numa quinta para perceber relação entre espiritualidade e ecologia.

Lisboa, 05 Ago. 2011 (Ecclesia) – A horta de Margarida Alvim, em Ourém, vai acolher 60 peregrinos estrangeiros como preparação para a Jornada Mundial da Juventude (JMJ), marcada para os dias 16 a 21 de Agosto, em Madrid.

A engenheira florestal contou ao programa ECCLESIA na Antena 1 transmitido esta quinta-feira que vai proporcionar aos participantes a oportunidade de aprofundarem a relação “entre ecologia e espiritualidade” através da “proximidade com a natureza e a vida no campo”.

“Vamos levantar cedo para realizar diversos trabalhos agrícolas”, explicou a responsável de 37 anos, acrescentando que a actividade no campo “é muito pedagógica” para que os jovens toquem “o essencial da vida” e percebam “Deus a actuar no mundo e na criação”.

Enquanto a parte da manhã vai servir para os participantes meterem os pés na terra e as mãos na enxada, a tarde será reservada à reflexão, oferecendo-lhes a possibilidade de apreenderem que a velocidade da natureza é diferente do ritmo urbano: “Há um tempo para semear, para manter e para colher”, salienta Margarida Alvim.

A iniciativa, que decorre entre 8 e 12 de Agosto na quinta situada 140 km a norte de Lisboa, integra o programa ‘Magis’, conjunto de eventos prévios à Jornada Mundial da Juventude organizado pela Companhia de Jesus, que arranca este sábado em Loyola.

Os cerca de dois mil participantes de todo o mundo esperados na cidade espanhola onde nasceu Santo Inácio, fundador da congregação católica, vão depois dividir-se em grupos de 25, dirigindo-se a diversos locais da Península Ibérica, onde permanecem alguns dias para actividades baseadas em temas como a natureza, arte, peregrinação e acção social.

Esta ‘pré JMJ', que antecede e prepara o encontro de Madrid, pretende “trabalhar a espiritualidade” jesuíta, e no caso da quinta de Margarida Alvim vai também propiciar uma “experiência de desinstalação que faça sair os jovens do que já conhecem”.

A responsável vai receber, no quadro do ‘Magis’, jovens de países como Líbano, Irlanda e Espanha, a que se juntará mais tarde uma peregrinação organizada pela congregação das Irmãs Escravas do Coração de Jesus, totalizando 60 estrangeiros que a 12 de Agosto partem a pé para uma caminhada de 12 km até Fátima.

“A grande expectativa é ter uma experiência humana muito forte no meio de uma grande diversidade de culturas”, mediante a “partilha, celebração e oração” entre “pessoas que mal se conhecem mas que estão a peregrinar com o mesmo fim”, destacou Margarida Alvim.

PRE/RM

Fonte: Agência ECCLESIA em http://www.agencia.ecclesia.pt/



publicado por Carlos Gomes às 11:10
link do post | favorito
|

Terça-feira, 21 de Junho de 2011
OURÉM APOSTA NA RESTAURAÇÃO EM “PRATOS LIMPOS”

A Câmara de Ouréme a SUMA apresentam a campanha “Pratos Limpos”, uma iniciativa que tem como objectivo sensibilizar os proprietários, gerentes e empregados dos estabelecimentos de restauração do concelho para a importância de implementação de rotinas ambientalmente correctas no exercício da sua actividade. A apresentação tem hoje lugar, pelas 18 horas, no auditório dos Paços do Concelho. Trata-se da nova etapade certificação no âmbitodo projecto "Pratos Limpos", que já atribuiu o certificado de “Restauração Ecológica” a 16 restaurantes do Município.

Composta por uma acção informativa e duas auditorias de aferição do envolvimento e empenho no que concerne a triagem, acondicionamento e deposição de resíduos valorizáveis e indiferenciados, a campanha resultou na entrega, em Junho de 2009, de um certificado de “Restauração Ecológica” aos 16 estabelecimentos que chegaram com sucesso ao final do processo de verificação e certificação das boas práticas.

A partir de hoje, será colocada em marcha a fase de renovação da actual certificação, em função dos resultados de nova auditoria e da constatação da manutenção de uma conduta responsável relativamente aos resíduos produzidos. A esta nova etapa as entidades promotoras – aCâmara Municipal de Ouréme a SUMA – farão coincidir, pelos resultados de excelência alcançados e pela percepção da importância que este tipo de acção encerra, a reabertura do processo aos restantes estabelecimentos do município que não tiveram oportunidade de aderir a esta iniciativa na fase anterior.

Esta campanha, que visa identificar estabelecimentos de “Restauração Ecológica”, pretende dar resposta a um crescente nicho de mercado constituído por consumidores esclarecidos, que optam por soluções de qualidade, credíveis e completas.



publicado por Carlos Gomes às 11:28
link do post | favorito
|

Quinta-feira, 23 de Setembro de 2010
Amanhã é Dia das Bandeiras Verdes... em Ourém!

 

 

 

 

Eco-escolas

 

citações: http://o.castelo.vai.nu/miradouro/



publicado por Carlos Gomes às 17:00
link do post | favorito
|

mais sobre mim
pesquisar
 
Setembro 2016
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9

12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30


posts recentes

PARTIDO "OS VERDES" RELCA...

PARTIDO “OS VERDES” REÚNE...

PARTIDO “OS VERDES” AVALI...

SECA E DESERTIFICAÇÃO AME...

PARTIDO “OS VERDES” REÚNE...

DAVI KOPENAWA, O " DALAI ...

MUSEU DE ARTE SACRA E ETN...

CURSO DE PLANEAMENTO DE H...

OURÉM ENSINA A PLANEAR HO...

OURÉM ENSINA A CRIAR HORT...

OURÉM: QUERCUS PROMOVE PE...

QUERCUS VAI PASTAR CABRAS...

ESPIRITUALIDADE E ECOLOGI...

OURÉM APOSTA NA RESTAURAÇ...

Amanhã é Dia das Bandeira...

arquivos

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

tags

todas as tags

links
Twitter
blogs SAPO
subscrever feeds