Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes de Ourém.

Terça-feira, 3 de Julho de 2018
PAN QUER MELHORAR CONDIÇÕES DE SAÚDE MENTAL DOS AGENTES DAS FORÇAS DE SEGURANÇA

PAN volta a propor plano de resiliência psicológica dos operacionais da PSP e GNR

  • Projeto do PAN da sessão legislativa anterior sobre esta matéria foi chumbado 
  • Novos dados reforçam que a taxa de suicídios destes profissionais é quase o dobro do que na população em geral
  • PAN volta a trazer ao debate a necessidade de melhoria das condições de saúde mental dos profissionais da PSP e GNR
  • Implementação de um programa de promoção da resiliência psicológica dos operacionais numa lógica preventiva
  • Dotar a priorios profissionais de ferramentas que lhes permitam aprender a lidar com situações de stress

O PAN – Pessoas-Animais-Natureza, volta a trazer ao debate a necessidade de melhoria das condições de saúde mental dos profissionais da Polícia de Segurança Pública (PSP) e Guarda Nacional Republicana (GNR) criando um programa de promoção da resiliência psicológica dos operacionais.

Na sessão legislativa anterior o partido apresentou um projeto de resolução que recomendava ao Governo que promova a melhoria das condições de saúde mental, em ambiente laboral, nas Forças e Serviços de Segurança, criando um programa de promoção da resiliência psicológica dos operacionais, que foi chumbado. No seguimento dos dados e notícias mais recentes que indicam que a taxa de suicídios destes profissionais é quase o dobro do que na população em geral, o PAN volta a apresentar uma nova iniciativa legislativa que inclui as novas evidências sobre este assunto.

Considerando os números apresentados no livro "Os polícias não choram", de Miguel Rodrigues e referidos pelo Diário de Notícias, 137 agentes acabaram com a sua própria vida entre 2000 e 2017, o que resulta numa média de 16,9 casos por 100 mil habitantes. Sendo que, entre 2000 e 2016, a taxa de suicídios foi de 9,7 por 100 mil habitantes na população em geral.

A Associação Sindical dos Profissionais da Polícia afirma que estes números, não são novidade e que constam de documentos públicos. O presidente desta associação, Paulo Rodrigues, afirmou inclusive para os meios de comunicação social que a “PSP é uma instituição fria, onde os recursos humanos tratam os polícias como números e raras vezes há a sensibilidade para olhar para a situação de cada um”.

O PAN entende que o aumento da prevalência das perturbações mentais e das perturbações psicológicas, bem como os custos a elas associados, reforçam a necessidade de intervenção psicológica.  O partido defende que o acompanhamento não deve passar apenas pelo acesso a consultas de psicologia e psiquiatria, que deverá estar acessível aos profissionais das forças de segurança, mas também por uma política preventiva, que passa pela implementação de um programa de promoção da resiliência psicológica dos operacionais das forças e serviços de segurança para diminuir os riscos psicossociais e consequências ao nível da saúde ocupacional, como as baixas por doença profissional, absentismo e suicídio, o que aumentaria simultaneamente a produtividade no cumprimento das missões.

Tão importante como recorrer à intervenção psicológica no tratamento de perturbações, é dotar a priori os profissionais de ferramentas que lhes permitam aprender a lidar com situações de stress, o que os ajudará no exercício das suas funções e evitará o surgimento de situações de ansiedade ou até depressão.

Para além da promoção da resiliência psicológica em profissionais no ativo, o PAN defende a importância deste acompanhamento logo na fase de formação inicial de elementos das forças e serviços de segurança, devendo ser de imediato definidas estratégias de treino para dotar os profissionais de técnicas para gerirem no seu dia-a-dia a desmotivação, o stress e a ansiedade.



publicado por Carlos Gomes às 14:35
link do post | favorito

Quarta-feira, 27 de Junho de 2018
PAN QUESTIONA GOVERNO SOBRE FALTA DE PROFISSIONAIS NO SERVIÇO NACIONAL DE SAÚDE

O PAN – Pessoas-Animais-Natureza endereçou hoje ao Governo, através do Ministério da Saúde, duas questões refletindo a carência de oftalmologistas e higienistas orais no Serviço Nacional de Saúde (SNS).

A primeira pergunta surge no seguimento de várias notícias que indicam que apenas 44% dos oftalmologistas inscritos na Ordem dos Médicos trabalha no SNS, o que, na perspetiva do PAN, atesta a insuficiência do número destes profissionais para dar resposta às necessidades existentes no país. Em 2017 não foram efetivadas 233.228 consultas oftalmologia, o que representa um número incrivelmente alto e um crescimento de 29% em relação ao ano anterior.

“Estes dados demonstram que os serviços de oftalmologia dos hospitais públicos estão no limite da capacidade assistencial, enfatizando-se que este cenário pode ainda agravar-se no futuro devido ao envelhecimento da população (que faz aumentar a prevalência de várias doenças que afetam a visão) e ao aumento da diabetes”, pode ler-se no ofício enviado pelo partido.

As mesmas queixas têm sido endereçadas ao PAN por utentes do SNS em relação à inexistência de higienistas orais, realidade que o partido considera preocupante, já que a saúde oral se reveste da maior importância para a manutenção dos níveis gerais de saúde, bem-estar e qualidade de vida dos cidadãos. Para o partido o reforço do SNS tem sido uma prioridade que está patente nas várias iniciativas legislativas já apresentadas, nomeadamente com a garantia de mais  nutricionistas aprovada em sede de Orçamento do Estado para 2018.

Face ao exposto, e para poder agir em conformidade, o PAN quer saber quantos higienistas orais e oftalmologistas desenvolvem a sua atividade no âmbito do Serviço Nacional de Saúde, qual é a respectiva distribuição geográfica e se estão ou não (e para quando estão) previstas contratações de higienistas orais e oftalmologistas para o SNS. No caso dos oftalmologistas, o partido considera ainda relevante que o Governo atue de forma urgente e garanta uma resposta adequada à ausência de cuidados de saúde nesta área.



publicado por Carlos Gomes às 17:54
link do post | favorito

Quarta-feira, 6 de Junho de 2018
OUREENSES DEBATEM SAÚDE MENTAL

08 . JUNHO | 10.00H ÀS 12.30H

SAÚDE MENTAL

AUDITÓRIO CULTURAL DOS PAÇOS DO CONCELHO

Esta tertúlia tem como objetivo discutir a temática e tentar traçar orientações para a ação que permitam respostas mais articuladas e eficientes nesta área, nomeadamente a caracterização das respostas existentes e identificação de potencialidades e fragilidades no terreno.

Trata-se de uma iniciativa do grupo de trabalho que envolve vários parceiros: Município de Ourém, Serviço de Psiquiatria do Centro Hospitalar do Médio Tejo; ACES do Médio Tejo; Associação de Saúde Mental do Médio Tejo; A Farpa; Rede Local de Intervenção Social de Ourém; CLDS 3G Ourém.

Contará com a presença, entre outros, de representantes do Plano Nacional de Saúde Mental e da Coordenação Regional de Saúde Mental da ARSLVT.

Print

 


tags: ,

publicado por Carlos Gomes às 13:54
link do post | favorito

Sexta-feira, 25 de Maio de 2018
PORQUE É O PARTIDO COMUNISTA PORTUGUÊS CONTRA A DESPENALIZAÇÃO DA EUTANÁSIA

Posição Política do PCP sobre a provocação da morte antecipada

pcp

DECLARAÇÃO DE JOÃO OLIVEIRA

PCP afirma a sua oposição à legislação que institucionalize a provocação da morte antecipada

24 Maio 2018

  1. O debate sobre a introdução legal da possibilidade da provocação da morte antecipada não corresponde à discussão sobre hipotéticas opções ou considerações individuais de cada um perante as circunstâncias da sua própria morte. É, sim, uma discussão de opções políticas de reforçada complexidade e com profundas implicações sociais, comportamentais e éticas.

A legalização da eutanásia não pode ser apresentada como matéria de opção ou reserva individual. Inscrever na Lei o direito a matar ou a matar-se não é um sinal de progresso mas um passo no sentido do retrocesso civilizacional, com profundas implicações sociais, comportamentais e éticas que questionam elementos centrais de uma sociedade que se guie por valores humanistas e solidários.

A ideia de que a dignidade da vida se assegura com a consagração legal do direito à morte antecipada, merece rejeição da parte do PCP.

A oposição do PCP à eutanásia tem o seu alicerce na preservação da vida, na convocação dos avanços técnicos e científicos (incluindo na medicina) para assegurar o aumento da esperança de vida e não para a encurtar, na dignificação da vida em vida. É esta consideração do valor intrínseco da vida que deve prevalecer e não a da valoração da vida humana em função da sua utilidade, de interesses económicos ou de discutíveis padrões de dignidade social.

  1. A invocação de casos extremos, para justificar a inscrição na Lei do direito à morte antecipada apresentando-o como um acto de dignidade, não é forma adequada para a reflexão que se impõe. Pode expressar em alguns casos juízos motivados por vivência própria, concepções individuais que se devem respeitar mas é também, para uma parte dos seus promotores, uma inscrição do tema em busca de protagonismos e de agendas políticas promocionais.

A ciência já hoje dispõe de recursos que, se utilizados e acessíveis, permitem diminuir ou eliminar o sofrimento físico e psicológico. Em matérias que têm a ver com o destino da sua vida, cada cidadão dispõe já hoje de instrumentos jurídicos (de que o “testamento vital” é exemplo, sem prejuízo dos seus limites) e de soberania na sua decisão individual quanto à abstinência médica (ninguém pode ser forçado a submeter-se a determinados tratamentos contra a sua vontade). A prática médica garante o não prolongamento artificial da vida, respeitando a morte como processo natural recusando o seu protelamento através da obstinação terapêutica. Há uma diferença substancial entre manter artificialmente a vida ou antecipar deliberadamente a morte, entre diminuir ou eliminar o sofrimento na doença ou precipitar o fim da vida.

  1. Num quadro em que o valor da vida humana surge relativizado com frequência em função de critérios de utilidade social, de interesses económicos, de responsabilidades e encargos familiares ou de gastos públicos, a legalização da provocação da morte antecipada acrescentaria uma nova dimensão de problemas.

Desde logo, contribuiria para a consolidação das opções políticas e sociais que conduzem a essa desvalorização da vida humana e introduziria um relevante problema social resultante da pressão do encaminhamento para a morte antecipada de todos aqueles a quem a sociedade recusa a resposta e o apoio à sua situação de especial fragilidade ou necessidade. Além disso a legalização dessa possibilidade limitaria ainda mais as condições para o Estado promover, no domínio da saúde mental, a luta contra o suicídio.

  1. O princípio da igualdade implica que a todos seja reconhecida a mesma dignidade social, não sendo legítima a interpretação de que uma pessoa “com lesão definitiva ou doença incurável” ou “em sofrimento extremo” seja afectada por tal circunstância na dignidade da sua vida. E ainda mais que ela seja invocada para consagrar em Lei o direito à morte, executada com base numa Lei da República.

A vida não é digna apenas quando (e enquanto) pode ser vivida no uso pleno das capacidades e faculdades físicas e mentais e a sociedade deve assegurar condições para uma vida digna em todas as fases do percurso humano, desde as menos autónomas (seja a infância ou a velhice) às de maior autonomia; na presença de condições saudáveis ou de doença; no quadro da integridade plena de faculdades físicas, motoras ou intelectuais ou da deficiência mais ou menos profunda, congénita ou sobreveniente.

O que se impõe é que o avanço e progresso civilizacionais e o aumento da esperança de vida decorrente da evolução científica sejam convocados para garantir uma vida com condições materiais dignas em todas as suas fases.

  1. O PCP afirma a sua oposição a legislação que institucionalize a provocação da morte antecipada seja qual a forma que assuma – a pedido sob a forma de suicídio assistido ou de eutanásia –, bem como a eventuais propostas de referendo sobre a matéria.

O PCP continuará a lutar para a concretização, no plano político e legislativo, de medidas que respondam às necessidades plenas dos utentes do Serviço Nacional de Saúde, nomeadamente no reforço de investimento sério nos cuidados paliativos, incluindo domiciliários; na garantia do direito de cada um à recusa de submeter-se a determinados tratamentos; na garantia de a prática médica não prolongar artificialmente a vida; no desenvolvimento, aperfeiçoamento e direito de acesso de todos à utilização dos recursos que a ciência pode disponibilizar, de forma a garantir a cada um, até ao limite da vida, a dignidade devida a cada ser humano.

  1. É esta a concepção de vida profundamente humanista que o PCP defende e o seu projecto político de progresso social corporiza. Uma concepção que não desiste da vida, que luta por condições de vida dignas para todos e exige políticas que as assegurem desde logo pelas condições materiais necessárias na vida, no trabalho e na sociedade.

Perante os problemas do sofrimento humano, da doença, da deficiência ou da incapacidade, a solução não é a de desresponsabilizar a sociedade promovendo a morte antecipada das pessoas nessas circunstâncias, mas sim a do progresso social no sentido de assegurar condições para uma vida digna, mobilizando todos os meios e capacidades sociais, a ciência e a tecnologia para debelar o sofrimento e a doença e assegurar a inclusão social e o apoio familiar.

A preservação da vida humana, e não a desistência da vida é património que integra o humanismo real – e não proclamatório – que o PCP assume nos princípios e na luta.



publicado por Carlos Gomes às 21:38
link do post | favorito

Terça-feira, 15 de Maio de 2018
OURÉM PROMOVE AÇÃO DE SENSIBILIZAÇÃO PARA JOVENS SOBRE DROGAS LEVES

“O Peso das Drogas Leves” é o tema da ação de sensibilização que irá realizar-se no dia 30 de maio, no Cineteatro Municipal de Ourém.

OPesodasDrogasLeves

A sessão tem como objetivo sensibilizar para os efeitos nocivos do consumo de drogas leves e irá contar com a participação de dois oradores, Góis Horácio (neuropsicólogo no Centro Hospitalar de Lisboa Ocidental) e Manuel Brites (sociólogo, mediador familiar e Presidente da Comissão para a Dissuasão da Toxicodependência) que irão abordar as alterações neuropsicológicas causadas pelo consumo de estupefacientes e a legislação portuguesa em vigor no que ao consumo de drogas e álcool diz respeito. A finalizar a sessão haverá a partilha de um testemunho na primeira pessoa.

Esta ação de sensibilização é organizada pelo Município de Ourém em parceria com a CPCJ de Ourém e ocorre no âmbito do projeto de prevenção dos maus tratos na infância “Tecer a Prevenção”, lançado pela Comissão Nacional de Promoção dos Direitos e Proteção das Crianças e Jovens, tendo como público-alvo os alunos do 3º Ciclo do Ensino Básico e Secundário.


tags: ,

publicado por Carlos Gomes às 20:57
link do post | favorito

Sexta-feira, 27 de Abril de 2018
ALVAIAZERENSES FAZEM COLHEITA BENÉVOLA DE SANGUE

Colheita Sangue AVZ



publicado por Carlos Gomes às 18:59
link do post | favorito

Sexta-feira, 6 de Abril de 2018
ALVAIÁZERE DESMISTIFICA O REIKI

Museu vai “desmitificar o Reiki”

O Museu Municipal de Alvaiázere vai promover um workshop dedicado tema “Vamos desmistificar o Reiki”, que será conduzido por Cláudia Silva, Mestre neste terapia complementar.

A sessão está agendada para as 20:30 do próximo dia 11 de abril.

Para mais informações e inscrições, solicita-se o contacto através do telefone 236 650 710 ou do email museu.municipal@cm-alvaiazere.pt. A participação na iniciativa é gratuita.

palestra reiki



publicado por Carlos Gomes às 17:11
link do post | favorito

Segunda-feira, 5 de Setembro de 2016
ESTUDO REVELA QUE 62% DOS PROFESSORES UNIVERSITÁRIOS SOFREM DE BURNOUT

Stress ocupacional, confiança nos chefes e relacionamento com a gestão de recursos humanos associados a Burnout

Um estudo realizado pela Universidade Portucalense, no âmbito de uma tese de mestrado em psicologia, revela que 62% dos professores universitários inquiridos sofre de sintomas de burnout, associado a fadiga física.

Os resultados do estudo indicam que o stress inerente à função e cargos que cada docente ocupa está diretamente associado ao burnout. Por outro lado a confiança nas chefias e o relacionamento com a gestão de recursos humanos constituem-se como factor amortecedor do burnout.

O burnout é considerado como um tipo de stress de carácter duradouro ligado às situações de trabalho, resultado da constante e repetitiva pressão emocional relacionada com a intensa ligação com pessoas por longos períodos de tempo.

Os dados apoiam a necessidade de rever as funções que o professor deve desempenhar dentro da instituição e a devida carga horário, favorecendo o desempenho do professor e o bem-estar, sendo especialmente relevante os relacionamentos dos professores universitários com a gestão.

A fadiga física e a exaustão são apontadas, contrariamente ao que se poderia pensar (fadiga cognitiva), como os principais fatores de desencadeamento deste quadro.

Isto deve-se ao facto de cada professor ter uma carga horária (16 horas) superior à recomendada, acrescida da necessidade de conciliar as aulas com a investigação e orientação de alunos, podendo acumular funções burocráticas ou de maior responsabilidade como é o caso de 60% dos inquiridos, ou a coordenação de um determinado curso ou departamento da universidade, como são 42% dos docentes participantes no estudo.

Da amostra total dos 131 inquiridos, 66% são professores auxiliares, 15% professores associados, 10% professores convidados e com menor prevalência, 4% professores catedráticos.

O estudo revela ainda que o burnout é transversal a todas as áreas científicas sendo que  22% dos docentes afetados por este quadro, se encontram nas ciências naturais, 24% nas ciências sociais e humanas, 22% nas ciências matemáticas e novas tecnologias e 23% nas ciências artísticas.

Apesar de nenhum dos inquiridos apresentar um quadro de burnout total, verifica-se que 62% dos professores têm sintomas de burnout associado a fadiga física, 27% apresentam sintomas de burnout associado a fadiga cognitiva e 5% sintomas de burnout associado a exaustão emocional.

Com o objetivo de compreender e medir a relação entre o stress ocupacional e burnout, a autora, Ana Rita Ferreira, realizou o estudo junto de professores universitários de quatro instituições do ensino superior da cidade do Porto, três públicas e uma privada.

Tinha ainda como objetivo específico explorar e medir o efeito da relação com diferentes chefias, através da confiança, e do relacionamento com a gestão de recursos humanos, na origem de sintomas de burnout em professores universitários.  

A confiança e o stress nos professores universitários têm uma associação negativa com o burnout, ou seja, quando o ambiente de trabalho é positivo, o docente encontra mais recursos sociais e psicológicos para superar os desafios profissionais.

Os inquiridos deste estudo tinham idades compreendidas entre os 23 e os 74 anos, apresentando uma idade média de 45 anos, sendo que, todos lecionam em apenas uma universidade.

Em relação à escolaridade dos questionados, 83% têm doutoramento, 9% mestrado, 3% licenciatura e apenas 0,7% um pós-doutoramento, e no que toca à área de formação da amostra, está dividida de forma semelhante entre ciências naturais (27%), ciências sociais e humanas (28%), ciências matemáticas e novas tecnologias (37%) e em menor parte as ciências artísticas (5%).

O estudo demonstra que as universidades devem dar mais importância aos relacionamentos dos professores universitários com a liderança direta e com a gestão de recursos humanos como factor promotor de saúde mental.

A Universidade Portucalense Infante D. Henrique (UPT) é um estabelecimento de ensino superior cooperativo que iniciou a sua atividade em 1986.

A UPT funciona exclusivamente na cidade do Porto, no Pólo Universitário da Asprela, ministrando cursos nas nove áreas seguintes: Direito, Economia, Gestão, Informática, Psicologia, Educação, Turismo e Hospitalidade, Património e Cultura, e Relações Internacionais.


tags: ,

publicado por Carlos Gomes às 18:47
link do post | favorito

Segunda-feira, 20 de Junho de 2016
APCOI E HOLMES PLACE UNEM ESFORÇOS NO COMBATE À OBESIDADE INFANTIL

A APCOI - Associação Portuguesa Contra a Obesidade Infantil e o Holmes Place apresentaram hoje a parceria que une as duas organizações no âmbito da prevenção e combate à obesidade infantil.

_JPA7032 (1).jpg

No âmbito desta parceria, os conteúdos técnico-científicos do programa de nutrição infantil do Holmes Place - Nutrigames - integram a partir de agora uma metodologia criada por especialistas da APCOI, testada ao longo dos últimos 2 anos em projetos-piloto de acompanhamento personalizado de crianças com vista ao controlo de aumento de peso e melhoria do estado nutricional.

O programa Nutrigames surgiu da necessidade de criar um acompanhamento de nutrição específico para crianças, dos 3 aos 15 anos, sendo um dos seus principais objetivos ensinar e motivar a criança a adotar hábitos alimentares saudáveis com uma forte componente lúdico-pedagógica.

A parceria estabelecida incorpora ainda uma componente de responsabilidade social, que se traduz no acompanhamento gratuito de 100 crianças carenciadas ao abrigo do programa Nutrigames, que serão encaminhadas pela APCOI através do seu programa escolar de promoção da saúde Heróis da Fruta.

O protocolo agora assinado engloba ainda benefícios para os sócios da APCOI - Associação Portuguesa Contra a Obesidade Infantil,que têm a partir de agora acesso ao Nutrigames com condições especiais, nomeadamente um desconto de 20%.

“Na maior parte dos casos, quando as famílias procuram a APCOI já tiveram anteriormente experiências com consultas de nutrição, pouco adaptadas às crianças e com fracos resultados. Isso levou-nos a desenvolver em parceria com o Holmes Place, um modelo inovador que integra consultas de nutrição e sessões de atividade física. Acreditamos que este será mais um passo importante no combate à obesidade e restantes doenças associadas” refere Mário Silva, Presidente e Fundador da APCOI.

Para Marta Mourão, nutricionista do Holmes Place e Coordenadora Nacional do Programa Nutrigames “Esta parceria com a APCOI é um importante contributo para o nosso programa e irá refletir-se na qualidade do serviço que prestamos”. “A vertente de responsabilidade social é também algo que valorizamos e as nossas equipas estão empenhadas em proporcionar às 100 crianças que iremos receber o melhor acompanhamento possível”, acrescentou.

O programa Nutrigames está disponível em toda a rede de clubes Holmes Place nas cidades de Aveiro, Amadora, Braga, Cascais, Coimbra, Lisboa, Oeiras, Porto e Sintra.


tags: ,

publicado por Carlos Gomes às 21:54
link do post | favorito

Quinta-feira, 9 de Junho de 2016
FREIXIANDA REALIZA COLHEITA BENÉVOLA DE SANGUE

13407008_1801214080114330_5274249067687188695_n (1) (2).png



publicado por Carlos Gomes às 10:38
link do post | favorito

Segunda-feira, 6 de Junho de 2016
ACESSO AOS SERVIÇOS DE SAÚDE PELOS CIDADÃOS DO CONCELHO DE OURÉM

O Secretariado da Concelhia de Ourém do Partido Socialista saúda e felicita o Sr. Ministro da Saúde, Adalberto Campos Fernandes, pela publicação do Despacho n. 5911-B/2016 que estipula os critérios referentes ao Livre Acesso e Circulação do Cidadão no Serviço Nacional de Saúde e que permitirá que os cidadãos do concelho de Ourém possam passar a aceder a consultas, a apoio médico em situações de emergência (em veículo próprio ou em ambulância), a internamento e tratamentos no Centro Hospitalar de Leiria, sem terem de ser transferidos para Abrantes, Torres Novas ou Tomar.

O Livre Acesso e Circulação do Cidadão no Serviço Nacional de Saúde, preconizado pelo atual governo do Partido Socialista, resultou de um conjunto de reuniões ocorridas entre o Presidente da Câmara Paulo Fonseca, o Deputado António Gameiro e o responsável do PS para a saúde Adalberto Campos Fernandes, desde 2014 até às últimas eleições legislativas e, posteriormente, entre o Presidente da Câmara Paulo Fonseca, o Deputado António Gameiro e o atual Ministro da Saúde Adalberto Campos Fernandes, até à publicação do referido despacho.

Foram nestas reuniões que se analisaram os factos e a necessidade dos cidadãos do concelho de Ourém, residindo a 20 e menos quilómetros do Hospital de Leiria, passarem a aceder a esta estrutura, em definitivo, em detrimento da obrigação de terem de se deslocar e serem deslocados para o longínquo Hospital de Abrantes.

Foram nestas reuniões, estudando e constatando factos objectivos que se comprovou, como já vinha sendo afirmado por Paulo Fonseca e por António Gameiro desde 2011, que a gestão dos recursos afetos ao sistema de saúde devem estar ao serviço das populações e não condicionadas a lógicas territoriais.

A presença do Sr. Ministro da Saúde, Adalberto Marques Fernandes em Ourém, no passado dia 3 de junho, confirma que a intensa luta travada pelos direitos de acesso à saúde para a população do nosso concelho era, e é justa.

Esta alternativa confirma uma vez mais que, as políticas preconizadas pelo anterior governo PSD/CDS para a área da saúde só prejudicaram os cidadãos do concelho. Para além disso não cumpriram as promessas efectuadas e recusaram-se a analisar a possibilidade dos cidadãos de Ourém passarem para o Hospital de Leiria.

Com a entrada em vigor da referida lei e com a estrutura hospitalar a adaptar-se a esta justa alteração (porque é de justiça que se trata e que sempre se tratou) comprova-se a importância da ação em torno da resolução dos problemas das pessoas e não em função de conveniências partidárias.

Com esta medida Paulo Fonseca, António Gameiro, o Partido Socialista e o atual governo cumprem um desejo dos nossos concidadãos, que o PSD e o CDS recusaram nos últimos 5 anos.

No PS prometemos e cumprimos. Somos um partido que trabalha para encontrar soluções para todos.

Tudo o resto são palavras vazias, vozes de desilusão e frustrações pessoais.

É o concelho de Ourém que nos move e nos motiva. É por ele que continuaremos a afirmar o Partido Socialista.

O Secretariado do Concelho de Ourém

João Caldeira Heitor

Presidente da Concelhia do PS Ourém

(Texto aprovado em reunião de Secretariado da Concelhia de Ourém do PS)



publicado por Carlos Gomes às 11:58
link do post | favorito

Quarta-feira, 11 de Maio de 2016
PAN QUER PROIBIR O USO DOS GLIFOSATOS

Pedidos de audições do PAN sobre Glifosatos foram hoje aprovados

  • Audições com Ministro da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural, Bastonário da Ordem dos Médicos e Plataforma Transgénicos Fora
  • A OMS através Agência Internacional para a Investigação sobre o Cancro declarou o Glifosato como carcinogénio provável para o ser humano
  • Palavra final sobre comercialização assumida pela Comissão Europeia em Junho

Foram hoje aprovados na Comissão de Agricultura e Mar os requerimentos do PAN, Pessoas-Animais-Natureza, apresentados a 02 de Maio, para audição do Senhor Ministro da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural, do Senhor Bastonário da Ordem dos Médicos e da Plataforma Transgénicos Fora, antes de dia 18 de Maio. O objetivo é que estas entidades possam prestar esclarecimentos sobre os dados apresentados num recente estudo sobre a presença de glifosato em urina em níveis inesperados e bastante elevados e sobre o sentido de voto português na reunião do comité científico de dia 18 de Maio em Bruxelas.

O PAN – Pessoas-Animais-Natureza apresentou recentemente na Assembleia da República um projeto de resolução que recomenda ao Governo que se oponha à renovação da autorização do uso do glifosato na União Europeia e que proíba a sua utilização em Portugal que foi chumbado, tendo apresentado posteriormente, no dia 20 de Abril, um outro que recomenda ao Governo um conjunto de medidas para a verificação da presença de resíduos de glifosato na água e em produtos agrícolas de origem vegetal, que foi distribuído hoje e aguarda data para discussão na Comissão de Agricultura e Mar, esperando-se que venha a acontecer durante a próxima semana.

O Parlamento Europeu acaba de aprovar a renovação da licença de comercialização do glifosato para uso agrícola profissional no espaço comunitário por mais sete anos, (374 votos a favor, 225 contra e 102 abstenções). No entanto, esta é uma resolução não-vinculativa. A decisão final será tomada pela Comissão Europeia em junho (a licença expira a 30 de junho deste ano), depois de avaliadas as conclusões do comité científico, que tem uma reunião agendada para 18 e 19 de maio, em Bruxelas. Uma decisão aguardada com muita expectativa pelas indústrias que produzem este e outros herbicidas, uma vez que poderá impactar fortemente um negócio que faz dos cidadãos cobaias humanas. Para o PAN é fundamental que o governo português se posicione de forma assertiva e vote contra.



publicado por Carlos Gomes às 15:11
link do post | favorito

Domingo, 8 de Maio de 2016
SOCIALISTAS DE OURÉM SAÚDAM ALTERAÇÕES NA ORGANIZAÇÃO DOS SERVIÇOS HOSPITALARES E DE SAÚDE NA REGIÃO

partido-socialista-portugues_3916

NOTA DE IMPRENSA

O Secretariado da concelhia do PS Ourém saúda o governo do PS na pessoa do Ministro da Saúde – Adalberto Campos Fernandes, por ter iniciado no presente mês o processo gradual de escolha por parte dos cidadãos do hospital público onde pretendem ser observados em consultas de especialidade, assim como na realização de cirurgias e tratamentos.

Esta promessa do governo do PS, agora concretizada, reforça a ligação entre os cidadãos do concelho de Ourém e o Hospital de Leiria.

O despacho que determina os parâmetros do livre acesso e circulação dos utentes, estabelece que a pessoa que aguarda pela primeira consulta de especialidade hospitalar pode, em articulação com o médico de família responsável pela referenciação (encaminhamento), optar por qualquer uma das unidades hospitalares do SNS onde exista a especialidade em causa.

Mesmo que as despesas com os transportes fiquem a cargo dos utentes, a não ser que estes se encontrem nas situações definidas para o transporte de doentes não urgentes - em que está prevista a comparticipação em casos de insuficiência económica ou incapacidade igual ou superior a 60%, os cidadãos do concelho de Ourém já estarão a poupar relativamente à anterior obrigatoriedade de terem de se deslocar para o Hospital de Abrantes.

O Secretariado da concelhia do PS Ourém apela ao ministro da saúde que desenvolva os últimos estudos e alterações legislativas e administrativas que permitam aos utentes do concelho de Ourém pertencer, de uma vez por todas, à área de influência do Centro Hospitalar de Leiria.

Ourém, 6 de maio de 2016

Secretariado da Concelhia PS Ourém


tags: ,

publicado por Carlos Gomes às 16:19
link do post | favorito

Sábado, 7 de Maio de 2016
MÃES DE OURÉM CAMINHAM AMANHÃ EM GONDEMARIA



publicado por Carlos Gomes às 14:48
link do post | favorito

Sexta-feira, 6 de Maio de 2016
MÃES DE OURÉM CAMINHAM POR GONDEMARIA



publicado por Carlos Gomes às 10:53
link do post | favorito

Segunda-feira, 2 de Maio de 2016
MÃES DE OURÉM CAMINHAM EM GONDEMARIA



publicado por Carlos Gomes às 22:39
link do post | favorito

Domingo, 24 de Abril de 2016
MÃES DE OURÉM CAMINHAM POR GONDEMARIA



publicado por Carlos Gomes às 12:17
link do post | favorito

Quinta-feira, 14 de Abril de 2016
MÃES DE OURÉM CAMINHAM EM GONDEMARIA



publicado por Carlos Gomes às 10:48
link do post | favorito

Terça-feira, 12 de Abril de 2016
MÃES DE OURÉM CAMINHAM EM GONDEMARIA



publicado por Carlos Gomes às 11:13
link do post | favorito

Sexta-feira, 8 de Abril de 2016
FEIRA INTERNACIONAL DE LISBOA ABRIU HOJE AS PORTAS AO “HAPPY LIFE”, O FESTIVAL DA VIDA SAUDÁVEL

O “Happy Life - Festival de Vida Saudável” - O Festival da vida saudável abriu hoje as portas num dos pavilhões da FIL, no Parque das Nações, e prolonga-se até ao próximo dia 10 de abril. Organizado pela FIL, Fundação AIP, em parceria com a Ecological Sapiens, este é um novo projeto assente em estilos de vida sadios para uma comunidade ativa e com uma boa atitude nas várias áreas que envolvem todo o ser humano.

FIL - Happy Life 016

Palestras, workshops, espetáculos, programação para crianças, aulas, massagens, rastreios de saúde, observação de estrelas e planetas, showcooking e oficinas de reciclagem completam o festival. Vão ser 10 espaços diferentes repletos de atividades para o público de várias gerações.

FIL - Happy Life 014

A conferência de abertura será assegurada pelo ISCSP – Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas – através do curso de Psicologia Positiva da Professora Helena Marujo e a conferência de fecho do Festival será assegurada pela Universidade Lusófona através do curso “Ciência das Religiões” do Professor Paulo Mendes Pinto.

O Festival de Cinema Ambiental de Seia, o "CineEco" juntou-se este evento, empenhado em despertar consciências e o grupo de Astronomia "Nuclio", também parceiro do Happy Life Festival, mostra a todos os visitantes a imensidão do universo através de telescópios e, regressando à Terra, ter mais consciência para respeitar a sua biodiversidade.

FIL - Happy Life 012

Os apresentadores de TV José Carlos Malato, Fernanda Freitas, Gustavo Santos e Ana Galvão, a atriz Anabela Teixeira, o nutricionista Alexandre Fernandes, o naturopata Dr. João Bravo e a motivadora Andresa Salgueiro são alguns dos embaixadores Happy Life.

O Happy Life Festival será o maior do género em Portugal, com cerca de 150 expositores, contando já com representações de Holanda, Espanha e França.

Sustentabilidade humana e do planeta é a palavra de ordem do Happy Life Festival, que reúne expositores para um evento na área da alimentação saudável e biológica, nutrição, naturopatia, desporto, saúde e bem-estar, terapias e massagens, cosmética natural, bio construção, ecologia, desenvolvimento pessoal, coaching e motivação.

FIL - Happy Life 017

FIL - Happy Life 011

FIL - Happy Life 008

FIL - Happy Life 007

FIL - Happy Life 015



publicado por Carlos Gomes às 18:11
link do post | favorito

Quinta-feira, 7 de Abril de 2016
FEIRA INTERNACIONAL DE LISBOA REALIZA FESTIVAL DA VIDA SAUDÁVEL

Entre os dias 8 e 10 de Abril na FIL, Parque das Nações, “Happy Life - Festival de Vida Saudável” - O Festival da vida saudável chega a Lisboa.

Sustentabilidade humana e do planeta é a palavra de ordem do Happy Life Festival, que reúne expositores para um evento na área da alimentação saudável e biológica, nutrição, naturopatia, desporto, saúde e bem-estar, terapias e massagens, cosmética natural, bio construção, ecologia, desenvolvimento pessoal, coaching e motivação. Organizado pela FIL, Fundação AIP, em parceria com a Ecological Sapiens, este é um novo projeto assente em estilos de vida sadios para uma comunidade ativa e com uma boa atitude nas várias áreas que envolvem todo o ser-humano. O Happy Life abre ao público no dia 8 de Abril e decorre até dia 10, na FIL, Parque das Nações.

Banner_FIL CP-04

Palestras, workshops, espetáculos, programação para crianças, aulas, massagens, rastreios de saúde, observação de estrelas e planetas, showcooking e oficinas de reciclagem completam o festival. Vão ser 10 espaços diferentes repletos de atividades para o público de várias gerações.

A conferência de abertura será assegurada pelo ISCSP – Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas –  através do curso de Psicologia Positiva da Professora Helena Marujo e a conferência de fecho do Festival será assegurada pela Universidade Lusófona através do curso “Ciência das Religiões” do Professor Paulo Mendes Pinto.

O Festival de Cinema Ambiental de Seia, o "CineEco" juntou-se este evento, empenhado em despertar consciências e o grupo de Astronomia "Nuclio", também parceiro do Happy Life Festival, mostra a todos os visitantes a imensidão do universo através de telescópios e, regressando à Terra, ter mais consciência para respeitar a sua biodiversidade.

Os apresentadores de TV José Carlos Malato, Fernanda Freitas, Gustavo Santos e Ana Galvão, a atriz Anabela Teixeira, o nutricionista Alexandre Fernandes, o naturopata Dr. João Bravo e a motivadora Andresa Salgueiro são alguns dos embaixadores Happy Life.

O Happy Life Festival será o maior do género em Portugal, com cerca de 150 expositores, contando já com representações de Holanda, Espanha e França.

Mais Informações: http://happylifelisboa.fil.pt/ e https://www.facebook.com/Happy-Life-Lisboa-663636183764360/

Banner_FIL CP-05



publicado por Carlos Gomes às 07:55
link do post | favorito

Terça-feira, 5 de Abril de 2016
OURÉM REALIZA CAMPANHA DE VACINAÇÃO

Campanha de Vacinação 2016 (profilaxia da raiva e outras zoonoses - vacinação antirrábica e identificação eletrónica)

O Município de Ourém informa que a campanha de vacinação antirrábica e identificação eletrónica no concelho irá decorrer de 30 de abril a 10 de Junho.

É obrigatório por exigência da Autoridade Tributária que os detentores dos animais se façam acompanhar do respetivo Cartão de Cidadão/Bilhete de Identidade e Número de Contribuinte.


tags: ,

publicado por Carlos Gomes às 22:30
link do post | favorito

Segunda-feira, 28 de Março de 2016
FEIRA INTERNACIONAL DE LISBOA REALIZA FESTIVAL DA VIDA SAUDÁVEL

Entre os dias 8 e 10 de Abril na FIL, Parque das Nações, “Happy Life - Festival de Vida Saudável” - O Festival da vida saudável chega a Lisboa.

Sustentabilidade humana e do planeta é a palavra de ordem do Happy Life Festival, que reúne expositores para um evento na área da alimentação saudável e biológica, nutrição, naturopatia, desporto, saúde e bem-estar, terapias e massagens, cosmética natural, bio construção, ecologia, desenvolvimento pessoal, coaching e motivação. Organizado pela FIL, Fundação AIP, em parceria com a Ecological Sapiens, este é um novo projeto assente em estilos de vida sadios para uma comunidade ativa e com uma boa atitude nas várias áreas que envolvem todo o ser-humano. O Happy Life abre ao público no dia 8 de Abril e decorre até dia 10, na FIL, Parque das Nações.

Banner_FIL CP-05

Palestras, workshops, espetáculos, programação para crianças, aulas, massagens, rastreios de saúde, observação de estrelas e planetas, showcooking e oficinas de reciclagem completam o festival. Vão ser 10 espaços diferentes repletos de atividades para o público de várias gerações.

A conferência de abertura será assegurada pelo ISCSP – Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas –  através do curso de Psicologia Positiva da Professora Helena Marujo e a conferência de fecho do Festival será assegurada pela Universidade Lusófona através do curso “Ciência das Religiões” do Professor Paulo Mendes Pinto.

O Festival de Cinema Ambiental de Seia, o "CineEco" juntou-se este evento, empenhado em despertar consciências e o grupo de Astronomia "Nuclio", também parceiro do Happy Life Festival, mostra a todos os visitantes a imensidão do universo através de telescópios e, regressando à Terra, ter mais consciência para respeitar a sua biodiversidade.

Os apresentadores de TV José Carlos Malato, Fernanda Freitas, Gustavo Santos e Ana Galvão, a atriz Anabela Teixeira, o nutricionista Alexandre Fernandes, o naturopata Dr. João Bravo e a motivadora Andresa Salgueiro são alguns dos embaixadores Happy Life.

O Happy Life Festival será o maior do género em Portugal, com cerca de 150 expositores, contando já com representações de Holanda, Espanha e França.

Mais Informações: http://happylifelisboa.fil.pt/ e https://www.facebook.com/Happy-Life-Lisboa-663636183764360/

Banner_FIL CP-04



publicado por Carlos Gomes às 17:27
link do post | favorito

Terça-feira, 15 de Março de 2016
OUREENSES EM GONDEMARIA FAZEM COLHEITA BENÉVOLA DE SANGUE E MEDULA ÓSSEA



publicado por Carlos Gomes às 11:45
link do post | favorito

Quinta-feira, 10 de Março de 2016
OUREENSES FAZEM RECOLHA BENÉVOLA DE SANGUE

Município de Ourém assinala Dia Mundial do Dador de Sangue

O Município de Ourém em parceria com o Instituto Português do Sangue e da Transplantação, IP, pretende realizar uma dádiva de sangue e angariar dadores voluntários de medula óssea para o Cedace (Centro Nacional de Dadores de Células de Medula Óssea, Estaminais ou de Sangue do Cordão), no próximo dia 14 de junho, Dia Mundial do Dador de Sangue. A iniciativa irá decorrer no Centro Comunitário de Voluntariado de Ourém e para que a equipa se desloque e agende a recolha, é necessário que existam, no mínimo, 50 pré-inscrições.

z1

Esta ação tem como objetivo responder a situações de doentes que necessitam de transfusões ou transplante de medula e não têm dadores familiares compatíveis. As inscrições decorrem entre 10 de março e 15 de maio e devem ser feitas na Câmara Municipal de Ourém – Divisão de Educação e Assuntos Sociais – ou através dos contactos 249 540 900 (ext. 6536) e germana.vaz@mail.cm-ourem.pt. A iniciativa é organizada pelo Município de Ourém em colaboração com o Instituto Português do Sangue e da Transplantação, IP, a Unidade de Cuidados na
Comunidade de Ourém e o CLDS 3G.


tags: ,

publicado por Carlos Gomes às 18:35
link do post | favorito

Quarta-feira, 9 de Março de 2016
OUREENSES EM GONDEMARIA FAZEM COLHEITA BENÉVOLA DE SANGUE E MEDULA ÓSSEA



publicado por Carlos Gomes às 14:45
link do post | favorito

Quarta-feira, 2 de Março de 2016
OUREENSES EM GONDEMARIA DOAM SANGUE E MEDULA ÓSSEA



publicado por Carlos Gomes às 10:28
link do post | favorito

Quarta-feira, 27 de Janeiro de 2016
PARTIDO PAN AGUARDA RESPOSATA DO GOVERNO ACERCA DO REGULAMENTO DO ESPETÁCULO TAUROMÁQUICO E UTILIZAÇÃO DE AMIANTO EM EDIFÍCIOS PÚBLICOS

O PAN – Pessoas – Animais – Natureza aguarda respostas do governo a duas questões colocadas pelo Deputado André Silva, no exercício do seu direito de questionar entidades públicas para que, desta cooperação, melhor decorra o exercício das suas funções.

800

Em primeiro lugar e, considerando que não existem dados que permitam aferir se o regulamento do Espetáculo Tauromáquico (Decreto-Lei n.º 89/2014) está, ou não, a ser cumprido, o PAN questionou a Inspeção Geral das Atividades Culturais (IGAC) sobre o número de contraordenações registadas, arquivadas e com decisão de aplicação de coima desde a entrada em vigor deste regulamento.

Com esta questão o PAN considera oportuno apurar do cumprimento do presente Regulamento pelos promotores dos espetáculos tauromáquicos e demais entidades, desde a sua entrada em vigor, nomeadamente por via da contabilização do número de contraordenações registadas até à data, para efeitos de averiguar da consciencialização das referidas entidades para o cumprimento da legislação aplicável. 

A segunda questão foi colocada pelo PAN ao Ministério do Ambiente e prende-se com o levantamento de edifícios, instalações e equipamentos públicos com Amianto e com a aplicação do previsto na Lei n.º 2/2011, de 9 de Fevereiro.

O PAN pretende apurar se existe algum interlocutor que reúna toda a informação disponível sobre os edifícios e equipamentos com amianto e que coordene de alguma forma o trabalho que tem sido desenvolvido e qual o calendário para diligências futuras, com vista ao levantamento definitivo do amianto de todas as unidades que o contenham.



publicado por Carlos Gomes às 17:21
link do post | favorito

Terça-feira, 1 de Dezembro de 2015
ASSOCIAÇÃO ABRAÇO COMEMORA DIA MUNDIAL DE LUTA CONTRA A SIDA NAS ESCOLAS INSIGNARE

Decorreram hoje, na Escola Profissional de Ourém e na Escola de Hotelaria de Fátima, no dia em que se assinala a Luta Mundial contra a Sida, atividades gerais e sessões de formação relativas a uma temática que a todos diz respeito – a SIDA, levadas a cabo por coordenadores do projeto da associação “Abraço”. Estas sessões não poderiam ter sido mais atempadas, uma vez que, um pouco por todo o mundo, estão a ter lugar iniciativas e são postos a descoberto números que nos obrigam a refletir.

unnamed

É considerada uma das mais graves epidemias da história e está-se a expandir rapidamente e não respeita fronteiras entre países, classes sociais, género ou idade. O tema para este ano é “Chegar a Zero”: “zero novas infeções”; “zero discriminação” e “zero mortes”, mas, os dados estatísticos, relativos aos números em Portugal, continuam a colocar-nos vergonhosamente na cauda da Europa e, não havendo cura para esta doença, o único remédio passa pela prevenção, onde a educação para a saúde é uma importante ferramenta.

Como Escola, entendemos que temos uma responsabilidade social e estas sessões visam capacitar os alunos com informação credível que os leve a evitar comportamentos de risco. Para além das sessões de formação, destacou-se a apresentação do “Cocktail Abraço”, levado a cabo pelos alunos do curso de Restaurante-Bar e o “Bolo Comemorativo”, confecionado pelos alunos do curso de Cozinha-Pastelaria. As atividades desenvolvidas neste dia, visaram divulgar mensagens de esperança, solidariedade, prevenção e incentivar novos compromissos com esta luta, o lema é mesmo “Educar para Prevenir”.



publicado por Carlos Gomes às 21:45
link do post | favorito

Segunda-feira, 23 de Novembro de 2015
GONDEMARIA PROMOVE COLHEITA BENÉVOLA DE SANGUE

12

10

IMG_3666

IMG_3698

IMG_3702



publicado por Carlos Gomes às 22:20
link do post | favorito

Sexta-feira, 20 de Novembro de 2015
OURÉM PROMOVE ESCLARECIMNTO SOBRE ESCLEROSE MÚLTIPLA

Sessão de esclarecimento sobre Esclerose Múltipla em Ourém

A Associação MEMMT – Movimento Esclerose Múltipla do Médio Tejo, em colaboração com o Município de Ourém, vai realizar uma sessão de esclarecimento sobre Esclerose Múltipla no próximo dia 28 de novembro, às 16.00h, no auditório do edifício dos Paços do Concelho.

A sessão tem como objetivo esclarecer doentes, familiares, cuidadores e população em geral e contará com a presença de Isabel Ambrósio, neurologista do Centro Hospitalar Médio Tejo. A Esclerose Múltipla é uma doença crónica, inflamatória e degenerativa, que afeta o Sistema Nervoso Central.

A entrada na sessão é livre.


tags: ,

publicado por Carlos Gomes às 15:40
link do post | favorito

Segunda-feira, 16 de Novembro de 2015
GONDEMARIA PROMOVE RECOLHA BENÉVOLA DE SANGUE E MEDULA OSSEA



publicado por Carlos Gomes às 15:32
link do post | favorito

Sexta-feira, 23 de Outubro de 2015
UTENTES RECLAMAM MAIS PROFISSIONAIS DA SAÚDE NO MÉDIO TEJO


tags: ,

publicado por Carlos Gomes às 12:46
link do post | favorito

Segunda-feira, 7 de Setembro de 2015
OUREENSES DOAM SANGUE E MEDULA ÓSSEA EM GONDEMARIA



publicado por Carlos Gomes às 19:18
link do post | favorito

Quinta-feira, 30 de Julho de 2015
LEI QUE ATRIBUI MÉDICO DE FAMÍLIA A TODAS AS CRIANÇAS É DA AUTORIA DO PARTIDO “OS VERDES” E FOI ONTEM PUBLICADA EM DIÁRIO DA REPÚBLICA

Nota de imprensa sobre a Lei que atribui médico de família a todas as crianças

Foi ontem publicada a Lei 79/2015 que atribui médico de família a todas as crianças. O Governo tinha assumido o compromisso nesta legislatura de atribuir médico de família a todos os portugueses, mas não o cumpriu.

image001

Os órgãos de comunicação social divulgam hoje a publicação da referida Lei mas, injustamente, não referem que a autoria é dos Verdes, cujo Grupo Parlamentar tomou a iniciativa de apresentar, discutir e levar a votação na Assembleia da República, uma iniciativa legislativa. Apesar do compromisso assumido, nem o Governo nem a maioria PSD/CDS tiveram a iniciativa de concretizar a proposta no Parlamento.

Os Verdes avançaram com a apresentação do referido Projeto de Lei, o qual dá um passo assinalável para a garantia do acesso e de acompanhamento na área da saúde.



publicado por Carlos Gomes às 21:53
link do post | favorito

Sábado, 27 de Junho de 2015
UTENTES DA SAÚDE DO MÉDIO TEJO FAZEM VIGÍLIA EM TORRES NOVAS E PROTESTAM CONTRA A CRIAÇÃO DO GRUPO HOSPITALAR DO RIBATEJO

Os Utentes da Saúde do Médio Tejo que ontem realizaram uma vigília de protesto em Torres Novas, manifestando-se contra a criação do Grupo Hospitalar do Ribatejo e exigindo a manutenção das valências hospitalares nos hospitais da região – Torres Novas, Tomar e Abrantes – e a melhoria dos serviços nos Centros e Extensões de Saúde, mormente em Ourém, aprovaram a moção que a seguir se transcreve.

00 foto2

MOÇÃO

Considerando que a vida provou que as sucessivas “reorganizações” do Centro Hospitalar do Médio Tejo e do ACES Médio Tejo, nos últimos anos trouxeram mais sofrimento e ansiedade a cada vez mais pessoas na Região.

Considerando que piorou o acesso aos cuidados de saúde, a concentração de serviços não correspondeu a mais qualidade, as distâncias que doentes e familiares têm de percorrer implicam mais sofrimento físico e mais despesas.

Considerando que cada vez há mais utentes sem médico de família (mais 5 500 nos últimos seis meses) e que faltam recursos humanos, equipamentos e outro material nas unidades de saúde.

Considerando que a tentativa de criar um Grupo Hospitalar do Ribatejo (que inclua os 4 hospitais do distrito de Santarém) é um processo com que o Governo, antes das eleições, quer empurrar para os utentes os problemas que criou com as “reorganizações” dos cuidados hospitalares e nos Centros de Saúde.

Os cidadãos do Médio Tejo reunidos na VIGILIA POPULAR, no dia 26 de Junho de 2015, em TORRES NOVAS decidem:

Reafirmar que o Centro Hospitalar do Médio Tejo deve estar ao serviço da população numa lógica de complementaridade e equilíbrio regional, sendo para isso fundamental um programa excepcional de contratação de pessoal e a revisão das condições de financiamento.

Reivindicar nos hospitais de Torres Novas, Tomar e Abrantes: Melhor serviço de urgência! Medicina Interna, Cirurgia e Pediatria! Valorização das valências existentes!

Afirmar a necessidade da melhoria dos serviços nos Centros e Extensões de Saúde, nomeadamente com a contratação de mais profissionais, e a sua articulação com os Cuidados Hospitalares e Cuidados Continuados.

Recusar a criação de um Grupo Hospitalar do Ribatejo que mais não visa que o encerramento de especialidades (p.e. maternidade, ortopedia), resultando daí a dispensa de trabalhadores e cuidados de saúde mais longe, mais caros e com menos qualidade.

Manifestar a sua disponibilidade para, em conjunto com todos os cidadãos e entidades interessadas, continuar a luta por cuidados de saúde de proximidade e qualidade.

00 foto1



publicado por Carlos Gomes às 09:01
link do post | favorito

Quinta-feira, 25 de Junho de 2015
SOBRE A TENTATIVA DECRIAÇÃO DO GRUPO HOSPITALAR DO RIBATEJO: MENOS SERVIÇOS, CUIDADOS DE SAÚDE MAIS LONGE NÃO OBRIGADO!

A tentativa de criar um Grupo Hospitalar do Ribatejo (que inclua os 4 hospitais do distrito de Santarém) é um processo com mais de um ano, a que o Governo parece estar a dar muita importância pois tenta, antes das eleições, empurrar para utentes os problemas que criou com as “reorganizações” dos cuidados hospitalares e nos Centros de Saúde no distrito e na zona de Lisboa.

Este assunto já mereceu decisões/intervenções/desmentidos do Ministro da Saúde, de dois Secretários de Estado, do Presidente da ARSLVT e de administradores hospitalares em prol da solução “grupo hospitalar”. Contra esta “ideia” estiveram/estão as estruturas de utentes, que desde a primeira hora denunciaram e mobilizaram outros (autarcas, deputados), pois consideram que a criação de nova organização hospitalar é mais uma peça da aplicação da Portaria 82/2014 que, lembre-se, visa reforçar o encerramento de valências (p.e. maternidade, ortopedia) em todos os hospitais, obrigando os utentes a percorrer mais distâncias e ter mais gastos. E os exemplos de concentração de serviços conhecidos no distrito têm, na generalidade, piorado a qualidade dos cuidados de saúde.

Há uma agenda escondida para a proposta governamental. Para adquirir medicamentos e serviços mais baratos, já há uma “central de compras”. O que pretendem é reduzir serviços para ultrapassar a incapacidade de recrutamento de recursos humanos e da valorização de instalações e equipamentos. Temos de exigir medidas excepcionais para atrair médicos e acabar com o subfinanciamento das unidades de saúde. As deficientes condições de funcionamento dos hospitais e os 70 000 utentes sem médico de família só contribuem para piorar as condições de vida das populações.

Vamos resistir!

Já na próxima sexta, 26 de Junho, a partir das 20,30 horas, em Torres Novas/Médio Tejo, (estão em estudo iniciativas semelhantes para Tomar e Abrantes) haverá uma VIGILIA POPULAR em defesa do CHMT, reivindicando nos três hospitais MELHOR FUNCIONAMENTO DA URGÊNCIA, MEDICINA INTERNA, CIRURGIA e PEDIATRIA, assim como a valorização das valências existentes em cada um deles. Defende-se ainda: Cuidados de Saúde de proximidade e qualidade! Melhoria dos Centros de Saúde e Cuidados Continuados em articulação com os cuidados hospitalares!

Também para Santarém foi convocada uma Vigília. Será no dia 13 de Julho, a partir das 20,30 horas, frente ao Hospital. Será uma iniciativa de rejeição do anunciado Grupo Hospitalar do Médio Tejo e reivindicando para o Hospital Distrital de Santarém mais profissionais, a manutenção e valorização das especialidades existentes, uma lógica de cuidados de saúde de qualidade e proximidade.

O Secretariado do MUSP SANTARÉM


tags: ,

publicado por Carlos Gomes às 11:05
link do post | favorito

UTENTES DA SAÚDE REALIZAM VIGÍLIA EM TORRES NOVAS



publicado por Carlos Gomes às 00:35
link do post | favorito

Sábado, 20 de Junho de 2015
UTENTES DA SAÚDE REALIZAM VIGÍLIA DE PROTESTO



publicado por Carlos Gomes às 21:17
link do post | favorito

Sábado, 13 de Junho de 2015
UTENTES DA SAÚDE FAZEM VIGÍLIA EM TOMAR

COMUNICADO

A Comissão de Utentes de Serviços Públicos do concelho de Tomar, reunida em 11 de Junho de 2015, decidiu:

  1. Manifestar a sua preocupação face ao nível deprestação de cuidados hospitalares. A abertura de um novo serviço de apoio à atividade cirúrgica e um serviço pediátrico no hospital de dia de diabetes, não consegue de forma alguma fazer esquecer as insuficientes condições em que funcionam os serviços de urgência e a ausência de internamento de medicina interna. Assim, urge dotar a urgência de mais meios humanos, definir circuitos inter-hospitalares e abrir o serviço de internamento da medicina interna, reivindicado e subscritos por mais de 20 000 assinaturas em abaixo-assinados entregues no Ministério da Saúde.
  2. Acompanhar de forma interessada e participativa a representação dos utentes no futuro Conselho Consultivo do CHMT e os contatos com o Conselho de Administração do CHMT, como recentemente sucedeu, onde informámos da necessidade de melhorar os serviços hospitalares em Tomar, mesmo se para tal sejam necessárias medidas de exceção para recrutar recursos humanos, nomeadamente médicos.
  3. Organizar uma vigília, frente ao Hospital de Tomar, em data a definir, em defesa de melhores serviços de urgência, a abertura do internamento de medicina interna e a articulação com os centros de saúde.
  4. Reafirmar publicamente o interesse da Comissão em reunir com o vereador da Educação, no sentido de debater acarta educativa do concelho. Também, reafirmamos a necessidade de reunir com a Comissão de Saúde da Assembleia Municipal, para debater as questões relacionadas com o hospital de Tomar.
  5. Salientar a preocupação com aexistência e introdução de novas portagens na A13, o que é mais um obstáculo à mobilidade de um revês para a coesão territorial e  o desenvolvimento socioeconómico do concelho e da região.
  6. A Comissão de utentes marcou nova reunião para dia 16 de julho de 2015 (na junta de freguesia de Santa Maria dos Olivais a confirmar), na qual podem participar todos os interessados, ficando a coordenação responsável pelo acompanhamento da prestação de serviços públicos até à data da reunião.
  7. Saudar todos os participantes na festa dos tabuleiros, iniciativa que é um verdadeiro serviço público na afirmação e defesa das tradições culturais e populares.  

A Comissão de Utentes de Serviços Públicos de Tomar



publicado por Carlos Gomes às 14:58
link do post | favorito

UTENTES DA SAÚDE REALIZAM VIGÍLIA DE PROTESTO



publicado por Carlos Gomes às 10:36
link do post | favorito

Terça-feira, 9 de Junho de 2015
UTENTES DA SAÚDE REALIZAM VIGÍLIA DE PROTESTO



publicado por Carlos Gomes às 21:58
link do post | favorito

Quinta-feira, 4 de Junho de 2015
UTENTES DA SAÚDE REALIZAM VIGÍLIA DE PROTESTO EM TORRES NOVAS



publicado por Carlos Gomes às 22:18
link do post | favorito

Quinta-feira, 28 de Maio de 2015
UTENTES DA SAÚDE DO MÉDIO TEJO REÚNEM COM ENTIDADES DA REGIÃO

A Comissão de Utentes da Saúde do Médio Tejo (e outras estruturas de utentes), preocupada com a prestação de cuidados de saúde na Região, reuniu com Conselho de Administração do CHMT e Comunidade Intermunicipal do Médio Tejo.

Na sequência da recolha de mais de 20000 (vinte mil) assinaturas de cidadãos do Médio Tejo solicitou-se uma reunião ao Conselho de Administração do Centro Hospitalar do Médio Tejo.

Na opinião da Comissão de Utentes da Saúde do Médio Tejo e das outras estruturas de utentes estão criadas as condições para que se possam dar passos seguros para a concretização dos objectivos reivindicados pelas populações:melhor funcionamento da urgência e a existência da medicina interna, pediatria e cirurgia nas três unidades do CHMT e o desenvolvimento das especialidades já existentes em articulação com os cuidados de saúde primários/centros de saúde.

Embora continuemos a considerar que estas questões deveriam ser debatidas em sede de Conselho Consultivo (que não existe) propusemos ao CA a organização de um fórum onde estivessem representadas as diversas entidades interessadas na prestação de cuidados de saúde (unidades de saúde, autarquias, profissionais, ordens e sindicatos, ligas amigos, utentes, bombeiros,…) com o objectivo de definir as linhas gerais de organização dos cuidados de saúde, permitindo que de forma multilateral se esclarecessem muitas informações contraditórias e se pudesse reconquistar a “simpatia” das populações com medidas claras e viáveis.

Aproveitamos a oportunidade para referir algumas questões preocupantes, como o atraso na contratação de médicos que poderá inviabilizar a melhoria e a continuação de alguns serviços, a deslocação de serviços entre unidades hospitalares, o aumento da lista de espera cirúrgica, a incidência das infecções hospitalares e a perspectiva de aplicação da Portaria 82/2014, assim como, a criação do agrupamento hospitalar no distrito.

Na Comunidade Intermunicipal do Médio Tejo transmitimos a nossa preocupação com a falta de médicos de família em alguns concelhos, situação que se poderá agravar com as férias de verão, sugerindo que as autarquias reforcem a pressão junto do Ministério para que sejam tomadas algumas medidas de carácter excepcional para resolver o assunto.

Relatamos as nossas propostas, feitas anteriormente ao CA do CHMT, sobre a organização dos cuidados hospitalares e a organização de um fórum, assim como referimos mais uma vez a nossa preocupação com a falta de trabalhadores nos serviços de saúde, especialmente médicos. Sem profissionais de saúde não se pode garantir a proximidade de cuidados. As populações ficam mais desprotegidas.

Manifestámos a nossa disponibilidade para colaborar na elaboração da “Carta de Saúde da Região do Médio Tejo”, iniciativa da CIMT.

Comissão de Utentes da Saúde do Médio


tags: ,

publicado por Carlos Gomes às 21:04
link do post | favorito

Sábado, 23 de Maio de 2015
UTENTES DA SAÚDE SENSIBILIZAM AUTARCAS

Comissão de Utentes da Saúde do Médio Tejo reúne com a Comunidade Intermunicipal

A Comissão de Utentes da Saúde do Médio Tejo reúne com a Comunidade Intermunicipal do Médio Tejo, em Tomar, no próximo dia 28 de Maio, pelas 14 horas.

Segundo aquela entidade, passaram mais de três anos deste Governo com o mesmo Ministro da Saúde e os problemas de acesso a cuidados de saúde não foram resolvidos, verificando-se em alguns casos um claro retrocesso o que, em épocas de crise, acarretam mais despesas e mais sofrimento para doentes e famílias.

Entendem as estruturas de utentes que é tempo de agregar boas vontades não só para evitar a contínua degradação em alguns serviços, como reivindicar uma nova organização das unidades de saúde que responda às necessidades das populações.

Sabendo da decisão da CIMT de elaborar uma “carta de saúde”, as estruturas de utentes solicitaram uma reunião com a CIMT com o objetivo de transmitir as suas propostas para o sector da saúde na Região do Médio Tejo.


tags: ,

publicado por Carlos Gomes às 18:24
link do post | favorito

Terça-feira, 7 de Abril de 2015
OURÉM DIVULGA FORMA DE VIVER BEM COM PARKINSON

Divulgação: "Viva Bem com Parkinson" - 12 de abril - 14h30 - auditório Paços do Concelho

O Município de Ourém e a Associação Portuguesa de Doentes de Parkinson vão levar a cabo uma Sessão de Esclarecimento intitulada "Viva Bem com Parkinson", no próximo dia 12 de Abril (domingo), pelas 14h30, do auditório do edifício dos Paços do Concelho de Ourém.

Esta atividade está associada à comemoração do dia Mundial da Doença de Parkinson, onde a Delegação do Médio Tejo vai estar presente com os seguintes oradores:

Isabel Ambrósio - Médica Neurologista do Centro Hospitalar do Médio Tejo

Francisco Lourenço - Delegado Médio Tejo da Associação Portuguesa de Doentes de Parkinson.


tags: ,

publicado por Carlos Gomes às 23:16
link do post | favorito

Quarta-feira, 1 de Abril de 2015
OURÉM COMEMORA DIA MUNDIAL DA CONSCIENCIALIZAÇÃO DO AUTISMO

A Câmara Municipal de Ourém vai associar-se amanhã, dia 2 de abril, às comemorações do Dia Mundial da Consciencialização do Autismo 2015 e ao movimento “Light it Up Blue” – uma iniciativa a nível mundial que engloba um conjunto de ações simbólicas de sensibilização da comunidade para a questão do Autismo.

Imagem 009

Assim, o edifício da Câmara ficará iluminado de azul, sob o slogan europeu de 2015 Stop Discriminação, com o objectivo de consciencializar os Munícipes para a doença do autismo e a importância da não discriminação.

Autismo-2abril


tags: ,

publicado por Carlos Gomes às 22:50
link do post | favorito

Quinta-feira, 26 de Fevereiro de 2015
MÉDICOS DENTISTAS EM OURÉM JÁ NÃO LEMBRAM OS BARBEIROS-CIRURGIÕES DE OUTROS TEMPOS

Quem atualmente recorre ao médico dentista para proceder à prevenção ou tratamento de patologias orais e maxilares com vista à manutenção da saúde, higiene bocal e integridade dos seus dentes, está longe de imaginar os sacrifícios a que o paciente era outrora forçado a submeter-se, devendo-se o facto à extraordinária evolução da medicina dentária, sobretudo a partir do século passado.

11005531_10152532918981525_379669135_n

Até ao século XIX, a atividade de dentista era exercida pelo barbeiro-sangrador que, munido de bisturi, cortava a veia e fazia a sangria, sarjava, lancetava, aplicava bichas e ventosas e arrancava dentes, para além de fazer a barba e cortar o cabelo aos seus clientes. Como ferramentas do ofício utilizavam navalha, pente, tesoura, lanceta, ventosa, sabão, pedra de amolar, bacia de cobre, escalpelo, boticão, escarificador, turquês e… a sanguessuga!

11028518_10152532918521525_89083945_o

A extração dos dentes era feita sem anestesia em virtude desta ainda não ter sido inventada. Faziam curativo de fístulas dentárias, tratamento das cáries com aplicação de remédios tópicos.

Até ao século XVII, os dentes postiços com que se procedia à substituição dos naturais eram humanos ou produzidos em osso, marfim ou massa endurecida e presos àqueles com grampos de metal. Apenas dois séculos mais tarde, passaram a ser produzidos os dentes de porcelana e passou a aplicar-se pivôs e dentaduras e a fazer-se o preenchimento das cáries com chumbo.

11007556_10152532919726525_686680246_n

Apesar da aparente rudeza com que a profissão era exercida, o ofício de barbeiro-sangrador estava regulamentado e aqueles que o exerciam eram, pelo menos até ao século XVI, obrigados a exercer a profissão durante dois anos no Hospital Real de Todos-os-Santos a fim de conseguirem a carteira profissional que lhes era passada pelo cirurgião-mor.

602701_595346397158414_255697309_n

Um autêntico pavor invadia qualquer pessoa perante a simples ida ao dentista, tal era a forma brutal com que o paciente era antes tratado. Porém, o desenvolvimento dos conhecimentos técnicos e a forma de atendimento e tratamento alteraram profundamente esta atividade, vencendo a barreira do medo que antes lhe estava associada. Acresce ainda o facto de os pacientes serem frequentemente atendidos por jovens e belas dentistas brasileiras que, sem desprimor para as portuguesas, para além da sua natural simpatia, ainda os recebem em magníficos aposentos palacianos. Que o digam os oureenses que entregam os cuidados a ter com os seus dentes à médica dentista Marina Mourão Ferreira, uma jovem dentista oriunda do Estado de Minas Gerais, no Brasil, que escolheu Ourém para viver e exercer a sua profissão, também conhecida pelo seu talento artístico.

10985337_1094358617257187_3201438259171396839_o

Sob a sua direção, a clínica médico-dentária Aliança Médica Lda oferece em Ourém e em Caxarias aos oureenses um vasto leque de especialidades, desde a medicina dentária à fisioterapia e à terapia da fala, da nutrição e dietética à psicologia educacional, tencionando ainda vir a alargar a sua atividade a outras especialidades médicas, esperando para isso vir a contar com a colaboração de outros profissionais.

Carlos Gomes

11023809_1094358343923881_6750938375405091020_n

11014730_10152532923186525_630259177_n



publicado por Carlos Gomes às 23:11
link do post | favorito

Quarta-feira, 28 de Janeiro de 2015
FREIXIANDA REALIZA COLHEITA BENÉVOLA DE SANGUE E MEDULA ÓSSEA



publicado por Carlos Gomes às 00:00
link do post | favorito

Sábado, 24 de Janeiro de 2015
FREIXIANDA REALIZA COLHEITA BENÉVOLA DE SANGUE E MEDULA ÓSSEA



publicado por Carlos Gomes às 19:46
link do post | favorito

mais sobre mim
pesquisar
 
Julho 2018
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
14

15
16
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


posts recentes

PAN QUER MELHORAR CONDIÇÕ...

PAN QUESTIONA GOVERNO SOB...

OUREENSES DEBATEM SAÚDE M...

PORQUE É O PARTIDO COMUNI...

OURÉM PROMOVE AÇÃO DE SEN...

ALVAIAZERENSES FAZEM COLH...

ALVAIÁZERE DESMISTIFICA O...

ESTUDO REVELA QUE 62% DOS...

APCOI E HOLMES PLACE UNEM...

FREIXIANDA REALIZA COLHEI...

ACESSO AOS SERVIÇOS DE SA...

PAN QUER PROIBIR O USO DO...

SOCIALISTAS DE OURÉM SAÚD...

MÃES DE OURÉM CAMINHAM AM...

MÃES DE OURÉM CAMINHAM PO...

MÃES DE OURÉM CAMINHAM EM...

MÃES DE OURÉM CAMINHAM PO...

MÃES DE OURÉM CAMINHAM EM...

MÃES DE OURÉM CAMINHAM EM...

FEIRA INTERNACIONAL DE LI...

FEIRA INTERNACIONAL DE LI...

OURÉM REALIZA CAMPANHA DE...

FEIRA INTERNACIONAL DE LI...

OUREENSES EM GONDEMARIA F...

OUREENSES FAZEM RECOLHA B...

OUREENSES EM GONDEMARIA F...

OUREENSES EM GONDEMARIA D...

PARTIDO PAN AGUARDA RESPO...

ASSOCIAÇÃO ABRAÇO COMEMOR...

GONDEMARIA PROMOVE COLHEI...

OURÉM PROMOVE ESCLARECIMN...

GONDEMARIA PROMOVE RECOLH...

UTENTES RECLAMAM MAIS PRO...

OUREENSES DOAM SANGUE E M...

LEI QUE ATRIBUI MÉDICO DE...

UTENTES DA SAÚDE DO MÉDIO...

SOBRE A TENTATIVA DECRIAÇ...

UTENTES DA SAÚDE REALIZAM...

UTENTES DA SAÚDE REALIZAM...

UTENTES DA SAÚDE FAZEM VI...

UTENTES DA SAÚDE REALIZAM...

UTENTES DA SAÚDE REALIZAM...

UTENTES DA SAÚDE REALIZAM...

UTENTES DA SAÚDE DO MÉDIO...

UTENTES DA SAÚDE SENSIBIL...

OURÉM DIVULGA FORMA DE VI...

OURÉM COMEMORA DIA MUNDIA...

MÉDICOS DENTISTAS EM OURÉ...

FREIXIANDA REALIZA COLHEI...

FREIXIANDA REALIZA COLHEI...

arquivos

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

tags

todas as tags

links
Twitter
blogs SAPO
subscrever feeds