Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes de Ourém.

Quarta-feira, 21 de Outubro de 2015
OURÉM PROMOVE COLÓQUIO SOBRE “O CULTO MARIANO NO RIBATEJO”

Colóquio “O Culto Mariano no Ribatejo”

No âmbito do Centenário das Aparições de Fátima, o Município de Ourém e o Fórum Ribatejo estão a promover o colóquio “O Culto Mariano no Ribatejo”, iniciativa que acontece no próximo dia 14 de novembro, às 10.00h, no Auditório do Edifício dos Paços do Concelho.

Com o objetivo de refletir sobre a realidade ribatejana e intervir na defesa e divulgação da sua identidade, pretende-se que este colóquio vá ao encontro dos interessados na curiosidade e no estudo do culto mariano na região, proporcionando, simultaneamente, abordagens mais integradoras à escala nacional.

A participação é livre e gratuita, limitada à lotação do auditório, com inscrições obrigatórias através do e-mail cultura@mail.cm-ourem.pt e dos contactos 914 096 385 e 914 485 527.

Colóquio “O Culto Mariano no Ribatejo”

14 de novembro de 2015

Auditório dos Paços do Concelho de Ourém

PROGRAMA

10.00h: Sessão de abertura

Presidente da Câmara Municipal de Ourém, Dr. Paulo Fonseca

Coordenador do Fórum Ribatejo, Professor Doutor Aurélio Lopes

10.20h: Doutor Marco Daniel Duarte

Fátima, micro e macro-história: a construção de um dos mais importantes lugares do catolicismo contemporâneo

10.40h: Professor Doutor Aurélio Lopes

Do céu à terra: A construção de um santuário: persistências, resistências e resiliências

11.00h: Debate

11.30h: Coffee break

11.45h: Dr. José Manuel Dias Poças Neves

Entre a “loucura dos homens” e a “bondade divina”: o confronto político-religioso à volta da Cova da Iria durante a Primeira República

12.05h: Dr. Matias Coelho

O Senhor do Bonfim da Chamusca e a Senhora da Boa Viagem de Constância: desistências e persistências face ao fenómeno de Fátima

12.25h: Dr.ª Rita Pote

O culto a Nossa Senhora da Glória

12.45h: Debate

13.15h: Pausa para almoço

15.00h: Atuação do Coro CRAMOL | Oeiras

e do Chorus Auris | Ourém

15.20h: Professora Dr.ª Lucília - José Justino:

Da "Senhora dos Mil Nomes": Invocações e Performatividades

15.40h: Dr. Pedro Penteado:

Nossa Senhora da Nazaré

16.00h: Dr. Marto da Cunha Alves e Professora Doutora Marina Pignatelli

O Círio dos Marítimos de Alcochete: um estudo para proposta e inventário nacional de PCI

16.20h: Debate

16.50h: Coffee break

17.05h: Mestre Nuno Domingues

Nossa Senhora da Saúde – Santarém

17.25h: Dr. Hélio Duarte Antunes

Nossa Senhora do Pranto/Círios a Dornes

17.45h: Debate

18.05h: Sessão de encerramento

Presidente da Assembleia Municipal de Ourém, Dr.ª Deolinda Simões

18.35h: Visita livre ao Museu Municipal de Ourém – Casa do Administrador

Contactos para esclarecimentos e confirmação:

cultura@mail.cm-ourem.pt

Tlm. 914096385 / 914485527



publicado por Carlos Gomes às 17:00
link do post | favorito
|

Quarta-feira, 18 de Março de 2015
MUSEU MUNICIPAL DE OURÉM EXPÕE TRAJES TRADICIONAIS DA REGIÃO

Casa do Administrador apresenta “Traje Encenado”

“Traje encenado” é a próxima proposta para a exposição temporária do Museu Municipal de Ourém – Casa do Administrador.

De 29 de março a 28 de junho, o visitante terá acesso a representações nacionais de trajes - encenados e fotografados em estúdio por Carlos Relvas entre finais do século XIX e inícios do século XX – que comunicam com indumentárias de trajes de Ourém, recriados por oito grupos de ranchos folclóricos do concelho, exibidos nas suas atuações.

A exposição, que conta com a participação da Casa-Estúdio Carlos Relvas, na Golegã, e de todos os ranchos folclóricos ativos em Ourém.

Inauguração no dia 29 de março, pelas 16h00 na Casa do Administrador - Museu Municipal de Ourém.

A exposição poderá ser visitada de terça a domingo das 9h00 às 13h00 e das 14h00 às 18h00.



publicado por Carlos Gomes às 11:59
link do post | favorito
|

Sábado, 30 de Novembro de 2013
PCP DO DISTRITO DE SANTARÉM REALIZA ALMOÇO DE NATAL



publicado por Carlos Gomes às 09:59
link do post | favorito
|

Segunda-feira, 25 de Novembro de 2013
DISTRITAL DE SANTARÉM DO PCP ORGANIZA ALMOÇO DE NATAL



publicado por Carlos Gomes às 18:56
link do post | favorito
|

Domingo, 6 de Outubro de 2013
RIBATEJO DANÇA EM LISBOA NA “CIDADE DAS TRADIÇÕES”

O INATEL levou a efeito neste fim-de-semana a “Cidade das Tradições”, uma iniciativa que constituiu uma viagem pelos sons, danças e cantares, cheiros e sabores da tradição portuguesa.

INATEL 009

Durante dois dias consecutivos, o Parque de Jogos 1º de Maio recebeu workshops de folclore, olaria e bordados, aerofones e cordofones, construção de instrumentos tradicionais, teatro de robertos, jogos tradicionais, artesanato, gastronomia, etnografia e música popular tradicional. Foi ainda uma oportunidade única para os mais jovens aprenderem a dançar o vira e o fandango, a moldar o barro, construir brinquedos e instrumentos tradicionais e estabelecer contato direto com a sua sonoridade.

Pelo palco principal passaram diversos grupos folclóricos. O Ribatejo esteve representado pelo Grupo Académico de Danças Ribatejanas, um agrupamento folclórico fundado em 1956 pelo etnógrafo Celestino Graça, com o propósito de recolher, reconstituir e divulgar as tradições folclóricas das distintas regiões etnográficas do Ribatejo – Lezíria, Bairro e Charneca – respeitando as suas características, no que concerne ao trajo, às danças e ao cancioneiro.

O Instituto Nacional para o Aproveitamento dos Tempos Livres (INATEL) tem a sua génese na Fundação Nacional para Alegria no Trabalho (FNAT), criada em 1935, com o objetivo de promover o turismo social e preenchimento dos tempos livres dos trabalhadores, tendo constituído uma das principais realizações do Estado Novo. A partir de 2008, o INATEL passou a constituir uma fundação privada de utilidade pública com caráter social, tutelada pelo Ministério do Trabalho e da Solidariedade Social, sendo a instituição que maior apoio concede à cultura popular portuguesa, mormente aos grupos folclóricos e bandas filarmónicas.

INATEL 006

INATEL 010

INATEL 013

INATEL 015

INATEL 005

INATEL 040



publicado por Carlos Gomes às 21:44
link do post | favorito
|

Quinta-feira, 3 de Outubro de 2013
RADIOAMADORES MARCAM ENCONTRO EM SANTARÉM



publicado por Carlos Gomes às 00:03
link do post | favorito
|

Quinta-feira, 26 de Setembro de 2013
RADIOAMADORES DO RIBATEJO JUNTAM-SE EM SANTARÉM



publicado por Carlos Gomes às 23:01
link do post | favorito
|

Terça-feira, 14 de Maio de 2013
CHORUS AURIS PARTICIPA NO ENCONTRO DE COROS DO RIBATEJO

O XXII Encontro de Coros do Ribatejo tem data marcada para o próximo domingo, dia 19 de maio, a partir das 18 horas, no Teatro Virgínia, em Torres Novas. Nele participam, além do Chorus Auris de Ourém, o coro Canto Firme de Tomar, o Orfeão de Abrantes, o Coro do Círculo Cultural Scalabitano de Santarém e o Choral Phydellius.

Encontro%20Coros%20ribatejo%20(183x200)

O espetáculo é aberto a todo o público com mais de 4 anos de idade e tem uma duração de duas horas, com intervalo.

A edição deste ano do Encontro de Coros do Ribatejo está associada às comemorações do 56º Aniversário do Choral Phydellius, apresentando-se como uma montra de música coral de vários géneros, épocas e línguas, terminando com algumas obras executadas em conjunto por cerca de 150 coralistas. A primeira edição deste evento teve lugar em 1975, em Santarém, e desde então vem constituindo uma iniciativa de referência que quase todos os anos tem lugar na nossa região.



publicado por Carlos Gomes às 07:59
link do post | favorito
|

Sábado, 2 de Março de 2013
VAMOS APOIAR O OURIENSE NO CAMPO DA PIEDADE!

1302585104_188070073_1-Fotos-de--ANGOLA-HERoICA-12



publicado por Carlos Gomes às 00:16
link do post | favorito
|

Terça-feira, 26 de Fevereiro de 2013
OURIENSE JOGA COM O ASSENTIZ PARA A TAÇA DO RIBATEJO

1302585104_188070073_1-Fotos-de--ANGOLA-HERoICA-12



publicado por Carlos Gomes às 19:14
link do post | favorito
|

Terça-feira, 22 de Janeiro de 2013
REAL ASSOCIAÇÃO DO RIBATEJO COMEMORA 25 ANOS DE EXISTÊNCIA

AlmoçoRei

A Real Associação do Ribatejo está a comemorar o 25º aniversário da sua fundação.

Assim no dia 26 de Janeiro de 2013 vamos realizar os seguintes eventos:

12,00 h _ Missa na Igreja do Santíssimo Milagre

13,30 h _ X Almoço do Rei no Santarém Hotel

Informações e inscrições na recepção do Santarém Hotel pelo telefone 243330800

Preço do Almoço 25€, pagamento por:

1_TRANFERÊNCIA POR MULTIBANCO NIB 004554414006694634831

(enviar talão com identificação para Email: realribatejo.pt@gmail.com ou Fax 243330809)

2_Cheque à ordem da Real Associação do Ribatejo

3_Dinheiro na recepção do Santarém Hotel

(Levantar ingressos no X Almoço do Rei, na recepção do Santarém Hotel)

Saudações Monárquicas

José Carlos Ramalho

Presidente da Direcção

Real Associação do Ribatejo

Servir Portugal, servindo o Rei!



publicado por Carlos Gomes às 22:30
link do post | favorito
|

Terça-feira, 1 de Janeiro de 2013
CASA DO RIBATEJO EM NEWARK, NOS ESTADOS UNIDOS DA AMÉRICA, FESTEJA NATAL E PASSAGEM DE ANO

A comunidade ribatejana radicada em Newark, no Estado de New Jersey, festejou o Natal e a passagem de ano, numa iniciativa da Casa do Ribatejo sediada naquela cidade dos Estados Unidos da América.

Constituída há perto de duas décadas, a Casa do Ribatejo em Newark é o elo de ligação da comunidade ribatejana radicada no Estado de New Jersey, nos Estados Unidos da América.

Apesar de distantes das suas terras de origem, as gentes ribatejanas radicadas nos Estados Unidos da América mantém vivas as suas tradições e identidade. Na Casa do Ribatejo, aos primeiros acordes de um acordeão, os ribatejanos envolvem-se de imediato no ritmo do fandango, com o mesmo garbo do maioral da lezíria ou o orgulho do camponês da charneca.

Do ponto de vista etnográfico, encontra-se o concelho de Ourém situado numa zona de transição entre o Ribatejo, a Beira Litoral e a Alta Estremadura, possuindo algumas das suas localidades evidentes marcas do folclore ribatejano. Por outro lado, a migração sazonal para os campos do Ribatejo constitui desde há muito uma realidade na vida das gentes oureenses. Por conseguinte, os oureenses também se identificam de algum modo com o Ribatejo e as suas gentes onde quer que elas se encontrem.

Fotos: Casa do Ribatejo em Newark

10362_388225287929189_1953977192_n

31577_388225721262479_1295654707_n

45003_388225021262549_1142619368_n

528623_394129264005458_1781881578_n

536062_394127664005618_1447702836_n

735030_394127750672276_372565696_n

321233_394127327338985_1199188855_n



publicado por Carlos Gomes às 18:28
link do post | favorito
|

Quinta-feira, 25 de Outubro de 2012
RIBATEJO PROTESTA CONTRA A EXTINÇÃO DE FREGUESIAS



publicado por Carlos Gomes às 19:08
link do post | favorito
|

Terça-feira, 18 de Setembro de 2012
ESTADOS UNIDOS DA AMÉRICA: CASA DO RIBATEJO EM NEWARK FESTEJA 18 ANOS DE EXISTÊNCIA

As gentes do Ribatejo radicadas em Newark, nos Estados Unidos da América, comemoraram no passado dia 15 de setembro o 18º aniversário da Casa do Ribatejo.

420949_284967918282933_975229854_n

Os festejos contaram com a participação de muitos ribatejanos e outros compatriotas que se associaram à iniciativa, tendo constituído um momento de confraternização e de evocação das raízes culturais que constituem a sua identidade.

Integrado nas comemorações, foi inaugurada uma exposição de pintura do artista Mateus Costa, radicado em Filadélfia, a qual se mantém patente ao público.

Fotos: https://www.facebook.com/events/345237958904344/#!/LusoNews

533825_284964308283294_419686276_n

167053_195578600454100_2386651_n



publicado por Carlos Gomes às 19:59
link do post | favorito
|

Terça-feira, 5 de Junho de 2012
CASA DO RIBATEJO EM NEWARK (EUA) PARTICIPA NAS COMEMORAÇÕES DO DIA DE PORTUGAL



publicado por Carlos Gomes às 21:15
link do post | favorito
|

Sábado, 2 de Junho de 2012
REALIZA-SE AMANHÃ O ENCONTRO DE COROS DO RIBATEJO



publicado por Carlos Gomes às 00:30
link do post | favorito
|

Terça-feira, 29 de Maio de 2012
CHORUS AURIS ATUA NO ENCONTRO DE COROS DO RIBATEJO



publicado por Carlos Gomes às 00:01
link do post | favorito
|

Quinta-feira, 24 de Maio de 2012
CHORUS AURIS PARTICIPA NO ENCONTRO DE COROS DO RIBATEJO



publicado por Carlos Gomes às 07:26
link do post | favorito
|

Quinta-feira, 3 de Maio de 2012
JUVENTUDE SOCIALISTA DO DISTRITO DE SANTARÉM DISCORDA DA EXTINÇÃO DE FREGUESIAS

O Secretariado da Federação Distrital da Juventude Socialista de Santarém manifesta-se contra a extinção de freguesias e em defesa da Regionalização. Esta tomada de posição foi emitida em comunicado publicado nomeadamente no blogue do Partido Socialista do Concelho de Ourém.

logo_js_20051

 

JS Ribatejo contra a extinção de freguesias

A Federação Distrital da Juventude Socialista de Santarém coloca-se ao lado das inúmeras manifestações, feitas por todo o distrito, em defesa da manutenção de um poder local próximo e ao serviço das populações.

O secretariado da JS Ribatejo critica a forma como todo o processo de reforma administrativa do Estado tem vindo a ser conduzido pelo Governo PSD/CDS-PP. Hugo Costa, Presidente da distrital da JS, afirma: “Ao longo dos últimos meses, temos assistido a um verdadeiro ataque contra as populações. O extinguir de freguesias vai, certamente, deteriorar a qualidade de vida de milhares de Ribatejanos.”

A JS distrital aponta outro caminho: a Regionalização, fenómeno constitucionalmente previsto, acompanhado de um novo panorama de delegação de competências nos municípios e freguesias. Neste sentido, o exemplo de Lisboa é visto como um modelo a seguir. “Facilmente observamos que na capital do país a reforma deu-se de forma estruturada e pensada, respeitando as populações, os seus representantes políticos e assegurando o aumento de competências, e de verbas, aos órgãos de proximidade”, ilustra Hugo Costa.

“As freguesias, especialmente as rurais, representam a forma mais pura e fiel de representação democrática de proximidade com os cidadãos”, defende o mesmo, acrescentando: “Uma reforma deste género não pode ser feita de costas para as populações.” Na última reunião de secretariado a estrutura deliberou, por unanimidade, tomar uma posição firme e segura de repúdio a todo este processo promovido pelo Governo, e por um Ministro natural do distrito de Santarém.

Os jovens socialistas consideram que os ataques deste governo ao poder local não tem precedentes, começando com esta proposta que não é uma reforma administrativa mas uma lei cujo único objetivo é extinguir freguesias, sem que com isso se garanta qualquer poupança ou eficácia, passando pelo estrangulamento das Autarquias, onde a chamada Lei dos Compromissos está a paralisar a gestão dessas mesmas entidades. A estrutura considera, ainda, que esta lei viola de forma crassa o principio de autonomia do poder local, colocando em causa o funcionamento dos municípios e o serviço publico de qualidade que deve ser prestado às populações.

Afirmando toda esta lógica de proximidade, descentralização e defesa dos valores republicanos e de Abril, seguida pela jota socialista, Pedro Delgado Alves, Secretário Geral da JS e Deputado à Assembleia da República, deslocou-se no passado dia 20 de Abril ao concelho de Alcanena. Esta visita serviu para ver in loco muitas das políticas jovens que a edilidade tem implementado, bem como para auscultar os anseios das populações e do próprio executivo municipal.

O Secretariado da Federação Distrital da Juventude Socialista de Santarém

Fonte: http://psourem.blogspot.pt/



publicado por Carlos Gomes às 18:21
link do post | favorito
|

Sexta-feira, 27 de Abril de 2012
A PALHOTA, ALVES REDOL E OS AVIEIROS

Desde há muito tempo que Ourém viu partir os seus filhos para terras distantes à procura de um futuro mais risonho do que aquele que a própria terra lhes reservava. Nos começos do século XVII, da Atouguia partiu Francisco Vieira de Figueiredo rumo às distantes paragens da Índia e da atual Indonésia onde foi mercador e teve de confrontar-se com as ambições dos holandeses que então se apoderavam dos domínios portugueses. Também no Brasil os oureenses se afoitaram e, nas margens do rio Guamá vieram a fundar a cidade de Ourém do Pará. E, até aos nossos dias, continuaram a emigrar sobretudo para França e o Brasil.

Palhota - Aldeia Avieira (2)

Não foram apenas essas paragens longínquas o destino de muitos oureenses. Também no nosso país, muitos foram os que rumaram a Lisboa e aí vieram a singrar sobretudo na construção civil, ou ainda para Benavente onde acabaram por se fixar. Outros, porém, eram contratados sazonalmente para os trabalhos do campo em terras do Ribatejo onde mourejavam e comiam o pão que o diabo amassou. Alves Redol retrata-os na sua obra, tal como o fez em relação a outras comunidades migratórias, descrevendo a sua vida e os problemas sociais com que se debatiam, a sua existência miserável e luta pela sobrevivência.

No passado dia 25 de abril, Ourém decidiu evocar a vida e obra do escritor com a projeção do filme documental “Alves Redol – Memórias e Testemunhos”. Aproveitando a ocasião, o AUREN mostra imagens atuais da Palhota, aldeia avieira situada nas margens do rio Tejo, no Concelho da Azambuja, onde o escritor viveu para escrever o seu romance “Os Avieiros”, o qual retrata a vida dos pescadores oriundos de Vieira de Leiria que ali se fixaram nas suas casas palafíticas e que constituem um património que urge preservar.

Palhota - Aldeia Avieira (6)

Palhota - Aldeia Avieira (3)

Palhota - Aldeia Avieira (5)

Palhota - Aldeia Avieira (18)

Palhota - Aldeia Avieira (20)

Palhota - Aldeia Avieira (10)



publicado por Carlos Gomes às 18:43
link do post | favorito
|

Sexta-feira, 13 de Abril de 2012
OURÉM: QUERCUS PROMOVE PERMACULTURA

A assinalar o Dia da Terra, a Associação Nacional de Conservação da Natureza Quercus vai levar a efeito uma sessão formativa de Introdução à Permacultura. A iniciativa, desenvolvida pelo Núcleo Regional do Ribatejo e Estremadura daquela associação ambientalista, decorre no próximo dia 22 de abril no Centro de Educação Ambiental de Ourém e tem como objetivo “dar a conhecer um estilo de vida mais equilibrado, consciente e responsável”.

As inscrições deverão ser realizadas através do envio de um e-mail para: ribatejoestremadura@quercus.pt com indicação dos seguintes do nome, morada, data de nascimento, NIF, contacto telefónico e e-mail.

A permacultura constitui um método de planeamento e manutenção de sistemas agrícolas à escala humana de forma sustentável, viáveis do ponto de vista financeiro e socialmente justos. O termo permacultura surgiu na Austrália derivando de permanent agriculture ou seja, agricultura permanente.



publicado por Carlos Gomes às 13:28
link do post | favorito
|

Quinta-feira, 12 de Abril de 2012
CONCURSO DE FOTOGRAFIA VAI DAR A CONHECER O RIBATEJO RURAL

Em resposta ao desafio lançado pela Rede Europeia de Desenvolvimento Rural, a Associação para o Desenvolvimento Integrado do Ribatejo Norte (ADIRN) vai participar no concurso de fotografia “Images of Rural Europe”, que visa promover e celebrar o desenvolvimento rural da Europa.

Neste âmbito, a ADIRN vai desenvolver a nível local o concurso de fotografia “Vivências Rurais do Ribatejo Norte”, o qual tem como principais objetivos reunir uma gama diversificada de fotografias que reflitam a vida rural nos seis concelhos do Ribatejo Norte, concretamente Alcanena, Ferreira do Zêzere, Ourém, Tomar, Torres Novas e Vila Nova da Barquinha, valorizar a fotografia enquanto forma de expressão artística, estímulo da criatividade daqueles que se dedicam ao prazer de captar imagens, bem como sensibilizar a população para as questões do Meio Rural.

Para conhecer o regulamento do concurso basta aceder ao site da Rede Rural Nacional (RRN) em www.rederural.pt



publicado por Carlos Gomes às 09:40
link do post | favorito
|

Quarta-feira, 7 de Setembro de 2011
Taça de Portugal – CD Fátima em risco de exclusão por utilização irregular de Nelson

A utilização irregular do defesa Nélson no jogo da primeira eliminatória Taça de Portugal em futebol face ao Pampilhosa, que o CD Fátima venceu por 4-3, deverá ditar a exclusão dos ribatejanos da prova.

O jogador tinha sido castigado com dois jogos de suspensão na penúltima jornada da época passada, quando estava ao serviço da União da Serra, da II divisão, tendo cumprido apenas um, pelo que não podia ser utilizado diante do Pampilhosa.

Segundo a agência Lusa, o presidente da comissão administrativa do CD Fátima, António Pereira, confirma a recepção de um telefonema por parte de um funcionário da Associação de Futebol de Santarém, sexta-feira, a alertar o clube para esta situação, sendo que por parte da Federação Portuguesa de Futebol (FPF) ainda não houve qualquer comunicação.

Enquanto responsável máximo do CD Fátima, António Pereira assume a responsabilidade por este caso, embora esclareça que alertou os funcionários do clube para verificarem se tudo estava em ordem, na sexta-feira antes do jogo.

António Pereira diz que “o clube não agiu de má fé”: “Esta situação só se verificou por termos tido uma semana bastante complicada para levantar os impedimentos que recaíam sobre a equipa e que impediam a sua inscrição”.

“Estava tranquilo, dado que fiz o que podia, alertando para verificarem tudo, o mesmo não sucedeu com quem de direito, incluindo o próprio jogador e a Associação de Futebol de Santarém, que não nos alertaram para qualquer impedimento”, refere o dirigente.

Enquanto aguarda uma comunicação oficial, António Pereira confirma que a provável eliminação da Taça de Portugal trará prejuízos nos planos desportivo e financeiro, já que o clube deverá ter de pagar uma multa e o jogador deverá enfrentar uma nova suspensão, de acordo com os regulamentos da FPF.

Ainda assim, diz que o momento “é de reagir e de total concentração no campeonato”.

Fonte: http://www.radiopernes.pt/



publicado por Carlos Gomes às 15:53
link do post | favorito
|

Terça-feira, 29 de Março de 2011
OURÉM PARTICIPA NAS "7 MARAVILHAS DA GASTRONOMIA"

 

Para a primeira fase, cujo prazo para inscrição de receitas terminou no dia 27 de Março, segue uma lista de algumas candidaturas nas "7 Maravilhas da Gastronomia", aqui bem perto de Tomar. A saber:

Alcanena - Massa de Bacalhau e Migas de Bacalhau na Categoria "peixe"; Favas guisadas com carne de porco na categoria "carne e Rocas na categoria "doces".

Ourém - Sopas de Verde na categoria "sopas" e Friginada na categoria "carne".

Tomar - Fatias de Tomar na categoria "doces".

Torres Novas - Cabrito assado no forno com batatas e grelos na categoria "carne" e Miga à Manuel Pescador com enguias no espeto na categoria "peixe.

Vila Nova da Barquinha - Pirilau do Frade Ambrósio na categoria "doces" e Sopa de peixes do rio na categoria "peixes.

Estas são as 11 receitas inscritas pela ADIRN referentes ao Ribatejo Norte

 

in Tomar a Cidade, em http://tomaracidade.blogspot.com/



publicado por Carlos Gomes às 16:40
link do post | favorito
|

Quarta-feira, 6 de Outubro de 2010
As cores da República no barrete tradicional

Videntes de Fátima

As imagens dos videntes de Fátima constituem interessantes documentos etnográficos.

 

O barrete constitui um dos assessórios da indumentária tradicional de quase todas as regiões do nosso país, incluindo o Concelho de Ourém. Produzido artesanalmente, o barrete antecede o próprio chapéu cuja origem remete para a indústria emergente em meados do século XIX. Situado numa área geográfica que regista as influências da Estremadura, da Beira Litoral e do Ribatejo a que não são alheias os fenóenos migratórios para as terra da Borda d'Água, o folclore do Concelho de Ourém revela um certo hibridismo onde predominam as marcas etnográficas da Alta Estremadura. Distante das influências dos  políticos republicanos, o traje característico das gentes desta região não sofreu a influência política que levou a serem adoptadas as cores verde-rubra no barrete do campino ribatejano. A comprová-lo, estão as imagens captadas na época, mormente aos videntes por ocasião das aparições na Cova da Iria. Trata-se de um precioso documento etnográfico que nos ajuda a compreender as adulterações a que o folclore e a etnografia do povo português têm sido sujeitas para satisfação de objectivos que lhe são estranhos.

campinos

O traje e as cores do barrete do campino reflectem a estilização do traje tradicional em função da ideologia republicana.
 

O campino do Ribatejo tal como actualmente o conhecemos, altivo na sua montada, com o seu pampilho, apresenta-se invariavelmente com o seu colete encarnado, faixa vermelha à cintura, calça azul e meias brancas até ao joelho, jaqueta e sapato de prateleira com esporas. Ao invés de outros trabalhadores rurais da mesma região, usa barrete verde com orla a vermelho, sugerindo as cores da actual bandeira nacional.

O barrete é, desde tempos muito recuados usual em diversas regiões do nosso país, quer no meio rural como ainda entre as comunidades de pescadores. No Minho, apesar da indústria de chapelaria que se desenvolveu em Braga nos meados do século XIX, a qual levou à difusão em toda aquela do característico chapéu braguês, o barrete continuava a ser utilizado nas tarefas diárias da lavoura.

Originariamente, todos os barretes eram pretos ou cinzento-escuro, independentemente do grupo social ou a região do país em que eram utilizados. Ainda hoje os podemos encontrar com relativa facilidade entre os pescadores da Nazaré e da Póvoa do Varzim ou até na região saloia. Porém, apesar de se pretender preservar aquilo que foram os usos e costumes de uma determinada época, geralmente dos finais do século XIX e começos do século XX, também o traje tradicional tem sido permeável às modas e a outros interesses que o levam a registar modificações que, não raras as vezes chegam até nós como o que existe de mais genuíno.

Seria extensa a lista de exemplos que poderíamos enumerar para descrever as alterações que ao longo dos tempos se tem registado no traje tradicional, para já não falarmos de outros aspectos relacionados com o folclore como as coreografias, os instrumentos utilizados e os próprios cantares. Bastará, apenas, referir o tamanho das saias que outrora se usavam comparados com o que por vezes é exibido actualmente, as formas estilizadas e os tecidos. Muitas dessas alterações não estão apenas relacionadas com as influências exercidas pela moda mas ainda com a sua utilização para fins de propaganda turística e até política, como sucedeu em grande medida durante o período do Estado Novo.

Sucede que, faz precisamente cem anos que foi instaurado em Portugal o regime republicano. E, como é sabido, o Ribatejo constituía uma das regiões de maior implantação política dos republicanos da altura. De resto, foi um ribatejano de seu nome José Relvas, quem hasteou a bandeira do novo regime nos Paços do Concelho, em Lisboa. Na verdade, a bandeira hasteada pertencia a um pequeno grupo político, o Centro Democrático Federal, pois a bandeira tal como a conhecemos só viria a ser concebida e aprovada pela Assembleia Nacional Constituinte no ano seguinte.

Inspirados pelo famoso quadro “A Liberdade guiando o Povo” de Eugène Delacroix, os republicanos criaram uma figura alegórica para representar a República, um tanto à semelhança do que fizeram os franceses ao conceberem a sua Marianne. O modelo então escolhido foi uma jovem alentejana de Arraiolos, de seu nome Irene Pulga. E, tal como os franceses fizeram com a Mariana, colocaram-lhe sobre a cabeça um barrete frígio.

O barrete frígio é assim designado por ter sido primitivamente usado pelos habitantes da Frígia que constituía uma região da Ásia Menor, sensivelmente onde actualmente se encontra a Turquia. Os republicanos franceses adoptaram-no, sob a cor vermelha, como símbolo de liberdade. Aliás, da mesma forma que, nos finais do século XIX, foram os caçadores alpinos franceses os primeiros a adoptar a boina basca, alterando-lhe a cor para azul-escuro, tendo passado a constituir um acessório dos uniformes de inúmeras forças militares sob as mais diversas cores. De forma algo idêntica, também os republicanos portugueses viram certamente no barrete do campino ribatejano uma espécie de barrete frígio, genuinamente português, podendo ser-lhe introduzidas as cores da República.

Com o decorrer do tempo e a divulgação do folclore, mormente ao tempo do Estado Novo, a ideia do barrete verde viria a enraizar-se nos costumes ribatejanos e a tornar-se uma peça considerada genuína do traje do campino.

 

GOMES, Carlos. As cores republicanas no barrete do campino ribatejano. http://www.folclore-online.com

 

citações: http://o.castelo.vai.nu/miradouro/



publicado por Carlos Gomes às 13:06
link do post | favorito
|

mais sobre mim
pesquisar
 
Setembro 2016
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9

12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30


posts recentes

OURÉM PROMOVE COLÓQUIO SO...

MUSEU MUNICIPAL DE OURÉM ...

PCP DO DISTRITO DE SANTAR...

DISTRITAL DE SANTARÉM DO ...

RIBATEJO DANÇA EM LISBOA ...

RADIOAMADORES MARCAM ENCO...

RADIOAMADORES DO RIBATEJO...

CHORUS AURIS PARTICIPA NO...

VAMOS APOIAR O OURIENSE N...

OURIENSE JOGA COM O ASSEN...

REAL ASSOCIAÇÃO DO RIBATE...

CASA DO RIBATEJO EM NEWAR...

RIBATEJO PROTESTA CONTRA ...

ESTADOS UNIDOS DA AMÉRICA...

CASA DO RIBATEJO EM NEWAR...

REALIZA-SE AMANHÃ O ENCON...

CHORUS AURIS ATUA NO ENCO...

CHORUS AURIS PARTICIPA NO...

JUVENTUDE SOCIALISTA DO D...

A PALHOTA, ALVES REDOL E ...

OURÉM: QUERCUS PROMOVE PE...

CONCURSO DE FOTOGRAFIA VA...

Taça de Portugal – CD Fát...

OURÉM PARTICIPA NAS "7 MA...

As cores da República no ...

arquivos

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

tags

todas as tags

links
Twitter
blogs SAPO
subscrever feeds