Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes de Ourém.

Terça-feira, 28 de Outubro de 2014
ALUNOS DA ESCOLA PROFISSIONAL DE OURÉM PARTICIPAM EM MOBILIDADES EM FRANÇA E INGLATERRA

Na senda da estratégia da INSIGNARE em possibilitar experiências internacionais aos seus alunos, 20 jovens da Escola Profissional de Ourém, das turmas de Gestão, Informática e Design, acompanhados por 4 professoras, regressaram na passada sexta-feira, dia 24 de Outubro, da sua viagem a Eastbourne, no sul de Inglaterra.

untitled

Entre os dias 13 e 24 de Outubro os alunos ficaram alojados em casa de famílias dos alunos do Sussex Downs College, a escola Inglesa envolvida neste intercâmbio, o que lhes possibilitou o contacto direto com diferentes culturas escolares e vivências familiares, desenvolvendo relações interpessoais de convívio e amizade. De entre os objetivos deste projeto é de destacar que os alunos também exercitaram competências ao nível linguístico e das novas tecnologias, tendo desenvolvido um glossário de termos técnicos de gestão em ambas as línguas, integrados em equipas de alunos luso-inglesas.

De referir que, no mesmo enquadramento educativo internacional do anterior, outro grupo, constituído por 4 alunos da turma de Gestão, uma professora e o coordenador do departamento LIFE, esteve em França entre os dias 11 e 17 de Outubro, onde, depois de uma breve estada cultural em Paris, se dirigiu para Maule, uma pequena cidade próxima. Ali, com os colegas das cinco escolas de diferentes países (Espanha, França, Itália, Polónia e Turquia), que fazem parte deste projeto, participaram em diversas atividades, possibilitando o contacto direto de diferentes culturas escolares e juvenis. Nesse âmbito, exercitaram também competências ao nível linguístico e das novas tecnologias: em equipas multinacionais, realizaram pesquisas sobre datas e monumentos nacionais com impacto europeu; destes últimos, tendo tirado previamente fotografias, editaram-nas e ilustraram um calendário com menção às datas importantes de cada país e à Europa.

O desenvolvimento destes projetos internacionais é apoiado pela AN PROALV, no âmbito do programa comunitário Programa Aprendizagem ao Longo da Vida.



publicado por Carlos Gomes às 16:29
link do post | favorito

Segunda-feira, 14 de Julho de 2014
OURÉM DEBATE OPORTUNIDADES DE NEGÓCIO NO REINO UNIDO

Reino Unido é o mercado em análise na 2ª conferência da AAPI. No Hotel Fátima, em Fátima, dia 18 de julho, pelas 15h00.

Oportunidades de negócio no Reino Unido é o enfoque da segunda conferência promovida pela AAPI – Associação de Ação para a Internacionalização, e que o Hotel Fátima, em Fátima, acolhe dia 18 de Julho, a partir das 15 horas

image001

“Um caminho para a construção de um processo de internacionalização?”, dá o título à iniciativa desta associação cuja missão é ajudar as empresas portuguesas a vingarem em mercado externos.

Desta vez, o dinâmico mercado do Reino Unido vai ser abordado sob vários ângulos. Merece destaque, a participação como orador convidado de Frederico Lyra, do UK Trade & Investment, uma organização governamental britânica dirigida às empresas interessadas em levar o seu negócio até ao Reino Unido.

Também vão intervir Paulo Fonseca, presidente da Câmara Municipal de Ourém, e Miguel Goulão, vice-presidente da ASSIMAGRA, a Associação Portuguesa dos Industriais de Mármores, Granitos e Ramos Afins.

As inscrições para a conferência ainda estão em aberto. E podem ser facilmente feitas para os e-mails: info@aapi.pt ougeral@inforegisto.pt,  ou pelos telefones: 916189062 e 249533318.

O preço da inscrição são oito euros.

18 de julho de 2014 – Hotel Fátima

Programa

15h00 – Receção aos participantes

15h15 – Sessão de Abertura: Nuno Morgado, Presidente AAPI

15h30 – Paulo Fonseca, Presidente da Câmara Municipal de Ourém

16h15 – Frederico Lyra, Senior Trade & Investment Adviser, UK Trade &

Investment

17h00 – Miguel Goulão, Executive Vice President, Assimagra

17h45 – Debate aberto diferentes abordage

18h15 – Sessão de Encerramento: Nuno Morgado, Presidente AAPI

18h30 – Coffe Networking

 



publicado por Carlos Gomes às 19:18
link do post | favorito

Segunda-feira, 9 de Junho de 2014
ALUNOS DA ESCOLA DE HOTELARIA DE FÁTIMA ESTAGIAM NO ESTRANGEIRO

Cinco alunos da Escola de Hotelaria de Fátima, do segundo ano do curso de Cozinha/Pastelaria, iniciaram a 30 de maio, os seus estágios internacionais em San Sebastian, no País Basco Espanhol, considerada a Capital Mundial da Gastronomia, pelo número de unidades com estrelas Michelin atribuídas.

Apoiados pelo PROALV, no âmbito do programa Leonardo da Vinci estes estágios são já uma atividade anual, fruto da parceria de longa data da EHF com uma Escola de referência local – CEBANC.

Assim, Gabriel Cordeiro e Renato Sobreira serão integrados no Hotel de Londres y Inglaterra, um luxuoso Boutique Hotel de 4 estrelas, com uma localização privilegiada frente à praia.

Joel Oliveira, Nuno Oliveira e Sandra Lopes farão a sua estada no imponente e magnífico Hotel Maria Cristina, de cinco estrelas, sede, entre outros eventos, do Festival Internacional de Cinema de San Sebastian, que anualmente reúne dezenas de estrelas cinematográficas.

A chef Lisa Silva, que também já estagiou num dos ex libris gastronómicos desta cidade, o restaurante Mugaritz, consecutivamente apelidado um dos melhores do mundo, acompanhou os alunos nos primeiros dias auxiliando a sua integração.



publicado por Carlos Gomes às 19:13
link do post | favorito

Sexta-feira, 3 de Janeiro de 2014
PRIMEIRA GUERRA MUNDIAL COMEÇOU HÁ CEM ANOS

MINHOTOS DA BRIGADA DO MINHO FORAM MÁRTIRES E HERÓIS NA FLANDRES

Comemora-se este ano o centenário da Primeira Guerra Mundial. Faz no próximo dia 28 de julho que as grandes potências europeias se envolveram num conflito que custou mais de 9 milhões de mortos em combate e 22 milhões de incapacitados e feridos graves, para além da fome, miséria e doença causada às populações civis de ambos os lados do conflito.

De um lado a Alemanha, o Império Austro-Húngaro e a Itália. Do outro, a França, o Reino Unido e o Império Russo. Em Portugal, após uma posição inicial de defesa dos territórios ultramarinos das intromissões alemãs, o governo da República viria em 1917 a decidir-se pelo envio de tropas portuguesas para o teatro de guerra europeu, tendo o Corpo Expedicionário Português (CEP) atingido perto de 200 mil mobilizados.

Com destino ao campo de batalha foi constituída a 4ª Brigada do Corpo Expedicionário Português, a célebre “Brigada do Minho” que, no dia 9 de abril de 1918, haveria de bater-se de forma heroica pela defesa das suas posições, acabando impiedosamente massacrada com um elevado número de mortos.

 CCF18052009_000004

IV Brigada, o Minho em nós confia

Seu nome honrado entrega em nossas mãos

E seu nome, que soou, de sempre, a valentia

Aos quatro batalhões, - unidos como irmãos

Tudo a mesma Família - há-de servir de guia

Canção da “Brigada do Minho”

França - Julho de 1917

 

“A 4ª Brigada de Infantaria que desde 7 de Fevereiro do corrente ano de 1918 guarnecia e tinha a seu cargo a responsabilidade do sector de “Fauquissart”, tendo a cooperar com ela tacticamente o 6º Grupo de Metralhadoras Pesadas e as 4ªs baterias de morteiros médios e morteiros pesados, tinha as suas forças distribuídas no referido sector no dia 8 de Abril da seguinte forma.

Batalhão Infantaria 20: com sede do comando em Temple-Bar, ocupava o S.S.1. (Fauquissart I) com 3 companhias na 1ª linha e uma em apoio.

Batalhão Infantaria 8: com a sede do comando em Hyde-Park, ocupava o S.S.2. (Fauquissart II) com 3 companhias em 1ª linha e uma em apoio.

Batalhão Infantaria 29: com sede do comando em Red-House, constituía o apoio dos batalhões em primeira linha, tendo as suas companhias distribuídas pelos postos de apoio da 2ª linha.

Batalhão Infantaria 3: com sede do comando em “Laventie” constituía a Reserva tendo todas as companhias acantonadas nesta posição.

Morteiros médios e pesados, 4ª B.M.L., grupo de metralhadoras pesadas, achavam-se distribuídos pelas respectivas dos dois sub-sectores.

A 4ª Brigada de Infantaria ligava-se no seu flanco direito com a 6ª Brigada de Infantaria e no flanco esquerdo com uma Brigada Escocesa (119ª Brigada da 40ª Divisão Britânica) que havia dias ocupava o sector de "Fleurbaix", vinda da ofensiva do "Somme" de 21 de Março.

O efectivo da brigada achava-se extremamente reduzido, pois em principio de Abril faltavam-lhe em pessoal e animal, para o seu completo, aproximadamente 51 oficiais, 1300 praças e 85 solípedes, o que era devido não só ás baixas que dia a dia a brigada vinha sofrendo nas operações com o inimigo nas ainda ao rigor do clima a que os Portugueses não estavam habituados e ao violentos e árduos trabalhos que sem descanso eram exigidos ás tropas da Brigada, desde que seguiu da zona da retaguarda para a frente em 21 de Julho de 1917, primeiro para instrução em 1ª linha por enquadramento sucessivo de companhias, e depois de batalhões sem e com responsabilidade, nos sectores ocupados por tropas inglesas desde "Fleurbaix" a "Armentiére" e em "Beuvry" depois nas reparações do sector "Neuv-Chapelle", ocupado pela 2ª Brigada, durante o período intensivo de instrução no mês de Agosto e parte de Setembro de 1917; mais tarde na ocupação do sector de “Ferme du Bois” desde o dia 23 de Setembro, emq eu se rendeu a primeira B.I. até 30 de Dezembro porque foi rendida pela 2ª B.I., vindo, então, constituir a reserva da 2ª Divisão, e, logo em seguida além da instrução, empregada para o enterramento do cabo, e execução de urgentes reparações dos postos da linha das aldeias, do corpo, e ocupação efectiva de alguns dos mesmos, que eram batidos com insistência pelo inimigo e finalmente na ocupação do sector de “Fauquissart”, desde 7 de Fevereiro, em que rendeu a 6ª B.I., até ao dia 9 de Abril em que se deu a ofensiva alemã contra a frente portuguesa.

Durante todo este período de tempo, em que decorreu de 21 de Julho de 1917 a 9 de Abril de 1918, comportaram-se as tropas da Brigada sempre de molde a merecer o elogio e louvor das instâncias superiores, quer Portuguesas quer Inglesas, repelindo com energia todos os "raids" e ataques inimigos e tendo evidenciado sempre uma alto espírito ofensivo, sempre que se encontrava em 1ª linha. É uma prova flagrante o enorme dispêndio de munições de metralhadoras, e de muitos morteiros especialmente em permanência no sector de “Ferme du Bois”, em que chegou a atingir o extraordinário consumo de 1352 projécteis de morteiros ligeiros no prazo de 24 horas, como deve constar dos mapas estatísticos existentes no C.E.P.

Não obstante a impecável disciplina e boa vontade sempre manifestada pelas tropas das unidades da Brigada no cumprimento dos seus deveres, era bem evidente o cansaço e a fadiga física das tropas, especialmente nos últimos tempos e, já, na ocupação do sector de “Fauquissart”, resultante do progressivo acréscimo de actividade de operações de bombardeamentos por parte do inimigo, especialmente de bombardeamentos a todo o momento, que demoliam quási por completo as trincheiras, impedindo a continuidade e regularidade das operações e aumentando o já de si duro, extremamente fatigante, trabalho das tropas da Brigada, sendo cada vez maiores as faltas no pessoal em virtude das baixas e dos doentes por fadiga, evacuados para os hospitais e, não sendo as mesmas preenchidas, resultava com o decréscimo dos efectivos num excessivo trabalho para os restantes, a acrescentar ao que já lhes competia”.

- Relatório da 4ª Brigada de Infantaria (do Minho). Corpo Expedicionário Português – 2ª Divisão.

Fonte: http://bloguedominho.blogs.sapo.pt/

img659



publicado por Carlos Gomes às 19:35
link do post | favorito

Segunda-feira, 8 de Julho de 2013
ESCOLA PROFISSIONAL DE OURÉM VAI TER ESTÁGIOS EM INGLATERRA NO PRÓXIMO ANO LETIVO

Já no próximo ano letivo, 4 alunos do curso técnico de gestão do 2.º ano da Escola Profissional de Ourém terão a oportunidade de realizar um estágio em Inglaterra, por um período de 2 meses.

Esta oportunidade surgiu no seguimento de uma candidatura efetuada ao programa Leonardo – Formação Profissional Inicial, dinamizado pela Agência Nacional PROALV (que veicula a aprendizagem ao longo da vida) e que foi recentemente aprovada.

Os alunos serão selecionados de acordo com os seus resultados escolares e envolvimento nas atividades dinamizadas pela Escola.

Esta será mais uma oportunidade de os alunos da Escola Profissional de Ourém enriquecerem o seu percurso escolar e profissional ao conhecerem realidades diferentes da nossa quer no que respeita a questões laborais e linguísticas quer no que respeita a outras culturas e vivências.

A Escola Profissional de Ourém tem vindo a apostar na internacionalização da sua atividade sendo a possibilidade de realização de estágios no exterior apenas uma das vertentes dessa internacionalização. Este ano letivo, para além dos estágios a decorrer (6 alunos de informática na Estónia), foram vários os alunos e professores que participaram em projetos europeus e conheceram países como Espanha, Polónia, Turquia ou Alemanha.



publicado por Carlos Gomes às 18:32
link do post | favorito

Segunda-feira, 30 de Abril de 2012
INSIGNARE coordena projeto internacional de nove países europeus

Realizou-se de 16 a 21 de abril, em Bangor, País de Gales, a terceira reunião do projeto internacional INCLUSIVE – Involving New Communities of Learners Using Socially Inclusive Virtual Environments coordenado pela INSIGNARE. O projeto é apoiado pelo Programa Aprendizagem ao Longo da Vida, através da Agência Nacional PROALV. Dedicado à Educação de Adultos, conta com oito países (Alemanha, Hungria, Letónia, Lituânia, Polónia, Portugal, Reino Unido e República Checa).

Os objetivos principais deste projeto são desenvolver as competências digitais dos formandos adultos e dos formadores; Transferir a parte lúdica da internet para a aprendizagem on-line; Encorajar a inclusão digital com ajuda passo a passo no processo de aprendizagem; Promover a aprendizagem colaborativa.

Em vários dias de intenso trabalho, sempre numa ótica de partilha de conhecimento, várias foram as atividades desenvolvidas onde se estruturaram diversos produtos educativos, a serem agora utilizados por cada parceiro, adaptando-os às suas realidades.

Este é um projeto onde a participação Portuguesa está a demonstrar ser inegavelmente benéfica, quer pelo intercâmbio de conhecimentos, quer pela projeção do que de bom é feito por cá, quer pela criação de novos documentos enquadradores da formação de adultos.

A participação portuguesa neste projeto tem servido também como projeção do que fazemos em Portugal. Em oito parceiros somos tidos como uma manifesta mais-valia pelos exemplos que levamos, pela proatividade das nossas comunicações. Tem sido percetível, mesmo e sobretudo nos participantes de países mais desenvolvidos que o nosso, a surpresa e mesmo admiração por algumas das soluções implementadas, quer na INSIGNARE, quer a nível nacional. Muitos problemas são comuns, não sendo apenas exclusivos de um país. Mais uma vez, a nossa imagem interna – o que se faz lá fora é que é bom! - não corresponde, de todo, à verdade.



publicado por Carlos Gomes às 12:44
link do post | favorito

Quarta-feira, 14 de Setembro de 2011
Quando irá Ourém acolher o Encontro Europeu de Jovens Lusodescendentes em Portugal?

affiche_eejl_web

Realizou-se no passado mês de Agosto em Alcobaça o Encontro Europeu de Jovens Lusodescendentes em Portugal que a Coordenação das Colectividades Portuguesas em França leva anualmente a efeito em parceria com a Secretaria de Estado da Juventude e do Desporto, a Secretaria de Estado das Comunidades Portuguesas e o município que acolhe a iniciativa.

Neste Encontro estiveram presentes cerca de quatro dezenas de jovens em representação de associações portuguesas em França, Bélgica, Inglaterra, Alemanha, Luxemburgo, Suécia e Suiça.

Os Encontros Europeus de Jovens Lusodescendentes em Portugal têm como objectivo, reunir jovens de diferentes países europeus para que possam partilhar as realidades associativas nos diferentes países de origem.

Atendendo à representação que o Concelho de Ourém possui junto das comunidades portuguesas, principalmente em França, é de esperar que uma futura edição do referido se venha a realizar na cidade de Ourém. Assim o esperamos!



publicado por Carlos Gomes às 16:10
link do post | favorito

mais sobre mim
pesquisar
 
Setembro 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
11
13
14

15
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30


posts recentes

ALUNOS DA ESCOLA PROFISSI...

OURÉM DEBATE OPORTUNIDADE...

ALUNOS DA ESCOLA DE HOTEL...

PRIMEIRA GUERRA MUNDIAL C...

ESCOLA PROFISSIONAL DE OU...

INSIGNARE coordena projet...

Quando irá Ourém acolher ...

arquivos

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

tags

todas as tags

links
Twitter
blogs SAPO
subscrever feeds