Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes de Ourém.

Sexta-feira, 23 de Agosto de 2019
PAN INSTA GOVERNO A INTERVIR NA CALAMIDADE QUE AFECTA A AMAZÓNIA

Carta aberta do PAN insta Marcelo e Costa a intervir na calamidade que afeta a Amazónia

Garantir a rápida e urgente elaboração de um roteiro internacional para a regeneração da floresta Amazónica

Garantir que na próxima reunião do Conselho Europeu, se inclua na ordem de trabalhos o congelamento da implementação do Acordo Transnacional da União Europeia com o Mercosul

Apresentar uma queixa no Tribunal Internacional de Justiça caso não se verifique nenhum compromisso tangível por parte do Brasil, do Paraguai e da Bolívia

Embaixadores do Brasil, do Paraguai e da Bolívia em Portugal devem ser convocados com carácter de urgência

Destruição da Amazónia, perseguição de ativistas e desrespeito pelos povos indígenas devem ser temas prioritários na agenda da visita oficial de Jair Bolsonaro a Portugal, agendada para o início de 2020

O PAN, Pessoas – Animais – Natureza, enviou hoje duas cartas abertas, uma ao Presidente da República Marcelo Rebelo de Sousa e outra ao Primeiro-Ministro António Costa, que defendem a intervenção e posicionamento inequívocos de Portugal na calamidade que afeta a floresta Amazónica e as comunidades indígenas, comprometendo as metas climáticas do acordo de Paris.

“Como cidadãos e como nação, não podemos ficar indiferentes à destruição acelerada da floresta Amazónica, à perseguição das comunidades indígenas, à usurpação de terras ancestrais e à morte de milhares de espécies vegetais e animais nesta região equatorial, pelo que o Governo português deve utilizar todas as ferramentas e mecanismos disponíveis a nível diplomático, económico, financeiro e mesmo legais para travar as causas da expansão de buracos no ozono e intervir na proteção e regeneração da floresta Amazónica”, pode ler-se nos documentos assinados pelo Eurodeputado do PAN, Francisco Guerreiro.

https://pan.com.pt/carta-aberta-ao-presidente-da-republica-solicitando-a-intervencao-de-portugal-na-defesa-da-floresta-amazonia/

https://pan.com.pt/carta-aberta-ao-primeiro-ministro-solicitando-a-intervencao-de-portugal-na-defesa-da-floresta-amazonia/

Os documentos instam por um lado o Presidente da República a:

a) Esclarecer, junto dos representantes diplomáticos, qual a posição oficial da República Federal Brasileira relativamente ao cumprimento do Acordo de Paris e ao princípio do desmatamento zero;

b) Garantir que na próxima visita oficial do Presidente Brasileiro Jair Bolsonaro a Portugal, agendada para o início de 2020, os tópicos do desmatamento, da destruição da biodiversidade e da selva amazónica, da perseguição a ativistas ambientais, tal como a tentativa de usurpação de terras demarcadas indígenas, sejam prioritários na agenda bilateral;

c) Solicitar junto do Secretário-Geral da ONU, António Guterres, os meios científicos, diplomáticos e financeiros que garantam a rápida e urgente elaboração de um roteiro internacional para a regeneração da floresta Amazónica e que proactivamente incluam o Brasil, o Peru, a Colômbia, a Venezuela, o Equador, a Bolívia, a Guiana, o Suriname e a Guiana Francesa no centro deste roteiro;

d) Garantir junto das instituições Europeias e dos países da CPLP o apoio a este roteiro internacional.

E, por outro lado, o Primeiro-Ministro a:

a) Convocar, com carácter de urgência, os embaixadores do Brasil, do Paraguai e da Bolívia em Portugal para tomar conhecimento e discutir as ações que estão a ser tomadas pelos seus governos em relação aos atuais incêndios, ao desmatamento decorrente e à destruição generalizada da floresta Amazónica;

b) Garantir que na próxima reunião do Conselho Europeu, a 10 e 11 de Outubro, se inclua na ordem de trabalhos o congelamento, por tempo indeterminado, da implementação do Acordo Transnacional da União Europeia com o Mercosul;

c) Reforçar os esforços diplomáticos bilaterais entre o Brasil, o Peru, a Colômbia, a Venezuela, o Equador, a Bolívia, a Guiana, o Suriname e a Guiana Francesa para garantir os compromissos climáticos vinculados pelo Acordo de Paris e o princípio do desmatamento zero na Amazónia;

d) Propor a possibilidade de alargar a intervenção do Fundo Mundial do Ambiente (Global Environment Facility) à proteção de áreas de especial interesse ambiental, como a floresta Amazónia, como meio de compensação dos países pela sua não desmatação;

e) Apresentar uma queixa no Tribunal Internacional de Justiça caso não se verifique nenhum compromisso tangível e substancial pela República Federal do Brasil, pela República do Paraguai e pelo Estado Plurinacional da Bolívia para travar o desmatamento na floresta Amazónica, para combater os incêndios florestais e para assegurar a demarcação de terras indígenas;

f) Priorizar a proteção, conservação e regeneração da floresta Amazónica nas próximas reuniões da CPLP.

“Temos de agir como nação para proteger um dos pulmões mais importantes do planeta. A nossa própria sobrevivência está em jogo. Haja coragem e ação política e ainda vamos a tempo de regenerar a floresta da Amazónia”, reforça o Eurodeputado, Francisco Guerreiro.  



publicado por Carlos Gomes às 14:42
link do post | favorito

Quinta-feira, 22 de Agosto de 2019
MUSEU MUNICIPAL DE OURÉM REALIZA WORKSHOP DE DANÇA

O Museu Municipal de Ourém leva a efeito o Workshop de Dança - do tradicional ao contemporâneo a ter lugar no dia 07 de setembro de 2019 às 15.00h no Museu Municipal – Casa do Administrador.

20190907_Workshop de Dança1.jpg

Nesta oficina, propõe-se viajar através de um bosque encantado, onde a magia das danças tradicionais se encontra com a beleza dos movimentos da dança contemporânea. Aqui existe espaço e tempo para tudo: para brincar, saltitar, explorar, observar, e aprender a escutar o bater do nosso coração dançante, e o dos outros corações. Aqui, a harmonia do movimento e das emoções esta sempre presente, e a consciência de tudo o que se passa dentro de nós e à nossa volta.

Formadoras: Dulce Maurício e Mariana Reis

Participantes: crianças a partir dos 3 e familias | mín. 5 / máx. 15

Custo: 6,00€ p/ pessoa | inscrição prévia e obrigatória

Inf. Museu Municipal de Ourém | 919 585 003 | 249 540 900 (ext. 6831) | museu@cm.ourem.pt



publicado por Carlos Gomes às 18:43
link do post | favorito

PISCINAS MUNICIPAIS DE ALVAIÁZERE ENCERRAM PARA INICIAR OBRAS

As Piscinas municipais descobertas de Alvaiázere vão encerrar ao público a partir do próximo dia 2 de setembro, de forma a dar-se início às obras de requalificação e modernização dos respetivos tanques e demais espaços exteriores deste equipamento municipal, inaugurado no início dos anos 90, e que se assume como uma das infraestruturas com maior taxa de utilização do concelho, usufruída por milhares de pessoas durante a época balnear.

piscinas municipais.jpg

A empreitada vai assim permitir fazer face a um conjunto de deficiências diagnosticadas há vários anos, anualmente minimizadas, mas que agora, com esta intervenção de carácter estrutural, poderão ser definitivamente resolvidas. As obras incidirão fundamentalmente sobre a renovação de canalizações e equipamentos relacionados com a circulação e tratamento das águas, incluindo a reformulação das características dos tanques e das zonas de estadia.

A intervenção, que terá uma duração previsível de quatro meses, está orçada em €331.584,39, sendo que o Município de Alvaiázere conseguiu que o projeto fosse financiado a fundo perdido num montante que ascende a €179.129,90, no âmbito do denominado Programa BEM.

De forma a dar cumprimento às obrigações do respetivo contrato de financiamento, que estipula que as obras tenham que estar concluídas até ao final do corrente ano de 2019, a autarquia teve que mover esforços junto da tutela para viabilizar a abertura das piscinas municipais durante o período de maior afluência, ou seja, nos meses de julho e de agosto, acautelando, desta forma, um prolongamento eventual da empreitada, pelo facto de ir decorrer em meses de maior probabilidade de chuva.

Numa segunda fase, o Município de Alvaiázere pretende requalificar os edifícios das Piscinas Municipais, estando neste momento a decorrer o procedimento de contratação de projetista para este efeito.



publicado por Carlos Gomes às 18:36
link do post | favorito

Domingo, 18 de Agosto de 2019
MUSEU MUNICIPAL DE OURÉM ORGANIZA OFICINA DE DANÇA DO TRADICIONAL AO CONTEMPORÂNEO

A atividade Workshop de Dança - do tradicional ao contemporâneo vai ter lugar no dia 07 de setembro às 15h00 no Museu Municipal – Casa do Administrador e convidá-lo a participar nesta oficina, onde vamos viajar através de um bosque encantado, onde a magia das danças tradicionais se encontra com a beleza dos movimentos da dança contemporânea. Aqui existe espaço e tempo para tudo: para brincar, saltitar, explorar, observar, e aprender a escutar o bater do nosso coração dançante, e o dos outros corações. Aqui, a harmonia do movimento e das emoções esta sempre presente, e a consciência de tudo o que se passa dentro de nós e à nossa volta.

Formadoras: Dulce Maurício e Mariana Reis

Participantes: crianças a partir dos 3 e familias | mín. 5

Custo: 6,00€ p/ pessoa | inscrição prévia e obrigatória

Inf. Museu Municipal de Ourém | 919 585 003 | 249 540 900 (ext. 6831) | museu@cm.ourem.pt

69334854_1987491574684887_8016371061425700864_n.jpg



publicado por Carlos Gomes às 17:32
link do post | favorito

Quinta-feira, 8 de Agosto de 2019
TOY ACTUA HOJE NA FREIXIANDA

66422787_1310409269114307_8925802267202813952_n (1).jpg



publicado por Carlos Gomes às 08:08
link do post | favorito

Segunda-feira, 5 de Agosto de 2019
CENTRO DE SAÚDE DA FREIXIANDA... FOI DE FÉRIAS!

67724619_10214893562557244_9186111249941790720_n.jpg



publicado por Carlos Gomes às 23:35
link do post | favorito

Quinta-feira, 25 de Julho de 2019
INVESTIGAÇÃO DA UNIVERSIDADE DE AVEIRO E DO INSTITUTO SUPERIOR TÉCNICO CONTRARIA TESTES DE PRECISÃO DA TEORIA DE EINSTEIN

A recente imagem de um buraco negro confirma, com precisão, a teoria de Einstein? Estudo diz que não

Uma equipa de investigadores da Universidade de Aveiro (UA) e do Instituto Superior Técnico diz que a primeira imagem de um buraco negro, contrariamente ao que foi publicitado, não é suficiente para confirmar, com precisão, a teoria da relatividade de Einstein.

Os autores do estudo Eugen Radu, Pedro Cunha e Carlos Herdeiro (2).jpg

Em abril de 2019 foi anunciada a primeira imagem de um buraco negro. A sua fronteira virtual, chamada horizonte de eventos, não se vê, pois aprisiona a luz. Pode apenas visualizar-se a silhueta da zona de atracão fatal para a luz, chamada de "sombra" do buraco negro.

A equipa internacional que obteve este resultado, chamada Event Horizon Telescope (EHT), anunciou-o como confirmando a teoria da relatividade geral de Einstein. Esta teoria prevê a existência de buracos negros e, de acordo com o EHT, a sombra do buraco negro observado na longínqua galáxia M87 está de acordo com o previsto pela teoria de Einstein, dentro do erro observacional.

O recente trabalho dos investigadores Pedro Cunha e Eugen Radu, do Centro de Investigação e Desenvolvimento em Matemática e Aplicações (CIDMA) e do Departamento de Física da UA, e Carlos Herdeiro do Centro Multidisciplinar de Astrofísica (CENTRA) e Departamento de Física do Instituto Superior Técnico, publicado este mês de julho na prestigiada Physical Review Letters e com honras de aparecer na capa, mostra, no entanto, que a interpretação do EHT tem de ser feita com cuidado.

Ao estudar buracos negros diferentes daqueles que surgem na teoria de Einstein, os investigadores mostraram que a sombra destes é muito sensível à maneira como o buraco negro roda.

Se o buraco negro rodar lentamente, a sombra poderá ser muito diferente. Mas se o buraco negro rodar rapidamente será praticamente idêntica ao que acontece na teoria de Einstein. Neste caso, as observações do EHT não conseguem eliminar o modelo alternativo.

Este resultado mostra como a primeira imagem de um buraco negro, apesar de ser um fantástico sucesso científico, ainda está longe de poder ser usada para testes de precisão da teoria de Einstein.

buracos negros (2).jpg



publicado por Carlos Gomes às 15:33
link do post | favorito

Quarta-feira, 24 de Julho de 2019
PAN ANUNCIA CABEÇAS DE LISTA PARA AS ELEIÇÕES LEGISLATIVAS

O PAN, Pessoas – Animais – Natureza, anunciou hoje em conferência de imprensa os seus cabeças de lista para as Eleições Legislativas do próximo dia 6 de outubro. O principal objetivo eleitoral passa por garantir a eleição de um grupo parlamentar para reforçar o trabalho que tem vindo a ser desenvolvido na defesa das causas que o partido defende.

As listas do PAN são constituídas por 129 homens e 164 mulheres, entre os 20 e os 67 anos, integrando profissionais das mais diversas áreas, nomeadamente justiça, ambiente, ensino, economia e gestão, saúde ou proteção animal.

André Silva, atual deputado do PAN, será o cabeça de lista por Lisboa, seguido de Inês de Sousa Real, jurista, com 38 anos, e Nelson Silva, programador informático, com 34 anos, eleitos municipais em Lisboa e Odivelas respetivamente. Fecham a lista de Lisboa os seguintes candidatos: Sandra Cóias, atriz, João Paulo Oliveira e Costa, Professor Catedrático e Diretor do Centro de História d'Aquém e d'Além-Mar (CHAM) e Manuela Gonzaga, escritora. Bebiana Cunha, psicóloga, com 33 anos, eleita municipal no concelho do Porto é cabeça de lista pelo distrito, seguida de Jorge Ribeiro, Engenheiro Eletrotécnico, com 39 anos e de Anabela Castro, psicóloga, com 49 anos. Cristina Rodrigues, advogada, com 33 anos, será cabeça de lista por Setúbal seguida de Artur Alfama, consultor financeiro com 42 anos e de Suzel Costa, especialista superior de Medicina Legal, com 52 anos.

Os perfis biográficos de todos os cabeças de lista, de todos os distritos, e respetivas fotos podem ser consultados aqui:

 https://app.box.com/s/9dd4hg9qpafbglqsfjn3i82vtng89z7k

O programa eleitoral, o calendário e ações de campanha serão divulgados no final do mês de agosto. Depois de ter estado aberto à participação pública o programa focará áreas determinantes no contexto político e social nacional, como serão as áreas do combate à corrupção, ambiente, agricultura, saúde ou proteção animal. A título de exemplo:

- O PAN propõe, no quadro de uma proposta de revisão constitucional, a criação de um tribunal com competência exclusiva para o julgamento de crimes de corrupção, a par do significativo reforço dos meios técnicos e humanos na área da justiça;

- A área ambiental será uma das prioridades do PAN pretendendo-se a concretização de uma efetiva justiça ambiental, com a aplicação de várias medidas como a criação de secções especializadas em matéria ambiental nos DIAP (Divisões de Investigação e Ação Penal) e a introdução dos crimes contra a natureza no elenco do DCIAP (Departamento Central de Investigação e Ação Penal). O PAN pretende ainda criar um Seguro Público afeto a um superfundo ambiental para efeitos de remediação dos danos ambientais e proteção social dos trabalhadores (em caso de necessidade de suspensão de atividade de uma empresa reiteradamente poluidora, assegurar a proteção dos direitos destes trabalhadores);

- O modo atual de produção de alimentos é insustentável, para além de introduzir agrotóxicos na cadeira alimentar. A Agricultura Biológica tem um papel fundamental no abastecimento alimentar seguro e sustentável, inclusivamente como mitigadora das alterações climáticas, promovendo a biodiversidade, utilizando de forma mais responsável recursos escassos como o solo, água ou energia, pelo que o programa do PAN apostará em corrigir as distorções de mercado que se verificam, nomeadamente o preço final ao consumidor, através de políticas fiscais que beneficiem modos de produção de alimentos mais sustentáveis e saudáveis como é o caso da Agricultura Biológica;

- O envelhecimento da população e o aumento das doenças crónicas  não transmissíveis estão a exercer uma forte pressão sobre o SNS com enormes dificuldades de resposta pela escassez de recursos. O PAN acredita que a sustentabilidade do SNS passa, também e obrigatoriamente, pela implementação de políticas de prevenção da doença e de promoção da saúde e vida saudável. Estas têm assumido um caráter preocupantemente secundário, consequência da concentração quase exclusiva de todos os meios e recursos no tratamento da doença. A prevenção representa apenas 1% do Orçamento para a Saúde, o que é manifestamente insuficiente. O PAN quer ainda reconhecer e regulamentar as carreiras de nutricionista e de psicólogo e garantir a presença destes profissionais nas escolas, hospitais e centros de saúde;

- Implementação de um sistema público médico-veterinário de apoio às famílias carenciadas e aos movimentos associativos que tenham a seu cargo animais errantes ou abandonados. Este sistema vai concretizar-se através da criação de hospitais públicos nas áreas metropolitanas de Lisboa e do Porto e nas comunidades intermunicipais, depois de ser feito o levantamento das necessidades em cada área, para adaptar as infraestruturas em função da densidade populacional e das necessidades reais da população.



publicado por Carlos Gomes às 13:56
link do post | favorito

"REVOLTA DO BACALHAU" PERCORRE A "ROTA DOS RESTAURANTES" EM TODO O PAÍS

A partir de hoje, dia 24 de julho, serão visitados 11 restaurantes para descobrir quem é melhor a preparar Bacalhau da Noruega! As visitas decorrem nos distritos de Santarém, Coimbra, Castelo Branco, Aveiro, Viseu, Vila Real, Viana do Castelo, Braga e Porto. Esta é a 2ª semana de “Rota dos Restaurantes”, liderada por um júri que integra chefs bem conhecidos dos portugueses como Hélio Loureiro, Hélder Diogo e Vítor Esteves.

A “Rota dos Restaurantes” pretende apurar o melhor prato de bacalhau concorrente e integra-se na “Revolta do Bacalhau”, o concurso que está já na 15ª edição e que quer promover a criatividade e as técnicas para cozinhar Bacalhau da Noruega. O desafio é anual e dirige-se aos melhores chefs, restaurantes nacionais e novos talentos da gastronomia portuguesa.

A Revolta do Bacalhau é um concurso de receitas nacional, criado em 2005 e desenvolvido pelo RECHEIO Cash&Carry e NSC – Conselho Norueguês dos Produtos do Mar. Através de modelos tradicionais ou contemporâneos, apresentam-se anualmente a concurso novas propostas de receitas de Bacalhau Salgado Seco da Noruega, a matéria-prima principal dos pratos apresentados.

O regulamento e mais detalhes acerca do concurso podem ser consultados em:

www.revoltadobacalhau.com e https://pt-pt.facebook.com/RevoltaDoBacalhau

Os restaurantes que serão visitados nesta 2ª semana são os seguintes: Casa Chef Victor Felisberto, Buke – Villa Pampilhosa Hotel, Alkimya, Mesa Real – Bussaco Palace Hotel, Bacalhau & Afins, Val Moreira – Vila Galé Douro, Quinta do Príncipe, Fonte D’Ouro, Ferrugem, Barão de Fladgate e Palatium – Palácio do Freixo.

Para mais informações, por favor contacte:

Sofia Fernandes – sofia.fernandes@omnicomprgroup.com – 213136112

Sara Malato- sara.malato@omnicomprgroup.com- 21 313 61 00

Sobre o NSC - Conselho Norueguês dos Produtos do Mar: Organização representante dos exportadores de peixe da Noruega e que tem por principal objetivo promover o consumo dos melhores produtos do Mar da Noruega. A combinação de inovações técnicas e da tradição pesqueira norueguesa, que pretende manter uma pesca sustentável, permite preservar as características únicas de espécies como o Bacalhau e Salmão, muito apreciadas em Portugal. O NSC colabora com as autoridades norueguesas no sentido de proteger as espécies marinhas da zona ártica, a origem do peixe que alimenta a Europa.

Sobre o Recheio Cash&Carry - O Recheio conta já com mais de quatro décadas de actividade e é líder de mercado no segmento Cash & Carry, em Portugal. Tem um parque composto por 40 lojas (incluindo uma na Madeira e outra nos Açores) e 3 plataformas de FoodService.

Os factores de diferenciação do Recheio são a relação de verdadeira parceria que estabelece com os profissionais do canal HoReCa e do Retalho Tradicional e a sua elevada expertise na área alimentar. Os frescos e os produtos de marca própria de grande qualidade – Amanhecer, Masterchef e Gourmês - a preços muito competitivos, aliados a um serviço de excelência prestado por uma equipa profissional e muito experiente, fazem com que o Recheio mantenha a preferência dos seus mais de 100 000 clientes.



publicado por Carlos Gomes às 10:33
link do post | favorito

CANTOR TOY ANIMA FESTAS DA FREIXIANDA

66422787_1310409269114307_8925802267202813952_n.jpg



publicado por Carlos Gomes às 10:22
link do post | favorito

BOMBEIROS VOLUNTÁRIOS DE OURÉM TÊM PROGRAMA DE DESFIBRILHAÇÃO INEM

FORMAÇÕES - Associação Humanitária de B.V. Ourém

Se procura implementar um DAE na sua empresa, ou se necessita de formação, nós temos a solução.

Os Bombeiros Voluntários de Ourém, como entidade acreditada pelo INEM, na formação em Suporte Básico de Vida Adulto e Pediátrico, Suporte Básico de Vida com Desfibrilhação Automática Externa, efetuaram uma parceria com a multinacional Almas Industries, para a implementação de DAE. Se procura implementar um DAE na sua empresa, ou se necessita de formação, nós temos a solução.

67356133_2359003464166228_1572519008899432448_n.jpg



publicado por Carlos Gomes às 09:48
link do post | favorito

FREIXIANDA REALIZA COLHEITA BENÉVOLA DE SANGUE

67135235_2041345219303074_5494204392192081920_n.jpg



publicado por Carlos Gomes às 09:46
link do post | favorito

Segunda-feira, 22 de Julho de 2019
PAN FAZ BALANÇO DA LEGISLATURA

Balanço da legislatura PAN em números

  • 343 Iniciativas legislativas apresentadas
  • Um quarto dos projetos de lei aprovados
  • Metade dos projetos de resolução aprovados
  • 233 Propostas de alteração aos Orçamentos do Estado
  • Uma em cada dez propostas de alteração ao(s) OE(s) aprovada
  • Metade das propostas de alteração ao(s) OE(s) aprovadas nas áreas da Saúde, Alimentação, Ambiente, Agricultura/Florestas e Proteção Animal
  • 43% das 1281 perguntas/requerimentos ao Governo por responder
  • 66 questões colocadas nos debates com o Primeiro-Ministro, 60% das quais sobre temas de ambiente, agricultura ou floresta
  • PAN absteve-se em 13% das votações

No final da XIII Legislatura, a primeira do PAN, Pessoas – Animais – Natureza, é o momento de sistematizar os aspetos mais relevantes da atividade legislativa do partido dos últimos quatro anos.

O PAN apresentou 343 iniciativas legislativas, 174 projetos de lei e 169 projetos de resolução. Conseguiu aprovar um quarto dos projetos de lei e metade dos projetos de resolução. Das 233 propostas de alteração aos Orçamentos do Estado, foi possível aprovar uma em cada dez, principalmente nas áreas da Saúde, Alimentação, Ambiente e Agricultura/Florestas e Proteção Animal. O partido efetuou 1281 perguntas e requerimentos ao Governo, sendo que 735 tiveram resposta e 546  (43%) continuam por responder. Ao longo de quatro anos de debates com o Primeiro-Ministro, André Silva colocou-lhe 66 questões, 60% das quais sobre temas de ambiente, agricultura ou floresta. Do total de vezes que os partidos se abstiveram em votações de projetos de lei e projetos de resolução, em votação na generalidade e em votação final global, o PAN absteve-se em 13% das vezes. (Consulta de dados detalhados no link: https://pan.com.pt/pan-em-numeros-xiii-legislatura/ ).

Foi uma legislatura que demonstrou a importância do PAN no panorama político português e que ficou marcada por avanços no debate político e social em áreas que, até então, tendiam a ser menosprezadas ou mesmo esquecidas, como os direitos dos animais, proteção ambiental, justiça climática, alimentação ou o reforço dos direitos de algumas comunidades.

Em termos de medidas foram muitas as áreas em que se alcançaram avanços, nomeadamente com a inclusão de intérpretes de língua gestual nas urgências; a contratação de nutricionistas e psicólogos para o SNS; mais salas de apoio à vítima em esquadras de polícia; possibilidade de adoção por casais do mesmo sexo; alargamento das técnicas de procriação medicamente assistida a todas as mulheres; autodeterminação das pessoas trans no reconhecimento legal da sua identidade; fim do prazo internupcial; criação de um mecanismo de regularização de dívidas referentes às propinas dos estudantes do Ensino Superior; adequação do código penal à convenção de Istambul (pondo o foco da incriminação na existência ou não de consentimento) e aplicação da proibição de contacto às vítimas do crime de perseguição; a realização do diagnóstico de hiperatividade e défice de atenção por médicos competentes para o efeito, a par da primeira prescrição de medicamentos; inclusão de opção vegetariana nas cantinas públicas; distribuição de fruta no pré-escolar público; a consideração dos transportes públicos como serviço essencial; implementação do sistema de tara recuperável para garrafas de plástico, vidro ou metal; o fim da loiça descartável de plástico na restauração; a regulamentação sobre o destino das pontas de cigarros; o fim do abate de animais de companhia como forma de controlo populacional; alteração do estatuto jurídico do animal; o fim do uso de animais selvagens no circo.

As várias restrições regimentais a que está sujeito um partido com apenas um deputado, o limite de agendamento de apenas três iniciativas por sessão legislativa e o escasso tempo para falar em plenário, não inibiram o PAN de cumprir o seu mandato.



publicado por Carlos Gomes às 17:29
link do post | favorito

Quarta-feira, 17 de Julho de 2019
PAN CONSEGUE MAIS DIREITOS PARA AS MULHERES NA GRAVIDEZ E NO PARTO
  • Mulher grávida pode escolher até 3 pessoas para a acompanharem na gravidez e parto e tem direito a acompanhamento em todas as fases do trabalho de parto
  • Após o parto deve ser disponibilizado questionário de satisfação serviços de saúde materna e obstetrícia
  • São assegurados cursos de preparação para o parto e reforçada a relevância do plano de parto
  • Hospitais devem disponibilizar também métodos não farmacológicos de alívio de dor, permitindo um parto mais humanizado

 

O PAN, Pessoas-Animais-Natureza, viu hoje aprovadas na comissão de Saúde várias medidas propostas nos Projetos Lei quereforçam os direitos das mulheres na gravidez e no parto e que garante a assistência parental ao parto, apresentados durante a legislatura.

O texto final aprovado (em anexo) não corresponde integralmente ao que o PAN pretendia, mas garante avanços significativos no que respeita aos direitos das mulheres na gravidez e no parto. No caso da mulher grávida, é garantido o acompanhamento até três pessoas por si indicadas, em sistema de alternância, não podendo permanecer em simultâneo mais do que uma pessoa junto da utente. O PAN propunha que o pai/ 2ª mãe não fosse considerado acompanhante, por forma a que a mulher pudesse identificar uma terceira pessoa como acompanhante. O compromisso que se conseguiu foi a mulher poder identificar 3 pessoas em regime de alternância para que a sala de partos não fique demasiado cheia.

A mulher grávida internada em serviço de saúde passa a ter direito ao acompanhamento, durante todas as fases do trabalho de parto, incluindo partos por fórceps, ventosas e cesarianas, por qualquer pessoa por si escolhida, exceto se razões clínicas ou a segurança da parturiente e da criança o desaconselharem. Pode ainda, a qualquer momento, prescindir do direito ao acompanhamento durante todas ou alguma das fases do trabalho de parto, bem como a prescindir de visitas. Por determinação do/a médico/a obstetra, cessa a presença do/a acompanhante sempre que, no decurso do parto incluindo em cesarianas, surjam complicações inesperadas que justifiquem intervenções tendentes a preservar a segurança da mãe e ou da criança.

Após a alta hospitalar e durante a primeira semana de período pós parto, o estabelecimento de saúde em que ocorreu o parto deve garantir um contacto, designadamente telefónico, com disponibilidade permanente, para que a mulher recém mãe, o pai ou outras pessoas de referência, depois de terminado o internamento em serviço de saúde, possam esclarecer dúvidas, designadamente, sobre cuidados a ter com o recém-nascido, aleitamento materno ou sobre a condição de saúde física ou emocional da mulher puérpera.

Para efeitos de avaliação e monitorização da satisfação da mulher grávida relativamente aos cuidados de saúde durante a assistência na gravidez e no parto, a Direção-Geral da Saúde deve disponibilizar um questionário de satisfação a ser preenchido por via eletrónica e proceder à divulgação anual dos seus resultados acompanhados de recomendações.

No que respeita á Prestação de Cuidados nos Cursos de Preparação para o Parto e Parentalidade foram aprovadas as propostas do PAN que previam o envolvimento de uma equipa multidisciplinar, com uma componente teórica e outra prática e devem ocorrer, preferencialmente nos cuidados de saúde primários, em horário pós-laboral, de modo a que a grávida, o futuro pai, outros responsáveis parentais ou pessoa de referência, que trabalhem, possam neles participar.

A par do desenvolvimento de competências para o desempenho da maternidade, deve merecer destaque durante os Cursos, semelhante a preparação para o exercício da paternidade cuidadora. Sendo que, os conteúdos dos Cursos de Preparação para o Parto e Parentalidade são definidos pela Direção-Geral da Saúde através de orientações e normas técnicas.

A preparação e apoio da grávida ou do casal inclui ainda a elaboração do Plano de Nascimento, preferencialmente até às 32 semanas de gestação. Este plano deve ser apresentado e discutido com a equipa da unidade de saúde onde se prevê que o parto venha a ocorrer, envolvendo os profissionais de saúde, a grávida ou o casal. Os Cursos devem, ainda, contemplar a realização de uma visita ao local onde se prevê que o parto venha a ocorrer em articulação com a equipa dessa unidade de saúde.

Durante o trabalho de parto, os serviços de saúde devem assegurar métodos não farmacológicos de alívio da dor, de acordo com as preferências da mulher grávida e a sua situação clínica e outros métodos farmacológicos de alívio da dor, como a analgesia epidural, de acordo com as condições clínicas da parturiente e mediante seu pedido expresso, conhecedora das vantagens e desvantagens do respetivo uso.



publicado por Carlos Gomes às 19:47
link do post | favorito

CASA DO CONCELHO DE TOMAR DÁ A CONHECER "VIVÊNCIAS QUOTIDIANAS DO CONVENTO DE CRISTO"

67502081_484595855638345_3570266447554805760_n.png



publicado por Carlos Gomes às 11:05
link do post | favorito

PAN ACUSA PSD, CDS E PCP DE INSENSIBILIDADE POR IMPEDIREM A ALIMENTAÇÃO DE COLÓNIAS DE GATOS NA VIA PÚBLICA

Insensibilidade de PSD, CDS e PCP impedem a alimentação de colónias de gatos

  • Enorme insensibilidade e falta de humanismo de PSD, CDS e PCP
  • Lei n.º 27/2016 definiu o programa CED* como metodologia preferencial para controlo das populações de colónias de gatos, em defesa da saúde pública
  • Um dos passos integrantes do programa CED* é a correta alimentação dos animais
  • É moralmente indefensável obrigar a sociedade, que se quer mais sensível e compassiva, a abster-se de alimentar um animal
  • Os cuidadores que alimentam dezenas de animais, cujo sofrimento não conseguem ignorar, ainda são apontados como criminosos

Ontem à tarde na Comissão de Agricultura e Mar, PSD, CDS e PCP chumbaram a proposta de texto final do PAN que visava determinar a admissibilidade de alimentação de colónias de gatos na via pública, sem colocar em causa a saúde e salubridade públicas e de acordo com regulamentação municipal no que concerne à localização e forma de alimentação.

A Lei n.º 27/2016, de 23 de agosto, definiu o programa CED (Captura, Esterilização, Devolução) como metodologia preferencial para controlo das populações de colónias de gatos, em defesa da saúde pública. Manifestamente contrário ao espírito da Lei, existem regulamentos municipais a proibir tout court a alimentação dos animais submetidos ao programa. É totalmente desprovido de sentido o Estado investir na esterilização e tratamento dos animais, estatuindo simultaneamente que os mesmos devem ser deixados morrer à fome, como defendem PSD, CDS e PCP. Para além de toda a insensibilidade e falta de humanismo demonstrados por estes três partidos, importa referir que remover a alimentação das colónias de gatos significa amputar o programa CED de um dos seus componentes essenciais, é retirar-lhe o sentido e o efeito prático.

Ditam as boas práticas internacionais, um dos passos integrantes do programa CED é a correta alimentação dos animais, em locais designados para o efeito e em respeito pela salubridade pública.

A motivação para os referidos regulamentos é a de evitar o crescimento populacional dos animais na via pública, impedir a conspurcação do espaço público e proteger a saúde pública. Todos estes objetivos são válidos e fundamentais. O PAN lamenta uma vez mais o que foi uma constante ao longo desta legislatura: a coligação destes três partidos que obstaculizam sempre o avanço da proteção e bem-estar animal no nosso país. 



publicado por Carlos Gomes às 10:24
link do post | favorito

Terça-feira, 16 de Julho de 2019
PAN CONSEGUE QUE OS ESTUDANTES DO SUPERIOR POSSAM NEGOCIAR AS DÍVIDAS POR NÃO PAGAMENTO DE PROPINAS
  • Medida pretende combater o abandono escolar e facilitar a formação e o futuro profissional dos estudantes
  • Aplicável a estudantes e antigos estudantes com propinas em atraso entre 1 de Janeiro de 2011 e 31 de Agosto de 2018
  • Os estudantes com insuficiência económica comprovada têm direito a um período de carência de dois anos para pagamento das dívidas
  • Garante que os estudantes não sejam forçados a desistir do ensino superior por incapacidade financeira
  • Mecanismo permite colmatar falhas do sistema de atribuição de bolsas de estudos

Acaba de ser aprovado em Comissão o texto final do PJL 1121/XIII do PAN, Pessoas-Animais-Natureza, sobre o mecanismo de regularização de propinas em atraso. A votação final global será na próxima, sexta-feira, 19 de julho.

O texto aprovado prevê a criação de um mecanismo de regularização de dívidas por não pagamento de propinas em instituições de ensino superior públicas, que se aplica aos valores cuja liquidação ou notificação da liquidação tenha ocorrido entre 1 de janeiro de 2011 e 31 de agosto de 2018. É aplicável a estudantes e antigos estudantes, matriculados e inscritos em ciclo de estudos conferente de grau ou em curso técnico superior profissional (inclui licenciatura, mestrado e doutoramento). Os alunos poderão fazer um plano de pagamentos com a instituição de ensino superior para ir pagando em prestações os valores em dívida. A adesão ao plano é voluntária e a pedido do estudante. Os estudantes com carência económica comprovada têm direito a um período de carência de dois anos.

O texto final aprovado (em anexo) não corresponde integralmente ao que o PAN pretendia, ou seja, que as Instituições de ensino superior tivessem, de forma permanente, planos de regularização de propinas em atraso. Assim, estariam abrangidos os estudantes que têm neste momento propinas em atraso, mas também serviria para situações futuras. Desta forma, sempre que um aluno não conseguisse proceder ao pagamento pontual das propinas poderia fazer um plano de pagamentos com a instituição. Acontece que isto não foi possível e a solução que ficou foi a existência desta possibilidade, mas apenas para o passado, isto é, para as propinas que deveriam ter sido liquidadas entre 1 de Janeiro de 2011 e 31 de Agosto de 2018. O PAN compromete-se a voltar a este tema na próxima legislatura.

Apesar disso, este é um passo importante porque resolve os problemas dos alunos que têm propinas em atraso até aquela data, permitindo que os mesmos possam prosseguir os seus estudos. Cumpriu-se o principal objetivo do PAN encontrando alternativas para uma situação que era altamente penalizadora para os estudantes, em especial para os que têm menos recursos económicos, sendo forçados a desistir por não conseguirem pagar as propinas não podendo matricular-se no ano seguinte.

Texto final

Projeto de Lei 1121| XIII| 4, PAN

Estabelece mecanismos de regularização de dívidas por não pagamento de propinas em instituições de ensino superior públicas, procedendo à quarta alteração à Lei n.º 37/2003, de 22 de agosto, que estabelece as bases do financiamento do ensino superior

Artigo 1.º

Objeto

A presente lei estabelece mecanismos de regularização de dívidas por não pagamento de propinas em instituições de ensino superior públicas, procedendo à 4.ª alteração à Lei n.º 37/2003, de 22 de agosto, alterada pelas Leis n.º 49/2005, de 30 de agosto, n.º 62/2007, de 10 de setembro, e n.º 68/2017, de 9 de agosto, que estabelece as bases do financiamento do ensino superior.

Artigo 2.º

Aditamento à Lei n.º 37/2003, de 22 de agosto

É aditado à Lei n.º 37/2003, de 22 de agosto, o artigo 29.º-A, com a seguinte redação:

“Artigo 29.º-A

Plano de regularização de dívidas de propinas em atraso

1 – As instituições de ensino superior públicas devem ter planos de regularização destinados a alunos com propinas em atraso, matriculados e inscritos em ciclo de estudos conferente de grau ou em curso técnico superior profissional.

2 - Os alunos abrangidos pelo número anterior devem declarar junto da instituição de ensino superior o interesse em aderir ao plano de regularização de dívidas.

3 – A adesão ao plano depende de acordo livre e esclarecido celebrado entre o aluno e a Instituição de Ensino Superior, no qual se determine o plano de pagamentos definido, e implica consequentemente a suspensão dos juros de mora que se vençam após a apresentação do pedido, bem como permite o acesso do aluno a todos os serviços da Instituição de Ensino Superior, nomeadamente emissão de diploma ou certidão de conclusão ou qualquer documento informativo do seu percurso académico.

Artigo 3.º

Norma transitória

  • É estabelecido um mecanismo extraordinário de regularização de dívidas por não pagamento de propinas e outras taxas e emolumentos nas instituições de ensino superior públicas, que se aplica aos valores cuja liquidação ou notificação da liquidação tenha ocorrido entre 1 de janeiro de 2011 e 31 de agosto de 2018.
  • Consideram-se incluídos nos valores referidos no número anterior as custas, os juros e outras penalizações referentes à sua cobrança.
  • Este regime aplica-se aos estudantes e antigos estudantes, que estejam ou tenham estado matriculados e inscritos em ciclo de estudos conferente de grau ou em curso técnico superior profissional.
  • Os estudantes e antigos estudantes podem aceder a um plano de pagamentos dos valores em dívida, de adesão voluntária, mediante requerimento ao dirigente máximo da instituição de ensino superior.
  • A existência de um plano de pagamentos entre o estudante ou antigo estudante e a instituição de ensino superior respetiva determina o arquivamento dos processos de execução fiscal e cobrança coerciva que existam, incluindo nos casos em que haja penhora, e interrompe o prazo de prescrição dos valores em dívida.
  • O plano de pagamentos é feito sobre o montante total em dívida a título de propina e outras taxas e emolumentos, não se considerando os valores referentes a custas, juros ou outras penalizações.
  • O cumprimento integral do plano de pagamentos determina a extinção da obrigação de pagamento dos valores devidos a título de custas, juros e outras penalizações.
  • Desde o pedido de adesão ao mecanismo extraordinário de regularização e enquanto o plano de pagamentos estiver a ser cumprido, não é aplicável o disposto no artigo 29.º da Lei n.º 37/2003, de 22 de agosto, na redação em vigor, sendo inclusivamente permitido o reingresso, no caso dos antigos estudantes.
  • As prestações do plano de pagamentos são mensais, não devendo cada uma ser inferior a 10% do indexante de apoios sociais em vigor à data do pedido de adesão ao mecanismo extraordinário de regularização.
  • Ao plano de pagamentos referido nos números anteriores aplica-se, com as necessárias alterações, o disposto no n.º 1 do artigo 200.º do Código de Procedimento e de Processo Tributário, aprovado pelo Decreto-Lei n.º 433/99, de 26 de outubro, na redação em vigor.
  • O pedido de adesão ao mecanismo extraordinário de regularização pode ser apresentado até 31 de dezembro de 2019, dele devendo constar uma proposta de plano de pagamentos.
  • Os estudantes com carência económica comprovada têm direito a um período de carência de dois anos, desse facto se fazendo menção no pedido de adesão ao mecanismo extraordinário de regularização.

Artigo 4.º

Regulamentação

O Governo, ouvidas as associações de estudantes e as instituições de ensino superior, define por portaria as condições de acesso ao plano de regularização previsto no artigo 29-A.º da Lei n.º 37/2003, de 22 de agosto, na redação introduzida pela presente lei.

Artigo 5.º

Entrada em vigor

A presente lei entra em vigor no dia seguinte ao da sua publicação.



publicado por Carlos Gomes às 17:01
link do post | favorito

Sexta-feira, 12 de Julho de 2019
ACABOU O PRAZO INTERNUPCIAL

Aprovada proposta do PAN pelo fim do prazo internupcial

  • Votos favoráveis na especialidade apontam para aprovação em Plenário
  • Atualmente a lei limita o direito que cada cidadão tem a casar no período que lhe parecer mais conveniente, discriminando as mulheres com um prazo superior ao dos homens
  • Proposta do PAN atualiza a legislação adequando-a à evolução civilizacional conforme já acontece em vários países

A proposta do PAN – Pessoas-Animais-Natureza de eliminação do prazo internupcial foi ontem aprovada em sede de especialidade com os votos favoráveis do PS, PSD e BE e o voto contra do CDS, o que indica que será aprovada em votação final global no último plenário da sessão legislativa, no dia 19 de julho.

A legislação até agora em vigor indica que após um divórcio não poderá haver imediatamente um novo casamento, devendo os homens aguardar um período de 180 dias e as mulheres 300 dias para casar novamente, norma existente no Código Civil desde 1966 e na qual residem considerações morais sobre papéis de género que não fazem sentido à luz da atualidade.

A exigência deste prazo internupcial “funda-se na exigência social de se ter um mínimo de decoro, e na necessidade de se evitarem conflitos de paternidade a respeito dos filhos nascidos do segundo casamento”, conforme explica o advogado Mendonça Correia.

A proposta do PAN de eliminação deste prazo foi a que prevaleceu no texto final consensualizado em comissão.

"Na proposta apresentada em 2017, o PAN foi mais à frente em relação às propostas dos outros partidos. Para nós, não fazia sequer sentido igualar este prazo, mas sim removê-lo por completo", explica André Silva, Deputado do PAN.

Nos dias de hoje e considerando que a própria lei civil determina que “casamento é o contrato celebrado entre duas pessoas”, o divórcio mais não é que o fim desse contrato, devendo estar isento de considerações morais. Com esta aprovação, Portugal dá mais um passo civilizacional e vai ao encontro da opção que outros países já tomaram, como é o caso de França, Inglaterra, Suíça, Austrália (entre outros) de eliminar a imposição de um prazo internupcial, só assim se assegurando as liberdades individuais.

No seu parecer sobre esta proposta, a Procuradoria Geral da República corrobora este posicionamento: "...pensamentos associados ao decoro social e luto oficial já não constituem a razão de ser da existência normativa da regra vigente na lei”, pode ler-se no documento.



publicado por Carlos Gomes às 15:36
link do post | favorito

Quarta-feira, 10 de Julho de 2019
UMA PEÇA, TANTAS HISTÓRIAS! DIA DOS AVÓS

Assinalando o Dia dos Avós salas de tesouros escondidos enchem-se de histórias vividas e sonhadas por avós e netos.

Uma almotolia, um arado, uma lanterna…, cada peça ganha uma vida em mãos experimentadas e vozes sábias que ensinam e inspiram crianças.

Participantes: geral / máx. 15 pessoas

Acesso gratuito - inscrições prévias através do Museu Municipal de Ourém.

Horário: terça-feira a domingo das 10:00h – 13:00h | 14:00h – 18:00h, de abril a setembro, das 09:00h – 13:00h | 14:00h – 17:00h, de outubro a março.

Contactos: tel.: 249 540 900 (6831) | tlm: 919 585 003 | 910 502 917 | museu@cm-ourem.pt | www.museu.cm-ourem.pt

20190726_DiaDosAvos.jpg



publicado por Carlos Gomes às 19:48
link do post | favorito

AGROAL CONVIDA A FÉRIAS

CARTAZ - Férias Agroal (003)1.jpg



publicado por Carlos Gomes às 17:42
link do post | favorito

PAN GARANTE 1ª VICE-PRESIDÊNCIA DA COMISSÃO DE AGRICULTURA NO PARLAMENTO EUROPEU

O PAN – Pessoas-Animais-Natureza assegurou a vice-presidência da Comissão da Agricultura e do Desenvolvimento Rural no Parlamento Europeu. Francisco Guerreiro foi hoje eleito primeiro vice-presidente da comissão, depois de uma negociação com os Verdes Europeus, bancada que o partido integra.

Cada comissão tem, além de um presidente, quatro vice-presidentes. No caso da Comissão de Agricultura e de Desenvolvimento Rural, coube à bancada dos Verdes a primeira das quatro vice-presidências, cujo lugar Francisco Guerreiro negociou com os restantes eurodeputados da bancada, acabando por ganhá-lo aos 48 membros efetivos e 48 membros suplentes.

A eleição do eurodeputado decorreu esta tarde durante a primeira sessão da comissão e evidencia uma aposta clara no partido da parte da família europeia.

"Com esta eleição reforçamos a influência do PAN na bancada dos Verdes, dando a Portugal um lugar de destaque em relação aos restantes Estados-Membros. Estamos preparados para assumir cargos de responsabilidade e deixar contributos politicamente relevantes, principalmente num contexto europeu no qual importa priorizar a mitigação das Alterações Climáticas", refere Francisco Guerreiro, eurodeputado do PAN.

Além de assumir a substituição do presidente da comissão em situações de ausência, o cargo confere várias responsabilidades a Francisco Guerreiro, como a representação da comissão em diversos contextos e ocasiões.

A par disso, caberá também ao eurodeputado negociar leis com os Ministros da Agricultura dos vários Estados-Membros, fazendo valer os princípios do PAN em contexto europeu. No âmbito do trabalho como vice-presidente da comissão, esses princípios assumirão especial relevância em alguns contextos: Francisco Guerreiro terá oportunidade, por exemplo, de visitar locais como explorações agropecuárias intensivas e sensibilizar os restantes eurodeputados para a problemática das indústrias altamente poluentes e a sua implicação na deterioração do clima.



publicado por Carlos Gomes às 15:57
link do post | favorito

EMIGRANTES NA FREIXIANDA VÃO TER FESTA DE ARROMBA

No próximo dia 08 de Agosto, tem lugar a quinta edição da Festa do Emigrante em Freixianda (Ourém), no Largo dos Bombeiros, organizada pela secção local dos Bombeiros Voluntários de Ourém e respectiva Liga de Amigos.

CARTAZ_PA3_BLK - Cópia - Cópia (2).jpg

As receitas conseguidas com esta iniciativa têm como destino a secção local dos soldados da paz.

A festa terá início com a abertura dos bares e do restaurante com o habitual frango assado, às 18h00 e às 19h00, respectivamente.

Existe também a habitual venda das refeições para fora.

Conta ainda com a actuação do Grupo PA 3 pelas 22h00.

Às 23h00 sobe ao palco o Artista Toy e sua banda

Depois continua a sua atuação o Grupo Musical PA3

Este é já um evento de referência na região que se realiza sempre na quinta feira antes do dia 15 de agosto e que serve não só parta angariar fundos mas também para dar as boas vindas a toda a comunidade emigrante.

5ª FESTA DO EMIGRANTE (2).jpg



publicado por Carlos Gomes às 15:02
link do post | favorito

Terça-feira, 9 de Julho de 2019
FREIXIANDA EM FESTA CHAMA O TOY

66283389_920800471588594_4774377159101775872_n.png



publicado por Carlos Gomes às 10:39
link do post | favorito

Quinta-feira, 4 de Julho de 2019
SANTUÁRIO DE FÁTIMA RECEBE PEREGRINAÇÃO INTERNACIONAL ANIVERSÁRIA DE JULHO

D. Daniel Batalha Henriques preside à Peregrinação Internacional Aniversária de julho

  1. Daniel Batalha Henriques, bispo auxiliar de Lisboa, vai presidir à Peregrinação Internacional Aniversária de julho, a 12 e 13 deste mês, que celebra a terceira aparição de Nossa Senhora aos Pastorinhos, na Cova da Iria.

    SANTFAT.jpg

O prelado, de 53 anos, é um dos mais recentes bispos portugueses, tendo sido nomeado bispo auxiliar de Lisboa, pelo Papa Francisco, a 13 de outubro de 2018. Foi ordenado no ministério do episcopado no mês seguinte, no Mosteiro dos Jerónimos, em Lisboa, tendo escolhido para lema “omnes fontes mei in te” (todas as minhas fontes estão em ti).

  1. Daniel Henriques nasceu em Ribamar, freguesia de Santo Isidoro, concelho de Mafra, a 30 de março de 1966. Depois de ordenado sacerdote, a 1 de julho de 1990, exerceu a sua atividade pastoral no Patriarcado, como pároco, vigário, membro do Conselho Presbiteral, diretor do Serviço de Animação Missionária, diretor espiritual do Seminário dos Olivais e membro do Cabido da Sé Metropolitana Patriarcal de Lisboa. À data da sua nomeação para bispo, era pároco de Torres Vedras e Matacães.

O bispo auxiliar de Lisboa presidirá às principais celebrações de 12 e 13 de julho, das quais se destacam: no dia 12, a Saudação a Nossa Senhora, na Capelinha das Aparições, às 18h30; o Rosário, às 21h30, seguido da Procissão das Velas e Missa da Vigília, no Recinto; e, no dia 13, a Missa Internacional no Recinto, às 10h00, com Procissão do Adeus.

A Peregrinação Internacional Aniversária de julho evoca a terceira aparição de Nossa Senhora aos videntes Lúcia, Francisco e Jacinta, a 13 de julho de 1917, na Cova da iria, contextualiza André Pereira, do Departamento da Pastoral da Mensagem de Fátima.

“Recordando com insistência o que lhes pedira nos encontros precedentes – nomeadamente a oração do terço pela paz e a disponibilidade para a oferta de si mesmos pelo bem dos outros –, a Senhora do Céu pede a perseverança no encontro e anuncia que dará a conhecer quem é e o que quer em outubro, prometendo realizar então o milagre pedido para atestar a veracidade do testemunho dos pequenos pastores.”

Um dos momentos fulcrais desta aparição acontece quando “a Senhora lhes dá a contemplar uma visão em três partes, que ficou conhecida como o Segredo de Fátima: o primeiro quadro compõe-se de uma visão do inferno; o segundo apresenta a devoção ao Imaculado Coração de Maria; o terceiro refere-se à Igreja peregrina e mártir”, explica André Pereira, ao deixar uma leitura teológica do segredo revelado pela Virgem aos videntes.

“Diante da visão do sofrimento que o pecado e o mal originam – plasmado no inferno –, Nossa Senhora apresenta aos Pastorinhos a entrega total da vida a Deus – simbolizada no seu Coração Imaculado, isto é, um coração sem mancha, oferecido a Deus e habitado pela sua graça – como caminho para a superação desse mal. O último quadro coloca-nos diante da condição peregrina da Igreja e da dimensão martirial da fé cristã: a Igreja atravessa compassivamente o mundo e a história rumo à Cruz de Cristo, que é a sua meta e redime a sua peregrinação e o seu martírio.”

Até ao momento, estão inscritos nos serviços do Santuário mais 60 grupos organizados de peregrinos, oriundos da Europa, Ásia, África, América do Sul e América do Norte.

As celebrações da Peregrinação terão transmissão em direto, on-line, em www.fatima.pt.

  • Foto de D. Daniel Batalha Henriques © Patriarcado de Lisboa


publicado por Carlos Gomes às 23:05
link do post | favorito

Quarta-feira, 3 de Julho de 2019
PAN QUESTIONA COBRANÇA DE TAXA AO CONSUMIDOR

PAN pede parecer à ERSE sobre cobrança de taxa ao consumidor final que devia estar a ser paga por empresas

Clientes continuam a pagar a taxa de ocupação do subsolo que devia ser suportada pelas empresas operadoras de infraestruturas de gás natural

Medida que estava prevista na Lei do Orçamento do Estado para 2017 ainda não foi ainda implementada

Governo não procedeu à revisão do quadro legal enquadrador da taxa de ocupação do subsolo no período previsto

O PAN – Pessoas – Animais – Natureza acaba de pedir parecer à Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos (ERSE) sobre o pagamento indevido da Taxa Municipal de Ocupação do Subsolo pelos consumidores finais de alguns municípios. O partido questionou ainda o Ministério do Ambiente e da Transição Energética acerca do motivo pelo qual não procedeu à revisão do quadro legal enquadrador da taxa de ocupação do subsolo até ao final do 1.º semestre de 2019 conforme previsto no Orçamento do Estado para 2018 (Art. 246.º).

O artigo 85.º do Orçamento do Estado para 2017 determinava que “A taxa municipal de direitos de passagem e a taxa municipal de ocupação do subsolo são pagas pelas empresas operadoras de infraestruturas, não podendo ser refletidas na fatura dos consumidores.” Desta forma, até à entrada em vigor do Orçamento do Estado de 2017, os custos com a TOS eram suportados pelos consumidores de gás natural de cada município, que fixam e cobram a referida taxa, sendo a sua cobrança feita através das faturas do fornecimento do gás natural. Mas, a 1 de janeiro de 2017, a taxa municipal de direitos de passagem e a taxa municipal de ocupação do subsolo passariam a ser pagas pelas empresas operadoras de infraestruturas, não podendo ser refletidas na fatura dos consumidores.

No entanto, esta medida não foi ainda implementada, existindo muitos clientes, no sector do gás natural, que continuam a pagar a taxa de ocupação do subsolo, que deveria estar a ser suportada pelas empresas que operam no sector.



publicado por Carlos Gomes às 14:47
link do post | favorito

TOMAR ESTÁ EM FESTA!

60506121_2086460014810394_2822715260698361856_n (3).jpg



publicado por Carlos Gomes às 07:35
link do post | favorito

Terça-feira, 2 de Julho de 2019
CASA DO CONCELHO DE TOMAR REALIZA SARDINHADA EM LISBOA

CCT_Sardinhada Santos Populares_julho2019 (2).jpg



publicado por Carlos Gomes às 18:25
link do post | favorito

Segunda-feira, 1 de Julho de 2019
MUNICÍPIO DE OURÉM DISTINGUIDO COM O CRACHÁ DE OURO DA LIGA DOS BOMBEIROS PORTUGUESES

A Liga dos Bombeiros Portugueses distinguiu a Câmara Municipal de Ourém com o Crachá de Ouro, na sequência de uma proposta dos Bombeiros Voluntários de Fátima, fundamentada pelo apoio prestado pelo Município a esta Associação Humanitária.

65640447_2911990165541497_4935164628536655872_o (1).jpg

Luís Miguel Albuquerque, Presidente da Câmara Municipal de Ourém, recebeu o galardão no passado domingo, dia 30 de junho, durante as celebrações do 16.º aniversário da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Fátima.

A distinção, entregue por Jaime Marta Soares, presidente da Liga dos Bombeiros Portugueses, é a segunda atribuída ao Município de Ourém no espaço de um mês, depois da Menção Honrosa no âmbito Prémio Bombeiro de Mérito, recebida pela Câmara Municipal, a 26 de maio, então no seguimento de uma proposta da autoria da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Caxarias.

IMG_1190.JPG

IMG_1191.JPG



publicado por Carlos Gomes às 18:06
link do post | favorito

PARLAMENTO EUROPEU: PAN ENTRA NAS COMISSÕES DE AGRICULTURA, DE ORÇAMENTO E DE PESCAS

Francisco Guerreiro torna-se membro efetivo em três comissões estruturais para Portugal dentro dos Verdes Europeus

  • Concretizar metas climáticas mais audazes, reforçar a proteção da biodiversidade, garantir melhor legislação comunitária de bem-estar animal, combater o plástico marinho e garantir o fim da sobre-pesca
  • Nas negociações do próximo Quadro Financeiro Plurianual 2021-2027 (Orçamento da UE de Médio Prazo) o PAN bater-se-á para reduzir os apoios à agropecuária intensiva e eliminar os subsídios às indústrias de combustíveis fósseis, reforçando verbas para a regeneração da biodiversidade e para o programa Erasmus +

No dia em que o recém-eleito Eurodeputado do PAN, Francisco Guerreiro, toma posse em Estrasburgo, são conhecidas as três comissões onde o mesmo se torna membro efetivo. Francisco Guerreiro representará o PAN e os European Greens na Comissão de Agricultura (AGRI), de Orçamento (BUDGET) e Pescas (PECH).

“Fomos determinados nestas negociações difíceis, o que garantiu ao PAN um papel preponderante em três comissões estruturais para o reforço e desenvolvimento sustentável do projeto Europeu. Ser membro efetivo em Agricultura, no Orçamento e nas Pescas é um feito considerável para quem acaba de se estrear no Parlamento Europeu e na família dos Verdes”, destaca o Eurodeputado do PAN, Francisco Guerreiro.

Segundo as prioridades do PAN e dos Verdes Europeus, a nova Política Agrícola Comum deverá desinvestir na intensificação da produção altamente intensiva como acontece com a agropecuária, direcionando os fundos comunitários para modos de produção sustentáveis e responsáveis que regenerem os solos e garantam uma melhor gestão dos recursos hídricos, nomeadamente através da Agricultura Biológica. O partido considera que a AGRI terá um papel determinante para que Portugal atinja as metas climáticas de Paris, pois será pelo melhoramento do ordenamento do território que se combaterá as monoculturas florestais, nomeadamente de eucaliptos, com o reflorestamento de espécies autóctones nativas e com a criação de corredores verdes naturais.

O reforço da legislação em matéria de proteção animal será também uma prioridade para o PAN nesta Comissão, com o trabalho em prol do fim do transporte de animais vivos para fora da União Europeia e a melhoria da atual legislação comunitária em torno desta matéria.

Nas Pescas, o foco será a garantia de um acordo na UE para terminar com a sobre-pesca, o combate à expansão da aquicultura industrial, a impossibilidade de mineração em águas profundas e a mitigação da proliferação de microplásticos na cadeia alimentar. Em paralelo, será uma prioridade do PAN expandir as zonas de biodiversidade marinhas e garantir a redução do impacto da poluição sonora, luminosa e de resíduos, decorrentes do comércio internacional, nos meios marinhos.

No que concerne ao próximo quadro comunitário financeiro, a prioridade do PAN é garantir as verbas necessárias para transitar para uma economia descarbonizada e que garanta a antecipação das metas climáticas de Paris. A criação de impostos sobre indústrias poluentes como a da aviação e da agropecuária serão também uma prioridade para garantir a justa transição social e económica. Para o partido, o fim dos subsídios às indústrias de combustíveis fósseis deverá ser um objetivo a curto prazo dentro da próxima Comissão Europeia. O reforço de verbas para áreas estruturantes como o programa Erasmus + será também uma aposta do PAN na Comissão de Orçamento.

“Este mandato de 5 anos é fundamental para quebrarmos com os dogmas dos partidos tradicionais e com o mito do crescimento infinito. Os Verdes Europeus são a única família com capacidade de influenciar simultaneamente metas reais para descarbonizar a economia, fazer uma transição social justa criando milhares de empregos verdes, garantir o respeito pelos direitos humanos e para garantir finalmente a existência de uma voz europeia para a melhoria do bem-estar animal”, afirma Francisco Guerreiro.



publicado por Carlos Gomes às 14:59
link do post | favorito

Sábado, 29 de Junho de 2019
ARTESÃOS DE OURÉM LEVAM AS SUAS CRIAÇÕES À FEIRA INTERNACIONAL DO ARTESANATO

A Associação de Artistas e Artesãos de Ourém representou hoje a nossa região na Feira Internacional do Artesanato (FIA), levando ao público as suas criações e, em particular os seus bordados tradiconais.

DSCF4801 (2).JPG

Ourém é terra de grandes tradições na área do artesanato, nomeadamente na latoaria e na cestaria. Não é admissível que não possua uma representação mais digna no mais certame do género em toda a Península Ibérica.

Ainda no que ao artesanato diz respeito, convém lembrar os famosos terços de pinhões, a queijaria tradicional e de uma maneira geral a gastronomia da região.

DSCF4799 (1).JPG

DSCF4800.JPG



publicado por Carlos Gomes às 21:24
link do post | favorito

FEIRA INTERNACIONAL DE ARTESANATO ABRE HOJE AS PORTAS

A maior feira de artesanato da Península Ibérica promove o artesanato nacional e de várias partes do Mundo

Inicia-se este sábado, dia 29, e prolonga-se até dia 7 de Julho, a 32ª edição da FIA – Feira Internacional do Artesanato, a maior feira de artesanato da Península Ibérica e a segunda maior da Europa, na FIL. Durante nove dias, a feira abre portas às 15h00 e encerra às 24h00, com três pavilhões ocupados e mais de 600 expositores.

59777647_2487428084603717_8944555666375180288_n (8).jpg

O convidado especial desta edição é o Município de Caldas da Rainha, cidade com história e famosa pelo seu artesanato único no país, que foi uma escolha óbvia da organização da FIA: “enquanto centro de produção artesanal, o Concelho das Caldas da Rainha apresenta o melhor do artesanato popular, possuindo no seu património diferentes tipos de peças que são reconhecidamente do agrado dos portugueses, seja pela sua conotação humorística ou pela simbologia de reacção ao sistema”.

Caldas da Rainha estará assim destacada no pavilhão do artesanato português, que reúne 235 entidades, empresas e artesãos a título individual, com o objectivo de promover e divulgar o que de melhor se faz no artesanato português e servindo de montra para os artesãos portugueses mostrarem o seu trabalho. As entidades regionais do Norte, Centro, Lisboa e Vale do Tejo, Alentejo e Algarve estarão igualmente representadas, assim como a Região Autónoma da Madeira e dos Açores.

A FIA, enquanto feira promotora do encontro entre culturas, apresenta também artesanato de todo o Mundo. No pavilhão internacional estão reunidos cerca de 40 países da América do Sul, África, Ásia e Europa, num total de mais de 300 expositores.

Promover o artesanato é também possibilitar ao visitante a hipótese de comprar peças únicas a preços exclusivos, sejam echarpes, biquínis, tapeçaria, tecidos, bijuteria, marroquinaria, peças de vestuário e de artesanato, entre outras. O factor distinto e personalizado destaca-se, uma vez que na FIA é possível adquirir peças feitas ao gosto pessoal do visitante.

Complementariamente à oferta de artesanato, a FIA é também gastronomia. No terceiro pavilhão da FIL encontra toda uma variedade de produtos gastronómicos das diferentes regiões do país e os visitantes podem ainda almoçar e jantar em restaurantes regionais dentro da feira! Ao todo, são mais de 40 expositores que se dedicam às delícias gastronómicas, desde as alheiras de Mirandela, às cerejas do Fundão, ao presunto e queijo da Serra, aos ovos moles de Aveiro passando pelo pão de Mafra, os enchidos do Alentejo e terminando com alguma doçaria algarvia, entre outros.

A grande novidade é a introdução de uma área intitulada “Peixe na FIA”, que segue a linha de promoção, não só do Património Artesanal, mas também do Gastronómico Regional, cada vez mais um importante atractivo turístico-cultural e um factor impulsionador do desenvolvimento e da riqueza local e nacional.

Pavilhão da Gastronomia com entrada livre entre as 12h30 e as 14h30

A FIA está aberta todos os dias e 29 de Junho a 7 de Julho das 15h00 às 24h00 – o pavilhão 3, da gastronomia, está aberto a partir das 12h30, com entrada livre entre essa hora e as 14h30.

Os bilhetes podem ser adquiridos online, a 7€, com desconto em relação aos bilhetes adquiridos nas bilheteiras da FIL. Existe também desconto para jovens e seniores (apenas se comprados nas bilheteiras físicas, por ser necessário comprovativo de condição) e packs familiares de 3 e 4 pessoas (se comprados online).



publicado por Carlos Gomes às 00:15
link do post | favorito

Quarta-feira, 26 de Junho de 2019
MUSEU MUNICIPAL DE OURÉM ASSINALA 10º ANIVERSÁRIO

20190704 MercadoLargoLoica.jpg

O 10.º Aniversário do Museu Municipal de Ourém vai ter lugar no dia 4 de julho de 2019, com o seguinte programa:

10:00h e 15:00h

Visitas guiadas à Casa do Administrador

máx. 15 participantes

Acesso gratuito | inscrições prévias e obrigatórias

Inf. Museu Municipal de Ourém | 919 585 003 | 249 540 900 (ext. 6831) | museu@cm.ourem.pt

18:00h

“O Largo da Loiça no séc. XIX” – Figuração histórica e mercado de época

Casa do Administrador - Largo Dr. Vitorino de Carvalho

Acesso gratuito

Inf. Museu Municipal de Ourém | 919 585 003 | 249 540 900 (ext. 6831) | museu@cm.ourem.pt

21:30h

Praça Dr. Agostinho Albano de Almeida

Concerto “REMEXIDO”

João Lima (voz, guitarra portuguesa), João Dacosta (piano, voz), Carlos Ribeiro (bateria, voz)

Convidada especial: Carmen Simões

Som: Jorge Lopes Fernandes

REMEXIDO é tango mediterrânico que veste fado com tiques de rock, numa embarcação vadia que teima em não ancorar no mesmo porto mais do que uma canção. Tem nostalgia, sedução e dança no corpo. A guitarra portuguesa sai fora de pé, o piano faz sapateado, o ritmo ferve e as vozes convidam.

O trio apresenta o seu álbum de estreia pela primeira vez em Ourém.

Acesso gratuito

Inf. Museu Municipal de Ourém | 919 585 003 | 249 540 900 (ext. 6831) | museu@cm.ourem.pt

20190704 REMEXIDO.jpg



publicado por Carlos Gomes às 15:54
link do post | favorito

PAN QUER QUE GOVERNO APROVE CARREIRA DE NUTRICIONISTA E PSICÓLOGO CLÍNICO ATÉ AO FINAL DA LEGISLATURA
  • Em 2015, o Governo assumiu o compromisso de criar as carreiras de psicólogo e nutricionista, não o tendo feito até à data
  • A criação das carreiras é essencial para garantir a autonomia técnica dos profissionais e a proteção dos doentes no acesso à saúde
  • Atualmente, os nutricionistas estão dispersos em carreiras diferenciadas, o que provoca uma disparidade profissional injustificada
  • Na grande maioria dos países europeus, a intervenção dos psicólogos clínicos está perfeitamente definida e enquadrada numa carreira autónoma

O PAN – Pessoas – Animais – Natureza, avançou hoje com duas iniciativas legislativas que visam acriação da carreira de psicólogo e de nutricionista.

Desde 2012 que se tem assistido ao desenvolvimento do processo de revisão e reestruturação das carreiras do Serviço Nacional de Saúde, designadamente a carreira de Técnico Superior de Saúde e a consequente criação de três carreiras especiais, respetivamente a dos farmacêuticos, dos psicólogos e dos nutricionistas, conforme compromisso do Ministério da Saúde. Com efeito, em 2015, foram inclusivamente publicadas pelo Governo no Boletim do Trabalho e Emprego, para consulta pública, as propostas dos diplomas legais para a criação destas carreiras, o que atesta a sua necessidade e devida fundamentação.

No entanto, este processo revelou-se infrutífero e já em 2016 o Ministério da Saúde e as Ordens Profissionais da Saúde realizaram reuniões bilaterais para a produção do documento “Compromisso para o Desenvolvimento e Sustentabilidade do Serviço Nacional de Saúde”. No que concerne ao eixo estratégico relativo ao aperfeiçoamento da gestão dos recursos humanos e da motivação dos profissionais de Saúde, foi proposta, em articulação com o Ministério das Finanças, a implementação simultânea das carreiras de farmacêutico, nutricionista e psicólogo. Acontece que, em 2017, apenas foi criada a carreira especial de farmacêutico, mantendo-se, por criar, as carreiras especiais de nutricionista e de psicólogo.

O PAN entende que no contexto atual em que sistematicamente se questiona a sustentabilidade do Serviço Nacional de Saúde a atividade do psicólogo clínico e do nutricionista, enceta uma elevada complexidade técnica cujos reflexos, não se cingindo apenas ao bem-estar e saúde dos utentes, repercutem-se também em questões muito mais transversais. Para além disso, associada à garantia de qualidade das prestações de saúde encontra-se a sua natureza cada vez mais complexa e tecnicamente diferenciada, o que tem gerado um grau de especialização cada vez mais elevado dos profissionais de saúde.

No caso da criação da carreira especial de psicólogo clínico na grande maioria dos países europeus, a intervenção destes profissionais está perfeitamente definida e enquadrada numa carreira autónoma ou em conjunto com profissionais considerados do mesmo nível de qualificações, competências e funções e em linha com as normas de Direito Comunitário.

Com a criação da carreira especial de nutricionista, será possível a regularização da situação atual, com a dispersão do nutricionista por três carreiras diferentes. Por outro lado, atendendo ao processo de convergência da profissão de dietista para a profissão de nutricionista – contemplado na Lei n.º 126/2015, de 3 de setembro, pelo qual foi reconhecida a semelhança de competências académicas e profissionais – acresce a necessidade de definir igualmente o processo de transição destes profissionais. Em consequência, deve ser formalizada a reunião destes profissionais na mesma carreira, dando cumprimento ao disposto no n.º 1 do artigo 59.º da Constituição da República Portuguesa, garantindo-se que todos têm direito “à retribuição do trabalho, segundo a quantidade, natureza, e qualidade, observando-se o princípio de que para trabalho igual salário igual, de forma a garantir uma existência condigna”.



publicado por Carlos Gomes às 11:22
link do post | favorito

Terça-feira, 25 de Junho de 2019
OURÉM LEVA À FIA O SEU ARTESANATO

65005309_2337768232983573_3816406303119507456_n (1).jpg



publicado por Carlos Gomes às 23:49
link do post | favorito

OURÉM LEVA À FIA O SEU ARTESANATO

65005309_2337768232983573_3816406303119507456_n (1).jpg



publicado por Carlos Gomes às 23:49
link do post | favorito

ASSEMBLEIA MUNICIPAL DE OURÉM ATRIBUI VOTO DE LOUVOR À FANFARRA DOS BOMBEIROS

A Assembleia Municipal de Ourém aprovou, na sessão do dia 24 de junho, um voto de louvor à Fanfarra da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Ourém.

IMG_9457.JPG

A proposta foi apresentada pela Mesa da AMO, tendo sido acolhida por toda a Assembleia.

"A Fanfarra da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Ourém assinala este ano quatro décadas da sua reativação. Em 1979, depois de alguns anos de paragem este grupo instrumental constituído apenas por homens, vocacionado para uma apresentação em marcha, decidiu continuar aquela que era a sua missão: dignificar o papel dos Bombeiros Voluntários de Ourém.

Este ano, e como forma de assinalar esta data, a Fanfarra decidiu agradecer o apoio prestado à corporação pela comunidade portuguesa e lusodescendente instalada na região de Newark, Nova Jérsia, e Yonkers, Nova Iorque, que engloba um núcleo de emigrantes proveniente de Ourém, levando aos EUA uma comitiva de perto de meia centena de homens para participar nas celebrações lusas do dia de Camões e das comunidades portuguesas. Foi a primeira vez que uma Fanfarra atuou na grande parada do Dia de Portugal em Newark, um dos momentos altos do programa.

Pela forma como dignificaram o nome de Ourém, pela mensagem que agradecimento e de amizade que conseguiram transmitir e por terem elevado o nome dos Bombeiros de Ourém a um patamar de excelência, proponho a esta Assembleia a atribuição de um Voto de Louvor à Fanfarra da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Ourém".



publicado por Carlos Gomes às 18:55
link do post | favorito

EPO PARTICIPA NA 8ª EDIÇÃO DA RAMPA DE PORTO DE MÓS

Foi uma etapa gratificante aquela que a EPO-Team viveu na rampa de Porto de Mós, no dia 23 de junho! A equipa da EPO ficou em 26º lugar da geral, num total de 75 participantes, tendo sido uma prova esforçada para todos os elementos, piloto, navegador e equipa técnica de mecânica.

unnamedportmos.jpg

A prova foi já a 8ª edição organizada pelo Núcleo de Desportos Motorizados de Leiria, e contou com um percurso realizado na N243 (Rua do Rio Alcaide) com início um pouco depois do 'MiniPreço' e terminando perto da 'Tia Maria dos Queijos' em Porto de Mós. A Escola Profissional de Ourém tem participado nos rallys da região com o seu carro Peugeot 205, afinado pelos alunos e professores e permitindo aulas como oficinas práticas de conhecimento, uma vez que a tradição da Escola no sector automóvel e de metalomecânica é uma referência regional.

As aprendizagens tornam-se vivas e dinâmicas em contextos muito reais, sendo necessário muita precisão e sincronia de funções naquele ambiente de pressão e, sendo etapas também verificadas do ponto de vista pedagógico. Estes momentos permitem o convívio entre alunos com empresários do sector automóvel, tornando-se também pontos de contacto importantes com o mercado profissional.



publicado por Carlos Gomes às 18:18
link do post | favorito

ESCOLA DE HOTELARIA DE FÁTIMA É FINALISTA NOS EDUCATION HOSPITALITY AWARDS

A Escola de Hotelaria de Fátima encontra-se entre os finalistas nomeados para a categoria Inovação e Desenvolvimento, dos prémios Education Hospitality Awards, promovidos pelo Fórum Turismo com o projecto Gastronomia Hospitalar, desenvolvido em parceria com a Trivalor e o Hospital de Cascais.

unnamedEHFTIMA.jpg

O júri reuniu membros do Fórum Turismo, Turismo de Portugal, ANESPO, RIPTUR, IEFP e OMT- Organização Mundial do Turismo.

“Dentro das candidaturas recebidas, a maior representatividade foi para as categorias de projeto e para os stakeholders, que se fizeram ouvir com 48 e 21 candidaturas recebidas respetivamente. Os projetos recebidos, variaram desde projetos gatronómicos, a projetos de aplicação no interior do país, e projetos na área da sustentabilidade”.

A Escola de Hotelaria está entre os nomeados com o projecto Gastronomia Hospitalar, um novo conceito aliado à chamada “comida de hospital”, conhecida pelo uso mínimo de temperos e pouco embelezada do ponto de vista do empratamento, onde é possível fazer mais e melhor, sobretudo numa altura que o nosso país tem sido solicitado de forma crescente por este tipo de turismo de saúde.

É sabido que a alimentação hospitalar é alvo de críticas e rejeição por parte dos pacientes e da população em geral mas as refeições podem ter o toque de um Chefe de Cozinha contribuindo, desta forma, para uma maior satisfação do cliente. Este conceito trabalha o valor de uma alimentação adequada, do ponto de vista nutricional, ao mesmo tempo que se constitui como instrumento fundamental no processo terapêutico, potenciando assim a evolução daquilo que geralmente se encontra num tabuleiro de hospital.

Nas palavras da Directora Executiva da Insignare: “No final de um processo como este, temos a esperança que um dia, num qualquer hospital, os doentes possam olhar para um tabuleiro de refeição e ter o agradável prazer de uma refeição de alta gastronomia, ficando conhecidos e procurados por esse bem receber. Todos nós nos revemos nessa imagem e é também essa a finalidade de uma Escola para o futuro.



publicado por Carlos Gomes às 18:15
link do post | favorito

FREIXIANDA... CHAMA O ANTÓNIO!

51630182_395365404341234_2589618207199330304_n (1).jpg



publicado por Carlos Gomes às 01:11
link do post | favorito

Segunda-feira, 24 de Junho de 2019
REVISÃO DO PDM DE OURÉM EM DISCUSSÃO PÚBLICA

A proposta de Revisão do Plano Diretor Municipal de Ourém estará em discussão pública entre 2 de julho e 12 de agosto, após publicação do respetivo Aviso em Diário da República no dia 24 de junho de 2019. A proposta está disponível para consulta na página web do Município de Ourém e os interessados poderão apresentar os seus contributos através da plataforma online desenvolvida para o efeito em www.ourem.pt, por correio (Praça D. Maria II, Nº. 1, 2490-499 Ourém) ou para o endereço de email revisaopdm@mail.cm-ourem.pt. Poderá também deslocar-se à sua Junta de Freguesia para qualquer esclarecimento de dúvidas ou para apoio na submissão de observações e/ou sugestões.

Sendo o Plano Diretor Municipal um instrumento fundamental na gestão territorial de natureza regulamentar, o seu conceito estabelece o regime de uso do solo, através da sua classificação e qualificação, define a política municipal de solos de ordenamento do território e do urbanismo, a gestão de equipamentos de utilização coletiva, a relação de interdependência com os municípios vizinhos e rege a integração de orientações estabelecidas pelos programas de âmbito nacional, regional e intermunicipal.

A Câmara Municipal de Ourém, após aprovação para efeitos de discussão pública da proposta na reunião de Câmara de 6 de maio, promoveu uma conferência de imprensa sobre o Plano Estratégico e Prioridades de Investimento para 2020-2030, no âmbito da revisão do Plano Diretor Municipal. Aqui foram apresentados os vetores estratégicos que suportam o modelo de desenvolvimento territorial e entre as várias orientações programáticas foram apresentadas algumas prioridades de investimento, com destaque para o Pavilhão Desportivo de Ourém, a ampliação do Centro Escolar da Carvoeira, o Centro Escolar Fátima Sul, Parque de Negócios de Fátima, Parque de Negócios de Ourém e Parque de Negócios de Freixianda. O programa de investimentos definido para o horizonte temporal 2020-2030 contempla investimentos na ordem dos 116 milhões de euros, dos quais a Câmara Municipal de Ourém assumirá um total aproximado de 38 milhões de euros.


tags:

publicado por Carlos Gomes às 23:48
link do post | favorito

OURÉM: AFIRMAR O PODER LOCAL NA VIDA DEMOCRÁTICA

A AMO (Assembleia Municipal de Ourém) vai levar a cabo no dia 28 de junho, pelas 17h30, no auditório cultural dos Paços do Concelho, uma conferência subordinada ao tema “2021- Um Novo Paradigma para o Poder Local”.

Capturarrelvour.PNG

São convidados para esta sessão, Miguel Relvas, ex-ministro adjunto e dos assuntos parlamentares, que liderou dossiers como a reforma autárquica do país, os órgãos de comunicação social públicos e a dinamização do emprego jovem; António Cândido de Oliveira, professor catedrático jubilado da Escola de Direito da Universidade do Minho e Presidente da Direção da ADREL (Associação de Estudos em Direito Regional e Local) e Albino de Almeida, Presidente da ANAM (Associação Nacional das Assembleias Municipais).

Para João Moura, presidente da AMO e moderador da conferência, esta sessão surge no âmbito da política de proximidade que esta Assembleia tem vindo a implementar junto dos cidadãos e tem como objetivo principal “afirmar o poder local na vida democrática e  refletir sobre o novo paradigma que se anuncia para o poder local”, com a efetivação da transferência de competências, que até agora algumas câmaras têm rejeitado, mas que serão efetivas para todas em 2021. “Para o efeito iremos contar com um excelente painel, constituído por pessoas com grande experiência nestas matérias. Esperamos contar com uma grande participação dos autarcas da região, para que possam enriquecer os seus conhecimentos”.

A participação na conferência é gratuita. Inscrições para o email amo@am.ourem.pt ou pelo telefone 249 540 900 (ext. 6172).



publicado por Carlos Gomes às 23:43
link do post | favorito

FESTAS DA VILA DA FREIXIANDA FORAM AS MELHORES DE SEMPRE E DERAM MOSTRA DE VITALIDADE NO NORTE DO CONCELHO

Música, animação, marchas populares, tasquinhas ,jogos tradicionais , jogos escutistas , passeios de bicicleta , de motorizadas e pedestres , folclore , mostra de artesanato , exposição auto e exposição agrícola ,foram apenas alguns dos muitos ingredientes que compuseram as festas da vila da Freixianda e que, durante 3 dias, encheram de cor e som esta localidade do norte do concelho de Ourém.

64900888_2893144010759446_7099405108621869056_o.jpg

De 21 a 23 de Junho, os tradicionais festejos de elevação a Vila, trouxeram à Freixianda artistas como Pedro Cachadinha, Foka Energie, PA3, Só Ritmo e o incontornável Quim Barreiros, no dia 22.

No domingo, dia 23, o Presidente da Câmara Municipal de Ourém, Luís Miguel Albuquerque, juntamente com o Vereador Rui Vital e o Presidente da Assembleia Municipal de Ourém, João Moura, fizeram questão de se associar às festividades, assistindo ao desfile da Charanga a Cavalo da Guarda Nacional Republicana e testemunhando o programa que, para além dos artistas musicais, incluiu ainda, entre outras atrações, várias tasquinhas, uma sardinhada popular, marchas e muito folclore.

64885267_2220676698030068_1322864306718507008_n.jpg

Foram oito as associações da freguesia que estiveram representadas com as suas tasquinhas ao longo dos 3 dias de festejos que tiveram o seu ponto alto na noite de sábado com cerca de 5000 pessoas a assistir ao concerto de Quim Barreiros e enchendo por completo a vila de viaturas , algo nunca antes visto.

Outra das agradáveis surpresas foi a de Pedro Cachadinha que trouxe os seus amigos Deolinda Passos e Peixoto de Braga para uma noite de desgarradas e cantares ao desafio que foi do agrado de todos. De registar o aparecimento de exímios cantadores ao desafio entre os oureenses, uma forma de expressão artística que tem as suas origens remotas nas cantigas de escárnio e mal-dizer da Idade Média, no âmbito do cancioneiro galaico-minhoto mas que está a adquirir muitas popularidade em todo o país.

A cereja no topo do Bolo estava guardada para a tarde de domingo e sendo uma novidade por estas bandas era muita a expectativa. Não fosse uma chuva muidinha persistente e tudo teria sido perfeito. Apesar do pequeno atraso devido ás condições atmosféricas a Charanga a Cavalo da GNR trouxe ainda assim largas centenas pessoas ás ruas da Freixianda para apreciar um espetáculo único no mundo. Não houve galope devido ás condições e humidade do piso mas a exibição foi uma agradável surpresa.

Balanço positivo nestas comemorações do dia da Freguesia da Freixianda e do 24º aniversário da elevação a Vila que prometem não baixar a fasquia continuando a crescer de ano para ano.

Até 2020!

64905866_2217530118344726_3265193739403919360_n (1).jpg

64969473_2220677331363338_9045071112420982784_n.jpg

65042031_2219323444832060_1163436653994311680_n (1).jpg

65054154_2893144064092774_2004538713958252544_o.jpg

65078045_2893144174092763_6714211331752329216_o.jpg

65123413_2893143974092783_8751350307776102400_o.jpg

65234462_2217529141678157_5574864204428476416_n.jpg

65367205_10211684258262451_1182314010217807872_n (1).jpg



publicado por Carlos Gomes às 17:44
link do post | favorito

OUREENSES MARCAM ENCONTRO COM O ESCRITOR RICHARD ZIMLER

26 de junho de 2019 | 21h00. Auditório Cultural dos Paços do Concelho

Richard Zimler nasceu em 1956 em Roslyn Heights, um subúrbio de Nova Iorque. Fez um bacharelato em Religião Comparada na Duke University e um mestrado em Jornalismo na Stanford University. Trabalhou como jornalista durante oito anos, principalmente na região de São Francisco. Em 1990 foi viver para o Porto, onde lecionou Jornalismo, primeiro na Escola Superior de Jornalismo e depois na Universidade do Porto. Tem atualmente dupla nacionalidade, americana e portuguesa. Desde 1996, publicou onze romances, uma coletânea de contos e cinco livros para crianças.

Richard-Zimler.png

A sua obra encontra-se traduzida para 23 línguas.

No próximo dia 26 de junho, às 21h00, virá a Ourém apresentar o seu mais recente livro “Os dez espelhos de Benjamin Zarco”.

Benjamin Zarco e o seu primo Shelly foram os únicos membros da família a escapar ao Holocausto. Cada um à sua maneira, ambos carregam o fardo de ter sobrevivido a todos os outros. Benjamin recusa-se a falar do passado, procurando as respostas na cabala, que estuda com avidez, em busca daquilo a que chama os fios invisíveis que tudo ligam. E Shelly refugia-se numa hipersexualidade, seu único subterfúgio para calar os fantasmas que o atormentam.

Construído como um mosaico e dividido em seis peças, “Os dez espelhos de Benjamin Zarco” entretecem-se entre 1944, com a história de Ewa Armbruster, professora de piano cristã que arrisca a vida para esconder Benni em sua casa, e 2018, com o testemunho do filho de Benjamin acerca do manuscrito de Berequias Zarco, herança do pai, talvez a chave para compreender a razão por que Benjamin e Shelly se salvaram e o vínculo único que os une.

Um romance profundamente comovente e redentor, com personagens inesquecíveis. Uma ode à solidariedade, ao heroísmo e ao tipo de amor capaz de ultrapassar todas as barreiras, temporais e geográficas.

Apresentacao Livro Richard 2019_Poster.jpg



publicado por Carlos Gomes às 16:53
link do post | favorito

FESTAS DA VILA DA FREIXIANDA FORAM AS MAIORES DE SEMPRE

As festas da vila da Freixianda que terminaram ontem foram as maiores de sempre. Com um programa diversificado e muita animação para todos os gostos, os vários eventos contaram com a participação de numeroso público, para além das associações e instituições locais.

65374425_2893143970759450_8100181979498020864_n.jpg

Os momentos altos da festa centraram-se na actuação de Quim Barreiros, de Pedro Cachadinha e da Charanga a cavalo da Guarda Nacional Republicana. De registar o aparecimento de exímios cantadores ao desafio entre os oureenses, uma forma de expressão artística que tem as suas origens remotas nas cantigas de escárnio e mal-dizer da Idade Média, no âmbito do cancioneiro galaico-minhoto mas que está a adquirir muitas popularidade em todo o país.

A organização está de parabéns!

64829147_2893144007426113_1146969848165695488_n.jpg

64835287_10214577217128806_4763574792366325760_n.jpg

64905866_2217530118344726_3265193739403919360_n.jpg

64995129_2893144060759441_8000498657596014592_n.jpg

65019429_10214577686660544_2005609406355472384_n.jpg

65022069_2893144437426070_1246755222785622016_n.jpg

65028316_10211684261782539_6485268027024605184_n.jpg

65042031_2219323444832060_1163436653994311680_n.jpg

65043534_2220676748030063_8528120610927149056_n.jpg

65078384_2893144494092731_1311581479171522560_n.jpg

65199648_10214571986558045_6030296068275568640_n.jpg

65271631_10214571975877778_1947895169135149056_n.jpg

65367205_10211684258262451_1182314010217807872_n.jpg



publicado por Carlos Gomes às 09:17
link do post | favorito

Sábado, 22 de Junho de 2019
TOMARENSES FESTEJAM EM LISBOA OS SANTOS POPULARES

64905537_1051708361702987_709039718351765504_n.jpg



publicado por Carlos Gomes às 16:29
link do post | favorito

Quinta-feira, 20 de Junho de 2019
OURÉM LEVA À FIA O SEU ARTESANATO

65005309_2337768232983573_3816406303119507456_n (1).jpg



publicado por Carlos Gomes às 16:32
link do post | favorito

Quarta-feira, 19 de Junho de 2019
MATA MUNICIPAL DE OURÉM COM PROJETO DE ARQUITETURA APROVADO

Consciente da necessidade de reabilitar a Mata Municipal de Ourém, atendendo ao elevado potencial em termos de promoção da biodiversidade e do lazer para a população e escolas do concelho, a Câmara Municipal aprovou, por unanimidade, um projeto de requalificação ecológica e paisagística para este espaço verde da cidade de Ourém. O projeto foi pensado para possibilitar o usufruto por parte da população de forma lúdica ou pedagógica, além do uso pelas escolas como sala de aula ao ar livre, num investimento na ordem dos 200 mil euros.

20190618_143657.jpg

A Mata Municipal de Ourém há muito que justifica uma intervenção que promova e sensibilize para a biodiversidade, enquanto museu vivo ao dispor da população que aumente a sua qualidade de vida e manifeste ainda uma preocupação emergente com o bem-estar animal. Neste contexto, o projeto de arquitetura pretende preservar, desenvolver e proteger a flora e fauna locais e criar uma zona de lazer e aprendizagem em plena natureza. O projeto contempla uma zona de piqueniques com equipamento infantil, um lago com margens relvadas, percursos pedestres com vários pontos de interesse (torre de birdwatching, casa do carvalho gigante, zona de aromáticas e chás, viveiro para propagação de sementes autóctones e ginásio ao ar livre) e um parque canino para que os utilizadores possam passear os cães em parque próprio, com bebedouro apropriado.

A Mata Municipal de Ourém enquanto museu vivo exige o cumprimento de alguns objetivos, tais como: a limpeza fitossanitária do espaço através da remoção de espécies infestantes e a remoção de todos os exemplares arbóreos ou arbustivos mortos ou em mau estado; a demolição ou desmontagem de todas as estruturas e equipamentos existentes que não estejam enquadrados no projeto; a construção do lago que servirá também de bebedouro para aves e pequenos mamíferos; a construção de pequenos muretes, caminhos de betão poroso e passadiços em deck de madeira para atravessamento de leitos de drenagem; a reabilitação de caminhos em terra batida; a construção de uma rede de rega, grelhadores e um bebedouro em pedra; a implantação de construções de madeira; a colocação de mobiliário exterior e outros equipamentos (mesas com bancos, papeleiras, placas de sinalética e aparelhos de ginástica ao ar livre); a implantação de um parque canino; a colocação de luminárias e a plantação de árvores e arbustos.

O projeto de arquitetura paisagista da Mata Municipal de Ourém tem um cariz ambiental muito forte e, além de promover a biodiversidade local, está apto para responder aos desafios urgentes no âmbito das alterações climáticas. Possibilita também uma melhoria da qualidade de vida da população local e ainda uma solução para os canídeos da cidade, disponibilizando um espaço vedado onde estes podem correr livremente e, possivelmente, reduzir os dejetos caninos que são frequentemente encontrados em passeios e espaços verdes.



publicado por Carlos Gomes às 19:07
link do post | favorito

OURÉM LEVA OS SEUS BORDADOS TRADICIONAIS À FEIRA INTERNACIONAL DE ARTESANATO

Desde o Minho aos confins da Ásia, África e América do Sul, a Feira Internacional de Artesanato reúne uma vez mais centenas de artesãos de todo o mundo que vêm a Lisboa promover o seu artesanato. Não faltam neste certame as mais variadas peças artísticas de criação popular: a cerâmica e a tapeçaria, a talha e a latoaria, a tecelagem e a doçaria e um infindável rol de utensílios que trazem consigo a sensibilidade dos diferentes povos, desde a rusticidade da escultura africana à fina delicadeza doa rtesanato oriental.

FIArtesanato 037

À semelhança de anos anteriores, o blogue AUREN é parceiro da Feira Internacional de Artesanato que se realiza na FIL, em Lisboa, entre os dias 29 de Julho e 7 de Julho.

Tal como é apresentado no seu site oficial, “A FIA Lisboa é a maior feira de multiculturalidade que ocorre na Península Ibérica e a segunda na Europa.

Uma plataforma de excelência para a promoção da Identidade e Desenvolvimento dos Territórios Nacionais e Estrangeiros designadamente ao nível Económico, Cultural e Turístico.

Apoia o Desenvolvimento Regional e as culturas locais, através de várias vertentes do Património Cultural Material e Imaterial – artesanato, gastronomia, recursos naturais, atividades culturais e turísticas, entre outras, procurando evidenciar Micro, Pequenas e Médias Empresas Nacionais, Entidades e Organismos Oficiais ligados a projectos que visam a promoção e divulgação dos Territórios, bem como a venda dos Produtos Regionais.”

Como não podia deixar de ser, o Minho é uma das regiões mais bem representadas no certame, levando a Lisboa o seu diversificado artesanato produzido nas mais diversas localidades.

59777647_2487428084603717_8944555666375180288_n (3).jpg



publicado por Carlos Gomes às 11:48
link do post | favorito

Terça-feira, 18 de Junho de 2019
FESTA DOS TABULEIROS EM TOMAR É UMA DAS GRANDES FESTIVIDADES PORTUGUESAS

60506121_2086460014810394_2822715260698361856_n (3).jpg



publicado por Carlos Gomes às 21:11
link do post | favorito

CÂMARA DE OURÉM CEDE SALAS DA ANTIGA E.B.1 DE ATOUGUIA À VITIOURÉM E À FREGUESIA DE ATOUGUIA

A devoluta Escola Básica Nº. 1 de Atouguia vai passar a albergar a sede da Vitiourém – Associação de Promoção da Vitivinicultura de Ourém e também iniciativas promovidas pela Junta de Freguesia de Atouguia, procurando tirar o maior proveito do espaço em função da população da freguesia e dos fins que representa. Esta realidade resulta da proposta de protocolo aprovada na reunião da Câmara Municipal de 17 de junho que será agora submetida a deliberação da Assembleia Municipal de Ourém.

DSC05542.JPG

O acordo prevê a cedência gratuita do edifício municipal composto por rés do chão e 1º andar com quatro salas de aulas, sendo duas salas afetas à Vitiourém e as outras duas à Junta de Freguesia de Atouguia. A Vitiourém passará a usufruir do espaço enquanto sede da associação, ou seja, local de apoio aos agricultores, produtores pecuários, florestais, vitivinicultores e viticultores, além da instalação da Confraria e da Câmara dos Provadores com a realização de concursos de provas e ações de formação. A Junta de Freguesia de Atouguia pretende promover, em parceria com a Câmara Municipal, a iniciativa “Viver + Saudável” e as salas em causa serão usadas para o efeito, entre outras iniciativas. Deste modo, pretende-se que a antiga E.B.1 de Atouguia constitua um polo agregador de sinergias em várias áreas que poderão trazer contributos positivos para o desenvolvimento social, cultural, desportivo e recreativo da freguesia.

Os protocolos aprovados têm o período de vigência de um ano, sendo renovados automaticamente por igual período de tempo e os usufrutuários serão responsáveis pela manutenção do Edifício Municipal e das respetivas infraestruturas.



publicado por Carlos Gomes às 20:08
link do post | favorito

mais sobre mim
pesquisar
 
Agosto 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

19
20
21
24

25
26
27
28
29
30
31


posts recentes

PAN INSTA GOVERNO A INTER...

MUSEU MUNICIPAL DE OURÉM ...

PISCINAS MUNICIPAIS DE AL...

MUSEU MUNICIPAL DE OURÉM ...

TOY ACTUA HOJE NA FREIXIA...

CENTRO DE SAÚDE DA FREIXI...

INVESTIGAÇÃO DA UNIVERSID...

PAN ANUNCIA CABEÇAS DE LI...

"REVOLTA DO BACALHAU" PER...

CANTOR TOY ANIMA FESTAS D...

BOMBEIROS VOLUNTÁRIOS DE ...

FREIXIANDA REALIZA COLHEI...

PAN FAZ BALANÇO DA LEGISL...

PAN CONSEGUE MAIS DIREITO...

CASA DO CONCELHO DE TOMAR...

PAN ACUSA PSD, CDS E PCP ...

PAN CONSEGUE QUE OS ESTUD...

ACABOU O PRAZO INTERNUPCI...

UMA PEÇA, TANTAS HISTÓRIA...

AGROAL CONVIDA A FÉRIAS

PAN GARANTE 1ª VICE-PRESI...

EMIGRANTES NA FREIXIANDA ...

FREIXIANDA EM FESTA CHAMA...

SANTUÁRIO DE FÁTIMA RECEB...

PAN QUESTIONA COBRANÇA DE...

TOMAR ESTÁ EM FESTA!

CASA DO CONCELHO DE TOMAR...

MUNICÍPIO DE OURÉM DISTIN...

PARLAMENTO EUROPEU: PAN E...

ARTESÃOS DE OURÉM LEVAM A...

FEIRA INTERNACIONAL DE AR...

MUSEU MUNICIPAL DE OURÉM ...

PAN QUER QUE GOVERNO APRO...

OURÉM LEVA À FIA O SEU AR...

OURÉM LEVA À FIA O SEU AR...

ASSEMBLEIA MUNICIPAL DE O...

EPO PARTICIPA NA 8ª EDIÇÃ...

ESCOLA DE HOTELARIA DE FÁ...

FREIXIANDA... CHAMA O ANT...

REVISÃO DO PDM DE OURÉM E...

OURÉM: AFIRMAR O PODER LO...

FESTAS DA VILA DA FREIXIA...

OUREENSES MARCAM ENCONTRO...

FESTAS DA VILA DA FREIXIA...

TOMARENSES FESTEJAM EM LI...

OURÉM LEVA À FIA O SEU AR...

MATA MUNICIPAL DE OURÉM C...

OURÉM LEVA OS SEUS BORDAD...

FESTA DOS TABULEIROS EM T...

CÂMARA DE OURÉM CEDE SALA...

arquivos

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

tags

todas as tags

links
Twitter
blogs SAPO
subscrever feeds