Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes de Ourém.

Sexta-feira, 25 de Dezembro de 2015
AS ORIGENS PAGÃS DO BOLO-REI

À semelhança do que sucede com a generalidade dos costumes atuais, perde-se no tempo a verdadeira origem do bolo-rei (ou bolo dos reis), da mesma forma que também este apresenta formas e designações variadas consoante as culturas. Assim, em Inglaterra mantém-se a tradição de comer e efetuar corridas com panquecas por ocasião da Terça-feira Gorda. Tratam-se, na realidade, de festividades de origem pagã que se encontram ligadas a rituais de fertilidade que outrora se realizavam por ocasião do Entrudo e visavam preparar a chegada da Primavera e, como ela, o renascimento dos vegetais.

Bolo-Rei

A própria designação de Terça-feira Gorda remete-nos para o antigo costume de fazer desfilar pela cidade um boi gordo antes de sacrificá-lo, prática cujas reminiscências ainda se preservam nomeadamente através das largadas de touros e na corrida da Vaca das Cordas. Da mesma forma que nos festejos carnavalescos se preserva a figura do respetivo Rei que cabia outrora àquele que no bolo encontrasse a fava ou o feijão dourado, sendo como tal tratado durante o ano inteiro.

Por seu turno, os romanos introduziram tal prática por ocasião das saturnais que eram as festividades que se realizavam em 25 de Dezembro, em celebração do solstício de Inverno, também eles elegendo um rei da festa escolhido á sorte pelo método da fava. À semelhança do que se verifica com a Coroa do Advento, a sua forma circular remete para antigos ritos solares perfeitamente enquadrados nas festividades solsticiais e nas saturnais romanas.

Com vista à conversão dos povos do Império Romano que preservavam em geral as suas crenças pagãs, o Cristianismo passou a identificar o “bolo-rei” com a celebração da Epifania e, consequentemente, aos Reis Magos. E, assim, aos seus enfeites e condimentos passaram a associar-se as prendas simbólicas oferecidas ao Messias ou seja, a côdea, as frutas secas e cristalizadas e o aroma significam respetivamente o ouro, a mirra e o incenso. Apesar disso e atendendo a que eram três os reis magos, esta iguaria não passou a ser identificada como “bolo dos reis”, conservando apenas a sua designação como “bolo-rei” ou seja, contrariando a sua própria conversão.

Durante a Idade Média, este costume enraizou-se na Europa devido à influência da Igreja a tal ponto que passou a ser celebrado na própria corte dos reis de França e a ser conhecido como Gâteau des Rois. Porém, com a revolução francesa, o mesmo veio a ser proibido em virtude da sua alusão á figura real, o mesmo tendo sucedido entre nós, imediatamente após a instauração da República, tendo alguns republicanos passado a designá-lo por “bolo-presidente” e até “bolo Arriaga”, em homenagem ao então Presidente da República.

Quanto aos seus condimentos e método de confeção, é usual associar-se à tradição da pastelaria francesa a sul do Loire, o que parece corroborar com a informação de que foi a Confeitaria Nacional a primeira casa que em Portugal produziu e vendeu o bolo-rei a partir de uma receita trazida de França, por volta de 1870. Resta-nos saber, até que ponto, também esta não terá buscado inspiração no tradicional bolo inglês.

Com a aproximação da Páscoa associada à chegada da Primavera e, com ela, o renascimento da Vida, o tradicional folar não trará favas escondidas no seu interior mas ovos que simbolizarão a fertilidade, de novo a evocar ritos ancestrais a um tempo anterior à nossa conversão ao Cristianismo.

Carlos Gomes / http://www.folclore-online.com/



publicado por Carlos Gomes às 00:01
link do post | favorito
|

Quinta-feira, 24 de Dezembro de 2015
NADAL EN GALICIA… E SÚAS PANXOLIÑAS

Hai festa na parróquia. As xentes xuntam-se à lareira para celebrar a Noiteboa. Unha morea de iguarias enfeita a mesa de torradas molhadas no leite, fritas de gordura e salpicadas con açúcar, compotas de peras no vino tinto, polbo, verduras con bacalhau, sopa de amêndoas, froitos secos e castañas.

Guimarães (24)

À mesa ou xunto a lareira, un escano e un prato vazio é propositadamente deixado para los que están mortos a fin de que a alma possa vir comer e aquecer-se. Depois, xuntam-se as panxolas e os rapaces ván con sús traxes pelos veciños cantar suas panxoliñas, quedándose às portas con súas gaitas e panderetas, piden autorizaçón para entrar, cantán e piden alguma cosa.

                                                   A noitiña de Nadal,

                                                   Noite de gran alegría;

                                                   Naceu un reiciño novo

                                                   Fillo da Virxe María.

                                                   Camiñando vai Xosé,

                                                   Camiñando vai María,

                                                   Camiñan para Belén

                                                   A fin de chegar con día.

                                                   Cando a Belén chegaron,

                                                   Toda a xente dormía,

                                                   Menos un pobre porteiro

                                                   Que estaba na portería.

                                                   - Abre as portas, porteiro,

                                                   - A Xosé e María.

                                                   - Estas portas non se abren

                                                   Ata que Deus traia o día.

                                                   - Estas portas non se abren

                                                   Ata que Deus traia o día.

Depois da Noiteboa e súas panxoliñas celebradas na noitiña de Nadal, as festas prolongam-se ata à Noite Vella que ocorre a 31 de decembro e, daí ata Día de Reis em 6 de xaneiro. Conta unha tradiçión galega que todo lo bruxedo praticado na Noiteboa non logra alcançar ninghúm sucesso, pois é a noitiña do nacemento do meniño Xesús, cando a luz triunfa sobre a escuridón, o Bem sobre o Mal.. E, porque é solstício de inverno, as ervas colhidas en noitiña de San Xoán volven a ter o verde de orixe. Revonava-se o fogo na lareira con un gran tizón que depois de se queimar un póco se apaga. O tizón de Nadal apenas volverá a acender-se cando haxa ameaça de peligro. Na Coruña e en Lugo, en Ourense e Pontevedra, desde Ferrol ata A Guarda, da Moaña ata Castroverde, é Nadal en todolos pobos marinheiros e rurais de Galicia, en todalas aldeas e parroquias se celebra unha festa xenuína que ten a ver coa tradición cultural portuguesa em xeral e das xentes do Miño en particular. Como hai dixo o poeta João Verde:

                                                   - Vendo-os assim tão pertinho

                                                   a Galiza mail-o Minho

                                                   São como dois namorados

                                                   Que o rio tráz separados

                                                   Quase desde o nascimento

 

                                                   - Deixal'os, pois namorar

                                                   já que os pais para casar

                                                   lhes não dão consentimento

Hai, pois, que celebrar todolos xuntos en familia, galegos e portugueses, o noso Nadal, com zambumbas e panxoliñas, con ganas pola la chegada do día da gran naçom portugalaica. Hai que cumprir Portugal!

- Carlos Gomes / http://www.folclore-online.com/



publicado por Carlos Gomes às 00:18
link do post | favorito
|

Terça-feira, 22 de Dezembro de 2015
DIVERLÂNDIA É O REINO DA DIVERSÃO NA FEIRA INTERNACIONAL DE LISBOA

Diverte-te na Maior Feira Popular Indoor do País e testa os teus limites a mais de 200 à hora e trás os teus amigos

FIL DIVERLÂNDIA – a Maior “Feira Popular” Indoor do País, abriu portas ao público dia 4 de Dezembro e estará na FIL – Parque das Nações até ao próximo dia 3 de Janeiro de 2016. Uma organização da Fundação AIP – Lisboa, Feiras e Congressos e Eventos.

12373329_1004205629621498_2797493419961841511_n

Na FIL DIVERLÂNDIA, até 3 de Janeiro, o maior espaço indoor do país com oferta superior a 3 dezenas de equipamentos de diversão, para todos os gostos e idades. Encontra os equipamentos mais divertidos para as crianças, os mais emocionantes e “radicais” para os jovens e os mais clássicos para toda a família. A entrada é livre e pode divertir-se a partir de dois “Divers” (moeda da FIL DIVERLÂNDIA, equivalente a 2,00 €).

Novidades na FIL DIVERLÂNDIA:

  • Carrocel Parisiense – Estreia-se na FIL DIVERLÂNDIA um carrocel emblemático, pela 1ª vez em Portugal. 
  • High Energy
  • Mattherhorn

O maior Espaço dedicado ao Natal, coberto, climatizado e com parque de estacionamento próprio, espera por si! Trás os teus amigos e familiares e testa os teus limites a mais de 200 à hora.

FIL DIVERLÂNDIA de 3 de Dezembro a 4 de Janeiro de 2016 no Pavilhão 1 da FIL

Horário: 15h00 | 23h00 (6ª e Sábado – 15h00 | 24h00)

Encerra nos dias 24 e 31 de Dezembro

Entrada Livre

Saiba mais emwww.diverlandia.fil.pt ou www.facebook.com/FILDiverlandia.FIL

12360257_1007486515960076_9159162185235119098_n

12299273_998978143477580_2458783987124171385_n

11204461_1007486519293409_1149839889620544768_n

10639510_1007486422626752_4358532877878804618_n

1936460_1007486425960085_7109002373735681833_n



publicado por Carlos Gomes às 21:17
link do post | favorito
|

PARTIDO PAN DESEJA-LHE BOAS FESTAS!



publicado por Carlos Gomes às 16:33
link do post | favorito
|

BOMBEIROS PARA SEMPRE DESEJA-LHE BOAS FESTAS!

unnamed



publicado por Carlos Gomes às 15:01
link do post | favorito
|

BLOGUE AUREN DESEJA-LHE BOAS FESTAS!

 



publicado por Carlos Gomes às 11:53
link do post | favorito
|

Sexta-feira, 18 de Dezembro de 2015
MUSEU INTERACTIVO "MILAGRE DE FÁTIMA" DESEJA-LHE BOAS FESTAS!



publicado por Carlos Gomes às 13:50
link do post | favorito
|

CENTRO DE PATRIMÓNIO DA ESTREMADURA DESEJA-LHE BOAS FESTAS!



publicado por Carlos Gomes às 13:47
link do post | favorito
|

Terça-feira, 15 de Dezembro de 2015
FEIRA INTERNACIONAL DE LISBOA REALIZA A MAIOR FEIRA POPULAR INDOOR DO PAÍS: A FIL DIVERLÂNDIA

Diverte-te na Maior Feira Popular Indoor do País

testa os teus limites a mais de 200 à hora e trás os teus amigos

A FIL DIVERLÂNDIA – a Maior “Feira Popular” Indoor do País, abriu portas ao público dia 4 de Dezembro e estará na FIL – Parque das Nações até ao próximo dia 3 de Janeiro de 2016. Uma organização da Fundação AIP – Lisboa, Feiras e Congressos e Eventos.

12112373_977851392256922_7506680712548135841_n

Na FIL DIVERLÂNDIA, de 4 de Dezembro a 3 de Janeiro, o maior espaço indoor do país com oferta superior a 3 dezenas de equipamentos de diversão, para todos os gostos e idades. Encontra os equipamentos mais divertidos para as crianças, os mais emocionantes e “radicais” para os jovens e os mais clássicos para toda a família. A entrada é livre e pode divertir-se a partir de dois “Divers” (moeda da FIL DIVERLÂNDIA, equivalente a 2,00 €).

Novidades na FIL DIVERLÂNDIA:

  • Carrocel Parisiense – Estreia-se na FIL DIVERLÂNDIA um carrocel emblemático, pela 1ª vez em Portugal. 
  • High Energy
  • Mattherhorn

O maior Espaço dedicado ao Natal, coberto, climatizado e com parque de estacionamento próprio, espera por si! Trás os teus amigos e familiares e testa os teus limites a mais de 200 à hora.

FIL DIVERLÂNDIA de 3 de Dezembro a 4 de Janeiro de 2016 no Pavilhão 1 da FIL

Horário: 15h00 | 23h00 (6ª e Sábado – 15h00 | 24h00)

Encerra nos dias 24 e 31 de Dezembro

Entrada Livre

Saiba mais em: www.diverlandia.fil.pt ou www.facebook.com/FILDiverlandia.FIL

image001



publicado por Carlos Gomes às 11:26
link do post | favorito
|

Quinta-feira, 10 de Dezembro de 2015
LEIRENSES CANTAM AO MENINO



publicado por Carlos Gomes às 22:54
link do post | favorito
|

Segunda-feira, 7 de Dezembro de 2015
NATALIS TERMINA AMANHÃ NA FEIRA INTERNACIONAL DE LISBOA

Termina amanhã com grande sucesso mais uma edição do evento Natalis’05, na Feira Internacional de Lisboa. Tratando-se do último dia do certame a coincidir com o feriado, espera-se uma grande enchente de visitantes, pelo que lembramos que o horário de funcionamento decorrerá entre as 15h00 e as 21h00.

12301565_1262604810432128_5769642367551828378_n

Com áreas temáticas diferenciadas, Natalis é um evento dedicado exclusivamente ao Natal onde o visitante pode escolher a sua compra e experienciar alguns produtos em lounges dedicados.

Trata-se de um local em ambiente natalício, onde as melhores empresas e entidades transformam os seus produtos em presentes originais, aromas deliciosos, brilho festivo e sons natalícios que compõem o fundo musical.

12313818_1262605273765415_1553380915516949757_n

Aqui desafiam-se os players da gastronomia regional a apresentarem as delícias culinárias características da época natalícia, onde o paladar se regala com as melhores iguarias de Natal, doces, vinho quente, licores e muitas outras especialidades.

Mesmo ao lado, com entrada gratuita, funciona o parque de diversões da Diverlandia com os seus carroceis e outros jogos que recuperam a animação da Feira Popular de Lisboa e fazem as delícias dos mais novos.

A entidade organizadora do certame contou com a parceria do blogue AUREN.

12316624_1262605050432104_1749017532216656967_n

11233347_1262605353765407_5501156708575332857_n



publicado por Carlos Gomes às 21:15
link do post | favorito
|

MUSEU DE ARTE SACRA E ETNOLOGIA DE FÁTIMA REALIZA FÉRIAS DE NATAL

O Serviço Educativo do Consolata Museu |Arte Sacra e Etnologia, em Fátima, apresenta um programa para as férias natalícias, de 21 a 23 de dezembro, dirigido a crianças dos 6 aos 12 anos, envolvendo diversas atividades lúdicas e divertidas.

Várias aventuras surpreenderão os participantes ao descobrirem outras culturas do mundo. Terão a possibilidade de serem artistas por um dia e encontrarem o Tesouro do Consolata Museu.

As atividades decorrerão das 9h30 às 17h30 podendo os participantes inscreverem-se nos três dias ou parcialmente. As inscrições devem ser efetuadas, previamente, até ao dia 16 de dezembro, através do telefone 249 539 470 ou onlinemasefatima.blogspot.com



publicado por Carlos Gomes às 19:28
link do post | favorito
|

Domingo, 6 de Dezembro de 2015
LEIRIENSES CANTAM AO MENINO



publicado por Carlos Gomes às 19:07
link do post | favorito
|

Sábado, 5 de Dezembro de 2015
NATALIS JÁ CHEGOU À FEIRA INTERNACIONAL DE LISBOA

Santarém marca presença na Feira Internacional de Lisboa

É Natalis e o ambiente é de festa na Feira Internacional de Lisboa. Dezenas de artesãos, livreiros e uma grande diversidade de empresas das mais variadas áreas de atividade, com especial incidência para as que laboram na criação e confeção de presentes adequados à quadra natalícia, marcam presença na edição deste ano da Natalis.

FIL-Natalis05 060

Do Minho vieram os têxteis de Guimarães e o artesanato de Barcelos, as iguarias de chocolate de Vila Verde e os enchidos tradicionais de Viana do Castelo e Ponte de Lima. Santarém trouxe os brinquedos artesanais e as mantas tradicionais. Não faltaram a perfumaria e a ourivesaria, o vestuário e o calçado, a literatura e a doçaria, a música e a diversão para os mais jovens. E, até a RTP fez hoje a transmissão em direto do programa “Aqui Portugal” com muitos artistas em palco.

Até ao próximo dia 8 de dezembro, Natalis é um programa que promete muito divertimento com o parque de diversões da Diverlandia mesmo ao lado com os seus carroceis e outros jogos que recuperam a animação da Feira Popular de Lisboa.

Com áreas temáticas diferenciadas, Natalis é um evento dedicado exclusivamente ao Natal onde o visitante pode escolher a sua compra e experienciar alguns produtos em lounges dedicados.

FIL-Natalis05 089

Trata-se de um local em ambiente natalício, onde as melhores empresas e entidades transformam os seus produtos em presentes originais, aromas deliciosos, brilho festivo e sons natalícios que compõem o fundo musical.

Aqui desafiam-se os players da gastronomia regional a apresentarem as delícias culinárias características da época natalícia, onde o paladar se regala com as melhores iguarias de Natal, doces, vinho quente, licores e muitas outras especialidades.

FIL-Natalis05 038

FIL-Natalis05 036

FIL-Natalis05 068

FIL-Natalis05 023

FIL-Natalis05 013

FIL-Natalis05 076

FIL-Natalis05 059

FIL-Natalis05 056

FIL-Natalis05 071

FIL-Natalis05 008

FIL-Natalis05 074

FIL-Natalis05 048

FIL-Natalis05 030



publicado por Carlos Gomes às 20:46
link do post | favorito
|

NATALIS DECORRE ATÉ DIA 8 DE DEZEMBRO NA FEIRA INTERNACIONAL DE LISBOA

Natalis é um evento dedicado exclusivamente ao Natal que este ano se realiza de 4 a 8 de dezembro, nas instalações da Feira Internacional de Lisboa. Com áreas temáticas diferenciadas, o visitante pode escolher a sua compra e experienciar alguns produtos em lounges dedicados.

11074476_1100316369994307_6087041048854176035_n

Trata-se de um local em ambiente natalício, onde as melhores empresas e entidades transformam os seus produtos em presentes originais, aromas deliciosos, brilho festivo e sons natalícios que compõem o fundo musical.

Aqui desafiam-se os players da gastronomia regional a apresentarem as delícias culinárias características da época natalícia, onde o paladar se regala com as melhores iguarias de Natal, doces, vinho quente, licores e muitas outras especialidades.



publicado por Carlos Gomes às 10:50
link do post | favorito
|

Quarta-feira, 2 de Dezembro de 2015
NATAL É NA FEIRA INTERNACIONAL DE LISBOA

Visite a NATALIS e a FIL DIVERLÂNDIA

Prendas Originais, Marcas a Preços de Fábrica. Traga a sua família e divirta-se!

A NATALIS – Grande Mercado de Natal de Lisboa e a FIL DIVERLÂNDIA – a maior “Feira Popular indoor“ do País, abrem portas ao público dia 4 de Dezembro, na FIL – Parque das Nações. Uma organização da Fundação AIP – Lisboa, Feiras e Congressos e Eventos.

Na Natalis encontra prendas originais e para todas as bolsas, desde 1,00 € a 3.000,00 € - Artesanato, livros, mobiliário, decoração, moda, acessórios, produtos gourmet e gastronomia, grandes marcas a preços de fábrica e muita animação. Música natalícia, pinturas faciais, fotografias com o Pai Natal, workshops de chocolate e de artes decorativas, entre outras actividades, fazem da Natalis um espaço de oportunidades para as suas compras de Natal. A Natalis pode ser visitada de 4 a 8 de Dezembro e conta com cerca de 200 expositores.

Em destaque na NATALIS:

Grandes Chefes abrilhantam a Praça do Chocolate

Manuel Alexandre e Tony Salgado, Chefes do Grupo Pestana, Manuel Machado (Vinhos Ardus – Alpiarça), Irene Pimenta (Confraria Gastronómica da Amadora) entre outros … participarão na Natalis ao vivo, demonstrando a versatilidade do chocolate na cozinha. Desde uma Delícia de Chocolate a "Fillet de coelho braseado com redução caril e chocolate”  ou uma "Harmonia de vinhos e chocolate", tudo demonstrado pelas mãos de quem sabe.

A Praça de Chocolate não será apenas um espaço de delícias, mas também do saber e conhecimento, promovendo workshops para todos, incluindo dinâmicas com crianças dos 6 aos 12 anos.

Espaço Leya

Mais de 200 m2 com centenas de livros, integram o espaço do Grupo Editorial Leya com a presença in loco de autores conceituados:

5 de Dezembro - Alice Vieira – 15h00, Moita Flores – 16h00, Rita Ferro – 16h00, Inês Pedrosa – 16h00, Mário Daniel – 16h30, Domingos Amaral – 17h00 e Nuno Camarneiro – 17h30; 6 de Dezembro – António Tavares (novo Prémio Leya 2016) – 16h

Desfiles de Moda, Clássicos de Natal e outros …

Desfiles de moda podem mostrar-lhe a conjugação de vestuário e acessórios e dar-lhe boas ideias para ofertas de Natal.

No palco da Natalis, terão ainda lugar Clássicos de Natal e muitos outros estilos musicais - Gospel, Jazz, Swing, Blues, Cantares de Música tradicional Portuguesa, Bombos, Concertinas, Cavaquinhos, entre outros…

Na FIL DIVERLÂNDIA, de 4 de Dezembro a 3 de Janeiro, o maior espaço indoor do país com oferta superior a 3 dezenas de equipamentos de diversão, para todos os gostos e idades. Encontra os equipamentos mais divertidos para as crianças, os mais emocionantes e “radicais” para os jovens e os mais clássicos para toda a família. A entrada é livre e pode divertir-se a partir de dois “Divers” (moeda da FIL Diverlândia, equivalente a 2,00 €).

Novidades na FIL DIVERLÂNDIA (imagens em anexo):

Carrocel Francês – Estreia-se na FIL DIVERLÂNDIA um carrocel emblemático, pela 1ª vez em Portugal.

High Energy

Mattherhorn

O maior Espaço dedicado ao Natal, coberto, climatizado e com parque de estacionamento próprio, para receber todos aqueles que pretendam comprar prendas de Natal para a família ou amigos, divertir-se ou dar um ‘abraço’ a quem mais necessita (participam 42 IPSS na Natalis 2015)

Natalis de 4 a 8 de Dezembro de 2016 no Pavilhão 2 da FIL

Horário: Dias 4 a 7 – 15h00 | 23h00 | Dia 8 – 15h00 | 21h00

Preço Bilhete:  Individual – 2,5 Euros

FIL DIVERLÂNDIA de 3 de Dezembro a 4 de Janeiro de 2016 no Pavilhão 1 da FIL

Horário: 15h00 | 23h00 (6ª e Sábado – 15h00 | 24h00)

Encerra nos dias 24 e 31 de Dezembro

Entrada Livre

Saiba mais em: www.natalis.fil.pt e www.diverlandia.fil.pt

300x250



publicado por Carlos Gomes às 20:24
link do post | favorito
|

Quarta-feira, 25 de Novembro de 2015
LEIRIENSES CANTAM AO MENINO



publicado por Carlos Gomes às 21:02
link do post | favorito
|

MUSEU DE ARTE SACRA E ETNOLOGIA PROMOVE EM FÁTIMA TARDE DE POESIA NATALÍCIA

O CONSOLATA Museu Arte Sacra e Etnologia em Fátima e a sua Liga de Amigos irão organizar no dia 5 de dezembro, sábado, pelas 16h00, uma Tarde de Poesia Natalícia com declamação de poemas por algumas crianças do 1.º ciclo do Agrupamento de Escolas de Ourém.

Acompanhada de diversos momentos musicais e algumas surpresas, esta atividade pretende, através das crianças, chamar a atenção para o verdadeiro significado do Natal. Este projeto surgiu em 2001 com grande êxito, repetindo-se durante sete anos consecutivos. Retoma-se o evento como forma de aproximar o museu da comunidade, dando a conhecer uma notável coleção de presépios e Meninos Jesus desde o século XVI aos nossos dias.

Pelas 17h00 decorrerá a cerimónia oficial da abertura da exposição temporária «Mães coragem … e o vazio das crianças que não puderam ser felizes» com fotografias do jornalista Francisco Pedro que são resultado da viagem realizada em 2014 à Guiné-Bissau onde, em Bissau, conheceu a Casa Bambaran, um centro de acolhimento para crianças órfãs, portadoras de deficiência e rejeitadas pelo estigma das tradições. Basta nascerem gémeas, terem alguma deficiência, serem feias de mais para o gosto dos pais para serem eliminadas. São rotuladas de crianças Irã ou crianças feiticeiras.

A entrada é livre.

Os vinte e quatro trabalhos do jornalista Francisco Pedro são resultado da viagem que realizou em 2014 à Guiné- Bissau e pretendem servir como um alerta para o sacrifício de bebés que continua a verificar-se naquele país africano, através de um singelo tributo às muitas mães que têm a coragem de salvar os seus filhos, contrariando as crenças e tradições tribais

Através do olhar feliz das crianças retratadas, o autor procura também enaltecer «o trabalho fantástico» que está a ser feito em Bissau pela Cáritas, diocese e religiosas da comunidade de Santa Mariana de Jesus, ao acolherem muitas das crianças rejeitadas, na Casa Bambaran. E realçar o esforço das irmãs missionárias da Consolata, através das ações de sensibilização junto das comunidades rurais, um pouco por todo o país.

A exposição poderá ser vista até 3 de janeiro de 2016 de terça a domingo das 10h00 às 19h00 em outubro e de novembro a janeiro das 10h00 às 17h00.



publicado por Carlos Gomes às 20:33
link do post | favorito
|

Quinta-feira, 19 de Novembro de 2015
LEIRIENSES VÃO CANTAR AO MENINO



publicado por Carlos Gomes às 01:09
link do post | favorito
|

Domingo, 28 de Dezembro de 2014
MENSAGEM DE NATAL DO REITOR DO SANTUÁRIO DE FÁTIMA

«Hoje nasceu-vos um Salvador, que é o Messias Senhor» (Lc 2, 11).

No Presépio de Belém contemplamos um Deus que se aproxima totalmente de nós, manifestando assim um amor sem medida nem limites. Por natureza o amor aproxima e transforma. Por isso, no Natal celebramos a imensa ternura de Deus para connosco, uma ternura que nos toca e nos transforma. O mistério da natividade de Jesus revela-nos um Deus que vem para perto de nós e faz suas as nossas realidades humanas, inserindo-se totalmente na nossa história como companheiro fiel do nosso caminho, mas mostrando-nos, também, que a humanidade, em cada pessoa, é levada mais longe e santificada pela força do amor divino.

Precisamos de celebrar o Natal, porque nele afirmamos e revivemos o mistério pelo qual Deus se une incondicionalmente a nós, para nos fazer participar da Sua vida e da Sua santidade. A contemplação do mistério natalício desperta em nós o espanto e o assombro, a gratidão e a alegria, a solidariedade e o compromisso em favor dos irmãos.

Neste Santuário da Cova da Iria, onde a Senhora do Rosário insiste em afirmar o amor incondicional de Deus pela humanidade ferida, desejo a todos – peregrinos, colaboradores e amigos do Santuário – um Santo Natal, que nos faça experimentar a força transformadora da santidade de Deus.

Carlos Cabecinhas

Natal de 2014

 



publicado por Carlos Gomes às 10:12
link do post | favorito
|

Quinta-feira, 25 de Dezembro de 2014
AS ORIGENS NÓRDICAS DO PAI NATAL

Odin, rei do Asgard na mitologia nórdica, é para os povos escandinavos o mesmo que Zeus e Júpiter foram respectivamente para os gregos e os romanos. Quando não habita o seu palácio dourado, o Gladsheim, Odin, ou Woden encontra-se no Valhala que é o "salão dos mortos", entre os heróis e onde pontificam as formosas valquírias a quem compete manter permanentemente cheios os vasos de bebida que são feitos de chifre. É ainda às valquírias que compete eleger os heróis e decidir a sua sorte no campo de batalha, quem haverá de morrer e, finalmente, conduzir os bravos ao Valhala. "Val" significa morto.

Por seu turno, Odin possui como companheiros inseparáveis dois corvos - Hugin e Munin - que representam respetivamente o Pensamento e a Memória, os quais voam diariamente através do mundo para lhe levarem as notícias acerca dos atos cometidos pelos humanos. Uma vez convenientemente informado pelos seus corvos, Odin parte num trenó puxado por renas levando consigo presentes com que irá recompensar as boas ações praticadas ao longo do ano. Eis o mito que verdadeiramente se encontra na origem da fabulosa crença do "Pai Natal", séculos mais tarde adaptado pela Igreja Católica a uma versão mais cristianizada, com a substituição de Odin por um corpulento bispo que também distribuía presentes - São Nicolau. Em qualquer dos casos, trata-se de um enxerto efetuado na nossa cultura cujas tradições, durante séculos, apenas conheceram a veneração ao "menino Jesus".

Carlos Gomes / http://www.folclore-online.com/

A gravura é uma representação de Odin, divindade da mitologia nórdica da qual se originou a figura do "Pai Natal".

Nicolau de Bari procurou cristianizar uma tradição pagã de origem nórdica, a qual não possui quaisquer raízes bíblicas.



publicado por Carlos Gomes às 19:42
link do post | favorito
|

Quarta-feira, 24 de Dezembro de 2014
O BLOGUE “AUREN” DESEJA A TODOS OS SEUS LEITORES E AMIGOS UM FELIZ NATAL E UM ANO NOVO MAIS PRÓSPERO!

 


tags: ,

publicado por Carlos Gomes às 13:42
link do post | favorito
|

REAL ASSOCIAÇÃO DO MÉDIO TEJO DESEJA BOAS FESTAS

unnamed (1)



publicado por Carlos Gomes às 10:16
link do post | favorito
|

AS ORIGENS PAGÃS DO BOLO-REI

À semelhança do que sucede com a generalidade dos costumes atuais, perde-se no tempo a verdadeira origem do bolo-rei (ou bolo dos reis), da mesma forma que também este apresenta formas e designações variadas consoante as culturas. Assim, em Inglaterra mantém-se a tradição de comer e efetuar corridas com panquecas por ocasião da Terça-feira Gorda. Tratam-se, na realidade, de festividades de origem pagã que se encontram ligadas a rituais de fertilidade que outrora se realizavam por ocasião do Entrudo e visavam preparar a chegada da Primavera e, como ela, o renascimento dos vegetais.

Bolo-Rei

A própria designação de Terça-feira Gorda remete-nos para o antigo costume de fazer desfilar pela cidade um boi gordo antes de sacrificá-lo, prática cujas reminiscências ainda se preservam nomeadamente através das largadas de touros e na corrida da Vaca das Cordas. Da mesma forma que nos festejos carnavalescos se preserva a figura do respetivo Rei que cabia outrora àquele que no bolo encontrasse a fava ou o feijão dourado, sendo como tal tratado durante o ano inteiro.

Por seu turno, os romanos introduziram tal prática por ocasião das saturnais que eram as festividades que se realizavam em 25 de Dezembro, em celebração do solstício de Inverno, também eles elegendo um rei da festa escolhido á sorte pelo método da fava. À semelhança do que se verifica com a Coroa do Advento, a sua forma circular remete para antigos ritos solares perfeitamente enquadrados nas festividades solsticiais e nas saturnais romanas.

Com vista à conversão dos povos do Império Romano que preservavam em geral as suas crenças pagãs, o Cristianismo passou a identificar o “bolo-rei” com a celebração da Epifania e, consequentemente, aos Reis Magos. E, assim, aos seus enfeites e condimentos passaram a associar-se as prendas simbólicas oferecidas ao Messias ou seja, a côdea, as frutas secas e cristalizadas e o aroma significam respetivamente o ouro, a mirra e o incenso. Apesar disso e atendendo a que eram três os reis magos, esta iguaria não passou a ser identificada como “bolo dos reis”, conservando apenas a sua designação como “bolo-rei” ou seja, contrariando a sua própria conversão.

Durante a Idade Média, este costume enraizou-se na Europa devido à influência da Igreja a tal ponto que passou a ser celebrado na própria corte dos reis de França e a ser conhecido como Gâteau des Rois. Porém, com a revolução francesa, o mesmo veio a ser proibido em virtude da sua alusão á figura real, o mesmo tendo sucedido entre nós, imediatamente após a instauração da República, tendo alguns republicanos passado a designá-lo por “bolo-presidente” e até “bolo Arriaga”, em homenagem ao então Presidente da República.

Quanto aos seus condimentos e método de confeção, é usual associar-se à tradição da pastelaria francesa a sul do Loire, o que parece corroborar com a informação de que foi a Confeitaria Nacional a primeira casa que em Portugal produziu e vendeu o bolo-rei a partir de uma receita trazida de França, por volta de 1870. Resta-nos saber, até que ponto, também esta não terá buscado inspiração no tradicional bolo inglês.

Com a aproximação da Páscoa associada à chegada da Primavera e, com ela, o renascimento da Vida, o tradicional folar não trará favas escondidas no seu interior mas ovos que simbolizarão a fertilidade, de novo a evocar ritos ancestrais a um tempo anterior à nossa conversão ao Cristianismo.

Carlos Gomes / http://www.folclore-online.com/



publicado por Carlos Gomes às 00:00
link do post | favorito
|

Terça-feira, 23 de Dezembro de 2014
MENSAGEM DO REITOR DO SANTUÁRIO DE FÁTIMA PARA O NATAL DE 2014

Mensagem disponibilizada em Língua Gestual Portuguesa

“Precisamos (Todos) de celebrar o Natal”

A Mensagem do Reitor do Santuário de Fátima para o Natal deste ano – já enviada também por este meio – é agora igualmente disponibilizada com interpretação em Língua Gestual Portuguesa (LGP), através das páginas oficiais do Santuário de Fátima na Internet.

A proposta desta interpretação foi apresentada ao Santuário de Fátima pelo grupo de trabalho que dominicalmente tem a seu cuidado a interpretação em LGP da Eucaristia das 15:00, celebrada na Basílica da Santíssima Trindade desde maio de 2013, e foi prontamente aceite pela instituição.

O Santuário de Fátima entende que esta é mais uma forma de anunciar a alegria do nascimento do Deus Menino, para que o Natal seja verdadeiramente para todos, sem exclusões, sinal de aproximação dos crentes ao amor misericordioso de Deus.

Na Mensagem de Natal, o Reitor do Santuário de Fátima, padre Carlos Cabecinhas, convida à contemplação da representação do Presépio de Belém como a imagem de um “amor sem medida nem limites”, um amor que “por natureza aproxima e transforma”, um amor que faz “experimentar a força transformadora da santidade de Deus”.

Para o reitor, “precisamos de celebrar o Natal”, porque é pela sua celebração que “afirmamos e revivemos o mistério pelo qual Deus se une incondicionalmente a nós, para nos fazer participar da Sua vida e da Sua santidade”.

LeopolDina Simões

www.fatima.pt/portal/index.php?id=89217 



publicado por Carlos Gomes às 19:01
link do post | favorito
|

GEPE OURÉM DESEJA BOAS FESTAS

GEPE Ourém


tags: ,

publicado por Carlos Gomes às 15:23
link do post | favorito
|

CENTRO DE PATRIMÓNIO DA ESTREMADURA DESEJA BOAS FESTAS

unnamed



publicado por Carlos Gomes às 15:16
link do post | favorito
|

Domingo, 21 de Dezembro de 2014
MUSEU “O MILAGRE DE FÁTIMA” DESEJA BOAS FESTAS



publicado por Carlos Gomes às 11:03
link do post | favorito
|

BOMBEIROS PARA SEMPRE DESEJA BOAS FESTAS

image006



publicado por Carlos Gomes às 10:05
link do post | favorito
|

Sexta-feira, 19 de Dezembro de 2014
MUNICÍPIO DE OURÉM DESEJA BOAS FESTAS

unnamed (3)


tags: ,

publicado por Carlos Gomes às 20:05
link do post | favorito
|

FUNDAÇÃO INATEL DESEJA BOAS FESTAS


tags: ,

publicado por Carlos Gomes às 16:11
link do post | favorito
|

MUSEU MUNICIPAL DE OURÉM DESEJA BOAS FESTAS



publicado por Carlos Gomes às 10:44
link do post | favorito
|

Quinta-feira, 18 de Dezembro de 2014
MUSEU DA PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA ABRE AO PÚBLICO EXPOSIÇÃO DE PRESÉPIOS EM FÁTIMA

19 de dezembro a 25 de janeiro, Terça a domingo, 10h00-17h00, no MASE - Museu de Arte Sacra e Etnologia de Fátima

O Museu da Presidência da República abre ao público, no próximo dia 19 de dezembro, em parceria com o MASE - Museu de Arte Sacra e Etnologia e a LaMASE - Liga dos Amigos do MASE, a exposição temporária “Contemplar a Glória – Representação da Natividade na Arte Contemporânea”, no Museu de Arte Sacra e Etnologia, dos Missionários da Consolata, em Fátima.

A mostra integra cerca de 40 presépios da coleção de Maria Cavaco Silva, selecionando-se os exemplos mais significativos da arte presepista contemporânea. Trabalhos de conceituados autores que possuem já obras no Santuário de Fátima, como os de Siza Vieira, Cristina Leiria, Clara Menéres, José Aurélio, entre outros, estarão em exposição até ao dia 25 de janeiro.

Esta iniciativa pretende dar a conhecer aos visitantes a diversidade da representação da Natividade, a partir de um olhar contemporâneo sobre o tema e do gosto informado da colecionadora.

CristinaLeiria.jpg

ClaraMeneres.jpg



publicado por Carlos Gomes às 21:08
link do post | favorito
|

OURÉM RECEBE COROS NATALÍCIOS

10289798_10203328298671544_5729558070796236995_n



publicado por Carlos Gomes às 16:03
link do post | favorito
|

Quarta-feira, 17 de Dezembro de 2014
INSIGNARE DESEJA BOAS FESTAS!

image003


tags: ,

publicado por Carlos Gomes às 11:25
link do post | favorito
|

Terça-feira, 16 de Dezembro de 2014
SANTUÁRIO DE FÁTIMA REALIZA CONCERTO DE NATAL

Santuário de Fátima convida para Concerto de Natal

«Hoje nasceu-vos um Salvador, que é o Messias Senhor» (Lc 2, 11).

No próximo domingo, 21 de dezembro, Quarto Domingo do Advento, o Santuário de Fátima convida para o Concerto de Natal, que terá lugar no Centro Pastoral de Paulo VI, a partir das 15:00.

A interpretação estará a cargo dos Ensemble Vocal Novas Tessituras, da Orquestra Portuguesa de Guitarras e Bandolins e de Artur Caldeira (Guitarra Portuguesa).

As entradas são livres, abertas a todos os interessados e o concerto compreenderá o seguinte programa:

– Música Coral do Natal.

– Música para orquestra de plectros.

– Guitarra portuguesa.



publicado por Carlos Gomes às 14:39
link do post | favorito
|

Sábado, 13 de Dezembro de 2014
OURÉM RECEBE COROS NATALÍCIOS

10289798_10203328298671544_5729558070796236995_n



publicado por Carlos Gomes às 18:59
link do post | favorito
|

Sexta-feira, 12 de Dezembro de 2014
FEDERAÇÃO PORTUGUESA DAS CONFRARIAS GASTRONÓMICAS DESEJA-LHE BOAS FESTAS

Imagem do Presépio de Machado de Castro

Quando começa e acaba o Natal? Quando o doce e o salgado se misturam no nosso coração e nos transportam para as recordações doces do que foi o Natal. 

O Natal está à porta e este ano quisemos lembrar-lhe que, para além da norma padronizada pelos meios de comunicação social, existem várias formas de viver a mais bela quadra do Ano. O Natal é para todos e de todos, vive-se na mesa do pobre, na mesa do remediado e na mesa do rico, mas a todos sabe da mesma maneira. São como as lágrimas que se choram na Noite de Natal, há quem chore e as lágrimas sejam doces, pois, doce é a presença de quem nos acompanha nessa noite. E há quem chore e as lágrimas sejam mais salgadas que a água do mar, pois, sente-se a ausência de quem não está ou já partiu. Mas essa é também a beleza do Natal, sentirmos mais intensamente os sentimentos que nos unem aos outros.

Não se pode medir a felicidade de cada um, já que isso faria supor que as expectativas são iguais, mas podemos dizer que na Noite de Natal não há quem não sinta o doce e o salgado misturarem-se na boca e no coração dando origem à descoberta de novas atitudes perante a vida. Chegamos nesta altura ao fecho do ano, ao início de um novo ciclo e o Natal transporta-nos para essas contas entre o deve e o haver entre nós e os outros, entre nós e a vida.

Poderemos pensar quão diferentes podem ser as “noites de Natal” e como a família pode não ser a de sangue, mas a que nos dá carinho e alento nas horas difíceis e solitárias. Apreciem o doce e o salgado de uma noite que é de todos e que por todos é sentida com o presépio, o Menino Jesus, a árvore de Natal, o frio de Inverno em noite de lua cheia que nos alumia nas viagens entre famílias, a emoção, a expectativa, a aconchegante lareira, a cozinha, pela manhã seguinte, enfim, o Natal começa e acaba quando? Quando o doce e o salgado se misturam no nosso coração e nos transportam para recordações doces do que foi o Natal.  

Com um excerto belíssimo do “O Presépio” de D. João da Câmara, que nos mostra que por vezes perdemos gratuitamente a beleza do momento, desejo a todos a oportunidade de viver o Natal naquilo que ele tem de maior, o encontro com o outro, o encontro com a vida!

“(…) Lembrou-se de fazer muito misteriosamente um presépio. O segredo em que havia de trabalhar mais o animava na tarefa. (…) Assim modelou o menino Jesus, que deitou num berço de caixas de fósforos, Nossa Senhora de mãos postas, São José de grandes barbas, os três Reis Magos a cavalo, e os pastores, um a tocar gaita-de-foles, outro com um cordeirinho às costas, e uma mulher com uma bilha. Não se pareciam lá muito; mas ele deu provas de que sabia puxar pela imaginação. (…) Aos anjos fez asas com as penas de uma galinha que depenou para um jantar que não comeu. Moeu vidro para fingir as águas do rio, e no papel de embrulho recortou um moinho que só havia de armar à última hora. (…) O que mais o encantava era o menino Jesus, com a cabeça do tamanho de um grão de milho, com buraquinhos a fingirem olhos, ouvidos, nariz e boca. Tinha mãos com cinco dedos riscados a canivete e dois pezinhos que ele achava um encanto. Era a véspera do Natal. Às dez e meia, o patrão mandou-o deitar e saiu.

Que alegria estar só! (…) Não lhe deixavam luz; mas que importava? Às escuras armaria o presépio. E logo principiou. Enrolou o moinho, pôs-lhe as velas; esticou o papel azul que fingia o céu e pregou nele com um alfinete a meia Lua; espalhou o vidro moído, num S em volta das palhas; dispôs as figurinhas, suspendeu os anjos. Depois fez uma carreira de fósforos de cera, que todos se haviam de acender ao mesmo tempo, num deslumbramento, quando desse meia-noite. (…) Batia-lhe o coração, que lhe parecia que deviam de ser milagrosas as figurinhas, que delas lhe viria algum bem, consolação de sua vida triste.

Meia noite! Acendeu os fósforos e ficou embasbacado! (…) Nunca assim vira coisa tão perfeita. Os anjos voavam deveras, os cavalos dos reis galopavam, o rio corria, as velas giravam no moinho e os pontinhos do Menino Jesus sorriam-lhe no rosto a São José e a Nossa Senhora!

Tão enlevado cantava, que nem ouviu o patrão abrir a porta, entrar na loja, chegar ao desvão.

Acordou-o do êxtase um pontapé.

- Isso… Agora larga-me fogo à escada!... Varre-me já esse lixo!

E ele, a chorar, levantou-se, foi buscar a vassoura. O bruto continuava aos pontapés.

- Vá?... Vá! Mas quando se deitou, encontrou na enxarga uma figurinha. Apalpou-a, conheceu-a logo: era a do Menino Jesus. Beijou-a muito. Pior vida levara do que ele…

Sentiu de repente um dó muito grande do patrão, que não vira nada, nem que era tão bonito aquele Menino, com um olhar tão meigo nos seus olhinhos picados.”

Um Bom e Santo Natal

Olga Cavaleiro


tags: ,

publicado por Carlos Gomes às 18:04
link do post | favorito
|

Quinta-feira, 11 de Dezembro de 2014
LOUÇÃS PREPARA FESTA DE NATAL



publicado por Carlos Gomes às 11:40
link do post | favorito
|

Terça-feira, 9 de Dezembro de 2014
TEMPO DE NATAL NO SANTUÁRIO DE FÁTIMA

Com os votos de umas Santas Festas, divulgamos as principais celebrações e momentos do programa de Advento e Natal no Santuário de Fátima:

14 de dezembro – Domingo III do Advento

11:00 – Missa, na Basílica da Santíssima Trindade, com bênção das Imagens do Menino Jesus

21 de dezembro – Domingo IV do Advento

15:00 – Concerto de Natal, no Centro Pastoral de Paulo VI. Entrada livre.

Programa:

– Música Coral do Natal.

– Música para orquestra de plectros.

– Guitarra portuguesa.

Intérpretes:

– Ensemble Vocal Novas Tessituras.

– Orquestra Portuguesa de Guitarras e Bandolins.

– Artur Caldeira - Guitarra Portuguesa.

24 de dezembro – Vigília Natalícia

23:00 – Missa do Nascimento de Nosso Senhor Jesus Cristo, na Basílica da Santíssima Trindade. Neste dia, não haverá Rosário às 21:30.

25 de dezembro – Solenidade do Natal do Senhor

Cumprir-se-á no Santuário de Fátima o programa habitual de Domingo. Nas Missas do dia haverá a osculação da imagem do Menino Jesus.

28 de dezembro – Sagrada Família de Jesus, Maria e José

11:00 - MISSA, na Basílica da Santíssima Trindade, com consagração das famílias.

31 de dezembro – Vigília de Oração e Convívio

22:00 – MISSA com Te Deum de Ação de Graças, na Basílica da Santíssima Trindade;

– Procissão para a Capelinha e recitação do Rosário.

00:00 – Toque do carrilhão, consagração ao Imaculado Coração de Maria e gesto da Paz.

00:30 – Chá-convívio, na Casa de Retiros de Nossa Senhora das Dores.

Neste dia, não haverá rosário às 21:30.



publicado por Carlos Gomes às 13:51
link do post | favorito
|

Sábado, 6 de Dezembro de 2014
LOUÇÃS PREPARA FESTA DE NATAL



publicado por Carlos Gomes às 11:32
link do post | favorito
|

Sexta-feira, 5 de Dezembro de 2014
MUSEU DE ARTE SACRA E ETNOLOGIA DE FÁTIMA PROMOVE VISITAS À "SALA DOS PRESÉPIOS E MENINOS JESUS"

Por ocasião das férias de Natal, o Museu de Arte Sacra e Etnologia, dos Missionários da Consolata, em Fátima, irá promover de 15 a 19 de dezembro a atividade “Ó Meu Menino Jesus”.

A iniciativa destina-se a crianças a partir dos 6 aos 12 anos de idade, consistindo em visitas orientadas à “Sala dos Presépios e Meninos Jesus” com jogos de descoberta, ateliês de pintura, música e escrita, podendo as crianças apreciar a magnífica coleção de Presépios e Meninos Jesus do Padre António Rosado Belo, constituída por peças eruditas e populares do século XVI aos nossos dias, procurando-se assim chamar a atenção para o verdadeiro significado do Natal.

O número mínimo para a realização de cada sessão é de 6 participantes, tendo como número máximo 20.

Estão previstas duas sessões por cada dia, a primeira pelas 10h00 e a segunda às 14h00, com duração de 90 minutos, aproximadamente.

É possível, mediante disponibilidade, agendar outras datas e horários.

Marcação prévia através do telefone 249 539 470 ou do e.mail museuartesacra@consolata.pt.



publicado por Carlos Gomes às 10:53
link do post | favorito
|

Quarta-feira, 3 de Dezembro de 2014
OURÉM DÁ INÍCIO À QUADRA NATALÍCIA

O Município de Ourém deu início à quadra natalícia esta segunda-feira, dia 1 de dezembro. E fê-lo de um modo singular, com o projeto coletivo “Árvores de Natal - contos, ambições e sonhos de natal”.

mercado artesão_Fátima

Pela primeira vez, a decoração de Natal da cidade de Ourém foi assumida por 23 entidades de todo o concelho (escolas, instituições particulares de solidariedade social e coletividades), que se associaram ao projeto municipal “Hans Christian Andersen… o Rapaz que queria ser ator, cantor e bailarino…”. Na ocasião, Paulo Fonseca, Presidente da Câmara Municipal de Ourém, fez questão de convidar as centenas de pessoas presentes a inaugurar as 27 árvores de Natal, um “trabalho de todos”, para comemorar a época natalícia “de forma diferente”, agradecendo às várias instituições a forma como se envolveram neste projeto.

“Os sapatos vermelhos”, “A princesa e a ervilha” e “O patinho feio” são algumas das narrativas de Andersen, contadas de forma original, distribuídas pelo Jardim Le Pléssis Trévise e pela Praça Dr. Agostinho Albano de Almeida. A exposição estará patente até 06 de janeiro convidando a visitas atentas e imbuídas do verdadeiro espírito de Natal.

Os festejos próprios desta época estão também previstos em Fátima, com a exposição de presépios de Natal na Praça Luís Kondor, e uma árvore de Natal no Largo Francisco Marto. Ainda em Fátima, no Mercado decorre mais uma edição do Mercado do Artesão, iniciativa promovida pela da Junta de Freguesia de Fátima, que visa proporcionar aos artesãos do concelho uma oportunidade para promoverem os seus produtos e disponibilizar aos visitantes prendas de natal a baixo custo. O Mercado do Artesão terá lugar no dia 21 de dezembro, entre as 10h00 e as 18h00. À semelhança do ano passado, haverá animação infantil ao longo dia, estando prevista a chegada do Pai Natal às 15h30m, seguida de sessão fotográfica.

Ainda imbuído no espírito de comemoração de Natal, e a pensar nos mais novos, o serviço educativo do Museu Municipal de Ourém vai levar a cabo de 17 a 19 de dezembro um atelier de natal, onde as crianças terão a oportunidade de descobrir a arte do desenho, pintura e colagem entre outras. Com os trabalhos realizados as crianças poderão decorar a sua casa neste Natal.


tags: ,

publicado por Carlos Gomes às 20:01
link do post | favorito
|

Quarta-feira, 26 de Novembro de 2014
OUREENSES DECORAM ÁRVORES DE NATAL NA CIDADE DE OURÉM

O Município de Ourém vai dar início à quadra natalícia de um modo singular, com o projeto coletivo “Árvores de Natal - contos, ambições e sonhos de natal”. Pela primeira vez, a decoração de Natal da cidade de Ourém é assumida por 24 entidades de todo o concelho (escolas, instituições particulares de solidariedade social e coletividades), que se associaram ao projeto municipal “Hans Christian Andersen… o Rapaz que queria ser actor, cantor e bailarino…”.

“Os sapatos vermelhos”, “A princesa e a ervilha” e “O patinho feio” são algumas das narrativas de Andersen, contadas de forma original em 27 árvores distribuídas pelo Jardim Le Pléssis Trévise e pela Praça Dr. Agostinho Albano de Almeida. Pobreza, (des) igualdade, infância, sonho e fantasia são pontos comuns entre os contos de Hans Christian Andersen e o Natal, que muitas centenas de oureenses resolveram retratar nas árvores da cidade, revelando sensibilidade, mobilização e espírito de equipa, sentimentos próprios desta quadra e dos valores transmitidos pelo escritor.

No próximo dia 1 de dezembro, pelas 21h00, junto dos Paços do Concelho, as crianças do Jardim Infantil de Ourém vão entoar cânticos de Natal e as árvores públicas ficarão iluminadas. A exposição “Árvores de Natal - contos, ambições e sonhos de natal” estará patente até dia 6 de janeiro (Dia de Reis), convidando a visitas atentas e imbuídas do verdadeiro espírito de Natal.

montagem árvores 089-1


tags: ,

publicado por Carlos Gomes às 22:38
link do post | favorito
|

Terça-feira, 25 de Novembro de 2014
OURÉM REALIZA ATELIÊ DE NATAL

Ourém realiza o Ateliê de Natal nos dias 17, 18 e 19 de dezembro de 2014, às 14h30, no Museu Municipal de Ourém - Casa do Administrador.

Dá asas à tua criatividade e vem construir os mais bonitos enfeites de Natal!

- Público- alvo: crianças dos 6 aos 12 anos

- Máximo: 25 / Mínimo: 10

- Custo por criança: 2,00€

Inscrições obrigatórias no Museu Municipal de Ourém, de terça a domingo das 9h / 13h e das 14h / 18h.

Contactos: tel: 249 540 900 (ext. 6831), tlm: 919 585 003, e-mail: museu@mail.cm-ourem.pt



publicado por Carlos Gomes às 20:02
link do post | favorito
|

Sexta-feira, 27 de Dezembro de 2013
AS ORIGENS PAGÃS DO BOLO-REI

À semelhança do que sucede com a generalidade dos costumes atuais, perde-se no tempo a verdadeira origem do bolo-rei, da mesma forma que também este apresenta formas e designações variadas consoante as culturas. Assim, em Inglaterra mantém-se a tradição de comer e efetuar corridas com panquecas por ocasião da Terça-feira Gorda. Tratam-se, na realidade, de festividades de origem pagã que se encontram ligadas a rituais de fertilidade que outrora se realizavam por ocasião do Entrudo e visavam preparar a chegada da Primavera e, como ela, o renascimento dos vegetais.

Bolo-Rei

A própria designação de Terça-feira Gorda remete-nos para o antigo costume de fazer desfilar pela cidade um boi gordo antes de sacrificá-lo, prática cujas reminiscências ainda se preservam nomeadamente através das largadas de touros e na corrida da Vaca das Cordas. Da mesma forma que nos festejos carnavalescos se preserva a figura do respetivo Rei que cabia outrora àquele que no bolo encontrasse a fava ou o feijão dourado, sendo como tal tratado durante o ano inteiro.

Por seu turno, os romanos introduziram tal prática por ocasião das saturnais que eram as festividades que se realizavam em 25 de Dezembro, em celebração do solstício de Inverno, também eles elegendo um rei da festa escolhido á sorte pelo método da fava. À semelhança do que se verifica com a Coroa do Advento, a sua forma circular remete para antigos ritos solares perfeitamente enquadrados nas festividades solsticiais e nas saturnais romanas.

Com vista à conversão dos povos do Império Romano que preservavam em geral as suas crenças pagãs, o Cristianismo passou a identificar o “bolo-rei” com a celebração da Epifania e, consequentemente, aos Reis Magos. E, assim, aos seus enfeites e condimentos passaram a associar-se as prendas simbólicas oferecidas ao Messias ou seja, a côdea, as frutas secas e cristalizadas e o aroma significam respetivamente o ouro, a mirra e o incenso. Apesar disso e atendendo a que eram três os reis magos, esta iguaria não passou a ser identificada como “bolo dos reis”, conservando apenas a sua designação como “bolo-rei” ou seja, contrariando a sua própria conversão.

Durante a Idade Média, este costume enraizou-se na Europa devido à influência da Igreja a tal ponto que passou a ser celebrado na própria corte dos reis de França e a ser conhecido como Gâteau des Rois. Porém, com a revolução francesa, o mesmo veio a ser proibido em virtude da sua alusão á figura real, o mesmo tendo sucedido entre nós, imediatamente após a instauração da República, tendo alguns republicanos passado a designá-lo por “bolo-presidente” e até “bolo Arriaga”, em homenagem ao então Presidente da República.

Quanto aos seus condimentos e método de confeção, é usual associar-se à tradição da pastelaria francesa a sul do Loire, o que parece corroborar com a informação de que foi a Confeitaria Nacional a primeira casa que em Portugal produziu e vendeu o bolo-rei a partir de uma receita trazida de França, por volta de 1870. Resta-nos saber, até que ponto, também esta não terá buscado inspiração no tradicional bolo inglês.

Com a aproximação da Páscoa associada à chegada da Primavera e, com ela, o renascimento da Vida, o tradicional folar não trará favas escondidas no seu interior mas ovos que simbolizarão a fertilidade, de novo a evocar ritos ancestrais a um tempo anterior à nossa conversão ao Cristianismo.

Carlos Gomes / http://www.folclore-online.com/



publicado por Carlos Gomes às 00:01
link do post | favorito
|

Terça-feira, 24 de Dezembro de 2013
O BLOGUE “AUREN” DESEJA A TODOS OS LEITORES E AMIGOS UM FELIZ NATAL E PRÓSPERO ANO NOVO

tags: ,

publicado por Carlos Gomes às 10:39
link do post | favorito
|

Segunda-feira, 23 de Dezembro de 2013
CENTRO COMUNITÁRIO DE VOLUNTARIADO DE OURÉM FESTEJA O NATAL

No passado dia 20 de dezembro realizou-se a Festa de Natal do Centro Comunitário de Voluntariado de Ourém. Nesta festa foram entregues “Mimos de Natal” a 92 crianças e a alguns voluntários/as que asseguram o funcionamento do espaço de comércio social “Ponto de Partilha”.

unnamed (3)

Esta iniciativa contou com a participação dos alunos do curso profissional de animação da Escola Básica e Secundária de Ourém que desenvolveram várias dinâmicas dirigidas aos mais novos, nomeadamente, fantoches, pinturas faciais, modelagem de balões e jogos tradicionais. Seguiu-se o lanche, gentilmente oferecido pelo Fundo Social dos Trabalhadores da Câmara Municipal de Ourém, que contou com a presença do Presidente da Câmara Municipal, Paulo Fonseca. Neste momento, Paulo Fonseca aproveitou para deixar uma mensagem de boas festas a todas as crianças mas também um agradecimento a todos os voluntários que dedicam parte do seu tempo ao Centro Comunitário de Voluntariado. A festa terminou com a já habitual entrega de prendas às crianças e voluntários do espaço, num total de 108 presentes que resultam dos donativos de cidadãos e empresas.

Na véspera, dia 19 de dezembro, decorreu também no Centro Comunitário de Voluntariado uma atividade de natal no âmbito do projeto “Clube Madrinha/Padrinho Sénior”. Nesta atividade promoveu-se o convívio entre dez jovens voluntários que receberam os afilhados seniores da Fundação Dr. Agostinho Albano de Almeida. Os voluntários prepararam para os seus afilhados um lanche convívio e distribuíram presentes de natal idealizados pelos próprios, proporcionando um dia especial aos seniores presentes.

unnamed (2)

unnamed (1)

unnamed


tags: ,

publicado por Carlos Gomes às 18:36
link do post | favorito
|

Sábado, 21 de Dezembro de 2013
NOSSA SENHORA DA PIEDADE RECEBE CONCERTO DE NATAL

Chegou a quadra natalícia. Entre os dias 7 de dezembro e 6 de janeiro de 2014, várias iniciativas irão assinalar a época no Município de Ourém. Apesar da contenção necessária, a Câmara Municipal definiu um programa abrangente e agregador que irá animar todo o concelho com atividades desenvolvidas com recursos próprios.

Na sede do município, a Praça D. Maria II recebe a partir do dia 7 de dezembro um presépio de Natal que estará exposto durante toda a época festiva, além da já tradicional árvore de natal que estará junto ao edifício dos Paços do Concelho. Em Fátima, o dia será também aproveitado para a apresentação de um presépio de Natal no Largo Francisco Marto, e uma exposição de presépios idealizados por instituições, associações e escolas do concelho, nas ruas Francisco Marto e Praça Luís Kondor. No mesmo dia, a freguesia de Fátima receberá ainda um concerto de Natal protagonizado pelo Conservatório de Música Ourém-Fátima, na Capela Verbo Divino, e no dia 14 de dezembro será a vez da Igreja Matriz de Freixianda acolher o mesmo espetáculo.

No Mercado Municipal de Fátima vai realizar-se a primeira edição do Mercado do Artesão, iniciativa que visa proporcionar aos artesãos do concelho uma oportunidade para promoverem os seus produtos e disponibilizar aos visitantes prendas de natal a baixo custo. O Mercado do Artesão será inaugurado a 15 de dezembro e repete-se a 22 de dezembro, entre as 10h00 e as 18h00. O grupo coral Chorus Auris irá também apresentar um concerto de Natal no dia 22 de dezembro, na Igreja de Nossa Senhora da Piedade. A pensar nos mais novos, a Biblioteca Municipal de Ourém vai desenvolver entre os dias 4 e 20 de dezembro a iniciativa “Férias com histórias” que vai contar a história do “Pinheirinho de Natal” e realizar outras atividades lúdicas.

 Natal Ourém - Fátima

7 de dezembro a 6 de janeiro

Ourém

Presépio Principal

Local: Praça D. Maria II

DIAS 04 a 20 . DEZEMBRO | 10.00H

Férias com Histórias

Local: Biblioteca Municipal de Ourém

DIA 22 . DEZEMBRO | 16.30H

Concerto de Natal pelo Chorus Auris

Local: Igreja de Nossa Senhora da Piedade

Fátima

Presépio Principal

Local: Largo Francisco Marto

Exposição de Presépios

Local: Rua Francisco Marto e Praça Luís Kondor

DIA 7. DEZEMBRO | 17.00H

Concerto de Natal pelo Conservatório Ourém-Fátima

Local: Capela Verbo Divino | Rotunda Norte

DIAS 15 E 22 . DEZEMBRO | DAS 10.00H ÀS 18.00H

Mercado do Artesão

Local: Mercado Municipal de Fátima



publicado por Carlos Gomes às 00:12
link do post | favorito
|

Quinta-feira, 19 de Dezembro de 2013
REAL ASSOCIAÇÃO DO MÉDIO TEJO DESEJA-LHE BOAS FESTAS!

natal2013


tags: ,

publicado por Carlos Gomes às 22:47
link do post | favorito
|

mais sobre mim
pesquisar
 
Setembro 2016
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9

12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30


posts recentes

AS ORIGENS PAGÃS DO BOLO-...

NADAL EN GALICIA… E SÚAS ...

DIVERLÂNDIA É O REINO DA ...

PARTIDO PAN DESEJA-LHE BO...

BOMBEIROS PARA SEMPRE DES...

BLOGUE AUREN DESEJA-LHE B...

MUSEU INTERACTIVO "MILAGR...

CENTRO DE PATRIMÓNIO DA E...

FEIRA INTERNACIONAL DE LI...

LEIRENSES CANTAM AO MENIN...

NATALIS TERMINA AMANHÃ NA...

MUSEU DE ARTE SACRA E ETN...

LEIRIENSES CANTAM AO MENI...

NATALIS JÁ CHEGOU À FEIRA...

NATALIS DECORRE ATÉ DIA 8...

NATAL É NA FEIRA INTERNAC...

LEIRIENSES CANTAM AO MENI...

MUSEU DE ARTE SACRA E ETN...

LEIRIENSES VÃO CANTAR AO ...

MENSAGEM DE NATAL DO REIT...

AS ORIGENS NÓRDICAS DO PA...

O BLOGUE “AUREN” DESEJA A...

REAL ASSOCIAÇÃO DO MÉDIO ...

AS ORIGENS PAGÃS DO BOLO-...

MENSAGEM DO REITOR DO SAN...

GEPE OURÉM DESEJA BOAS FE...

CENTRO DE PATRIMÓNIO DA E...

MUSEU “O MILAGRE DE FÁTIM...

BOMBEIROS PARA SEMPRE DES...

MUNICÍPIO DE OURÉM DESEJA...

FUNDAÇÃO INATEL DESEJA BO...

MUSEU MUNICIPAL DE OURÉM ...

MUSEU DA PRESIDÊNCIA DA R...

OURÉM RECEBE COROS NATALÍ...

INSIGNARE DESEJA BOAS FES...

SANTUÁRIO DE FÁTIMA REALI...

OURÉM RECEBE COROS NATALÍ...

FEDERAÇÃO PORTUGUESA DAS ...

LOUÇÃS PREPARA FESTA DE N...

TEMPO DE NATAL NO SANTUÁR...

LOUÇÃS PREPARA FESTA DE N...

MUSEU DE ARTE SACRA E ETN...

OURÉM DÁ INÍCIO À QUADRA ...

OUREENSES DECORAM ÁRVORES...

OURÉM REALIZA ATELIÊ DE N...

AS ORIGENS PAGÃS DO BOLO-...

O BLOGUE “AUREN” DESEJA A...

CENTRO COMUNITÁRIO DE VOL...

NOSSA SENHORA DA PIEDADE ...

REAL ASSOCIAÇÃO DO MÉDIO ...

arquivos

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

tags

todas as tags

links
Twitter
blogs SAPO
subscrever feeds