Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes de Ourém.

Domingo, 11 de Setembro de 2016
OURÉM RECEBE EXPOSIÇÃO DE FOTOGRAFIA “O PRAZER DE FOTOGRAFAR” DE EDUARDO TEIXEIRA PINTO

Cartaz_Prazer de Fotografar_GP_SET'16 (1).jpg



publicado por Carlos Gomes às 10:40
link do post | favorito
|

Terça-feira, 6 de Setembro de 2016
OURÉM RECEBE EXPOSIÇÃO DE FOTOGRAFIA “O PRAZER DE FOTOGRAFAR” DE EDUARDO TEIXEIRA PINTO

Cartaz_Prazer de Fotografar_GP_SET'16 (1).jpg



publicado por Carlos Gomes às 20:39
link do post | favorito
|

Quarta-feira, 31 de Agosto de 2016
OURÉM RECEBE EXPOSIÇÃO DE FOTOGRAFIA “O PRAZER DE FOTOGRAFAR” DE EDUARDO TEIXEIRA PINTO

A Galeria dos Paços, em Ourém, vai receber de 01 a 30 de setembro uma exposição de fotografia de Eduardo Teixeira Pinto.

Cartaz_Prazer de Fotografar_GP_SET'16 (1).jpg

A exposição pode ser visitada de segunda a sexta das 10h às 13h e das 14h às 17h.

Eduardo da Costa Teixeira Pinto nasceu em Amarante, em 1933 e começou a tirar as suas primeiras fotografias profissionais em 1950, tornando-se expositor desde 1953 em vários salões de fotografia nos cinco continentes.

Foi membro ativo de diversas comunidades de fotógrafos, nomeadamente “Associação Fotográfica do Porto”, “Grupo Câmara” (Coimbra) e “Associação Fotográfica do Sul” (Évora). A sua vasta obra, dotada de um olhar poético sobre a realidade, fizeram de si um dos melhores e mais galardoados fotógrafos portugueses do século XX com fotografias que abordam diversos temas, com destaque para a Natureza e a figura humana, que tão bem soube conciliar.

Obteve inúmeros prémios em Portugal e no estrangeiro, nomeadamente o Grande Prémio de Camões (1960), na época, uma das mais altas distinções a nível nacional.

Falecido em Janeiro de 2009, Eduardo Teixeira Pinto, deixou um espólio fotográfico de valor incalculável sendo vontade da família promover a  sua divulgação com a referida exposição.

Inserido nesse propósito foi publicado um livro, em Dezembro de 2010, Eduardo Teixeira Pinto - a poética da imagem, numa edição com o patrocínio total da empresa Mota Engil, com cerca 230 fotografias de Eduardo Teixeira Pinto agrupadas por temáticas: O Rio, A Nossa Terra, A Nossa Gente, as Festas e Outros Olhares.

Em 14 de junho de 2014 foi inaugurada uma nova exposição “ Aos Olhos de Eduardo “ no Museu Municipal de Ourense, composta por 70 fotografias da vasta obra do Autor. Esta exposição irá percorrer, durante os próximos anos, algumas das cidades da Galiza e do Norte de Portugal que fazem parte do Eixo Atlântico, tendo sido publicado um catálogo da referida exposição elaborado pela Associação para a Criação do Museu Eduardo Teixeira Pinto e pela Fundação Vicente Risco ( Alhariz - Ourense), com o Apoio da Câmara Municipal de Amarante e do Concelho de Ourense.

O trabalho de Eduardo Teixeira Pinto está patente no Museu -Amadeo de Souza-Cardoso - Amarante, com uma exposição permanente no primeiro piso daquele equipamento cultural.



publicado por Carlos Gomes às 14:08
link do post | favorito
|

Quinta-feira, 4 de Agosto de 2016
EXPOSIÇÃO DE PINTURA DE ANTÓNIO ALMAS EXPÕE PINTURA NA GALERIA DOS PAÇOS DE OURÉM

05 A 26 DE AGOSTO

2ª A 6ª FEIRA - 10.00 / 13.00H - 14.00 / 17.00H

ENSAIOS SOBRE ROSTOS

Nascido em Évora em janeiro de 1969, António Almas, residiu desde seu nascimento em Vila Viçosa, terra que considera como sua. Desde a infância que o gosto pelo desenho vinha sendo alimentado por inúmeros “rabiscos”, quer em livros de estudo, quer em folhas brancas, ou até mesmo em superfícies desconhecidas, onde o marcador quase sempre desenhava temas ligados ao misticismo e a civilizações antigas, com especial fascínio pelo Egipto e as suas pirâmides.

No final de 2013, depois de várias exposições, o autor decide fazer um ensaio sobre rostos, numa perspetiva de aperfeiçoar a técnica de desenhar umas das partes mais difíceis do corpo humano. É o resultado desse ensaio que apresenta nesta exposição.

Entrada livre

ConviteOur.png



publicado por Carlos Gomes às 17:22
link do post | favorito
|

Segunda-feira, 1 de Agosto de 2016
SANTUÁRIO DE FÁTIMA PROMOVE VISITA TEMÁTICA À EXPOSIÇÃO "TERRA E CÉU - PEREGRINOS E SANTOS DE FÁTIMA"

4ª Visita temática à exposição “Terra e Céu-Peregrinos e Santos de Fátima” centrada no Lava-Pés. Iniciativa tem lugar no dia 3 de agosto noConvivium de Santo Agostinho, Basílica da Santíssima Trindade, em Fátima.

Realiza-se no próximo dia 3 de agosto, pelas 21h15, mais uma visita temática à exposição temporária “Terra e Céu- Peregrinos e Santos de Fátima”, desta feita centrada no Lava-Pés.

tceu (1).jpg

Esta visita temática, a quarta de um conjunto de seis que o Santuário propõe até outubro à exposição temporária, nas primeiras quartas-feiras de cada mês, com entrada livre, está centrada no tema do lava-pés com o título “Os pés dos peregrinos e as mãos que deles cuidam” e visa uma abordagem ao conceito e simbologia do lava-pés bem como à forma como é vivido no Santuário de Fátima.

A visita vai ter como orientador o teólogo Pedro Valinho Gomes, e a Servita de Nossa Senhora Teresa Mendes.

Pedro Valinho Gomes fará um enquadramento teológico desta visita, e em declarações à Sala de Imprensa explica que «a narrativa do lava-pés representa uma das mais belas páginas do evangelho de João e simultaneamente uma das mais surpreendentes. Que, a meio da ceia, Jesus se levante, se dispa e lave os pés dos seus discípulos não pode deixar de nos surpreender, como aliás surpreendeu o próprio Pedro».

O teólogo acrescenta ainda que «este “escândalo” ajuda-nos a compreender que, quando Jesus pede que a Igreja repita este gesto profético, tem a intenção de revelar algo mais do que simplesmente a instrução de lavar os pés uns aos outros», e deste modo esta ação ganha uma especial importância em Fátima uma vez que «os peregrinos, que alimentam o seu caminhar com a esperança da promessa de Deus, são acolhidos com este mesmo gesto do lava-pés. É a Igreja que aqui cumpre o mandato do Cristo: uma igreja que se despe para acolher o outro e, nesse gesto de amor, ser sinal visível do dom da comunhão e da hospitalidade».

«Os pés dos peregrinos, que carregam as feridas e o cansaço de um caminho animado pela urgência da promessa, encontram-se com as mãos dos que os acolhem respondendo ao imperativo do Cristo: «como eu fiz, fazei também». Tocamos assim a essência do discipulado cristão».

As próximas visitas a esta exposição que se encontra patente ao público no Convivium de Santo Agostinho, no piso inferior da Basílica da Santíssima Trindade, realizam-se a 7 de setembro – Fama de Santidade: registos biográficos inscritos nos caminhos de Fátima e a 5 de outubro – Na primeira pessoa: as obras explicadas pelos seus autores.

Além das visitas temáticas o Santuário propõe também visitas guiadas a esta mesma exposição aos sábados de manhã e de tarde.



publicado por Carlos Gomes às 19:18
link do post | favorito
|

Sexta-feira, 8 de Julho de 2016
MUSEU DE ARTE SACRA E ETNOLOGIA DE FÁTIMA EXPÕE PINTURA DE LEONARDO RITO

A exposição temporária de pintura  de Leonardo Rito «Escritura em Azul e Branco», patente no CONSOLATA MUSEU | Arte Sacra e Etnologia desde o dia 21, vai encerrar no dia 31 de julho e não no dia 10 conforme o previsto.

image001 (5).jpg

Realizada em parceria com a GALERIA QUATTRO de Leiria , a exposição apresenta o mais recente projeto do artista, caracterizado por trabalhos pintados apenas em azul e branco. Esta sua nova fase, muito marcado até à data pela profusão de cores, surgiu após a visita a uma igreja toda ela revestida por azulejos azuis. As telas, pintadas em acrílico Cobalt Blue, apresentam temas da Escritura, Natividade, Fuga para Egito, Bodas de Caná e outras narrativas.

LEONARDO RITO

Nasceu em 11-01-1978.

Bacharelato em Artes Plásticas pela Esc. Sup. de Artes e Design de Caldas da Rainha.

Licenciatura em Artes Plásticas pela Esc. Sup. de Artes e Design de Caldas da Rainha.

Mestrado em Artes Plásticas pela Esc. Sup. de Artes e Design de Caldas da Rainha.

Vive e trabalha entre Toronto, Canadá e Leiria, Portugal

 Exposições:

2015 Exposição individual “Murdering the Masters IV”, Ciclo de exposições Eletricidade estética - Caldas da Rainha.

2015 Exposição individual “Murdering the Masters III”, Sede Preguiça Magazine, Leiria, Portugal.

Exposição individual “Murdering the Masters II”, Associação Célula & Membrana a9)))), Leiria, Portugal.

Exposição individual “Murdering the Masters”, Galeria Quattro, Leiria, Portugal.

2014 Participação no Festival "A Porta", Leiria Portugal

2013 Exposição individual “Pintura Punkristã”, Galeria Quattro, Leiria, Portugal.

2012 Exposição Colectiva de Arte Académica, IKAS ART, Bilbau, Espanha.

2011 Exposição Colectiva 20 Anos da Escola Superior de Arte e Design, Lisboa, Portugal.

Exposição Colectiva Museu Bernardo, A vida é bela quando se é pai, Caldas da Rainha, Portugal.

Caldas Late Night, Caldas da Rainha, Portugal.

2006 Artes na Praça, Praça Rodrigues Lobo, Leiria, Portugal.

2003 Semana de Portugal, Casa das Beiras, Toronto, Canadá.

1999 - 2001 Caldas Late Night, Caldas da Rainha, Portugal.

1998 Ciclo de Exposições Colectivas Flesh Meets Plastic, Caldas da Rainha, Portugal.

1997 - 1999 Exposições individuais regularmente, Opus Bar, Leiria, Portugal

1997 Exposição colectiva 4 novos artistas, Galeria Lídia Cruz, Leiria, Portugal



publicado por Carlos Gomes às 23:55
link do post | favorito
|

Sexta-feira, 1 de Julho de 2016
ALVAIÁZERE EXPÕE TECIDO ASSOCIATIVO

A biblioteca municipal acolheu mais de um século de história do tecido associativo do concelho de Alvaiázere numa exposição documental e iconográfica que reuniu parte do espólio de dezenas de colectividades do concelho. Da exposição constaram livros, fotografias, registos audiovisuais, estandartes, medalhas, galhardetes, instrumentos musicais, taças de diversas associações e colectividades.

alvai.JPG

O movimento associativo de Alvaiázere remonta ao início do século do XX, abarca as mais variadas vertentes, cultural, recreativa e desportiva, económica, cinegética, regionalista não esquecendo as instituições particulares de solidariedade social existentes no nosso território concelhio. O concelho tem cerca de 30 associações e colectividades e estiveram expostas, durante três meses (de março a junho), a quase totalidade das mesmas.

No decorrer deste período expositivo contámos ainda com a colaboração da Sociedade Filarmónica Alvaiazerense de Santa Cecília num momento musical que sucedeu à apresentação da última obra do Dr. Filipe Antunes, ex-autarca alvaiazerense, do Grupo Columbófilo de Alvaiázere na participação do programa comemorativo do dia da criança com uma largada de pombos, do Clube de Caçadores do Concelho de Alvaiázere que explorou o tema da biodiversidade e sensibilizou as crianças do ensino pré-escolar para a problemática da extinção de algumas espécies do seu habitat natural e por fim, ainda se fizeram contatos para o Centro de Voo Livre de Alvaiázere promover um encontro durante o certame “Alvaiázere Capital do Chícharo”, não tendo o mesmo decorrido devido às condições meteorológicas desfavoráveis que se fizeram sentir.

O associativismo reveste-se de uma forte contribuição económica, através do investimento humano voluntário, estruturando o segmento específico da economia social, desenvolvendo uma ação que, de outra forma, ficaria extremamente onerosa para a comunidade e, na prática, difícil de realizar.

Durante este período, a Biblioteca Municipal promoveu o reconhecimento do valor associativo concelhio através da expressão do olhar a cada painel expositivo sobre o caminho que todos juntos vamos percorrendo, de forma solidária.

Com o objetivo de dar continuidade a este reconhecimento público a Biblioteca Municipal convidou as juntas de freguesia do concelho para, nos seus espaços divulgarem o tecido associativo do concelho através da criação de um calendário rotativo inter-freguesias durante o período de verão e irá também solicitar a colaboração de cada associação para a divulgação da ação associativa local, no site da Câmara Municipal.



publicado por Carlos Gomes às 19:19
link do post | favorito
|

Quinta-feira, 30 de Junho de 2016
CENTRO DO PATRIMÓNIO DA ESTREMADURA REALIZA EXPOSIÇÃO DE FOTOGRAFIA NO CASTELO DE PORTO DE MÓS

Exposição de fotografia "Sensibilidades 25 // Antologia de Fotografia"

Castelo de Porto de Mós

De 21 de junho a 24 de julho, no Castelo de Porto de Mós, está patente ao público uma exposição de fotografia intitulada "Sensibilidades 25". Este projeto dinamizado pelo Centro do Património da Estremadura (CEPAE) e coordenado por José Luís Jorge, reúne trabalhos fotográficos inéditos de 25 fotógrafos do distrito de Leiria.

cepaeou.jpg

Nesta exposição antológica patenteiam-se várias estéticas e tendências, que vão desde o fotojornalismo, até à chamada fotografia de autor, sem temas previamente impostos, permitindo uma visão abrangente do que melhor se faz na região de Leiria, no que à fotografia diz respeito.

Com este projeto o CEPAE reafirma o seu empenho em promover a arte e a cultura contemporânea, não a confinando apenas a uma perspectiva regional, mas valorizando-a igualmente no contexto nacional.

Não deixe de visitar!



publicado por Carlos Gomes às 20:42
link do post | favorito
|

Quarta-feira, 22 de Junho de 2016
OURÉM INAUGURA EXPOSIÇÃO DE DESENHO E POESIA

Ourém inaugura a exposição “Confins da Infância”, poesia de Lains de Ourém e desenhos de Ana Oliveira que terá lugar no dia 25 de junho, com a apresentação do livro às16:30 horas, na Pousada de Ourém, seguindo-se a inauguração da exposição na Galeria da Vila Medieval de Ourém.

CARTAZ Exposição confins_Jun'16.jpg

Exposição patente de 25 de junho a 21 de agosto de 2016

Tínhamos, e talvez não soubéssemos, encontro marcado desde o início dos tempos. A mesma terra que nos possibilitou a junção, foi a mesma que deu à nossa infância e juventude a possibilidade dos pássaros. E das ribeiras, das pedras da serra e da lama dos aluviais nos pés descalços rente às raízes dos milheirais. Tivemos infâncias diferentes e iguais, como agora vos mostramos. A Ana sabe dizer do que ama no incrivel talento dos traços (aprendeu, por certo, nas oliveiras). Eu presto homenagem ao menino que fui até morrer buscando as palavras rente ao que li e levei na mochila para a pesca, onde ia na ânsia dos mergulhos às escondidas da preocupação dos pais e da avó Mimi. Deixamo-vos entre os alguidares de barro e as manhãs frias rendadas pelo cantar das aves. Vimos dizer-vos da sublime comoção que é a percepção da vida: rápida e feliz melancolia. Olhai as aves, rente ao nosso silêncio.

António Galamba

ENTRADA LIVRE

Horário de funcionamento: terça-feira a domingo – das 09h00 às 13h00 e das 14h00 às 18h00.

Contactos: tel.: 249 540 900 (6831) | tlm: 919585003 | 910 502 917 | museu@mail.cm-ourem.pt | www.museu.cm-ourem.pt



publicado por Carlos Gomes às 00:49
link do post | favorito
|

Quinta-feira, 16 de Junho de 2016
ANA OLIVEIRA E LAINS DE OURÉM APRESENTAM LIVRO E INAUGURAM EXPOSIÇÃO CONFINS DA INFÂNCIA

Ana Oliveira e Lains de Ourém são amigos. É nessa condição, aliada aos currículos que ambos acarretam, que nos trazem os seus desenhos e a sua poesia. Ela, escultora pela Faculdade de Belas Artes de Lisboa.

ana e lains.jpg

Ele, antropólogo pela Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa. Alturas tantas, a formação de  um cruzou-se com a do outro. O resultado, cortando até com o rico passado artístico de cada um, é o reflexo do seu percurso, das suas infâncias e experiências. Mas também dos novos mundos descobertos que a amizade, entre ambos, permitiu.

Da junção das duas sensibilidades nasce «Confins da Infância», livro e exposição. Dele, a poesia reunida referente aos anos de 2013 – 2016. Dela, o reflexo do indizível nas aves e nos Homens desenhados.

A não perder. Na Galeria da Vila Medieval de Ourém. De 25 de Junho a 21 de Agosto. Inauguração da exposição e apresentação do livro a 25 de Junho pelas 16h30m na Pousada de Ourém-Fátima.



publicado por Carlos Gomes às 11:35
link do post | favorito
|

Sexta-feira, 3 de Junho de 2016
CENTRO DE PATRIMÓNIO DA ESTREMADURA PROMOVE EXPOSIÇÃO DE FOTOGRAFIA

Organizada pelo Centro de Património da Estremadura (CEPAE) e coordenada por José Luís Jorge, a exposição de fotografia "Sensibilidades 25" resulta de um projeto que criou a oportunidade de levar ao grande público obras de alguns dos mais representativos fotógrafos da região de Leiria. Descomprometida de temáticas, assenta numa antologia que reúne obras de singular estética, pontos de vista únicos que reflectem as vivências dos seus autores, a forma privilegiada de como interpretam o mundo através de uma câmara.

noname 

Assim, em 2010 reuniram-se nesta antologia 25 fotógrafos com diferentes ligações à Região de Leiria, naturais, profissionais ou afetivas. O processo de seleção das fotografias foi da inteira responsabilidade dos mesmos, preservando-se desta forma a genuinidade da vontade que estes sempre revelaram em associar-se a este projeto. Seis anos depois, a exposição continua atual e viva, tendo já estado patente em diversos municípios da região e integrado diversas iniciativas culturais.

“Sensibilidades 25 é uma obra diversificada, e isso revela-se pela proveniência dos fotógrafos e pela comparação dos diversos portefólios, que, é justo revelar, são quase todas peças originais criadas objetivamente para este projeto. (...) Acima de tudo, em Sensibilidades 25 fica uma visão bastante abrangente daquilo que neste início do século XXI se faz nesta Região, no que à fotografia diz respeito, e quais os seus principais protagonistas.” (José Luís Jorge, coordenador Sensibilidades 25).

Autores: Ana David | António Palmeira | Carlos Barroso | Dias dos Reis | Elisabete Maisão | Francisco Pedro | Gonçalo Lemos Joaquim Dâmaso | Joaquim Pesqueira | Joca Faria | José Luís Jorge | Luís Lobo Henriques | Margarida Araújo | Maria Adelina Sousa | Maria Kowalski | Mário Caldeira | Nuno Brites | Paulo Cunha | Ricardo Graça | Rui Gouveia | Rute Violante | Sandra Costa | Sérgio Claro | Valter Vinagre | Victor Oliveira



publicado por Carlos Gomes às 14:16
link do post | favorito
|

Segunda-feira, 30 de Maio de 2016
OURÉM INAUGURA EXPOSIÇÃO "PENSAR OURÉM"



publicado por Carlos Gomes às 20:46
link do post | favorito
|

Quarta-feira, 25 de Maio de 2016
GALERIA MUNICIPAL DE OURÉM EXPÕE PINTURA DOS ALUNOS DO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS

Ourém inaugura a Exposição de pintura “Arqueologias da memória” pela turma do 12º ano de Artes do Agrupamento de Escolas de Ourém, que terá lugar no dia 03 de junho às 15:30 horas, na Galeria da Vila Medieval de Ourém.

Convite_ExposiçãoArqueologia da memoria_novo
Patente de 03 a 20 de junho de 2016
A exposição ARQUEOLOGIAS DA MEMÓRIA reúne uma coleção de trabalhos executados no âmbito da disciplina de Oficina de Artes, pela turma do 12º de Artes do Agrupamento de Escolas de Ourém, em que se propôs uma espécie de viagem à procura da identidade pessoal de cada estudante.
O desafio foi recuperar micronarrativas que constroem a história individual e/ou coletiva a partir dos lugares do quotidiano, propondo uma convocatória para a recolha de álbuns de família-escola-cidade, pessoas e lugares, para recontar e reocupar o espaço simbólico conferindo-lhe novos significados. No caminho foi possível o confronto com a tela em branco, a descoberta das singularidades, a seleção temática, as opções técnicas, as dúvidas e as tomadas de decisão que antecipam aquele que ousa confrontar-se com a sua própria linguagem enquanto se desvela como autor.
ENTRADA LIVRE
Horário de funcionamento: terça-feira a domingo – das 09h00 às 13h00 e das 14h00 às 18h00.
Contactos: tel.: 249 540 900 (6831) | tlm: 919585003 | 910 502 917 | museu@mail.cm-ourem.pt | www.museu.cm-ourem.pt



publicado por Carlos Gomes às 12:02
link do post | favorito
|

Sexta-feira, 13 de Maio de 2016
LEONARDO RITO EXPÕE EM FÁTIMA

Estará patente de 21 de maio a 10 de julho no CONSOLATA MUSEU| Arte Sacra e Etnologia, em Fátima, a exposição temporária «Escritura em Azul e Branco» do pintor Leonardo Rito.

image004

Agnus Dei, 2016 - 30cm x 30cm - Acrílico sobre Tela

Realizada em parceria com a GALERIA QUATTRO de Leiria , a exposição apresenta o mais recente projeto do artista ,caracterizado por trabalhos pintados apenas em azul e branco. Esta sua nova fase, muito marcado até à data pela profusão de cores, surgiu após a visita a uma igreja toda ela revestida por azulejos azuis. As telas, pintadas em acrílico Cobalt Blue, apresentam temas da Escritura, Natividade, Fuga para Egito, Bodas de Caná e outras narrativas.

A inauguração está inserida na 12.ª edição europeia da “Noite dos Museus” que se realizará no dia 21 de maio, sábado.

Programa:

21h30: Visita Guiada ao museu à luz da lanterna

22H15: Inauguração da exposição temporária «Escritura em azul e branco», pintura de Leonardo Rito

LEONARDO RITO

Nasceu em 11-01-1978.

Bacharelato em Artes Plásticas pela Esc. Sup. de Artes e Design de Caldas da Rainha.

Licenciatura em Artes Plásticas pela Esc. Sup. de Artes e Design de Caldas da Rainha.

Mestrado em Artes Plásticas pela Esc. Sup. de Artes e Design de Caldas da Rainha.

Vive e trabalha entre Toronto, Canadá e Leiria, Portugal

Exposições:

2015 Exposição individual “Murdering the Masters IV”, Ciclo de exposições Eletricidade estética - Caldas da Rainha.

2015 Exposição individual “Murdering the Masters III”, Sede Preguiça Magazine, Leiria, Portugal.

Exposição individual “Murdering the Masters II”, Associação Célula & Membrana a9)))), Leiria, Portugal.

Exposição individual “Murdering the Masters”, Galeria Quattro, Leiria, Portugal.

2014 Participação no Festival "A Porta", Leiria Portugal

2013 Exposição individual “Pintura Punkristã”, Galeria Quattro, Leiria, Portugal.

2012 Exposição Colectiva de Arte Académica, IKAS ART, Bilbau, Espanha.

2011 Exposição Colectiva 20 Anos da Escola Superior de Arte e Design, Lisboa, Portugal.

Exposição Colectiva Museu Bernardo, A vida é bela quando se é pai, Caldas da Rainha, Portugal.

Caldas Late Night, Caldas da Rainha, Portugal.

2006 Artes na Praça, Praça Rodrigues Lobo, Leiria, Portugal.

2003 Semana de Portugal, Casa das Beiras, Toronto, Canadá.

1999 - 2001 Caldas Late Night, Caldas da Rainha, Portugal.

1998 Ciclo de Exposições Colectivas Flesh Meets Plastic, Caldas da Rainha, Portugal.

1997 - 1999 Exposições individuais regularmente, Opus Bar, Leiria, Portugal

1997 Exposição colectiva 4 novos artistas, Galeria Lídia Cruz, Leiria, Portugal

GALERIA QUATTRO http://quattrogaleria.com/

 



publicado por Carlos Gomes às 10:45
link do post | favorito
|

Sábado, 30 de Abril de 2016
SANTUÁRIO DE FÁTIMA APRESENTA EXPOSIÇÃO “TERRA E CÉU –PEREGRINOS E SANTOS DE FÁTIMA”

Santuário de Fátima inicia visitas temáticas à exposição “Terra e Céu- Peregrinos e Santos de Fátima”. Iniciativa decorre na primeira quarta feira de cada mês, entre maio e outubro

Os visitantes da exposição temporária “Terra e Céu- Peregrinos e Santos de Fátima”, promovida pelo Santuário de Fátima, que decorre no Convivium de Santo Agostinho, no piso inferior da Basílica da Santíssima Trindade, vão poder usufruir, a partir do dia 4 de maio, visitas guiadas por especialistas.

Trata-se de uma iniciativa, que se realiza na primeira quarta feira do mês, entre maio e outubro, que pretende proporcionar uma experiência mais enriquecedora advinda da interpretação dos conteúdos desenvolvidos nas exposições temporárias.

Esta iniciativa, orientada pela Secção de Arte e Património, pretende levar o visitante, seja peregrino, seja investigador, seja turista, a apreender melhor o sentido da narrativa e dos objetos expostos. As duas modalidades de visita – visita à exposição e visita temática – pretendem fazer chegar os conteúdos a diferentes tipos de públicos: aos que quererão experienciar o sentido geral das exposições e aos que pretenderão aprofundar os seus conhecimentos no contexto da museologia atual.

A primeira visita, no dia 4 de maio, pelas 21h15, terá dois momentos: o primeiro intitulado “Seis núcleos, seis peças: um percurso através do símbolo” e o segundo será marcado pelo lançamento da Emissão Filatélica “Santuários Marianos”, no centenário das aparições do Anjo. Esta iniciativa conta com a presença do Reitor do santuário. A entrada é livre.

No dia 1 de junho a visita será desenvolvida em torno do “Cristo de Mont´iras”: uma peculiar escultura do Século XIV; a 6 de julho será a “Última ceia”, de Joaquim Correia: O Cartão, a Prova e a Tapeçaria e a 3 de agosto “Fama de Santidade: registo biográficos inscritos nos  caminhos de Fátima”. A 7 de setembro os “Pés dos peregrinos e as mãos que deles cuidam” e por fim a 5 de outubro, “Na primeira pessoa: as obra explicada pelos seus autores”.

A exposição temporária, evocativa da aparição de setembro de 1917, decorre no 6.o ano da celebração do centenário das aparições de Fátima e estará patente ao público até dia 31 de outubro de 2016.



publicado por Carlos Gomes às 11:37
link do post | favorito
|

Quarta-feira, 27 de Abril de 2016
PINTORA MÓNICA ANTÓNIO EXPÕE NA GALERIA MUNICIPAL DE OURÉM



publicado por Carlos Gomes às 15:40
link do post | favorito
|

Quinta-feira, 21 de Abril de 2016
MUSEU DE ARTE SACRA E ETNOLOGIA DE FÁTIMA PROLONGA EXPOSIÇÃO SOBRE "A HISTÓRIA DE UM LAPIS"

Devido à grande adesão e interesse ainda em visitar a exposição, o seu encerramento foi adiado para dia 15 de maio.

Aberta das 10h00 às 19h00, de terça-feira a domingo!

“A História de um Lápis” é o título da exposição temporária que estará patente de 19 de março a 15 de maio no Consolata Museu | Arte Sacra e Etnologia, em Fátima.

image001

Resultante de uma parceria entre o museu e a sua Liga de Amigos (LaMase), a exposição apresenta 300 dos cerca de 920 lápis da coleção particular de Isabel Maria Caetano.

Residente em Fátima, a colecionadora começou este projeto em 1998 com meia dúzia de lápis, motivada por uma entrevista que assistiu a uma colecionadora de 1200 lápis. A maior parte dos lápis é resultado de ofertas de amigos que conhecem este seu gosto pessoal.

Todos eles de carvão, podemos encontrar na exposição lápis de várias partes do mundo, representando museus, cidades, países, parques temáticos, etc.

A exposição estará patente até ao dia 15 de maio, todos os dias, exceto às segundas-feiras, das 10h00 às 17h00 (março) e das 10h00 às 19h00 (abril).



publicado por Carlos Gomes às 15:08
link do post | favorito
|

Quinta-feira, 7 de Abril de 2016
ARTISTA ENGRÁCIA CARDOSO EXPÕE NA GALERIA DA VILA MEDIEVAL DE OURÉM

A Galeria da Vila Medieval de Ourém apresenta a exposição de desenho e pintura “De um lado para o outro” de Engrácia Cardoso, de 15 de abril a 29 de maio 2016. A exposição é inaugurada no próximo dia 15 de abril às 15h30.

395780_389554641070534_1999876176_n

Engrácia Cardoso, nasceu em Tomar em 1976. Vive e trabalha em Lisboa. Licenciada em Artes Plásticas (desenho) pela Escola Superior Artística do Porto.

Vencedora/ Bolsa Prémio Viagem Henrique Silva, Bienal de Cerveira em 2008/2009. Vencedora/VIII Grande Prémio de Pintura Fidelidade Mundial, 2004

Exposições individuais: Hemisfério, C.C. Gil Vicente, Sardoal, 2015; Hemisfério, Galeria5, Guimarães, 2015; Galeria Microarte, Lisboa, 2013; Galeria Corrente d’Arte, Lisboa, 2012; Casa dos Cubos, Tomar, 2012; Guimarães Noc Noc, Guimarães 2012; Centro de Arte e Cultura, Ponte de Sôr, 2012; Biblioteca Nacional, Lisboa, 2011; Galeria de Arte de Abrantes (CMA), Abrantes, 2011; Galeria Gomes Alves, Guimarães, 2011; Galeria Corrente d’Arte, Lisboa,2010; Galeria Corrente d’ Arte, Lisboa 2008; Espaço Pedro Remy, Braga, 2008; Projecta, Tomar, 2007; Galeria Gomes Alves, Guimarães, 2007; Galeria Corrente D’ Arte, Lisboa, 2007; Galeria Municipal de Abrantes, Abrantes, 2006; Capela de São Gregório, Tomar, 2005; Pousada Santa Marinha, Guimarães, 2005; Galeria Gomes Alves, Guimarães, 2004

Exposições colectivas: KWG; Kaiserslautern, Alemanha, 2015; Bienal de Cerveira, V.N. Cerveira, 2015; I Bienal de Gaia, V.N. Gaia, 2015, Premio Cármen Miranda, Marco de Canaveses, 2015, X Registos na figuração contemporânea, Fundação Escultor José Rodrigues, Porto, 2015; Weg Mit Kunst, KWG; Kaiserslautern, Alemanha, 2014; Weart, Aveiro , 2013; Guimarães noc noc, Guimarães, 2012; Teleférico Dinâmico, Guimarães Capital da Cultura, 2012; Bienal de Coruche, Coruche, 2009; Bienal de Cerveira, Cerveira, 2009; MV/ C+V, Centro Cultural Vila Flor, Guimarães, 2009; Wollmagazin,Volksbanck, KWG, Kaiserslautern, Alemanha, 2008; PrémioVespeira, Montijo, 2008; Prémio La Mútua, Fundació Cuixart, Barcelona, Espanha, 2008; Jovens Criadores, Aveiro, 2007; Prémio La Mútua, Granollers, Barcelona, Espanha, 2007; Prémio Amadeu de Souza-Cardoso, Amarante, 2007; Bienal de Cerveira, V.N.Cerveira, 2007; Compiegn, França, 2006; Bookobject, KWG, Wollmagazin, Kaiserslautern, Alemanha, 2005; Biblioteca Nacional, Lisboa, 2005; Culturgest, Porto, 2004; Culturgest, Lisboa, 2004.

De um lado para o outro

Uma vida atribuída, imanente.

Um passo em terra firme.

Uma expectativa que nasce,

acção que vibra, ânsia.

Tal como as abelhas, busco alimento,

procuro o néctar.

De um lado para outro.

Orgânico, animal.

Contemplo, penso e inquieto-me.

Círculo de vida, circunscrito.

A vida foi-me atribuída!

L’immanence.

Procuro a praxis vital,

serei um ser em potência.

Engrácia Cardoso, 2016

A arte está para o homem como o homem está para a natureza” (Wagner, 1849)

Horário de funcionamento: terça-feira a domingo – das 09h00 às 13h00 e das 14h00 às 18h00.

Contactos: tel.:249 540 900 (6831) | tlm: 919585003 | 910 502 917 | museu@mail.cm-ourem.pt | www.museu.cm-ourem.pt



publicado por Carlos Gomes às 20:19
link do post | favorito
|

Quinta-feira, 31 de Março de 2016
SANTUÁRIO DE FÁTIMA INAUGURA VISITAS GUIADAS E TEMÁTICAS ÀS EXPOSIÇÕES TEMPORÁRIAS

Exposição Terra e Céu: peregrinos e santos de Fátima teve, em média, 12700 visitantes por mês

A partir do próximo dia 2 de abril, o Santuário de Fátima vai promover, aos sábados, duas visitas guiadas às exposições temporárias, orientadas por um guia que estará disponível em dois períodos- 11h30 e 15h30- para acompanhar os peregrinos.

Estas visitas têm como objetivo primordial “contribuir ainda mais para qualificar a visita ao Santuário de Fátima, colocando ao serviço do peregrino guias que possibilitem uma experiência enriquecedora e complementar à experiência orante e celebrativa vivida em Fátima” explicou à Sala de Imprensa do Santuário o diretor de Serviço de Estudos e Difusão, Marco Daniel Duarte.


A secção de Arte e Património do Santuário de Fátima assegura que todas as visitas serão realizadas por pessoas “habilitadas”, que fornecerão todas as informações necessárias para facilitar a compreensão e a interpretação dos conteúdos desenvolvidos na exposição. 


Marco Daniel Duarte refere ainda que “O Santuário de Fátima é cada vez mais procurado por pessoas com cultura elevada, peregrinos que já se habituaram a encontrar aqui espaços de reflexão construídos a partir de linguagens contemporâneas usadas para transmitir os conteúdos da fé, da história e mensagem de Fátima”. 


Dentro deste espírito, a partir do dia 4 de maio, o Santuário de Fátima organizará também as visitas temáticas, nas primeiras quartas-feiras de cada mês. 


”Estas visitas estão direcionadas para os que pretendem aprofundar os seus conhecimentos no contexto da museologia atual” e para as orientar “serão convidados especialistas em determinadas áreas para interpretarem as diferentes peças” afirma Marco Daniel Duarte. 


É de salientar que a exposição temporária do Santuário de Fátima - “Terra e Céu: peregrinos e santos de Fátima”- patente ao público no Convivium de Santo Agostinho, no piso inferior da Basílica da Santíssima Trindade, recebeu até à Páscoa 51.109 visitantes, uma média de 12 700 visitantes por mês. 


A exposição está organizada em seis núcleos: “A luz de Cristo”, recebida pelo Baptismo; “Os pés dos peregrinos”; “O alimento da jornada: a palavra e o pão repartidos; subir aos céus de Fátima: os Santos da Colunata do Santuário” e “Os Santos da Cova da Iria: Fátima, lugar de Santidade” e, finalmente, “ Cristo, prémio e coroa da vida”.


Tal como a entrada na exposição, todas as visitas guiadas e temáticas serão gratuitas.



publicado por Carlos Gomes às 10:33
link do post | favorito
|

Segunda-feira, 14 de Março de 2016
MUSEU DE ARTE SACRA E ETNOLOGIA DE FÁTIMA EXPÕE "A HISTÓRIA DE UM LÁPIS"

A História de um Lápis” é o título da exposição temporária que estará patente de 19 de março a 24 de abril no Consolata Museu | Arte Sacra e Etnologia, em Fátima.

Resultante de uma parceria entre o museu e a sua Liga de Amigos (LaMase), a exposição apresenta 400 dos cerca de 920 lápis da coleção particular de Isabel Maria Caetano.

Residente em Fátima, a colecionadora começou este projeto em 1998 com meia dúzia de lápis, motivada por uma entrevista que assistiu a uma colecionadora de 1200 lápis. A maior parte dos lápis é resultado de ofertas de amigos que conhecem este seu gosto pessoal.

Todos eles de carvão, podemos encontrar na exposição lápis de várias partes do mundo, representando museus, cidades, países, parques temáticos, etc.

A exposição estará patente ao dia 24 de abril, todos os dias, exceto às segundas-feiras, das 10h00 às 17h00 (março) e das 10h00 às 19h00 (abril).



publicado por Carlos Gomes às 11:19
link do post | favorito
|

Segunda-feira, 29 de Fevereiro de 2016
ALVAIÁZERE INAUGURA AMANHÃ EXPOSIÇÃO DE CONCHAS



publicado por Carlos Gomes às 19:25
link do post | favorito
|

Segunda-feira, 22 de Fevereiro de 2016
ANTÓNIO GALAMBA EXPÕE FOTOGRAFIA EM OURÉM

27 DE FEVEREIRO a 22 DE MARÇO

“RENTE AO SILÊNCIO – TIMOR, INDONÉSIA E O ANTROPÓLOGO”

FOTOGRAFIA POR ANTÓNIO GALAMBA

GALERIA DOS PAÇOS

“Timor: rente ao dizer.

Somos de amarga e espantosa condição. Dominamos o mundo e o mundo é grande demais para tanto afecto.

Em Abril de 2013, o João, meu terno irmão, mais novo de unida prole de 5, partiu procurando, rente ao Índico, o pão que a situação económica e o criminoso governo de direita lhe proibiram em terra onde nasceu e livre, brincou na infância.

Homem sensível, maior fotógrafo, nunca deixou de nos enviar imagens da terra e das gentes que, tão bem, o acolheram. Menino dos valores de Abril, o João honra os seus. O João sabe bem quem é. Há um ano, neste mesmo sítio, vimos algumas das suas espantosas fotografias.

Chorei - e choro! - o meu quotidiano sem a habitual presença do meu irmão.

Próximos, como os estorninhos ao guadiana, a sua partida calou em mim a normal efusividade.

Em Agosto fui visitá-lo. Vinte dias de profunda alegria. Trago-vos do que lá vi.

Riquezas e pobrezas - conforme as perspectivas. Mas, acima de tudo, humanidade.

Muita humanidade.

Como escrevi ao João, nas lágrimas que derramei no seu ombro à despedida: o mundo é tão bonito e nós morremos tão depressa.”

António, Out. 2015

Horário: Segunda a sexta das 10h00 às 13h00 e das 14h00 às 17h00

ENTRADA GRATUITA



publicado por Carlos Gomes às 11:46
link do post | favorito
|

Terça-feira, 16 de Fevereiro de 2016
ALVAIÁZERE EXPÕE CONCHAS DO MUNDO MARINHO



publicado por Carlos Gomes às 22:58
link do post | favorito
|

Sábado, 6 de Fevereiro de 2016
ANTÓNIO FLOR EXPÕE PINTURA NA GALERIA DA VILA MEDIEVAL DE OURÉM

Ourém inaugura a Exposição de pintura “Os caminhos de Ourém” de António Flor, António Fazeres, Maria Miranda e Renato Monteiro, que terá lugar no dia 12 de fevereiro às 16:30 horas, na Galeria da Vila Medieval de Ourém.

Convite Exposicao Galeria VMO fevereiro 2016

A exposição está patente de 12 de fevereiro a 10 de abril de 2016, com entrada livre.

Tal como os caminhos, cruzam-se os olhares. E embora os passos e os olhares possam ocasionalmente convergir, dessa partilha de lugar e tempo, o que emerge é uma realidade caleidoscópica: um mundo fragmentado em múltiplas imagens!

Quatro fotógrafos fixaram o mesmo mas diferentemente, como se mostra em “Os Caminhos de Ourém”. Uma encruzilhada em que o visitante é desafiado a procurar o seu próprio caminho…

Galeria Municipal de Ourém – Vila medieval de Ourém

Horário: de terça a domingo das 09h00 às 13h00 e das 14h00 às 18h00.



publicado por Carlos Gomes às 23:17
link do post | favorito
|

Quinta-feira, 4 de Fevereiro de 2016
"PELA COSTA FORA", DE BRUNO GASPAR NO CLAUSTRO MONFORTINO

O Claustro Monfortino, restaurante de aplicação da Escola de Hotelaria de Fátima, junta todos os meses o prazer da arte e da gastronomia através da iniciativa “Arte no Claustro”, expondo os trabalhos de um artista para apreciar enquanto se vai degustando as maravilhosas refeições criadas e servidas pelos nossos alunos. Alimenta-se o corpo e o espírito.

unnamed

A partir de dia 11 de fevereiro, e até 18 de março, o Claustro Monfortino recebe a exposição “Pela Costa Fora”, de Bruno Gaspar, retratando uma aventura marítima que começou em Caminha, no extremo norte do país, e terminou em Vila Real de Santo António, no Sotavento algarvio, passando pelos arquipélagos da Madeira e Açores.

Bruno Gaspar (autor do projeto “Pela Estrada Fora”) viajou à boleia de vários tipos de embarcações: de veleiros de recreio a semi-rígidos, de cargueiros a traineiras de pescadores, incluindo o submarino Tridente da Marinha Portuguesa.

Este retrato da nossa costa, das suas gentes e das suas histórias incide nas paisagens, mas também nas construções costeiras, como os faróis, contemplando ainda profissões que tiram do mar o seu sustento e visitas oportunas a recantos gastronómicos.

O olhar deste artista plástico está traduzido nesta exposição em fotografias, vídeos e pinturas realizadas no decorrer da viagem que demorou 10 meses.

As crónicas que escreve sobre esta viagem são publicadas todos os sábados no jornal i.



publicado por Carlos Gomes às 14:12
link do post | favorito
|

Terça-feira, 12 de Janeiro de 2016
OURÉM RENOVA GALERIA DOS PAÇOS DO CONCELHO E EXPÕE PINTURA DE MILÚ DIAS

“Reflexos de um Olhar” em exposição na renovada Galeria dos Paços

A renovada Galeria dos Paços, junto ao edifício dos Paços do Concelho, acolheu no passado sábado a inauguração da exposição de pintura “Reflexos de um Olhar” de Milú Dias. O momento contou com muito público e com a presença do Presidente da Câmara Municipal, Paulo Fonseca, além do artista plástico Roberto Chichorro.

Imagem 049

A exposição “Reflexos de um Olhar” apresenta as últimas obras de Milú Dias, artista autodidata natural de Leiria que viveu a sua infância e adolescência no concelho de Ourém. Com um percurso artístico iniciado em 2001 e com várias exposições já realizadas, a sinopse da exposição “Reflexos de um Olhar” refere que “os seus quadros são o espelho dos seus olhos, resultado de uma leitura muito pessoal e da sua especialíssima forma de se exprimir”.

O Presidente Paulo Fonseca enalteceu a “qualidade das obras apresentadas” e perspetivou que a artista esteja “apenas no começo de uma grande e fulgurante carreira”. O autarca incentivou também os presentes a contribuírem para uma inversão da realidade instalada porque é essencial “colocar as artes e a cultura no centro daquilo que é a vida em comunidade”, já que falamos “da nossa identidade e da transmissão de valores sem os quais não podemos viver”. Seguiu-se a intervenção de Roberto Chichorro que manifestou estar “agradavelmente surpreendido com a exposição”, onde é possível notar “um grande crescimento na qualidade dos trabalhos”. A finalizar, a artista Milú Dias agradeceu a presença do público, do artista Roberto Chichorro e sublinhou todo o apoio prestado pelo Município de Ourém.

Imagem 010

A exposição “Reflexos de um Olhar” estará patente até 5 de fevereiro na Galeria dos Paços, nos dias úteis, entre as 09h00 e as 13h00 e as 14h00 e as 17h00.

Requalificação da Galeria dos Paços

O Município de Ourém procedeu a obras de qualificação na Galeria dos Paços, dotando o espaço de condições adequadas para acolher exposições ligadas às artes e ao artesanato e, complementarmente, iniciativas culturais promovidas pelo Município conciliadas com a função predominantemente expositiva do espaço. A intervenção na Galeria dos Paços incluiu a colocação de um novo pavimento e de um teto falso, a climatização do espaço com ar condicionado e execução de uma antecâmara, a proteção solar da fachada através de estores e a iluminação interior da Galeria. Foram também projetados e executados suportes expositivos para colocação das obras de arte.

 



publicado por Carlos Gomes às 11:55
link do post | favorito
|

Segunda-feira, 11 de Janeiro de 2016
MUSEU DE ARTE SACRA E ETNOLOGIA DE FÁTIMA APRESENTA EXPOSIÇÃO TEMPORÁRIA «A SEARA DOS POBRES NA CASA DAS SEMENTES»

No próximo dia 16 de janeiro, sábado, pelas 16h00, abrirá ao público a exposição temporária “A SEARA DOS POBRES NA CASA DAS SEMENTES -Vida e obra da Venerável Madre Maria Isabel da Santíssima Trindade. Esta mostra, comissariada pela Doutora Margarida Rézio, estará aberta ao público das 10h00 às 17h00, de terça-feira a domingo, até ao dia 28 de fevereiro.

A Exposição “A SEARA DOS POBRES NA CASA DAS SEMENTES” é uma exposição individual que surge no âmbito do estudo da vida e obra da Venerável Madre Maria Isabel da Santíssima Trindade, coincidente com o encerramento do ano dedicado à Vida Consagrada. Neste contexto a autora expõe trabalhos dentro da Pintura produzidos pelos utentes do Lar de Idosos de Santa Beatriz da Silva em Fátima e Fotografia da sua autoria.

“Fiz-me pobre para privilegiar os pobres” (Madre Isabel da SSma. Trindade) (1889-1962) Fundadora das Irmãs Concepcionistas ao Serviço dos Pobres.

Tomado em toda a sua plenitude, este acto de abandono foi a regra da vida cristã, que regeu Maria Isabel durante toda a sua vida, certa da sua entrega a Deus. Fundamentada nesta convicção fundou a Congregação das Irmãs Concepcionistas ao Serviço dos Pobres inspirada em Santa Beatriz da Silva, seguindo o carisma franciscano de pobreza. No aprofundamento da sua vida espiritual deixou-se conduzir por Deus “Via e Ouvia” sentindo a sua presença e mão firme e forte. Amadureceu na fé, permaneceu sempre em Cristo vivendo a vida de Cristo até amadurecer na vida de Cristo. Enveredou pelo caminho da cruz ao despojar-se de todos os bens materiais, esquecendo-se de si própria e transformando a sua vida secular em vida religiosa, pela oração e pela prática de obras de misericórdia corporais e espirituais, a favor dos mais carenciados, através de solidariedade humana.

As telas de acrílico representam passagens históricas da vida sócio religiosa da fundadora, despojamento, discernimento e de fé em Cristo e ainda como a Congregação Concepcionista se expandiu em missão.

Através da reprodução fotográfica de parte do acervo da Congregação, e do espólio pessoal da autora, pretende-se dar a conhecer a forma como foram acolhidas por Madre Maria Isabel as crianças e pessoas carenciadas e a sua intensa atividade de apostolado. E ainda enaltecer o trabalho das Irmãs Concepcionistas que souberam seguir o carisma de pobreza “se fordes humildes a congregação dará muito fruto” ao darem continuidade à obra, alargando a área de expansão, com a fundação de casas em Timor, Moçambique, Itália e México.

Margarida Rézio é Licenciada em Sociologia pela UAL de Lisboa, Mestre em Sociologia do Crime Violência e Segurança Interna e Doutorada em Sociologia Urbana Território e Ambiente pela Faculdade Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa.

Atualmente é membro do CEHR/Universidade Católica Lisboa, dedica-se ao estudo da vida religiosa.



publicado por Carlos Gomes às 22:31
link do post | favorito
|

Quarta-feira, 6 de Janeiro de 2016
MILÚ DIAS EXPÕE PINTURA EM OURÉM

Exposição de Pintura “Reflexos de um olhar” por Milú Dias. De 09 de janeiro a 05 de fevereiro | 09h às 13h e 14h às 17h, na Galeria dos Paços – Edifício dos Paços do Concelho

“Usando a tela como suporte e o óleo ou o acrílico como vocábulos do seu discurso plástico, Milú Dias elabora, nos seus quadros, uma linguagem expressiva muito própria, fruto do seu próprio olhar e da sua leitura muito pessoal sobre o mundo de formas e emoções que povoam a realidade que a rodeia.

image001

Embarquemos, então, nessa viagem de emoções em que os quadros de Milú Dias, ora meras telas ora autênticos olhares, ora estáticos adornos de paredes ora verdadeiros mundos comunicativos de emoções, sonhos e fantasmas, se transformam, sob o nosso olhar perscrutador, em autênticas aventuras coloridas.

Dirá a sabedoria popular que “os olhos são o espelho da alma”. Diremos nós que, no caso de Milú Dias, os seus quadros são o espelho dos seus olhos, resultado de uma leitura muito pessoal e da sua especialíssima forma de se exprimir.”

José Fernando de Santa-Rita (Arquiteto)

Entrada gratuita



publicado por Carlos Gomes às 00:09
link do post | favorito
|

Sábado, 19 de Dezembro de 2015
MUSEU DE ARTE SACRA E ETNOLOGIA DE FÁTIMA APRESENTA POESIA E EXPOSIÇÃO DE FOTOGRAFIA



publicado por Carlos Gomes às 17:15
link do post | favorito
|

Segunda-feira, 14 de Dezembro de 2015
EXPOSIÇÃO "AO REDOL DA TIJOMEL" PATENTE NO MUSEU MUNICIPAL DE OURÉM

Boas festas  - MMO



publicado por Carlos Gomes às 10:54
link do post | favorito
|

Quinta-feira, 3 de Dezembro de 2015
MUSEU DE ARTE SACRA E ETNOLOGIA DE FÁTIMA APRESENTA POESIA E EXPOSIÇÃO DE FOTOGRAFIA

CONSOLATA MUSEU - | Arte Sacra e Etnologia no dia 5 de dezembro, sábado.

*16h00 - Tarde de Poesia Natalícia |Declamação de poemas por crianças do 1.º ciclo do Agrupamento de Escolas de Ourém.

*17h00 - Cerimónia oficial da abertura da exposição temporária «Mães coragem … e o vazio das crianças que não puderam ser felizes» - Fotografias de Francisco Pedro

Os vinte e quatro trabalhos do jornalista Francisco Pedro são resultado da viagem que realizou em 2014 à Guiné- Bissau e pretendem servir como um alerta para o sacrifício de bebés que continua a verificar-se naquele país africano, através de um singelo tributo às muitas mães que têm a coragem de salvar os seus filhos, contrariando as crenças e tradições tribais

Através do olhar feliz das crianças retratadas, o autor procura também enaltecer «o trabalho fantástico» que está a ser feito em Bissau pela Cáritas, diocese e religiosas da comunidade de Santa Mariana de Jesus, ao acolherem muitas das crianças rejeitadas, na Casa Bambaran. E realçar o esforço das irmãs missionárias da Consolata, através das ações de sensibilização junto das comunidades rurais, um pouco por todo o país.

A exposição poderá ser vista até 3 de janeiro de 2016 de terça a domingo das 10h00 às 19h00 em outubro e de novembro a janeiro das 10h00 às 17h00.



publicado por Carlos Gomes às 16:40
link do post | favorito
|

Terça-feira, 1 de Dezembro de 2015
GALERIA MUNICIPAL DE OURÉM EXPÕE PINTURA E FOTOGRAFIA DE BRUNO GASPAR

A exposição de fotografia e pintura “Pela Costa Fora”, de Bruno Gaspar tem lugar no dia 4 de dezembro, às 16 horas, na Galeria Municipal de Ourém, situada na Vila Medieval de Ourém.

Patente de 04 de Dezembro de 2015 a 07 de fevereiro de 2016

ENTRADA LIVRE

“Pela Costa Fora” é uma aventura marítima que começou em Caminha, no extremo Norte do país, e terminou em Vila Real de Santo António, no Sotavento algarvio, passando pelos arquipélagos da Madeira e Açores.

Bruno Gaspar (autor do projecto Pela Estrada Fora) viajou à boleia de vários tipos de embarcações: de veleiros de recreio a semi-rígidos, de cargueiros a traineiras de pescadores, incluindo o submarino Tridente da Marinha Portuguesa.

Este  retrato da nossa costa, das suas gentes e das suas histórias incide nas paisagens, mas também nas construções costeiras, como os faróis, contemplando ainda profissões que tiram do mar o seu sustento e visitas oportunas a recantos gastronómicos.

O olhar deste artista plástico está traduzido nesta exposição em fotografias, vídeos e pinturas realizadas  no decorrer da viagem que demorou 10 meses.

As crónicas que escreve sobre esta viagem são publicadas todos os sábados no jornal i.

Horário de funcionamento da Galeria Municipal: terça-feira a domingo – das 09h00 às 13h00 e das 14h00 às 18h00.



publicado por Carlos Gomes às 21:40
link do post | favorito
|

Segunda-feira, 30 de Novembro de 2015
BRUNO GASPAR MOSTRA-NOS A COSTA PORTUGUESA EM FOTOGRAFIA E PINTURA

Exposição de fotografia e pintura "Pela Costa Fora" - 04 de dezembro a 07 de fevereiro na Galeria Municipal de Ourém

Pela Costa Fora é uma aventura marítima que começou em Caminha, no extremo Norte do país, e terminou em Vila Real de Santo António, no Sotavento algarvio, passando pelos arquipélagos da Madeira e Açores.

Bruno Gaspar (autor do projeto Pela Estrada Fora) viajou à boleia de vários tipos de embarcações: de veleiros de recreio a semirrígidos, de cargueiros a traineiras de pescadores, incluindo o submarino Tridente da Marinha Portuguesa.

Este retrato da nossa costa, das suas gentes e das suas histórias incide nas paisagens, mas também nas construções costeiras, como os faróis, contemplando ainda profissões que tiram do mar o seu sustento e visitas oportunas a recantos gastronómicos.

O olhar deste artista plástico está traduzido nesta exposição em fotografias, vídeos e pinturas realizadas no decorrer da viagem que demorou 10 meses.

As crónicas que escreve sobre esta viagem são publicadas todos os sábados no Jornal i.

Organização: Município de Ourém

Horário: de terça a domingo das 09h00 às 13h00 e das 14h00 às 18h00

Entrada livre



publicado por Carlos Gomes às 20:17
link do post | favorito
|

Quarta-feira, 11 de Novembro de 2015
MUSEU MUNICIPAL DE OURÉM APRESENTA EXPOSIÇÃO “AO REDOL DA TIJOMEL”

“Ao Redol da Tijomel” é o tema da exposição temporária do Museu Municipal de Ourém – Casa do Administrador - para o próximo semestre.

tijomel_3

A exposição foi inaugurada no passado sábado e retrata a história da fábrica de cerâmica de Júlio Redol, em Caxarias, - o expoente máximo do património industrial de Ourém e um dos principais ícones de vanguarda para o concelho.

O estudo deste tema era uma ambição antiga do Museu Municipal de Ourém, enquanto organismo que trabalha a identidade, o património e o território de Ourém. Foi então que três jovens designers do concelho (Mélanie Rodrigues, Luís Freire e Rúben Pereira) tomaram a iniciativa de avançar com o projeto.

tijomel_1

Durante mais de um ano trabalharam afincadamente na pesquisa. Primeiro surgiu o vídeo, que alcançou o primeiro prémio regional do Cinantrop - Festival Internacional de Cinema Etnográfico. Segui-lhe a preparação da exposição sobre a obra da Tijomel e o seu mentor: Júlio Redol. “Ao Redol da Tijomel” traz de volta toda a grandeza que a fábrica conseguiu oferecer à cerâmica portuguesa, sustentada em grandes valores industriais e sociais.

A equipa do museu apoiou os jovens comissários com o restauro de peças, a revisão dos textos, e demais tarefas que implicam a montagem de uma exposição de cariz museológico.

Durante os próximos seis meses a Casa do Administrador celebra, em exposição, duas personalidades de Ourém no século XX: Artur Oliveira Santos e Júlio Redol.

A exposição pode ser visitada de terça a domingo das 09h00 às 13h00 e das 14h00 às 18h00. Mais informações através do email museu@mail.cm-ourem.pt ou 913585003.

Localizada em Caxarias, a Tijomel representava uma referência de vanguarda a vários níveis: a dimensão e a estrutura portentosa do imóvel; a tecnologia com que estava equipado; a qualidade dos produtos, que conjugados por grandes artistas produziram grandes obras de arte em espaços de comércio, cultura e outros – como a Casa de Chá no Porto. Mas, para além disso, ressalta a grande figura do fundador Júlio Redol, pela sua capacidade de visão, humanismo e capacidade de gestão.



publicado por Carlos Gomes às 10:21
link do post | favorito
|

Sexta-feira, 30 de Outubro de 2015
MUSEU MUNICIPAL DE OURÉM INAUGURA EXPOSIÇÃO "AO REDOL DA TIJOMEL"

Inauguração da exposição temporária "Ao Redol da Tijomel", dia 07 de novembro às 17h00, no Museu Municipal de Ourém – Casa do Administrador.

Um grupo de amigos designers, decidiram juntar-se para destapar a história esquecida por detrás das paredes da fábrica de cerâmica de Júlio Redol, em Caxarias (Ourém).

Depois da pesquisa, a exposição “Ao Redol da Tijomel” traz de volta toda a grandeza que a fábrica conseguiu oferecer à cerâmica portuguesa, sustentada em grandes valores industriais e sociais.

É um relembrar, um pensar e um viver sobre o que foi, o que é, e o que poderá vir a ser…

A inauguração da exposição "Ao Redol da Tijomel" será seguida de jantar e prova de vinhos, mediante inscrição para os contactos:

249 540 900 (ext.: 6831) | M. 919 585 003 | E-mail: museu@mail.cm-ourem.pt  

O jantar terá início às 19h00 e o custo de 12,50€.

Organização: Município de Ourém

Entrada Livre



publicado por Carlos Gomes às 20:39
link do post | favorito
|

Terça-feira, 20 de Outubro de 2015
MUSEU DE ARTE SACRA E ETNOLOGIA DE FÁTIMA APRESENTA EXPOSIÇÃO DE FOTOGRAFIA

«Mães coragem … e o vazio das crianças que não puderam ser felizes»

Fotografia de Francisco Pedro - Exposição temporária

No próximo dia 27 de outubro, abrirá ao público no Consolata Museu | Arte Sacra e Etnologia, em Fátima, a exposição temporária de fotografia “Mães coragem … e o vazio das crianças que não puderam ser felizes”.

Os vinte e quatro trabalhos do jornalista Francisco Pedro são resultado da viagem que realizou em 2014 à Guiné-Bissau onde, em Bissau, conheceu a Casa Bambaran, um centro de acolhimento de crianças órfãs, portadoras de deficiência e rejeitadas pelo estigma das tradições. Basta nascerem gémeas, terem alguma deficiência, serem feias de mais para o gosto dos pais para serem eliminadas. São rotuladas de crianças Irã, ou crianças feiticeiras.

No entanto, existem “mães coragem” que desafiaram e venceram as crenças sobrenaturais, aceitando os seus filhos nas suas diferenças. São essas que o fotógrafo pretende homenagear, bem como o trabalho desenvolvido pelas Missionárias da Consolata.

A exposição poderá ser vista até 3 de janeiro de 2016 de terça a domingo das 10h00 às 19h00 em outubro e de novembro a janeiro das 10h00 às 17h00.

Mães coragem … e o vazio das crianças que não puderam ser felizes.

Os dias de Dona Djasse começam às cinco da manhã, sete dias por semana, quatro semanas por mês, 12 meses por ano. Na região onde vive, (Empada, Guiné Bissau) a água fica à distância do destino, o centro nutricional obriga a quatro horas de caminhada, duas para cada lado.

Dona, 33 anos, tem três pares de gémeos. Seis filhos, portanto. Os mais novos terão agora dois anos, os mais velhos andam pelos 10. Mas lá em casa, são, ao todo, 14 pessoas - ela, o marido, os seis filhos do casal e mais seis que vieram com o companheiro, por morte da mãe.

Se seguisse à letra as crenças populares, alimentadas por tradições tribais, podia até ter “eliminado” alguns dos gémeos, abandonando-os à beira rio ou colocando-os nos ninhos das térmitas. Não seria penalizada por isso, porque as autoridades guineenses vão fechando os olhos ao assunto e o ritual é facilmente aceite por grande parte da comunidade. Mas Dona não o fez. É uma das muitas mães coragem que existem na Guiné Bissau. Uma das muitas mulheres que ensinam os seus filhos a sorrir.

Outras, não tiveram tanta bravura e deixaram um vazio. Um vazio que devia ser sentido por toda a humanidade. Um vazio de felicidade, um vazio de vida, que nos devia envergonhar. É isso mesmo que estais a pensar. Na Guiné Bissau ainda se sacrificam crianças por serem diferentes.

Francisco Pedro



publicado por Carlos Gomes às 21:38
link do post | favorito
|

Sexta-feira, 9 de Outubro de 2015
ESCULTOR JOÃO BATISTA DOS SANTOS REVELA EM OURÉM "ALMA DE ARTISTA"



publicado por Carlos Gomes às 09:53
link do post | favorito
|

Segunda-feira, 28 de Setembro de 2015
JOÃO BAPTISTA DOS SANTOS EXPÕE ESCULTURA NA BIBLIOTECA MUNICIPAL DE OURÉM

A Biblioteca Municipal de Ourém inaugura no próximo dia 5 de outubro, pelas 17h30, a a Exposição de escultura “Alma de artista” de João Batista dos Santos. A exposição fica patente ao público, com entrada livre, até ao próximo dia 31 de outubro.

João Batista dos Santos nasceu a 19 de julho de 1943, em Pinhel. Formou-se em jovem em sapateiro mas foi como pintor de construção civil que fez profissão. Emigrou para França em 1969 e regressou à sua terra natal em 1998, onde continuou a sua atividade profissional de pintor de construção civil. Aos 69 anos, já reformado, participou, em setembro de 2012, no workshop de escultura “O tempo gravado em pedra”, organizado pela Oficina de Artes do Município de Ourém, onde se apaixonou pelo trabalho da pedra. Inspirado pelos conhecimentos adquiridos, deu asas à sua alma de artista e começou a produzir esculturas.

As peças que compõem esta exposição representam sujeitos ou formas inspirados na sua vida pessoal, bem como no mundo envolvente.

Biblioteca Municipal de Ourém

Largo Prof. Egas Moniz, n.º 12

2490-496 Ourém

Tel. 249 540 900 – ext. 6841/6842)

Horário da BMO (de outubro a junho)

De segunda a sexta-feira das 9h00 às 19h00

Ao sábado das 9h30 às 13h00



publicado por Carlos Gomes às 22:49
link do post | favorito
|

EDUARDO TEIXEIRA PINTO EXPÕE FOTOGRAFIA EM OURÉM

A Galeria Municipal de Ourém inaugura no próximo dia 2 de outubro, pelas 16 horas, a Exposição de Fotografia “A criança sob o olhar de Eduardo Teixeira Pinto”. A Galeria encontra-se situada na Vila Medieval de Ourém e a exposição estará patente ao público, com entrada livra, de 2 a 27 de novembro.

z

A exposição leva-nos até aos anos 50, 60 e 70 do século XX, às aldeias mais isoladas da serra do Marão, com as suas crianças tantas vezes descalças e até mesmo esfomeadas, ou à burguesia da vila e aos sonhos e esperanças dos seus diletos filhos.

As imagens captadas revelam as expressões fortes das crianças, onde nos é mostrado de uma forma clara a coexistência entre a dor e a esperança.

Com esta exposição, procura-se homenagear as crianças, com imagens das mais diversas vivências de um quotidiano já distante, no seio de uma realidade que muitos já não se lembram e onde eram passadas muitas das horas das suas vidas.

Eduardo da Costa Teixeira Pinto nasceu na freguesia de S. Gonçalo, Amarante, em 29 de abril de 1933.

Herdou do seu pai — também fotógrafo e fundador da empresa «Foto–Arte» em 1930, situada em Amarante— o prazer de fotografar. Sócio dos seus irmãos e do seu pai, trabalhou sempre com eles dedicando toda a vida à fotografia.

Começou a tirar as suas primeiras fotografias em 1950, tornando-se expositor desde 1953 em vários salões de fotografia nos cinco continentes. Entre outros países expôs em Portugal, Espanha, Alemanha, Áustria, Inglaterra, Estados Unidos, Canadá, Jugoslávia, Angola, Brasil, Bélgica, Moçambique, Cabo Verde, França, Itália e Austrália.

A sua longa experiência de toda uma vida e o seu olhar poético sobre a realidade fizeram de si um dos melhores e mais galardoados fotógrafos portugueses do século XX. A sua obra aborda diversos temas, com destaque para a natureza e a figura hu­mana, que tão bem soube conciliar.

Ao longo dos mais de cinquenta anos dedicados à fotografia, conquistou inúmeros pri­meiros, segundos e terceiros prémios. Foram mais de 150 Menções Honrosas obtidas, além de imensos troféus e medalhas, nomeadamente o Grande Prémio Camões (1960) – uma das mais altas distinções a nível nacional.

Foi membro ativo de diversas comunidades de fotógrafos, nomeadamente «Associação fo­tográfica do Porto», «Grupo Câmara» (Coimbra) e «Associação Fotográfica do Sul» (Évora).

Falecido no dia 4 de janeiro de 2009, Eduardo Teixeira Pinto era avesso a homena­gens e distinções. Deixou um espólio fotográfico de valor incalculável.

«O prazer de fotografar», «a criança sob o olhar de Eduardo Teixeira Pinto» e «Sen­sibilidades», são três exposições com uma seleção de fotografias representativas do percurso do autor. Exposições itinerantes, que percorrem Portugal desde novembro de 2008, têm como objetivo promover a divulgação do vasto espólio de Eduardo Teixeira Pinto.

Por iniciativa da Câmara Municipal de Amarante, o Museu Municipal Amadeo de Souza–Cardoso, localizado nesta cidade, possui uma sala dedicada à obra de Eduardo Teixeira Pinto, aberta ao público desde Setembro de 2011.

Horário de funcionamento da Galeria Municipal: terça-feira a domingo – das 09h00 às 13h00 e das 14h00 às 18h00.



publicado por Carlos Gomes às 20:57
link do post | favorito
|

Terça-feira, 21 de Julho de 2015
GALERIA MUNICIPAL DE OURÉM APRESENTA EXPOSIÇÃO DE FOTOGRAFIA DE PEDRO ALMEIDA E JOÃO VAZ RICO

Exposição de Fotografia "Impressões"

Por Pedro Almeida e João Vaz Rico

25 de julho a 27 de setembro

Galeria Municipal | Vila Medieval de Ourém

Pedro Almeida

Nascido em Lisboa em 1973, reside por opção no Ribatejo, cuja cor e diversidade o apaixonou. Autodidata, encontra na fotografia uma forma diferente de ver o mundo, de perpetuar um momento e de comunicar.

Não há temas preferidos para fotografar, há sim momentos, ocasiões e pormenores sentidos que procura captar com a objetiva.

João Vaz Rico

Nascido em Abrantes em 1961, despertou muito recentemente, para a (re)descoberta do mundo que nos rodeia através da objetiva de uma máquina fotográfica

Desde esse “encontro”, é permanentemente surpreendido pela transformação que se verificou no seu olhar, pela mágica clarividência, que definitivamente o transforma e enriquece.

Inauguração a 25 de julho pelas 18h00

Horário: terça a domingo das 09h00 às 13h00 e das 14h00 às 18h00.

Entrada livre



publicado por Carlos Gomes às 21:59
link do post | favorito
|

Segunda-feira, 20 de Julho de 2015
GALERIA MUNICIPAL DE OURÉM INAUGURA EXPOSIÇÃO DE FOTOGRAFIA

Ourém inaugura a exposição de fotografia "Impressões" de Pedro Almeida e João Vaz Rico, no dia 25 de JULHO às 18h00, na Galeria Municipal, situada na Vila Medieval de Ourém.

Pedro Almeida

Nascido em Lisboa em 1973, reside por opção no Ribatejo, cuja cor e diversidade o apaixonou. Autodidata, encontra na fotografia uma forma diferente de ver o mundo, de perpetuar um momento e de comunicar.

Não há temas preferidos para fotografar, há sim momentos, ocasiões e pormenores sentidos que procura captar com a objetiva.

João Vaz Rico

Nascido em Abrantes em 1961, despertou muito recentemente, para a (re)descoberta do mundo que nos rodeia através da objetiva de uma máquina fotográfica

Desde esse “encontro”, é permanentemente surpreendido pela transformação que se verificou no seu olhar, pela mágica clarividência, que definitivamente o transforma e enriquece.

Acesso gratuito



publicado por Carlos Gomes às 14:02
link do post | favorito
|

Terça-feira, 23 de Junho de 2015
ROBERTO CHICHORRO EXPÕE EM OURÉM



publicado por Carlos Gomes às 14:06
link do post | favorito
|

Domingo, 21 de Junho de 2015
ROBERTO CHICHORRO EXPÕE EM OURÉM



publicado por Carlos Gomes às 15:00
link do post | favorito
|

Terça-feira, 16 de Junho de 2015
ROBERTO CHICHORRO EXPÕE PINTURA EM OURÉM

Exposição de Pintura “Moçambique - Ourém” por Roberto Chichorro

20 de junho a 19 de julho

Galeria Municipal de Ourém

Inauguração a 20 de junho às 19h00.

No âmbito das comemorações dos 40 anos da independência de Moçambique, o pintor Roberto Chichorro expõe na Galeria Municipal de Ourém.

Nasceu em 1941 em Lourenço Marques. Trabalhou como desenhador de publicidade e como decorador de pavilhões para feiras internacionais em Moçambique. Fez cenografias para espetáculos e ilustrou vários livros.

/De 1982 a 1985 é bolseiro do Governo Espanhol em Madrid, para cerâmica (Taller Azul) e zincogravura (Óscar Manezzi). Em 1986 é bolseiro do Governo Português, vivendo em Portugal desde essa data e dedicando-se exclusivamente à pintura.

Horário: terça a domingo das 09h00 às 13h00 e das 14h00 às 18h00.

Entrada livre



publicado por Carlos Gomes às 19:36
link do post | favorito
|

Terça-feira, 2 de Junho de 2015
BIBLIOTECA MUNICIPAL DE OURÉM EXPÕE ROSTOS DA NOSSA TERRA



publicado por Carlos Gomes às 20:05
link do post | favorito
|

Domingo, 31 de Maio de 2015
EXPOSIÇÃO MOSTRA ROSTOS OUREENSES



publicado por Carlos Gomes às 10:29
link do post | favorito
|

Quinta-feira, 28 de Maio de 2015
“MÃOS DE OURO” EXPÕEM ARTESANATO EM OURÉM

03 a 22 de junho | 9h00 às 13h00 e das 14h00 às 17h00. Sala de Exposições do Edifício dos Paços do Concelho

A Associação de Artistas e Artesãos Oureenses reúne neste conjunto de trabalhos artesanais o que as suas "Mãos de ouro" vão produzindo e criando ao longo do ano. A exposição inaugura dia 3 de junho pelas 15 horas com o intuito de promover a realização de trabalho ao vivo para que todos possam também experimentar e aprender a fazer.

Esta exposição serve também de convite para que os oureenses venham conhecer a associação e o trabalho desenvolvido, desde os mais variados bordados, tecelagem, renda, croché e costura estando novas atividades a ser organizadas.

Podem ser vistos alguns trabalhos que serão levados à FIL Lisboa 2015, a maior feira de artesanato ibérica, de 27 de junho a 05 de julho.



publicado por Carlos Gomes às 22:12
link do post | favorito
|

Terça-feira, 5 de Maio de 2015
MUSEU DE ARTE SACRA E ETNOLOGIA DE FÁTIMA APRESENTA CHAPÉUS DE TODO O MUNDO

“Chapéus de todo o Mundo” é o título da exposição temporária que estará patente no CONSOLATA MUSEU |Arte Sacra e Etnologia, em Fátima, a partir do dia 9 de maio, sábado. A exposição resulta de uma parceria entre o Museu dos Missionários da Consolata e o Museu da Chapelaria do Município de S. João da Madeira, ambos credenciados pela Rede Portuguesa de Museus.

Esta exposição de chapéus permite conhecer exemplares dos cinco continentes, mostrando a diversidade de materiais, estética e cores. A temática da multiculturalidade enquadra-se harmoniosamente com a missão do CONSOLATA MUSEU, detentor de valiosas coleções etnográficas, oriundas sobretudo de África, América e Ásia. Além disso, o museu está situado em Fátima, local onde convergem anualmente milhares de peregrinos oriundos de várias partes do mundo.

Prevista para o mês de outubro de 2015, será a vez dos chapéus do CONSOLATA MUSEU partirem até ao MUSEU DA CHAPELARIA onde estarão expostos neste conceituado Museu de S. João da Madeira, fomentando a partilha de saberes, de coleções e parcerias entre museus.

A exposição poderá ser visitada de terça-feira a domingo das 10h00 às 19h00. Visitas guiadas para grupos por marcação prévia através do e.mail museurtesacra@consolata.pt ou do telefone número 249 539 470.

CHAPÉUS DE TODO O MUNDO

Se ao prazer da viagem for aliado o gosto pela história e pela cultura, corremos o risco de querer trazer connosco um pouco de todos esses lugares que nos são diferentes mas que, no fundo, não são mais do um de “nós” em outro contexto cultural.

A exposição “Chapéus de todo o Mundo” representa muitas dessas viagens e resulta da generosidade de todos os viajantes que ofereceram ao Museu o chapéu que adquiriram em diversas partes do Mundo.

Retratar simbolicamente a cultura de determinado País, através de um chapéu, é o desafio desta exposição, que propõe aos seus visitantes o confronto com o Outro e com as especificidades sociais e culturais que ajudam a construir múltiplas identidades.

De certo modo, pretendemos levar o visitante a refletir acerca da riqueza humana que agrega e consolida os povos porque, como diria Daniel Serra Vaz, um dos maiores colecionadores privados de chapéus, esta exposição “permite dar a volta ao mundo sem sair do mesmo local”.

Museu da Chapelaria – S. João da Madeira



publicado por Carlos Gomes às 19:48
link do post | favorito
|

Quarta-feira, 29 de Abril de 2015
ARTISTAS BRASILEIROS EXPÕEM EM OURÉM

Exposição está patente ao público até 29 de maio

A sala de exposições dos Paços do Concelho de Ourém recebe a partir desta sexta-feira, dia 01 de maio, pelas 17h00, a exposição coletiva “Paisagem de Si” pelo Grupo de Pintura e seus Atravessamentos NACASA coletivo artístico (Brasil).

A exposição ficará patente até 29 de maio e poderá ser visitada de segunda a sexta das 9h às 13h e 14h as 17h.

A partir de um grupo de 15 estudantes de arte, o projeto visou a construção de um pensamento visual, que resultou na presente mostra expositiva em Ourém. Cada integrante apresenta um trabalho como resultado desta experiência individual/coletiva, construído ao longo de um ano (2014/2015).

Todo o processo foi orientado e acompanhado tendo como fio condutor a leitura de livros como “A Poética do Devaneio”, de Gaston Bachelard e “Não Lugares”, de Marc Augé, assim como outros de textos filosóficos que estabeleceram a ligação entre pensamento e produção, com a intenção de gerar novas discussões e novas perspetivas construtivas assim como fazer da experiência o conhecimento e a transformação no resultado dos mesmos.

O projeto visa promover intercâmbios culturais através de um movimento experimental de novos processos, gerando maturidade nos processos plásticos e teóricos, que através de aulas teóricas e práticas com técnicas e procedimentos contemporâneos, tiveram a pintura como suporte para o discurso prático, assim como as informações visuais dialogadas.

Participantes:

Ângela Maria Vielitz Mackrodt

Carla Bacila Sade

Dolma Magnani de Oliveira

David John Ronce

Fabiana Machado Didoné

Janete Machado Sena

Lília Lúbia Consalter Agnes

Luiz Henrique Heinzen de Novaes

Marilda Machado Linhares

Maria Lydia Fiaminghi

Miriam de Freitas Porto

Meg Tomio Roussenq

Nelma Camargo

Rosane Lorena Granzotto

Tania Maria Esperon Porto



publicado por Carlos Gomes às 21:21
link do post | favorito
|

GALERIA MUNICIPAL DE OURÉM EXPÕE PINTURA DE FERNANDO D’F. PEREIRA

Exposição de pintura – “Ol auf Plexiglas “, de Fernando d’F. Pereira, que terá lugar no dia 30 de abril às 17 horas, na Galeria Municipal de Ourém, situada na Vila Medieval de Ourém.

Patente de 30 de abril a 14 de junho de 2015

ENTRADA LIVRE

O Mundo animado de Fernando d´F. Pereira

Pioneira em Portugal, na utilização do Plexiglass como suporte da pintura a arte de Fernando d´F. Pereira é um fenómeno no panorama artístico nacional e internacional contemporâneo.

Na pintura do artista o processo criativo constitui um ato continuo que tem como ponto de partida o desenho. A noite povoada de figuras é uma constante e há que lhes da uma existência concreta, material, com traços feitos em qual quer tipo de papel. É deste manancial semfim que o pintor parte para a pintura, escolhendo as figuras ou as personagens que, através do poder da cor, ganharão dimensão e “ volumetria “ no Plexiglas. Da associação entre elas nascem histórias,

simples retratos de um quotidiano ou alegorias várias, em que o género humano se vê retratado a nu, grotescamente, através dos olhos do Fernando d´F. Pereira.

Pode haver um desenho prévio de traço muito genérico sobre a pelicula azul da superfície que ficará à vista. Mas nem sempre a pintura por trás o segue e a intenção inicial por ser abandonada em favor de uma outra vontade que vai surgindo no processo da construção da pintura, na maior parte das vezes inconscientemente. O objetivo do pintor é veicular uma mensagem ecologista, alias sempre presente na sua obra.

Ao nível da composição o artista procura a criação do espaço para além do suporte bidimensional, através das arquiteturas, desenhos em perspetiva dos planos de cor e a colocação das figuras nesses vários planos sequenciais ou não artifícios que conferem á pintura uma profundidade extraordinária: a criação da terceira dimensão.

Dr.ª Ana Pagará

Galeria Municipal de Ourém – Vila medieval de Ourém

Horário: de terça a domingo das 09h00 às 13h00 e das 14h00 às 18h00.



publicado por Carlos Gomes às 20:53
link do post | favorito
|

mais sobre mim
pesquisar
 
Setembro 2016
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9

12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30


posts recentes

OURÉM RECEBE EXPOSIÇÃO DE...

OURÉM RECEBE EXPOSIÇÃO DE...

OURÉM RECEBE EXPOSIÇÃO DE...

EXPOSIÇÃO DE PINTURA DE A...

SANTUÁRIO DE FÁTIMA PROMO...

MUSEU DE ARTE SACRA E ETN...

ALVAIÁZERE EXPÕE TECIDO A...

CENTRO DO PATRIMÓNIO DA E...

OURÉM INAUGURA EXPOSIÇÃO ...

ANA OLIVEIRA E LAINS DE O...

CENTRO DE PATRIMÓNIO DA E...

OURÉM INAUGURA EXPOSIÇÃO ...

GALERIA MUNICIPAL DE OURÉ...

LEONARDO RITO EXPÕE EM FÁ...

SANTUÁRIO DE FÁTIMA APRES...

PINTORA MÓNICA ANTÓNIO EX...

MUSEU DE ARTE SACRA E ETN...

ARTISTA ENGRÁCIA CARDOSO ...

SANTUÁRIO DE FÁTIMA INAUG...

MUSEU DE ARTE SACRA E ETN...

ALVAIÁZERE INAUGURA AMANH...

ANTÓNIO GALAMBA EXPÕE FOT...

ALVAIÁZERE EXPÕE CONCHAS ...

ANTÓNIO FLOR EXPÕE PINTUR...

"PELA COSTA FORA", DE BRU...

OURÉM RENOVA GALERIA DOS ...

MUSEU DE ARTE SACRA E ETN...

MILÚ DIAS EXPÕE PINTURA E...

MUSEU DE ARTE SACRA E ETN...

EXPOSIÇÃO "AO REDOL DA TI...

MUSEU DE ARTE SACRA E ETN...

GALERIA MUNICIPAL DE OURÉ...

BRUNO GASPAR MOSTRA-NOS A...

MUSEU MUNICIPAL DE OURÉM ...

MUSEU MUNICIPAL DE OURÉM ...

MUSEU DE ARTE SACRA E ETN...

ESCULTOR JOÃO BATISTA DOS...

JOÃO BAPTISTA DOS SANTOS ...

EDUARDO TEIXEIRA PINTO EX...

GALERIA MUNICIPAL DE OURÉ...

GALERIA MUNICIPAL DE OURÉ...

ROBERTO CHICHORRO EXPÕE E...

ROBERTO CHICHORRO EXPÕE E...

ROBERTO CHICHORRO EXPÕE P...

BIBLIOTECA MUNICIPAL DE O...

EXPOSIÇÃO MOSTRA ROSTOS O...

“MÃOS DE OURO” EXPÕEM ART...

MUSEU DE ARTE SACRA E ETN...

ARTISTAS BRASILEIROS EXPÕ...

GALERIA MUNICIPAL DE OURÉ...

arquivos

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

tags

todas as tags

links
Twitter
blogs SAPO
subscrever feeds