Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes de Ourém.

Sábado, 27 de Agosto de 2016
TOCADORES DE CONCERTINA RUMAM A PORTO DE MÓS

14045642_1107925055960885_6125870327084735008_n (1).jpg



publicado por Carlos Gomes às 09:58
link do post | favorito
|

Terça-feira, 2 de Agosto de 2016
CENTRO DO PATRIMÓNIO DA ESTREMADURA PROMOVE PRÉMIO VILA PORTELA

No intuito de desenvolver o gosto pela investigação no âmbito da História Local e do Património do distrito de Leiria e do concelho de Ourém, que representam um património da mais elevada importância para a cultura nacional, Ricardo Charters d’ Azevedo instituiu e solicitou ao CEPAE | Centro do Património da Estremadura que promovesse, em parceria com a CML | Câmara Municipal de Leiria e o IPL | Instituto Politécnico de Leiria e ADLEI | Associação para o Desenvolvimento de Leiria, o Prémio ‘Villa Portela’ de que a edição de 2016 será a terceira, destinado a galardoar trabalhos naquele âmbito.

Com a instituição do Prémio Villa Portela, Ricardo Charters d’ Azevedo pretende homenagear os seus antepassados, que viveram na propriedade com aquele nome, lugar emblemático da cidade e da região.

portlvila.jpg



publicado por Carlos Gomes às 16:16
link do post | favorito
|

Terça-feira, 28 de Junho de 2016
CENTRO DO PATRIMÓNIO DA ESTREMADURA PROMOVE PRÉMIO DE INVESTIGAÇÃO EM HISTÓRIA LOCAL DEDICADO AO DISTRITO DE LEIRIA E CONCELHO DE OURÉM

vilaportela.jpg

vilaportela2.jpg

 



publicado por Carlos Gomes às 18:45
link do post | favorito
|

Quinta-feira, 16 de Junho de 2016
CEPAE ORGANIZA COLÓQUIO “REFLEXÕES SOBRE EDUCAÇÃO PATRIMONIAL E ARTÍSTICA – HOMENAGEM A ERNESTO KORRODI

cepae-ou.jpg



publicado por Carlos Gomes às 11:39
link do post | favorito
|

Terça-feira, 7 de Junho de 2016
CENTRO DO PATRIMÓNIO DA ESTREMADURA PROMOVE COLÓQUIO SOBRE EDUCAÇÃO PATRIMONIAL E ARTÍSTICA

O Centro de Património da Estremadura (CEPAE) e o Arquivo Distrital de Leiria realizam o Colóquio "Reflexões sobre educação patrimonial e artística - Homenagem a Ernesto Korrodi", organizado em parceria com a Doutora Genoveva Oliveira, a realizar no próximo dia 18 de Junho, a partir das 9h30 no edifício do Arquivo Distrital de Leiria.

cartaz a3 (1).jpg

 



publicado por Carlos Gomes às 21:54
link do post | favorito
|

Segunda-feira, 14 de Março de 2016
RANCHO FOLCLÓRICO “MOLEIROS DA RIBEIRA”, DO OLIVAL, REPRESENTA OURÉM E A ALTA ESTREMADURA NO ENCONTRO DE CULTURAS EM LOURES

Rancho Folclórico “Moleiros da Ribeira” canta e dança no Encontro de Culturas Verde Minho e será recebido pelos autarcas do Município de Loures nos Paços do Concelho

Considerado um dos grupos mais representativos da nossa região, o Rancho Folclórico “Os Moleiros da Ribeira”, de Olival, do concelho de Ourém, vai no próximo dia 28 de Maio representar as tradições da Alta Estremadura no XXIII Encontro de Culturas Verde Minho que se realiza na cidade de Loures.

156854_514617745246094_1045082913_n

O festival tem como cenário a magnífica réplica das ruínas de S. Paulo, em Macau, a qual serviu de fachada ao Pavilhão de Macau na Expo’98. Naquele local vão desfilar os usos e costumes das nossas gentes, exibindo as suas tradições, as danças e cantares, ao som da concertina e do cavaquinho e ao ritmo dos bombos e dos reco-recos, das castanholas e dos ferrinhos, mostrando como se canta e dança o vira e o malhão, a chula a rusga e a cana-verde.

539092_514617598579442_1545037926_n

Pelas 16 horas no Parque da Cidade, serão abertos os pavilhões, com artesanato e gastronomia do Minho, animados por vários grupos de tocadores em concertina.

Às 17,30 horas terá lugar a entrega de lembranças e imposição de insígnias nos estandartes dos grupos, em cerimónia solene a ter lugar nos Paços do Concelho onde serão recebidos pelos autarcas do município de Loures. Às 18,00 horas, dar-se-á início ao Desfile Etnográfico a partir do largo fronteiro aos Paços do Concelho, rumo ao Jardim da Cidade. Às 19,00 horas, os grupos realizam um Jantar convívio no Restaurante CopaCabana. E, finalmente, às 21,00 horas, ocorrerá a exibição em palco, no Jardim da Cidade, dos grupos participantes.

544499_514617278579474_1754568775_n

Além do Rancho Folclórico “Os Moleiros da Ribeira”, de Olival, participam ainda no evento o Grupo de Bombos Zés Pereiras os Baionenses – Baião (Alto Douro); o Grupo de Bombos da Associação de Melhoramentos das Mercês – Mem Martins, Sintra (Região Saloia); o Rancho Folclore da Aguçadoura - Póvoa de Varzim (Douro Litoral); o Rancho Folclórico As Vendedeiras Saloias de Sintra – Mem Martins, Sintra (Região Saloia); o Rancho Folclórico D. Nuno Alvares Pereira -Leça do Balio – Matosinhos (Douro Litoral) e, naturalmente, o anfitrião Grupo Folclórico e Etnográfico Verde Minho – (Minho), sediado em Loures.

14842403_8DQ2e

Sediado na Freguesia do Olival – atual União das Freguesias da Gondemaria e Olival – em Ourém, o Rancho Folclórico “Moleiros da Ribeira” preserva as tradições das gentes da localidade, com especial relevo para as artes e ofícios dos moleiros. Refira-se que os moinhos ou azenhas constituem um dos elementos mais emblemáticos desta localidade, tendo o próprio Rancho Folclórico preservado a azenha que outrora pertenceu ao escritor Acácio de Paiva e aí instalado um museu etnográfico.

Por ocasião da sua atuação em Loures, o Rancho Folclórico "Os Moleiros da Ribeira" esperam poder contar com o apoio e aplauso dos numerosos oureenses que vivem na região de Lisboa e outros que porventura desejem acompanhá-los nesta digressão.

14842409_HA6ds

DSCF8324

i4

i6

i14

IMG_1618

IMG_2053

tabuleiro



publicado por Carlos Gomes às 22:41
link do post | favorito
|

Quarta-feira, 6 de Janeiro de 2016
CENTRO DE PATRIMÓNIO DA ESTREMADURA PUBLICA ATAS DAS CONFERÊNCIAS DO "CICLO RURAL"



publicado por Carlos Gomes às 00:25
link do post | favorito
|

Sexta-feira, 18 de Dezembro de 2015
CENTRO DE PATRIMÓNIO DA ESTREMADURA DESEJA-LHE BOAS FESTAS!



publicado por Carlos Gomes às 13:47
link do post | favorito
|

Sexta-feira, 6 de Novembro de 2015
RANCHO DA REGIÃO DE LEIRIA REALIZA CASTANHADA



publicado por Carlos Gomes às 15:08
link do post | favorito
|

Quinta-feira, 5 de Novembro de 2015
CENTRO DE PATRIMÓNIO DA ESTREMADURA APRESENTA EM OURÉM ATAS DAS CONFERÊNCIAS DO "CICLO RURAL"



publicado por Carlos Gomes às 14:27
link do post | favorito
|

Terça-feira, 3 de Novembro de 2015
CENTRO DO PATRIMÓNIO DA ESTREMADURA APRESENTA EM OURÉM AS ATAS DAS CONFERÊNCIAS DO CICLO RURAL

No próximo dia 8 de novembro, domingo, pelas 16h00, na sede do Rancho Folclórico dos Moleiros da Ribeira (Olival – Ourém), decorrerá o lançamento das Atas das Conferências do Ciclo Rural do Centro do Património da Estremadura.

As conferências decorreram em 2011 em três dos municípios associados do CEPAE (Ourém, Leiria e Marinha Grande) onde se debateram diversos assuntos patrimoniais ligados ao mundo rural, desde as carvoarias do Pilado (Marinha Grande), à matança do porco, até aos moinhos de água.

Estarão presentes os autores das conferências apresentadas nos três territórios e no mesmo evento atuará o Rancho Folclórico “Moleiros da Ribeira”, terminando-se os trabalhos com um tradicional magusto.



publicado por Carlos Gomes às 20:46
link do post | favorito
|

Quinta-feira, 3 de Setembro de 2015
OURÉM PARTICIPA NA MOSTRA DE TRAJE TRADICIONAL DA ALTA ESTREMADURA

Vai ter lugar no próximo dia 5 de setembro, em Leiria, a Mostra de Traje Tradicional da Alta Estremadura, evento no qual vão também participar dois grupos folclóricos do concelho de Ourém, o Rancho Folclórico Os Moleiros da Ribeira e o Rancho Folclórico da Casa do povo de Fátima.

Leiria - Costumes

A iniciativa pretende dar a conhecer a história da região da Alta Estremadura, ou seja de todo o distrito de Leiria e ainda do concelho de Ourém à população local e aos turistas.

Uma espécie de “passagem de modelos” muito especial está marcada para este sábado à noite, na frente do antigo Banco de Portugal. A IV Mostra do Trajo Etnográfico vai mostrar como se vestia na Alta Estremadura.

A apresentação estará a cargo de Travaços Santos e Maria Emília Francisco e nela participam, a partir das 21 horas, vários ranchos e grupos do distrito de Leiria e concelho de Ourém.

A iniciativa tem entrada livre e é organizada pela Associação Folclórica da Região de Leiria - Alta Estremadura.



publicado por Carlos Gomes às 18:15
link do post | favorito
|

Terça-feira, 16 de Junho de 2015
CENTRO DE PATRIMÓNIO DA ESTREMADURA HOMENAGEIA ERNESTO KORRODI

O CEPAE – Centro de Património da Estremadura e o Arquivo Distrital de Leiria organizam no dia 20 de junho, sábado, um colóquio intitulado "Reflexões sobre Educação Patrimonial e Educação Artística - homenagem a Ernesto Korrodi".

A decorrer entre as 9h30 e as 17h00 no Auditório do Arquivo Distrital de Leiria, este colóquio coordenado pela curadora de arte Genoveva Oliveira surge no âmbito da missão educativa da Rota de Arquitetura Korrodi cujos objetivos visam integrar a obra pedagógica, humana e arquitetónica de Ernesto Korrodi na identidade da cidade de Leiria, bem como a perpetuação da memória do património do Mestre e a passagem de um testemunho do presente para o futuro.

O colóquio permitirá a reflexão sobre as temáticas patrimoniais que intersectam experiências de investigação e de ensino com diferentes públicos. Terá o olhar reflexivo dos oradores Paula Cândido, Catarina Almeida, Helena Coelho, Sílvia Marques, Joel Correia e Genoveva Oliveira.

A participação no colóquio permitirá ainda a observação de uma mostra do acervo do arquiteto Ernesto e Camilo Korrodi e um percurso pedestre onde se poderá admirar algumas das suas obras.

A participação é gratuita, mas sujeita a marcação prévia através do telefone 244 766 199 (CEPAE – 10h00-13h00) ou do e.mail cepae@sapo.pt

Reflexões sobre Educação Patrimonial e Educação Artística

Homenagem a Ernesto Korrodi

COLÓQUIO

Programa

9h30 – Acolhimento

10h00 – Abertura – Deputada Odete João

10h15 - Ernesto Korrodi: o acesso à memória - Paula Cândido

10h40 - Leiria: A Evolução do Espaço Urbano da Cidade Moderna (1926-1974) – Joel Correia

11h00 - «Por esta rua acima…» - Helena Coelho e Sílvia Marques

11h20 – Debate – moderador Gonçalo Cardoso

12h00 – Visita ao Arquivo Distrital

12h30 – Almoço Livre

14h30 - Ernesto Korrodi em Lisboa: através dos periódicos de arquitectura do início do século XX – Catarina Almeida

14h50 - Análise gráfica das edificações Arte Nova portuguesas segundo a visão do arquiteto - Pedro da Silva

15h10 – Debate – moderadora Genoveva Oliveira

15h45 – Visita pedestre com Genoveva Oliveira e Joel Correia



publicado por Carlos Gomes às 12:21
link do post | favorito
|

Terça-feira, 9 de Junho de 2015
ESTREMADURA DEBATE EDUCAÇÃO PATRIMONIAL E ARTÍSTICA

O CEPAE – Centro de Património da Estremadura e o Arquivo Distrital de Leiria organizam no dia 20 de junho, sábado, um colóquio intitulado "Reflexões sobre Educação Patrimonial e Educação Artística - homenagem a Ernesto Korrodi".

A decorrer entre as 9h30 e as 17h00 no Auditório do Arquivo Distrital de Leiria, este colóquio coordenado pela curadora de arte Genoveva Oliveira surge no âmbito da missão educativa da Rota de Arquitetura Korrodi cujos objetivos visam integrar a obra pedagógica, humana e arquitetónica de Ernesto Korrodi na identidade da cidade de Leiria, bem como a perpetuação da memória do património do Mestre e a passagem de um testemunho do presente para o futuro.

O colóquio permitirá a reflexão sobre as temáticas patrimoniais que intersectam experiências de investigação e de ensino com diferentes públicos. Terá o olhar reflexivo dos oradores Paula Cândido, Catarina Almeida, Helena Coelho, Sílvia Marques, Joel Correia e Genoveva Oliveira.

A participação no colóquio permitirá ainda a observação de uma mostra do acervo do arquiteto Ernesto e Camilo Korrodi e um percurso pedestre onde se poderá admirar algumas das suas obras.

A participação é gratuita, mas sujeita a marcação prévia através do telefone 244 766 199 (CEPAE – 10h00-13h00) ou do e.mail cepae@sapo.pt

Reflexões sobre Educação Patrimonial e Educação Artística

Homenagem a Ernesto Korrodi

COLÓQUIO

Programa

9h30 – Acolhimento

10h00 – Abertura – Deputada Odete João

10h15 - Ernesto Korrodi: o acesso à memória - Paula Cândido

10h40 - Leiria: A Evolução do Espaço Urbano da Cidade Moderna (1926-1974) – Joel Correia

11h00 - «Por esta rua acima…» - Helena Coelho e Sílvia Marques

11h20 – Debate – moderador Gonçalo Cardoso

12h00 – Visita ao Arquivo Distrital

12h30 – Almoço Livre

14h30 - Ernesto Korrodi em Lisboa: através dos periódicos de arquitectura do início do século XX – Catarina Almeida

14h50 - Análise gráfica das edificações Arte Nova portuguesas segundo a visão do arquiteto - Pedro da Silva

15h10 – Debate – moderadora Genoveva Oliveira

15h45 – Visita pedestre com Genoveva Oliveira e Joel Correia



publicado por Carlos Gomes às 15:38
link do post | favorito
|

Domingo, 17 de Maio de 2015
RANCHO FOLCLÓRICO ROSAS DO LENA (BATALHA) REPRESENTA ALTA ESTREMADURA NO FESTIVAL DE FOLCLORE CIDADE DE LISBOA

Grupos folclóricos de várias regiões de Portugal participam no 34º Festival de Folclore Cidade de Lisboa organizado pelo Grupo de Danças e Cantares do Minho para celebrar o seu 35º aniversário

O Rancho Folclórico Rosas do Lena levou hoje a lisboa os usos e costumes das gentes da nossa região ou seja, as tradições mais genuínas da Alta Estremadura. Trajando de mordomos e almocreves, oferteiras e lavradores, com vestes domingueiros ou de trabalho, dançam o vira e o bailarico, a ciranda e a moda de dois passos e jogam o pau, porventura a arte marcial mais genuinamente portuguesa. Porém, é o “jogo do mioto” aquele que constitui a sua representação mais emblemática e maior curiosidade desperta do público.

GFEDCMinho 169

Para além do Rancho Folclórico Rosas do Lena em representação da nossa região, participaram ainda os Pastores de S. Romão em representação da Beira Alta, do Algarve esteve presente o Grupo Folclórico de Faro, a Beira Litoral fez-se representar pelo Grupo Folclórico Mourisca do Vouga e o Ribatejo marcou presença através do Rancho Folclórico do Bairro de Santarém, Graínho e Fontaínhas, além do agrupamento anfitrião – o Grupo Etnográfico Danças e Cantares do Minho!

Passam precisamente 35 anos desde que foi constituído em Lisboa o Grupo Etnográfico Danças e Cantares do Minho. Fundado em 16 de maio de 1980, este grupo é formado predominantemente por minhotos radicados na capital e tem como objetivos recolher, preservar e divulgar a cultura tradicional.

GFEDCMinho 156

Na Freguesia de Benfica, em Lisboa, a assistência encheu por completo as bancadas do Ringue António Livramento e a plateia instalada no próprio recinto desportivo. E, perante as magníficas atuações dos diversos grupos folclóricos, todos eles com prestígio reconhecido no domínio da preservação dos usos e costumes das respetivas regiões, o público vibrou e aplaudiu de pé e, no final, dançou o “vira” com os componentes dos ranchos folclóricos, terminando em apoteose a festa de aniversário de um dos mais antigos agrupamentos folclóricos minhotos na região de Lisboa.

Ao longo da sua existência, o Grupo Etnográfico Danças e Cantares do Minho tem levado o folclore minhoto a todo o país e ainda a números países como Espanha, França, Alemanha, Polónia, Hungria, Holanda, Marrocos, Brasil, Eslováquia, Lituânia, Turquia, Malta e Japão onde, aliás, participou nas comemorações dos 450 anos da chegada dos Portugueses àquele país.

GFEDCMinho 182

Este Grupo é filiado na Federação do Folclore Português e no INATEL, na Federação Portuguesa das Coletividades de Cultura e Recreio e preside atualmente à “Associação do Distrito de Lisboa para Defesa da Cultura Tradicional Portuguesa”. Encontra-se sediado na Junta de Freguesia de Benfica em Lisboa, cidade onde todos os anos organiza o festival de folclore “Cidade de Lisboa”.

GFEDCMinho 184

GFEDCMinho 196

GFEDCMinho 215

GFEDCMinho 366

GFEDCMinho 282

GFEDCMinho 110



publicado por Carlos Gomes às 23:22
link do post | favorito
|

Terça-feira, 23 de Dezembro de 2014
CENTRO DE PATRIMÓNIO DA ESTREMADURA DESEJA BOAS FESTAS

unnamed



publicado por Carlos Gomes às 15:16
link do post | favorito
|

Segunda-feira, 15 de Setembro de 2014
CENTRO DE PATRIMÓNIO DA ESTREMADURA ORGANIZA CONGRESSO INTERNACIONAL SOBRE EDUCAÇÃO, AMBIENTE E DESENVOLVIMENTO

O I Congresso Internacional "Educação, Ambiente e Desenvolvimento" irá realizar-se entre os dias 13 e 15 de novembro do corrente ano, em Leiria.

cabecalho

Apresentação

As sociedades contemporâneas, os modelos de desenvolvimento em curso e os problemas deles resultantes, carecem de reflexão aprofundada face ao desígnio de uma sustentabilidade almejada. Neste contexto, o I Congresso Internacional “Educação, Ambiente e Desenvolvimento” (I CIEAD) pretende alcançar os seguintes objetivos:

  • Fomentar a discussão e divulgação de metodologias utilizadas e estudos científicos relacionados com os temas propostos;
  • Apresentar e refletir sobre práticas consideradas relevantes na perspetiva da sustentabilidade das sociedades contemporâneas;
  • Promover a cooperação entre entidades públicas e privadas na definição de novos modelos de desenvolvimento;
  • Sensibilizar e incentivar todos os agentes (poderes central, regional e local, agentes económicos, ONG, docentes, discentes e população em geral) para as temáticas em análise e sua relevância estratégica, económica, social e ambiental.

Participantes

Professores, investigadores, estudantes dos diferentes níveis de ensino, técnicos de instituições/associações e público em geral.

Tema da Conferência

Educação, Ambiente e Desenvolvimento:

  • Turismo e sustentabilidade
  • Recursos hídricos
  • Participação e cidadania
  • Ambiente e comunicação
  • Educação Ambiental
  • Desenvolvimento e sustentabilidade
  • Património(s) e Identidade(s)

Línguas de trabalho

Português, inglês e castelhano.

ACREDITAÇÃO — Formação de Professores

O Congresso encontra-se em processo de acreditação como curso de formação contínua de Professores, pelo CCEMS, com a duração de 15h a que correspondem 0,6 créditos, que relevam para efeitos de progressão na carreira de professores do Ensino Básico e Secundário.



publicado por Carlos Gomes às 16:04
link do post | favorito
|

Quinta-feira, 21 de Agosto de 2014
CENTRO DE ESTUDOS DO PATRIMÓNIO DA ALTA ESTREMADURA ORGANIZA COLÓQUIO INTERNACIONAL NO MOSTEIRO DA BATALHA



publicado por Carlos Gomes às 12:37
link do post | favorito
|

Terça-feira, 17 de Junho de 2014
CENTRO DE PATRIMÓNIO DA ESTREMADURA REALIZA CONFERÊNCIA SOBRE O PATRIMÓNIO

«10 Anos de Rota da Arquitetura Korrodi – Como educar o “Olhar para o Património Construído » - Conferência

O CEPAE – Centro de Património da Estremadura irá organizar no dia 21 de junho, sábado, pelas 15h30, no Palácio dos Ataídes, Fundação Caixa de Crédito Agrícola em Leiria, a Conferência «10 anos de Rota da Arquitetura Korrodi – Como educar o “Olhar para o Património Construído».

A Rota de Arquitectura Korrodi celebra dez anos. Um projecto independente que assenta na investigação, formação e divulgação do património construído, que parte da cidade de Leiria e tem criado “pontes” com outras áreas do país, através da parceria com diversas instituições públicas e privadas. A homenagem a Ernesto Korrodi tem também contribuído para valorizar o trabalho de outros artistas, mestres e arquitectos como Narciso Costa, Camilo Korrodi, Lino António ou Augusto Romão.

Neste momento de celebração, Genoveva Oliveira, Saul Gomes e Vitorino Guerra irão apresentar três momentos de reflexão sobre questões que reflectem a importância de investigar e de educar para o património. Qual a cidade que queremos para este momento presente e para o futuro? Como educadores, investigadores e cidadãos, será que fazemos o suficiente?

Após a conferência realizar-se-á o percurso pedestre – Rota da Arquitetura Korrodi. A participação é livre se sem inscrição prévia.



publicado por Carlos Gomes às 14:19
link do post | favorito
|

Sexta-feira, 24 de Janeiro de 2014
CLAUSTRO MONFORTINO EM FÁTIMA APRESENTA HOJE SABORES DA ALTA ESTREMADURA



publicado por Carlos Gomes às 00:05
link do post | favorito
|

Quinta-feira, 16 de Janeiro de 2014
CENTRO DO PATRIMÓNIO DA ESTREMADURA DEBATE POLÍTICAS PATRIMONIAIS DA REGIÃO



publicado por Carlos Gomes às 15:15
link do post | favorito
|

Segunda-feira, 13 de Janeiro de 2014
CENTRO DO PATRIMÓNIO DA ESTREMADURA CELEBRA 20 ANOS DE ATIVIDADE

Em 2014 o CEPAE celebra 20 anos de atividade em prol da defesa, valorização e difusão do património da região da Alta Estremadura. A abertura das comemorações decorrerá no dia 24 de janeiro de 2014, no Mosteiro da Batalha, e será compreendida por três momentos: O Encontro de reflexão sobre Políticas Patrimoniais na região; a cerimónia de reconhecimento público dos sócios que se destacaram ativamente no cumprimento da missão do CEPAE ao serviço do património regional; e um jantar convívio entre os associadoscepar encontro 24 jan press

O Encontro de reflexão sobre Políticas Patrimoniais visa reunir e envolver entidades com responsabilidades em matéria de patrimónios, nomeadamente atores com representação na esfera pública e na esfera privada, numa reflexão que promova uma leitura atualizada do panorama das políticas patrimoniais no país e sua aplicação nos contextos locais. Após a comunicação inaugural, pelo Professor Doutor Saul António Gomes -Presidente do Conselho Científico do CEPAE, O primeiro painel - Estruturas de saber e de gestão patrimonial: Escalas e valências de atuação - contará com as comunicações do Professor Doutor Fernando Magalhães - Docente no Instituto Politécnico de Leiria, Dr. Joaquim Ruivo - Diretor do Mosteiro da Batalha, Arquiteto Humberto Dias - Departamento de Património Cultural da Diocese de Leiria-Fátima.

O segundo painel - Políticas patrimoniais autárquicas - contará com as comunicações do Presidente do Município de Ourém, Dr. Paulo Fonseca e dos Vereadores da cultura dos Municípios da Batalha, Dra.ª Cíntia Silva, e de Leiria, Dr. Gonçalo Lopes.

O terceiro painel - Gestão patrimonial nos Municípios da região - contará com as comunicações dos Dr.s Rui Cunha - Chefe de divisão no Município da Batalha, Pedro Ferreira - Chefe de divisão no Município de Leiria e Ana Saraiva - Chefe de divisão no Município de Ourém.

As entradas são gratuitas, com inscrição prévia.

Contato para esclarecimentos:

Dr. Gonçalo Cardoso (Presidente do CEPAE) - 914202165

Dra. Ana Saraiva (Vice-Presidente do CEPAE) - 966578756

Dr. Sérgio Barroso (Vogal da Direção, responsável pela Comunicação CEPAE) - 911945648

Diana Vitorino (Técnica de Património, sede CEPAE) - 244766199

Contatos

Centro do Património da Estremadura

Praça/ Edifício Mouzinho de Albuquerque

2.º andar, Sala 1, Apartado 188

2440 - 901 BATALHA

cepae@sapo.pt

Telf.: 244 766 199 (10:00h-13:00h)



publicado por Carlos Gomes às 12:32
link do post | favorito
|

Sexta-feira, 5 de Abril de 2013
CENTRO DE PATRIMÓNIO DA ESTREMADURA ORGANIZA WORKSHOP DE FOTOGRAFIA

O Centro de Património da Estremadura vai organizar no dia 25 de Maio um Workshop de Fotografia no Mosteiro de Santa Maria da Vitória, na Batalha, centrado no tema Arquitetura Monumental. O workshop será orientado pelo fotógrafo profissional Manuel Ribeiro.

Manuel Ribeiro é natural de Évora, sendo fotógrafo profissional, independente, desde 1983.

É especializado em fotografia para publicações e multimédia nas áreas da Arquitetura e Património.

Tem desenvolvido trabalho com as mais importantes instituições portugueses ligadas ao Património, como o IGESPAR, o Instituto dos Museus e da Conservação, o IHRU (ex DGEMN), bem como com outras instituições de reconhecido prestígio, como as Universidade de Coimbra e de Évora, ou a Fundação de Serralves e a Fundação Calouste Gulbenkian.

Os seus trabalhos podem ser encontrados em diversas publicações especializadas, como a revista Monumentos, e em inúmeros catálogos e roteiros.

É atualmente um dos mais reconhecidos especialistas nas áreas da fotografia do Património, Arquitetura e Levantamentos Fotográficos.

Programa (9:30 às 19:30):

*mostra de trabalhos de Manuel Ribeiro e contextos da sua execução

*Adobe Bridge e Adobe Photoshop: organização e edição de imagens

*Prática da fotografia no Mosteiro e proximidades

*Debate sobre as imagens dos participantes

INSCRIÇÃO: 35 EUROS | data limite de inscrição: 20 maio de 2013

Descontos na inscrição para sócios CEPAE, sócios Associação Portuguesa de Museologia, sócio Associação Portuguesa de Fotógrafos Profissionais, técnico das Câmaras associadas ao CEPAE - valor de inscrição 30 euros

Informações e inscrições

CEPAE

Praça Mouzinho Albuquerque, 2º- Sala 1, Apart. 188

2440-901 BATALHA

Tel./Fax: 244 766 199

Email: mail@cepae.pt

(*)Horário de atendimento: 10h00 - 13h00

Inscrições online: www.cepae.pt/workshopfotografia



publicado por Carlos Gomes às 13:02
link do post | favorito
|

Segunda-feira, 27 de Agosto de 2012
CENTRO DE PATRIMÓNIO DA ESTREMADURA REALIZA CURSO SOBRE ARTE BARROCA

Cursos-livres CEPAE «A Arte Barroca: o ser e o parecer ou essência e ilusão»

«A Arte Barroca: o ser e o parecer ou essência e ilusão»

25 de setembro a 23 de outubro de 2012

BATALHA

O Barroco foi um estilo artístico que marcou a Época Moderna Europeia, tendo espelhado o desejo de afirmação política, social e religiosa das sociedades em que floresceu. Pelas suas características emotivas, de opulência, de magnificência e de teatralidade, rapidamente se afirmou no panorama cultural do Antigo Regime, pois servia quer os interesses dos Estados absolutistas, quer o propósito da Igreja Católica, em ordem à doutrinação dos crentes num período de plena consolidação do protestantismo. Portugal assimilou os cânones do Barroco de forma tardia, mas tal facto não impediu uma produção artística de particular interesse, por exemplo, na retabulária e na azulejaria.

Temas:

- O tempo e o espaço do Barroco – o contexto político, cultural e artístico (25 de Setembro);

- A Arquitetura Barroca: o palco da cenografia (2 de Outubro);

- A Escultura Barroca: intuição e sentimento das personagens (9 de Outubro);

- A Pintura Barroca: o protagonismo da luz na composição (16 de Outubro);

- A Talha Dourada e o Azulejo: expoentes particulares da arte barroca portuguesa (23 de Outubro)

Horário: 19h15-20h45

Calendário: 5 Sessões às Terças-feiras25 de Setembro, 2,9,16,23 de Outubro.

Local do curso: Auditório da Junta de Freguesia da Batalha (Rua Infante D. Fernando, nº 432- BATALHA)

Inscrições: €25,00 (sócios CEPAE); €30,00 (não sócios)

Número máximo: 30 inscritos

Número mínimo: 15 inscritos

Data limite de inscrições: 20 de Setembro

Informações e inscrições*Praça Mouzinho Albuquerque, 2º- Sala 1 Apartado 188

2440-901 BATALHA

Tel./Fax: 244 766 199

E.mail: mail@cepae.pt

*Horário de atendimento - 10h00- 13h00 Inscrições ONLINE: http://goo.gl/Qv0T5



publicado por Carlos Gomes às 14:04
link do post | favorito
|

Sexta-feira, 18 de Maio de 2012
ASSOCIAÇÃO DE FOLCLORE DA ALTA ESTREMADURA ORGANIZA DESFILE ETNOGRÁFICO EM LEIRIA



publicado por Carlos Gomes às 02:57
link do post | favorito
|

Quarta-feira, 2 de Novembro de 2011
DR. JOSÉ ALHO ANALISA OS RESULTADOS DO CONGRESSO DE HISTÓRIA E PATRIMÓNIO DA ALTA ESTREMADURA QUE SE REALIZOU EM OURÉM

Publica-se a intervenção hoje realizada na reunião da Câmara Municipal de Ourém, do Vereador Dr. José Alho, fazendo o ponto da situação relativamente à realização do 1º Congresso de História e Património da Alta Estremadura, que decorreu no passado fim-de-semana em Ourém.

1.º Congresso de História e Património da Alta Estremadura

O 1.º Congresso de História e Património da Alta Estremadura teve lugar nos dias 28, 29 e 30 de Outubro no Cineteatro Municipal. Esta iniciativa decorreu numa organização conjunta entre o Centro de Estudos do Património da Alta Estremadura (CEPAE) e o Município de Ourém.

O Congresso incidiu sobre temáticas da História Local e Regional, Arqueologia, Património Natural e Cultural e História de Arte, sendo constituídas duas comissões para o efeito: a Comissão Científica, balizada para validar as propostas de comunicações, que contou com Saul António Gomes, João Pedro Bernardes, José Alho, Pedro Redol e Fernando Magalhães e a Comissão Executiva, com Joaquim Ruivo, Mário Rodrigues, Gonçalo Cardoso e Ana Saraiva.

A iniciativa foi prestigiada com uma Comissão de Honra alargada e representada por entidades da Administração Central, Administração Local, Academia, Fundações e outras entidades associadas às matérias da História e do Património.

Esta acção beneficiou ainda da oportunidade de acreditação para docentes, através de um trabalho conjunto entre a Organização e o Centro de Formação Os Templários.

A adesão de inscrições para comunicação excedeu largamente as expectativas, tendo-se registado um total de 52 participações, o que conduziu à realização de dois grupos de sessõesem simultâneo. Duranteestes 3 dias, os espaços de trabalho foram participados por mais de 200 congressistas, empenhados no conhecimento e na valorização do Património da Alta Estremadura.

Esta 1.ª edição, acolhida pelo Município de Ourém, foi unanimemente considerada um sucesso pela participação de comunicações inéditas e pertinentes para o futuro dos municípios da Alta Estremadura, estando programada a sua publicação em actas, mais uma vez numa lógica de parceria entre o CEPAE e os municípios que se lhe associaram, entre os quais o de Ourém.

Deixamos por isso o reconhecimento às entidades e pessoas envolvidas em todo este processo, sublinhando os papéis dos Drs. Joaquim Ruivo e Mário Rodrigues da direcção do CEPAE, da Dra. Agripina Vieira na direcção do Centro de Formação Os Templários, da Comissão Científica, responsável pela chancela de qualidade e rigor científicos das comunicações apresentadas e, finalmente, dos funcionários da Câmara Municipal de Ourém, da OuremViva, EEM e do CEPAE, que asseguraram o regular funcionamento dos trabalhos com profissionalismo e dedicação.



publicado por Carlos Gomes às 20:11
link do post | favorito
|

CONGRESSO DE HISTÓRIA E PATRIMÓNIO DA ALTA ESTREMADURA REALIZA-SE EM OURÉM

Mais de uma centena de congressistas reuniram-se no passado fim-de-semana em Ourém, durante três dias consecutivos, no Cine-Teatro Municipal de Ourém, para debater os mais variados temas relacionados com a Arqueologia, História, História da Arte, Património Cultural e Património Natural da nossa região. Tratou-se do 1º Congresso de História e Património da Alta Estremadura, uma iniciativa conjunta do Centro do Património da Estremadura (CEPAE), do Município de Ourém e do Centro de Formação "Os Templários" que contou ainda com a colaboração da Associação Fátima Cultural (AFAC), Associação de Defesa do Património Al-Baiaz, Associação dos Amigos do Mosteiro de Alcobaça e Património e Desenvolvimento da Nazaré.

feira sta_iria_congresso_visita_31_10_2011 012[1]

A importância do conhecimento da história e património para a identidade local e para o desenvolvimento regional, nomeadamente no que ao distrito de Leiria e concelho de Ourém diz respeito, constituiu o mote para a realização do O 1º Congresso de História e Património da Alta Estremadura, que se realizou no passado fim de semana e que contou com a participação de mais de uma centena de participantes ao longo dos três dias de trabalhos.

A sessão de abertura contou com a presença do Presidente daCâmara Municipal de Ourém, Dr. Paulo Fonseca, que além dos votos de “conclusões sólidas e capazes de valorizar uma região com fortes potencialidades”, expressou ainda o desejo de que o congresso “tenha a capacidade de criar um hábito de reflexão, discussão e promoção da História e Património da Alta Estremadura” exigindo que esta iniciativa seja a primeira de muitas neste âmbito. De seguida,o Presidenteda Comissão Executiva do congresso e do Centro do Património da Estremadura (CEPAE), Dr. Joaquim Ruivo, e o Dr. João Pedro Bernardes da Comissão Científica, valorizaram a promoção da investigação e o desenvolvimento de estudos sobre a História e Património regional, bem como a variedade e abrangência das diversas comunicações apresentadas no congresso. De facto, as temáticas abordadas no congresso versaram sobre Arqueologia, História, História da Arte, Património Cultural e Património Natural.

No primeiro dia do congresso, além das conferências inaugurais, foi possível apreciar a exposição fotográfica “Memórias com Presente: Património Rural de Fátima e Ourém” apresentada pela Associação Fátima Cultural(AFAC).

O segundo dia de trabalhos terminou com a apresentação do livro “O Diário “Perdido” da autoria do Dr. MárioRui Simões Rodriguesque apresenta o registo histórico da viagem de José Cornide por Espanha ePortugal no anode 1772, onde constam descrições da sua passagem pelazona de Leiriae arredores.

A sessão de encerramento do 1º Congresso de História e Património da Alta Estremadura foi presidida pelo Vice-Presidente daCâmara Municipal de Ourém, Dr. José Alho cuja declaração “enalteceu o trabalho desenvolvido por todos os intervenientes na organização desta iniciativa e reforçou a convicção de que o sucesso da primeira edição só poderia resultar na construção de uma dinâmica de futuro capaz de desenvolver novos projectos e afirmar sem hesitações uma nova atitudeem relação à Históriae Património da Alta Estremadura”.

feira sta_iria_congresso_visita_31_10_2011 018[1]

feira sta_iria_congresso_visita_31_10_2011 047[1]

feira sta_iria_congresso_visita_31_10_2011 209[1]

feira sta_iria_congresso_visita_31_10_2011 431[1]



publicado por Carlos Gomes às 15:32
link do post | favorito
|

Terça-feira, 25 de Outubro de 2011
REALIZA-SE EM OURÉM NO PRÓXIMO FIM-DE-SEMANA O 1º CONGRESSO DE HISTÓRIA E PATRIMÓNIO DA ALTA ESTREMADURA

CongressoHistoriaPatrimAltaEstremadura2011

Ourém vai receber no próximo fim-de-semana o 1º Congresso de História e Património da Alta Estremadura que terá lugar no Cine-Teatro Municipal de Ourém. Trata-se de uma iniciativa conjunta do Centro do Património da Estremadura (CEPAE), doMunicípio de Ouréme do Centro de Formação "Os Templários", visando o desenvolvimento de diversas temáticas, tais como Arqueologia; História; História da Arte; Património Cultural; Património Natural. As sessões são creditadas pelo Conselho Científico-Pedagógico da Formação Contínua (15 horas - 0,6 créditos).

Programa

28 de Outubro

17:30 Sessão de abertura

29 de Outubro

8:45 – Recepção aos participantes

Sala Piso 0

9:00 Sessão 2 — Arqueologia

9:05 O Habitat Pré-histórico de Castelo da Loureira (Alvaiázere): Problemática e Interpretação

Rui Santos eAlexandra Figueiredo

9:30 Alguns dados inéditos da pré-história e proto-história dos concelhos de Castanheira de Pêra e Figueiró dos Vinhos, sua correlação com a arqueologia da serra da Lousã e serra da Estrela

Nuno Ribeiro,Anabela Joaquinito eAntónio S. Pereira

9:55 A Idade do Bronze na Alta Estremadura: depósitos metálicos e sua conexão com o espaço

Raquel Mariada Rosa Vilaça

10:20 Reminiscências das sociedades metalúrgicas nalgumas grutas do nordeste estremenho

Ana Graça

10:45 Questões

11 – 11:15 Pausa

11:15 Sessão 4 — Arqueologia

11:15 Arqueologia no Nordeste do Distrito de Leiria: O Povoado Fortificado de N.ª S.ª dos Milagres/Castelo Velho – (I.ª Fase Bronze Final/Bronze Final e I.ª Idade do Ferro) – Pedrógão Grande

José Costa Santos

11:40 Organização política, territórios e economia na transição entre a Idade do Bronze e a Idade do Ferro na Alta Estremadura

Paulo Félix

12:05 O monte do Castelo (Ourém): conhecimentos actuais

Jaqueline Pereira eSofia Ferreira

12:30 O projecto de investigação arqueológica do Núcleo do Castelo de Leiria: enquadramento, objectivos e resultados

Vânia Carvalho e Isabel Inácio

12: 50 Questões

13:00 Encerramento da manhã:   Almoço

14:30 Sessão 6 — Arqueologia

14:30 Olaria Romana do Morraçal da Ajuda, Peniche: Uma “indústria” da Lusitânia litoral

Guilherme Cardoso, Eurico Sepúlveda, Severino Rodrigues e Inês Ribeiro

14:50 De indígenas a Romanos: o caso da família dos Sulpícios da Região de Leiria

João Pedro Bernardes

15:10 O sitio dos Cortiçais: naufrágio de época romana na costa meridional de Peniche

Jean-Yves Blot e António Dias Diogo

15:30 A villa Romana da Columbeira – Bombarral

Guilherme Cardoso, Eurico de Sepúlveda, Severino Rodrigues, Inês Ribeiro, Luísa Batalha

15:50 Ruim sítio, ruins ares e vizinhança de brejos”: modelização e reconstituição da evolução da lagoa de Óbidos entre o Período Clássico e a Idade Moderna

Alexandre Monteiro e Sérgio Pinheiro

16: 15 – 16:30 Pausa

16:30 Sessão 8 — Arqueologia / Património Cultural e Natural

16:30 Roteiros arqueológicos de Peniche-Berlengas, proposta de um projecto

Paulo Costa e Jorge Russo

16:50 “O Último Pezeiro” – Vivências de uma época na Mata do Urso

Maria Luísa Marques Batalha Santos

17:10 Da arte sineira à linguagem dos sinos: a relevância de património material e imaterial a preservar. O caso da fundição de sinos da Boca da Mata (Alvaiázere)

Maria Adelaide Furtado

17:30 Dos moinhos de vento às torres eólicas: contextualização do aproveitamento da energia eólica no âmbito do património natural e cultural na região de Sicó

João Forte, Sérgio Medeiros, Lucinda Silva, Hugo Neves, Gustavo Medeiros, Pedro Alves, Carlos Ferreira, Marise Silva, Cláudia Neves, Hugo Mendes

18:10 A Casa-Museu Afonso Lopes Vieira [CMALV] em S. Pedro de Moel como núcleo de um património cultural

Cristina Nobre

18.30 – Fim da sessão

30 de Outubro

9:00 Sessão 10 — Património Cultural e Natural

9:05 Visão Patrimonial de Ourém na perspectiva de gestão autárquica de Turismo e Cultura

João Fiandeiro Santos e Luís Mota Figueira

9:30 Centro Interpretativo de Atouguia da Baleia: Um Projecto Museológico Participativo

Raquel Janeirinho, Rui Venâncio e Jorge Martins

9:55 O Museu do Hospital e das Caldas: uma visão assistencial

Tânia Jorge e Dora Mendes

10:20 O Museu da Nazaré: da identidade à problematização das representações do mar

Dóris Santos

10:45 A região da Alta-Estremadura: património(s) e identidade(s)

Fernando Paulo Oliveira Magalhães

Nota: Por imperativos organizativos, esta comunicação será apresentada na Sessão 3, às 12:15 de sábado (Piso1).

A esta hora será apresentada a comunicação A Misericórdia do Alvorge no século XVIII, por Manuel Augusto Dias

11: 10 Questões

11:15 – 11:30 Pausa

11:30 Sessão 12 — Património Cultural e Natural

11:30 Alvaiázere – um património sócio-económico e cultural ancorado na pedra calcária: um contributo para a sua identificação e divulgação

Maria José Marques Rosa de Guanilho Duarte

11:55 A Vegetação Autóctone dos Concelhos da Alta Estremadura

Mário Fernandes Lousã e José Carlos Costa

12:20 Questões

12:30 – 13.15 Sessão de Encerramento



publicado por Carlos Gomes às 15:11
link do post | favorito
|

Sábado, 13 de Agosto de 2011
1.º CONGRESSO DE HISTÓRIA E PATRIMÓNIO DA ALTA ESTREMADURA JÁ TEM COMUNICAÇÕES APROVADAS

capture3

Ourém vai acolher o 1º Congresso de História e Património da Alta Estremadura nos próximos dias 29 e 30 de Outubro. A organização do evento é da responsabilidade do Centro de Património da Estremadura (CEPAE) e da Câmara Municipal de Ourém, contando com a colaboração da Al-Baiaz – Associação de Defesa do Património, da Associação dos Amigos do Mosteiro de Alcobaça e do Património e Desenvolvimento da Nazaré.

A realização do 1º Congresso de História e Património da Alta Estremadura reveste-se de elevada importância para o conhecimento da História e do Património para a identidade local e para o desenvolvimento regional.

A área geográfica abrangida pelas comunicações é o Distrito de Leiria e o Concelho de Ourém. Em termos temáticos, comporta as secções de Arqueologia, História, História da Arte, Património Cultural e Património Natural

Entretanto, foram aprovadas as seguintes comunicações a serem apresentadas ao referido Congresso:

ARQUEOLOGIA

"Ruim sítio, ruins ares e vizinhança de brejos": modelização e reconstituição da evolução da lagoa de Óbidos entre o Período Clássico e a Idade Moderna

Drs. Alexandre Monteiro e Sérgio Pinheiro

Reminiscências das sociedades metalúrgicas nalgumas grutas do nordeste estremenho

Dr.ª Ana Graça

Organização política, territórios e economia na transição entre a Idade do Bronze e a Idade do Ferro na Alta Estremadura

Dr. Paulo Félix

O monte do Castelo (Ourém): conhecimentos actuais

Dras. Jaqueline Pereira e Sofia Ferreira

De indígenas a Romanos: o caso da família dos Sulpícios da Região de Leiria

Doutor João Pedro Bernardes

“O Último Pezeiro” – Vivências de uma época na Mata do Urso

Dr.ª Maria Luísa Marques Batalha Santos

O projecto de investigação arqueológica do Núcleo do Castelo de Leiria: enquadramento, objectivos e resultados

Dras. Vânia Carvalho e Isabel Inácio

A Idade do Bronze na Alta Estremadura: depósitos metálicos e sua conexão com o espaço

Doutora Raquel Maria da Rosa Vilaça

Olaria Romana do Morraçal da Ajuda, Peniche: Uma "indústria" da Lusitânia litoral

Drs. Guilherme Cardoso, Eurico Sepúlveda, Severino Rodrigues e Inês Ribeiro

Alguns dados inéditos da pré-história e proto-história dos concelhos de Castanheira de Pêra e Figueiró dos Vinhos, sua correlação com a arqueologia da serra da Lousã e serra da Estrela

Drs. Nuno Ribeiro,Anabela Joaquinito e António S. Pereira

O sitio dos Cortiçais: naufrágio de época romana na costa meridional de Peniche

Doutores Jean-Yves Blot e António Dias Diogo

Roteiros arqueológicos de Peniche-Berlengas, proposta de um projecto

Paulo Costa e Jorge Russo

A villa Romana da Columbeira - Bombarral

Drs. Guilherme Cardoso, Eurico de Sepúlveda, Severino Rodrigues, Inês Ribeiro, Luísa Batalha

Arqueologia no Nordeste do Distrito de Leiria: O Povoado Fortificado de N.ª  S.ª dos Milagres/Castelo Velho - (I.ª  Fase Bronze Final/Bronze Final e I.ª  Idade do Ferro) - Pedrógão Grande

Dr. José Costa Santos

HISTÓRIA

Os Soares Barbosa – Ansianenses ilustres

Eng.º Ricardo Charters d'Azevedo

Autoria e data da Planta de Leiria do início do século XIX

Eng.º Ricardo Charters d'Azevedo

A evolução histórica e administrativa da Alta Estremadura e do Distrito de Leiria

Doutor Saul António Gomes

A Misericórdia do Alvorge no século XVIII

Dr. Manuel Augusto Dias

Óbidos na Casa das Rainhas Medievais de Portugal

Doutora Manuela Santos Silva

Leiria no Séc. XVIII – apontamento para entender a Cidade

Dr.ª Maria da Luz Franco Monteiro Moreira

Epidemias na região de Leiria em meados do século XIX: impacto social, económico e demográfico

Eng.º Carlos Fernandes

Hic sepulta est Mécia Vasques Coutinho: uma beiroa da Corte sepultada na Alta Estremadura

Dr. João António Portugal

Um Castanheirense na Implantação da República

Kalidás Barreto

Os caminhos utilizados na Batalha Real

Cor. Victor Portugal Valente dos Santos

A liderança económica do Norte do Distrito de Leiria nos sécs. XVII e XVIII: Centro de confluências ou de influências?

Dr.ª Margarida Herdade Lucas

O Fabrico de Papel em Figueiró dos Vinhos no século XVII

Eng.º Miguel Portela

Santa Maria da Vitória e o Mosteiro da Batalha: Razões de uma Invocação Régia

Dr. Pedro Picoito

Entraves à ascensão social: Pretensões indeferidas pelo Santo Ofício para Familiares e Comissários. O caso da vila de Pombal e freguesias limítrofes

Dr. Ricardo Pessa de Oliveira.

Alta Estremadura: uma razão cultural e um equívoco político?

Dr. Acácio de Sousa

HISTÓRIA DA ARTE

O Ciclo da água no Mosteiro de Santa Maria da Vitória. Contributo para o estudo dos sistemas hidráulicos na arquitectura medieval portuguesa

Dr.ª Ana Patrícia Rodrigues Alho

A reforma joanina da Batalha: ensaio de reconstituição gráfica

Drs. António Luís Ferreira e Pedro Redol

Duas cercas conventuais da Estremadura joanina em confronto: Tomar e Batalha

Drs. Marisa Oliveira e Pedro Redol

Francisco Maria Teixeira (1842-1889). Esboço biográfico de um original desenhador de arquitectura

Doutor José Francisco Ferreira Queiroz

A torre da Sé de Leiria: da leitura histórica à musealização

Drs. Luciano Coelho Cristino e Marco Daniel Duarte

PATRIMÓNIO CCULTURAL

Itinerários de Cister: património construído e paisagístico nos coutos de Alcobaça

Doutor António Maduro

Alcobaça, Património construído, Ambiguidades,

Dr. Rui Rasquilho

A Casa-Museu Afonso Lopes Vieira [CMALV] em S. Pedro de Moel como núcleo de um património cultural

Doutora Cristina Nobre

Acção de Manuel Vieira Natividade (1860-1918) na divulgação e salvaguarda do património histórico dos antigos coutos de Alcobaça

Dr.ª Ana Margarida Louro Martinho

Alvaiázere - um património sócio-económico e cultural ancorado na pedra calcária: um contributo para a sua identificação e divulgação

Dr.ª Maria José Marques Rosa de Guanilho Duarte

Da arte sineira à linguagem dos sinos: a relevância de património material e imaterial a preservar. O caso da fundição de sinos da Boca da Mata (Alvaiázere)

Dr.ª Maria Adelaide Furtado

Centro Interpretativo de Atouguia da Baleia: Um Projecto Museológico Participativo

Drs. Raquel Janeirinho, Rui Venâncio e Jorge Martins

Rendas de Bilros de Peniche

Jorge Amador

Visão Patrimonial de Ourém na perspectiva de gestão autárquica de Turismo e Cultura

Dr. João Fiandeiro Santos e Doutor Luís Mota Figueira

O Museu da Nazaré: da identidade à problematização das representações do mar

Dr. Dóris Santos

Museu do Hospital e das Caldas: uma visão assistencial

Dras. Tânia Jorge e Dora Mendes

PATRIMÓNIO NATURAL

A Vegetação Autóctone dos Concelhos da Alta Estremadura

Prof. Doutor Mário Fernandes Lousã

Dos moinhos de vento às torres eólicas: contextualização do aproveitamento da energia eólica no âmbito do património natural e cultural na região de Sicó

Drs. João Forte, Sérgio Medeiros, Lucinda Silva, Hugo Neves, Gustavo Medeiros, Pedro Alves, Carlos Ferreira, Marise Silva, Cláudia Neves, Hugo Mendes

Dinâmica geográfica e expressão territorial dos valores patrimoniais: o caso particular da paisagem urbana de Pombal

Doutor João Luís Jesus Fernandes



publicado por Carlos Gomes às 00:54
link do post | favorito
|

Segunda-feira, 25 de Julho de 2011
OURÉM ORGANIZA 1.º CONGRESSO DE HISTÓRIA E PATRIMÓNIO DA ALTA ESTREMADURA

capture3

Ourém vai acolher o 1º Congresso de História e Património da Alta Estremadura nos próximos dias 29 e 30 de Outubro. A organização do evento é da responsabilidade do Centro de Património da Estremadura (CEPAE) e da Câmara Municipal de Ourém, contando com a colaboração da Al-Baiaz – Associação de Defesa do Património, da Associação dos Amigos do Mosteiro de Alcobaça e do Património e Desenvolvimento da Nazaré.

A realização do 1º Congresso de História e Património da Alta Estremadura reveste-se de elevada importância para o conhecimento da História e do Património para a identidade local e para o desenvolvimento regional.

A área geográfica abrangida pelas comunicações é o Distrito de Leiria e o Concelho de Ourém. Em termos temáticos, comporta as secções de Arqueologia, História, História da Arte, Património Cultural e Património Natural.

Para assistir ao Congresso, as inscrições devem ser efectuadas através do e-mail congressoaltaestremadura@gmail.com até ao próximo dia 1 de Outubro, mediante o pagamento de 5 euros, devendo ser indicados o nome, morada, telefone, endereço de e-mail e profissão. As inscrições até ao dia 15 de Outubro são aceites, com penalização de mais 5 euros. Encontram-se isentos de pagamento, os participantes com comunicação, estudantes, desempregados e pensionistas com pensões inferiores ao salário mínimo.

Fonte: http://www.alta-estremadura.net/index.html



publicado por Carlos Gomes às 09:23
link do post | favorito
|

Domingo, 17 de Abril de 2011
I Congresso de História e Património da Alta Estremadura

 


Ourém, 29 de Outubro de 2011
Apresentação
Conscientes da importância do conhecimento da História e do Património para a identidade local e para o desenvolvimento regional, o Centro do Património da Estremadura (CEPAE) e a Câmara Municipal de Ourém vão coordenar a organização do 1.º Congresso de História e Património da Alta Estremadura.

A área geográfica abrangida pelas comunicações é o Distrito de Leiria e o Concelho de Ourém.
 
Em termos temáticos, comporta as seguintes secções:
  • Arqueologia
  • História
  • História da Arte
  • Património Cultural
  • Património Natural
Comunicações:
A submissão de propostas de comunicação é gratuita e deve ser feita para o e-mail congressoaltaestremadura@gmail.com até 31 de Julho de 2011, contendo os seguintes dados:
  • Nome | Morada | Telef./Telem. | E-mail | Habilitações académicas | Profissão | Instituição
  • Título da comunicação
  • Resumo da comunicação (até 300 palavras)
A Comissão Científica aprovará as comunicação no prazo de quinze dias após a sua recepção.
 
A aprovação das comunicações orienta-se por critérios de qualidade, pertinência e originalidade.
 
Poderá proceder-se a uma selecção com base em critérios geográficos, por forma a assegurar que todos os concelhos da Alta Estremadura sejam abrangidos pelas comunicações.
 
As comunicações orais terão a duração máxima de 20 minutos. As comunicações escritas terão a dimensão máxima de 50.000 caracteres, incluindo espaços.

Comissão Científica:
  • História: Saul António Gomes (Presidente)
  • Arqueologia: João Pedro Bernardes
  • História da Arte: Pedro Redol
  • Património Cultural: Fernando Magalhães
  • Património Natural: José Alho


publicado por Carlos Gomes às 09:44
link do post | favorito
|

Terça-feira, 31 de Agosto de 2010
Estremadura... em 1843!

Neste mapa, o concelho de Ourém aparece inscrito na província da Estremadura...

ATLAS GEOGRAFICO DAS PROVINCIAS DO REINO DE PORTUGAL E ALGARVE
Atlas geografico das provincias do Reino de Portugal e Algarve. - Lisboa : [s.n.], 1843. - 1 v. : mapas ; 23 cm http://purl.pt/761

 

citações: http://o.castelo.vai.nu/miradouro/



publicado por Carlos Gomes às 19:00
link do post | favorito
|

mais sobre mim
pesquisar
 
Setembro 2016
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9

12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30


posts recentes

TOCADORES DE CONCERTINA R...

CENTRO DO PATRIMÓNIO DA E...

CENTRO DO PATRIMÓNIO DA E...

CEPAE ORGANIZA COLÓQUIO “...

CENTRO DO PATRIMÓNIO DA E...

RANCHO FOLCLÓRICO “MOLEIR...

CENTRO DE PATRIMÓNIO DA E...

CENTRO DE PATRIMÓNIO DA E...

RANCHO DA REGIÃO DE LEIRI...

CENTRO DE PATRIMÓNIO DA E...

CENTRO DO PATRIMÓNIO DA E...

OURÉM PARTICIPA NA MOSTRA...

CENTRO DE PATRIMÓNIO DA E...

ESTREMADURA DEBATE EDUCAÇ...

RANCHO FOLCLÓRICO ROSAS D...

CENTRO DE PATRIMÓNIO DA E...

CENTRO DE PATRIMÓNIO DA E...

CENTRO DE ESTUDOS DO PATR...

CENTRO DE PATRIMÓNIO DA E...

CLAUSTRO MONFORTINO EM FÁ...

CENTRO DO PATRIMÓNIO DA E...

CENTRO DO PATRIMÓNIO DA E...

CENTRO DE PATRIMÓNIO DA E...

CENTRO DE PATRIMÓNIO DA E...

ASSOCIAÇÃO DE FOLCLORE DA...

DR. JOSÉ ALHO ANALISA OS ...

CONGRESSO DE HISTÓRIA E P...

REALIZA-SE EM OURÉM NO PR...

1.º CONGRESSO DE HISTÓRIA...

OURÉM ORGANIZA 1.º CONGRE...

I Congresso de História e...

Estremadura... em 1843!

arquivos

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

tags

todas as tags

links
Twitter
blogs SAPO
subscrever feeds