Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes de Ourém.
Segunda-feira, 30 de Abril de 2018
PAN QUESTIONA OLIVAIS INTENSIVOS

PAN quer análise do impacte dos olivais intensivos no ambiente e na saúde pública

  •       - Expansão de olival intensivo em regiões de maior escassez de água sem estudos de impacte prévios
  •       - Falta de regulação e monitorização na utilização de pesticidas e fertilizantes
  •       - Contaminação de solos e aquíferos com consequências na saúde pública
  •       - Relatórios do Grupo de Trabalho do Olival nunca foram publicados

O PAN – Pessoas-Animais-Natureza, acaba de dar entrada de uma iniciativa legislativa que visa a análise do impacte dos olivais intensivos nos recursos naturais, ecossistemas e saúde pública.

A crescente reconversão do olival tradicional em plantações intensivas de grande escala, recorrendo a métodos de cultivo dependentes de fertilizantes, pesticidas e de quantidades de água insustentáveis deveria ter sido devidamente acompanhada pelas entidades competentes, para que fossem identificados atempadamente os impactes negativos nos recursos naturais. A falta de regulação e monitorização na utilização de pesticidas e fertilizantes, com o sentido de aumentar a produtividade, induzem a contaminações dos solos e consequentemente dos recursos hídricos subterrâneos, que consequentemente terá impacto não só nos ecossistemas como na saúde das populações das áreas circundantes.

As plantações intensivas de única espécie, mesmo autóctones, implicam no ecossistema a diminuição de biodiversidade, diminuição da resiliência das culturas a infestações, e menor capacidade de adaptação às alterações climáticas por serem dependentes do regadio e dos pesticidas aplicados.

Sendo que a maioria das plantações de olival cultivado de modo intensivo estão localizadas maioritariamente a sul de Portugal, onde existe tendencialmente maior escassez de água, parece irrefletida a permissão da sua expansão sem estudos de impacte prévios, sustentando-se na existência de uma estratégia de regadio que irá suportar estes cultivos.

Face a estudos recentes referentes aos efeitos das alterações climáticas no território, verifica-se que fomentar um olival dependente deste método de rega tornar-se-á insustentável num futuro próximo, sendo que é inevitável a diminuição da precipitação e o crescimento de períodos de seca.

Em 2008, terá sido constituído por meio do despacho n.º 26873/2008, de 23 de outubro, o Grupo de Trabalho do Olival (GTO) com o objetivo de “realizar as análises consideradas necessárias ao acompanhamento constante da evolução das características e estado da fertilidade dos solos, e à apresentação anual de um relatório com as respetivas conclusões.” Contudo, nunca terão sido publicados estes relatórios.

Após interpelado com a inexistência dos relatórios de análise do impacte das plantações do olival intensivo nos recursos naturais, no debate quinzenal 15 de março, o Sr. Primeiro Ministro terá informado que iria disponibilizar os relatórios relativos aos anos de 2009,2010,2011 e que iria solicitar a elaboração de um atualizado, referente ao ano de 2017. No entanto, após vários requerimentos ao governo a solicitar os mesmos, até à data não foram facultados.



publicado por Carlos Gomes às 14:37
link do post | favorito

Domingo, 29 de Abril de 2018
MÁSCARAS TRADICIONAIS DESFILAM EM LISBOA

31250447_2067671340136023_4351756484306639089_n



publicado por Carlos Gomes às 14:18
link do post | favorito

Sábado, 28 de Abril de 2018
SANDOEIRA FESTEJA A S. ROMÃO

31357538_10214976151829792_43499635373505742_n



publicado por Carlos Gomes às 11:00
link do post | favorito

Sexta-feira, 27 de Abril de 2018
FESTAMBO ANIMA OURÉM

A Academia de Música Banda de Ourém irá promover nos próximos meses de maio e junho, o XIV FESTAMBO, sendo este um festival de música e dança já manifestamente enraizado na cultura ouriense e da região.

CartazAbertura

No decurso de 11 eventos programados, irão participar cerca de 300 músicos e bailarinos desta instituição, aos quais se juntam mais de 450 participantes convidados.

Este festival envolverá diversos géneros e estilos artísticos e será promovido em diferentes espaços e locais do concelho (Ourém, Caxarias, Seiça e Fátima), na certeza de que não deixará ninguém indiferente.

O fim de semana de abertura será nos dias 5 e 6 de maio, conforme cartaz que se remete em anexo, salientando que muito gostaríamos de contar com a vossa presença, particularmente no evento de apresentação pública, a realizar na sede da AMBO, pelas 21h30 (5 de maio), e que terá a participação da fadista Delfina Henriques.

Considerando a limitação da lotação inerente ao espaço em que decorrerá a sessão de abertura, agradecíamos confirmação de presença até ao próximo dia 3 de maio.

Em breve disponibilizaremos o cartaz com a programação integral.

Com os melhores cumprimentos,

Fernando Luís Marques

(Presidente da Academia de Música Banda de Ourém)

Homem culto é aquele que, de tudo o que assiste aumenta, não os seus conhecimentos, mas o seu estado de alma” Fernando Pessoa



publicado por Carlos Gomes às 19:55
link do post | favorito

ALVAIAZERENSES FAZEM COLHEITA BENÉVOLA DE SANGUE

Colheita Sangue AVZ



publicado por Carlos Gomes às 18:59
link do post | favorito

GREEN PROJECT AWARDS E COTEC ATRIBUEM PRÉMIO GPA – COTEC INDÚSTRIA 4.0

CANDIDATURAS PARA O GREEN PROJECT AWARDS 2018 ATÉ 31 DE MAIO

O Green Project Awards (GPA) e a COTEC – Associação empresarial para a Inovação são os promotores do Prémio GPA – COTEC Indústria 4.0, reforçando a importância da transformação digital para a sustentabilidade e para a circularização da economia, numa perspetiva de divulgação e de convergência tecnológica.

IMG_5054

O Prémio GPA – COTEC Indústria 4.0 será atribuído entre todos finalistas das categorias do GPA 2018, desde que cumpram os seguintes requisitos (constantes no Regulamento GPA 2018):

  • Evidências de utilização de tecnologias digitais capazes de agilizar o processo de desenvolvimento e produção do projeto;
  • Evidências de um nível superior de customização reduzindo o tempo de entrada no mercado;
  • Desenvolvimento do projeto assente na utilização de plataforma digital de simulação permitindo a customização e otimização mesmo;
  • Possibilidade de aceder remotamente e em tempo real aos dados resultantes do projeto.

Para além deste prémio especial, o GPA atribui outros três: o Prémio GPA – ANI Born From Knowledge, o Prémio GPA – EGF Inovação e Economia Circular e o Prémio GPA – REN Biodiversidade e Florestas. A 11ª edição do GPA conta com sete categorias: Agricultura e Florestas, Inovação Social e Mobilização, Iniciativa Jovem, Inovação e Economia Circular, Mar, Turismo e Urbes. As inscrições devem ser feitas através do link: http://candidaturas.gpa.pt/pt até ao dia 31 de maio.

O GPA tem o Alto Patrocínio do Presidente da República e o apoio institucional da Comissão Europeia, da Unesco e da CPLP. Conta ainda com o apoio dos Ministérios da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural, do Ambiente, da Economia, da Educação e do Mar.

Podem concorrer à iniciativa empresas, Organizações Não Governamentais, estabelecimentos de ensino, centros de investigação, entidades públicas e/ou municipais, associações, investigadores e outros cidadãos a título individual com projetos, iniciativas, produtos ou serviços que visem o desenvolvimento sustentável e que tenham sido implementados ou disponibilizados em Portugal nos últimos três anos.


tags:

publicado por Carlos Gomes às 11:40
link do post | favorito

Quinta-feira, 26 de Abril de 2018
INTERVENÇÃO DO DEPUTADO MUNICIPAL AVELINO SUBTIL (PS) ALUSIVA AO 25 DE ABRIL

38044_115817178466352_2201362_n

“Amigos, companheiros e camaradas”, “hoje vem-me à memória uma frase batida”:

“Aprende a nadar, companheiro 
Que a maré se vai levantar 
Que a liberdade está a passar por aqui 
Maré alta 
Maré alta 
Maré alta”.

Começo esta minha intervenção, recordando versos de três canções do recorrentemente designado “escritor de canções” Sérgio Godinho, que ainda recentemente participou em Ourém no evento denominado “Tarde da Diferença”.

De facto, apesar dos mais de quarenta e cinco anos de distância, tenho bem presente a canção “Maré Alta”, do primeiro disco de Sérgio Godinho, denominado “Sobreviventes” lançado no ano de 1971, que durante os anos de 1972 e 1973, tantas vezes escutei na Cantina de “Económicas”.

Nesses anos, as Cantinas Universitárias e em especial as que eram geridas pelas Associações de Estudantes, eram espaços  de afrontamento à ditadura, procurando furar a rigorosa censura imposta aos portugueses, embora por vezes a ementa do dia fosse alterada para  “Cassetetes à portuguesa”, servidos pela polícia de choque.

A repressão sentia-se de forma muito acentuada na vida estudantil, altamente vigiada pela PIDE, que sistematicamente fazia levas de prisões, que eram silenciadas na imprensa, por imposição da censura, mas denunciadas através da imprensa associativa.

Talvez possam ficar com uma ideia mais clara do que era a censura se eu vos der conta do que escrevia o jornal “Expresso” no seu n.º 5, de 3 de fevereiro de 1973, num artigo intitulado “Sá Carneiro já não é deputado”. A certa altura do artigo pode ler-se:

“As razões da renúncia do deputado Sá Carneiro não foram tornadas públicas. O texto da sua declaração de renúncia circulou privadamente entre os deputados, por decisão do presidente da Assembleia, mas não foi publicado no “Diário das Sessões”, nem autorizada a transcrição para a Imprensa.”

Contudo, naqueles anos, o que mais atormentava a minha geração era o espetro da Guerra Colonial.

Assistíamos à incorporação nas fileiras das Forças Armadas e à sua subsequente partida para os teatros de guerra da Guiné, Angola e Moçambique, de onde se poderia voltar ou não, ou parafraseando Reinaldo Ferreira, num poema intitulado “Menina dos Olhos Tristes”, cantado pelo Zeca Afonso e  pelo Adriano Correia de Oliveira, poder-se-ia voltar “numa caixa de pinho”.

Para os jovens da minha geração o aproximar dos vintes anos era  um sufoco muito grande, principalmente os que estudavam no ensino superior e tinham acesso a mais informação.

Foi pois com enorme expetativa e ansiedade que na manhã de 25 de ABRIL nos apercebemos que algo se estava a passar e partimos à descoberta do que representavam os sinais que o Rádio Clube Português ia transmitindo através da leitura de comunicados do MFA.

Desse dia guardo um exemplar da 2.ª Edição do jornal “República”, adquirido a um ardina no final da tarde e que partilho aqui convosco, com a manchete:

As Forças Armadas tomaram o poder

No final da capa o seguinte destaque:

ESTE JORNAL NÃO FOI VISADO POR QUALQUER COMISSÃO DE CENSURA”

Terminava assim, por iniciativa dos jovens oficiais, marcados por 13 anos de guerra, para a qual não vislumbravam qualquer saída, prestando aqui a minha homenagem a todos eles, na pessoa do Capitão Salgueiro Maia, que assumiu um papel determinante na vitória dos revoltosos, comandando a coluna da Escola Prática de Cavalaria de Santarém, que integrava no comando de um dos pelotões o tenente António Silva.

Seguiram-se dias de e xplosão coletiva, libertando as emoções recalcadas por décadas de opróbrio, um pouco por todo o país mas talvez de forma mais expressiva em Lisboa, com o Povo a encher as ruas e a envolver as tropas vitoriosas num misto de agradecimento e esperança num futuro melhor. Viveram-se dias inebriantes em que todos os sonhos nos pareciam possíveis.

Os acontecimentos sucederam-se em catadupa, destacando, pelo seu simbolismo, dois ocorridos no dia 26. O assalto à sede da PIDE, efetuado pelo corpo de Fuzileiros Navais e a tomada da cadeia política de Caxias por uma força de Para-quedistas.

A este propósito o jornal “Diário de Lisboa” do dia 26 de abril fez a seguinte manchete:

CAXIAS CAIU

LIBERTOS OS PRESOS

DETIDA A DGS/PIDE

Entre os presos libertados de Caxias estava um oureense bem conhecido de todos nós, que integrou esta Assembleia durante muitos anos. Refiro-me como todos já devem ter percebido a Sérgio Ribeiro, que saúdo como um combativo militante pela libertação de Portugal da ditadura.

Seguiram-se meses de movimentação social e de conflitualidade política, acabando por se atingir a estabilização social e a consolidação de uma democracia representativa.

Para isso contribuiu de forma determinante a realização no dia 25 de abril de 1975 das eleições para a Assembleia Constituinte, que tiveram uma participação superior a 90%.

Para a maioria esmagadora da população tratou-se da primeira vez que votaram, mas para quem já tinha votado em eleições sob o signo da ditadura terá sido seguramente também uma nova experiência.  

Não sei se saberão que a votação consistia no depósito na urna, muitas vezes improvisada, de uma lista que teria de ser previamente distribuída aos eleitores pelas forças candidatas.

Para a consolidação da Democracia teve um papel relevante a institucionalização do poder local democrático, com a realização em 12 de dezembro de 1976 das primeiras eleições autárquicas,  que possibilitaram a escolha dos diversos órgãos locais de forma direta por todos os cidadãos.

A nossa Democracia seguiu o seu caminho, cabendo ao Partido Socialista, que aqui represento um papel importante na sua consolidação, que culminou, na minha opinião, com a adesão à União Europeia, sob a visão estratégica de  Mário Soares.

Abril abriu portas a um Mundo novo, com especial incidência no domínio dos Direitos, Liberdades e Garantias.

Em particular, relevo a participação em todos os domínios da sociedade conseguida pelas mulheres, que no período da ditadura eram objeto de uma despudorada limitação dos seus direitos.

A título de curiosidade, recorro ao suplemento “Presença da Mulher”, do jornal “República”, de 17 de dezembro de 1973, que publicava sob o título “Um Exemplo de Discriminação”, cópia da proposta para admissão de sócio do Futebol Clube do Porto, na qual constava que “a mulher casada era obrigada à autorização do marido”.

Passados quarenta e quatro anos de altos e baixos neste caminhar enquanto Povo que dia a dia vai lutando para melhorar as suas condições de vida em termos coletivos,  considero que o 25 de ABRIL nos permitiu uma evolução positiva em  todos os domínios, destacando duas conquistas de grande dimensão: o alargamento da escolaridade e a criação do Serviço Nacional de Saúde.

Relativamente ao acesso ao ensino, hoje discutimos se o Estado  deve pagar as escolhas de estabelecimento que os alunos/pais façam, mas não se questiona a possibilidade de todos poderem aceder a todos os níveis de ensino.

De acordo com os dados divulgados pelo portal PORDATA, em 1970 a percentagem de alunos matriculados em idade normal de frequência do respetivo ciclo era de 2,4%  no Pré-escolar, 84,3% no 1.º Ciclo,  22,2%  no 2.º ciclo, 14,4% no 3.º Ciclo e 3,8% no Secundário.

Em 2016, os valores eram de 88,4%, 96,0%, 87,2%, 87,1% e 75,3% respetivamente.

Outra das grandes conquistas de Abril, para mim talvez a mais importante, trata-se do Serviço Nacional de Saúde, que teve na sua génese António Arnaut, um dos fundadores do Partido Socialista.

Apesar das recorrentes criticas ao funcionamento do SNS, quem tem memória do que era a assistência médica antes do 25 de abril e conhece minimamente as condições que hoje são proporcionadas a toda a população,  independentemente da sua condição, não pode deixar de dar valor a esta conquista de abril.

Somos um País de recursos escassos e apesar disso conseguimos construir e manter em funcionamento um Serviço Universal de grande qualidade, com acesso a toda a população, o que não acontece com algumas potências económicas.

Termino agradecendo ao meu Grupo a possibilidade de fazer esta intervenção alusiva ao 25 de abril, esperando que embora refletindo a minha vivência direta possa ajudar a manter vivos os valores de ABRIL.

VIVA O 25 DE ABRIL

25 DE ABRIL SEMPRE

Avelino Subtil



publicado por Carlos Gomes às 19:36
link do post | favorito

VEREADORES SOCIALISTAS ANALISAM RELATÓRIO DE GESTÃO E PRESTAÇÃO DE CONTAS DO EXECUTIVO MUNICIPAL DE OURÉM

Relatório de Gestão e Prestação de Contas referentes ao ano económico de 2017 -  Declaração de Voto

Os documentos que estão em discussão neste ponto fazem a síntese da atividade desenvolvida pelo Município e a sua tradução  em termos económicos e financeiros, espelhada nas respetivas demonstrações financeiras, as quais foram devidamente auditadas pelos Revisores Oficiais de Contas.

Do Relatório de Auditoria que complementa a Certificação Legal das Contas, destacamos um aumento, ainda que residual, dos meios libertos líquidos do Município, ascendendo a 7.805.176 euros, a opinião de que os indicadores económico/financeiros “são indiciadores de uma situação económica e financeira do Município equilibrada” e a constatação de que “no período compreendido entre 01/01/2014 e 31/12/2017, o valor da dívida total diminuiu cerca de 13,9 milhões de euros (-56,9%)”.

As opiniões expressas pelos auditores externos, são esclarecedores sobre a evolução positiva e a saúde das Contas Municipais.

Procurando fazer um balanço aos dois mandatos de executivos socialistas, os vereadores do PS apresentaram um bem sustentado documento, elaborado por José Reis, que faz a análise a este ciclo de gestão do Município, no qual o Grupo do PS nesta Assembleia se revê plenamente.

Comparando alguns indicadores de 2009 e 2017 verifica-se que decorrido este período estamos hoje em presença de um concelho que melhorou praticamente a todos os níveis: Concelho mais moderno, mais convidativo para se viver e trabalhar, com melhores infraestruturas,  melhores acessos mais visitado.  

Em termos de atividade económica, destaque para o crescimento do Turismo, uma aposta importante dos executivos socialistas, tendo todos os

Indicadores relacionados com este setor no nosso Concelho registado evoluções significativas quer em capacidade de alojamento, quer no crescimento de hóspedes e dormidas em estabelecimentos hoteleiros, e  das Exportações que passaram de aproximadamente 47 M€ em 2009 para 66 M€ em 2017, traduzindo-se num crescimento de 40%.

A partir da Análise dos Balanços e Demonstrações de Resultados também se pode concluir que ao longo do período 2009 e 2017 a recuperação económica e financeira das contas do Município é um dado indesmentível.

As contas refletem saúde financeira e os resultados conseguidos nestes anos são reconhecidos por entidades de inegável imparcialidade como a Ordem dos Contabilistas Certificados através do seu Anuário Financeiro dos Municípios Portugueses.

Comparativamente a 2009, vemos hoje o Passivo Exigível ser 32% daquele que era no início da governação PS, por outras palavras, este Passivo desceu 2/3 do seu valor de 2009, enquanto o Passivo financeiro  representa apenas 28%  do valor de 2009.

Estes resultados refletiram-se em dois aspetos importantes:

  1. A redução dos Custos Financeiros, os quais em 2017 correspondem a apenas 25% dos de 2009, quase 500 mil euros a menos;
  • O Prazo Médio de Pagamentos  passou de 122 dias em 2009 para 34,5 dias em 2017.

Recordamos que esta evolução ocorreu num dos piores períodos da Economia Portuguesa, com o PIB a cair drasticamente e o desemprego a galopar como não se tinha visto desde a grande recessão do século passado.

Apesar do exposto, se a nossa postura de oposição fosse a evidenciada pelo PPD/PSD e pelo CDS/PP no anterior mandato, seria fácil para o PS argumentar a não votação favorável dos documentos em apreciação. Bastaria recorrermos às posições assumidas na apreciação dos documentos relativos a 2016.

Assim, o deputado Nuno Prazeres, em nome do CDS/PP afirmava:

  • “Em Ourém o esforço dos cidadãos em razão do IMI aumentou na ordem dos 130%. A percentagem do IMI no total dos proveitos passou de 10,3% em 2009 para 20,8% em 2016.”

Por sua vez o deputado Filipe Borges Cortez, em nome do PPD/PSD, declarava:

  • “Temos tido um acentuado aumento de impostos…nomeadamente no IMI que passou de um custo médio por habitante do nosso concelho de 249 € no quadriénio de 2006-2009 para o custo médio previsível de 580 € no presente quadriénio, ou seja mais que dobramos o esforço.”

Afinal, a coligação PPD/PSD - CDS/PP, assumiu a governação e manteve a taxa de IMI, apesar da situação de adequado equilíbrio financeiro que encontrou.

Como temos evidenciado nesta Assembleia, procuramos seguir outra postura de oposição, tal como os nossos vereadores no órgão executivo, pelo que o nosso voto é favorável.

O Grupo do Partido Socialista



publicado por Carlos Gomes às 19:33
link do post | favorito

TOMAR NÃO QUER DIVULGAR EM LOURES A FESTA DOS TABULEIROS

Respondento ao convite formulado pelos organizadores da edição deste ano do FolkLoures – iniciativa que conta com o apoio da Câmara Municipal de Loures – o Presidente da União das Freguesias de São João Baptista e Santa Maria dos Olivais, sr. Augusto Barros acaba de transmitir que não é possível participar naquele Encontro de Culturas que anualmente reúne as mais diversas representações da cultura popular portuguesa e ainda das comunidades imigrantes. A justificação é a seguinte: “…considerando a logística necessária para a deslocação dos tabuleiros e a indisponibilidade dos pares, em virtude de ser uma altura de férias, não nos é possível participar.”

10896863_912532168827297_6183414193585854659_n

Algumas semanas antes e, segundo informação que obtivémos junto dos responsáveis da organização, estes falaram “com a Mordoma das festas dos tabuleiros a qual me indica para falar com a Junta de Freguesia urbana de tomar, ou com a junta de freguesia de Cargueiros, adianta que a festa dos tabuleiros é uma festa religiosa que a não vê através da comissão enquadrada num desfile etnográfico.”

Desconhecemos qual o entendimento que a pessoa em causa tem de etnografia uma vez que esta também estuda a religiosidade popular. Mas, recordamos que não seria a primeira vez que a Festa dos Tabuleiros” iria a Lisboa, uma vez em 1997 se exibiram no Parque Eduardo VII e no Parvilhão Carlos Lopes e, alguns anos mais tarde, na zona de Belém, numa iniciativa promovida pelo Museu de Arte Popular, então sob a orientação da Arquitecta Andreia Galvão, actual Directora do Convento de Cristo, em Tomar.

Qualquer que seja a justificação dada para não promoverem a Festa dos Tabuleiros num dos concelhos mais populosos da periferia de Lisboa, o que a decisão nos parece indicar é que os tomarenses que estão por detrás deste grandioso evento estão a fechar-se no casulo e a arranjar argumentos para não promoverem a festa de Tomar fora de portas quando tal oportunidade lhes é proporcionada. Fazemos votos que, apesar dessa decisão, a Festa dos Tabuleiros continue a ser uma iniciativa grandiosa na nossa região!

11008472_834136976666817_5758523973993616780_n



publicado por Carlos Gomes às 18:48
link do post | favorito

Quarta-feira, 25 de Abril de 2018
COMEMORAÇÕES DO 25 DE ABRIL EM LISBOA SEGUEM PELA AVENIDA DA LIBERDADE

Yanis Varoufakis veio a Portugal participar nas comemorações do 25 de abril em Lisboa

Após vários anos de sucessivo declínio, eis que as comemorações do 25 de abril em Lisboa adquiriram novo fôlego desde a crise e as medidas de austeridade impostas pelo anterior governo. No entanto, a participação de associações sindicais e de moradores, comissões de trabalhadores e movimentos unitários vêm progressivamente cedendo o lugar a toda uma sorte de movimentos políticos identificados com causas alternativas e de contra-cultura, incluindo movimentos feministas, LGBT, ambientalistas, para além dos colectivos anarquistas que durante muitos anos se mantiveram relutantes em relação a estas comemorações. E, não faltou este ano sequer a estelada em representação do independentismo da Catalunha.

31295177_1687296104684229_2786988994029496103_n

A grande novidade este ano foi a participação de Yanis Varoufakis, o ex-ministro das Finanças da Grécia que acaba de fundar o movimento pan-europeu DiEM25, que desfilou ao lado de Rui Tavares, dirigente do partido Livre. Participaram também o Géneration.s, liderado pelo francês Benoît Hamon, o Alternativet, da Dinamarca, o Bündnis – DiEM25, da Alemanha, o DeMA, de Itália, e o Razem, da Polónia, participarão no desfile.

Também a comunidade brasileira que vive em Lisboa, representada pela Casa do Brasil, saiu à rua em protesto contra a prisão de Lula da Silva e aquilo que consideram ser um golpe. E, como sempre acontece, a Casa do Alentejo trouxe os grupos corais da sua região, fazendo com que o cante e a cultura tradicional alentejana marcassem a su presença nas comemorações do 25 de Abril. E, até ao 1º de Maio, não dá tempo sequer para enrolar as bandeiras, cabendo aos sindicatos a liderança das comemorações do Dia Mundial dos Trabalhadores!

31252796_1687291111351395_2461714919974825247_n

31300101_1687292361351270_7919158913750397952_n

31300399_1687296784684161_7749188144002219386_n

31301801_1687290714684768_6678220250780907805_n

31307004_1687294038017769_1177629710480206032_n

31318133_1687292751351231_5236109212742613825_n

31318137_1687293734684466_4821302096854363189_n

31318215_1687293871351119_3472873847516401995_n

31326861_1687294264684413_1407598272678035576_n

31337910_1687295854684254_4796972816741969851_n

31345416_1687294728017700_9187461175917387198_n

31357572_1687296344684205_3962429448781259018_n

31357973_1687293571351149_4004110524389575073_n

31363278_1687292744684565_5901626044934063587_n

31369093_1687297071350799_4973813469084206745_n

31230462_1687295718017601_2153059444498424008_n

31239309_1687297244684115_5211131975686799376_n

31241551_1687292191351287_1034916966006956629_n

31250515_1687290841351422_6320095393281789606_n

31252871_1687292444684595_8864381542400552725_n

31253069_1687295471350959_6191906850057237927_n

31265510_1687296998017473_2292733207855140973_n

31265581_1687294424684397_7961142545129911653_n

31265638_1687295981350908_5563560442284157502_n

31275789_1687293921351114_1767749919218517970_n

31284247_1687294398017733_406539515422476760_n

31286214_1687291824684657_1340270733490093432_n

31287238_1687292608017912_7193224669911709244_n

31290688_1687295898017583_2476797112550005434_n

31290705_1687297234684116_4339418322877410081_n



publicado por Carlos Gomes às 20:12
link do post | favorito

Terça-feira, 24 de Abril de 2018
OURÉM REÚNE EXECUTIVO MUNICIPAL

Capturar1

Capturar2

Capturar3

Capturar4


tags:

publicado por Carlos Gomes às 18:46
link do post | favorito

ALVAIÁZERE REALIZA SEMANA DA IDADE MAIOR

cartaz

 

 



publicado por Carlos Gomes às 18:09
link do post | favorito

CÂMARA MUNICIPAL DE OURÉM PROMOVE SESSÃO DE DIVULGAÇÃO E ESCLARECIMENTO SOBRE IFRRU 2020

No âmbito do roteiro de apresentação das oportunidades de financiamento do IFRRU 2020 em todas as regiões do país, irá realizar-se no dia 02 de maio, pelas 16h00, no auditório do Edifício-sede do Município de Ourém, uma sessão de divulgação e esclarecimento sobre o IFRRU 2020.

Sem título-2

O IFFRU 2020 é um instrumento financeiro destinado a apoiar investimentos em reabilitação urbana que cobre todo o território nacional, reunindo diversas fontes de financiamento, quer fundos europeus do Portugal 2020, quer fundos provenientes de outras entidades como o Banco Europeu de Investimento e o Banco de Desenvolvimento do Conselho da Europa, conjugando-os com fundos da banca comercial. Para mais informações sobre este instrumento que aponta a reabilitação urbana como ferramenta de revitalização das cidades, pode consultar www.portaldahabitacao.pt.

A sessão vai contar com a presença da Comissão Diretiva da Estrutura de Gestão do IFFRU 2020 que irá realizar uma apresentação técnica das condições de acesso e de financiamento. Seguir-se-á um debate para o esclarecimento de dúvidas de todos os interessados.

Esta iniciativa tem entrada livre com inscrições obrigatórias até ao dia 30 de abril para ifrru2020@mail.cm-ourem.pt ou 249 540 900 (ext.6422) e é organizada pela Câmara Municipal de Ourém e pela Estrutura de Gestão do IFRRU 2020.


tags:

publicado por Carlos Gomes às 17:01
link do post | favorito

ALVAIÁZERE ACELERA NEGÓCIOS

Programa de Aceleração de negócios na Incubadora Alvaiázere+

Estão abertas as candidaturas para o Programa de Aceleração da incubadora de negócios Alvaiázere+, que tem como objetivo apoiar no crescimento de todos os negócios, através de uma ampla rede de parceiros, mentores, especialistas e sessões de formação intensivas.

Programa de Aceleração Alvaiázere+

A incubadora do Município de Alvaiázere pretende apoiar os empreendedores a impulsionar os seus projetos, validando e definindo os seus modelos de negócio e desenvolvendo produtos e serviços mais fortes.

O Programa de Aceleração será constituído por dois bootcamps, o primeiro nos dias 26 e 27 de maio e o segundo nos dias 12 e 13 de junho. Ambos serão repletos de atividades, mentoria e sessões de formação, que irão permitir aos participantes aprofundar conhecimentos fundamentais para o desenvolvimento dos seus negócios.

No período entre os dois bootcamps, os empreendedores serão ainda acompanhados por mentores de diversas áreas, culminando o Programa de Aceleração com a apresentação pública dos projetos participantes, no dia 13 de junho.

As candidaturas poderão ser feitas, individualmente ou em equipas de duas pessoas, até ao dia 17 de maio, em https://bit.ly/2uMGOhL.



publicado por Carlos Gomes às 15:37
link do post | favorito

BALANÇO MUITO POSITIVO NA 8ª EDIÇÃO DO FESTIVAL DE GASTRONOMIA “COZINHAS DO MUNDO – SABORES DE PORTUGAL”

unnamed

- 7 Dias de festival

- 8 Equipas com 4 menus em simultâneo

- 65 Alunos de 3º Ano em prova (cursos de Restaurante/Bar e Cozinha/Pastelaria)

- 162 Alunos de apoio do 1º e 2º anos dos cursos de Restaurante/Bar e Cozinha/Pastelaria

- 21 Jurados externos representantes das entidades empresariais e profissionais do sector, 2 jurados permanentes em representação da Direção da Escola e ainda o Orientador de Projecto e Orientador de Turma;

- 7 Chefes de cozinha,

- 7 Chefes de sala

- 7 Empresários

- Mais de 350 pessoas a degustar as iguarias preparadas pelos alunos;

Este é o balanço da 8ª Edição do Festival de Gastronomia “Cozinhas do Mundo - Sabores de Portugal” que decorreu na Escola de Hotelaria de Fátima, de 12 a 20 de Abril.

As ementas apresentadas resultaram dos projectos desenvolvidos pelos alunos e incidiram sobre as regiões de Portugal, evidenciando as suas principais características em termos gastronómicos, levantamento dos principais produtos, bem como do receituário característico de cada uma delas. Também foi alvo de análise a abordagem vitivinícola e de produção de vinhos.

No seguimento deste processo de pesquisa, foi elaborado uma ementa por parte dos alunos de forma a apresentarem ao júri e aos diversos clientes que estiveram connosco, a oportunidade e degustarem as iguarias da região estudada.

Procurando inovar e apresentar novos motivos de interesse a quem nos dá o prazer da sua companhia, este ano foi uma vez mais possível, fazer o visionamento ao vivo da preparação, confecção e serviço executado pelos nossos alunos.

A grande mudança este ano foi a alteração da iniciativa para o período de almoço, tendo recebido uma boa recetividade por parte das pessoas que continuaram a participar, registando-se uma forte adesão, dando cumprimento a um dos principais objectivos do evento: a aproximação ao tecido empresarial e à comunidade envolvente.

Por último de realçar e agradecer a presença dos membros do júri que de forma pronta e muito disponível aceitaram estar connosco neste contexto de formação, enriquecendo o momento com os seus conhecimentos que partilharam com os alunos.



publicado por Carlos Gomes às 11:30
link do post | favorito

ALVAIÁZERE COMEMORA O 25 DE ABRIL

O Município de Alvaiázere promove duas iniciativas alusivas à celebração do 44.º aniversário do “25 de abril”.

O Museu Municipal de Alvaiázere e o colecionador Élio Marques juntaram-se para apresentar a exposição “Entre Abril e Maio, palavras, músicas e canções”, que conta com cerca de 300 discos de vinil de 33 e 45 rotações editados no período pré e pós 25 de Abril de 1974. Esta exposição, que estará patente ao público a partir de amanhã, dia 25 de abril, abarca várias áreas temáticas desde discursos políticos, música de intervenção, hinos políticos, hinos sindicais, teatro, fado, folclore, poesia, tendo como fio condutor a Revolução dos Cravos.

cartaz exposição

Também amanhã, quarta-feira, pelas 17:00, no auditório da Casa Municipal da Cultura de Alvaiázere, vai decorrer o espetáculo “Cantar Abril”, integrado na programação da “Região de Leiria - Rede Cultural”, operação financiada pelo Programa Operacional Regional do Centro, numa organização do Município e da Comunidade Intermunicipal da Região de Leiria. O concerto será protagonizado pelo cantor Sebastião Antunes e pelo Coral Alva Canto, que se farão acompanhar em palco por vários convidados, e que trarão à memória os temas que marcaram os valores da Revolução.

Cantar abril



publicado por Carlos Gomes às 11:15
link do post | favorito

ESCRITOR ALFREDO DE SOUSA TOMAZ APRESENTA NA FEIRA DO LIVRO DE OURÉM O LIVRO “O HOMEM QUE NÃO TINHA UMA FAZENDA EM ÁFRICA

O escritor Alfredo de Sousa Tomaz apresentou no passado domingo, na Feira do Livro de Ourém, o seu livro “O homem que não tinha uma fazenda em África”. A iniciativa decorre até amanhã, dia 25 de Abril, no antigo edifício dos Paços do Concelho e na Praça D. Maria II.

31281397_1803936089916272_5486028161607615544_n

O evento conta com um programa variado com diversas atividades, nomeadamente, encontros com escritores e ilustradores, sessões de autógrafos, recitais, mostra de produtos regionais, feira do livro, concurso concelhio de leitura, música, percurso artístico-literário, dança com livros, teatro e horas do conto.

Destaque para o VIII Concurso Concelhio de Leitura dirigido aos alunos do 1 e 2º ciclos das escolas do concelho, além dos encontros com vários autores e ilustradores e um espaço dedicado aos escritores ourienses.

A Festa do Livro é organizada pela Câmara Municipal de Ourém - Biblioteca Municipal com o apoio da Rede de Bibliotecas do Concelho de Ourém, Museu Municipal de Ourém - Casa do Administrador e a Livraria Arquivo.

Com prefácio de Ricardo de Saavedra, conceituado jornalista e escritor, a obra compila uma série de histórias vividas pelo autor, desde que partiu para Angola ainda criança até ao momento em que teve de a deixar compulsivamente 25 anos depois.

Mais de quatro anos depois de se ter lançado nesta "aventura", Alfredo de Sousa Tomaz vê agora o nascer deste "filho", impulsionado, segundo o autor, pela publicação na revista Notícias Magazine, suplemento do Jornal de Notícias e Diário de Notícias, em 2010, de algumas das suas histórias de África: "como tinha muitas mais histórias para contar, decidi reuni-las em livro."

O autor refere, ainda, o orgulho em ter podido também apresentar a obra em Ponte da Barca pois "embora não tendo nascido em Ponte da Barca, nem tampouco no Minho, escolheu para viver esta terra que me adoptou.”

Tal como Ricardo de Saavedra descreve no prefácio é este "livro sereno, perpassado por vezes de um subtil humor, que constitui uma achega preciosa à história que no terreno e dia a dia se viveu e ninguém teve ainda coragem para escrever.”

22491669_1608428945882999_5215796107773029724_n

Alfredo Tomaz nasceu na Cova da Iria, Fátima, concelho de Vila Nova de Ourém, a 29 de Julho de 1942. Sexto filho de uma família numero a e modesta, seu pai, para dar melhores condições de vida aos seus, partiu para Angola no início da década de 50 com os seus irmãos mais velhos, tendo-se-lhes juntado pouco depois o resto da família. Em Outubro de 1961 regressou a Portugal para cumprir o serviço militar na Força Aérea, onde permaneceu até Janeiro de 1965. Pouco depois de regressar a Luanda conheceu Maria de Fátima, com quem veio a casar em Dezembro de 1967. Dessa união nasceram dois filhos.

Em Luanda a sua atividade profissional esteve quase sempre ligada às viagens e turismo, tendo trabalhado na Companhia Nacional de Navegação e numa agência de viagens.

Em 1976, depois de um quarto de século de aventuras, venturas e desventuras, o autor regressou definitivamente a Portugal com a família, tendo-se fixado em Matosinhos, onde exerceu a sua atividade comercial até 2007. Atingida a idade da reforma, foi viver com a esposa para Ponte da Barca, Alto Minho, onde permanecem até hoje, assumindo orgulhosamente a condição de “minhotos adotivos”. Esta obra, não sendo exatamente uma autobiografia, é, contudo, baseada no percurso de vida do autor por terras de África.

31295214_1803938686582679_5631479331136280186_n



publicado por Carlos Gomes às 10:30
link do post | favorito

CORO DOS PEQUENOS CANTORES DE ESPOSENDE REALIZA CONCERTO NO SANTUÁRIO DE FÁTIMA

O Coro de Pequenos Cantores de Esposende (CPCE) vai participar, pela segunda vez, no Encontro de Coros Infantis do Santuário de Fátima.

CPCE

Nesta que é a décima edição, a ter lugar amanhã, dia 25 de abril, na Basílica de Nossa Senhora do Rosário, às 15h30, participam, além do CPCE, o Schola Cantorum Pastorinhos de Fátima e os Jovens Cantores de Guimarães.

O programa prevê um concerto onde cada um dos grupos corais apresenta individualmente o seu repertório e culmina com uma interpretação conjunta do tema Totus tuus, Maria, da autoria de António Cartageno com arranjos de João Santos.

O Coro de Pequenos Cantores de Esposende, sob a direção de Helena Venda Lima, será acompanhado pelo Órgão de Tubos da Basílica, com o organista Diogo Zão. O Coro interpretará cinco músicas e o percurso musical “Terno e Eterno Bom Sagrado” assentará nas tradições da construção polifónica do passado, proporcionando uma viagem até às sonoridades mais contemporâneas.

Este evento procura promover a partilha entre os coralistas de distintas partes do país e criar laços através da vivência artística e da linguagem coral.



publicado por Carlos Gomes às 09:33
link do post | favorito

Segunda-feira, 23 de Abril de 2018
POPULAÇÃO SÉNIOR TEM AULAS GRATUITAS DE EXERCÍCIO FÍSICO NA RIBEIRA DO FÁRRIO

0001

0002



publicado por Carlos Gomes às 10:36
link do post | favorito

Sexta-feira, 20 de Abril de 2018
INSIGNARE E INSTITUTO POLITÉCNICO DE SANTARÉM ASSINAM PROTOCOLO

A Diretora Executiva da INSIGNARE – Associação de Ensino e Formação, Carina João Oliveira, assinou ontem um Protocolo de Colaboração com o Instituto Politécnico de Santarém para integrar a Rede de Escolas Profissionais e Secundárias da Lezíria do Tejo, que tem por objetivo o desenvolvimento de atividades que permitam a criação de uma rede regional de oferta de ensino profissional.

unnamed

A assinatura deste documento decorreu durante 4ª Conferência dos TeSP do IPSantarém, que teve como tema " Os Cursos Técnicos Superiores Profissionais - insucesso escolar e estratégias pedagógicas".

De referir que estiveram presentes na sessão a Secretária de Estado da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Professora Maria Fernanda Rollo, do Diretor Geral do Ensino Superior, Professor João Queiroz e o Representante da Comissão de Acompanhamento dos TeSP no CCIPS e Presidente do Instituto Politécnico da Guarda, Professor Constantino Rei. Com a assinatura deste protocolo o IPS alargou a sua rede englobando as restantes escolas e agrupamentos do distrito de Santarém.



publicado por Carlos Gomes às 15:35
link do post | favorito

Quinta-feira, 19 de Abril de 2018
FEIROURÉM 2018 – INSCRIÇÕES ABERTAS

O Município de Ourém, tendo como objetivo recuperar usos, costumes e tradições do nosso concelho, pretende retomar a FEIROURÉM, evento emblemático que permitirá preservar, valorizar e difundir a cultura dos Oureenses, na região e por todo o país.

FeirOurem2018

Este certame visa promover o artesanato enquanto valor cultural e fator de dinamização da atividade económica, do turismo e consequentemente do desenvolvimento socioeconómico local, divulgar e preservar a gastronomia, o associativismo, os valores e as tradições culturais e recreativas do Município de Ourém, difundir a atividade agrícola, comercial e industrial em todas as suas vertentes, instalada no concelho, bem como da região onde se insere.

A FEIROURÉM 2018 irá decorrer de 15 a 20 de junho no Parque da Cidade António Teixeira e no Centro de Negócios de Ourém. O certame tem entrada livre.

Para expor os seus produtos e/ou serviços na FEIROURÉM 2018, encontre toda a documentação necessária para efetuar a inscrição da sua empresa em www.ourem.pt.

Para esclarecimentos adicionais, deverá contactar a organização através do contacto 91 500 29 24 ou por email feirourem2018@mail.cm-ourem.pt.


tags: ,

publicado por Carlos Gomes às 22:08
link do post | favorito

Quarta-feira, 18 de Abril de 2018
FOLCLORE JUNTA AMIGOS EM BRAGA

30729166_1404278683011705_3285599924554025181_n



publicado por Carlos Gomes às 20:18
link do post | favorito

ALVAIÁZERE EXPÕE MÚSICAS DO 25 DE ABRIL

Exposição temporária: “Entre Abril e Maio, palavras, músicas e canções”

Na comemoração dos 44 anos da revolução que pôs fim à ditadura em Portugal, o Museu Municipal de Alvaiázere e o coleccionador Élio Marques juntaram-se para apresentar esta exposição : “Entre Abril e Maio, palavras, músicas e canções” que conta com cerca de 300 discos de vinil de 33 e 45 rotações editados no período pré e pós 25 de Abril de 1974.

cartaz exposição

São discos que contam a história das lutas travadas pela liberdade no tempo do Estado Novo, muitos deles proibidos pela Censura, e a história da conquista das liberdades com a revolução do 25 de Abril de 1974.

Esta exposição abarca várias áreas temáticas desde, discursos políticos, música de intervenção, hinos políticos, hinos sindicais, teatro, fado, folclore, poesia, tendo como fio condutor a Revolução dos Cravos.

Muitos nomes consagrados da música portuguesa, os chamados cantautores, contribuíram com as suas canções para que acontecesse uma Revolução em Portugal. Entre tantos outros nomes, destacamos: Sérgio Godinho, José Afonso, Fausto, Manuel Freire, José Mário Branco, Padre Fanhais, Luís Cília, Pedro Barroso, Adriano Correia de Oliveira, José Barata Moura, Fernando Tordo, Carlos Mendes, José Jorge Letria, Paulo de Carvalho…

Depois do 25 de Abril, além dos cantautores referenciados, muitos outros nomes e grupos músicas surgiram para cantar a revolução, entre eles, Conjuntos GAC - Vozes na Luta, Equipa, Movimento, Intróito e Outubro, Ermelinda Duarte, Luísa Basto, Marina Mota, Quim Barreiros, Samuel, Corina, Tonicha, Nara Leão e Chico Buarque (Brasil) e George Moustaki (França)… Também a grande Amália Rodrigues se associou, cantando a “Grândola Vila Morena” de José Afonso e “O Meu Amor É Marinheiros do poeta Manuel Alegre”.

Além dos discos expostos marcarem uma época da música de intervenção, congratulam a liberdade, finalmente conseguida. Por outro lado, muitas das capas estão intimamente ligadas ao período da revolução do 25 de Abril de 1974, ilustrando os acontecimentos da época com diferentes qualidades gráficas ao nível do design e da impressão.



publicado por Carlos Gomes às 17:04
link do post | favorito

ALVAIÁZERE CELEBRA O 25 DE ABRIL

Na comemoração dos 44 anos da revolução que pôs fim à ditadura em Portugal, o Município de Alvaiázere vai promover duas iniciativas de âmbito cultural, para assinalar esta efeméride.

Cantar abril

O Museu Municipal de Alvaiázere e o colecionador Élio Marques juntaram-se para apresentar esta exposição: “Entre Abril e Maio, palavras, músicas e canções” que conta com cerca de 300 discos de vinil de 33 e 45 rotações editados no período pré e pós 25 de Abril de 1974.

Esta exposição, que estará patente ao público a partir do dia 25 de abril, abarca várias áreas temáticas desde, discursos políticos, música de intervenção, hinos políticos, hinos sindicais, teatro, fado, folclore, poesia, tendo como fio condutor a Revolução dos Cravos.

Também no mesmo dia, pelas 17:00, no auditório da Casa Municipal da Cultura de Alvaiázere, vai decorrer o espetáculo “Cantar Abril”, integrado na programação da “Região de Leiria - Rede Cultural”, operação financiada pelo Programa Operacional Regional do Centro, numa organização do Município e da Comunidade Intermunicipal da Região de Leiria.

O concerto será protagonizado pelo cantor Sebastião Antunes e pelo Coral Alva Canto, que se farão acompanhar em palco por vários convidados, e que trarão à memória os temas que marcaram os valores da Revolução.

Fica o convite para celebrar “Abril” em Alvaiázere!



publicado por Carlos Gomes às 17:02
link do post | favorito

DEPUTADO DO PAN, ANDRÉ SILVA, INTERVÉM NO DEBATE QUINZENAL DA ASSEMBLEIA DA REPÚBLICA COM A PRESENÇA DO PRIMEIRO-MINISTRO

800

Senhor Primeiro Ministro,

Portugal tem feito manchetes um pouco por todo o Mundo com exemplos muito positivos. Ganhámos, por exemplo, o festival da Eurovisão e o Europeu de futebol. Nomeou-se Mário Centeno como presidente do Eurogrupo e elevou-se António Guterres a Secretário-geral das Nações Unidas. Mais! Recentemente quebrámos records ao atingirmos máximos históricos de produção de energia renovável e ficámos mesmo 4 dias ininterruptos sem utilizar electricidade de origem fóssil.

Curiosamente, e em contraciclo, Portugal recebeu esta semana, da Rede Europeia para a Acção Climática, a Medalha de Ouro para o pior investimento em matéria energética por apoiar a perfuração de petróleo na costa de Aljezur. Este prémio exemplifica na perfeição o erro do Governo em prolongar até final de 2018 os contratos de prospecção e produção de petróleo na costa portuguesa.

E a única justificação que o Governo dá, é a invocação do já conhecido, mas gasto “interesse público”.

Mas que “interesse público” é este que desconsidera uma consulta pública em que mais de 40 mil portugueses afirmaram ser contra esta actividade?

Onde está o “interesse público” que vai contra a vontade de todas as autarquias destas regiões e contra todos os pareceres técnicos e científicos das Organizações Ambientalistas?

Será que o mapeamento geológico da costa Portuguesa é mesmo o único interesse público em causa? Temos dúvidas!

Tendo em consideração que esta semana terminou a consulta pública sobre a possibilidade de se efectuar uma Avaliação de Impacto Ambiental relativamente à actividade de prospecção do furo ao largo de Aljezur e considerando também a lei 37/2017, que obriga a realização desta Avaliação em todas as operações, incluindo a de prospecção, questionamos se o Governo vai ou não cumprir a lei e realizar uma Avaliação de Impacto Ambiental referente ao furo na Costa de Aljezur?

Foto: Lusa



publicado por Carlos Gomes às 16:47
link do post | favorito

OURÉM COMEMORA O 25 DE ABRIL

EDITAL

 

            ORDEM DE TRABALHOS:        

            01 - Período de Antes da Ordem

            JOÃO MANUEL MOURA RODRIGUES, Presidente da Assembleia Municipal de Ourém, torna público que:    

            De harmonia com a competência que lhe é conferida pela alínea b), do n.º 1, do artigo 30º, da Lei n.º 75/2013, de 12 de setembro, convoca a Assembleia Municipal para a sessão ordinária a realizar no dia 25 de abril de 2018, pelas 17.00 horas, nos Paços do Concelho, com a seguinte:        

do DiA – (grelha Anexo A)     

            01.01 – Sessão Solene – 25 de Abril ------------------------------------------------------------------

                       1 – Exposição “Musicações de um Andarilho”, Roberto Chichorro

                       2 - Cantar Abril – Conservatório de Música de Ourém e Fátima

                       3 - Hino Nacional – Conservatório de Música de Ourém e Fátima

                       4 - Discursos de Abril – 5m por Grupo Municipal – MOVE; CDS/PP; PS; PSD;   

                             5m Presidente CMO; 5m Presidente AMO

            01.02 – Apreciação e votação da ata nº 01/2018 referente à sessão ordinária de 2018.02.27. -------------------------------------------------------------------------------------------

            01.03 – Leitura resumida do expediente.     

            01.04 – Atividade municipal – apreciação de uma informação do senhor Presidente da Câmara Municipal, nos termos da alínea c) do n. º2 do art.º 25º da Lei n.º 75/2013, de 12 de setembro. ----------------------------------------------------------------------

            01.05 – Intervenções de interesse local ou declarações políticas gerais. ------------

----------- 02 - ORDEM DO DIA – (grelha Anexo B-2)     

----------- 02.01 – Apreciação e votação da proposta camarária – Relatório de Gestão e Prestação de Contas do Município referentes ao ano económico de 2017. ----------------------------

----------- 02.02 – Apreciação e votação da adesão da AMO à ANAM – Associação Nacional de Assembleias Municipais, com assunção da despesa respetiva da quota anual. ----------------------

----------- 02.03 – Apreciação e votação da proposta camarária – doação de materiais à União de Freguesias de Rio de Couros e Casal dos Bernardos, para aplicar em diversos caminhos vicinais. -----------------------------------------------------------------------------------

----------- 02.04 – Apreciação e votação da proposta camarária – doação de materiais à Freguesia de Espite, para beneficiação de bermas. ---------------------------------------------

----------- 02.05 – Apreciação e votação da proposta camarária – doação de materiais à União de Freguesias de Freixianda, Ribeira do Fárrio e Formigais, para diversos trabalhos. --------------

----------- 02.06 – Apreciação e votação da proposta camarária – doação de materiais à União de Freguesias de Freixianda, Ribeira do Fárrio e Formigais, para construção de valetas na rua Principal e na rua das Alminhas, em Lagoa do Grou. -------------------------

----------- 02.07 – Apreciação e votação da proposta camarária – doação de materiais à União de Freguesias de Matas e Cercal, para arranjo de diversas serventias de acesso a terrenos. ----

----------- 02.08 – Apreciação e votação da proposta camarária – doação de calçada União de Freguesias de Freixianda, Ribeira do Fárrio e Formigais, para requalificação do “Espaço envolvente das Alminhas”, sito no lugar de Ladeira do Fárrio. ----------------

----------- 02.09 – Apreciação e votação da proposta camarária – protocolo de cedência à Freguesia de Fátima da antiga escola do 1.º Ciclo do Ensino Básico de Moitas Gaiolas – Fátima. ----------------------------------------------------------------------------------------------

----------- 02.10 – Apreciação e votação da proposta camarária – delegação de competências por parte da Câmara nas Freguesias – propostas de acordos de execução – rede viária e estabelecimentos de educação – quadriénio 2018/2021. -----------------------

----------- 02.11 – Apreciação e votação da proposta camarária – propostas de protocolos com as Freguesias – caminhos vicinais e recurso humano – quadriénio 2018/2021. ------

----------- 02.12 – Apreciação e votação da proposta camarária – expansão/prolongamento do Parque da Cidade - António Teixeira. -------------------------

----------- 02.13 – Apreciação e votação da proposta camarária – Ourémviva – Gestão de Eventos, Serviços e Equipamentos, E.M., S.A. – plano de internalização – errata. ------------------

----------- 02.14 – Apreciação e votação da proposta camarária – 1.ª alteração ao mapa de pessoal, 2018. ------------------------------------------------------------------------------------

----------- 02.15 – Apreciação e votação da proposta camarária – Centro Desportivo de Fátima – proposta de contrato-programa. --------------------------------------------------------

----------- 02.16 – Apreciação e votação da proposta camarária – recuperação do antigo Hospital de Santo Agostinho e Casa da Eira – alteração ao protocolo com a Fundação Dr. Agostinho Albano de Almeida. ---------------------------------------------------------------

----------- 02.17 – Apreciação e votação da proposta camarária – 1.ª revisão orçamental – ano económico de 2018. --------------------------------------------------------------------------

----------- 02.18 – Apreciação e votação da proposta camarária – contratos de aluguer de viaturas – cedência da posição contratual. -------------------------------------------------------

----------- 02.19 – Apreciação e votação da proposta camarária – propostas de protocolos de cedência de viaturas às Freguesias. ------------------------------------------------------------

----------- 02.20 – Apreciação e votação da proposta camarária – licenciamentos de obras particulares – pedidos de isenção do pagamento de taxas – Centro de Ação Social do Santuário de Fátima. ----------------------------------------------------------------------------

----------- 02.21 – Apreciação e votação da proposta camarária – licenciamentos de obras particulares – pedidos de isenção do pagamento de taxas – Centro Social Paroquial de Rio de Couros. -----------------------------------------------------------------------

----------- 02.22 – Apreciação e votação da proposta camarária – tarifário de venda de água – regras de atribuição de tarifa social. ------------------------------------------------------

----------- 02.23 – Apreciação e votação da proposta camarária – pedido de alteração ao loteamento n.º 21/86 – Zona Industrial de Chã – Caxarias. ----------------------------------

----------- 02.24 – Tomada de conhecimento do relatório e contas, ano económico 2017 – Ourémviva – Gestão de Eventos, Serviços e Equipamentos, E.M., S.A. ------------------

----------- 02.25 – Período de intervenção aberto ao público.           

----------- Para constar e devidos efeitos, será este Edital afixado nos locais do costume e publicado no site do Município de Ourém.            

----------- Paços do Concelho e Assembleia Municipal de Ourém, 17 de abril de 2018.     

O Presidente da Assembleia Municipal

João Moura

Modelo_25deabril



publicado por Carlos Gomes às 16:31
link do post | favorito

Terça-feira, 17 de Abril de 2018
FEDERAÇÃO DO FOLCLORE PORTUGUÊS REALIZA FEIRA TRADICIONAL E POPULAR

A Federação do Folclore Português fará de novo acontecer a Feira Tradicional e Popular, nos próximos dias 5 e 6 de Maio.

Nesta edição a FFP dividirá a Feira em três espaços, a praça de alimentação, que terá inspiração tradicional sem propósitos de reconstituição; a área de jogos tradicionais, onde participantes e visitantes poderão ver e tomar parte num conjunto de jogos tradicionais; e a área de representação que será o coração de todo o projeto, com vendedores, compradores, os robertos, os vendedores de banha da cobra, o amolador, as peixeiras e muito mais figuras que eram próprias da ocasião. 

Feira Rural

Outra das novidades, será a criação de dois momentos de reconstituição (um sábado e outro domingo) onde a área de representação apenas será ocupada por elementos dos Grupos Etnográficos inscritos, sendo que, o público poderá apreciar, do exterior, todo o desenvolver da reconstituição de uma feira.

Deixamos o repto para que todos os folcloristas e curiosos visitem o Parque de Stª. Maria Adelaide, em Arcozelo nos dias 5 e 6 de Maio.



publicado por Carlos Gomes às 18:56
link do post | favorito

VEREADORES SOCIALISTAS VOTAM FAVORAVELMENTE RELATÓRIO DE GESTÃO E PRESTAÇÃO DE CONTAS DO MUNICÍPIO DE OURÉM

Relatório de Gestão e Prestação de Contas referentes ao ano económico de 2017 – Declaração de Voto

A análise às contas de 2017 é mais do que analisar as contas do Município numa perspetiva estática ou tendo como mera base comparativa a análise de 2016.

Trata-se do momento mais oportuno para fazer uma análise económica e financeira a um ciclo que terminou no dia 23 de Outubro de 2017.

Urge, portanto, a necessidade de ser feito um balanço aos últimos 8 anos de governação do executivo PS e tirar algumas conclusões e ilações sobre este período e no caso em concreto do ponto de vista económico e financeiro.

Assim, iremos por começar por esmiuçar alguns indicadores que nos permitirão concluir quanto ao sucesso ou não das estratégias políticas que foram adotadas no período do ciclo que ora terminou. Os termos de comparação serão os anos 2009 e 2017.

Do ponto de vista percecional, verificamos que decorrido este período estamos hoje em presença de um concelho que melhorou praticamente a todos os níveis: Concelho mais moderno, mais convidativo para se viver e trabalhar, melhoria de infraestruturas, mais visitado, melhores acessos, em suma, hoje as condições e qualidade de vida no Concelho são melhores.

De ponto de vista formal, estatístico-numérico, podemos começar por enumerar alguns:

Valia Cultura:

Verifica-se um forte crescimento do investimento nesta área, refletindo-se a título de exemplo no aumento de Museus e Galerias que passa de 4 para 10

Valia Saúde:

Embora a competência do poder local neste âmbito seja bastante limitada, o exercício de pressão e lobby sobre os decisores trouxe os seus frutos. Por força de persistência, hoje verificam-se melhorias a este nível, consubstanciadas no indicador de profissionais de saúde disponíveis no nosso Concelho. Em concreto vimos o número de enfermeiros subir de 1,3 para 3 profissionais por cada mil habitantes. Já quanto a médicos, assiste-se também a um incremento de 0,7 para 1,3 por mil habitantes o que significa um aumento de 85% destes profissionais disponíveis para a nossa população;

Valia - Atividade Económica

Um dos desígnios para a competitividade económica é a capacidade dos agentes em penetrar nos mercados externos. Também aqui a estratégia política que se adotou com a “humilde” ajuda que o poder local pode oferecer aos operadores económicos, deu os seus frutos, pois, as Exportações no nosso Concelho passaram de aproximadamente 47 M€ em 2009 para 66 M€ em 2017, traduzindo-se num crescimento de 40%.

Ainda na perspetiva da atividade económica, será mais que justo realçar o crescimento que a aposta no Turismo teve.

Todos os indicadores relacionados com o Turismo no nosso Concelho, obtiveram evoluções significativas quer em capacidade de alojamento, quer no crescimento de hospedes e dormidas em estabelecimentos hoteleiros. Neste particular destacamos o número de 984 dormidas por 100 habitantes em 2009 para 1.722 em 2017 o que representa um crescimento de 75%. De facto, esta estratégia trouxe ao nosso Concelho riqueza que até aqui não se julgava ser possível.

A saga da procura de novos mercados de visitantes para o nosso concelho deu os seus resultados e hoje vimos uma muito maior diversidade de nacionalidades a visitar o Concelho, especialmente Fátima. O mercado europeu continua a ser o preponderante, mas o seu peso diminuiu e hoje vimos mercados como o Americano e o Asiático com presenças assinaláveis. O próprio mercado Africano, praticamente inexistente em 2009, hoje embora residual, já apresenta alguma expressão e com uma tendência positiva.

Ainda numa subactividade económica, também queremos destacar o investimento que o município tem feito na gestão da floresta com a prevenção de incêndios. Em 2009 registaram-se no Concelho 105 ocorrências com 678 ha área queimada, enquanto que em 2017, as ocorrências foram de 47 registos e 64 ha de área ardida. Estes méritos serão naturalmente resultado da cooperação com as forças preventivas do Concelho com destaque para os nossos Bombeiros, proteção civil, forças de segurança e outros agentes com responsabilidades a este nível.

Análise de Balanço e Demonstração de Resultados

Também a este nível existem registos de evolução significativos. Ao longo do período 2009 e 2017, a recuperação económica e financeira das contas do Município é um dado indesmentível.

As contas refletem saúde financeira e os resultados conseguidos nestes anos são reconhecidos por entidades de inegável imparcialidade como sendo a Ordem dos Contabilistas Certificados e que no seu último Anuário enumera vários feitos que a governação do PS conseguiu para o reequilíbrio das contas publicas do município.

Um dos maiores feitos dos últimos anos foi como é o do conhecimento publico a descida acentuada dos Passivos das Contas Municipais. Comparativamente a 2009, vemos hoje o Passivo Exigível ser 32% daquele que era no inicio da governação PS, por outras palavras, este Passivo desceu 2/3 do seu valor de 2009. Também quando analisado o Passivo financeiro (importante porque trata-se do passivo remunerável), vemos hoje esse valor a representar apenas 28% daquilo que estava registado nos livros do Município em 2009. Neste particular a descida ainda foi mais acentuada.

Para alguns em que apenas lhes interessa branquear o feito, atiram-nos com a Lei dos Compromissos e/ou com a política do aumento BRUTAL de impostos (posta em prática pelo Ministro Vítor Gaspar em 2012). Mas, a esses não lhes interessa falar que as contas do Município registaram esta evolução num dos piores períodos da Economia Portuguesa com o PIB a cair drasticamente e o desemprego a galopar como não se tinha visto desde a grande recessão do século passado. Naturalmente o mau desempenho da Economia Nacional tem impacto direto nos impostos, logo na receita municipal. Foi neste contexto que o feito do reequilíbrio das contas municipais aconteceu.

Fácil será encontrar outros indicadores e rácios que sustentam a melhoria das contas neste período em analise.

Mas, queremos destacar dois:

  • Os Custos Financeiros. Por força da forte redução do Passivo financeiro, em 2017 o Município pagou apenas 25% dos encargos financeiros que pagou em 2009. São quase 500 mil euros a menos;
  • Relação com os Fornecedores e outros Credores. Do ponto de vista financeiro, esta relação pode ser medida pelo Prazo Médio de Pagamentos. Ora o PMP em 2017 situa-se em 34,5 dias, enquanto que em 2009 estávamos com 122 dias. Sejamos justos – NOTÁVEL!

O anterior executivo foi acusado pela então oposição, hoje na governação, da falta de investimento. Ora, analisando as contas no período de 2009 a 2017, verificamos que os ativos fixos brutos (quer corpóreos quer incorpóreos), passaram de 225 milhões de euros em 2009 para 300 milhões em 2017. Significa isto um crescimento do investimento em cerca de 75 milhões de euros, o que representa quase 10 milhões de euros em média por cada exercício do poder PS.

Na análise às contas de 2016, a oposição na altura vangloriou-se de um investimento substancial no período de 2007 a 2009 no valor de 66 M€, mas convém lembrar que nesse período Portugal ainda não estava sob intervenção da Troika, logo ainda não estávamos sujeitos a restrições orçamentais que posteriormente se vieram a verificar, e que foi nesse período que o Município levou a cabo a construções dos novos Paços do Concelho. A contrapartida desse período de investimentos foi naturalmente o forte aumento do Passivo e do endividamento financeiro.

Resultados contabilísticos

A principal missão da gestão municipal é persecução de metas cujos objetivos finais são o colocar à disposição das populações bens e serviços que lhes permitirão gozar de boas condições de vida no nosso concelho.

Nesta vertente os resultados contabilísticos são uma consequência de uma política de gestão das contas que visa um maior ou menor investimento, numa antecipação ou não desses investimentos para satisfazer as necessidades dos seus munícipes. É natural se os resultados líquidos ou operacionais forem continuadamente negativos durante um período, a capacidade de investimento poderá ser diminuída ou se não for diminuída teremos pressão financeira sobre as contas com consequência o aumento do passivo, essencialmente financeiro.

Contudo, embora o senhor Presidente na sua mensagem venha alertar para os resultados negativos, será importante reforçar a ideia que as contas estão equilibradas e se os resultados operacionais são negativos em 6,6 M€, é porque por tradição as taxas de amortização e depreciação dos bens do município são bastante generosas e no ano em analise a DAF reforçou (e bem) as provisões para riscos e encargos em 802 mil euros. Por isso, é importante analisar as contas também numa perspetiva dos meios libertos líquidos, e neste particular o valor 7,8 M€ é um valor significativo e que cria uma almofada de segurança que nos permite ficar descansados.

A preocupação a que o senhor Presidente se refere na sua mensagem, com a redução do Fundo de Maneio para 4,9 M€, parece-nos exagerada. Estará ele a preparar o terreno para baixar o ritmo de investimento ou aumentar o recurso ao endividamento? De acordo com o Orçamento para 2018 recentemente aprovado, não nos parece que haja problemas em cabimentação de investimentos nem que o endividamento financeiro venha a registar um incremento… a não ser que o Orçamento de 2018 seja alvo de retificativos.

Face ao exposto e atendendo ao bom despenho económico-financeiro do exercício de 2017, os vereadores do PS votam favoravelmente ao Relatório de Gestão e à Prestação de Contas.

Alertamos, todavia, para a Reserva colocada às Contas pelos nossos Revisores Oficiais de Contas, que consideram materialmente relevante o facto de não poderem confirmar “os valores das receitas provenientes de taxas e tarifas de saneamento, e resíduos sólidos urbanos, cuja cobrança é da responsabilidade da empresa concessionária”, por ainda não se encontrarem devidamente aplicados os mecanismos de controlo e monitorização dos Serviços Municipais.

Os Vereadores PS

Cília Seixo

José Reis

Estela Ribeiro



publicado por Carlos Gomes às 15:15
link do post | favorito

VEREDORES SOCIALISTA DE OURÉM APRESENTAM DECLARAÇÕES E PEDEM ESCLARECIMENTOS

CMO – Reunião de 16 de abril de 2018

DECLARAÇÕES

7.ª Corrida & Caminhada pela Paz em Fátima

No dia 7 de abril, decorreu a 7.ª Corrida e Caminhada pela Paz em Fátima. Esta atividade de cariz social promovida pelo GAF, com o apoio da Câmara Municipal de Ourém, da Junta de Freguesia de Fátima, da Federação Portuguesa de Atletismo e da Associação de Atletismo de Santarém, é já uma referencia na freguesia de Fátima e nas atividades do município. O envolvimento e participação de milhares de pessoas, revela bem a importância do associativismo e a importância das parcerias entre diversas entidades (públicas e privadas) na promoção de coletividades, bem-estar e coesão das comunidades e também no reconhecimento e divulgação de valores fundamentais. Numa época em que a escalada dos conflitos armados parece ultrapassar fronteiras e aproximar-se cada vez mais do nosso dia a dia, atividades desta natureza devem ser valorizadas e incentivadas enquanto promotoras da coesão e solidariedade entre comunidades. Parabéns ao GAF pela iniciativa e empenho colocado na dinamização desta atividade.

PEDIDOS DE ESCLARECIMENTO

Sr. Presidente, embora tenha sido aprovada pela AMO já há cerca de dois meses a nova Estrutura Orgânica da CMO, ainda não a vimos publicada em DR. Pode esclarecer-nos em que fase está o processo de aprovação desta alteração proposta pelo município?

DIVISÃO DE AÇÃO CULTURAL

Apoio ao associativismo cultural, desportivo e recreativo

Nos documentos que nos foram enviados para esta reunião relativos ao ponto 8, Divisão de Ação Cultural, na página 2 referente ao “Apoio ao Associativismo cultural, desportivo e recreativo” é referido que a “análise técnica dos processos foi feita de acordo com o Regulamento em vigor e com as orientações do executivo.”

Dado ter havido alteração do Regulamento e sido usado o Regulamento em vigor, e dado o facto de em mais do que uma circunstancia, o Sr. Presidente ter referido publicamente que os critérios de atribuição de verbas, seja às JF seja a associações iriam ser revistos e seriam, de acordo com as suas palavras, “muito mais objetivos, claros e justos” calculamos que as “orientações do executivo” referidas no documento sejam o reflexo das palavras do Sr. Presidente; gostaríamos, por isso, de conhecer concretamente quais as orientações dadas pelo  Executivo nesta matéria.

Os vereadores do PS

Cília Seixo

José Reis

Estela Ribeiro



publicado por Carlos Gomes às 15:13
link do post | favorito

Segunda-feira, 16 de Abril de 2018
JÁ SOAM OS TAMBORES - NÓS QUEREMOS A PAZ!

Já soam os tambores! Nuvens negras pairam nos céus. Uma vez mais, as nações preparam-se para a guerra, seguramente a mais catastrófica que alguma vez a Humanidade já experimentou. Alguns países preparam já as suas populações para a eminência do grande confronto nuclear!

816qLYnPdUL._SL1500_

Muitos governantes e outros políticos – a maior parte dos quais nem sequer em tempo de paz o serviço militar cumpriu! – agitam inconscientemente o machado de guerra como se de uma inofensiva brincadeira se tratasse…

O mundo está à beira da III Guerra Mundial. Mas nós queremos a Paz e não o sofrimento dos povos, a destruição, a morte e a miséria humana. Ainda vamos a tempo de evitar a tragédia se descermos às ruas, em todas as cidades, exigindo a Paz. É necessário agir antes que seja tarde demais!



publicado por Carlos Gomes às 23:56
link do post | favorito

MUNICÍPIO DE ALVAIÁZERE PROMOVE ESPETÁCULO DE MÚSICA TRADICIONAL

O Município de Alvaiázere e a Comunidade Intermunicipal da Região de Leiria vão promover o espetáculo “Encontro de Cantatas e Tocatas de Ranchos Folclóricos”, integrado na iniciativa “Região de Leiria – Rede de Programação Cultural”, operação financiada pelo Programa Operacional do Centro.

22abril

O evento vai realizar-se no dia 22 de abril, pelas 15 horas, em Maçãs de Dona Maria, e contará com a atuação das tocatas e cantatas do grupo Rancho Folclórico Etnográfico da Casa do Povo de Maçãs de Dona Maria e do Rancho Folclórico de Mira D’Aire, bem como dos Amigos da Gaita.

Este espetáculo que procura valorizar a identidade cultural da região integra uma programação mais alargada, da responsabilidade do grupo folclórico local e da Junta de Freguesia de Maçãs de Dona Maria, que tem início no sábado, e que prevê jogos tradicionais, tasquinhas, baile e muita animação.



publicado por Carlos Gomes às 22:08
link do post | favorito

ALVAIÁZERE CELEBRA ABRIL

Na comemoração dos 44 anos da revolução que pôs fim à ditadura em Portugal, o Município de Alvaiázere vai promover duas iniciativas de âmbito cultural, para assinalar esta efeméride.

Cantar abril

O Museu Municipal de Alvaiázere e o colecionador Élio Marques juntaram-se para apresentar esta exposição: “Entre Abril e Maio, palavras, músicas e canções” que conta com cerca de 300 discos de vinil de 33 e 45 rotações editados no período pré e pós 25 de Abril de 1974.

Esta exposição, que estará patente ao público a partir do dia 25 de abril, abarca várias áreas temáticas desde, discursos políticos, música de intervenção, hinos políticos, hinos sindicais, teatro, fado, folclore, poesia, tendo como fio condutor a Revolução dos Cravos.

Também no mesmo dia, pelas 17:00, no auditório da Casa Municipal da Cultura de Alvaiázere, vai decorrer o espetáculo “Cantar Abril”, integrado na programação da “Região de Leiria - Rede Cultural”, operação financiada pelo Programa Operacional Regional do Centro, numa organização do Município e da Comunidade Intermunicipal da Região de Leiria.

O concerto será protagonizado pelo cantor Sebastião Antunes e pelo Coral Alva Canto, que se farão acompanhar em palco por vários convidados, e que trarão à memória os temas que marcaram os valores da Revolução.

Fica o convite para celebrar “Abril” em Alvaiázere!



publicado por Carlos Gomes às 19:35
link do post | favorito

MUSEU MUNICIPAL DE ALVAIÁZERE INICIA PROJETO PARA A COMUNIDADE EMIGRANTE

Museu Municipal inicia projeto educativo para a comunidade imigrante

O Projeto “Mala Pedagógica” iniciou-se ontem, dia 13 de Abril, com as crianças do Ensino Pré-escolar do Centro Escolar de Alvaiázere e de Maçãs de Dona Maria. Este projeto surge de uma parceria entre o Museu Municipal de Alvaiázere (MMA) e o Agrupamento de Escolas do concelho, com o objetivo comum de criar mais um elemento facilitador às crianças imigrantes que se encontram em território Alvaiazerense.

30768501_2448859181806559_1773294249_o (Medium)

Considerando que o português não é a língua materna de todas as crianças que frequentam o Pré-escolar, pretende-se criar ferramentas que auxiliem a aquisição de competências comunicativas através dos contatos, interações e experiências diversificadas.

Com esta iniciativa, o Município espera contribuir para a integração das crianças imigrantes e respetivas famílias na comunidade concelhia e facilitar a sua adaptação e aprendizagem.



publicado por Carlos Gomes às 14:19
link do post | favorito

ALVAIÁZERE COMEMORA DIA INTERNACIONAL DOS MONUMENTOS E SÍTIOS

dims (Large)



publicado por Carlos Gomes às 10:49
link do post | favorito

JORNALISTA E ARTESÃ DESVENDAM SEGREDOS DOS CAMINHOS DE SANTIAGO

O jornalista Carlos Ferreira e a artesã Luísa Sousa são os convidados do próximo “Chá com Arte”, em Fátima, em que a conversa se desenvolve a propósito do tema Caminhos de Santiago, um conjunto de itinerários com destino à capital da Galiza percorrido no ano passado por 301 mil peregrinos.

Carlos Ferreira

O encontro decorre no sábado, dia 21 de abril, no Consolata Museu – Arte Sacra e Etnologia, que organiza  em conjunto com Liga de Amigos do Museu, a partir das 16 horas e com entrada livre.

Luísa Sousa é autora do livro “Um Caminho para Todos - Diário de uma Peregrina no Caminho de Santiago”, publicado em 2016, que resulta da experiência que viveu dois anos antes quando percorreu em 42 dias a distância de mil quilómetros entre Sevilha e Santiago de Compostela, pela Via da Prata e Caminho Sanabrês.

Por sua vez, Carlos Ferreira é o autor do livro-reportagem “Alguma Dor Cura a Alma”, publicado em 2012, meses depois de em maio ter caminhado em 13 dias a distância de 481 quilómetros entre o Santuário de Fátima e Santiago de Compostela, pelo Caminho Central Português.

Nos anos seguintes percorreu mais cinco itinerários de Santiago, o último dos quais, em 2017, o Caminho da Geira Romana e dos Arrieiros (Minho Ribeiro), que liga Braga à capital da Galiza, e que as associações espanholas Jacobeia do Caminho Minhoto Ribeiro e Codeseda Viva procuram oficializar antes do Ano Santo Jacobeu de 2021.

Os convidados do “Chá com Arte”, uma iniciativa apoiada pela Doce Oureana e Chá de Aromas Oureana, vão divulgar as suas experiências e prestar informação útil a quem pretenda fazer os Caminhos de Santiago.

Contactos da organização:

Consolata Museu |Arte Sacra e Etnologia

Missionários da Consolata

Rua Francisco Marto, 52 Apt. 5

2496-908 – FÁTIMA

Tel. 249 539 470 

E.mail: museuartesacra@consolata.pt

Blogue: http://masefatima.blogspot.com

Sítio: http://www.consolata.pt

FB: www.facebook.com/mase.fatima

Luisa Sousa

zCartaz Chá com arte



publicado por Carlos Gomes às 10:36
link do post | favorito

Sábado, 14 de Abril de 2018
FORMIGAIS REALIZA FESTA DA FLOR

30714859_608182149520652_1279143188912668672_n



publicado por Carlos Gomes às 22:39
link do post | favorito

TOMAR REALIZA MOSTRA INTERNACIONAL DE FOLCLORE

30698003_1878533368847028_3605044133485346816_n



publicado por Carlos Gomes às 17:06
link do post | favorito

ALVAIÁZERE ALERTA CONTRA MAUS-TRATOS NA INFÂNCIA

ALVAIÁZERE – Laço azul humano desperta comunidade para a problemática dos maus-tratos na infância

No âmbito da campanha Abril – Mês da Prevenção dos Maus-Tratos na Infância, a Comissão de Proteção de Crianças e Jovens (CPCJ) de Alvaiázere promove um conjunto de iniciativas no sentido de alertar a comunidade escolar e a comunidade em geral para este problema, que infelizmente ainda marca demasiadas vezes o quotidiano da nossa sociedade.

Laco azul - 2018

Assim, reuniram-se, no Parque Multiusos de Alvaiázere, todas as crianças que frequentam a Creche St.ª Cecília de Alvaiázere, o ensino pré-escolar e o 1º Ciclo do Ensino Básico das Escolas Básicas de Alvaiázere e Maçãs de Dona Maria para formar um laço azul. Este símbolo representa a solidariedade com as vítimas de maus tratos e alerta para uma temática que deve estar no centro das preocupações da comunidade, sendo que o azul pretende lembrar as marcas dos maus-tratos físicos perpetrados contra as crianças e contra os quais temos, objetivamente, a missão de lutar.

Através da intervenção com várias gerações, a CPCJ de Alvaiázere pretende garantir a sua intervenção na sociedade, assumindo um papel pedagógico que contribua para que o mundo seja, a cada dia, um lugar melhor e uma fábrica de sorrisos sobre as quais se edifique o futuro das gerações mais jovens.



publicado por Carlos Gomes às 10:16
link do post | favorito

Sexta-feira, 13 de Abril de 2018
OURÉM COMEMORA O 25 DE ABRIL

25 DE ABRIL NO MUNICÍPIO DE OURÉM

O Município de Ourém vai assinalar os 44 anos do 25 de Abril com uma programação diversificada que contempla poesia, música, dança, desporto e literatura, além das cerimónias e intervenções oficiais próprias da efeméride. A revolução dos cravos será celebrada na noite de 24 de abril e durante todo o dia 25, com a sessão da Assembleia Municipal de Ourém a finalizar as comemorações.

Final

A partir das 21h00 do dia 24 de abril, a Praça D. Maria II (em frente ao Edifício-sede do Município de Ourém) recebe um sarau de poesia e música intitulado “Canto a Liberdade” e que contará com a participação do Grupo Gente Nova e de vários alunos das escolas e colégios do concelho. Seguir-se-á o espetáculo “Dançar a Liberdade” pela Associação de Dança Cines e Poetas e a atuação da Tuna do Instituto Politécnico de Leiria. As intervenções oficiais terão lugar às 24h00 e finalizam a programação deste dia.

O “Dia da Liberdade” vai contar com as tradicionais cerimónias oficiais a partir das 10h00 em frente à Câmara Municipal de Ourém, com a participação da fanfarra da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Ourém e da Associação Filarmónica 1.º Dezembro Cultural e Artística Vilarense Reis Prazeres. O resto da manhã será dedicada ao desporto com a realização de uma aula de zumba, seguida da 3ª Caminhada Solidária “Piratas à Descoberta, é Diversão na Certa” e da Caminhada da Liberdade. A Caminhada Solidária “Piratas à Descoberta, é Diversão na Certa” dirige-se a crianças dos 3 aos 10 anos e tem organização da Pais Galinha - Associação de Pais e Encarregados de Educação do Centro Escolar de Santa Teresa/Agrupamento de Escolas Conde de Ourém. A participação implica a entrega de um bem alimentar ou de material escolar e as inscrições devem ser realizadas para apecetourem@gmail.com ou para 914 915 244. Os adultos podem participar na Caminhada da Liberdade com um percurso de 6,5 km de dificuldade média. A organização da iniciativa está a cargo da Câmara Municipal de Ourém com a colaboração do Montamora Sport Club. As inscrições na Caminhada da Liberdade devem ser realizadas para associativismo@mail.cm-ourem.pt ou 249 540 900.

Após uma manhã dedicada ao desporto, a tarde do dia 25 de abril vai privilegiar as artes com a apresentação do livro “Musicações de um Andarilho” de Roberto Chichorro, pelas 15h00, momento a que se seguirá uma visita às obras do pintor expostas no antigo Edifício dos Paços do Concelho. A partir das 17h00 terá lugar a abertura solene da sessão da Assembleia Municipal de Ourém que encerra as comemorações da revolução dos cravos.



publicado por Carlos Gomes às 20:43
link do post | favorito

MUNICÍPIO DE ALVAIÁZERE APRESENTA CONTAS COM SALDO POSITIVO

Câmara Municipal aprova contas com saldo positivo de 3 milhões de euros

A Câmara Municipal aprovou, no passado dia 11 de abril, as contas de gerência do Município de Alvaiázere, relativas ao ano de 2017, com os votos contra dos dois vereadores do Partido Socialista

Foto Célia Marques 2

O Município apresentou uma execução orçamental superior a 99%, a maior de sempre, comprovando o bom planeamento do exercício anterior.

O documento evidencia, ainda, o facto do Município encerrar o ano com um saldo de gerência de €2.980.940,56, montante a ser incorporado no orçamento de 2018.

Esta verba vai ser alocada ao pagamento do empréstimo contraído aquando da adesão do Município de Alvaiázere ao Plano de Apoio à Economia Local, bem como na concretização das prioridades estratégicas da Câmara, através da execução de obras e projetos previstos.

Para Célia Marques, Presidente da Câmara Municipal, este documento é um sinal inequívoco de confiança para os cidadãos, porque manifesta de forma muito clara e objetiva que o executivo tem capacidade para levar a cabo os projetos que tem planeados para promover o desenvolvimento económico e social do concelho e dos alvaiazerenses.

O documento será agora sujeito à aprovação da Assembleia Municipal.



publicado por Carlos Gomes às 10:13
link do post | favorito

Quinta-feira, 12 de Abril de 2018
ESCRITOR ALFREDO DE SOUSA TOMAZ APRESENTA EM OURÉM O LIVRO “O HOMEM QUE NÃO TINHA UMA FAZENDA EM ÁFRICA

O escritor reside em Ponte da Barca onde recentemente apresentou a sua obra na Casa da Cultura

Data: 22 de Abril

Hora: 14h30

“O homem que não tinha uma fazenda em África”, da autoria de Alfredo de Sousa Tomaz, vai ser apresentado no dia 22 de Abril, às 14h30. É o dia dedicado aos "Poetas Oureenses", integrado na "Festa do Livro de Ourém 2018" que decorre de 18 a 25 de Abril, no antigo edifício dos Paços do Concelho e na Praça D. Maria II.

24993389_1663340920391801_3233345369951514855_n

Esta iniciativa tem um programa variado com diversas atividades, nomeadamente, encontros com escritores e ilustradores, sessões de autógrafos, recitais, mostra de produtos regionais, feira do livro, concurso concelhio de leitura, música, percurso artístico-literário, dança com livros, teatro e horas do conto.

Destaque para o VIII Concurso Concelhio de Leitura dirigido aos alunos do 1 e 2º ciclos das escolas do concelho, além dos encontros com vários autores e ilustradores e um espaço dedicado aos escritores ourienses.

A Festa do Livro é organizada pela Câmara Municipal de Ourém - Biblioteca Municipal com o apoio da Rede de Bibliotecas do Concelho de Ourém, Museu Municipal de Ourém - Casa do Administrador e a Livraria Arquivo.

Programa detalhado em www.ourem.pt

Com prefácio de Ricardo de Saavedra, conceituado jornalista e escritor, a obra compila uma série de histórias vividas pelo autor, desde que partiu para Angola ainda criança até ao momento em que teve de a deixar compulsivamente 25 anos depois.

Mais de quatro anos depois de se ter lançado nesta "aventura", Alfredo de Sousa Tomaz vê agora o nascer deste "filho", impulsionado, segundo o autor, pela publicação na revista Notícias Magazine, suplemento do Jornal de Notícias e Diário de Notícias, em 2010, de algumas das suas histórias de África: "como tinha muitas mais histórias para contar, decidi reuni-las em livro."

O autor refere, ainda, o orgulho em poder apresentar a obra em Ponte da Barca pois "embora não tendo nascido em Ponte da Barca, nem tampouco no Minho, escolhi para viver esta terra que me adoptou.”

Tal como Ricardo de Saavedra descreve no prefácio é este "livro sereno, perpassado por vezes de um subtil humor, que constitui uma achega preciosa à história que no terreno e dia a dia se viveu e ninguém teve ainda coragem para escrever.”

Alfredo Tomaz nasceu na Cova da Iria, Fátima, concelho de Vila Nova de Ourém, a 29 de Julho de 1942. Sexto filho de uma família numerosa e modesta, seu pai, para dar melhores condições de vida aos seus, partiu para Angola no início da década de 50 com os seus irmãos mais velhos, tendo-se-lhes juntado pouco depois o resto da família. Em Outubro de 1961 regressou a Portugal para cumprir o serviço militar na Força Aérea, onde permaneceu até Janeiro de 1965. Pouco depois de regressar a Luanda conheceu Maria de Fátima, com quem veio a casar em Dezembro de 1967. Dessa união nasceram dois filhos.

Em Luanda a sua atividade profissional esteve quase sempre ligada às viagens e turismo, tendo trabalhado na Companhia Nacional de Navegação e numa agência de viagens.

Em 1976, depois de um quarto de século de aventuras, venturas e desventuras, o autor regressou definitivamente a Portugal com a família, tendo-se fixado em Matosinhos, onde exerceu a sua atividade comercial até 2007. Atingida a idade da reforma, foi viver com a esposa para Ponte da Barca, Alto Minho, onde permanecem até hoje, assumindo orgulhosamente a condição de “minhotos adotivos”. Esta obra, não sendo exatamente uma autobiografia, é, contudo, baseada no percurso de vida do autor por terras de África.

22491669_1608428945882999_5215796107773029724_n



publicado por Carlos Gomes às 17:34
link do post | favorito

FESTA DO LIVRO DE OURÉM 2018

Vai realizar-se de 18 a 25 de abril, no antigo Edifício dos Paços do Concelho e na Praça D. Maria II, a Festa do Livro de Ourém 2018.

Esta iniciativa tem um programa variado com diversas atividades, nomeadamente, encontros com escritores e ilustradores, sessões de autógrafos, recitais, mostra de produtos regionais, feira do livro, concurso concelhio de leitura, música, percurso artístico-literário, dança com livros, teatro e horas do conto.

Cartaz Festa Livro de Ourém 2018

Destaque para o VIII Concurso Concelhio de Leitura dirigido aos alunos do 1 e 2º ciclos das escolas do concelho, além dos encontros com vários autores e ilustradores e um espaço dedicado aos escritores ourienses.

A Festa do Livro é organizada pela Câmara Municipal de Ourém - Biblioteca Municipal com o apoio da Rede de Bibliotecas do Concelho de Ourém, Museu Municipal de Ourém - Casa do Administrador e a Livraria Arquivo.

Programa detalhado em www.ourem.pt

Capturar1

Capturar2


tags: ,

publicado por Carlos Gomes às 17:22
link do post | favorito

VERDES EXIGEM ABERTURA DE NOVAS CANDIDATURAS PARA AGRICULTORES AFETADOS PELOS INCÊNDIOS FLORESTAIS DE OUTUBRO DE 2017

Será discutido amanhã, dia 13 de abril, em Plenário da Assembleia da República o Projeto de Resolução Nº 1492/XIII/3ª do Grupo Parlamentar os Verdes que recomenda ao Governo a abertura de uma nova fase de candidaturas simplificadas, até aos 5 mil euros, e de candidaturas no âmbito da medida 6.2.2 (Restabelecimento do Potencial Produtivo) do PDR 2020, com projetos acima dos 5 mil euros.

Esta proposta visa permitir que quem não o fez no período anterior, possa apresentar a sua candidatura, ou a permitir que quem o fez no período anterior, possa proceder às correções que considere necessárias e que os agricultores afetados pelos incêndios, que tiveram prejuízos superiores a 5 mil euros, mas que, pelos mais diversos motivos, optaram pela candidatura ao regime simplificado, possam igualmente apresentar candidaturas e projetos acima dos 5 mil euros que não foram suportados pela candidatura simplificadas.

Neste dia será ainda  o Projeto de Resolução Nº 1493/XIII/3ª do PEV que recomenda o apoio à agricultura familiar como forma de garantir a gestão e manutenção do espaço rural.



publicado por Carlos Gomes às 15:55
link do post | favorito

COMISSÃO ALARGADA DA CPCJ - TOMADA DE POSSE DOS NOVOS ELEMENTOS E ELEIÇÃO DE PRESIDENTE

No dia 10 de abril de 2018, a Comissão Alargada da CPCJ de Ourém reuniu para a tomada de posse dos novos elementos que a passam a integrar e a eleição do/a novo/a Presidente.

A reunião iniciou com a presença do Sr. Presidente da Câmara, Luís Miguel Albuquerque, que saudou os elementos presentes, desejando um excelente mandado para toda a equipa e reforçando o empenho do Município na promoção e proteção das crianças.

Depois da tomada de posse dos nove novos elementos foi eleita presidente da CPCJ de Ourém, Otília Simões, representante da educação, que designou Tânia Pires, representante do Município de Ourém, para o exercício das funções de Secretária.

A nova Presidente, emocionada, agradeceu o voto de confiança e pediu de forma muito sincera e honesta, a colaboração de toda a equipa, para defender o superior e melhor interesse das crianças e jovens que estejam em perigo no concelho. “Estou certa de que esta será uma oportunidade de todos crescermos no exercício destas funções que exigem grande sensibilidade e responsabilidade” (Otília Simões).

11. Presidente, Otília Simões

 Presidente, Otília Simões

12. Secretária, Tânia Pires

Secretária, Tânia Pires

3.Estela José

Estela José

4.Engrácia Marques

Engrácia Marques

5. Claudia Campos

 Cláudia Campos

6. Maria Isabel Santos

 Maria Isabel Santos

7. Carla Margarido

Carla Margarido

8. Susana Pereira

 Susana Pereira

9. Humberto Piedade

Humberto Piedade

10. Carlos Canatário

 Carlos Canatário

1

16

Capturaro1

Capturaro2

 


tags:

publicado por Carlos Gomes às 15:16
link do post | favorito

SANTUÁRIO DE FÁTIMA RECEBE PEREGRINAÇÃO INTERNACIONAL ANIVERSÁRIA

Peregrinação Internacional Aniversária de maio de 2018

Irá decorrer entre os próximos dias 12 e 13 de maio a primeira Peregrinação Internacional Aniversária do Ano Pastoral, que está a ser vivido em Fátima sob o tema “Tempo de graça e misericórdia: dar graças pelo dom de Fátima”, sublinhando a consciência do dom recebido, iniciativa gratuita e amorosa de Deus.

unnamed

Um ano depois do Centenário das Aparições, cuja celebração teve como apogeu a peregrinação do Papa Francisco à Cova da Iria, em maio com a canonização dos santos Francisco e Jacinta Marto, o Santuário de Fátima prepara-se para dar continuidade ao trabalho desenvolvido ao longo de sete anos e que culminou em 2017, com a celebração do Ano Jubilar.

Esta peregrinação de maio será presidida pelo cardeal John Tong, bispo emérito de Hong kong, que rapidamente acedeu ao convite do bispo de Leiria-Fátima.

Este convite, tal como o que foi feito para outubro de 2018 ao bispo de Hiroshima, D. Alexis Mitsuru Shirahama, materializa a atenção que o Santuário de Fátima tem prestado à Ásia cujo número de peregrinos tem aumentado anualmente, como recordou D. António Marto na alocução aos hoteleiros de Fátima, no âmbito do 40ºEncontro de Hoteleiros promovido anualmente pela instituição.

“Tínhamos de trazer um bispo asiático a Fátima", porque “a Ásia é o eixo para onde o mundo cristão caminha”, disse na altura o bispo de Leiria-Fátima sublinhando o carinho e a devoção manifestadas por estes peregrinos.

Notas biográficas

Nascido em 1939,  foi ordenado sacerdote em 6 de janeiro de 1966 e recebeu a consagração episcopal em 9 de dezembro de 1996.

Em 2009 substituiu o cardeal Joseph Zen Ze-kiun como novo bispo de Hong Kong .

Fio criado cardeal no Primeiro Consistório Ordinário Público de 2012, realizado em 18 de fevereiro, recebendo o barrete cardinalício e o título de "Regina Apostolorum".

Programa da Peregrinação

A Peregrinação começa no dia 12 de maio com uma Conferência de Imprensa às 16h00, na Sala de Imprensa do Santuário (Colunata Sul da Basílica de Nossa Senhora do Rosário de Fátima), e contará com as presenças do presidente da Peregrinação, cardeal John Tong, do bispo da diocese de Leiria-Fátima, D. António Marto e do reitor do Santuário, Pe. Carlos Cabecinhas.

De entre as celebrações desta peregrinação destaque para a abertura na Capelinha das Aparições, às 18h30; Rosário às 21h30, seguido da Procissão das Velas e Missa da Vigília, no Recinto. No dia 13, o Rosário será às 9h00, seguido da Missa Internacional no Recinto, às 10h00 e Procissão do Adeus.

Recital de Andrea Bocelli

Da parte da tarde, no dia 13 de maio, às 16h00, realiza-se o Recital de Acção de Graças pelo Centenário das Aparições com Andrea Bocelli, que será acompanhado pela pianista francesa Elisabeth Sombart e pela violinista ucraniana Anastasyia Petryshak, sob a já habitual direção musical de Carlo Bernini.

Entre o repertório, composto por 11 temas, está o Ave de Fátima, que será interpretado por uma convidada de Andrea Bocelli, Ana Moura, naquele que será um dos momentos mais altos deste recital, especialmente voltado para a interpretação de música sacra.

Andrea Bocelli, que conseguiu fazer do belcanto um dos géneros mais ouvidos em todo o mundo, com êxitos tão importantes como Con te Partirò, interpretará Meditation, Jules Massenet; Pietà Signore, Alessandro Stradella; Sancta Maria, Pietro Mascagni; Panis Angelicus, César Franck; Mission, Ennio Morricone; Ave Maria, Giulio Caccini; Ave Maria, Charles Gounod; Corale in Fa minore, J. S. Bach; Ave Maria, Franz Schubert; Agnus Dei, Georges Bizet; Ave Maria di Fatima, Anonimo e Domine Deus, Gioachino Rossini.

Com uma das melhores vozes de todos os tempos, Andrea Bocelli assumiu-se como um prodígio nos anos 90, com mais de 90 milhões de discos vendidos em todo o mundo.

Ao aliar a gloriosa tradição do belcanto à sensibilidade e à estética da música moderna, Bocelli conquista o coração e a alma do público, sem nunca sacrificar a integridade da sua arte.

Com dez óperas gravadas e vários álbuns de música popular, já venceu cinco BRIT Awards e três Grammys, para além de ter realizado vários concertos em espaços icónicos como o santuário da Aparecida, no Brasil ou a Praça de São Pedro, onde cantou para o Papa Francisco, em 2015, Amazing Grace, durante o encontro que celebrou os 50 anos de ecumenismo na Igreja Católica.

Cerca de 10 mil peregrinos poderão usufruir deste momento musical, produzido pela Dançar Marketing, empresa brasileira de eventos e mecenas deste Recital



publicado por Carlos Gomes às 14:53
link do post | favorito

MUSEU DE MARINHA EXPÕE SOBRE A GRANDE GUERRA

O Museu de Marinha vai inaugurar no próximo dia 18 de abril, às 17 horas, uma exposição dedicada à participação da Marinha Portuguesa na I Guerra Mundial, intitulada “A Marinha na Grande Guerra”.

image001

Com o deflagrar do conflito armado que se generalizou entre as principais potências europeias em 1914, Portugal viu-se perante o desafio de manter uma posição de não-beligerância, assegurando de igual modo a soberania sobre os territórios nacionais. À Marinha Portuguesa competiu a salvaguarda dos interesses do Estado nas águas nacionais, na metrópole e nas colónias, garantindo a defesa e vigilância dos portos, da navegação e das principais vias de comunicação marítima.

E, passados cem anos, o grande desafio da exposição passa por manter a memória de todos aqueles que, em terra e no mar, intervieram e participaram na Grande Guerra, entre 1914 e 1918, alguns inclusive com o sacrifício da própria vida, garantindo dessa forma a defesa de Portugal.

A exposição é temporária e estará em exibição entre 18 de abril e 11 de novembro de 2018. De salientar que a exposição é gratuita, na medida em que visitar a exposição permanente do Museu de Marinha, que custa entre 3,25€ e 6,50€, dará também acesso a visitar a exposição temporária, sem qualquer custo adicional.



publicado por Carlos Gomes às 09:53
link do post | favorito

MUSEU DE ARTE SACRA E ETNOLOGIA DE FÁTIMA EVOCA CAMINHOS DE SANTIAGO

"Caminhos de Santiago" é título do próximo “Chá com Arte” que decorrerá no sábado dia 21 de abril no CONSOLATA MUSEU | Arte Sacra e Etnologia, em Fátima, tendo como convidados especiais Luísa Sousa “Um caminho para Todos – Diário de uma peregrina no caminho de Santiago” e Carlos Ferreira “Caminhos de Santiago de Compostela”.

image002

Pelas 16h00, após a degustação dos biscoitos da Doce Oureana e do Chá de Aromas de Oureana, num ambiente intimista, os convidados estarão à conversa sobre as suas experiências e conselhos para quem pretenda fazer os Caminhos de Santiago.

A entrada é livre.

LUISA SOUSA

UM CAMINHO PARA TODOS

Diário e reflexões ao longo do Caminho de Santiago: de Sevilha a Santiago de Compostela

Via de la Plata e Caminho Sanabrês 42 dias, 1000 Km

«Num mundo tão competitivo e de aparências como o que vivemos atualmente, quem não segue determinados padrões (ainda) é visto com outros olhos. Sejam de admiração ou de incredibilidade. Viver a vida da forma que me faz sentido e realiza, sem comparações com os demais, tem sido um Caminho de busca pessoal, ainda longe de estar terminado.

Luísa Sousa, 34 anos, licenciada em Ciências Sociais na Universidade Aberta e artesã de profissão, chega-nos com pés de peregrina e sorriso tímido, mas nunca parte sem deixar pegadas de simplicidade e dádiva.

Tem uma marcada predileção pela natureza, talvez por sempre ter estado rodeada pela mais bela fauna e flora da sua terra natal, a ilha da Madeira.

Desenganem-se pelo seu ar falsamente frágil, a sua fibra é da qualidade do Carvalho que envelhece o vinho do Porto, cidade por onde passou na sua vida académica.

Dona duma escrita simples, atual, viva e envolvente. Acredita no que escreve, porém isso nada mais é que o seu processo diário de contemplação transposto para algo físico e inteligível.

Facilmente nos vemos num mundo diferente, esse mundo que pelos seus olhos se torna melhor. Pessoa prática e sem grandes rodeios vai trazendo a arte nas suas diversas formas para a vida de quem se deixa por ela tocar.»

(…) As vivências ao longo da Via de la Plata e do Caminho Sanabrês, não se esgotam nestas linhas partilhadas: há coisas que são indizíveis, outras que ficam com quem as viveu e outras ainda que só se compreendem quando as vivenciamos. nDeixo o testemunho da minha visão dos acontecimentos com a certeza de que se o relato for realizado por algum dos meus companheiros de viagem, coexistirão histórias com versões diversas. Afinal, são tantos os Caminhos quanto o número de peregrinos que os percorrem!

Partilho o bom e o menos bom, as alegrias, os receios, as dificuldades e os presentes inesperados, sem romancear os factos. Se decido partilhar as minhas vivências, tem como único objetivo testemunhar de que este pode ser, verdadeiramente, UM CAMINHO PARA TODOS! (…)

CARLOS FERREIRA

Natural de Pombal e residente em Leiria, de 50 anos, tinha dezasseis quando publicou pela primeira vez. É um texto de 750 caracteres no Jornal do Incrível, sobre como enriquecer sem esforço, pelo qual recebeu 200 escudos (menos de um Euro!). Ainda hoje desconfia da aplicabilidade do conteúdo do texto.

Em 1985, com dezoito anos, iniciou a carreira de jornalista na Rádio Comercial de Leiria e depois passou por Órgãos de Informação como a Semana de Leiria (1985), Jornal de Leiria (1985-1989), Correio da Manhã (1986-2012), revista Diana (1989-1990), Jornal da Batalha (1990-1991) e O Crime (1991-2001). Tem ainda trabalhos publicados no DN-Jovem, Blitz, Comércio do Porto, Região de Leiria, Bailadoiro (Leiria), O Mensageiro (Leiria), Rádio Comercial e Agência Notícias de Portugal.

Entre as reportagens que realizou nestes 32 anos na Europa, Brasil e Macau, destaca a cobertura do caso do Assassino da Praia do Osso da Baleia (1987), do pós-guerra no Kosovo (1999 e 2007), do último ano da soberania portuguesa em Macau (1999) e das comemorações dos 500 Anos do Descobrimento do Brasil (2000).É autor dos livros ‘Guia do Peregrino-Papa Bento XVI em Portugal” (Presselivre, 2010) e “Na Mente do Assassino-O Serial Killer da Lourinhã” (Cofina Média Books, 2012), "Guia de Fátima: 100 Anos das Aparições (Atlântico Press, 2016),"Fátima 1917-2017, Livro de Ouro" (Atlântico Press, 2017).

Caminhos de Santiago de Compostela – Sinopse

“Há meia hora que espero. Mas basta ver o céu negro de nuvens carregadas, que ameaçam desabar, para perceber o inevitável. O tempo está escuro, mais do que o habitual àquela hora. Na rua passam alunos, outras pessoas a caminho do trabalho e algumas que não denunciam o seu destino. Encasacadas e de chapéu de chuva em posição de resistir ao vento frontal. Esperar é nunca alcançar. Sigo-lhes o exemplo e parto. Um passo é uma luta contra o rio que enche a estrada, as valetas, os terrenos marginais. É um combate contra a água projetada pelos rodados dos camiões que circulam incessantes, às vezes perigosamente perto. E que provocam sucessivas vagas de vento e fazem penetrar ainda mais fundo no corpo a chuva e o frio, como ondas gigantes contra uma casca de noz. Desistir não é hipótese. Resta continuar”.

(...) O Caminho Português para Santiago de Compostela é o segundo mais importante e gera receitas anuais superiores a nove milhões de euros. A frequência de peregrinos aumentou seis vezes na última década. Em sentido contrário há também um crescente número de fiéis no Caminho de Fátima, arrastando orações e gerando negócios. Estes são os dois principais santuários cristãos da Península Ibérica, aos quais afluem 230 mil peregrinos tradicionais por ano – mais de nove milhões de pessoas, se incluirmos a totalidade de visitantes. Esta reportagem conta a história dos caminheiros e de um jornalista que palmilhou os seus destinos.



publicado por Carlos Gomes às 09:36
link do post | favorito

Quarta-feira, 11 de Abril de 2018
OURÉM REÚNE EXECUTIVO MUNICIPAL

CapturarO1

CapturarO2

CapturarO3

CapturarO4


tags:

publicado por Carlos Gomes às 19:27
link do post | favorito

RICARDO E ANTÓNIO CAPITÃO NO TEMPLÁRIOS RALLY CLASSIC

A dupla do Olivalmotorizado terminou a prova no 8º lugar da geral com o seu Peugeot 205 e vitória na classe num rali marcado pelas más condições atmosféricas.

image007(1)

No final da prova falamos com os “manos”Capitão…

Que balanço fazem desta participação no Templários Rally Classic?

MC :“O balanço foi positivo , passámos um fim‑de‑semana entre amigos ,divertimo-nos e acima de tudo o pequeno carro veio para casa intacto  e sem toques. Estar junto de equipas e preparadores que têm estado em Ourém é muito importante para nós pois no fim‑de‑semana do nosso rali passa tudo a correr e ali podemos até por a conversa em dia. Tomar tem gente muito boa e das principais pessoas que me levou a eu gostar de ralis está mesmo ali que é o Carlos Simão.”

Estão previstas mais participações em provas este ano?

MC :“Mais provas não sabemos pois a qualidade de pilotagem não é grande, mas passa por estarmos uma vez mais no Leiriasobrerodas e marcarmos presença noutros eventos como o Torresrodas.

Quais os vossos objetivos com esta participação?

MC:“ O objetivo é acima de tudo estar com pilotos e equipas mas também trazermos mais conhecimentos estando do outro lado como os tempos e penalizações e ligações de forma a que possamos também melhorar enquanto organizadores”.

Quais os vossos apoios?

“Os principais apoios são mesmo a família e os nossos filhos mas essencialmente o nosso pai que nos acompanha sempre nestes desafios. Temos amigos que nos emprestam o que nos falta para a participação como por exemplo o atrelado e algum material para a prova. O carro tem alguns autocolantes, todos de empresas de amigos e acima de tudo para que possamos contribuir para que pessoas de fora conheçam melhor Ourém”.

Com organização a cargo do Motor Clube de Tomar e Clube Automóvel do Centro, a  prova teve dois dias de duração, com o primeiro a ser destinado à realização da espetacular Super Especial Noturna nas ruas da cidade junto ao Nabão e no segundo dia duas passagens pelas especiais de Porto Cavaleiro e Brazões. Em termos absolutos a vitória na prova nabantina sorriu á dupla Nuno Carreira e Danny Carreira em Mitsubishi Evo.



publicado por Carlos Gomes às 17:10
link do post | favorito

VEREADOR RUI VITAL ASSUME PRESIDÊNCIA DO CONSELHO CINEGÉTICO MUNICIPAL

Reuniu na passada sexta-feira, 06 de abril, o Conselho Cinegético Municipal (CCM). Esta reunião contou, pela primeira vez, com a presença do Vereador Rui Vital como Presidente e com o novo representante das Juntas de Freguesia António Henriques Pereira, Presidente de Junta de Freguesia de Atouguia, designado pela Assembleia Municipal em fevereiro último.

IMG_4277

As alterações na composição do CCM decorrem das exigências previstas no Decreto-Lei n.º 202/2004, de 18 de agosto, alterado pelo Decreto-Lei n.º 02/20111, de 06 de janeiro, e das eleições de outubro de 2017. De acordo com o referido diploma, o Presidente do CCM é o Presidente da Câmara, que, neste caso concreto, decidiu delegar a responsabilidade no Vereador Rui Vital.

Durante a sua apresentação ao CCM o Vereador Rui Vital referiu estar totalmente disponível para o trabalho no Conselho Cinegético Municipal, dando seguimento às linhas orientadoras já defendidas pelos elementos que se mantêm no ativo, contribuindo com os seus próprios conhecimentos e aprendendo com os restantes membros do CCM, alguns deles com representação neste órgão há já vários anos. António Henriques Pereira considera que o assumir destas funções será acima de tudo um momento de aprendizagem, considerando-se mesmo um “aluno” diante dos elementos do CCM, sempre com o objetivo de ser um elemento para somar e não dividir, esperando contar com o apoio de todos.

Durante a reunião, além das apresentações e dos assuntos administrativos, ficou decidido que estes encontros passariam a ter a periodicidade de duas reuniões anuais (junho e outubro). O objetivo da reunião de junho será fazer um balanço da época que terminou em março e preparar a seguinte, enquanto que na de outubro será feita uma avaliação do decorrer da época. Ficou ainda acordada a realização de uma mostra gastronómica de pratos de caça, prevista para outubro, em data a definir. Apesar da organização ficar a cargo do CCM, este evento é extensível a todas as associações de caçadores do concelho e além da mostra gastronómica, haverá momentos dedicados ao debate e troca de ideias.



publicado por Carlos Gomes às 16:41
link do post | favorito

mais sobre mim
pesquisar
 
Agosto 2018
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30
31


posts recentes

PRÉMIO JOVEM UNIVERSITÁRI...

RAMALHEIRA E CASAL DA SOB...

ALVAIÁZERE: PELMÁ ESTÁ EM...

10 NOMES DA ESCOLA DE HOT...

DECLARAÇÃO – LISTA DEFINI...

MUNICÍPIO DE OURÉM PROMOV...

BOMBEIROS DA FREIXIANDA A...

PAN QUER SABER O QUE VAI ...

BISPO DE SANTIAGO, CABO V...

OURÉM REÚNE EXECUTIVO MUN...

GONDOMAR RECEBE ESTE ANO ...

RAMALHEIRA E CASAL DA SOB...

CERVEJA JORRA NA RIBEIRA ...

ALVAIÁZERE: PELMÁ PREPARA...

ALVAIÁZERE APOIA EMPREEND...

46 ALUNOS DA EPO E EHF RE...

OURÉM FESTEJA A NOSSA SEN...

OS PORTUGUESES SÃO UM POV...

OURÉM FESTEJA A NOSSA SEN...

ABIUL REALIZA FEIRA TAURI...

OURÉM PREPARA-SE PARA A F...

ESCOLA PROFISSIONAL DE OU...

PAN QUESTIONA GOVERNO SOB...

OURÉM LEVA AO CASTELO ESP...

OURÉM REÚNE EXECUTIVO MUN...

PAN QUER QUE OS TOUREIROS...

FREIXIANDA REALIZA FESTA ...

OURÉM PREPARA-SE PARA A F...

INSIGNARE APOSTA NO DISTR...

PAN QUER LIMITAR A CAÇA

FOI A ATITUDE DO CÔNSUL A...

INSIGNARE PARTICIPA NAS J...

FREIXIANDA REALIZA FESTA ...

PAULO FERRAZ CUMPRE OBJEC...

FREIXIANDA ANGARIA FUNDOS...

PROFESSORES DA EPO E EHF ...

ESPOSENDE ORGANIZA FESTA ...

OURÉM REÚNE EXECUTIVO MUN...

SOFIA, MEU AMOR! APRESENT...

TABULEIROS DE TOMAR DESFI...

SANTUÁRIO DE FÁTIMA RECEB...

PAN APRESENTA PROPOSTAS D...

VAI HOJE A VOTAÇÃO NA ASS...

BANDEIRA AZUL ESTÁ DE VOL...

JOVENS VOLUNTÁRIOS VÃO AC...

VEREADORES SOCIALISTAS TO...

PAN QUER MELHORAR CONDIÇÕ...

D ANTÓNIO DE OLIVEIRA AZE...

INSIGNARE LÍDER DE CONSÓR...

ALVAIÁZERE INCENTIVA EMPR...

arquivos

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

tags

todas as tags

links
Twitter
blogs SAPO
subscrever feeds